Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

setembro 26, 2013

Programação paralela da mostra Arquivo Vivo no Paço das Artes, São Paulo

Mesas redondas, oficina e projeções de filmes e formam a programação paralela da mostra Arquivo Vivo, organizada pela diretora e curadora do Paço das Artes, Priscila Arantes.

Arquivo Vivo, Paço das Artes, São Paulo, SP - 02/10/2013 a 08/12/2013

Participantes: Berna Reale, Camilo Tavares, Denise Mattar, Edith Derdyk, Leonardo Crescenti, Lucas Bambozzi, Marilá Dardot, Miguel Chaia, Pablo Lobato, Priscila Arantes, Raquel Kogan, Regina Parra, Rejane Cantoni, Simone Osthoff, Suzette Venturelli

Paço das Artes
Avenida da Universidade 1, Cidade Universitária, São Paulo

MESAS REDONDAS

O Arquivo na Produção Contemporânea

2 de outubro, quarta-feira
19h às 19h40 - Priscila Arantes e Simone Osthoff
20h às 21h30 - Leonardo Crescenti, Lucas Bambozzi, Raquel Kogan, Rejane Cantoni

3 de outubro, quinta-feira
19h às 19h40 - Camilo Tavares ePablo Lobato
20h às 21h30 - Berna Reale, Edith Derdyk, Marilá Dardot e Regina Parra

Arquivo, Acervo e Colecionismo

17 de outubro, quinta-feira
19h30 às 21h30 - Denise Mattar e Miguel Chaia

FILMES

Ventos de Valls, de Pablo Lobato (2013, 83 min, documentário, HD, Brasil)
4, 5 e 6 de outubro, 17h

O Dia que Durou 21 anos, de Camilo Tavares (2012, 77 min, documentário, Brasil)
4, 5 e 6 de outubro, 19h

OFICINA

Arquivos na realidade Urbana Aumentada (A-RUA)
A artista Suzette Venturelli ministra oficina em que apresenta ferramentas para a criação de Realidade Aumentada desenvolvida por artistas. Além disso, destaca tecnologias aplicadas na visualização de dados arquivados para o espaço urbano.

1 e 2 de novembro, sexta-feira e sábado, 14h às 18h

Posted by Patricia Canetti at 2:26 PM

setembro 24, 2013

Curso Arte e Melancolia – A sombra do objeto caiu sobre o eu, no MAM, Rio de Janeiro

O curso “Arte e Melancolia – A sombra do objeto caiu sobre o eu”, idealizado pelo psiquiatra, psicanalista e crítico de arte Guilherme Gutman. Além dele, o curso será ministrado também pelos curadores do MAM Rio, Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre, pelo psicanalista Romildo do Rêgo Barros, e pelos filósofos Carlos Eduardo Estellita-Lins e Pedro Duarte.

2, 9, 16, 23 e 30 de outubro e 6 de novembro de 2013, quartas-feiras, 18h30-20h30 - R$100

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - Cinemateca
Av. Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo, Rio de Janeiro
Inscrições até 30 de setembro por e-mail

APRESENTAÇÃO

“Não recuando diante da tarefa de abrir em um espaço público um debate sobre a loucura, neste curso apresentaremos algumas articulações da melancolia, uma categoria psiquiátrica histórica, ainda vigente e vigorosa para a psicanálise, e momentos representativos de sua iconografia no ocidente”, explica Guilherme Gutman.

A partir das gravuras do artista norueguês Albrecht Dürer (1471 - 1528), da Casa del Sordo, de Goya (1746 – 1828), e de expressões artísticas contemporâneas, o curso procurará iluminar aspectos iconológicos com o auxílio das teorias de Freud e de Lacan sobre o grupo das depressões.

“Nosso itinerário terá como ponto de partida a idéia – a ser discutida – de que a melancolia na perspectiva médica ou psicanalítica nutre, mas também devora, tudo aquilo que outros campos do saber – filosofia, literatura e, em especial, a arte – apresentaram sobre o tema”, ressalta Gutman.

O curso terá seis aulas, cada uma abordando um aspecto diferente do tema: A loucura nas cidades; O que os psicanalistas pensam sobre a melancolia; Imagem da tristeza e a tristeza sem imagem: hipótese de trabalho; A dialética da melancolia – moderna e contemporânea; Projeção do filme “Melancolia”, de Lars von Trier, seguida de debate; e A melancolia doce e a melancolia furiosa. A inscrição custa R$100 e pode ser feita até o dia 30 de setembro de 2013, pelo email.

