Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

julho 31, 2007

Estréia da parceria MAC Niterói e Ateliê da Imagem

Estréia da parceria MAC Niterói e Ateliê da Imagem
Curso Básico de Fotografia - técnica e linguagem, com Thiago Barros
História Cultural da Fotografia - a criação de imagens na era das máquinas, com Simone Rodrigues

Inscrições abertas

Museu de Arte Contemporânea de Niterói
Mirante da Boa Viagem s/nº, Boa Viagem, Niterói - RJ
21-2620-2400
www.macniteroi.com
Inscrições e informações: 21-2244-5660 ou cursosmac.atelie@gmail.com
Mensalidade: R$ 160
Início dos cursos: 13 de agosto de 2007

Estréia da parceria Ateliê da Imagem - MAC de Niterói

O MAC de Niterói e o Ateliê da Imagem estréiam como parceiros para realização de cursos de fotografia destinados ao público jovem e adulto. O objetivo da parceria é intensificar a promoção de cursos e oficinas promovidos pelo MAC de Niterói e oferecer mais opções de formação e educação de qualidade na área de artes visuais.

Por meio de seu programa de exposições, cursos, seminários e palestras, o MAC busca trazer à tona propostas inovadoras da arte contemporânea, promovendo a investigação e o debate da prática artística em suas diferentes linguagens. Desta forma, o MAC busca atingir um público amplo e diversificado, por meio de programas interdisciplinares que visam dissolver as fronteiras existentes entre a arte e outros campos de atuação.

O Ateliê da Imagem é um espaço cultural com sede no bairro da Urca, no Rio de Janeiro, que ultimamente vem firmando parcerias com outras instituições com o intuito de expandir suas áreas de atuação. Fundado em 1995, o Ateliê da Imagem já se tornou referência como centro de formação e produção nas áreas de fotografia e vídeo, oferecendo também aos jovens artistas programas de incentivo e orientação às pesquisas e experimentações em linguagens visuais.

A parceria tem como meta levar para Niterói diversos cursos nas áreas de técnica e teoria de fotografia e vídeo, história da arte e estética, os quais já fazem parte da programação regular do Ateliê da Imagem, na Urca. Os dois primeiros cursos que já se encontram com inscrições abertas serão ministrados por Simone Rodrigues, uma das diretoras do Ateliê da Imagem e por Thiago Barros, fotógrafo e laboratorista, vencedor do Prêmio Juan Rulfo de Fotografia (2006).

CURSO BÁSICO DE FOTOGRAFIA - técnica e linguagem
Em doze aulas de 3 horas cada uma, o curso visa iniciar o participante na prática da fotografia, desenvolvendo o "olhar fotográfico" e o conhecimento prático que lhe permitirá aprender a usar os recursos oferecidos por sua câmera fotográfica, seja analógica ou digital, a fim de tirar o melhor proveito do equipamento, dando expressão às suas idéias. A proposta é que se possa ganhar maior consciência dos processos de construção da imagem fotográfica para poder solucionar as questões mais importantes relacionadas à composição, enquadramento, ponto de vista, fotometria, foco, profundidade de campo, controle do movimento, definição e textura da imagem, etc. As aulas teóricas serão fartamente ilustradas, com apresentação de trabalhos de fotógrafos consagrados. O curso é eminentemente prático e os alunos farão diversos exercícios individuais e em grupo com a orientação da professora.

Horário: segundas-feiras, das 10 às 13 h.

Thiago Barros é formado em Comunicação Social pela UFRJ. Fotógrafo e laboratorista desde 1994, é professor de laboratório da Sociedade Fluminense de Fotografia. Como laboratorista, faz cópias especiais e atendeu grandes nomes da fotografia como: Walter Carvalho, Evandro Teixeira, Rogério Reis, entre outros. Ganhador do segundo lugar do premio Nikon em 1998, traz em seu currículo várias exposições coletivas como "Niteroi Arte Hoje" no Museu de Arte Contemporânea de Niterói em 2002. Vencedor do Prêmio Juan Rulfo de Fotografia (2006), realizou a exposição individual "Soledades" na Galeria Tempo e "Ensaios" na Pequena Galeria do Centro Cultural Candido Mendes, ambas em 2007, sendo a última, integrante do FotoRio.


HISTÓRIA CULTURAL DA FOTOGRAFIA - a criação de imagens na era das máquinas
Em 8 aulas de 3 horas cada, este curso vai apresentar um panorama da história da fotografia, desde a sua "pré-história" (no contexto da história da arte do Renascimento) até os desdobramentos na arte contemporânea. Muito mais que uma história da técnica, ou dos estilos, o programa debaterá os impactos culturais da fotografia, seu papel na construção do olhar ocidental, transformando as funções e formas da arte e do conhecimento científico nos tempos modernos. Seguindo a linha de pensamento crítico atual, a fotografia será vista como matriz das imagens técnicas, as quais incluem o cinema, a TV, o vídeo e o computador. Desse ponto de vista abrangente, o participante poderá compreender melhor as condições e conseqüências do processo de industrialização da produção de imagens, a constituição dos sistemas de comércio (dos primeiros retratos e paisagens à publicidade na cultura de massa) e as renovações nos circuitos das artes (do impressionismo à arte contemporânea, passando pelas vanguardas européias, Pop art, movimento Fluxus, etc). Além das aulas expositivas e discussões de textos, haverá projeções de slides, filmes e data show com apresentação do trabalho de mais de duzentos artistas.

Horário: segundas-feiras, das 14:30 às 17:30 h.

Simone Rodrigues é fotógrafa e artista visual. Graduada em História pela UFRJ e Mestre em História Social da Cultura pela PUC-Rio, com pesquisa realizada na área de história da fotografia. Como diretora do Ateliê da Imagem Espaço Cultural, é responsável pela programação de cursos e oficinas, além de fazer parte do grupo de curadores da Galeria do Ateliê e do Projeto Sexta-Livre. Também ministra cursos de técnica fotográfica e iluminação. Foi integrante da equipe de diretores da Agência Foto in Cena e professora dos programas de História da fotografia no Curso Politécnico da Universidade Estácio de Sá. Atualmente, também faz parte do corpo docente do curso de pós-graduação em Arteterapia da Clínica Pomar (RJ). Como professora convidada, ministrou cursos e palestras na UniverCidade e na Universidade Cândido Mendes.

Posted by João Domingues at 11:18 AM | Comentários (3)

Dynamic Encounters International Art Workshops - 6ª Bienal do Mercosul

Dynamic Encounters International Art Workshops - 6ª Bienal do Mercosul
Professores / Palestrantes: Agnaldo Farias: Professor da USP e curador do Instituto Tomie Ohtake - SP
Charles Watson: Professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage - RJ
Denise Gadelha: Artista plástica
Élida Tessler: Artista plástica e Coordenadora do Espaço Torreão - RS
Frederico Carvalho: Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ
Jailton Moreira: Artista plástico e Coordenador do Espaço Torreão - RS
Lia Mena Barreto: Artista plástica
Mauro Fuke: Artista plástico

Inscrições abertas

Informações: 21-2553-3748 / 2553-9224 / 2554-8890 / 2223-0710
wats352@attglobal.net
Período: 6 a 9 de setembro de 2007
Coordenação: Charles Watson

No ano em que o DE comemora seu 15º aniversário, pela primeira vez, desde o início de suas atividades, visitaremos os pavilhões da 6ª Bienal do Mercosul, em Porto Alegre, um dos mais importantes eventos do calendário nacional das artes.

Serão 4 dias de palestras e discussões sobre arte contemporânea, começando nos pavilhões da mostra e passando pelos principais núcleos de produção artística da cidade, como o Espaço Torreão, dirigido por Jailton Moreira e Élida Tessler, e os ateliês de Lia Menna Barreto, Mauro Fuke e Denise Gadelha.

A lista de artistas da 6ª Bienal do Mercosul inclui nomes como Francis Alys, John Baldessari, Ceal Floyer, Fischli & Weiss, Katie van Scherpenberg, Nelson Leirner, Steve McQueen, Terence Malick, Waltércio Caldas e William Kentridge.

Programação:

6 de setembro, quinta-feira
10h saída do Rio de Janeiro
12h chegada em Porto Alegre
15h encontro na Bienal do Mercosul / Santander Cultural e MARGS
20h término da visita

7 de setembro, sexta-feira
9h saída do hotel Açores
9h30 encontro na Bienal / Cais do Porto
13h almoço no Mercado Público
14h30 retorno `a Bienal no Cais do Porto
20h término da visita
21h Jantar no Ateliê das Massas

8 de setembro, sábado
9h saída do hotel Açores (ônibus)
10h ateliê Lia Menna Barreto e Mauro Fuke
13h30 almoço na Galeteria Don Vitto
15h espaço Torreão
18:00 término da visita
20h Chopp na Calçada da Fama

9 de setembro, domingo
9h saída do hotel Açores
9h30 Fundação Vera Chaves Barcellos
13h almoço na Churrascaria na Brasa
15h Denise Gadelha / museu da UFRGS + encontro com a curadora da exposição em cartaz
17 término

Posted by João Domingues at 11:11 AM

julho 30, 2007

Curso Arquitetura de Exposições: O diálogo entre a obra e o espaço, com Valéria Veras no Espaço ECCO, Brasília

Curso Arquitetura de Exposições: O diálogo entre a obra e o espaço, com Valéria Veras

Inscrições abertas

Espaço Cultural Contemporâneo - ECCO
SCN quadra 3 Bloco C loja 05, Brasília - DF
Informações: 61-3327-2027 R24
www.eccobrasilia.com.br
Início: 9 de agosto de 2007

Curso direcionado à concepção de exposições, fundamentado na prática de arquitetura e design, com transversalidade nas disciplinas de estética, história, filosofia e artes.

Posted by João Domingues at 1:04 PM | Comentários (1)

Espaço, aceleração e amnésia: arte e pensamento na contemporaneidade no Paço das Artes - chamada para submissão de artigos

IIº Simpósio Internacional de Arte Contemporânea
Espaço, aceleração e amnésia: arte e pensamento na contemporaneidade
Chamada para submissão de artigos

Inscrições até 12 de setembro de 2007

O IIº Simpósio Internacional de Arte Contemporânea acontecerá nos dias 28, 29 e 30 de outubro de 2007, no Paço das Artes, São Paulo

Envio de trabalhos para comunicacoes2simposio@gmail.com
Informações on line no Fórum Permanente e pelo infosimposio@gmail.com

Realização: Paço da Artes e Fórum Permanente, em parceria com o Canal Contemporâneo

Apresentação do IIº Simpósio Internacional de Arte Contemporânea

Informações sobre o evento e como enviar os artigos


Espaço, aceleração e amnésia: arte e pensamento na contemporaneidade
IIº Simpósio Internacional de Arte Contemporânea
28, 29 e 30 de outubro de 2007, Paço das Artes, São Paulo

Em 2005 o Paço das Artes realizou o I Simpósio Internacional de Arte Contemporânea. Reunindo conferencistas internacionais, nomes importantes da cena artística nacional e centralizando as discussões ao redor do tema "Padrões aos Pedaços", o I Simpósio congregou críticos, teóricos, curadores e demais agentes do sistema da arte. Procurando dar continuidade ao debate acerca da arte contemporânea, o Paço das Artes realiza nos dias 28, 29 e 30 de outubro deste ano o II Simpósio Internacional de Arte Contemporânea - Espaço, aceleração e amnésia: arte e pensamente na contemporaneidade.

Pensando no sistema da arte, composto pela equação produção artística, crítica e curadoria, instituições, mercado e mídia, uma questão coloca-se de saída: como vive esse sistema frente a uma situação universal em trânsito, que vê alterada a sua tradicional noção de espaço e experimenta, portanto, uma situação existencial que é feita consecutivamente de aceleração e amnésia?

Na arte a configuração destas novas espacializações corresponde à prática dos deslocamentos, às desterritorializações, ao ativismo em rede, às comunidades virtuais; enfim, às novas configurações espaciais das propostas artísticas. Configuram-se eixos de ação em espaços coletivos e colaborativos que, muitas vezes, colocam em debate as questões mais gerais da sociedade globalizada.

De um lado, vemos curadores trabalhando a partir de re-inserções no presente, promovendo movimentos antiglobalizantes, muitas vezes de teor sócio - assistencialista. De outro, vemos os artistas voltados a paradigmas do pensamento em arte que resultam em jogos entre o real e o ficcional, gerando estéticas e des-estéticas. Um terceiro aspecto é a emergência de um neo-populismo na arte sob influência direta do multi-culturalismo dos anos 80 e 90.

