Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:

Arquivos:
As últimas:
 

março 27, 2007

Cursos POP – Pólo de Pensamento Contemporâneo, Rio de Janeiro

Cursos POP - Pólo de Pensamento Contemporâneo
Arte pública: ações em rede; Arte e participação (além da esfera estética: uma teoria da arte contemporânea); A poética de Oscar Niemeyer: arquitetura, arte, cultura; Você é a mídia: o desafio da cultura colaborativa

Inscrições abertas

POP - Pólo de Pensamento Contemporâneo
Rua Conde Afonso Celso 103, Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ
21-2286-3299 / 3682 ou contato@polodepensamento.com.br
www.polodepensamento.com.br
Preço: R$ 60 por aula de 2 horas

Arte pública: ações em rede
Alexandre Vogler
Horário: quintas, 19h30-21h30
Duração: 19 abril a 10 maio; 4 aulas

O curso discorre sobre práticas de arte pública na última década. Introdução e discussão de trabalhos que utilizam, como suporte, o conjunto dos meios de comunicação e informação. Investigar estratégias de disseminação da informação/comunicação e publicidade como forma de agenciar a produção artística em rede. Análise da formação de coletivos de arte, organização de agências de arte, espaços criados por artistas e a prática curatorial a cabo dos artistas na última década. Objeto de estudo: Intervenção urbana, associações e coletivos de artistas, ativistas de mídia, rádio livre, web arte, media centers e apropriação da imprensa.

19 abril
A noção de rede e o artista como ser social. Introdução à nova estrutura de organização da produção de arte no contexto público. O trabalho de arte coletivo e o trabalho de arte no coletivo.

26 abril
A consciência do espaço público como espaço midiático. Cooptação e subversão dos meios de comunicação de massa na arte contemporânea - estratégias de inserção do trabalho de arte no tecido urbano.

3 maio
A prática artística como ação política. A aproximação arte-ativismo. O conceito de Mídia Tática.

10 maio
Instituição e indiferença. Cinismo e profissionalização do underground. Arte Pública e Museu: nem contra nem a favor, muito pelo contrário. Documentação, registro e resquício.

Alexandre Vogler é artista plástico, Mestre em Linguagens Visuais pela Escola de Belas Artes - UFRJ. É professor do Instituto de Artes da UERJ. Organizou o Projeto Atrocidades Maravilhosas de Intervenção Urbana/ RJ, iniciado em 2000, e participou da coordenação dos projetos Zona Franca (Fundição Progresso, 2001) e Alfândega (Armazém 5, 2002/03). Trabalhou como artista residente na Cidade do Porto/ Portugal nos anos 2000/01. Realiza desde 1999 trabalhos em contexto público e intervenções urbanas. Realizou em 2005/06 a exposição individual \"O Condomínio\" na galeria A Gentil Carioca.


Arte e participação (além da esfera estética: uma teoria da arte contemporânea)
Alex Varella
Horário: segundas, 19h30-21h30
Duração: 14 maio a 4 junho; 4 aulas

Enquanto a arte moderna tem por pano de fundo o fenômeno que o filósofo Hegel denominou \"cisão\", isto é, o fracionamento da experiência societária nos distintos âmbitos de que se constitui a vida, frente aos quais cobra autonomia, a arte \"participativa\" de nossos dias solicita ser experienciada e compreendida como \"forma de vida\" e conhecimento, aqui considerada em suas inter-relações com as Ciências Sociais, a Psicologia, o Urbanismo e a Filosofia.

14 maio
Arte e relações sociais. Esferas finitas de significação. Constituição e dissolução da esfera estética. A autonomia da Arte e a prosa do mundo.

21 maio
Arte e Epistemologia. As Ciências Humanas e o sentido da formação, a reflexividade e o significado da experiência e do particular na Arte e nos estudos culturais.

28 maio
A Filosofia como arte e o artista como propositor. O caminho da desmaterialização e o conceito de conceito. Estética, Psicologia e Educação.

4 junho
Urbanismo e Arte. Arquitetura e relações sociais. Da qualificação artística à cidade sem qualidades. Mobilidade, residentes e habitantes temporários. A questão da participação nas esferas estética e urbana.