PROGRAMA

DIA 2 DE OUTUBRO DE 2013
A loucura nas cidades
Professor Guilherme Gutman

DIA 9 DE OUTUBRO DE 2013
O que os psicanalistas pensam sobre a melancolia
Professor Romildo do Rêgo Barros

DIA 16 DE OUTUBRO DE 2013
Imagem da tristeza e a tristeza sem imagem: hipótese de trabalho
Professor Carlos Eduardo Estellita-Lins

DIA 23 DE OUTUBRO DE 2013
A dialética da melancolia - moderna e contemporânea
Professor Pedro Duarte

DIA 30 DE OUTUBRO DE 2013
Projeção do filme “Melancolia”, de Lars von Trier, seguida de debate
Professores Guilherme Gutman, Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre

DIA 6 DE NOVEMBRO DE 2013
A melancolia doce e a melancolia furiosa
Professor Guilherme Gutman

PROFESSORES

Guilherme Gutman é médico psiquiatra e psicanalista, professor de psicologia da PUC-Rio, mestre e doutor em saúde coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ, crítico de arte;

Luiz Camillo Osorio é doutor em filosofia, professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio e curador do MAM Rio;

Marta Mestre é curadora assistente do MAM Rio, mestre em Cultura e Comunicação;

Romildo do Rêgo Barros é psicanalista, membro da Escola Brasileira de Psicanálise e da Associação Mundial de Psicanálise. É autor do livro “Obsessões e Compulsões – Uma neurose de futuro” (Ed. Civilização Brasileira);

Carlos Eduardo Estellita-Lins é mestre e doutor em filosofia, psicanalista, psiquiatra e pesquisador em saúde mental. Professor no mestrado e doutorado da Fiocruz. Integrante da rede de pesquisa transdisciplinar Nietsche &Gambiarra; autor do livro “Trocando seis por meia dúzia: Suicídio como emergência no Rio de Janeiro” (Ed. Mauad); e

Pedro Duarte é professor de filosofia da UniRio. doutor e mestre em filosofia pela PUC-Rio, onde é professor-colaborador da especialização em arte e filosofia. É autor do livro “Estio do tempo: Romantismo e estética moderna” (Ed. Zahar).

Posted by Patricia Canetti at 10:15 AM

setembro 23, 2013

Seminário Internacional – Curadoria no Século XXI na Iberê Camargo, Porto Alegre

O encontro na Fundação Iberê Camargo busca debater os possíveis rumos do ofício a partir da análise e reflexão sobre a tarefa do curador e suas relações com o trabalho de artistas, as atribuições que ele divide com diretores e seu papel na formação do público. As mesas-redondas, formadas por especialistas atuantes em diversas instituições ao redor do mundo, terão tradução simultânea.

Palestrantes e mediadores: Alberto Salvadori, Camila Monteiro, Cristiana Tejo, Fernando Cocchiarale, Michael Asbury, Icleia Borsa Cattani, Jacques Leenhardt, Nicolas Bourriaud, Teixeira Coelho

1, 2 e 3 de outubro de 2013, das 19h às 22h - Inscrição a R$ 20

Fundação Iberê Camargo - Auditório
Av. Padre Cacique 2.000, Porto Alegre
Inscrições: na loja da FIC e pelo e-mail
Informações: 51-3247-8000
Patrocinadores: Gerdau, Itaú, Vonpar e De Lage Landen

PROGRAMAÇÃO

No primeiro dia de Seminário, o tema abordado é Curadoria e direção: reconfiguração e equilíbrio de papéis, discutindo os diálogos e tensões que se estabelecem entre diretoria e curadoria em suas funções individuais e coletivas – como, por exemplo, a forma com que as questões de gestão e produção interferem nos projetos de exposição e na formação de acervos. Os palestrantes* da noite são: Alberto Salvadori (Museo Marino Marini, Firenze) e Teixeira Coelho (MASP, São Paulo), com mediação de Jacques Leenhardt (l'École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris).

Com o título Curadoria e público: construção de sentidos e audiências para a arte, o segundo dia do seminário coloca em pauta o papel do curador no acesso do público à arte: como se dão as articulações entre interesses curatoriais e educativos e como a proposta curatorial trabalha a produção de sentidos. Dicutem essas questões* Michael Asbury (Research Centre for Transnational Art, Identity and Nation - TrAIN) e Cristiana Tejo (Curadora do Espaço Fonte – Centro de Investigação em Arte e Convivialidade, Recife), com mediação de Camila Monteiro (Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre).

No dia 3 de outubro, acontece a mesa-redonda Curadoria e artistas: trânsitos, trocas e fronteiras, que aborda não só a interlocução entre curadores e artistas como também os aspectos que estão presentes nessas trocas. Nesse sentido, discute as possibilidades de trânsito entre esses dois papéis e os efeitos de um sobre o outro. Formam a mesa-redonda* Nicolas Bourriaud (École Nationale Supérieure des Beaux-Arts, Paris) e Fernando Cocchiarale (PUC-Rio, Rio de Janeiro), mediados por Icleia Borsa Cattani (UFRGS, Porto Alegre).

Posted by Patricia Canetti at 7:21 PM

O MAC encontra os artistas 2013 - 2o semestre

Desde 2010 o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo organiza - em conjunto com o Grupo de Estudos em Crítica e Curadoria do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes (ECA USP), o programa O MAC Encontra os Artistas, propondo novas relações entre o Museu, a arte contemporânea e os artistas da cidade e do país. A série de encontros se constitui como um espaço de apresentação e debate da produção artística brasileira e plataforma para uma ação efetiva do MAC USP junto à comunidade artística, aos estudiosos da área e ao público em geral.