A decomposição do paradigma social na arte resultou no gigantismo expositivo e em estratégias corporativas na arte como supostas porta-vozes da diferença, que requerem uma reavaliação: não estaria surgindo, então, uma nova subjetividade burguesa que termina por mesclar a arte com interesses do capital privado e das instâncias públicas por meio do assistencialismo?

Paralelamente verifica-se uma modificação crescente na idéia do tempo. Da idéia de duração passamos para uma visão mais instantânea do tempo, imediata, que acompanha, obviamente, a ideologia imposta pelo consumo em tempo real. Dentro desta aceleração constante o esquecimento e a amnésia parecem se tornar um lócus privilegiado de discussão. Como falar em memória, em história, em uma sociedade que prega a instantaneidade? Como os artistas vêm potencializando esta discussão?

Como pensar a documentação, a pesquisa, a coleção pública e sua conseqüente difusão nas instâncias da formação ? Se o arquivo vivo é a fonte para a construção da memória e história da arte, como pensar o museu do futuro? Como pensar a memória do passado recente e do presente acesso à arte, a distribuição de registros e informações, o papel das instituições nos dias de hoje?

Estas entre outras questões semelhantes integram o II Simpósio Internacional de Arte Contemporânea do Paço das Artes. Esperamos que as discussões ao redor do tema "Espaço, aceleração e amnésia" possam incentivar o debate e o diálogo construtivo para o sistema das artes na contemporaneidade. Desta forma, o Paço das Artes, em conjunto com os seus parceiros, cumpre com a sua ampla missão que é: mostrar e pensar a arte contemporânea.


Sobre o evento e como enviar os artigos

O Simpósio Espaço, aceleração e amnésia: arte e pensamento na contemporaneidade reunirá em outubro conferencistas internacionais e os mais destacados pensadores da arte atuantes no Brasil.

Buscando revelar reflexões originais sobre a arte contemporânea e incentivando a participação no simpósio das novas gerações de estudiosos da arte, o Paço das Artes convida críticos, pesquisadores, artistas e estudantes a enviarem artigos para a sessão de comunicações. Serão selecionados trabalhos inéditos que discutam o estado da arte contemporânea ao refletirem sobre:

-arte, rede e espaços de colaboração
- ativismo em rede, coletivos, independentes
-constituição de novos espaços e o mercado de arte
- as instituições e a arte contemporânea
-políticas culturais e o cenário da arte contemporânea
- arte, mídia e comunicação
- arte e política,
- o social na arte
-arte e globalização
-o lugar e a função da crítica de arte e da curadoria hoje
- memória, história da arte e arquivos
- coleções de arte e museus
- ou outras reflexões instigantes que sinalizem uma resposta à questão:
como vive o sistema de arte frente a uma situação universal em trânsito, que vê alterada a sua tradicional noção de espaço e experimenta, portanto, uma situação existencial que é feita consecutivamente de aceleração e amnésia?

Cada comunicação durará 20 minutos e deverá referir-se a um texto de aproximadamente 1500 palavras (cerca de seis páginas em Times New Roman, 12pt, com espaçamento duplo entre as linhas).

A seleção de trabalhos será baseada na íntegra do texto, que deve ser enviado em formato .doc, .pdf ou .rtf, acompanhado de breve currículo do autor e resumo do trabalho em português e inglês (abstract), para comunicacoes2simposio@gmail.com

Critérios para seleção de comunicações
A Comissão Científica seguirá os seguintes critérios na seleção dos 8 artigos a serem apresentados na sessão "Comunicações" do Simpósio:

1. Tema: adequação ao enquadramento temático fornecido pelo Simpósio.
2. Recorte conceitual e/ou empírico consistente
3. Interesse dos objetivos propostos
4. Fundamentação teórica/histórica
5. Proposições inovadoras, que contribuam para avançar a reflexão/análise
6. Desenvolvimento das idéias/estruturação do texto
7. Exploração do tema numa perspectiva singular/poética (forma & conteúdo)
8. O texto apresentado deve ser inédito

OBS.: a comissão científica é soberana nas suas decisões.

Cronograma de Submissão
Data máxima para submissão de textos: 12/09/2007
Divulgação da seleção de textos: 03/10/2007
Datas das apresentações no simpósio: dias 29 e 30/10/2007
Local: Paço das Artes, Cidade Universitária, São Paulo

Comissão Científica de Seleção
Ana Letícia Fialho e Priscila Arantes (Coordenação)
Carlos Eduardo Uchôa
Jens Baumgarten
Lucia de Oliveira
Marcus Bastos
Martin Grossman
Priscila Farias
Silvia Laurentiz

Contato
infosimposio@gmail.com

OBS.: A programação geral do simpósio, incluindo os nomes dos conferencistas e apoios culturais, será anunciada em breve após as confirmações dos palestrantes internacionais.

Posted by Patricia Canetti at 11:27 AM

julho 27, 2007

Processo de Seleção para candidatos ao Mestrado e Doutorado em Artes Visuais - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Processo de Seleção para candidatos ao Mestrado e Doutorado em Artes Visuais
Linhas de pesquisa: História e Crítica da Arte, Imagem e Cultura, Linguagens Visuais, Poéticas Interdisciplinares

Inscrições de 13 de agosto a 28 de setembro de 2007

Universidade Federal do Rio de Janeiro - Programa de pós-graduação em Artes Visuais da UFRJ
Escola de Belas Artes - Prédio da Reitoria
Av. Ipê 550 sala 720, Cidade Universitária, Ilha do Fundão, Rio de Janeiro - RJ
21-2598-1643 ou pos@eba.ufrj.br
www.eba.ufrj.br
Edital Doutorado 2007 / Edital Mestrado 2007
Taxa: R$ 50

Posted by João Domingues at 1:18 PM | Comentários (1)

Ateliê de desenho e pintura, com Teresa Berlinck no MAM, São Paulo

Ateliê de desenho e pintura, com Teresa Berlinck

Inscrições abertas

Museu de Arte Moderna de São Paulo - Sala Paulo Figueiredo
Av Pedro Álvares Cabral s/nº, Parque Ibirapuera, portão 3, São Paulo - SP
11-5085-1300 ou cursos@mam.org.br
www.mam.org.br
Início: 7 de agosto
Duração: 4 meses
Horário: terças, 8h30-10h30
Vagas: 20
Mensalidade: R$ 170

Ateliê de desenho e pintura com tinta acrílica, com ênfase em exercícios de observação, buscando instrumentar o olhar para a percepção visual na construção de imagens e para descobertas na produção de cada participante. Observação de objetos construídos e orgânicos como utensílios, móveis, vegetais e da figura humana, fazem parte dessa prática com a linguagem gráfica e seus meios como linha, contraste, cor e composição. Livros, catálogos de arte e projeção de vídeos, serão utilizados na troca de idéias e como referência para propostas de trabalho.

Posted by João Domingues at 1:08 PM

Curso de Extensão em Cultura e Tecnologia na UCAM, Rio de Janeiro

Curso de Extensão em Cultura e Tecnologia

Inscrições abertas

Universidade Candido Mendes
Rua da Assembléia, 10 - Salão Marquês de Paraná - 42º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ
21-2531-2000 r. 236 ou gestaocultural@candidomendes.edu.br
www.gestaocultural.org.br
www.candidomendes.edu.br
Realização: Programa de Estudos Culturais e Sociais da Pró-Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa da UCAM
Coordenação: Kátia de Marco e Eliane Costa
Início: 9 de agosto de 2007

Curso de Extensão em Cultura e Tecnologia - Programa:
- Cultura digital
Eliane Costa - Formada em Física, pela PUC-Rio, com pós-graduação na UFRJ e MBA em Comunicação com Formação em Marketing pela ESPM, é Produtora Cultural e Gerente de Patrocínio da Petrobrás;

- TV Digital no Brasil
Nelson Hoineff - Mestre em Comunicação pela UFRJ e pela New York University, Diretor do Instituto de Estudos de Televisão e membro do Conselho Consultivo da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura; do Conselho Superior de Cinema; e do Comitê Consultivo do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD);

- Novas Mídias no Jornalismo Cultural
Regina Zappa - Jornalista, formada em Literatura Inglesa e Literatura Comparada pela Universidade de Georgetown (Washington DC), realiza palestras em universidades e empresas, e organiza seminários de temas que vão da cultura à política e é autora de diversos livros;

- Direitos autorais na produção cultural digital
Ronaldo Lemos - Diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro e Diretor do Projeto Creative Commons no Brasil, membro da Comissão de Proteção ao Consumidor no Comércio Eletrônico.

Posted by João Domingues at 12:09 PM

FOTORIO2007: Seminário Novas Midias no Oi Futuro, Rio de Janeiro

FOTORIO2007
Seminário Novas Midias no Oi Futuro
Palestrantes: André Rouillé, Fernando Cocchiarale, Ivana Bentes, Katia Maciel, Lauro Cavalcante, Nelson Brissac Peixoto, Thomas Levin

6 a 9 de agosto, 19h30

Espaço Cultural Oi Futuro
Rua Dois de Dezembro 63, Flamengo, Rio de Janeiro - RJ
21-3131-3060
www.oifuturo.org.br
www.fotorio.fot.br
Coordenação: Antonio Fatorelli

"Um dos grandes objetivos do FOTORIO 2007 é fortalecer a reflexão sobre a fotografia estimulando o diálogo entre pensadores, pesquisadores, curadores, fotógrafos e o grande público", afirma Milton Guran, Coordenador Geral do FOTORIO. "Fotografia e Novas Mídias dá prosseguimento ao debate iniciado no seminário "Paradigma Digital", realizado pelo FOTORIO 2005 neste mesmo centro cultural".

O avanço tecnológico e a disseminação da cultura digital mudaram a relação com a imagem, inaugurando novos padrões cognitivos, perceptivos e estéticos.

"O objetivo do Seminário Fotografia e Novas Mídias", diz o professor Antonio Fatorelli, coordenador do evento, "é promover um amplo debate crítico sobre a imagem fotográfica contemporânea. Neste momento de transição, comparável em extensão e em profundidade àquele que se sucedeu à emergência da fotografia na primeira metade do século XIX, renovam-se os desafios para o criador de imagens e também para o crítico da cultura visual. As mutações em curso e aquelas em via de se realizarem no futuro próximo são as questões cruciais abordadas nesse seminário."

"Na eleição dos temas e na composição das quatro mesas", explica Fatorelli, "foi determinante o aspecto pedagógico que se pretende imprimir ao evento - unindo renomados pensadores a profissionais, estudantes e público não-especializado, que terão a ajuda de tradução simultânea."

Estarão reunidos no Seminário Fotografia e Novas Mídias profissionais que são referência de diferentes áreas da imagem e da cultura digital no Brasil e no exterior: o crítico francês André Rouillé, o teórico da midia norte-americano Thomas Levin, os curadores de artes visuais Fernando Chocchiarale e Lauro Cavalcante, os professores de comunicação e de arte Ivana Bentes, Kátia Maciel e Nelson Brissac Peixoto.

O conteúdo deste evento será editado em um livro bilíngüe com o conteúdo das apresentações orais.

Seminário Novas Midias no Oi Futuro - Programação:

6 de agosto
"Fotografia e arte contemporânea", com o grande pensador e escritor francês André Rouillé, com tradução simultânea.

7 de agosto
"Novas imagens, outros imaginários", com os curadores e críticos Fernando Cocchiarale (MAM/RJ) e Lauro Cavalcante (Paço Imperial).

8 de agosto
"A reconfiguração do olhar - novos dispositivos", com Ivana Bentes (ECO/UFRJ) e Thomas Levin (Princeton University), com tradução simultânea.

9 de agosto
"Paisagens instantâneas", com Katia Maciel (ECO/UFRJ) e Nelson Brissac Peixoto (PUC/SP).

Sobre o coordenador:
Antonio Fatorelli é graduado em Sociologia e Política pela PUC-Rio, mestrado e doutorado em Comunicação e Cultura pela UFRJ e Pós-doutorado pela Princeton University (2006).

