Página inicial

Como atiçar a brasa

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Como atiçar a brasa:

Arquivos:
As últimas:
 

dezembro 12, 2008

Abaixo-Assinado: Libertem A Pichadora Caroline Pivetta Da Mota

Destinatário: Fundação Da Bienal De São Paulo E Ministério Público Do Estado De São Paulo

No dia da abertura da 28ª Bienal de Artes de São Paulo, 40 pichadores entraram no Pavilhão e "atacaram" com seu design gráfico todo particular o segundo andar o prédio, o local que estava o chamado "vazio" proposto pela curadoria que consistia de paredes e pilastras brancas. Na ocasião, a pichadora Caroline Piveta Mota foi a única detida sob a alegação de depredar o patrimônio público. Acusada de se associar a "milicianos" para "destruir as dependências do prédio", a jovem continua presa.

O que nós, agentes culturais, estranhamos é que existe um paradoxo nesse caso, pois se trata de patrimônio público, mas também de uma mostra de arte contemporânea, local propício para esse tipo de manifestação desde o começo do século 20.

Como escreveu o professor e artista Artur Matuck: "As paredes foram pichadas e repintadas e a mostra não foi prejudicada. Independente da discussao estética, se a pichaçao é ou não arte, se se justifica ou não, a atuação deste grupo ao invadir o prédio da Bienal com um grupo de pichadores, foi também um ato expressivo, foi inequivocamente uma manifestaçao cultural. [...] Uma discussão ampla e bem informada sobre o fenômeno cultural da pichaçao é relevante desde que na medida em que não é validado enquanto expressao artistica pode ser considerado como vandalismo e justificar repressão".

Repressão essa que faz Caroline estar presa até hoje e ainda pegar uma pena de 3 anos.
Por isso pedimos: LIBERTEM A PICHADORA CAROLINE PIVETTA DA MOTA!

To: Fundação Da Bienal De São Paulo And The Public Prosecutor’s Office Of The State Of São Paulo

On the day of the opening of the 28th São Paulo Biennial, 40 pichadores (taggers) entered the Pavilion and ‘attacked’ the second floor of the building with their particular graphic designs. The second floor hosted the so-called ‘void’ proposed by the curators and it consisted of while walls and pillars. At the occasion, the tagger Carolina Pivetta Mota was the only person to be arrested under the allegation of vandalizing a public heritage site. Accused of associating with ‘militia men’ in order to ‘destroy the building’, the young girl is still imprisoned.

We believe there is a paradox in this case, for although the pavilion is indeed a cultural heritage site, it also hosted a contemporary art exhibition, which has been a suitable setting for this type of manifestation since the early 20th century.

As professor and artist Artur Matuck wrote: ‘The walls were tagged and subsequently repainted and the show was not negatively affected. Leaving aside any aesthetic debate – whether tagging is art or not, if it is justified or not – the action of the group of taggers that invaded the Biennial building was also an expressive act, it was undoubtedly a cultural manifestation. […] An ample and well informed discussion about tagging as a cultural phenomenon is relevant insofar as it is not validated as an artistic expression and can be considered as vandalism, justifying repression’.

It is because of this type of repression that Caroline is still in prison and runs the risk of being condemned to 3 years in jail.

This is why we ask: FREE THE PICHADORA CAROLINE PIVETTA DA MOTA!

Para Assinar Clique aqui

Posted by Gabriela Miranda at 11:12 AM | Comentários(7)
Comments

Aconteceu uma coisa estranha no meu blog no exato momento em que eu postava um texto do Edson Barrus no meu blog, a Pivetta pixou meu blog, foi esta minha sensação, como ela conseguiu isso?
Amei

http://josecarloslima.blogspot.com/2008/12/edson-no-sei-o-que-aconteceu-minutos.html#links

Posted by: jose carlos lima at dezembro 15, 2008 10:34 AM


Karin Schneider em repasse de Artur Barrio

Eu proponho que um grupo de artistas
e intelectuais brasileiros se organizem para abrir uma conta em um banco,
contratar e pagar um excelente advogado para defender
Caroline Piveta da Mota. Ela precisa de ajuda jurídica.
Eu acabo de ler as declaraçoes do presidente da Bienal e de Ivo Mesquita e eles
nao estao dispostos a fazer nenhuma intervençao no caso. Nós
precisamos nos organizar e lutar na justiça contra esse tipo de repressao.
Isso é muito sério.

