Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

fevereiro 29, 2012

O estatuto da imagem na produção artística atual com Glória Ferreira na Vila das Artes, Fortaleza

O estatuto da imagem na produção artística atual

Professora: Glória Ferreira

O curso se propõe a analisar o estatuto da imagem em sua diversidade e historicidade; situar seu papel como modelo na produção artística atual; examinar, a partir de obras concretas, a função da imagem fotográfica e de outros formatos enquanto modelo para a estrutura conceitual da obra, e assim, como condição do trabalho sobre os limites da representação; além de colocar em debate o papel dessas imagens enquanto documentação de ações efêmeras e posterior material de exposição e, o que se generaliza cada vez mais, como suporte de produção.

Inscrições até 9 de março de 2012

Período de aula: 19 a 23 de março, 19-21h

O edital e a ficha de inscrição estão em www.fortaleza.ce.gov.br/editaisviladasartes.

Vila das Artes
Rua 24 de Maio 1221, Centro, Fortaleza - CE
85-3252-1444
www.fortaleza.ce.gov.br/cultura
viladasartesfortaleza.blogspot.com/

O Centro de Artes Visuais de Fortaleza abre inscrições para o curso “O estatuto da imagem na produção artística atual”. Ministrado pela professora Glória Ferreira, o curso se propõe a analisar o estatuto da imagem em sua diversidade e historicidade; situar seu papel como modelo na produção artística atual; examinar, a partir de obras concretas, a função da imagem fotográfica e de outros formatos enquanto modelo para a estrutura conceitual da obra, e assim, como condição do trabalho sobre os limites da representação; além de colocar em debate o papel dessas imagens enquanto documentação de ações efêmeras e posterior material de exposição e, o que se generaliza cada vez mais, como suporte de produção.

O edital e a ficha de inscrição estão em www.fortaleza.ce.gov.br/editaisviladasartes. Os documentos solicitados deverão ser entregues na secretaria da Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro) até o dia 9 de março, das 9h às 20h. As aulas acontecem de 19 a 23 de março, das 19h às 21h, na Vila das Artes. Informações pelo (85) 3252-1444.

Glória Ferreira é doutora em História da Arte pela Sorbonne e professora colaboradora da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Também é crítica e curadora independente; entre suas curadorias, destacam-se Imagens em Migração: Uma exposição de Vera Chaves Barcellos (2009); Arte como questão - Anos 70 (2007); Trilogias - Nelson Felix (2005); Situações: Arte Brasileira - Anos 70 (2000); Hélio Oiticica e a Cena Americana (1998); Luciano Fabro (1997); Amílcar de Castro, Retrospectiva (1989); Hélio Oiticica e Lygia Clark (1986). Entre suas publicações, organizou os livros Trilogias: Conversas entre Nelson Felix e Glória Ferreira (2005) e Notas do Observatório - Wilton Montenegro (2006). Co-organizou as coletâneas Clement Greenberg e o debate crítico (1997) e Escritos de artistas - 1960/1970 (2006). Organizou a coletânea Critica de arte no Brasil: Temáticas Contemporâneas (2006) e Arte contemporáneo brasileño: documentos (2009). Foi co-editora da revista Arte&Ensaios, de 1997 à 2006, e dirigiu a coleção Arte+, publicada pela Jorge Zahar Editor, de 2005 à 2009. É colaboradora da Revista das Artes – Artes Visuais em Revista. É autora do livro Entrefalas (2011).

Posted by Cecília Bedê at 10:43 AM

fevereiro 27, 2012

Circuito Vivo arte.mov, Rio de Janeiro

Circuito Vivo arte.mov

Será uma série de eventos, com um fórum de apresentação de projetos, mostras, oficinas e showcases que exploram conceitos atuais como microcinema, geolocalização e mídias locativas (voltadas para o espaço público). Tudo como forma de movimentar as discussões em torno de novos formatos de arte digital, do uso artístico das tecnologias de comunicação em espaços públicos ou do impacto dos celulares em nossa cultura.

29 de fevereiro a 3 de março de 2012

Encontro de artistas: 3 a 4 de março

Circuito Vivo arte.mov
Centro Cultural Parque das Ruínas
Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, Rio de Janeiro - RJ
21-2224-3922 / 2215-0621

Programação

29/2 - Quarta-feira

- Fórum com Rodrigo Minelli, Lucas Bambozzi e Fernando Velazquez
Mediação: Ivana Bentes
Horário: 19h30 às 20h30
Local: Auditório

- Coquetel de Abertura
Horário: 20h30 às 22h
Local: área externa do Parque
VJ: Jodele Larcher

Jodele Larcher faz parte do coletivo de VJ`S AzOia Lab. Com um vasto currículo na área de direção e edição, Jodele é um dos percursores da arte de VJing no Brasil. Participou do Jam.tv, Red Bull Live Images, SkolBeats, criou os cenários virtuais para cantores e bandas (Robert Carlos, Jota Quest, Gilberto Gil, Moby, Carl Cox, dentre outros).

- Proposta Conceitual VJ2Go
Videomapping na fachada do Parque das Ruínas. Através de bluetooth, os presentes no evento poderão enviar videos, fotos e mensagens a partir do seu aparelho celular que serão projetadas e manipuladas em tempo real. Além disso, a apresentação live do evento será gravada em partes e disponibilizada ao longo da noite para transferência.

01/3 - Quinta-feira

- Oficina “Mapeamento fotográfico”, com Fernando Velazquez
Horário: 14 às 18h
Local: área externa do Parque
Número de participantes: 15
Inscrições: de 20/02 a 24/02/12

O workshop propõe a realização de uma série de exercícios de percepção e documentação do espaço urbano para a realização filme coletivo e descontínuo, acessível através da interface do Google Map. Durante o processo se compartiram técnicas de captação e edição de vídeo com dispositivos móveis, cartografias com GPS incorporados a celulares e mapeamento sonoro.

- Mostra Arte.mov 2006-2009
Horário: 15 às 18h
Local: Auditório
A mostra é uma seleção de vídeos selecionados e premiados pelo Vivo arte.mov -Festival Internacional de Artes em Mídias Móveis

- Meeting ISEA (Inter-Society for the Electronic Arts) 2012
Horário: 18h às 19h
Local: Auditório

Forum Latino no ISEA2012: apresentação dos resultados dos workshops no Brasil e ação em campo, visando mapeamento de projetos em estreita relação com ISEA Albuquerque - Machine Wilderness.

ISEA2012
http://www.isea2012.org/

Forum Latino no ISEA2012
http://www.isea2012.org/?q=info/focus-outreach-days
Encontro Skype de Albuquerque/USA com Andres Burbano (in loco) e Andrea Poli (por Skype)

- Fórum com Andres Burbano, Felipe Fonseca, Guto Nóbrega, Rodrigo Minelli, Lea Reekow e Bruno Viana
Horário: 19 às 21h
Local: Auditório

02/3 - Sexta-feira

- Oficina “Mapeamento Aéreo”, com Andres Burbano
Horário: 10 às 19h
Local: área das ruínas
Número de participantes: 10
Inscrições: de 20/02 a 24/02/12

O workshop propõe a realização de um balão/pipa acoplado a uma câmera que irá capturar imagem aéreas, criando assim uma mapeamento aéreo.
http://blog.modernmechanix.com/mags/PopularMechanics/8-1950/kytoon.jpg
http://publiclaboratory.org/wiki/balloon-mapping-materials
http://www.youtube.com/watch?v=E5rZ8E7nKro

- Fórum com Ricardo Cutz & Leo Polvora, Lea Rekow e Paola Barreto
Mediação: Lucas Bambozzi
Horário: 19 às 20h30
Local: Auditório

- Performance Grupo FAQ, “Breve História do Agora”
Horário: 20h30 às 21h10
Local: Tenda externa do Parque

O FAQ é um grupo multidisciplinar, que se notabilizou em propostas de performances do tipo live-images com ênfase na narrativa e conteúdo político. A apresentação “Breve História do Agora” marca o retorno do FAQ/feitoamãos, em atividades em live-images desde 2001.
Registros online da apresentação:
Flickr http://www.flickr.com/photos/voltz2009/5204962250
Vimeo http://vimeo.com/23829456

03/3 (Sábado) – Parque das Ruínas

- Mostra arte.mov 2010
Horário: 14 às 16h
Mostra de vídeos selecionados e premiados pelo Vivo arte.mov -Festival Internacional de Artes em Mídias Móveis

03/3 (Sábado) e 04/3 (Domingo) – Visconde de Mauá

Encontro de Cartografia Experimental dos artistas à estação rural Nuvem, em Visconde de Mauá.