Realizou várias exposições de fotografia e de imagem digital em que predominam a dimensão experimental e conceitual. É professor da Escola de Comunicação da UFRJ e pesquisador da imagem e de novas mídias. É coordenador da Central de Produção Multimídia (CPM) - que integra os laboratórios de Vídeo, Fotografia e imagem digital, Multimídia, Rádio e Editoração - da UFRJ, e pesquisador do Núcleo N-Imagem (ECO/UFRJ).

Publicou recentemente o livro "Limiares da imagem - tecnologia e estética na cultura contemporânea".

Posted by João Domingues at 11:56 AM

julho 25, 2007

Programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2005-2006: Curso de História da Arte, Porto Velho

Curso de História da Arte
Professores: Maria de Fátima Morethy Couto, Milton Machado, Regina Teixeira de Barros

Inscrições abertas

Universidade Federal de Rondônia
Av. Presidente Dutra 2965, Porto Velho - RO
Informações e inscrições: 69-3901-3644 ou fundacaocultura@portovelho.ro.gov.br
Organização: Itaú Cultural, Programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2005-2006
Curso de História da Arte: 13 a 16 de agosto de 2007


Estão abertas as inscrições para o Curso de História da Arte, organizado pelo Itaú Cultural e a ser ministrado gratuitamente no auditório da Universidade Federal de Rondônia, de 13 a 16 de agosto (segunda a quinta-feira). O curso já passou por Cuiabá e Rio Branco é prosseguirá por São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas (TO), Aracaju (SE), Maceió (AL) e João Pessoa (PB). Ele dá seqüência ao programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2005-2006, que, nesta etapa, visa à formação de público para a leitura da produção contemporânea e prossegue em seu intuito de promover o intercâmbio de informações e a diminuição geográfica cultural entre os diferentes estados do país.

As inscrições serão encerradas no dia 7 e devem ser feitas pelo telefone (69) 3901-3644, pelo e-mail fundacaocultura@portovelho.ro.gov.br ou pessoalmente na Fundação Cultural Iaripuna. O Itaú Cultural doará uma bibliografia de história da arte (veja os 33 títulos abaixo) à Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, da cidade, e a instituições similares das outras capitais por onde passará.
O curso está estruturado levando em consideração os principais eventos e movimentos artísticos do século XIX até a contemporaneidade.

Os temas das aulas são: Século XIX - Antecedentes da Arte Moderna, com Regina Teixeira de Barros, professora de História da Arte da Faculdade Santa Marcelina, de São Paulo; Das Vanguardas às Primeiras Bienais, com Maria de Fátima Morethy Couto, professora da Universidade Estadual de Campinas e chefe do departamento de Artes Plásticas do Instituto de Artes da Unicamp; e A Arte Contemporânea: Ontem e Hoje, com o artista plástico e doutor em artes visuais Milton Machado.

Na aula inaugural, dia 13 (segunda-feira), Regina tratará dos antecedentes da arte moderna, do neoclassicismo ao impressionismo e neoimpressionismo. Já a professora Maria de Fátima, no dia seguinte (14, terça-feira) abordará as vanguardas do início do século XX, Bauhaus e neoplasticismo holandês; o modernismo no Brasil dos anos 10 aos anos 30; o retorno da figuração nos anos 30 e 40; o expressionismo abstrato nos Estados Unidos nos anos 50 e as bienais e as tendências abstrato-geométricas no Brasil, o concretismo e o neoconcretismo.

Nos dias 15 e 16 (quarta e quinta-feira), Milton Machado falará sobre a emergência do pop nos Estados Unidos - da liberação de novos materiais às performances e happenings, land art, body art e arte conceitual. Os temas pelos quais o professor perpassará nesta aula também passam pela análise da arte cinética e do minimalismo; o retorno à pintura nos anos 80, as transvanguardas na Europa e a nova geração brasileira. Ele falará, ainda, das tendências contemporâneas no mundo e no Brasil e da afirmação da fotografia, do vídeo e do filme.

A escolha das capitais foi feita pelas curadoras do Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2005-2006, Luísa Duarte, Cristiana Tejo e Marisa Mokarzel, com coordenação de Aracy Amaral. Ao pesquisar e mapear a produção de artes visuais em todo o país, elas também se preocuparam em detectar os locais onde o ensino formal e informal, neste segmento cultural, poderia ser estimulado com a troca de conhecimento entre pessoas envolvidas com a arte.

Programa Rumos
O Rumos Itaú Cultural é um dos mais abrangentes programas de estímulo à produção artística e cultural do Brasil. Pioneiro no mapeamento da produção artística contemporânea, em 10 anos já recebeu cerca de 13,5 mil inscrições e apoiou o desenvolvimento de 670 projetos em Artes Visuais, Arte e Tecnologia, Cinema e Vídeo, Dança, Educação, Jornalismo Cultural, Literatura, Música e Pesquisa Acadêmica. Desde a sua criação, em 1997, até hoje, levou o trabalho dos selecionados a mais de 1,8 milhões de pessoas em todo o país.

Ao premiar projetos vindos de todo o Brasil, o Rumos descentraliza e amplia o eixo de produção cultural e possibilita uma distribuição de bens culturais mais eqüitativa na sociedade. O caráter nacional do programa mobiliza artistas, especialistas, pesquisadores e instituições parceiras, que fazem da cultura uma linguagem comum de fortalecimento da cidadania e das características múltiplas do povo brasileiro.

Os produtos gerados pelo programa são distribuídos gratuitamente para instituições culturais e educacionais, disponibilizados na internet e para emissoras de TV parceiras, que asseguram a difusão democrática dos bens culturais produzidos e confirmam o compromisso do Itaú com uma maior responsabilidade social em cultura e a boa cidadania corporativa.

Perfil dos professores
Regina Teixeira de Barros é curadora da Pinacoteca do Estado de São Paulo, professora de História da Arte da Faculdade Santa Marcelina e pesquisadora sênior do Projeto Catálogo Raisonné Tarsila do Amaral. Foi curadora das exposições: Antônio Maluf, Centro Universitário Maria Antônia, 2002; Noturnos, Museu de Arte Moderna de São Paulo, 1999; e curadora adjunta de León Ferrari: Poéticas e políticas, Pinacoteca do Estado, 2006; Mestres do Modernismo, Estação Pinacoteca, 2004-2005; e Arte e sociedade: uma relação polêmica, Itaú Cultural, 2003.

Maria de Fátima Morethy Couto é graduada em psicologia pela Universidade Federal Fluminense (1985), tem mestrado em História pela Universidade Estadual de Campinas (1993) e doutorado em Doutorado em Histoire de L'art et Archeologie - Universite de Paris I (Pantheon-Sorbonne), U.P.I, França (1999). Atualmente é professora doutora da Universidade Estadual de Campinas e Chefe do Departamento de Artes Plásticas do Instituto de Artes da Unicamp. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Fundamentos e Crítica das Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: crítica de arte, arte moderna brasileira, vanguarda, neoconcretismo e arte brasileira contemporânea.

Milton Machado é artista plástico, pesquisador e arquiteto, formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1970. É mestre em planejamento urbano, doutor em artes visuais, PhD Fine Arts, Goldsmiths College University of London, e pesquisador do CNPq. Tem textos publicados em livros, revistas, jornais e websites. De 1979 a 1994, foi professor do Centro de Arquitetura e Artes da Universidade Santa Úrsula e, de 1983 a 1994, da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Atualmente é professor adjunto do Departamento de História e Teoria da Arte e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, Escola de Belas Artes EBA / UFRJ.

Bibliografia a ser doada
AMARAL, Aracy. Artes plásticas na Semana de 22. Ed. 34.
AMARAL, Aracy. Arte Para Quê? Ed. Itau Cultural.
ARGAN, G. Carlo. Arte Moderna. Cia. das Letras.
ARCHER, Michael. Arte contemporânea. Ed. Martins Fontes.
BATCHELOR, David. Minimalismo. Ed. Cosac & Naify.
BRADLEY, Fiona. Surrealismo. Ed. Cosac & Naify.
BAUMGART, Fritz. Breve história da Arte. Ed. Martins Fontes.
BRITO, Ronaldo. Neoconcretismo. Ed. Cosac & Naify.
BEHR, Shulamith. Expressionismo. Ed. Cosac & Naify.
CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. Ed. Martins Fontes.
COTTINGTON, David. Cubismo. Ed. Cosac & Naify.
COSTA, Helouise. Fotografia moderna no Brasil. Ed. Cosac & Naify.
CHILVERS, Ian. Dicionário Oxford de Arte. Ed. Martins Fontes.
COLI, Jorge. Como estudar arte brasileira do séc. XIX. Ed. Zahar.
CANONGIA, Lígia. Os legados dos anos 60 e 70. Ed. Zahar.
CABANNE, Pierre. Marcel Duchamp: o engenheiro do tempo perdido. Ed. Perspectiva.
CHIARELLI, Tadeu. Arte Internacional Brasileira. Ed. Lemos.
DOMINGUES, Diana. Arte e vida no séc. XXI. Ed. UNESP.
DEMPSEY, Amy. Estilos, Escolas e Movimentos - Guia enciclopédico da Arte Moderna. Ed. Cosac & Naify.
FARIAS, Agnaldo. Arte Brasileira hoje. Ed. Publifolha.
GOODING, Mel. Arte abstrata. Ed. Cosac & Naify.
HAUSER, Arnold. História Social da Arte e da Literatura. Ed. Martins Fontes.
HARRISON, Charles. Modernismo. Ed. Cosac & Naify.
HUMPHREY, Richard. Futurismo. Ed. Cosac & Naify.
JUNIOR, Rubens Fernandes. Labirinto e identidades: panorama da fotografia no Brasil. Ed. Cosac & Naify.
KRAUSS, Rosalind. Caminhos da escultura moderna. Ed. Martins Fontes.
MILLET, Catherine. A arte contemporânea. Ed. Inst. Piaget.
MCARTHY, David. Arte Pop. Ed. Cosac & Naify.
MALPAS, James. Realismo. Ed. Cosac & Naify.
NAVES, Rodrigo. A forma difícil. Ed. Ática.
TASSINARI, Alberto. O espaço moderno. Ed. Cosac & Naify.
THOMSOM, Belinda. Pós-impressionismo. Ed. Cosac & Naify.
WOOD, Paul. Arte conceitual. Ed. Cosac & Naify.

Posted by João Domingues at 11:11 AM

Curso História Cultural da Fotografia - a criação de imagens na era das máquinas, com Simone Rodrigues no Ateliê da Imagem, Rio de Janeiro

História Cultural da Fotografia - a criação de imagens na era das máquinas, com Simone Rodrigues

Inscrições abertas

Ateliê da Imagem
Av Pasteur 453, Urca, Rio de Janeiro - RJ
21-2541-3314 / 2244-5660 ou info@ateliedaimagem.com.br
www.ateliedaimagem.com.br
Início: 18 de julho, 4 aulas de 3 horas
Horário: sextas, 15-18h
Preço: 2 parcelas de R$ 120 ou R$ 230 à vista


Esse especi al workshop de 6 aulas tem como objetivo mostrar como a fotografia, mais que uma técnica, é também um fenômeno cultural de amplas repercussões na vida das sociedades e dos sujeitos individuais na modernidade. Conheça as principais linhas de desenvolvimento da técnica e da estética fotográficas, desde a sua pré-história no contexto da história da arte do Renascimento até seu processo de inserção definitiva em todas as áreas da atividade humana nos séculos XIX e XX. O estatuto da fotografia como linguagem matriz das novas tecnologias de imagem: cinema, tv, vídeo, etc. O papel da fotografia na transformação das funções e formas da arte moderna e contemporânea. A dualidade arte-documento e a mudança de paradigmas: da imagem-mimese a imagem-ficção. As aulas contam com apresentação e análise das obras de autores e movimentos fotográficos que se tornaram referenciais. Além das exposições teóricas e discussões de textos que serão apresentados, as aulas serão baseadas em projeções de slides, filmes e data show.

Posted by João Domingues at 10:57 AM

julho 23, 2007

Inscrições riocenacontemporanea 2007

riocenacontemporanea 2007

Inscrições até 9 de agosto de 2007

Regulamento e a ficha de inscrição: www.riocenacontemporanea.com.br
Realização: Bia Junqueira, César Augusto, Fabio Ferreira, Isabel Lito, Márcia Dias
Patrocínio: Petrobras

Grupos de artes cênicas de todo o Brasil, inclusive universitários, podem se inscrever na 8ª edição do riocenacontemporanea - festival internacional de artes cênicas do Rio de Janeiro - que acontecerá entre os dias 5 e 14 de outubro. O regulamento e a ficha de inscrição estarão disponíveis no site: www.riocenacontemporanea.com.br - até o dia 9 de agosto. A seleção será feita pelos diretores do festival e, no caso da Mostra Universitária, por profissionais da área de artes cênicas. O resultado será divulgado a partir do dia 23 de agosto.