Alex Varella é poeta, professor de Filosofia e pesquisador do Núcleo Fluminense de Estudos e Pesquisas (NUFEP), da Universidade Federal Fluminense. Publicou artigos sobre questões estéticas e urbanas e fez estudos de pós-graduação na Escola de Arquitetura de Barcelona.

A poética de Oscar Niemeyer: arquitetura, arte, cultura
Roberto Conduru
Horário: segundas, 19h30-21h30
Duração: 4 junho a 25 junho; 4 aulas

Reflexão sobre a trajetória profissional e o trabalho de Oscar Niemeyer - obra e personalidade paradigmáticas no Brasil, singulares mundialmente -, analisando o caminho delineado por seus projetos, edifícios e ações culturais, observando seus diálogos e confrontos com outras proposições arquitetônicas e artísticas.

4 junho
A trajetória do arquiteto, desde a formação e o início da atuação profissional até a condição contemporânea de personalidade cultural de alcance internacional.

11 junho
Do Ministério da Educação e Saúde (Rio de Janeiro) ao conjunto da Pampulha (Belo Horizonte). Análise das obras nos anos de 1930 e 40, em comparação com outras propostas arquitetônicas e artísticas.

18 junho
Brasília - antecedentes, projeto, construção, repercussão nacional e ressonância internacional. Análise das obras nas décadas de 1950 a 70.

25 junho
O período pós-Brasília: trânsito entre Brasil e mundo, entre arquitetura e cultura.
Análise das obras nas décadas de 1980 a 2000 e seu diálogo com outras arquiteturas.

Roberto Conduru é mestre em História Social da Cultura (PUC-Rio) e doutor em História (UFF). É professor de História e Teoria da Arte na UERJ. É pesquisador do CNPq. É autor, entre outros, de Willys de Castro (2005) e Vital Brazil (2000), co-autor de Brazil's Modern Architecture / Arquitetura Moderna Brasileira (2004) e A Missão Francesa (2003), co-organizador de Um Modo de Ser Moderno - Lucio Costa e a Crítica Contemporânea (2004) e Políticas Públicas de Cultura do Estado do Rio de Janeiro (2003).


Você é a mídia: o desafio da cultura colaborativa
Ronaldo Lemos
Horário: terças, 19h30-21h30
Duração: 8 maio a 29 maio; 4 aulas

As novas formas de interação cultural e produção colaborativa, no centro (YouTube, Wikipedia, Joost, Overmundo, MySpace) e nas periferias globais (cinema nigeriano, dubstep, lan-houses, tecnobrega, animês). Entendendo a chamada \"web 2.0\" e especulando sobre a \"web 3.0\". Os direitos autorais como campo de batalha da nova mídia. O papel do Creative Commons e do Software Livre. A música e outras artes na era digital (da sky-art ao funk carioca).

8 maio
Fundamentos da cultura colaborativa: o Software Livre; Creative Commons.

15 maio
As novas mídias: o impacto do YouTube e o futuro do audiovisual na Internet (Joost ou \"Venice Project\"). Overmundo como plataforma colaborativa para a cultura do Brasil.

22 maio
Periferias globais e a cultura digital: o modo pelo qual a tecnologia digital é apropriada pelas periferias globais: tecnobrega, mixtapes, lan-houses, animês.

29 maio
Além da Cultura colaborativa: o que será a web 3.0? A tecnologia levada às últimas conseqüências: net arte, arte ilegal, sky-art, bio-art e o ativismo global da cultura livre.

Ronaldo Lemos é diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito da FGV-RJ. É presidente do iCommons e diretor do Creative Commons no Brasil. Mestre em direito pela universidade de Harvard e doutor em direito pela USP. Coordena os projetos Cultura Livre (www.culturalivre.org.br), A2k (www.a2kbrasil.org.br), Open Business (openbusiness.cc), abrangendo Brasil, Argentina, Nigéria, África do Sul, Inglaterra, México e Colômbia. Fundador do site Overmundo (www.overmundo.com.br). Colunista da revista Trip e da revista Linus na Itália. Autor do livro Direito, Tecnologia e Cultura.

Posted by João Domingues at 12:10 PM