Página inicial

Como atiçar a brasa

 


maio 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            
Pesquise em
Como atiçar a brasa:

Arquivos:
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

abril 15, 2020

Cancelada, SP-Arte informa que só devolverá um terço do investimento de galeristas por Clara Balbi, Folha de S. Paulo

Cancelada, SP-Arte informa que só devolverá um terço do investimento de galeristas

Matéria de Clara Balbi originalmente publicada no jornal Folha de S. Paulo em 6 de abril de 2020.

Comunicado pegou setor de surpresa; aluguel de um estande pode custar até R$ 100 mil

A SP-Arte comunicou aos galeristas que participariam da feira este ano que não ressarcirá integralmente o investimento deles na feira. Programado para o início deste mês, entre os dias 1º e 5 de abril, o evento foi suspenso por causa da pandemia do novo coronavírus.

Segundo um email enviado às galerias nesta quinta (9), apenas um terço dos pagamentos pelo aluguel dos estandes e por serviços extras serão devolvidos até o fim do mês.

Outro terço será retido para pagar a montagem do evento, que já tinha iniciado quando as medidas de distanciamento social começaram a ser decretadas no país.
 
A organização lista no texto gastos com, por exemplo, oito quilômetros de paredes construídas, 3.000 lâmpadas de LED e a aquisição das madeiras para construção dos estandes. Eles ainda afirmam que perderam a maioria dos patrocínios e, é claro, a receita da bilheteria.

O terço final será abatido da participação das galerias na feira do ano que vem.

O comunicado pegou de surpresa o setor –outras feiras internacionais suspensas por causa da pandemia, como a Art Basel Hong Kong, que aconteceria em março, ou a Frieze, em Nova York, prevista para maio, devolveram valores de maneira integral. Outras ainda negociam novas datas de realização. O aluguel de um estande na SP-Arte custa, em média, R$ 50 mil, e pode chegar aos R$ 100 mil.

Galeristas questionam se o seguro da feira não cobre uma situação como a do coronavírus. No ano passado, uma tempestade alagou parte do evento, mas a apólice cobriu o prejuízo dos estandes atingidos.

Eles também consideram exagerada a retenção de um terço do investimento para cobrir uma futura participação na feira, diz Thiago Gomide, da Bergamin & Gomide.

"Ninguém quer a SP-Arte endividada. Queremos ela como uma locomotiva do setor. Mas também estamos sem grana, pois não há ambiente de negócios algum [durante a pandemia]. Tem que haver um diálogo para que todos sofram o mínimo possível", ele afirma. "Podemos jogar uma boia salva-vidas, mas não um bote."

Gomide diz que a maior preocupação agora é com as galerias menores, para quem a devolução integral do investimento na feira pode significar uma sobrevida durante a pandemia. Ele diz que ele e representantes de casas estabelecidas buscam negociar com a organização para tornar menores os impactos financeiros dos espaços mais frágeis.

Um galerista que preferiu não se identificar avalia, no entanto, que a unilateralidade com a qual a feira soltou o comunicado explora justamente a desunião do setor. Ele afirma que a feira não teria uma atitude tão dura se acreditasse que as galerias conversam entre si, ou que a Abact, a Associação Brasileira de Arte Contemporânea, a confrontaria.

A organização da SP-Arte informa que está negociando com as galerias de forma individual e que conversa com as associações pertinentes.

Já a Abact diz que ainda está discutindo o tema com seus membros e que deve anunciar uma posição na semana que vem.

Posted by Patricia Canetti at 3:44 PM