Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:

Arquivos:
As últimas:
 

novembro 1, 2011

Seminário: 8ª Bienal do Mercosul: Pedagogia no Campo Expandido no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Porto Alegre

8ª Bienal do Mercosul: Pedagogia no Campo Expandido

Participantes : Guilherme Teixeira, Janaína Melo, Jessica Gogan, Luiz Guilherme Vergara, Payam Sharifi / Slavs and Tatars, Sally Tallant, Sofía Olascoaga, Shannon Jackson, Wendy Woon

Evento de encerramento da Bienal vai trazer especialistas internacionais para abordar a relação entre arte, educação e práticas sociais

12 de novembro, sábado, 9h30 - 18h

Centro Cultural CEEE Erico Verissimo - Auditório Barbosa Lessa
Rua dos Andradas 1223, centro - Porto Alegre – RS
51-32547500 ou projetopedagogico@bienalmercosul.org.br
Inscrições:1º a 10 de novembro, pelo http://www2.portoalegre.rs.gov.br/encontros_bienal.
140 vagas no auditório e 50 vagas em uma sala auxiliar com telão, sonorização e transmissores de tradução simultânea.
Apoio: CEEE – Companhia Estadual de Energia Elétrica
Patrocínio: Banco Itaú com apoio do Grupo RBS

No fim de semana de encerramento das exposições da 8ª Bienal do Mercosul, o Projeto Pedagógico promove um grande seminário internacional, que vai discutir a relação entre arte, educação e práticas sociais a partir de temas como Transpedagogia, Arte e interpretação e Arte como espaço de sociabilidade e conhecimento. Intitulado Pedagogia no Campo Expandido, o seminário vai trazer grandes especialistas nacionais e internacionais, como a professora da Universidade da Califórnia Shannon Jackson, a curadora de arte e educação do Instituto Cultural Inhotim Janaína Melo, a diretora de educação do MoMa Wendey Woon e Sally Tallant, Coordenadora de Programação da Serpentine Gallery, em Londres, e Diretora Artística da Bienal de Liverpool.

O objetivo do seminário é abordar temáticas presentes no Projeto Pedagógico da 8ª Bienal do Mercosul. O evento também contará com uma mesa final de avaliação dessa edição da Bienal, com a presença de Luiz Guilherme Vergara e Jessica Gogan, responsáveis pela avaliação do Projeto Pedagógico e os curadores da 8ª Bienal do Mercosul, José Roca, Pablo Helguera, Aracy Amaral, Cauê Alves, Paola Santoscoy, Alexia Tala e Fernanda Albuquerque.

Pablo Helguera, curador pedagógico da 8ª Bienal do Mercosul, afirma que é importante difundir o modelo pedagógico praticado pela Bienal do Mercosul: “o aspecto pedagógico de grandes exposições e bienais é geralmente limitado ou praticado com relutância. Em contraste, a Bienal do Mercosul é um caso excepcional, tanto pelo seu compromisso com a pedagogia quanto pela sua íntima relação com o público local”, afirma. “Desde seu início, o programa de formação de mediadores desta bienal tem tido a dupla função de escola, gerando uma disposição única para o campo da mediação na cidade de Porto Alegre. Nessa 8ª edição, além da possibilidade de convidar artistas cuja obra incorpora ativamente elementos da pedagogia, o tema da 8ª Bienal, ‘Ensaios de Geopoética’, a meu ver, oferecia também um convite para literalizar a noção de expansão do campo de ação da pedagogia. Desse modo, propusemos a ideia de se imaginar a pedagogia como um território que possui diferentes regiões. Uma delas, a mais conhecida, situa-se no âmbito da interpretação ou da educação como instrumento para entender a arte; a segunda é a fusão de arte e educação (como a prática artística dos artistas mencionados anteriormente), e a terceira é a arte como instrumento da educação, a qual denominei ‘arte como conhecimento do mundo’”, conclui o curador.

Programação

09h30 - credenciamento

10h - Mesa Arte como espaço de sociabilidade e conhecimento | Convidados: Shannon Jackson (Professora Universidade da California) e Sofía Olascoaga (curadora educativa independente)

11h30 - Mesa Arte e Interpretação | Convidados: Wendy Woon (Diretora de Educação do MoMA/NY), Janaína Melo (Curadora de Arte e Educação do Instituto Cultural Inhotim – MG) e Guilherme Teixeira (artista e educador, coordenou a Divisão de Ação Cultural e Educativa do Centro Cultural São Paulo, de 2007 a 2010)

13h - intervalo

15h - Mesa Transpedagogia | Convidados: Sally Tallant (Coordenadora de Programação da Serpentine Gallery, em Londres, e Diretora Artística da Bienal de Liverpool) e Payam Sharifi (artista do Coletivo Slavs and Tatars, presente na 8ª Bienal do Mercosul)

16h30 – Notas sobre a 8ª Bienal do Mercosul. Convidados: Jessica Gogan (curadora e educadora independente, Brasil), Luiz Guilherme Vergara (educador, pesquisador e professor do Departamento de Arte da UFF/RJ, Brasil) e curadores da 8ª Bienal do Mercosul

18h - Lançamento da publicação Pedagogia no campo expandido, livro organizado por Pablo Helguera e Mônica Hoff, na Sala O Arquipélago do CCCEV
Sobre os participantes

Guilherme Teixeira: Mestre em artes visuais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Desde 1998 atua como educador em diversas instituições culturais. Entre 2007 e 2010 dirigiu a Divisão de Ação Cultural e Educativa do Centro Cultural São Paulo. Como artista apresentou seu trabalho em diversas exposições, coletivas e individuais, desde 2002.