Sempre às terças-feiras, das 19 às 21h

MAC USP Nova Sede
Avenida Pedro Álvares Cabral 1301, Parque do Ibirapuera, São Paulo
Entrada franca. Não é necessário fazer inscrição.
Apoio do Fundo de Fomento às iniciativas de Cultura e Extensão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária.

PROGRAMAÇÃO
(ver links na página para mais informações e assistir ao vídeo do encontro)

Agosto
06 Ciro Cozzolino
13 Marina Saleme
13 Hildebrando de Castro
27 Carlos Zílio

Setembro
03 Tulio Pinto
10 Sérgio Niculitcheff
17 Rogerio Ghomes
24 Germana Monte-Mór

Outubro
01 Roberto Keppler
08 Nino Cais
15 Zed Nesti
22 Flávio Cerqueira
29 Sidney Phylocreon

Novembro
05 Nazareth Pacheco
12 Bruno Dunley
19 Luiz Carlos Solha Junior
26 Gê Orthof

Posted by Patricia Canetti at 7:51 AM

setembro 20, 2013

Cursos de outubro da EAV Parque Lage, Rio de Janeiro

A Escola de Artes Visuais do Parque Lage – espaço da Secretaria de Estado de Cultura – abre inscrições para dois cursos, que vão acontecer em outubro. São eles: “Módulo em História da Arte”, ministrado por Maria Berbara e Fernando Marinho, e “Arte Sonora | Na Prática”, ministrado por Franz Manata, Saulo Laudares e Bruno Queiroz.

Módulo em História da Arte, por Maria Berbara e Fernando Marinho

Tem como objetivo oferecer ao aluno uma iniciação à história da arte ocidental a partir de três módulos introdutórios centrados respectivamente na Idade Média, Barroco e Século XIX. Cada módulo terá a duração de duas aulas, as quais irão centrar-se na projeção de imagens e na exposição das principais correntes artísticas e histórico-artísticas relativas a cada módulo. Esta oficina acontece de 1 a 17 de outubro, às terças e quintas, das 19h às 22h.

De 1 a 17 de outubro de 2013 – terças e quintas, das 9h às 22h - Valor: R$ 385


Arte Sonora | Na Prática, por Franz Manata, Saulo Laudares e Bruno Queiroz

É destinada aos que se interessam pelo som como meio de expressão e que precisam de suporte para realização de seus projetos. Os participantes serão estimulados a produzir trabalhos e apresentar suas pesquisas num ambiente onde será priorizado o desenvolvimento crítico do pensamento. Serão introduzidos softwares de gravação e edição, ferramentas técnicas como sampler e synth e o aparato necessário para performances ao vivo. Ao final do curso será realizado um happening para apresentação dos trabalhos desenvolvidos. Acontece de 7 a 18 de outubro, às segundas, quartas e sextas, das 19h às 22h.

De 7 a 18 de Outubro de 2013 – segundas, quartas e sextas, das 19h às 22h, com Happening, em 18 de outubro, às 19h - Valor: R$ 270

São mais de setenta cursos oferecidos pela EAV Parque Lage, que é referência nacional e possui uma consistente imagem no meio da arte. Além das oficinas, a instituição oferece uma intensa programação de exposições, cinema, palestras, entre outras atividades. Participa também de convênios e intercâmbios com a École de Beaux Arts, tanto a de Paris quanto a de Le Mans, e com a Ecole dês Arts Decoratifs de Paris, que permitem que alunos e professores da Escola participem de cursos e projetos de residência nas cidades europeias.

Posted by Patricia Canetti at 6:55 PM

setembro 19, 2013

Seminário Internacional Diálogos da modernidade: Entre Ciência, Política e Estética no CCBNB, Fortaleza

O Seminário Internacional Diálogos da modernidade: Entre Ciência, Política e Estética foi concebido para promover uma perspectiva crítica sobre a interação da arte e da arquitetura com a ciência e o social. Artistas, designers, teóricos, historiadores do Brasil e estrangeiros e o público em geral, se reunirão para debater sobre a dicotomia entre progresso e atraso, pureza e contaminação, beleza e feiúra, e ciência e ideologia, que estão na raiz do movimento moderno Brasileiro. Seguindo as metodologias dos laboratórios 01, 02 e 03, que deram origem à exposição Natural-Natural: Paisagem e Artifício, o laboratório 04 visa também produzir e testar técnicas e hipóteses relacionadas ao modo como a construção do espaço – natural e arquitetônico– tornou-se um dispositivo tecnológico para as ideologias modernistas.