Desde outubro de 2011, o projeto Nuvem estrutura um espaço rural voltado à experimentação, pesquisa e circulação de arte e tecnologia no Vale do Pavão, região de Visconde de Mauá, localizada na Serra Mantiqueira no RJ.

A programação do espaço em 2012 contempla diversas ações de estímulo a práticas de sustentabilidade, promovendo a reflexão e o debate sobre a interação entre sociedade, arte e tecnologia. As atividades incluem o apoio ao desenvolvimento de projetos por meio de residências; encontros interdisciplinares, acesso ao ensino não formal por meio oficinas voltadas para a comunidade, palestras e seminários com a participação de artistas locais, nacionais e internacionais.

No período de 15 de janeiro até 16 de fevereiro de 2012, o Nuvem realiza o programa de auto residências de verão, convidando 25 artistas provenientes de distintos estados brasileiros para diversas imersões criativas de 3 a 10 dias cada.

No dia 03 e 04 de março, acontece o Encontro de Cartografia Experimental, com presença de convidados nacionais e internacionais. No sábado, 03, das 16 às 19h haverá uma conversa sobre cartografias experimentais,com participação dos convidados Lucas Bambozzi (Arte.Mov), Rodrigo Minelli (Arte.Mov), Felipe Fonseca e Fernando Velásquez. Continuando com a programação do Encontro, no domingo, 04, das 10 às 14h o artista digital Andrés Burbano (Colombia/EUA) ministrará oficina de cartografia aérea na comunidade de Visconde de Mauá. A participação é aberta e gratuita.

O projeto Nuvem é realizado por Bruno Vianna, Cinthia Mendonça e Luciana Fleischman com patrocínio da Vivo e do Governo do Estado do Rio de Janeiro por meio da Lei Estadual de Incentivo. O Nuvem é integrante do programa Vivo Lab, um dos eixos da política cultural da Vivo que reúne iniciativas de formação e experimentação nas quais o audiovisual está em diálogo permanente com diferentes áreas do conhecimento, da arte e cultura.

http://nuvem.tk

* As mostras de mídia locativa e os vídeos do Vivo arte.mov 2010 exibidos em telas de LCD ficarão em exposição durante todo o festival, na galeria e área de circulação.

O Festival Vivo arte.mov é o mais abrangente evento dedicado à cultura da mobilidade no Brasil – sua primeira edição foi em 2006, em Belo Horizonte e, desde então, vem acontecendo em várias capitais do país. Este ano, além do Rio, também participam Recife, Curitiba, Goiânia e São Paulo. Todas as atividades buscam explorar as possibilidades de criação e difusão audiovisuais que utilizam as mídias móveis, tendo a mobilidade proporcionada pelos telefones celulares, aparelhos GPS ou câmeras compactas como foco principal.

A ideia é valorizar o que acontece em cada uma das cidades onde o evento é realizado. Para esta edição inédita do Circuito foram convidados os artistas cariocas Guto Nóbrega, Ricardo Cutz, Paola Barreto & Caito Mainier e Lea Rekow, que, mesmo sendo americana, tem uma relação de comprometimento com o Rio devido ao trabalho que realiza em morros da cidade.

Os vídeos do Vivo arte.mov 2010, que comentam as mídias móveis por meio de vários artistas e projetos, serão exibidos em telas de LCD em exposição durante todo o festival, na galeria e área de circulação.

“Acho importante ressaltar que o Circuito tem duas vertentes – a valorização dos artistas locais e a associação com ideias de mobilidade presentes em projetos que foram contemplados pelo nosso Prêmio de Mídias Locativas. Apesar de ser uma espécie de micro-festival, a programação tem uma densidade maior do que em outras cidades, pois é a primeira vez que realizamos o Circuito no Rio. Buscamos valorizar o artista do lugar e discutir com mais profundidade as questões que foram citadas nos projetos premiados das outras edições, no caso, a obra de Fernando Velazquez (destaque abaixo). O bacana disso tudo é ver como os projetos apresentados constituem um mapeamento de várias questões, sobre o tempo, o espaço público ou as ecologias atuais, cada qual à sua maneira”, diz Lucas Bambozzi, criador e coordenador geral do festival.

Obras em destaque na exposição

Instalação interativa “Descontínua Paisagem”, de Fernando Velazquez, uma instalação interativa formada por uma grande tela com quatro projeções. Cada uma delas projeta imagens extraídas e modificadas em tempo real a partir do site confluence.org (lugares de cruzamento de meridianos e paralelos com um grau de resolução Norte-Sul, Leste-Oeste).

Projeto “Am:Pm”, de Ricardo Cutz e Leonardo Povoa. Oito relógios tipo flip-flap são controlados por um software instalado no celular de alguns usuários selecionados. O software funciona como uma espécie de relógio de ponto e cada participante dispara uma contagem de tempo que é marcada não por segundos ou minutos, mas por ritmos, pulsos transformados em sons pelas paletas dos relógios.

Green My Favela, de Lea Rekow uma de série de seis imagens do Google Earth para identificar o local do jardim e outros espaços potenciais, que estará disponível em fotografias. Além de uma série de seis fotografias do interior da favela, seis pequenos pratos de mudas que brotam na favela e amostras de solo e de sementes.

“Tá Tudo Bem #1”, de Paola Barreto e Caito Mainier. Um dispositivo interativo, constituído por uma caixa preta do tamanho de um cômodo, uma projeção de vídeo em tamanho real e um sistema de videotracking. No interior da caixa – uma câmara escura – imagens são projetadas, ininterruptamente, quando não há ninguém lá dentro. De fora pode-se apenas ouvir os sons que vem do interior do cubo: risadas, cochichos, conversas.

O evento, que terá ainda o VJ Jodele Larcher como atração principal de abertura, busca, através da imersão nessas experiências, o uso consciente e crítico das tecnologias.

O Circuito Vivo arte.mov tem patrocínio da Vivo, do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e tem como projetos parceiros o Festival Eletronika e Nuvem – Networked HackLab Rural, realizados com patrocínio da Vivo via Lei Estadual de Incentivo do Rio de Janeiro. Já passou por cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Goiânia e Recife.

Sobre o Vivo arte.mov - Festival Internacional de Artes em Mídias Móveis

O Vivo arte.mov - Festival Internacional de Artes em Mídias Móveis reúne um conjunto de iniciativas em torno da chamada “cultura da mobilidade”, estimulando a criação, pesquisa, reflexão e difusão da arte em mídias móveis e locativas. São projetos, eventos, colóquios, mostras e exposições, que em seu conjunto, consolidam o Vivo arte.mov como o maior e mais importante festival do Brasil no gênero. Suas atividades sempre acontecem em várias cidades, valorizando a diversidade cultural brasileira e suas especificidades.

Biografias:

- Rodrigo Minelli/“Projeto natureza, arte e ciência”
Mestre em Sociologia da Cultura, Doutor em Comunicação e Semiótica da PUC-SP e professor do Departamento de Comunicação Social da UFMG na área de vídeo e novas tecnologias. Coordena a área de Mídia Arte do Festival de Inverno da UFMG e a área de Comunicação e Audiovisual do Espaço Tim UFMG do Conhecimento, integrante do Circuito Cultural da Praça da Liberdade.

