Página inicial

Como atiçar a brasa

 


outubro 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      
Pesquise em
Como atiçar a brasa:

Arquivos:
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

setembro 27, 2018

Mostra em homenagem a Antonio Dias reúne 58 obras do acervo do MAM por Nelson Gobbi, O Globo

Mostra em homenagem a Antonio Dias reúne 58 obras do acervo do MAM

Matéria de Nelson Gobbi originalmente publicada no jornal O Globo em 22 de setembro de 2018.

'O ilusionista' ressalta a relação entre o museu e o artista paraibano, morto em agosto

RIO — A profunda relação de Antonio Dias (1944-2018) e o Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio, marcada por individuais e pela participação em mostras emblemáticas, como “Opinião 65”, é ressaltada pelo número de obras do artista pertencentes à instituição. Todos os 58 trabalhos da panorâmica “Antonio Dias: o ilusionista”, que será inaugurada hoje, às 15h, fazem parte da Coleção Chateaubriand, mantida em comodato desde 1993, ou do próprio acervo do museu.

Este conjunto já era analisado pelos curadores Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes para a programação de 2019, quando a notícia da morte de Dias (em 1º de agosto, aos 74 anos, em decorrência de um tumor no cérebro) fez com que a homenagem fosse adiantada. As obras ocupam parte do terceiro andar, espaço dedicado a mostras de longa duração com o acervo do museu, como a coletiva “Alucinações à beira-mar”, em cartaz desde o ano passado e que incluía obras de Dias.
Antonio Dias, em 2014: artista morreu aos 74 anos, em decorrência de um tumor no cérebro - Camilla Maia

— Para o ano que vem, pensávamos em voltar a fazer individuais de artistas com forte presença no acervo, como Antonio Dias. Com a notícia de sua morte, abrimos espaço na programação para esta homenagem — conta Fernanda.

A mostra cria relações entre diferentes fases e linguagens exploradas pelo paraibano, que iniciou sua carreira no Rio, antes de se mudar, na década de 1960, para Paris e Milão. A panorâmica pega emprestado o título de uma acrílica sobre tela de 1974.

— Os títulos dele reforçavam a dimensão poética de suas obras, além de estabelecerem relações com a própria história da arte — observa Cocchiarale. — Se pensarmos nas técnicas desenvolvidas para criar perspectiva e volume numa tela plana, o artista não deixa de ser um ilusionista. O título abre várias possibilidades de leitura.

Compreendendo a produção de Dias entre 1961 e 1983, a mostra inclui ainda material documental e retratos do artista assinados por nomes como Carlos Vergara, Ivan Cardoso e Roberto Magalhães.

— O conjunto aponta para a independência que Dias manteve em sua produção, transitando entre várias linguagens. E, ao mesmo tempo, reforça a visão crítica sempre presente em sua obra , assim como nas de artistas de sua geração — conclui Fernanda.

Antonio Dias: o ilusionista

Onde: MAM — Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo (3883-5600). Quando: Ter. a sex., 12h às 18h; sáb., dom. e fer., 11h às 18h. Abertura hoje, às 15h. Até 11/11. Quanto: R$ 14. Classificação: Livre.

Posted by Patricia Canetti at 9:17 AM