O riocenacontemporanea 2007 - festival internacional de artes cênicas do Rio de Janeiro - transformará a cidade em palco da cena contemporânea. Há oito edições, o festival integra a cidade e o público ocupando centros culturais, teatros convencionais, espaços alternativos e espaços públicos como praças e ruas. O riocenacontemporanea promove encontros, debates, conferências, intervenções urbanas, entre outras manifestações artísticas e formativas.

Posted by João Domingues at 10:55 AM

julho 19, 2007

Processo de Seleção para candidatos ao Mestrado e Doutorado em Artes Visuais - UNICAMP

Processo de Seleção para candidatos ao Mestrado e Doutorado em Artes Visuais
Linhas de pesquisa: Poéticas Visuais, Fundamentos Teóricos das Artes, Projeto e Linguagem, Cultura Audiovisual e Mídia

Inscrições de 13 de agosto a 6 de setembro de 2007

UNICAMP - Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Artes
Rua Elis Regina 50, Barão Geraldo, Campinas - SP 13083-854
19-3521-7196 ou posartes@iar.unicamp.br
Edital: www.iar.unicamp.br/pg/art.selecao2008.php
Ficha de Inscrição: iar.unicamp.br/pg/art.inscricao.php
Segunda a sexta, 9-12h e 14-17h

Documentos:
- Ficha de Inscrição IMPRESSA e devidamente preenchida (preenchimento exclusivamente on-line, disponível em iar.unicamp.br/pg/art.inscricao.php)

- Cópia de diploma de graduação com cópia do carimbo do reconhecimento do Curso pelo MEC no verso para candidatos ao Mestrado e Doutorado (ou ainda certificado de conclusão ou documentação que ateste a previsão de conclusão antes do período de matrícula de alunos ingressantes).

- Cópia do diploma de Mestrado com cópia do carimbo do reconhecimento do Curso pelo MEC no verso para candidatos ao Doutorado (ou ainda certificado de conclusão).

- Cópia do histórico escolar da Graduação para candidatos ao Mestrado.

- Cópia dos históricos escolar da Graduação e do Mestrado para candidatos ao Doutorado.

- Cópia de cédula de identidade

- Certificado de proficiência em língua estrangeira (1 para o Mestrado e 2 para o Doutorado)
São aceitos Certificados emitidos:
* pelo CEL-UNICAMP (+ detalhes) e pelas Universidades Públicas (Estaduais e Federais);
* por Instituições reconhecidas pelas Agências de Fomento, como a FAPESP (ver http://www.fapesp.br/materia.php?data[id_materia]=305), USP e UNESP.
nos idiomas:
* Inglês
* Francês
* Italiano
* Espanhol
* Alemão
Também serão analisados documentos que certifiquem a participação do candidato em cursos regulares em países de idioma estrangeiro. Caso o documento não seja considerado, o candidato deverá apresentar certificado de proficiência nos termos do presente item.

- Currículo Vitae
obs.: os candidatos ao doutorado direto devem seguir orientações descritas em Doutorado Direto

- Memorial/carta de intenção,
onde deverá traçar um percurso de sua vida artístico-acadêmica, com referências a trabalhos anteriores, apontando principais interesses e inquietações, justificando sua escolha Programa de Pós-Graduação em Artes da Unicamp, bem como pela linha de pesquisa, ou projeto de pesquisa do orientador pretendido. Caso considere pertinente, o candidato poderá anexar material em outras mídias (CD, DVD, CR-ROM, Vídeo).

- 3 Cópias da Proposta de pesquisa contendo:
* objeto de pesquisa,
* histórico da proposta,
* objetivos,
* quadro conceitual de referência (comentado),
* justificativa,
* metodologia e
* bibliografia.
Caso considere pertinente para a compreensão da proposta, o candidato poderá anexar material em outras mídias.
Máximo de 10 páginas para mestrado e 15 páginas para doutorado, fonte 12, espaço duplo.

Detalhamento da proposta de pesquisa

* Objeto da pesquisa:
foco central, gerador da pesquisa, objeto que será investigado
* Objetivo:
o que se pretende fazer com o "objeto da pesquisa". Problemas a serem solucionados pela investigação.
* Histórico:
origem e percurso das inquietações, especulações realizadas a respeito.
* Quadro conceitual de referências:
autores lidos que colaboraram para elaboração da proposta, autores e conceitos com os quais pretende trabalhar.
* Justificativa:
estado atual de conhecimento sobre o tema abordado pela proposta, relevância no âmbito artístico e acadêmico.
* Metodologia:
procedimentos pelos quais o "problema" colocado pelo "objeto" pretende ser resolvido, como por exemplo, por meio de experimentos práticos em criação e composição, por meio de pesquisas bibliográficas, pesquisas de campo. Esse item deverá incluir a forma de análise dos resultados da pesquisa. Aqui, será analisada a coerência dos procedimentos com a proposta do candidato, bem como a coerência entre o objetivo da proposta e a forma de análise dos resultados.
* Bibliografia:
Atualidade, abrangência e coerência com a proposta, atentando para o quadro conceitual de referências, aos procedimentos e a forma de análise dos resultados.

Obtenção do Certificado de Profiência no CEL

O Centro de Ensino de Linguas/UNICAMP aplica testes para proficiência em idiomas estrangeiros. Para obter informações sobre os testes, acesse www.unicamp.br/cel/testeprofE.htm

Posted by João Domingues at 1:35 PM

julho 17, 2007

Seminário Permanente Políticas Públicas de Cultura do Estado do Rio de Janeiro - 2007

Seminário Permanente Políticas Públicas de Cultura do Estado do Rio de Janeiro - 2007

Inscrições até 25 de julho de 2007

Comissão Estadual dos Gestores Públicos de Cultura - RJ / COMCULTURA
Praça Getúlio Vargas 89, Centro, Nova Friburgo - RJ 28610-175
www.comcultura.com.br
Documentos para inscrição: Currículo Completo; Carta de Apresentação do Município ou Entidade Institucional; Carta de Intenção para Participar do Curso (atividade cultural e/ou sócio educativa cultural desenvolvida,objetivos de participar do curso); Certificado de Conclusão do Ensino Médio
Vagas: 150
Realização: Comissão Estadual de Gestores de Cultura do Rio de Janeiro - COMCULTURA /RJ; UERJ FFP; Ministério da Cultura - Fundação Casa de Rui Barbosa
Coordenação e Organização: Ministério da Cultura - Fundação Casa de Rui Barbosa; Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ; COMCULTURA RJ
Patrocínio: Ministério da Educação - MEC/ SECAD
Convênio: Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ; Fundação Casa de Rui Barbosa; MEC SECAD / COMCULTURA RJ
Seminário Permanente Políticas Públicas de Cultura do Estado do Rio de Janeiro: 6 de agosto a 10 de dezembro de 2007

O Seminário Permanente é dividido em quatro módulos temáticos, desenvolvidos em palestras, oficinas e debates. O Seminário adota uma estrutura bastante aberta e flexível, de forma a comportar tanto conferências e comunicações, quanto debates, relatos de vivências e desenvolvimento de pesquisas, atendendo à demanda específica dos gestores culturais de formação e qualificação profissional, de troca de experiências e de produção de conhecimento específico na área de gestão pública de cultura.

Posted by João Domingues at 10:40 AM

julho 13, 2007

Curso de Aperfeiçoamento em Artes Visuais na UNICAMP, Campinas

Curso de Aperfeiçoamento em Artes Visuais
Docentes: Lucia Eustachio Fonseca Ribeiro, Maria de Fátima Morethy Couto, Marcos Aulicino, Paula Almozara, Priscilla Ramos da Silva, Danilo Roberto Perillo, Sylvia Helena Furegatti, Marcelo Edmilson Moscheta, Renata Cristina de Oliveira Maia Zago

Inscrições até 2 de agosto de 2007

Escola de Extensão - UNICAMP
Rua Roxo Moreira 1831, Campinas - SP
19-3521 4646 / 4648 / 4647 ou extecamp@extecamp.unicamp.br
www.iar.unicamp.br/extensao/aperfartesvisuais/index.htm
Segunda a sexta, 8h30-17h30
Período: 18 de agosto de 2007a 6 de dezembro de 2008
Horário: sextas, 19-22h e sábados, 9h-12h e 14h-17h
Coordenação: Profa. Dra. Lúcia E. Fonseca Ribeiro
Organização: Departamento de Artes Plásticas, Instituto de Artes - UNICAMP
Vagas: 25
Preço: 14 parcelas de R$ 263,44

O Curso de Aperfeiçoamento Modalidade Extensão Universitária ART-0120 ARTES VISUAIS, oferecido pelo Departamento de Artes Plásticas/IA, sob a coordenação e supervisão da professora Dra. Lúcia E. Fonseca Ribeiro, será desenvolvido junto às comunidades internas e externa à universidade, com suas disciplinas ministradas por profissionais da área, ex-alunos e alunos da pós-graduação do Instituto de Artes da UNICAMP, com participação e acompanhamento de professores do Departamento.

Apresenta como linha de pesquisa o enfoque em processos criativos e em conceituação e contextualização da práxis artística nos diferentes períodos históricos e atuais da arte brasileira e geral, pontuada por questões vinculadas à Arte Moderna e Contemporânea.

Destina-se a profissionais formados na área de Artes Visuais ou áreas afins que procuram um preparo específico e a renovação de seu campo de conhecimento da práxis e da teoria sobre a contemporaneidade da arte.

No currículo do curso, as disciplinas da práxis e da teoria focam a compreensão da arte como forma de conhecimento artístico e cultural, geradoras de poéticas visuais. Desse modo busca pontuar, aprofundar e disseminar a multiplicidade de conceituações e práticas para a arte no mundo contemporâneo partindo das principais correntes de pensamentos dedicadas a esse estudo na atualidade.

Pretende-se favorecer um campo coletivo para desenvolvimento e discussões críticas sobre a produção artística e suas atividades correlatas. Entendendo as artes visuais como campo de trabalho profissional serão desenvolvidos projetos e experiências estéticas, com ênfase na produção individual ou coletiva e no desenvolvimento de processos de criação em diferentes linguagens artísticas.

Posted by João Domingues at 11:06 AM

julho 12, 2007

Semana documenta 12 magazines – Kassel, 16-22 julho 2007: Paper and Pixel

Semana documenta 12 magazines - Kassel, 16-22 julho 2007: Paper and Pixel

Organizado por Alessandro Ludovico and Nat Muller, em colaboração com LabforCulture.org

O Canal Contemporâneo participa desta Semana documenta 12 magazines mostrando um audiovisual, que será montado na Mesa dos Magazines da Semana no documenta Halle, participando dos vários encontros e discussões e apresentando uma palestra no debate do dia 19 de julho. Veja na programação abaixo.

Conheça melhor o projeto e a participação do Canal Contemporâneo no documenta 12 magazines


PROGRAMAÇÃO

Segunda-feira, 16 de julho
20h
Encontro no documenta Halle


Terça-feira, 17 de julho

9-12h30
Montagem da Mesa dos Magazines da Semana no documenta Halle

13-14h30
Lunch Lecture no documenta Halle
Como Sobreviver à Indústria do Papel
Participantes: Simon Worthington (Mute, London), Alessandro Ludovico (Neural, Bari)
Moderador: Nat Muller (Rotterdam)
Desde que a tinta se tornou toner e pixel, o papel impresso tem se esforçado para sobreviver como meio. Ainda assim, teimosos editores independentes estão produzindo as mais perigosas espécies de produtos de papel: a revista independente. Reinventando conteúdos, estratégias técnicas e econômicas, estas revistas comprovam qualidades distintas de publicações impressas, tais como o periodicidade, o toque do papel e o cheiro da cópia. Entretanto, é precisamente o amor pela velocidade dos elétrons e a compreensão dos potenciais dos meios trabalhados em rede, que inspiraram as táticas culturaia destas revistas; da impressão sob demanda, edição colaborativa, compartilhamento de conteúdo e conhecimento, surfar e sofrer as novas demandas econômicas.