- Lucas Bambozzi/“Projetos contextos específicos da mobilidade e da representação visual”
Criador, curador e coordenador geral do Vivo arte.mov Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis que acontece desde 2006, em várias capitais do Brasil. Artista multimídia e pesquisador em novos meios. Trabalha em mídias como vídeo, filme, instalação, trabalhos site-specific, performances audiovisuais e projetos interativos. Seus trabalhos vem sendo frequentemente exibidos em mostras em mais de 40 países. Conduziu atividades pioneiras ligadas à arte na internet no Brasil entre 1995 e 1999, na Casa das Rosas. Foi curador e coordenador de eventos como Sónar SP (2004), Digitofagia (2004), Life Goes Mobile (Nokia Trends 2004 e 2005), Motomix (2006), Lugar Dissonante (2009). Foi artista residente no CAiiA-STAR Centre/i-DAT (Planetary Collegium) e concluiu seu MPhil na Universidade de Plymouth na Inglaterra. É professor do SENAC-SP e como artista dedica-se à exploração crítica de novos formatos de mídia independente. Em 2010 foi premiado no Ars Eletronica em Linz/Austria com o pojeto Mobile Crash, e em 2011 teve uma retrospectiva de seus trabalhos no Laboratório Arte Alameda, na Cidade do México. Recebeu recentemente o Prêmio Sergio Motta na categoria artista em meio de carreira. http://www.lucasbambozzi.net

- Fernando Velazquez/“Descontínua Paisagem”
Artista multimídia, suas obras incluem vídeos, instalações, objetos e performances audiovisuais. Doutorando em Comunicação e semiótica pela PUC-SP, expõe no Brasil e no exterior com destaque para a Bienal do Mercosul e a Bienal de Tessalônica em 2009. Obteve diversos prêmios como o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia em 2009 (Brasil) e 2008 Culturas (Madrid, Spain).

- Ivana Bentes
Professora e pesquisadora de Tecnologias da Comunicação e Estéticas do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRJ, pesquisadora do CNPQ, coordenadora do projeto Midiarte e coordenadora do Pontão de Cultura Digital da ECO/UFRJ. É Doutora em Comunicação pela UFRJ, ensaísta do campo da Comunicação, Cultura e Novas Mídias. É Diretora da Escola de Comunicação da UFRJ.

- Andres Burbano/“Pesquisa visionários do espaço”
Colombiano, realiza trabalhos de vídeo-documentário (na ciência e na arte), som e arte de telecomunicações para a exploração de algoritmos narrativas cinematográficas. Atualmente é doutorando em Artes Media e Tecnologia da Universidade da Califórnia em Santa Barbara, onde ele está fazendo uma pesquisa sobre a história das tecnologias de mídia da América Latina.

- Felipe Fonseca/“Projeto Ubalabs, fora de rota, no eixo ecológico”
Felipe Fonseca é pesquisador e articulador de projetos relacionados a redes de produção colaborativa e livre, mídia independente, software livre e apropriação crítica de tecnologia.
http://efeefe.no-ip.org/cv

- Guto Nóbrega
Doutor em Interactive Arts pelo programa de pós graduação Planetary Collegium (antigo CAiiA-STAR), University of Plymouth UK. Sua pesquisa de caráter transdisciplinar nos domínios da arte, ciência, tecnologia e natureza investiga como a confluência desses campos (em especial nas últimas décadas) tem informado a criação de novas experiências estéticas. Artista, pesquisador, Mestre em Comunicação, Tecnologia e Estética pela ECO-UFRJ (2003) e Bacharel em gravura pela EBA-UFRJ (1998) onde leciona desde 1995 e atualmente fundou e coordena o NANO - Núcleo de Arte e Novos Organismos, espaço de pesquisa para investigação na intersecção entre arte, ciência e tecnologia.

- Rodrigo Minelli/“Projeto natureza, Arte e Ciência”
Mestre em Sociologia da Cultura, Doutor em Comunicação e Semiótica da PUC-SP e professor do Departamento de Comunicação Social da UFMG na área de vídeo e novas tecnologias. Coordena a área de Mídia Arte do Festival de Inverno da UFMG e a área de Comunicação e Audiovisual do Espaço Tim UFMG do Conhecimento, integrante do Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Curador do Fórum de Mídias Expandidas - Belo Horizonte - Novembro 2005 e do Vivo arte.mov- Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis desde a sua primeira edição em 2006.

- Bruno Vianna/“Projeto Satélite Bolinha e Ações do Hack Lab RJ”
Formado em cinema pela UFF. Entre 1994 e 2003 dirigiu quatro curtas de ficção, que tratam de temas sociais do Rio. Em 2006 lançou seu primeiro longa, “Cafuné”, lançado ao mesmo tempo em salas de cinema e na Internet, com uma licença Creative Commons. Trabalha com computação móvel desde 1999. Desenvolveu um sensor de movimento para Palms como seu trabalho final de mestrado. Recebeu no ano 2000 uma bolsa da Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, para desenvolver uma pesquisa em literatura interativa chamada “Palm Poetry”. Domina diversas tecnologias de desenvolvimento e programação como Java, Director, Processing, além de hardwares programáveis.

- Ricardo Cutz
Mixador e editor de som, mestre em comunicação social pela UFRJ, trabalha com cinema desde 1999. Um dos seus primeiros trabalhos foi a edição do premiado documentário Edifício Master (2002), de Eduardo Coutinho. Em 2008, fez a mixagem dos filmes A festa da menina morta, de Matheus Nachtergaele, e Praça Saens Peña, de Vinicius Reis. Realizou também a mixagem e edição do som de dois documentários: Favela on blast (2008), de Leandro HBL – pelo qual ganhou o prêmio de melhor edição de som no Festival de Miami – e Jard´s Macalé – um morcego na porta principal (2010), de Marcos Abujamra. Trabalhou ainda como supervisor de edição de som de O Bem amado (ainda inédito), de Guel Arraes em 2009. No mesmo ano, mixou os longas-metragens Os normais 2 (2009), de José Alvarenga Jr. e Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009), de Karim Aïnouz e Marcelo Gomes, pelo qual ganhou o prêmio de Mejor Sonido no Festival de Cinema de Havana em 2009. Realizou a edição de som e a mixagem dos longas ainda inéditos Segurança Nacional, de Roberto Carminati, e 180 graus, de Duda Vaismam.

- Lea Reekow/“Green My Favela”
Pesquisadora do Centro de Arte e Meio Ambiente no Museu de Arte de Nevada, ativa nos meios de comunicação de decisões, curadoria, consultoria artes, edição e filmagem. Foi Diretora Executiva do Centro de Arte Contemporânea, em Santa Fé, Novo México e fundadora da Artspace gigantesco em Nova York. Produziu numerosos projetos sociais de justiça e de impacto ambiental, o mais recente dos quais incluem um projeto de extração de recursos (carvão e urânio) na Nação Navajo, um estudo de toxicidade no estado de Utah, e um documentário baseado no prosseguimento da guerra civil na Birmânia .
http://www.learekow.com/

- Paola Barreto
Pesquisadora e artista visual. Desde 2002, a partir do prêmio Rumos Transmídia do Instituto Itaú Cultural, desenvolve pesquisa com circuitos de vídeo.
Apresentou as "composições para circuito de vídeo vigilância" ("CCVV") no Dorkbot (Circo Voador – RJ/ 2009), na Mostra Live Cinema (Caixa Cultural – RJ/ 2008) e no Festival Entre (Teatro Glaucio Gil – RJ/ 2009). A reflexão teórica gerada a partir destas experiências resultou em sua Dissertação de Mestrado (Tecnologia e Estéticas – ECO/UFRJ) e em artigos apresentados no Rio, Curitiba, São Paulo, Madrid e Londres. Atualmente é Professora do Curso de Multimídia no Núcleo Avançado em Educação – NAVE, no Rio de Janeiro e Doutoranda em Artes Visuais pela EBA /UFRJ.
http://tatudobemlab.files.wordpress.com/2011/11/tatudobem_1_video_054.jpg

Posted by Cecília Bedê at 5:39 PM

fevereiro 23, 2012

Modernismos: arte, antropofagia e transculturação com João Cezar de Castro Rocha no Maria Antonia, São Paulo

Modernismos: arte, antropofagia e transculturação

Professor: João Cezar de Castro Rocha

Reflexão sobre o caráter intrinsecamente transdisciplinar do modernismo brasileiro, acompanhado de discussões das relações entre os conceitos de antropofagia/ transculturación e as artes plásticas, num paralelo entre Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral e, no cenário cubano, Fernando Ortiz e Wilfredo Lam.