Participantes: Ana Maria Tavares (SP–Brasil), Enrico Rocha (CE–Brasil), Fabiola López-Durán (USA), Fernanda Rocha (CE–Brasil), Gisele Sanglard (RJ–Brasil), Jacqueline Medeiros (CE–Brasil), Nikki Moore (USA), Renato Pequeno (CE–Brasil), Ricardo Bezerra (CE–Brasil), Paulo Herkenhoff (RJ–Brasil)

26 de setembro, quinta-feira, 10-18h - Inscrições até 23 de setembro de 2013

Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil
Rua Conde D’eu 590, Centro, Fortaleza
Inscrições pelo cultura@bnb.gov.br

PROGRAMAÇÃO

MESA 1 – CONTEXTOS
Moderador Ricardo Bezerra
10hs às 13hs

Jacqueline Medeiros (CE-Brasil) doutoranda em História e Crítica de Arte pelo Instituto de Artes da UERJ e coordenadora de Artes Visuais do Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil. Em sua fala Processos artísticos como estimuladores de parcerias e colaborações fará uma apresentação do projeto Natural-Natural: Paisagem e Artifício realizado para a cidade de Fortaleza.

Luis Renato Bezerra Pequeno (CE-Brasil) professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFC, fará uma leitura dos processos de desenvolvimento e degradação de Fortaleza associadas às condições desiguais de moradia. Em Quadro de dinâmicas intra-urbanas vinculadas ao desenvolvimento desigual na paisagem metropolitana de Fortaleza, buscará reconhecer um panorama de fenômenos territoriais e suas configurações na paisagem da cidade.

Fernanda Rocha (CE-Brasil) arquiteta, especialista em paisagismo é professora da Universidade de Fortaleza e coordenadora do grupo de pesquisa Laboratório da Paisagem – UNIFOR. Participa de grupos de pesquisa da UFPE e da UECE e de grupo temático da FAUUSP. Sua palestra Burle Marx em Fortaleza: auspícios de modernidade interrogará o legado de Roberto Burle Marx em Fortaleza analisando o que é possível aprender a partir das perspectivas inovadoras e instigantes do paisagista.

Ana Maria Tavares (SP-Brasil) artista e professora da USP, fará uma apresentação sobre seus projetos museológicos Natural-Natural: Paisagem e Artifício (Fortaleza 2013) e Natura In-Vitro: Interrogando a Modernidade (São Paulo, 2015). Sua palestra Natureza e artifício: projetos colaborativos recentes enfocará os processos de produção artísticos de caráter colaborativo e investigativo que estabelecem uma ponte entre o conhecimento de natureza popular e acadêmica.

MESA 2 – DIÁLOGOS
Moderador Enrico Rocha
das 15hs às 18hs

Fabiola López-Durán (USA) historiadora de arte e arquitetura e professora da Rice University (USA) e Nikki Moore (USA) teórica e filósofa, atualmente desenvolvendo pesquisa de PhD no Departamento de História da Arte na Rice University (USA), apresentarão um diálogo teórico-histórico intitulado Biologia Construída: Entre a Eugenia e o Pós-Humanismo investigando o fascínio da artista Ana Maria Tavares pelas manobras da modernidade para reinar na natureza, desvendando as cumplicidades entre o modernismo e a eugenia em suas implicações políticas, sociais e biológicas.

Gisele Sanglard (RJ-Brasil) historiadora e pesquisadora da Casa Oswaldo Cruz (COC/FioCruz) é autora de inúmeros livros e ensaios sobre a história da saúde no Brasil. Sanglard apresentará uma perspectiva histórica sobre as relações entre ciências médicas, arquitetura e política. Em A modernidade do Hospital Gaffrée e Guinle: ciência, política e estética Sanglard irá analisar a o Hospital Gaffrée e Guinle concebido para ser a vitrine do progresso científico – a modernidade da ciência brasileira e da arquitetura genuinamente nacional – e exemplo de nação a ser posto em prática em todo o país.

Paulo Herkenhoff (RJ-Brasil) Crítico e curador, diretor do Museu de arte do Rio. Em Peripécias peripatéticas: deambulações e miragens, Herkenhoff questiona: O olho vê incessantemente, vê acordado, quando lê (mesmo que ler não seja ver), na fé, na ideologia, na loucura, no perigo, na cegueira, no projeto, no suicídio, na maquete, na traição, no ato falho, na vigília, no sono, na fantasia, no sonho, no desejo, no inconsciente. O olho vê a sombra na caverna de Platão e no cubo branco. A instituição e o mercado produzem o cubo branco porque lugares de controle da circulação política da arte e de apropriação do produto pelo mercado. A arte é o que produz a obscura luz e a sombra do sol. E o que faz a curadoria?

Posted by Patricia Canetti at 9:03 PM

setembro 15, 2013

Workshop: o mercado de arte no POP, Rio de Janeiro

O workshop apresenta e discute o panorama do mercado de arte e das artes visuais na contemporaneidade a partir de importantes agentes que compõem e articulam este cenário. Serão abordados temas como o circuito da arte, curadoria e crítica, arte e educação, formação de coleção e conservação. É destinado a todos os interessados em atuar neste cenário de ampliação do mercado de arte no Brasil.