16-17h30
Projeção e Discussão no Kabinett 1
Ibon Aranberri em diálogo com Pablo Lafuente (London)


Quarta-feira, 18 de julho

16h
Visita guiada com mediadores da equipe de arte educação da documenta 12 (encontro na Mesa dos Magazines da Semana)


Quinta-feira, 19 de julho

10h30-12h
A Arte de Blogar no Kabinett 2
Palestra de Régine Debatty (We-make-money-not-art.com, Berlin).
A arte de blogar. Como blogar é uma arte e como a fazer bem sucedida. A rainha da arte midiática blogueira Regine Debatty fala sobre blogs, o rei da arte dos novos meios. Intitulado ironicamente, "nós fazemos dinheiro não arte", sendo um caso original no mundo de publicação de arte digital bem sucedida, competente, engajada e puramente digital.

13-14h30
Lunch Lecture no documenta Halle
Estética Processual, Edição Processual: Trabalho em Rede
Participantes: Miren Eraso (Zehar, San Sebastian), Christina MCPhee (-empyre-, Sydney), Patricia Canetti (Canal Contemporâneo, São Paulo/Rio de Janeiro)
Moderador: Alessandro Ludovico (Neural, Bari)
O trabalho em rede Cultural foi incorporado de diferentes formas através das várias redes de editores independentes. Nós focalizaremos a estética e as práticas do trabalho em rede, edição e publicação colaborativas e como isso se relaciona com o que foi chamado "estética processual", a saber uma estética que reconhece o material e as dimensões da cultura de rede. Estratégias de conexões, compartilhamento, melhorias conjuntas, encontrando-se em objetivos compartilhados e terminam colaborações para começar outras novas como zonas autônomas temporárias de produção e desenvolvimento. Assim sendo, como os editores trabalham realmente na rede, e qual é o locus do pixel e qual é o locus do papel?


Sábado, 21 de julho

13-14h30
Lunch Lecture no documenta Halle
Publishing the Public: Contextualising Locality
Participantes: Jaime Iregui (Esfera Pública, Bogotá), Fran Ilich (Sab0t, Mexico City), José-Carlos Mariátegui (Lima/London), Nebojsa Vilic (Concrete Reflection, Skopje)
Moderador: Nat Muller (Rotterdam)
Em uma época em que a esfera pública está encolhendo e "coisas públicas" se embaralham com "coisas priva(tizadas), nós gostaríamos de abordar a escrita e publicação como um ato público. Como curar, nós gostaríamos de ver o publicar como um esforço para tornar isto público e ao serviço de vários públicos. O que é público naturalmente é formado e moldado por contextos específicos. Em uma era global nós insistimos em perguntar como podemos trabalhar de uma localidade particular e ir além do padrão (e agora tedioso) discursso "local vs global", mas nos encaminhar a um outro (contudo desconhecido) destino.

Documenta Halle
Du-Ry-Street 1
34117 Kassel, Alemanha
(Friedrichsplatz, ao lado do Kassel Theatre)
Tram 1, 2 ou 3, parada Friedrichsplatz

Posted by João Domingues at 3:17 PM

julho 11, 2007

Curso O Processo Criativo - 2007/2, com Charles Watson no Parque Lage, Rio de Janeiro

Curso O Processo Criativo - 2007/2
Charles Watson - Professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Palestrantes convidados:
Agnaldo Farias - Professor da USP, curador do Instituto Tomie Ohtake SP
Lia Rodrigues - Coreógrafa
Eduardo Costa - Artista Plástico
Luiz Alberto Oliveira - Pesquisador do Centro Brasileiro de Pesquisa Física - CBPF; Fernando Cocchiarale - Curador do MAM-RJ, professor da PUC-RJ

Inscrições abertas

Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ
Inscrições: 21-2538-1879 / 1091
Informações: 21-2553-3748 / 9224 ou wats352@attglobal.net
Horário: segundas e quartas, 19h30-21h30
O Processo Criativo - 2007/2: 6 de agosto a 5 de dezembro de 2007

O Processo Criativo

Desde 2004 recomendado pelo University of the Arts London e suas escolas de arte afiliadas - Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Communications - como um curso de preparação para bacharelado / mestrado em arte.

De natureza interdisciplinar, o curso tem o objetivo de demonstrar vários aspectos do processo criativo e como se manifestam nas mais diversas disciplinas. Para isso contamos com a contribuição de profissionais de diferentes áreas como inteligência artificial, cosmologia, física, dança e arte. Amplamente ilustrado com textos e vídeos, o curso mostra que a semelhança entre as dinâmicas criativas em áreas diversas supera frequentemente a diferença entre as linguagens. Entendendo mecanismos que podem limitar nossas possibilidades criativas, podemos pensar e discutir estratégias que, ludicamente, podem contornar essas tendências.

O Workshop é dirigido a todos que se interessam pelo processo criativo e para quem a geração de novas idéias se tornou fundamental, seja em nível profissional ou simplesmente pessoal.

Programação

O curso vai partir da análise dos seguintes tópicos:

1ª Parte:
Considerações Gerais:
Definições da Criatividade na história
Relação de Criatividade com Limites

Processos Perceptuais:
Modelo do Universo / Fisiologia da percepção (Gregory / Dawkins)
Classificação & Estereotipagem: (Vendo o que espera ver ou Quando só lhe resta um martelo, tudo parece com prego.)
Dificuldade em Isolamento do Problema
Limitando a área do problema
Olhar do outro / o passo para trás / o segundo olhar
Saturação: 1 & 2:
- Saturação 1 (como problema)
- Saturação 2 (como solução) (Tehching Hsieh, Jan Fabre, Opalka, Long, sisyphus o herói existencial)
Estímulos sensoriais alternativos
- Einstein e imagens musculares e visuais / Nicolas
- Nicolas Tesla & visualização

Processos Emocionais:
Gene inútil (a analogia evolutiva) (Csikszentmihaly / Dawkins) / Sistemas não lineares (Luiz Alberto Oliveira)
Motivação (Intrínseca / extrínseca, a cenoura ou o chicote)
- Motivação Extrínseca:
- Motivação Intrínseca:
Flow (Fluxo) / Autotelismo (Csikszentmihaly)
A engenharia do erro
Julgamento / avaliação prévia
A importância de não ter nada a perder
Ansiedade (dificuldade em gestação)
Convicão vs. Compulsão
Persistência
A habilidade em mudar de objetivo

Culturais / Ambientais:
Tabu
Humor / o encontro de duas matrizes mutuamente exclusívas (Arthur Koestler)
Multiplas inteligências (Howard Gardner):
inteligência linguística
inteligência musical
inteligência / lógica-matemática
inteligência espacial
inteligência corporal / cinestético
inteligências pessoais (inteligência intrapessoal / inteligência Interpessoal)
Meio propício
Fantasia vs. realidade
Razão vs. intuição / polo subjetivo, polo objetivo
Tradição vs. mudança

Transfiguração do Lugar Comum:
Michel Groissman
Lia Rodrigues
Oldenburg
Man Ray
Arthur Danto
Castanêda

2ª Parte:
Estratégias:
Geração de Alternativas
Fragmentação / deconstrução
Re-estruturamento
Criando obstáculos para digestão
Infraestrutura tácita (David Bohm)
Pontuando o mundo / Observação precisa / Pedágio de Pensamentos
Inversão
Estímulo aleatório
Analogia
Visualização
- Imaginação
- Desenho: (como meio de pensar)
- Manipulação
Linguagem Adequada
Necessidade de um problema / o problema como limite / o problema como forma
Brainstorming

Posted by João Domingues at 11:34 AM | Comentários (2)

Oficinas Dança em Foco, no Espaço SESC, Rio de Janeiro

Oficinas 5ª edição do Festival Internacional Dança em Foco

Inscrições abertas

Espaço SESC
Rua Domingos Ferreira 160 Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
Procedimentos de pré-seleção: enviar currículo para curriculos@dancaemfoco.com.br
Informações: 21-2265-1793 / 3816-0939
www.dancaemfoco.com.br
Vagas: 20 por atividade
Criação e produção: Leonel Brum, Paulo Caldas, Regina Levy e Eduardo Bonito
5ª edição do Festival Internacional Dança em Foco: 14 de agosto a 2 de setembro de 2007


Oficinas Dança em Foco
Carga horária: 5 aulas de 3 horas de duração (total: 15 horas)

1. Alexandre Veras e Andréa Bardawil (Ceará) - "Entre o vídeo e a dança"
20 a 24 de agosto, 14-17h

O curso pretende trabalhar a relação entre o vídeo e a dança como uma zona indefinida de pesquisa, onde o que se configura como resultado surge de como uma linguagem faz problema para a outra. Para configurar esse espaço, partimos de quatro eixos: a relação do cinema com o movimento, as mudanças na concepção coreográfica no século XX, algumas perspectivas filosóficas sobre espaço/tempo/movimento e a interface com outras linguagens através da performance e da videoarte.

Alexandre Veras: diretor do Alpendre - Casa de Arte, Pesquisa e Produção onde coordena o núcleo de vídeo e o projeto NoAr, de formação em vídeo com adolescentes. É professor da Escola de Audiovisual de Fortaleza.

Andréa Bardawil: coreógrafa e diretora da Companhia da Arte Andanças desde 1991. Atualmente é coordenadora do Núcleo de Dança do Alpendre - Casa de Arte, Pesquisa e Produção e uma das curadoras da Bienal Internacional de Dança do Ceará, desde 1999.

2. Alex Reuben (Inglaterra) - "Action, Time & Vision"
20 a 24 de agosto, 14-17h

A oficina introduz uma nova existência de praticantes em vídeo e movimento para a criação e produção de vídeo e dança. O foco da oficina está no processo de criatividade e de colaboração através da exploração da ação e do movimento na linguagem audiovisual. Os participantes trabalharão em grupos e apresentarão os vídeos trabalhados no final da oficina. Criarão vídeos de curta duração, desde a concepção até a finalização em dez etapas.

Alex Reuben: Diretor de filmes britânico e responsável pela realização de um filme de dança na London Contemporary Dance School.

3. Daniel Miracle (Espanha) - "Oficina de Criação Audiovisual Com Câmeras de Telefones Móveis"
27 a 31 de agosto, 10-13h

Oficina de criação para realização de filmes feitos com câmeras de telefones móveis. Estas câmeras, apesar de seu tamanho e capacidade, podem oferecem muitas possibilidades criativas em baixa resolução. O grupo de trabalho construirá conteúdos audiovisuais a partir de planos, imagens, seqüências, sons, etc., para que formem parte do arquivo audiovisual do projeto. Serão trabalhados filmes realizados através de planos e tomadas gravadas por diferentes participantes em diferentes situações. Todos os criadores realizarão uma parte do vídeo, mas nenhum deles saberá do resultado final. Ao final da oficina será apresentado o resultado do trabalho de criação coletiva do grupo.

Daniel Miracle: Artista e realizador audiovisual, seu trabalho se desenvolveu em diferentes disciplinas como a arte, a dança contemporânea, o documentário, a produção televisiva, a divulgação científica e o desenvolvimento tecnológico.


Minicurso
Carga horária: 2 aulas de 3 horas de duração (total: 6 horas)

Marcus Moraes (Rio de Janeiro) - "Videodança: gravação de miniclipes"
1° e 2 de setembro, 15-18h

Uma idéia cenográfica. Um cenário. Um determinado número de planos e cortes. Uma trilha musical pré-determinada. Um limite de tempo para gravação e edição. Com esses limites estabelecidos para a realização do vídeo, os participantes criarão suas seqüências que, ao término do curso, formarão um vídeo finalizado. Com poucos recursos e tempo reduzido, é um desafio de criatividade para corpo e câmera. O curso é direcionado a bailarinos, coreógrafos e videomakers com uma mínima experiência prática em suas respectivas áreas.

Marcus Moraes: designer e mestre em Artes Cênicas pela UNIRIO. É professor da Faculdade Angel Vianna desde 2002, na graduação e no curso de pós-graduação "Estéticas do Movimento: dança, videodança e multimídia".