28, 29 de fevereiro e 1 de março, terça a quinta, 20-22h30

Valor: R$ 170

Centro Universitário Maria Antonia - USP
Rua Maria Antonia 258 e 294, Vila Buarque, São Paulo - SP
11-3123-5213 / 5214
cursosma@usp.br
http://www.usp.br/mariantonia
Inscrições: 3° andar, sala de cursos, segunda a sexta, 10-18h

Programa

28 de fevereiro
O caráter transdisciplinar das vanguardas históricas

29 de fevereiro
Fernando Ortiz e Wilfredo Lam sob o signo da "transculturación"

1 de março
Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral sob o signo da "antropofagia"

João Cezar de Castro Rocha é doutor em Literatura Comparada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Stanford University. Autor de O exílio do homem cordial e organizador de Antropofagia hoje? Oswald de Andrade em cena, é editor-executivo da revista Portuguese Literary & Cultural Studies.

Descontos
20% para estudantes e professores
40% para terceira idade
30% para Associação de Amigos do Maria Antonia

Posted by Cecília Bedê at 1:09 PM

fevereiro 15, 2012

Seminário Transmuseu no MAM, São Paulo

Seminário Transmuseu
A transformação contínua dos museus diante dos desafios da arte contemporânea

O Museu de Arte Moderna de São Paulo propõe um debate sobre a transformação contínua dos museus diante dos desafios da arte contemporânea com o seminário Transmuseu, que acontece nos dias 7, 8 e 9 de março (quarta, quinta e sexta-feira) no Auditório Lina Bo Bardi. O evento gratuito amplia as questões propostas na mostra O retorno da Coleção Tamagni: até as estrelas por caminhos difíceis.

O seminário visa a mapear os desafios atuais dos museus de arte contemporânea, abordando tais instituições em sua complexidade organizacional. A amplitude de possibilidades de constituição de uma obra de arte contemporânea leva os museus a ela dedicados a enfrentar novas situações de concepção do espaço expositivo, mediação educativa, armazenagem e conservação de acervo, formação de público e política de parcerias institucionais.

Ao constituir um amplo painel de temas por meio de seis mesas-redondas, o seminário abrirá a discussão para profissionais de diferentes áreas, que terão a oportunidade de debater sobre práticas museológicas e situações específicas.

7, 8 e 9 de março, quarta, quinta e sexta-feira, 10h30-14h30

Museu de Arte Moderna de São Paulo – Auditório Lina Bo Bardi (200 lugares)
Parque do Ibirapuera, av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 3
11-5085-1300
www.mam.org.br
http://www.facebook.com/MAMoficial
http://www.twitter.com/MAMoficial
http://www.youtube.com/MAMoficial

PROGRAMAÇÃO

QUARTA-FEIRA, 7 DE MARÇO

Mesa 1 – 10h30
[Espaços museológicos]

Esta mesa-redonda abordará a visão de arquitetos sobre espaços expositivos e mobiliário de exposição para a produção contemporânea, que em princípio pode se apresentar sob qualquer forma material (ou mesmo imaterial).

Convidados:

André Vainer
Arquiteto, professor no Estúdio Vertical na Escola da Cidade desde 2004. Trabalhou ainda estudante com Lina Bo Bardi de quem tornou-se estreito colaborador por aproximadamente doze anos. Em seu escritório, que manteve por mais de trinta anos com Guilherme Paoliello, realizou projetos em diversas áreas: urbanizações, edificações, reformas e recuperações, interiores, mobiliário, paisagismo, cenografia, instalações e exposições.

Guilherme Wisnik
Arquiteto e ensaísta, professor da Escola da Cidade, formado pela FAU-USP, mestre em história social pela FFLCH-USP, doutorando pela FAU-USP. Autor de Lucio Costa (Cosac Naify, 2001), Caetano Veloso (Publifolha, 2005) e Estado crítico: à deriva nas cidades (Publifolha, 2009) e organizador do volume 54 da revista espanhola 2G (Gustavo Gili, 2010) sobre a obra de Vilanova Artigas. Colaborador do jornal Folha de S. Paulo e curador do projeto de arte pública Margem (2010), pelo Itaú Cultural.

Mediação: Lauro Cavalcanti
Arquiteto, antropólogo e escritor. Integra o Conselho Consultivo do MAM-SP. Conselheiro da Casa Lucio Costa e da Fundação Oscar Niemeyer, membro do conselho editorial do IPHAN, diretor do Paço Imperial e professor da Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI/UERJ).

Mesa 2 – 14h30
[Plataformas de curadoria]

Esta mesa-redonda abordará os desafios para exibição da arte contemporânea do ponto de vista de um artista que trabalha com a história dos espaços expositivos e do ponto de vista de um curador de uma instituição inserida num parque público.

Convidados:

Nicolás Guagnini
Artista, começou sua trajetória na Argentina. Em 1997 radicou-se em Nova York, onde, em 2005, fundou com outros artistas, historiadores de arte e curadores, a Orchard, uma galeria cooperativa. Exibiu sua obra em vários lugares do mundo.

Paul Nesbitt
Diretor da Inverleith House no Royal Botanic Garden de Edinburgo, concebeu e apresentou exposições de alguns dos principais artistas contemporâneos do mundo. Como artista e ecólogo vegetal, tem um interesse profissional na relação entre arte, ciência e o mundo natural. Ele também é guitarrista e se apresentou com Douglas Gordon e o grupo de arte Chicks on Speed.

Mediação: Felipe Chaimovich
Curador do MAM-SP, doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo e professor do artes plásticas na FAAP, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e do Comitê Brasileiro de História da Arte.

QUINTA-FEIRA, 8 DE MARÇO

Mesa 3 – 10h30
[Gestão de acervos]

A problemática da preservação da obra de arte contemporânea é discutida entre conservadores de coleções museológicas e restauradores de instituições e particulares. Esses profissionais necessitam da orientação do artista como executor do trabalho. O artista colabora com a preservação da obra apresentando para a instituição esquemas de montagem e entrevistas, métodos que auxiliam a conservação do trabalho tanto na reserva técnica quanto no espaço expositivo. Esses documentos envolvem não só o conservador e o restaurador, mas também o setor curatorial e o setor educativo.

Convidados:

Humberto Farias de Carvalho
Mestre em história e crítica da arte pelo PPGAV-EBA/UFRJ, conservador e restaurador associado ao Centro de Conservação de Bens Culturais. Professor da PUC-SP e da UFRJ, membro da diretoria da ABRACOR como colaborador internacional, do Conselho Cultural do Instituto Brasil Estados Unidos e pesquisador de conservação de arte contemporânea.

Isis Baldini
Conservadora-restauradora de obras de arte em suporte de papel, doutora pela ECA-USP, com tese em conservação de obras contemporâneas, especialista em gestão e políticas culturais pela Fundación Universitat de Girona, Espanha, e em tecnologia do papel pela Faculdade Oswaldo Cruz. Com curso na Itália e estágio na Itália e Espanha, atua na área desde 1982. Professora do curso de conservação e restauração de material gráfico, do SENAI.

Marcelo Cidade
Formado em artes plásticas pela FAAP, em São Paulo, cidade onde vive e trabalha. Dentre as exposições individuais estão Avant-gard is not dead, Galeria Vermelho, São Paulo, 2010; Vamos falar senhor fantasma, Fundação Serralves, Portugal, 2009 e Norms Patterns Systems, Galerie Motte et Rouart, França, 2009.

Mediação: Lívia Lira
Bacharel em educação artística pela Universidade São Judas Tadeu com licenciatura em artes plásticas pela Belas Artes. Coordenadora do Setor de Documentação e Conservação do Acervo do MAM-SP, membro do Comitê Brasileiro do ICOM, atualmente faz o curso técnico de conservação e restauro no centro técnico Templo da Arte.

Mesa 4 – 14h30
[Conexões e diversidade]

Esta mesa-redonda abordará os desafios de democratização das instituições de arte contemporânea por meio de setores dedicados à mediação educativa e ao atendimento ao público diverso. Considerando o potencial da arte contemporânea para desencadear reflexões críticas acerca dos valores estabelecidos e inspirar novas possibilidades, os museus têm a sua área de atuação ampliada, podendo inspirar significativas transformações sociais.

Convidados:

Ronald Ligtenberg
Professor de Imagineering (imaginação + engenharia) no ECHS – Eurocollege, diretor da SkyWay Foundation, promove uma consultoria de marcas sensoriais. Ligtenberg se autodenomina um possibilitador: tornando o impossível possível. Em setembro de 2011 o MAM acolheu o evento Sencity, que leva a música para a comunidade surda, realizado simultaneamente em Roterdã e São Paulo.