Karin Schneider

Posted by: Artur Barrio at dezembro 18, 2008 9:38 AM

TEM QUE MOFAR NA CADEIA SIM, NINGUEM MANDOU SER BURRA EM QUERER FAZER FAZER MERDA, PRA SE APARECER DIANTE DE AMIGAS OU PRA PROVAR PRO SUPOSTO NAMORADINHO (EMO,PUNK,OU QUALQUER OUTRO ROTULO QUE DESEJE TER)QUE ELA É "FODONA", "SABE FAZER AS COISAS", ETC
DIZER QUE TRABALHA COM ARTE, NÃO MERECE COMENTARIO.COMETER DELITOS DE PIXAÇÃO E DIZER "SOU ARTISTA PLASTICO", "SOU GRAFITEIRO", "SOU ARTESÃO", VAI ACABAR VIRANDO MODA PRA NÃO SER PRESO, BOM COMO TRAFICANTES FAZEM, "SOU USURAIO" E O SAFADO ESTA COM KILOS DO PRODUTOS.

SERA QUE A "MULECADA" DE HOJE É MAIS BURRA QUE AS ANTIGAS, NÃO SABEM QUE PRA FAZER ALGO EM QUALQUER CITUAÇÃO QUE SEJA TEM QUE SER OS MELHORES, OU "RODA", OU "A CASA CAI".
FICAR PEDINDO PRA MINISTROS, VEREADORES, PREFEITOS, DEPUTADOS, GOVERNADORES, QUE LIBERTEM É NO MINIMO SE REBAIXAR A MENOS DE ESTRUME, A MERDA ESTA FEITA ASSUMA E AGUENTE AS CONSEQUENCIAS, AI VEM AS ONGS DE DIREITOS HUMANOS, SÃO UMA CAMBADA DE PESSOAS QUE NÃO TEM MAIS O QUE FAZER E FICAM SE METENDO ONDE NÃO SAO CHAMADOS , BEM COMO PESSOAL DE SINDICATOS, A HORA QUE O BIXO NÃO FICA UM PRA SUSTENTAR O QUE DISSE.
AI PODE VIR OUTROS MAL INFORMADOS DIZENDO QUE E OS POLITICOS, OS CORRUPTOS NÃO ACONTECEM NADA COM ELES E CONSEGUEM LIBERDADE PROVISÓRIA FACIL....A RESPOSTA É SIM, ESTUDO E DINHEIRO FAZEM DIFERENÇA, PORTANTO AO INVES DE MATAREM AULA, GASTAR DINHEIRO DE "MESADINHA" OU DE PEQUENOS FURTOS COM TINTAS, E IR VANDALIZAR EM HORARIO QUE DEVERIAM ESTAR TRABALHANDO, ESTUDANDO, OU PRODUZINDO ALGUM TRABALHO SOCIAL, ISTO SIM SERIA UM ATO DE PROTESTO.

E AGORA DEPOIS DE TUDO ISTO O QUE VAI ACONTECER COM ESTA PESSOA, VAI RECEBER UM CONVITE PARA POUSAR NUA OU FAZER ALGUM FILME PORNOGRAFICO.

SE ELA QUERIA FAMA, RECONHECIMENTO POR ALGUM FEITO, DEU CERTO.

Posted by: AUGUSTO at dezembro 19, 2008 8:56 AM

Eu ia até escrever meu próprio comentário, mas após ler o do Augusto desisti, pois concordo plenamente com o que ele escreveu.
Fez merda, tem que se foder!!!

Posted by: Luckaus at dezembro 19, 2008 10:33 AM

eu não concordo com o que o tal augusto escreveu, sou atista plastica a 11 anos e acho que a pichação é sim uma forma de expressão e porque não um protesto na propria bienal? um lugar fechado para a arte sim, e que uma tinta braca não resolva. vandalismo? mas a arte não vem exatamente quebrar com a mesmisse, com o convencional? mais convencional do que exposição de arte? e alem do mais uma arte feita ao vivo, em tempo real. Não dou os parabems mas tambem não critico, expressão é expressão, e viva o mundo contemporaneo

Posted by: Luna at dezembro 19, 2008 12:15 PM

esse tal de augusto, é no minimo um débil mental reácionário.Antes de chamar alguem de "burro" como ele fez, deveria aprender a escrever corretamente.
A arte revoliciona a vida!

Posted by: MR at dezembro 25, 2008 7:13 PM

Se é arte ou não, não será ninguém que irá definir e por regras.A pichação não tem regras, não tem formalismos, porém de certa forma é agressiva e original por si só.Esse estilo de pichação só existe aqui no Brasil, portanto, é uma fonte de expressão que influência de alguma forma, com ou sem protesto ou manifestação!
Conheço a Carol há 10 anos mais ou menos e sei que sempre foi isso que ela quiz fazer, independente de qualquer tipo de opiniões.Força e coragem na caminhada!

Posted by: Mauricio at janeiro 27, 2009 2:45 PM
Post a comment









Remember personal info?