Posted by João Domingues at 11:18 AM | Comentários (1)

julho 5, 2007

Seminário Acesso à cultura na UCAM, Rio de Janeiro

Seminário Acesso à cultura
Participantes: Kátia de Marco, Mario Mazzilli, Teixeira Coelho

11 de julho, quarta-feira, das 19h às 21h

Universidade Candido Mendes
Rua da Assembléia, 10 - Salão Marquês de Paraná - 42º andar, Centro, Rio de Janeiro - RJ
21-2531-2000 r. 236 ou gestaocultural@candidomendes.edu.br
www.gestaocultural.org.br
www.candidomendes.edu.br
Realização: Itaú Cultural e Universidade Candido Mendes

O Observatório Itaú Cultural e a Universidade Candido Mendes realizam no próximo dia 11 de julho, quarta-feira, mais um seminário do Programa Rumos Pesquisa: Gestão Cultural. A exemplo dos encontros de Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador, o seminário do Rio de Janeiro discutirá questões ligadas à economia da cultura, gestão cultural e políticas públicas para a cultura.

O seminário contará com a presença do Professor Teixeira Coelho, da Universidade de São Paulo, que discutirá aspectos do acesso à cultura e será mediado pela professora Kátia de Marco, coordenadora acadêmica do Programa se Estudos Culturais e Sociais - PECS, da Universidade Candido Mendes. Haverá ainda uma apresentação do Programa Rumos Pesquisa: Gestão Cultural, sob a responsabilidade de Mário Mazzilli, editor da Revista Observatório Itaú Cultural.

O seminário é parte do programa Rumos Pesquisa: Gestão Cultural 2007 - 2008, que premiará pesquisadores que investigaram ou estejam investigando temas relativos à gestão cultural, economia da cultura, produção cultural ou políticas culturais. Lançado em março último, o programa receberá inscrições de pesquisadores até o próximo dia 31 de julho de 2007, sempre pelo site www.itaucultural.org.br.

Rumos Pesquisa: Gestão Cultural 2007 - 2008

O Rumos Pesquisa: Gestão Cultural é uma das ações do Observatório Itaú Cultural, que tem entre suas atribuições a de promover a formação e o desenvolvimento de profissionais e pesquisadores atuantes nas instituições culturais brasileiras. O programa tem abrangência nacional e irá premiar até dez trabalhos de pesquisadores que investigaram ou estejam investigando temas relativos à gestão cultural, economia da cultura, produção cultural ou políticas culturais. Lançado em março último, o programa receberá inscrições de pesquisadores até o próximo dia 31 de julho de 2007, sempre pelo site www.itaucultural.org.br.

Mais informações sobre o programa Rumos Itaú Cultural Pesquisa: Gestão Cultural 2007 - 2008 podem ser obtidas através do site www.itaucultural.org.br ou por contato através do e-mail: rumospesquisa2007@itaucultural.org.br

Mini-biografias dos participantes do seminário

Kátia de Marco: membro da Associação Brasileira dos Críticos de Arte - ABCA e da Associação Nacional dos Pesquisadores em Artes Plásticas - ANPAP. É presidente da Associação Brasileira de Gestão Cultural - ABGC e coordenadora acadêmica do Programa de Estudos Culturais e Sociais - PECS, da Universidade Candido Mendes.

Mario Mazzilli: editor da revista Observatório Itaú Cultural; consultor de comunicação, tendo desenvolvido projetos para empresas e instituições culturais como o Instituto Cultural Itaú, o Centro Universitário Maria Antônia, o Centro Cultural Banco do Brasil, e algumas das principais editoras de livros no Brasil.

Teixeira Coelho: consultor do Observatório Itaú Cultural; curador-coordenador do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e professor titular da ECA/USP. Autor de diversos livros e artigos em revistas científicas, Teixeira Coelho é um dos principais especialistas brasileiros em políticas públicas para cultura.

Posted by João Domingues at 3:12 PM

Inscrições 5ª edição Com:Atitude, Seminário de Atitude de Marca, na Fecomercio, São Paulo

5ª edição Com:Atitude, Seminário de Atitude de Marca

Inscrições abertas

Centro Fecomercio de Eventos
Rua Dr. Plínio Barreto 285, Bela Vista, São Paulo - SP
Inscrições: 11-3292-4833 ou www.comatitude.com.br
Preço: 6 a 19 de julho: R$ 1.440; a partir de 20 de julho: R$ 1.800
Investimento: Inclui material de apoio, cafés, almoços, certificado de conclusão e acesso por um ano ao conteúdo do site de atualização permanente.
Realização: Significa
Co-patrocínio: Caixa Econômica Federal
Apoio institucional: Aberje e Fecomercio
Com:Atitude, Seminário de Atitude de Marca: 7 e 8 de agosto de 2007


Atitudes de marca são destaque em seminário internacional

Evento de referência sobre ação e comunicação de marcas nas áreas social, cultural, ambiental, esportiva, de comportamento e entretenimento, a 5a. edição do Com:Atitude terá a participação especial de Jim Andrews, vice-presidente do IEG dos Estados Unidos

O Com:Atitude, Seminário de Atitude de Marca, chega à sua 5a. edição mantendo seu objetivo de difundir conceitos, lançar técnicas, gerar questionamentos e apontar benefícios, deficiências e tendências sobre as atitudes institucionais e mercadológicas das empresas. O evento de referência sobre ação e comunicação de marcas nas áreas social, cultural, ambiental, esportiva, de comportamento e entretenimento acontecerá nos dias 7 e 8 de agosto, no Centro Fecomercio de Eventos, em São Paulo e já está com as inscrições abertas

Durante o seminário serão realizados oito painéis sobre estratégia, gestão, comunicação e aferição de atitudes de marca, conduzidos por especialistas em comunicação e marketing, líderes empresariais, de instituições e de projetos. Em 2007, o Com:Atitude traz ao País o vice-presidente do IEG, principal organização de pesquisa, consultoria, análise e treinamento em patrocínios no mundo, Jim Andrews. "O IEG trará para o Com:Atitude a dimensão e a lógica do país que mais investe em patrocínios no mundo, os Estados Unidos, além das principais tendências nas atitudes das marcas globais", comenta Yacoff Sarkovas, diretor geral da Significa, que realiza o seminário. A Significa é a agência idealizadora do conceito de atitude de marca e pioneira no seu planejamento estratégico.

O Com:Atitude foi criado para atender à crescente demanda por conhecimento consistente e atualizado sobre essa ferramenta estratégica de fidelização de marca, relacionamento com públicos de interesse e construção de reputação. Decisores de marketing, comunicação e responsabilidade social das empresas e os executivos de agências, veículos e instituições poderão aprofundar seus conhecimentos e conhecer três pesquisas inéditas para orientação da decisão de investimentos e casos exemplares de atitude de marca.

A atitude de marca pelo olhar de públicos e empresas

Além da mais recente pesquisa sobre patrocínio nos Estados Unidos, que será apresentada pelo IEG, o Com:Atitude trará dois estudos referenciais para orientação do mercado de comunicação brasileiro: a nova edição das pesquisas "Atitudes de marcas nas maiores empresas" e "Percepção pública das atitudes de marcas", realizadas pela Significa pelo quarto ano consecutivo, em 2007 com o suporte técnico da LPM.

A pesquisa quantitativa com as grandes empresas de todos os segmentos econômicos do País mostra os objetivos, investimentos, critérios, ferramentas e áreas envolvidas nos processos de ação e comunicação das marcas nas áreas social, cultural, ambiental, esportiva, de comportamento e entretenimento. Já a Investigação exploratória com os públicos revela como são percebidas as atitudes das marcas, que valores agregam, quando geram identificação e constroem reputação, e que temas são considerados mais relevantes pelo público.

A quinta edição do seminário tem patrocínio da Nestlé e Petrobras, co-patrocínio da Caixa Econômica Federal e Fiat, e apoio institucional da Aberje e da Fecomercio.

Com:Atitude, Seminário de Atitude de Marca - Programação:
Painel 1_Para onde apontam corações e mentes 1: atitudes, atributos e marcas *
: Como se dá a transferência de atributos entre as ações e as marcas?
: Que fatores interferem na percepção das atitudes das marcas pelas pessoas?
: O que as pessoas esperam das marcas para sí mesmas e para a sociedade?
Palestrante: Yacoff Sarkovas_Significa
Análise: Pergentino Mendes de Almeida_LPM, e Simone Siebner Mendes de Almeida_LPM
* Apresentação e análise de pesquisa 2007 inédita: "Percepção pública das atitudes de marcas"

Painel 2_Para onde apontam corações e mentes 2: consumo e reputação *
: Quais fatores e tendências incidem no comportamento atual do consumidor?
: Como as atitudes das marcas interferem na reputação das empresas?
: O que gera uma experiência positiva da marca para as pessoas?
Debatedores: Mauro Wilton_ECA/USP; Ronald Mincheff_Edelman/Trust Barometer; Sérgio Lage Carvalho_Universidade Anhembi Morumbi
Moderador: Pergentino Mendes de Almeida_LPM
* Debate sobre pesquisa 2007 inédita: "Percepção pública das atitudes de marcas"

Painel 3_As atitude de marcas nas mídias digitais
: Quais as formas de agir das marcas no mundo virtual?
: Qual o impacto das mídias digitais como veículos de comunicação das atitudes das marcas?
: O que leva a ação virtual da marca a ser percebida como atitude ou como publicidade?
Debatedores: Giselle Beiguelman_PUC-SP; Dino Vettorello_Kaizen Games/Second Life; Leandro de Paula_Microsoft
Moderador: Marcelo Tas_Diretor de TV

Painel 4_Gestão de solicitação de apoios e patrocínios
: Como organizar a recepção dos projetos e gerir o relacionamento com os proponentes?
: Como dizer 'não', sem gerar percepção negativa?
: Como identificar oportunidades para a empresa em meio a tantas propostas?
Debatedores: Eliane Costa_Petrobrás; Larcio Benedetti_Votorantim
Moderadora: Sharon Hess_Articultura

Painel 5_Os patrocínios nos EUA *
: Qual a dimensão, a lógica e o impacto dos patrocínios no mercado americano?
: Que estratégias de comunicação das atitudes as empresas adotam nos eua?
: Quais são as principais tendências nas atitudes das marcas globais?
Palestrante: Jim Andrews_IEG
Debatedor: Alexandre Borges_Significa
Moderadora: Andrea Cordeiro_Visa
* Apresentação e debate de pesquisa 2007 inédita: "Performance research sponsorship decision-makers"

Painel 6_As atitudes de marca nas maiores empresas do Brasil *
: Qual é o cenário dos investimentos em atitude de marca em 2007?
: Como é feita a comunicação e a aferição de resultado das ações?
: Que critérios e fatores balizam a decisão nas empresas?
Palestrante: Alexandre Borges_Significa
Debatedor: Jim Andrews_IEG
Moderador: Mauro Calliari_Editora Abril
* Apresentação e debate de pesquisa 2007 inédita: "Atitudes de marcas nas maiores empresas"

Painel 7_Razão e função das fundações e institutos empresariais
: A empresa deve agir diretamente ou por meio de um instituto/fundação?
: Instituições empresariais agregam valor à marca mantenedora?
: Quais são os desafios de gestão e relacionamento entre as empresas e suas instituições?
Debatedor: Milton Seligman_Ambev
Moderador: Carlos Faccina_Consultor

Painel 8_Atitude de marca como estratégia do negócio
: Como planejar uma diretriz integrada das atitudes da marca?
: Como definir focos de atuação e programas de ações?
: Como direcionar as atitudes para diferentes públicos?
Debatedores: Claudia Pagnano_Grupo Pão de Açúcar; Júnia Nogueira de Sá_Volkswagen
Palestrante: Yacoff Sarkovas_Significa
Moderador: Paulo Nassar_Aberje

Posted by João Domingues at 2:23 PM

Oficinas 4ª edição da Semana de Arte na Estrada Real, Passa Quatro

4ª edição da Semana de Arte na Estrada Real
Oficinas: Celina Yamauchi, Cristina dos Santos, Flávia Ribeiro, Marilá Dardot, Marina Saleme, Rachel Rosalen

Inscrições até 15 de julho de 2007

Cidade de Passa Quatro - MG
260 km de São Paulo e 240 km do Rio de Janeiro, pela via Dutra
Informações: semanadeartep4@uol.com.br
www.passaquatro.com.br/semanadearte
Preço: R$ 150 por oficina
4ª edição da Semana de Arte na Estrada Real: 16 a 21 de julho de 2007

O evento apresenta um ciclo de oficinas de artes visuais (pintura, desenho, fotografia, vídeo, instalação e literatura), além de palestras, exibições de filmes e debates com os artistas/professores convidados.