Sangeeta Isvaran
Dançarina, coreógrafa, pesquisadora e ativista social. Mestre em artes da performance pela Sarojini Naidu School of Arts and Communication. Vem de Chennai, Índia.

Mediação: Daina Leyton
Coordenadora da área Educativa e de Acessibilidade do MAM-SP. Psicóloga formada pela PUC-SP, atua desde 2000 na coordenação e gestão de projetos culturais e sociais, constituição de redes e conexões de diferentes linguagens, trabalhando com educação, promoção de cultura e saúde para o público diverso.

SEXTA-FEIRA, 9 DE MARÇO

Mesa 5 - 10h30
[Acervo e seus "despojos": o arquivo performativo]

Recentemente muito se tem discutido a função dos acervos e arquivos nos museus e instituições culturais. Esses setores passaram a ser entendidos não apenas como depositários de obras ou documentos, mas como irradiadores de conhecimento e "modos de operar", com a capacidade de ensinar tanto ao próprio museu, de maneira particular, como ao sistema da cultura como um todo. O que resta depois que a obra de arte entra para o acervo da instituição, e como se posicionar para que ela se mantenha viva e operante, dentro e fora do contexto museológico?

Convidada:

Carla Zaccagnini
Artista plástica e mestre em poéticas visuais pela ECA-USP. Realizou, entre outras, as seguintes mostras individuais: Plano de falla (Ignacio Liprandi, Buenos Aires, 2011), Imposible pero necesario (Joan Prats, Barcelona, 2010); no. it is opposition. (AGYU, Toronto, 2008) e Bifurcações e encruzilhadas (Galeria Vermelho, São Paulo, 2008).

Magali Arriola
Curadora freelancer e crítica de arte. Arriola organizou a exposição Coartadas/Alibis no Centre Culturel du Mexique em Paris. Catherine David convidou-a para fazer uma nova versão da exposição para Witte de With. Publicou artigos em várias revistas, entre elas Curare, Art Nexus, Parachute e Reforma.

Mediação: Fernando Oliva
Curador, professor na Faculdade de Artes Plásticas da FAAP e na Faculdade Santa Marcelina, Integra a Comissão de Programação do Festival Internacional de Arte Contemporânea Videobrasil e editou a publicação de ensaios Caderno Videobrasil “Turista/Motorista” (2010). Foi diretor de curadoria e programação do Centro Cultural São Paulo (2009/2010).

Mesa 6 – 14h30
[Economia criativa]

Esta mesa-redonda abordará alternativas ao financiamento via leis de incentivo, visando a discutir iniciativas brasileiras e internacionais para tornar uma instituição cultural sustentável por meio de patentes e iniciativas inovadoras.

Convidadas:

Ana Carla Fonseca Reis
Fundadora da empresa Garimpo de Soluções, administradora, economista e autora do livro Economia da cultura e desenvolvimento sustentável, entre outros.

Cláudia Sousa Leitão
Secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura, foi diretora regional do Senac-CE nos anos de 2001 e 2002 e Secretária da Cultura do Estado do Ceará no período de 2003 a 2006. É consultora nas áreas de cultura, criatividade e desenvolvimento.

Mediação: Felipe Chaimovich
Curador do MAM-SP, doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo e professor do artes plásticas na FAAP, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e do Comitê Brasileiro de História da Arte.

Posted by Cecília Bedê at 1:44 PM

fevereiro 13, 2012

Oficina de Arte com Regina Carmona na Casa Contemporânea, São Paulo

Oficina de Arte

Com Regina Carmona

A Casa Contemporânea abre inscrições para a Oficina de Arte com a artista Regina Carmona.

Grupo de estudo, encontros e diálogos com a prática estética e reflexiva. Encontros, experimentações e experiências, uma abordagem sobre a linguagem contemporânea.
Orientação de projetos individuais, desenvolvimento de proposta coletiva e expositiva. Oficina de desenho expandido, cor, monotipia, objetos - a forma e a imagem em técnicas mistas e multimeios. Aula compartilhada com um artista convidado - a seleção do artista e a data do encontro com o convidado será agendada com o grupo.
Arte não se dá somente no ato de fazer, mas na conquista de sua significação.

Início: 14 de março de 2012, quartas feiras, 18-20h

Valores:
R$ 250, por mês: Encontros Semanais | Preço Especial para Estudantes: R$ 150
R$ 150: Orientação Individual | Preço Especial para Estudantes: R$ 70

Casa Contemporânea (Inscrições)
11-2337-3015
Rua Capitão Macedo 370, Vila Mariana, São Paulo - SP
casacontemporanea370@gmail.com
http://www.casacontemporanea370.com/oficinadearte.html


Posted by Cecília Bedê at 5:22 PM

fevereiro 10, 2012

Dynamic Encounters Vídeos na EAV do Parque Lage, Rio de Janeiro

Dynamic Encounters Vídeos

O curso tem como base a exibição de vídeos sobre a obra, vida e processo criativo de artistas, compositores, cientistas e personagens de notável contribuição para seus diversos campos de atuação.
Estes filmes mostram a surpreendente semelhança entre os processos de conceitualização utilizados
por criadores em diferentes disciplinas.

A mostra abrange o período a partir do início do século XX até nossos dias, enfatizando a contemporaneidade e a extensa diversidade de atitudes que a caracteriza. Para isso, contamos com uma coleção de mais de seiscentos filmes, em que personagens diversos são entrevistados, abordando temas como: pintura, escultura, instalação, animação, performance, como também física quântica, cosmologia, inteligência artificial, evolução e novas tendências na ciência como “emergência” e “complexidade”.

6 março a 29 maio de 2012, terças-feiras, 19h30

Inscrições: 21-3257-1800

Dynamic Encounters
21-2553 3748 / 9224
bcawats@attglobal.net
wats352@attglobal.net

Programação

Março: Mulheres em foco

Janine Antoni / Sally Mann
Sophie Calle / Ken Wardrop ("Undressing My Mother” 2005) / Peter Mackie Burns (“Milk" 2005)
Rachel Whiteread
Doris Salcedo / Cindy Sherman
Sam Taylor-Wood & Marina Abramović ("Destricted" 2006)

Abril: Tempo
Chris Marker ("La Jeteé" 1962)
Robert Enrico ("Occurence at Owl Creek Bridge" 1962)
Alice Miceli
Fernando Ortega
Tehching Hsieh

Maio: Performance
Dennis Oppenheim
Boyd Webb
Bas Jan Ader
Francis Alÿs
Destricted
Fischli & Weiss

Os vídeos serão exibidos com tradução, quando necessário.
Após cada sessão haverá discussão sobre o tema abordado.

Posted by Cecília Bedê at 3:16 PM

Projeto acompanhamento de artista com Mario Gioia e Fernanda Lopes no Atelier a Pipa, São Paulo

Projeto acompanhamento de artista

Com Mario Gioia e Fernanda Lopes

Desde fevereiro de 2011, Mario Gioia e Fernanda Lopes fazem um acompanhamento detido, em sessões semanais, por meio de discussões de obras, projetos e tudo o mais que se relacione ao desenvolvimento do trabalho de um artista visual, também propondo estratégias para a inserção da obra no contexto contemporâneo das artes visuais em São Paulo.

Todas as terças-feiras, exceto feriados; 20-23h

Valor: 300 Reais mensais

Atelier a Pipa
Rua Fidalga 958, (acesso pela Rua Rodesia), Vila Madalena, São Paulo - SP
11-2506-0096 / 8389-9755 ou contato@apipa.com.br
www.apipa.com.br

Os artistas adquirem uma prática de troca e reflexão sobre as questões de sua pesquisa artística, saindo um pouco do lugar solitário do atelier. Há também a troca de ideias e informações que se dão entre os alunos/artistas do curso que absorvem referências entre eles.

Fernanda e Mario trazem também artistas já com relevância no meio artístico para falarem na aula sobre seu trajeto e sua experiência. E também recomendam exposições e eventos que tenham a ver com as propostas e o trabalho de cada um.