Ministrantes: Felipe Scovino, Humberto Farias de Carvalho, Janaína Melo, Márcio Botner, Max Perlingeiro, Paulo Sergio Duarte

19 setembro a 24 outubro de 2013, quintas-feiras, 19h30-21h30 - Valor: 2X R$300

POP - Polo de Pensamento Contemporâneo
Rua Conde Afonso Celso 103, Jardim Botânico, Rio de Janeiro
21-2286-3299 / 3682
Inscrições online

PROGRAMA

19 de setembro
O circuito da arte
Felipe Scovino
Os agentes que constituem o circuito de artes; as diferenças entre instituições públicas e privadas; a galeria não apenas como um agente do mercado, mas também como meio de educação e cultura; bienais, feiras de arte e exposições institucionais: o lugar de cada uma delas neste circuito e o seu diálogo com o mercado.

26 de setembro
Curadoria e crítica
Paulo Sergio Duarte
Curadoria no Brasil e no mundo. As práticas curatoriais contemporâneas. A diferença entre a função do crítico e a do curador. Os distintos modelos de curadoria e a atuação do curador (galeria, museu, feira de arte, bienais e trienais). Modos de experimentação na prática curatorial.

3 de outubro
Mercado de arte contemporânea
Márcio Botner
Cenário da arte contemporânea no Rio de Janeiro, com foco na ampliação de um novo contexto de produção, circuito e mercado. O papel multifacetado de artista, galerista e produtor cultural.

10 de outubro
Mercado, atuação da galeria e formação de coleção
Max Perlingeiro
O colecionismo, para além de um gosto pessoal, significa a construção de um pensamento e, em muitos casos, a adequação de “diferenças”, que, unidas, tendem a promover uma coerência. O papel do marchand e da galeria no auxílio ao colecionador.

17 de outubro
Mediação cultural, arte e educação
Janaína Melo
Para quem a arte se destina? A associação direta entre museu e as práticas educacionais. O museu como o lugar do aprendizado. A relação entre público e obra de arte cada vez mais se tornando um diálogo e não um estranhamento: o lugar do mediador cultural. A galeria e o museu como espaços de reflexão e produção de conhecimento.

24 de outubro
Conservação de obras
Humberto Farias
Noções sobre conservação e restauro de obras. A durabilidade e manutenção de uma obra de arte. Como preservar uma obra de arte contemporânea cujos materiais, muitas vezes, são efêmeros?

SOBRE MINISTRANTES

Felipe Scovino (curador) é professor da Escola de Belas Artes da UFRJ e curador independente. Organizador dos livros Arquivo Contemporâneo (2009) e Cildo Meireles (2009). Escreveu ensaios sobre arte contemporânea para as revistas ArtReview, ThirdText, Flash Art, Arte & Ensaios, entre outras. Foi ganhador da bolsa de Estímulo à Produção Crítica (Funarte) em 2008.

Paulo Sergio Duarte é crítico, professor de história da arte e pesquisador da Universidade Candido Mendes na qual dirige o Centro Cultural Candido Mendes. Publicou, entre outros, Arte Brasileira Contemporânea – um prelúdio (2008), A Trilha da Trama e outros textos sobre arte (2004), Carlos Vergara (2003), Waltércio Caldas (2001) e Anos 60 – Transformações da arte no Brasil (1998).

Márcio Botner é artista e galerista. Foi professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, e, atualmente, é vicepresidente da Associação de Amigos da Escola de Artes Visuais. Faz parte do comitê de seleção da feira de arte Miami Basel desde 2010. É um dos fundadores da galeria A Gentil Carioca com os artistas Ernesto Neto, Franklin Cassaro e Laura Lima em 2003. Com Pedro Agilson, formou a dupla Botner & Pedro em 2003.

Max Perlingeiro é engenheiro, editor e empresário no setor de cultura. Diretor das empresas Pinakotheke, Rio de Janeiro; Pinakotheke, São Paulo, e Multiarte, em Fortaleza. É especialista na administração de relevantes coleções particulares no Brasil.

Janaína Melo é historiadora formada pela UFMG e pós-graduada em artes. Trabalhou no Museu de Arte da Pampulha, foi curadora de arte e educação do Instituto Inhotim, professora da Escola Guignard e, atualmente, é gerente de educação do Museu de Arte do Rio (MAR).

Humberto Farias de Carvalho é professor do curso de Conservação e Restauração de Bens Móveis da Escola de Belas Artes da UFRJ. Atua profissionalmente na área de restauro e conservação. Atualmente é membro da Comissão Cultural do Instituto Brasil Estados Unidos e da Diretoria da Associação Brasileira de Conservação e Restauração (ABRACOR).

Posted by Patricia Canetti at 6:44 PM

setembro 13, 2013

Sobre a Melancolia – Interfaces e diálogos na Galeria da UFCSPA, Porto ALegre

Sobre a Melancolia
Interfaces e diálogos a partir da exposição “Museu de minúcias efêmeras”, de Leila Danziger

18 de setembro de 2013, quarta-feira, 14-18h30

MESAS

14h – 16h
Melancolia e Psicanálise. Alfredo Jerusalinsky (Psicanalista)
Melancolia e Artes Visuais. Luis Edegar de Oliveira Costa (IA-UFRGS)
Melancolia e Literatura. Daniela Pinheiro Machado Kern (IA-UFRGS)

16h30 – 18h30
Melancolia e História. Éder Silveira (UFCSPA)
Melancolia e Filosofia. Ricardo Timm de Souza (PUCRS)
Apresentação do “Museu de minúcias efêmeras”. Leila Danziger (UERJ)

Posted by Patricia Canetti at 3:39 PM

III Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa - Humanidades e Interfaces Digitais no Sesc Consolação, São Paulo

O Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa - Humanidades e Interfaces Digitais reúne especialistas brasileiros e de diversos países (Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália e Reino Unido) para debater apropriação e utilização de ferramentas e recursos digitais em museus e instituições culturais similares, cada vez mais necessários no cotidiano dos órgãos que preservam, pesquisam e disponibilizam acervos.