Posted by João Domingues at 1:47 PM

Projeto Experiência, com Andreas Valentin no Ateliê da Imagem, Rio de Janeiro

Projeto Experiência
A construção do olhar ocidental: da escuridão das cavernas às luzes da modernidade, com Andreas Valentin

21 de julho, sábado, 9h30-18h30

Ateliê da Imagem
Av Pasteur 453, Urca, Rio de Janeiro - RJ
21-2541-3314 / 2244-5660 ou info@ateliedaimagem.com.br
www.ateliedaimagem.com.br
Preço: R$195

Há aproximadamente 30 mil anos, os seres humanos começaram a criar imagens e construir representações e abstrações do mundo visível. Dessas primeiras pinturas rupestres, realizadas nas paredes de cavernas até a fotografia digital contemporânea, o olhar ocidental construiu-se sob diversas técnicas e conceitos. Serão examinadas aqui algumas das manifestações mais marcantes nessa trajetória da imagem ao longo dos tempos: - As primeiras imagens. - As representações da antiguidade. - A imagem mimética e narrativa da Grécia e de Roma. - A imagem simbólica do Cristianismo. - O olhar científico do Renascimento - O conflito da razão e da paixão no Barroco - O olhar iluminista do Neoclássico. - A visão do sublime romântico. - A imagem fotográfica. - O olhar da modernidade.

Andreas Valentin foi aluno e colaborador do artista plástico Helio Oiticica. É fotógrafo e designer gráfico, graduado em História da Arte e Cinema pela Swarthmore College, EUA e mestrado na UFF. É Doutorando em História na UFRJ, com uma pesquisa sobre a fotografia amazônica do alemão George Huebner. Atualmente, leciona história da arte na Escola de Belas Artes da UFRJ e fotografia na Universidade Estácio de Sá. Publicou três livros sobre o Festival Folclórico de Parintins. Foi coordenador de projetos da FUNARTE e assistente de produção e direção no filme "Fitzcarraldo", de Werner Herzog. Escreveu, dirigiu e produziu documentários em vídeo na Amazônia. Nos anos 70, teve um vasto trabalho realizado em Super8, com vários filmes experimentais premiados em festivais no Brasil e no exterior. Em 2005, foi coordenador editorial e gráfico do livro "Cosmococa", de Hélio Oiticica. Participou de diversas exposições individuais e coletivas. É membro da Associação Brasileira de Antropologia. Em 2004, foi vencedor do Prêmio Pierre Verger de Fotografia.

Posted by João Domingues at 10:58 AM

julho 3, 2007

Espaço do Olhar: Cursos 2º Semestre de 2007 - Tomie Ohtake, São Paulo

Espaço do Olhar
Cursos 2º Semestre de 2007 - Tomie Ohtake

Inscrições abertas

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo - SP
Informações: 11-2245-1937
www.institutotomieohtake.org.br

Espaço do Olhar é o nome do núcleo de cursos da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake, no qual a instituição afirma o seu compromisso com a formação cultural da comunidade, oferecendo, por meio de cuidadosa programação, subsídios estéticos para a expansão da sensibilidade e da capacidade de expressão das pessoas.

O objetivo principal do Espaço do Olhar é formar o público leigo e atender aquele já especializado em arte, além de oferecer cursos de aprofundamento para profissionais da área e artistas. A proposta de formação do público fundamenta-se no desenvolvimento da percepção, propondo um novo olhar, um olhar apurado sobre a arte dos últimos 50 anos, principalmente a contemporânea, conforme o período de trabalho da artista plástica que dá nome ao espaço, Tomie Ohtake.

Com salas e auditórios especialmente projetados para a realização de cursos teóricos e práticos, workshops, simpósios e seminários, o Espaço do Olhar atua em sintonia com a curadoria de artes visuais do Instituto para a definição de suas atividades, sempre coordenadas por artistas, pensadores da arte e da cultura em geral.


Curso do 2º semestre de 2007:
Cursos especiais
Charles Watson
O processo criativo
workshop sobre o pensamento criativo
Público-alvo: artistas, designers, arquitetos, publicitários e interessados em processos de geração de novas idéias.
Duração: 20 horas - quatro dias
Período: 20 a 23 de setembro
Horário: quinta e sexta, 19-22h; sábado e domingo, 10-18h
Vagas: 50
Preço: R$ 350


A qualidade da informação oferecida é infra-estrutural, interdisciplinar e reveladora dos mecanismos que limitam nossas possibilidades criativas. Acreditou-se, sempre, que a geração de idéias e a conseqüente solução de conflitos/problemas insolúveis fossem produzidas apenas por indivíduos excepcionais, gênios. O workshop mostra de forma clara como esta afirmação é apenas um mito. Amplamente ilustrado com textos e vídeos, o curso aponta que a semelhança entre as dinâmicas criativas em áreas diversas supera frequentemente a diferença entre as linguagens. Entendendo mecanismos que podem limitar nossas possibilidades de criação, podemos pensar e discutir estratégias que, ludicamente, podem contornar essas tendências.

Milton Cipis e Ricardo Ohtake
Experimentando o design gráfico
Público-alvo: iniciantes e interessados em design gráfico
Duração: 2 meses
Período: 13 de agosto a 24 de setembro
Horário: segundas, 20-22h
Vagas: 25
Preço: R$ 150
O curso, voltado para iniciantes e interessados em artes gráficas, propicia a experimentação na área da comunicação visual, por meio de exercícios e discussões capazes de aprofundar o pensamento sobre o design.

Carlos Fajardo
A arte bidimensional contemporânea
Público-alvo: profissionais, estudantes de artes plásticas, arquitetura, design e interessados em geral.
Duração: 2 meses
Período: 6 de agosto a 24 de setembro
Horário: segundas, 14-17h
Vagas: 20
Preço: R$ 250 / mês
Curso prático cujo objetivo é produzir um debate sobre os modos de produção bidimensional atuais, utilizando como instrumento crítico o meio fotográfico. A fotografia é usada como produtora de imagens e não como suporte técnico, portanto não exige nenhuma habilitação especial.

Marieta Ferber
Panorama do design - design no século xx
Público-alvo: interessados em geral.
Duração: 3 meses
Período: 7 de agosto a 23 de outubro
Horário: terças, 9-12h
Vagas: 20
Preço: R$ 250 / mês
O curso apresenta os expoentes do design e suas principais obras em alguns setores, como mobiliário residencial e urbano, objetos, cenários e projetos gráficos, contornando os movimentos culturais vigentes. Por meio de projeções, textos e discussões, as aulas teóricas fundamentam os exercícios práticos. O foco está nas vanguardas européia (Dadaísmo e Surrealismo), no Construtivismo Russo, além de De Stijl, Bauhaus, Modernismo, Pós-Modernismo, Pop Art e produção contemporânea.

Montagem
Pablo Vilar - Estúdio Guaiamum
Curso de montagem
Público-alvo: estudantes de artes plásticas, arquitetura, design e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 10 de agosto a 23 de novembro
Horário: sextas, 10-13h
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
De perfil profissionalizante, o curso proporciona conhecimentos práticos e teóricos sobre o trabalho de montagem de exposições de Arte. Por meio de exemplos práticos e imagens, pretende colaborar na formação de novos montadores, ou simplesmente orientar profissionais de outras áreas a solucionar assuntos ligados à montagem. Para isso, trata desde noções básicas de cuidados e manuseio, até o uso correto de ferramentas e outros recursos básicos.

Ilustração
Odilon Moraes e Fernando Vilela
A imagem narrativa e ilustração de livros
Público-alvo: profissionais, estudantes de arte, design e de literatura, ilustradores e interessados em geral.
Duração: 4 meses
Período: 7 de agosto a 27 de novembro
Horário: terças, 18h30-21h30
Vagas: 30
Preço: R$ 150 / mês
O foco é penetrar no universo da ilustração como linguagem narrativa. A oficina é composta de aulas expositivas acerca da ilustração de livros, intercaladas por exercícios práticos com o objetivo de desenvolver um protótipo, boneco de um livro, ilustrado a partir de textos escolhidos. Nas aulas teóricas são abordadas questões relativas ao desenvolvimento da ilustração enquanto narrativas visuais através dos tempos, por meio de discussão de textos, análises de imagens e de livros. Nas aulas práticas são introduzidos alguns materiais e procedimentos para a criação das ilustrações, como a pintura com aquarela e algumas formas de gravura (monotipia, carimbo), entre outras técnicas. Ao longo do curso, cada aluno desenvolve seu próprio projeto.

Ação Educativa
Ponto de encontro: prática artística para adultos e crianças
Educadores do Instituto Tomie Ohtake:
Matheus Leston
Thiago Lisboa
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 11 de agosto a 17 de novembro
Horário: sábados, 15-17h30
Vagas: 15
Preço: gratuito

A Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake a fim de proporcionar um encontro entre adultos, crianças e adolescentes, oferece atividades que possam gerar produções criativas. Estimulando um diálogo entre as diferenças por meio de modalidades artísticas, os encontros, sempre aos sábados, das 15h às 17h, incluem visitas às exposições e atividades práticas no ateliê.

História da Arte
Agnaldo Farias
Oito encontros sobre a arte contemporânea
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 2 meses
Período: 14 de agosto a 02 de outubro
Horário: terças, 14h30-17h
Vagas: 30
Preço: R$ 250 / mês
Pensado como desdobramento do curso anterior - Introdução à arte contemporânea -, esta etapa aborda, em cada encontro, dois a três artistas nacionais e internacionais. O elenco é escolhido em função do caráter significativo de suas obras que, por sua vez, são analisadas a partir de suas peculiaridades, aproximações e contrastes com outras poéticas.

Agnaldo Farias
Introdução à arte moderna - 1ª. parte
Escolas, tendências e teorias dos clássicos e românticos até o abstracionismo
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 2 meses
Período: 14 de agosto a 2 de outubro
Horário: terças, 20-22h
Vagas: 30
Preço: R$ 250 / mês

Introdução às questões gerais da Arte Moderna
A polaridade entre Clássicos e Românticos
O Impressionismo - O que junta e o que separa Manet, Monet, Van Gogh, Gauguin e Cézanne?
O Impressionismo - O que junta e o que separa... (parte 2)
Expressionismos - Da angústia alemã à celebração da vida em Matisse
O que torna notável a escultura de Rodin, Rosso e Brancusi?
Picasso, o Cubismo e o mundo sob novos pontos de vista
Os mestres da abstração - Kandinsky, Mondrian e Malevich


Cláudio CRETTI e Bruno Dunley
Aproximações com a arte contemporânea brasileira
Público-alvo: jovens artistas, professores e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 9 de agosto a 25 de outubro
Horário: quintas, 14-17h
Vagas: 30
Preço: R$ 150 / mês
O curso tem como eixo a produção da arte brasileira nos últimos 50 anos, os desdobramentos do primeiro modernismo brasileiro e os acontecimentos decorrentes do concretismo e do neoconcretismo presentes nas produções dos anos 60 aos nossos dias. As aulas são expositivas, com o auxílio de imagens e textos e diante das próprias obras, durante visitas às exposições do Instituto Tomie Ohtake. A intenção é estabelecer relações entre obras e artistas, refletindo sobre contradições e semelhanças e a inserção da arte na vida contemporânea.

Gravura
Claudio Vasques
(técnico de gravura de Tomie, Volpi e Ianelli, entre outros)
Gravura em metal e outras modalidades
Público-alvo: profissionais, estudantes de arte e interessados em geral.
Duração: 2 meses
Período: 10 de agosto a 05 de outubro
Horário: sextas, 9-12h ou 14-17h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
A finalidade do curso é mostrar aos participantes algumas possibilidades gráficas, fazendo com que obtenham resultados práticos e uma visão da arte de gravura em metal. O objetivo é despertar o gosto pela experimentação e a busca de novos caminhos da expressão artística. Entre as técnicas, as Diretas - ponta-seca, buril, mezzotinta (os alunos farão suas gravuras em ponta-seca, bem como a impressão); as Indiretas - água-tinta, água forte e sucre (teoria e prática); e outras modalidades, como o processo Goetz (carborundo) e impressão natural de "Paolo Bocone". Aos alunos que participaram dos primeiros módulos, será dada continuidade ao processo de aprendizagem, com acompanhamento personalizado para orientá-los na busca de uma forma pessoal de expressão.