Currículos

Mario Gioia
Graduado pela ECA-USP (Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo), foi o curador, em 2011, de Presenças (Zipper Galeria), inaugurando o projeto Zip Up, destinado a novos artistas (que teve como segunda mostra Já Vou, de Alessandra Duarte, com a mesma curadoria). Em 2010, fez Incompletudes (galeria Virgilio), Mediações (galeria Motor) e Espacialidades (galeria Central), além de ter realizado acompanhamento crítico de Ateliê Fidalga no Paço das Artes. Em 2009, fez as curadorias de Obra Menor (Ateliê 397) e Lugar Sim e Não (galeria Eduardo Fernandes). Foi repórter e redator de artes e arquitetura no cadernoIlustrada, no jornal Folha de S.Paulo, de 2005 a 2009, e atualmente colabora para diversos veículos, como as revistas Bravo e Trópico e o portal UOL, além da revista espanhola Dardo. É coautor de Roberto Mícoli (Bei Editora) e faz parte do grupo de críticos do Paço dasArtes.

Fernanda Lopes
Curadora do Centro Cultural São Paulo. É jornalista e pesquisadora, e atua desde 2000 na área de artes visuais. É mestre em História e Crítica de Artes pela EBA/UFRJ, pós-graduada pela PUC-RJ em História da Arte e Arquitetura no Brasil e graduada em Comunicação Social pela PUC-RJ. A tese de mestrado A Experiência Rex: "Éramos o Time do Rei" ganhou o prêmio de Artes Plásticas Marcantônio Vilaça, pela Funarte, em 2006, na categoria Monografia, publicada pela editora Alameda Editorial (SP, 2009). Foi curadora da sala dedicada ao Grupo Rex na 29ª Bienal de São Paulo. Atualmente desenvolve os projetos de livros sobre as obras de Nelson Leirner e Carlos Fajardo.

Posted by Cecília Bedê at 2:19 PM

Intermeios - programação trimestral na Intermeios, São Paulo

Intermeios - programação trimestral

Professores: Carlos Marinho da Silva, Cecilia Almeida Salles, Edith Derdik, Flávio Ricardo Vassoler, Luiz Ruffato

Março e Abril de 2012

Intermeios - Casa de artes e livros
Rua Luis Murat 40, Vila Madalena, São Paulo - SP
11-2338-8851 ou joaquim@intermeioscultural.com.br
www.intermeioscultural.com.br

PROGRAMAÇÃO

1 - Redes da criação
Professora: Cecilia Almeida Salles

Período: 15 de março a 4 de abril de 2012
Datas: 15, 22 e 29 de março; 12 de abril; 19-21h30
Valor: R$ 200

Conversas sobre processos de criação de obras de arte em suas diferentes manifestações (literatura, artes visuais, teatro, dança, cinema etc.) e de produtos da mídia (design, moda, jornalismo, publicidade etc.) a partir de suas interações em rede

Estudos de seus rastros - como making of, esboços, maquetes, briefings etc.
Discussões sobre diferentes relações entre processos de criação e obra
Proposta de caminhos para compreensão dos próprios processos de criação

Cecilia Almeida Salles: professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica (PUC/SP). Autora dos livros Gesto Inacabado: processo de criação artística; Redes da Criação: construção da obra de arte; e Arquivos de criação: arte e curadoria.

Saiba mais

2 - O niilismo da modernidade: Fiódor Dostoiévski e Ingmar Berman
Professor: Flávio Ricardo Vassoler

Período: 10 de março a 28 de abril de 2012
Dias: 10, 17, 24 e 31 de março e 7, 14, 21 e 28 de abril; 15-18h (sábados)
Valor: R$ 250

Sinopse do curso
Ao sepultar Deus, a instância suprema a partir da qual emanariam e sobre a qual recairiam os princípios e fins éticos, a modernidade arremessa o ser humano em um turbilhão relativista em meio ao qual tudo o que é sólido desmancha no ar. Pelos prismas do escritor russo Fiódor Dostoiévski (1821-1881) e do cineasta sueco Ingmar Bergman (1918-2007), analisaremos a ascensão paradoxal do nada como princípio (anti-)ético normativo - eis o Reino de Nihil, o niilismo. Os filmes O sétimo selo (1956) e a trilogia do silêncio - Através de um espelho (1961), Luz de inverno (1962) e O silêncio (1963) - dialogarão com o parricida Ivan Karamázov (Os Irmãos Karamázov), o homicida Raskólnikov (Crime e Castigo), a reencarnação de Cristo, o Príncipe Míchkin (O Idiota), e a encarnação do niilismo, o homem do subsolo (Memórias do Subsolo), de modo a estabelecermos a genealogia do relativismo ético desde o século XIX até os seus desdobramentos pelas diversas esferas existenciais ao longo do trágico século XX.

Mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela FFLCH/USP

Saiba mais

3 - Laboratório de vivência literária
Professor: Luiz Ruffato

Período: 9 e 10 de março de 2012
Encontros: 9 de março, sexta-feira, 19h30-21h30; 10 de março, sábado, 10h30-14h30
Valores: R$ 250

O escritor Luiz Ruffato propõe, em seu Laboratório de Vivência Literária, uma reflexão sobre o ato de escrever, particularmente no que diz respeito à prosa de ficção. Nos encontros, os participantes são estimulados a produzir textos e discuti-los e analisá-los em conjunto. A partir das demandas teóricas, surgidas de necessidades específicas, são introduzidos elementos de teoria literária e de processo de criação. Ou seja, a leitura crítica dos textos alheios torna-se ferramenta fundamental para a elaboração de uma escrita criativa.

Luiz Ruffato, publicou, entre outros, Eles eram muitos cavalos (2001, também lançado na Itália, França, Portugal e Argentina), Estive em Lisboa e lembrei de você (2009, também lançado em Portugal, Itália e Argentina) e a série Inferno Provisório, composta por cinco volumes: Mamma, son tanto felice (2005, também lançado na França e México), O mundo inimigo (2005, também lançado na França), Vista parcial da noite (2006), O livro das impossibilidades (2008) e Domingos sem Deus (2011). Recebeu os prêmios APCA, Machado de Assis, Jabuti e foi finalista dos prêmios Portugal Telecom, São Paulo de Literatura e Zaffari-Bourbon.

Saiba mais

4 - Linha de contorno - Workshop integrante da exposição arte e skate
Professor: Carlos Marinho da Silva (cms)

Período: 28 de fevereiro a 8 de março de 2012
Dias: 28 de fevereiro, 1, 6 e 8 de março, 14hs - 16h (2 horas cada aula)
Valor: R$ 60
Material: Lápis HB, lápis 6B, estilete ou apontador, papel sulfite (de preferência A4) ou bloco de desenho.
Idade: a partir de 8 anos.

Quando começamos a desenhar nos deparamos com uma série de barreiras para alcançarmos um resultado que nos agrade. Barreiras como desenhar uma mão em determinada posição, problemas com a proporção dos braços em relação às pernas e com a cabeça de um determinado personagem retratado, a dificuldade de criar uma composição, ou até mesmo o traço preso que dificulta a realização do desenho.
Este workshop é voltado para pessoas que gostam de desenhar, mas ainda sentem certas dificuldades nisso. Serão quatro dias de aulas com duas horas de duração cada. O foco do curso será a linha de contorno através de aulas de desenho de observação, desenho de modelo vivo e criação de personagens para que os alunos desenvolvam um traço mais livre e solto desprendido do uso da borracha.

Carlos Marinho da Silva é artista plástico, formado em Educação artística (artes plásticas) pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, com pós-graduação em História da Arte pela FAAP e em Design Gráfico pelo SENAC.

Saiba mais

5 - Escrituras do Olhar: O espaço entre a palavra e a imagem
Professora: Edith Derdik

Período: 5 de março a 23 de abril de 2012
Dias: 5,12,19 e 26 de março e 2,9,16 e 23 de abril; segundas-feiras, 19-21h
Valor R$ 400 (2 parcelas).

Estes encontros terão como foco a observação de um olhar que opera entre a palavra e a imagem, estimulando a criação de uma poética pessoal na interação teórica e prática.
O ponto de partida para cada encontro será sempre a leitura de alguns fragmentos de livros, tais como: Palomar de Ítalo Calvino, A paixão segundo G.H. de Clarice Lispector e O partido das coisas de Francis Ponge, Livro de Areia de J. L. Borges e poemas de João Cabral de Melo Neto. São textos que estimulam algumas motivações e formulações poéticas, anunciando possibilidades de construção do olhar como gerador de múltiplos significados.