Palestrantes convidados: Ana Pato, Carlos Henrique Marcondes, Heather Caven, Jan Simane, Juan Freire, Lizzy Jongma, Marcia Lei Zeng , Vítor Manoel Marques da Fonseca

17 e 18 de setembro de 2013

Sesc Consolação - Teatro Anchieta
Rua Dr. Vila Nova 245, Consolação, São Paulo
11-3234-3000 ou email@consolacao.sescsp.org.br
Inscrições online
Realização: Sesc e Grupo de Trabalho Arquivos de Museus e Pesquisa
Organização: Instituto de Estudos Brasileiros, Museu de Arte Contemporânea e Museu Paulista da Universidade de São Paulo/ USP, e Pinacoteca do Estado de São Paulo.
Apoio: CNPq, FAPESP e Tecnolach

APRESENTAÇÃO

O Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa - Humanidades e Interfaces Digitais reúne, dias 17 e 18/09, especialistas brasileiros e de diversos países (Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália e Reino Unido) para debater apropriação e utilização de ferramentas e recursos digitais em museus e instituições culturais similares, cada vez mais necessários no cotidiano dos órgãos que preservam, pesquisam e disponibilizam acervos.

Até recentemente, as ferramentas virtuais, embora com amplo uso no campo das ciências exatas, estavam distantes do campo das humanidades. A informatização, no entanto, já é uma realidade desde os sistemas de gestão e de recuperação de informação à reprodução e disponibilização de imagens.

É a partir dessa mudança de paradigmas, profundamente marcada pela rápida expansão de novas formas e meios de produção e extroversão do patrimônio cultural e pelos novos desafios colocados também para instituições de memória, que se estruturam as discussões e debates propostos para o Seminário. Os estudos de caso e experiências dos profissionais convidados foram estruturados sobre questões inerentes aos seguintes eixos: Estratégias de comunicação em contextos digitais; Acervos e coleções digitais: da reprodução do objeto à representação virtual; e Sistemas de informação e documentação: da estruturação do significado à estrutura da significação.

PROGRAMAÇÃO

17 de setembro - terça-feira

10h Credenciamento

10h30 Abertura

Prof. Danilo Santos de Miranda, Diretor Regional do Sesc São Paulo e
Profa. Ana Magalhães, Coordenadora do Grupo de Trabalho Arquivos de Museus e Pesquisa

11h às 13h

Dos direitos autorais às estratégias de comunicação no mundo digital
Juan Freire – Membro fundador e diretor de Innovation Barrabés Next. Foi Professor da Universidade de Coruña – A Coruña/Espanha

Interligando acervos digitais em arquivos, bibliotecas e museus com tecnologias de dados abertos interligados Carlos Henrique Marcondes - Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense/UFF - Rio de Janeiro /Brasil

Mediação
José Hermes Martins Pereira - Especialista em Pesquisa e chefe da Seção Digitalização do Instituo de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo/ USP – São Paulo/Brasil

13h às 13h45
Debate

13h45 às 15h15
Intervalo

15h15 às 17h15
Integração das bases de dados de catalogação do Victoria & Albert Museum
Heather Caven – Coordenadora de Gestão de Acervos e Planejamento de Recursos do Victoria & Albert Museum – Londres/Reino Unido

Fontes visuais em ambientes digitais – Apontamentos sobre ferramentas de busca e descoberta

Jan Simane - Coordenador da Seção de Bibliotecas de Arte da International Federation of Library Associations and Institutions e coordenador da biblioteca do Kunsthistorisches Museum

Mediação
Isabel Ayres - Coordenadora da biblioteca Walter Wey da Pinacoteca do Estado de São Paulo

17h15 às 18h

Debate

18 de setembro - quarta-feira

10h30 às 12h30

Estratégias de publicação online de acervos de arte contemporânea. O Caso do Acervo Videobrasil
Ana Pato – Dirigiu projetos da Associação Cultural Videobrasil e é doutoranda da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU/USP, São Paulo/Brasil

A arte da documentação. A Coleção de Informações do Rijksmuseum num mundo aberto (conectado)

Lizzy Jongma – Gestora de informações do Rijksmuseum - Amsterdã/Holanda

Mediação
Ana Gonçalves Magalhães - Coordenadora do Grupo de Trabalho Aquivos de Museus e Pesquisa, e docente, curadora e historiadora da arte do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC/USP