Dudi Maia Rosa
Monotipia
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: 9 de agosto a 29 de novembro
Horário: quintas, 18h30-21h30
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
A monotipia é a técnica que proporciona contato alternativo com questões da pintura. A simplicidade de sua fatura permite a livre experimentação de composições formais e cromáticas e encaminha os resultados para discussões diretas. Cabe ao aluno trazer os materiais trabalhados no curso: vidro ou acrílico; tinta a óleo; pincéis; papel tipo vergê; estopa e querosene para limpeza. O espaço, no caso da monotipia, é considerado pela própria realidade do suporte e revelado pelo tamanho do papel da impressão. Um espaço não representativo e sem virtualidade, mas carregado de imaginação.

Pintura
Fernando Vilela
Pintura - módulo I
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: 6 de agosto a 19 de novembro
Horário: segundas, 18h30-21h30
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
O foco é ensinar o uso de alguns dos principais materiais, técnicas e procedimentos da pintura: preparação de tintas de têmpera a ovo e com outros aglutinantes; pintura a óleo; pintura com tinta acrílica; aquarela e guache; preparação de bases em papel, madeira e telas para pintura a óleo, a têmpera e acrílica. As aulas são práticas, em ateliê, e cada aluno pode desenvolver seu trabalho de criação explorando as diversas técnicas e materiais, aprofundando as possibilidades do espaço na pintura. Em cada aula são apresentadas telas de diferentes épocas, por meio de projeção em datashow, proporcionando breve panorama da história da pintura, da origem e usos dessas técnicas, e como a questão do espaço foi explorada nos trabalhos analisados.

Marina Saleme
Pintura e seu processo criativo
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 8 de agosto a 24 de outubro
Horário: quartas, 14-17h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
Potencializar o processo criativo é o objetivo deste curso para os interessados na pintura como linguagem e pensamento. Por meio de aulas práticas, em ateliê, e com propostas coletivas, são abordados os fundamentos da pintura como cor, espaço, figura, fundo, figuração e abstração. A idéia é explorar as diferentes possibilidades dos materiais, técnicas e suportes, conforme o projeto e o interesse de cada aluno, enfatizando assim a criação e a expressão individual. Livros e catálogos de artistas selecionados são apresentados no início das aulas para dialogar com cada proposta de trabalho e também proporcionar ao grupo um panorama visual da pintura contemporânea e as eventuais relações com o trabalho que o aluno pretenda realizar.

Paulo Pasta
Pintura: prática e reflexão
Público-alvo: alunos selecionados por portfólio
Duração: 4 meses
Período: 8 de agosto a 21 de novembro
Horário: quartas, 19-22h
Vagas: 25
Preço: R$ 150 / mês
A pintura é um trabalho investigativo no qual as idéias pré-concebidas não valem muito sem a justa resposta do fazer. Pinta-se, assim, para se poder ver - e não o contrário - e a próxima pintura, ou a do futuro, nascerá da anterior, da experiência passada; e desta forma, quase sempre, vamos precisar de tempo para compreender o que fizemos. Ela, a pintura, lança uma luz no exato lugar onde estamos. Para frente, quase nunca: progredimos à medida que o trabalho também progride. Estes são alguns dos principais aspectos abordados no curso, que busca equilibrar a reflexão e a prática. O propósito é ajudar o aluno a pensar seu trabalho e, ao mesmo tempo, oferecer uma interlocução que lhe proporcione meios importantes de tornar rico e revelador seu diálogo com a própria obra.

Marco Giannotti
Novas perspectivas - indagações sobre a pintura contemporânea
Público-alvo: profissionais, estudantes de artes plásticas, arquitetura, design e interessados em geral.
Duração: 2 meses
Período: 7 de agosto a 25 de setembro
Horário: terças, 19-22h
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
Refletir sobre a produção pictórica moderna e contemporânea tendo em vista as grandes transformações ocorridas a partir do modernismo é o fundamento desta proposta. O fio condutor para esta análise é a discussão sobre as diferentes possibilidades espaciais que se abrem para a situação atual. O contato com textos e depoimentos de artistas e críticos visa proporcionar ao aluno novos critérios para avaliar a sua produção recente.

Desenho
Flávia Ribeiro
Desenho: investigações
Público-alvo: estudantes, artistas em formação e interessado em geral
Duração: 4 meses
Período: 7 de agosto a 27 de novembro
Horário: terças, 14-17h
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
A linha, com sua origem no movimento, lida com a superfície, composição e construção de espaços através do gesto. A linha corta, justapõe, invade, separa, circula, questiona, atravessa, constrói, informa, criando novas relações que nos levam a olhar e pensar de maneiras diferentes as coisas do mundo.
O desenho amplia o vocabulário expressivo nos dando consciência de como pensamos, sentimos e agimos nesse fazer; como um lápis ou outra ferramenta qualquer se torna extensão de nosso olho, da nossa mão, do nosso próprio corpo. O objetivo deste curso é a conscientização do olhar e ampliação de suas potencialidades, e, através do desenho de observação, incentivar o aluno não só a produzir, como também a pensar questões relativas a essa linguagem.

Edith Derdyk
O corpo da linha
Público-alvo: artistas, estudantes e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: 7 de agosto a 27 de novembro
Horário: terças, 19-22h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
O curso focaliza a experiência da passagem da linha sobre o plano (desenho e fotografia) para a sua projeção e concreção no espaço (escultura e instalação). A partir da colocação de proposições, amparadas por amplo material iconográfico que dinamiza a compreensão da produção contemporânea, cada participante pesquisa materiais e procedimentos que possam melhor responder tais propostas, seguidas de orientação individual e discussão coletiva dos resultados. Serão abordados os temas:
1. A gramática da linha: a linha e seus papéis
2. A mão, o gesto, o instrumento, a matéria: a linha como extensão do corpo
3. A linha como força geradora nas diversas linguagens
4. A linha e o fator temporal: duração, extensão, ritmo
5. A linha e o fator espacial: tensão, forma, construção, direção
6. O corpo da linha: suas matérias, seus imaginários, seus sentidos

Escultura
Artur Lescher
Escultura: o suporte informado
Público-alvo: estudantes de artes plásticas e arquitetura
Duração: 3 meses
Período: 8 de agosto a 24 de outubro
Horário: quartas, 9-12h
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
Com atividades teóricas e práticas é discutida a utilização de materiais cotidianos como suporte de um objeto de arte, provocando reflexão sobre procedimentos e meios para a produção do trabalho plástico e possibilidades de instauração de uma poética. Mediante exercícios específicos, são apresentadas questões como: o suporte informado, a construção tridimensional, a elaboração do discurso visual e a situação do objeto no espaço relacionado.

Instalação
Laura Vinci
Instalação e o espaço contemporâneo
Público-alvo: artistas em formação
Duração: 4 meses
Período: 6 de agosto a 26 de novembro
Horário: segundas, 14-17h
Vagas: 20
Preço: R$ 150 / mês
O curso tem como objetivo discutir e compreender o que é instalação e o espaço contemporâneo, por meio da reflexão e apreciação de obras atuais e da leitura de textos críticos e teóricos significativos. Além disso, é acompanhado de uma prática focada nos projetos individuais, proporcionando ao aluno um ambiente para o desenvolvimento e a elaboração de sua produção pessoal.

Fotografia
Inaê Coutinho
Olhar fotográfico 1
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: 8 de agosto a 21 de novembro
Horário: quartas, 9-12h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
Introdução à fotografia, apresentando os equipamentos básicos e seus funcionamentos, além de habilitar os alunos a conhecer e se apropriar das diversas etapas do processo fotográfico, desde a captação até a ampliação da foto. Como estímulo à percepção visual da luz são apreciadas imagens significativas da história da fotografia. A fotografia é apresentada como linguagem expressiva inserida no contexto histórico, social e artístico contemporâneo. Além de aulas teóricas, são realizados exercícios práticos individuais e em grupo. Equipamento necessário: câmera fotográfica, preferencialmente com ajustes manuais.

Inaê Coutinho
Olhar fotográfico 2
Público alvo: fotógrafos em formação e interessados em fotografia que dominem equipamento fotográfico de ajustes manuais.
Duração: 4 meses
Período: 7 de agosto a 27 de novembro
Horário: terças, 9-12h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
Este curso visa estimular o desenvolvimento do "olhar fotográfico". Como estímulo ao desenvolvimento da linguagem pessoal, são analisadas, sob o ponto de vista estético, imagens e autores significativos da história da fotografia. As questões técnicas da foto colorida (tanto em película quanto digital), como teoria da cor, filtragem e fotometria avançada, também são abordadas. Partindo de exercícios individuais e coletivos, há ainda reflexões sobre a produção dos alunos.

Marcia Xavier
Fotografia: pensamento visual
Público-alvo: estudantes, artistas, interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 8 de agosto a 24 de outubro
Horário: quartas, 19-22h
Vagas: 15
Preço: R$ 150 / mês
A fotografia hoje pode ser usada como a escrita, cujo vocabulário são as imagens. Sendo assim, a foto não é o resultado do nosso trabalho, mas a matéria e o objeto deste curso. O propósito é desenvolver e estimular projetos individuais que usam a fotografia como linguagem. As aulas buscam promover a pesquisa das diversas maneiras de se usar a imagem, por meio de exercícios práticos - colagem/fotomontagem, auto-retrato, uso do computador e máquina de xerox -, textos e projeções. O objetivo é traçar um caminho para cada tipo de abordagem e discutir em grupo a evolução de cada aluno, fazendo com que desenvolvam um diálogo estreito com suas respectivas obras.

Filosofia
Peter Pal Pelbart
O pensamento da atualidade II
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: 9 de agosto a 25 de outubro
Horário: quintas, das 18h30 às 20h30
Vagas: 30
Preço: R$ 150 / mês
A partir de alguns filósofos contemporâneos, tais como Deleuze, Foucault, Agamben, Negri, trata-se de compor um panorama das questões candentes de nossa atualidade. São abordadas três temáticas principais: a do poder, a da subjetividade, e a da vida. O curso pode servir tanto de introdução aos autores mencionados, como de aprofundamento das problemáticas citadas. Pretende-se, com isso, iluminar o contexto presente a partir de uma filosofia voltada para o presente.

Posted by João Domingues at 12:06 PM

julho 2, 2007

Curso Introdução à Arte Contemporânea, com Marcelo Campos, no Ateliê da Imagem, Rio de Janeiro

Curso Introdução à Arte Contemporânea, com Marcelo Campos

Inscrições abertas

Ateliê da Imagem
Av Pasteur 453, Urca, Rio de Janeiro - RJ
21-2541-3314 / 2244-5660 ou info@ateliedaimagem.com.br
www.ateliedaimagem.com.br
Início: 18 de julho, 4 aulas de 3 horas
Horário: quartas, 19-22h
Preço: R$ 250

O curso pretende discutir dois paradigmas nas artes visuais: a autonomia e o pertencimento, conceitos herdados da arte moderna e que são cruciais para se entender a passagem para a arte produzida na contemporaneidade. Procura-se, com isso, estabelecer relações entre o objeto banal e o objeto de arte. Os objetos artísticos tornam-se, nesta abordagem, sintomáticos das definições de identidade (pertencimento) e de auto-reflexão estética (autonomia).

Aula I: Contradições modernistas.
Crise nos modelos de representação.
As vanguardas em busca da autonomia.

Aula II: Sintomas Locais.
O modernismo em busca de pertencimentos nacionais.
Encenações do popular.

Aula III: Realidades Recodificadas.
O real e seus objetos.
A desmaterialização da arte.

Aula IV: Memória e etnografia.
O artista como etnógrafo.
Memória e subjetividade.


Marcelo Campos

Doutor em Artes Visuais pelo PPGAV da Escola de Belas Artes/ UFRJ. Professor Adjunto do Departamento de Teoria e História da Arte do Instituto de Artes da UERJ. Professor colaborador do Programa de Pós- Graduação em Artes Visuais (Mestrado e Doutorado) da EBA/ UFRJ. Curador das exposições: Desenho Contemporâneo, na MCO Galeria de Arte, na cidade do Porto, Portugal, em 2006; Dupla Herança, no Centro Cultural BNB, Fortaleza, em 2006; Memórias Heterogêneas, no Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo), Rio de Janeiro, em 2004.

Posted by João Domingues at 11:59 AM | Comentários (1)