Os encontros pretendem proporcionar um trânsito entre distintas técnicas, linguagens, recursos e procedimentos gráficos: desenho, fotografia, poesia visual, xerox, colagem, vídeo, livro-objeto.

Edith Derdyk: artista plástica, ilustradora, educadora.

Saiba mais

Posted by Cecília Bedê at 1:27 PM

fevereiro 2, 2012

O Processo Criativo na EAV, Rio de Janeiro

O Processo Criativo

Professor: Charles Watson

Palestrantes convidados: Alice Miceli, Brigitte Mayer, Bruce Henry, Cadu, Lia Rodrigues, Luiz Alberto Oliveira, Mauro Senise, Paulo Vivacqua

Curso interdisciplinar dirigido àqueles que se interessam pelo processo criativo, tais como designers, artistas, arquitetos, empresários e outros para quem a geração de novas ideias seja fundamental.

5 de março a 27 junho de 2012, segundas e quartas, 19h30-21h30

EAV–Parque Lage
Jardim Botânico 414, Rio de Janeiro - RJ
O Processo Criativo
21-2553-3748 / 9224
bcawats@attglobal.net
wats352@attglobal.net

Professor
Charles Watson

Palestrantes convidados
Alice Miceli - Geração de alternativas
Brigitte Mayer - A onda sem fim
Bruce Henry - O improviso como reflexo inspirado
Cadu - Sistemas
Lia Rodrigues - Inteligência espacial / corporal
Luiz Alberto Oliveira - Sistemas não lineares
Mauro Senise - Improvisação no Jazz
Paulo Vivacqua - Som, Tempo e Matéria

Desde 2004 recomendado como um curso preparatório para bacharelado/mestrado em arte pelo University of the Arts, Londres e suas escolas de arte afiliadas – Camberwell College of Arts, Central St.Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Communications.

Posted by Cecília Bedê at 3:20 PM

MAM - SP Cursos 1º semestre, São Paulo

MAM - SP Cursos 1º semestre

O Museu de Arte Moderna de São Paulo anuncia a nova grade de cursos para o primeiro semestre de 2012. Durante o mês de fevereiro, a partir do dia 1º, quem busca novidades na época de férias irá encontrar cursos de curta duração coordenados por profissionais renomados em suas áreas; Daniel Salum, Marcelo Greco, Mário Saladini e Gerson de Oliveira. As atividades buscam estimular a criatividade e a expressão artística do aluno.

Em março iniciam os cursos semestrais do museu. Além das disciplinas já conhecidas pelo público, outros cursos são novidades no seleto leque de aulas do MAM- SP, como o “Nacional Estrangeiro”, ministrado por Magnólia Costa e “Gravura Tridimensional”, por Leya Mira Brander. As inscrições começam em 23 de janeiro e devem ser feitas pessoalmente no museu. Os preços variam de R$ 270,00 a R$ 700,00.

1º semestre de 2012

Inscrições abertas somente no local

Museu de Arte Moderna de São Paulo / MAM-SP
Parque do Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral s/nº, Portão 3, São Paulo - SP
5085-1312 ou cursos@mam.org.br
www.mam.org.br

Programação

Cursos de curta duração - 1º semestre 2012

FOTOGRAFIA DE RUA por Daniel Salum
Neste curso o aluno encontra saídas fotográficas com preparação técnica, referências de fotógrafos, embasamento histórico, ida à campo, análise e discussão da produção.
Público • adulto
Datas e horários • Quintas-feiras, 02, 09 e 16 FEV, das 19h30 às 22h
Sábados, 04 e 11 FEV, das 9h30 às 12h30
Duração • 5 aulas
Preço • R$ 320

DESAFIOS DO OLHAR: SÃO PAULO por Marcelo Greco
Em quatro aulas, os alunos definirão seus desafios fotográficos e buscarão meios para vencê-los no contato com trabalhos de fotografia feitos nas ruas em grandes cidades. A produção fotográfica dos alunos é editada durante o curso.
Público • adulto
Datas e horários • Sábados e domingos, das 10h30 às 12h30
25, 26 FEV e 03, 04 MAR
Duração • 04 aulas
Preço • R$ 270

OFICINA DE COR por Mário Saladini
Esta oficina baseia-se na experiência teórica e prática de Johannes Itten sobre cores. Itten foi professor da Bauhaus e autor do livro A arte da cor, onde explora as tensões entre a abordagem objetiva e subjetiva da cor. Por meio da elaboração de palheta de cores apoiada em referencial teórico, esta oficina tem como objetivo o exercício visual de percepção das.
Público • profissionais ligados às artes visuais, moda, cenografia e audiovisual
Horários • Quartas-feiras, das 19h às 22h
Início • 01 FEV
Duração • 04 aulas
Preço • R$ 300

ESTRATÉGIAS CONSTRUTIVAS DO DESIGN por Gerson de Oliveira
Um dos aspectos essenciais na criação de um objeto de design é a escolha das estratégias construtivas. O curso visa investigar algumas destas estratégias a partir da análise de alguns exemplos de obras de designers, como Gerrit Rietveld e suas linhas e planos, Marc Newson e seus volumes, Irmãos Campana e suas repetições de elementos.
Público • adulto
Datas e horários • Segunda, quarta e quinta, das 20h às 22h
Terça, das 10h às 12h visita à uma fábrica de móveis
27, 28, 29 FEV e 01 MAR
Duração • 04 aulas
Preço • R$ 270

Cursos semestrais – 1º semestre 2012

DESENHO – Dudi Maia Rosa
O desenho de observação é usado como instrumento para o desenvolvimento da percepção visual e como ponto de partida para a discussão de questões ligadas à arte contemporânea. Aulas com modelo vivo alimentam o debate sobre a produção dos participantes.

Público • adulto
Terças-feiras, 17 – 19H30
Início • 06 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 290 / mês

AQUARELA – Tuneu

Desenvolvimento de linguagem pessoal, valorizando o desenho e investigando recursos da técnica da aquarela.

Público • adulto
Quartas-feiras, 8H30 – 10H30
Início • 07 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

GRAVURA TRIDIMENSIONAL (NOVO) – Leya Mira Brander
A gravura pode ser utilizada na construção de objetos. Os participantes gravam imagens de uma pessoa, uma paisagem e um objeto, montam um livro pop-up com elas e ainda realizam uma escultura de papel.

Público • adulto
Segundas-feiras, 18 – 20H
Início • 05 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

FOTOGRAFIA :: Curso Básico – Karina Bacci

Com aulas teóricas e práticas, o curso parte de referências à produção de diversos fotógrafos e relaciona conceitos da linguagem fotográfica a aspectos técnicos como enquadramento, luz, velocidade, abertura e profundidade de campo. É necessário possuir equipamento fotográfico com possibilidade de operação manual.

Público • iniciantes em fotografia
Quartas-feiras, 20 – 22H
Início • 07 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

FOTOGRAFIA :: Curso Básico – Daniel Salum
Voltado para jovens e adultos que desejam ter o primeiro contato com a fotografia, por meio tanto da técnica como da linguagem, o curso aborda questões ligadas à manipulação da câmera, fotometria, composição e tratamento básico de imagens. Aulas práticas e teóricas. É necessário possuir equipamento fotográfico com possibilidade de operação manual.

Público • iniciantes em fotografia
Sextas-feiras, 20 – 22H
Início • 09 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

FOTOGRAFIA :: Luz marginal procura corpo vago – Gal Oppido
Critérios de reflexão sobre a imagem estática pautam exercícios de percepção da luz, desde a solar até as discretas luzes domésticas. A luz é entendida como formadora de conteúdos plásticos, a partir da sua incidência em corpos nus, objetos e paisagens cotidianas. Além das aulas no ateliê, há sessões em estúdio. É necessário possuir equipamento fotográfico com possibilidade de operação manual e tripé.

Público • adulto, com iniciação em fotografia ou linguagem visual
Segundas-feiras, 20H30 – 23H
Início • 05 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 290 / mês

FOTOGRAFIA AUTORAL 1 :: A fotografia como forma de expressão – Marcelo Greco
O objetivo do curso é contribuir para a reflexão sobre o processo criativo de cada aluno, questionando suas escolhas temáticas a partir da discussão sobre as condições culturais que o influenciam e orientando-o para o desenvolvimento da percepção de seu próprio olhar. São apresentados trabalhos de diversos fotógrafos consagrados, situando sua produção historicamente.