12h30 às 13h15
Debate

13h15 às 14h45
Intervalo

14h45 às 16h45

Entendendo e usando Linked Data nas práticas de bibliotecas, arquivos e museus (LAM)

Marcia Lei Zeng – Professora da School of Library and Information Science Kent State University – Kent/Estados Unidos. Consultora do Getty Vocabularies/Getty Research Institute

Normas de descrição arquivística: preocupações e tendências

Vitor Manoel Marques da Fonseca - Funcionário do Arquivo Nacional e professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense/UFF – Rio de Janeiro/ Brasil

Mediação
Gabriel Moore Forell Bevilacqua – Coordenador do Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca do Estado de São Paulo

16h45 às 17h30
Debate

17h30 – Lançamento dos Anais do II Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa - Tecnologia, Informação e Acesso (2011).

Fonte: Sesc Consolação

Sobre os Convidados

Ana Pato
Doutoranda do Departamento de História da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU/ USP, São Paulo/Brasil. Dirigiu projetos da Associação Cultural Videobrasil e é autora do livro Literatura expandida:o arquivo e a citação na obra de Dominique Gonzalez-Foerster, lançado em março de 2013.

Carlos Henrique Marcondes
Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense – UFF, Rio de Janeiro/Brasil. Pesquisador do CNPq, consultor de tecnologias da informação aplicadas a sistemas de informação.

Heather Caven
Coordenadora de Gestão de Acervos e Planejamento de Recursos do Victoria & Albert Museum - Londres/Reino Unido. E é membro fundador das Redes de Propriedade Intelectual e Documentação em Museus do Reino Unido.

Jan Simane
É bibliotecário- chefe do Kunsthistorisches Institut de Florença e do Max-Planck Institut.

Juan Freire
Membro fundador e diretor do Innovation Barrabés Next – empresa especializada em transformação e inovação organizacional. Foi professor da Universidade da Coruña - A Coruña/Espanha.

Lizzy Jongma
Especialista em digitalização e apresentação online de patrimônio cultural. Gestora de dados do Departamento de Informação sobre as Coleções do Rijksmuseum, Amsterdã/ Holanda.

Marcia Lei Zeng
Professora de Biblioteconomia e Ciências da Informação na Kent State University, EUA. É consultora da American Society for Information Science and Technology (ASIS&T). Desde 2009, é membro do Projeto de Vocabulário Multilíngue do Getty Reasearch Institute.

Vítor Manoel Marques da Fonseca
Especialista do Arquivo Nacional. Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro/Brasil.

Sobre o Grupo de Trabalho Arquivos de Museus e Pesquisa

O Grupo de Trabalho Arquivos de Museus e Pesquisa , coordenado pela Profa. Dra. Ana Gonçalves Magalhães do MAC/USP, foi constituído durante o I Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa, realizado em 2009 na Universidade de São Paulo. Hoje esse GT reúne profissionais das áreas técnicas e de pesquisa de várias instituições paulistanas, dentre elas o Museu de Arte Contemporânea, o Museu Paulista e o Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo e Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituições organizadoras junto ao Sesc desta terceira edição do Seminário.
É cadastrado como grupo de pesquisa CNPq, junto ao repositório da Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade de São Paulo, e suas reuniões e atividades têm por objetivo identificar desafios e propor soluções colaborativas no âmbito da gestão de acervos e informação no contexto cultural e museológico.

Posted by Patricia Canetti at 1:19 PM

setembro 3, 2013

Viagem-arquivo: Palestra e workshops na Oswald de Andrade, São Paulo

Programação paralela à mostra Viagem-arquivo de Denise Agassi

A programação refere-se ao desenvolvimento de experiências artísticas na internet

O programa Viagem-arquivo tem como objetivo criar um espaço de troca e reflexão sobre a vivência a partir da produção, distribuição e apropriação de arquivos de fotografias e vídeos que circulam na Internet. Baseado nas relações existentes hoje entre viagens de natureza física e virtual, offline e online, o programa investiga modos ampliados como reconfiguramos noções de viagem e nos relacionamos com os espaços, as paisagens e as pessoas.

Palestra
Cauê Alves e Christine Mello, com mediação de Denise Agassi
Viagem-arquivo, com

28 de setembro, sábado, 15-18h


Workshops

Rede-circuito, com Denise Agassi

Este workshop reflete sobre arte conceitual e meios de comunicação, através de procedimentos artísticos que articulam de modo poético e crítico sistemas e fluxos informacionais em rede. Discute obras que utilizam redes de caráter analógico e digital, desde a arte postal até as experimentações mais recentes em net arte. Também propõe uma atividade prática, em que os alunos serão orientados a criar e compartilhar um gif animado.

Público: Artistas, professores, programadores, estudantes e interessados em geral, a partir de 14 anos

12 a 27 de setembro, quintas e sextas, 18h30-21h30


Portfólios online e sites de artista com Ananda Carvalho e Cláudio Bueno

Como os artistas podem organizar seus portfólios online? Esta é uma oficina teórico-prática que procura abordar modos de se apresentar trabalhos de arte no ambiente online. Explora conceitos de arquitetura da informação, tecnologia, conteúdo, design e textos de apresentação das produções artísticas. A oficina pretende auxiliar nessas questões e estimular a organização de sites e portfólios online de forma clara e concisa.