Janaína Melo: é historiadora com atuação na área crítica de arte, curadoria, pesquisa e ensino de arte. Graduada em História (UFMG) e pós graduada em Pesquisa e Ensino de Arte Contemporânea pela Escola Guignard, UEMG. Atualmente é Curadora de Arte e Educação do Instituto Cultural Inhotim, Brumadinho (M) e professora de Crítica de arte na Escola Guignard. Vive e trabalha em Belo Horizonte.

Jessica Gogan: é curadora/educadora independente, trabalha com projetos no Brasil e Estados Unidos e desenvolve pesquisa em História da Arte para o PhD na University of Pittsburgh, EUA. É co-fundadora do Instituto MESA e co-coordenadora do Núcleo Experimental de Educação e Arte, Museu de Arte Moderna, RJ. Foi diretora de educação e curadora de projetos especiais do Museu Andy Warhol nos EUA, tendo realizado exposições e projetos nas áreas de arte, educação e desenvolvimento social, incluindo parceiras internacionais na Rússia e Brasil. Jessica publicou vários artigos e tem participado de debates e seminários sobre arte, curadoria e educação no MoMA New York, na American Association of Art Museum Directors e na American Association fos Museum.

Luiz Guilherme Vergara: Mestre em Artes e Instalações Ambientais pelo Studio Art and Environmental Program do Art Department, New York University, em 1993. Doutor em Arte e Educação pelo Programa de Arte e Educação do Art Department, New York University. Diretor Geral do MAC-Niterói, de 2005 a 2008. Diretor da Divisão de Arte Educação (1996-2005) e coordenador do curso de Graduação em Produção Cultural da UFF (2007-2010), junto ao Departamento de Arte da UFF/RJ.

Payam Sharifi / Slavs and Tatars: Slavs and Tatars é uma facção de polêmicas e intimidades devotada para uma área a leste do antigo muro de Berlim e ao oeste da Muralha da China conhecido como Eurásia. O trabalaho desse coletivo passa por diversas mídias, disciplinas e um amplo espectro de registros culturais (altos e baixos) focados em uma esfera de influência normalmente esquecida entre eslavos, caucasianos e centro-asiáticos.

Sally Tallant: É Chefe de Programas da Serpentine Gallery em Londres, onde é responsável pelo desenvolvimento e entrega de programa integrado de mostras, arquitetura, educação e programação pública. Desde 2001, tem desenvolvido um ambicioso programa de projetos de artistas e comissões, conferências, debates e eventos. Foi curadora em performances, eventos sonoros, mostras de cinema, e conferências incluindo o início da série Noites no Parque (Park Nights) nos pavilhões da Serpentine Gallery com Hans Ulrich Obrist. Desde 2007, supervisionou a entrefa de cinco grandes mostras por ano na Galeria, inclindo as de Jeff Koons, Klara Liden, Michelangelo Pistoletto, Mark Leckey e outros.

Sofía Olascoaga: Trabalha nas intersecções da arte e da educação, ativando espaços para o pensamento crítico e ação coletiva. Através de educação museal, prática artística e iniciativas curatoriais, procura ocupar-se de formas produtivas de questionamento e experimentação no papel social da arte. Olascoaga foi bolsista curatorial no Programa de Arte Independente Norte-Americana no Whitney Museum em 2010 e recebeu seu BFA da La Esmeralda National School of Fine Arts (Cidade do México). Entre 2007 e 2010 foi chefe dos programas públicos e de educação no Museu de Arte Carrillo Gil na Cidade do México, onde fundou o Estúdio Abierto, uma plataforma de programação interdisciplinar que desafia formatos de eventos e as relações dos museus com as suas comunidades. É ganhadora do Prêmio do Fundo Nacional De Artes e Cultura para Jovens Artistas FONCA (2010).

Shannon Jackson: Ganhadora da distinção Richard e Rhoda Goldman e professora de retórica e teatro, dança e estudos performáticos na Universidade de Berkeley, Califórnia, onde também é diretora do Centro de Estudos Artísticos. Seus livros exploraram a relação entre performance e reforma social (Lines of Activity), entre performance e tendências interdisciplinares na educação superior (Professing Performance) e, mais recentemente, entre performance e arte contemporânea engajada socialmente (Social Works: Performing Art, Supporting Publics). Publicou em diversos periódicos, coordenou diversos projetos de arte comunitária e atua em uma série de conselhos relativos às artes, performance e novas mídias.

Wendy Woon: diretora de Educação do Museum of Modern Art – MoMA (Nova Iorque/ EUA). Foi Diretora de Educação do Museum of Contemporary Art de Chicago, de 1995 a 2006.

Posted by Marília Sales at 12:48 PM