Público • adulto, com iniciação em fotografia ou linguagem visual
Quintas-feiras, 17H30 - 19H30
Início • 08 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

FOTOGRAFIA AUTORAL 2 :: A fotografia como forma de expressão – Marcelo Greco
Depois de desenvolver o olhar no curso Fotografia Autoral 1, o aluno aprofunda a reflexão sobre seu processo criativo criando imagens, editando-as e formatando-as para a produção de um material que pode ser exposto ou publicado em livro. Em cada aula discutem-se os erros e acertos na edição e finalização no trabalho de outros fotógrafos.

Público • para alunos que já participaram do curso Fotografia autoral 1 ou mediante entrevista a ser agendada.
Quintas-feiras, 20H - 22H
Início • 08 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

VÍDEO :: FORMAS DE FAZER (NOVO) – Raimo Benedetti
Produzir trabalhos em vídeo a partir de técnicas inusitadas, do uso de tecnologia simples e do desregramento dos processos criativos. Provar que se pode fazer muito com pouco.

Público • adulto
Terças-feiras, 20 - 22H30
Início • 06 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 290 / mês

FOTOGRAFIA DA AMÉRICA LATINA – Simonetta Persichetti
Este curso busca traçar um panorama da fotografia e do desenvolvimento do olhar na América Latina nos séculos XIX e XX por meio dos principais movimentos e do trabalho dos principais fotógrafos. Discutiremos a importância de um olhar latino-americano como formador de um discurso e de uma estética própria que delimita nossas características e que nos coloca dentro do mercado internacional.

Público • adulto
Quintas-feiras, 20H15 – 22H15
Início • 15 MAR 2012
Duração • 04 aulas
R$ 270

PENSADORES DA FOTOGRAFIA – Simonetta Persichetti

Cada vez mais a fotografia é o centro das atenções e de debates no cenário internacional. Compreenderemos essa forma de expressão, lendo e estudando pensadores e suas reflexões sobre a imagem fotográfica. O curso se divide em dois módulos continuados, porém independentes.

O papel da fotografia:: Vilém Flusser, André Roullie, Edmond Couchot, José de Souza Martins, François Soulages e Annateresa Fabris
Público • adulto
Quintas-feiras, 20H15 – 22H15
Início • 12 ABR 2012
Duração • 06 aulas
R$ 375

Pensando a imagem atual:: Charlotte Cotton, Susie Linfield, Robert Adams, Dominique Baque
Público • adulto
Quintas-feiras, 20H15 – 22H15
Início • 24 MAI 2012
Duração • 04 aulas
R$ 270

HISTÓRIA DA ARTE :: Século XX – Magnólia Costa
A história da arte ocidental no século XX é investigada pela crítica Magnólia Costa, que aborda a produção moderna e contemporânea numa perspectiva cultural e filosófica.

Público • adulto
Quintas-feiras, 15 – 17H
Início • 15 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

NACIONAL ESTRANGEIRO (NOVO) – Magnólia Costa
Neste curso novo, Magnólia Costa analisa a arte feita no Brasil em vários momentos da história, com ênfase na produção contemporânea, questionando a existência de uma arte genuinamente brasileira.

Público • adulto
Quintas-feiras, 18 – 20H
Início • 15 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

ARTE CONTEMPORÂNEA (NOVO) – Pedro França
O curso pretende oferecer um panorama de questões relevantes para a discussão contemporânea em artes visuais a partir da análise dos processos dos artistas que serão o ponto de partida para reflexões mais gerais. Filmes, textos e imagens serão os recursos utilizados para traçar as relações históricas e esboçar conceitos a partir das poéticas individuais de artistas como Marcel Duchamp, Joseph Beuys, Cildo Meireles, Jasper Johns / Robert Rauschenberg entre outros.

Público • adulto
Sábados, 10H30 – 12H30
Início • 10 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270

CENOGRAFIA :: A construção do espetáculo – Mário Saladini
A construção do espetáculo se constitui através de vários elementos intrínsecos. O tema será abordado através de aulas teóricas interligando artes plásticas, teatro, cinema e moda visando ampliar a capacidade de análise na elaboração de espaços cenográficos.

Público • adulto
Quartas-feiras, 17H30 – 19H30
Início • 07 MAR 2012
Duração • 04 meses
R$ 270 / mês

EDIÇÃO ESPECIAL :: FOTOGRAFIA 2012
FOTOGRAFIA AUTORAL DE MODA – Klaus Mitteldorf
O objetivo do curso é mostrar que a arte fotográfica não tem limites nem regras. Cada artista desenvolve sua própria linguagem, segundo sua personalidade e vivência pessoal. Na fotografia autoral e na de moda, muitas vezes são utilizadas as mesmas linguagens. Para muitos fotógrafos, esses dois campos da fotografia são um só, no qual a criatividade do autor define a qualidade do trabalho. Neste curso, Klaus Mitteldorf explica como criou a relação entre fotografia autoral e de moda em sua produção e põe em prática as experiências que realizou em muitos anos de fotografia.
O curso tem duas etapas:
Sábado:: Com vestidos da última coleção de Glória Coelho, maiôs e biquínis Lygia & Nanny, o ensaio fotográfico será realizado nas instalações do prédio na Bienal de São Paulo, com 2 modelos, produção de moda (Sistamoda) e maquiagem e cabelo de Paulo Ávila.
Domingo:: Análise e discussão dos ensaios realizados e encerramento do curso.

Público • fotógrafos amadores ou profissionais
Dias • 24 e 25 MAR 2012
Sábado e domingo, das 10h30 – 17H
Duração • 02 dias
R$ 700

PROJETO 4x1
A proposta do Projeto 4x1 é ter 4 aulas com os profissionais mais renomados dos temas eleitos, cada um colocando o seu ponto de vista e tratando o tema de acordo com a sua especificidade na área.

Mídias interativas :: MAR
Curadoria :: MAI
Música ::JUL
Gastronomia :: SET

Público • adulto
Sábados, 10H30 – 12H30
Início • 10 MAR 2012
Duração • 04 aulas
R$ 350


Posted by Cecília Bedê at 2:32 PM

Dynamic Encounters Rio, Rio de Janeiro

Dynamic Encounters Rio

Artistas: Cadu, Daniel Senise, Eduardo Berliner, Fernanda Gomes, Luiz Alberto Oliveira, Nelson Felix, Otavio Schipper, Rosângela Rennó, Tunga

Equipe: Charles Watson, Frederico Carvalho, Pedro França

O Dynamic Encounters realiza há vinte anos workshops com foco em arte contemporânea e, em março de 2012, fará uma programação especial no rio de janeiro. Ao longo de 4 dias, faremos visitas a ateliês de artistas, galerias de arte e exposições em destacadas instituições culturais da cidade. Os artistas plásticos que vão receber o grupo abordarão seus processos de criação e falarão sobre seus recentes trabalhos.

1 a 4 de março de 2012

Dynamic Encounters
21 2553 3748 / 9224
bcawats@attglobal.net
wats352@attglobal.net

Programação*
01 Março

12:00 Encontro do grupo no Ateliê Mundo Novo
Apresentação do projeto por Charles Watson
13:00 MAM
Visita à exposição de Fernanda Gomes acompanhada pela artista
16:00 ATELIÊ MUNDO NOVO
Palestra do artista Nelson Felix

02 Março

10:00 ATELIÊ
Visita ao ateliê do artista Tunga
12:00 Almoço
14:00 ATELIÊ
Visita ao ateliê do artista Otavio Schipper
16:30 ATELIÊ
Visita ao ateliê do artista Cadu

03 Março

10:00 ATELIÊ
Visita ao ateliê da artista Rosângela Rennó
12:00 Almoço
14:00 ATELIÊ
Visita ao ateliê do artista Daniel Senise
16:30 CCBB
Irmãos Campana

04 Março
10:00 ATELIÊ
Visita ao ateliê do artista Eduardo Berliner
12:00 Almoço
14:00 MAM
Nan Goldin
16:30 ATELIÊ MUNDO NOVO
Palestra do cosmólogo Luiz Alberto Oliveira
18:00 Fim da programação

Posted by Cecília Bedê at 2:09 PM