9 a 30 de setembro, segunda e quarta-feira, 19h-21h30


Paisagem diagonal – vídeos virais e vídeos resposta, com Eduardo Salvino

Com a exibição de vídeos on e off-line, a atividade propõe uma reflexão sobre a nova produção e recepção do vídeo pela internet, através da análise e discussão de diversos trabalhos em vídeo e da experimentação prática do participante, que exercitará com pequenas criações a ideia de autoria, apropriação, colagem e mixagem.

14 de setembro a 5 de outubro, sábados, 10-13h30

SOBRE OS PROFISSIONAIS

Ananda Carvalho
Curadora, crítica de arte e professora universitária. Doutoranda e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC‐SP. Sua pesquisa de doutorado (com apoio de bolsa CNPq) enfoca os procedimentos de criação de redes curatoriais. Escreve e pesquisa sobre arte contemporânea desde 2007. Foi colaboradora do Canal Contemporâneo, participou da residência Ateliê Aberto #5 na Casa Tomada e integra o Núcleo de Críticos do Paço das Artes.

Cauê Alves
Possui Bacharelado (2000), Licenciatura (2000), Mestrado (2004) e Doutorado (2010) em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, FFLCH-USP. Tem experiência em História da Arte, Crítica, Curadoria, Teoria da Arte e Estética. É professor do Departamento de Arte da Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras, e Artes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, FAFICLA, PUC-SP; e do bacharelado em artes visuais do Centro Universitário Belas Artes. É professor colaborador do curso de Pós-Graduação, da Escola da Cidade, Civilização América: Um Olhar Através da Arquitetura. Desde 2006 é curador do Clube de Gravura do Museu de Arte Moderna de São Paulo. (Fonte: Currículo Lattes)

Christine Mello
Crítica, curadora e pesquisadora em Arte e Comunicação. Professora da PUC-SP e da FAAP, possui pós-doutorado em Artes Plásticas pela ECA-USP, sendo doutora e mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Como crítica e curadora realizou trabalhos como a curadoria da Representação Brasileira de Net Art da 25a. Bienal Internacional de São Paulo (2002), contribuiu para Primera generacion: Arte e imagen en movimiento,1963-1986 (Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madrid, 2006-2007) e integrou a equipe curatorial do Programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais (2008-2009). Suas mais recentes curadorias são Tékhne (Museu de Arte Brasileira, SP, 2010, junto com Denise Mattar), Lucas Bambozzi - O espaço entre nós e os outros (Laboratório Arte Alameda, México DF, 2011), Tormentas-luiz duVa (Galeria Pilar, SP, 2012) e Co-Movere-Marie Ange Bordas (Paço das Artes, SP, 2012). É autora do livro Extremidades do vídeo (Editora Senac, 2008) e co-autora de Tékhne (MAB, 2010).

Cláudio Bueno
Artista multimídia, doutorando em Artes Visuais na ECA-USP. Recebeu prêmios e incentivos nacionais e internacionais, como: Menção Honrosa no Prix Ars Electronica (Linz/Austria); Prêmio Transitio_MX (Cidade do México); Rumos Arte Cibernética (São Paulo); Videobrasil em Contexto (São Paulo e Londres); Festival Arte.Mov; entre outros. Sua prática artística costuma envolver os meios digitais, noções de participação e rede, dos quais o artista se apropria dos conhecimentos técnicos e conceituais para a coordenação e/ou colaboração em projetos comerciais.

Denise Agassi
Artista e pesquisadora. Em sua pesquisa artística investiga arquivos online para identificar as limitações e potencialidades que envolvem as formas de representação coletiva em diálogo com a vida contemporânea. Entre os principais incentivos estão: Programa de Ação Cultural Proac de Artes Visuais SP; Festival Vivo Arte.mov; Residência no Centre de creació i pensament contemporani de Mataró, na Espanha; Programa de Residência Artística LabMIS-SP; Residência para Artistas Visuais, Dinamarca; entre outros.

Eduardo Salvino
Artista multimídia e pesquisador. Mestre em Comunicação e Semiótica PUC/SP (2011). Formado em Artes Visuais pela Escola Guignard UEMG/MG (2003). Integrante do grupo de pesquisa arte&meios tecnológicos (CNPq/FASM), formado em 2007. Como educador desenvolve trabalhos em Centros Culturais, SESC, Projetos de Ação Social, Escolas, entre outros. Atualmente, é professora na Faculdade FMU FIAMFAAM-SP, no curso de Produção Multimídia e Rádio TV e Vídeo. Principais exposições: Em 2009, Participou da exposição “das imagens às coisas”, na Escola São Paulo, “Papermind”, na Galeria Vermelho SP, Corpo Instalação, no SESC Pompéia-SP e “O tempo e a fotografia”, Porto Seguro Fotografia-SP.

Posted by Patricia Canetti at 7:44 AM