Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

outubro 30, 2009

Escritas de Roland Barthes com Evando Nascimento na POP, Rio de Janeiro

O curso propõe uma abordagem de alguns aspectos essenciais do grande semiólogo-escritor que foi Roland Barthes. Serão abordadas obras de fases distintas, com ênfase no “último Barthes”, cada vez mais voltado para uma escrita artística.

12, 19 e 26 de novembro e 03 de dezembro de 2009, quintas-feiras, 19h30-21h30

Formulário de inscrição aqui: R$ 320,00 (50% na inscrição e o restante em cheque pré-datado para 30 dias após o início do curso)

POP-Pólo de Pensamento Contemporâneo
Rua Conde Afonso Celso, 103 - Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ
21-2286-3299 / 3682 ou contato@polodepensamento.com.br
www.polodepensamento.com.br

Programação:
12 de novembro
Barthes & a mídia: Mitologias e outros ensaios.

19 de novembro
Barthes & as artes: A câmara clara e O óbvio e o obtuso.

26 de novembro
Barthes & a literatura (I): S/Z e O prazer do texto.

03 de dezembro
Barthes & a literatura (II): Fragmentos de um discurso amoroso e A preparação do romance.

Sobre Evando Nascimento:
Evando Nascimento é professor, teórico e escritor. Durante seu Doutorado, foi aluno de Jacques Derrida e de Sarah Kofmann, na École des Hautes Études en Sciences Sociales e na Sorbonne. Publicou e organizou diversos livros sobre filosofia, literatura e artes, como Derrida e a literatura e Literatura e filosofia: diálogos. Dá aulas na Universidade Federal de Juiz de Fora e publica regularmente artigos e resenhas em jornais do Rio e de S. Paulo. Em 2008, publicou o livro de ficção Retrato desnatural.

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 4:05 PM

Olhares sobre o acervo do Videobrasil com Paula Alzugaray, São Paulo

Documentário e Artes Plásticas
com Paula Alzugaray

24 a 27 de novembro, 19-22h

SESC Avenida Paulista
Avenida Paulista 119, Paraíso, São Paulo - SP
11-3179.3700 ou email@avenidapaulista.sescsp.org.br
www.videobrasil.org.br

Sabemos que a natureza das poéticas contemporâneas é bastante híbrida, assimilando elementos vindos de diversos campos. A produção audiovisual é um campo singular para percebermos essas contaminações. Entre elas uma que tem chamado atenção: as aproximações entre o campo do documentário e o das artes plásticas. Muitos artistas se enveredam por projetos que trazem um nítido traço documental e alguns documentaristas se arriscam em projetos instalativos nas galerias. Resta saber como, nesse ambiente de aproximações e hibridações, se estruturam os trabalhos e obras. Quais as estratégias usadas e os pontos de aproximação e afastamento.

Sobre Paula Alzugaray

Crítica de arte e jornalista especializada em artes visuais. Mestre em ciências da comunicação pela USP e doutoranda em comunicação e semiótica pela PUC de São Paulo, integra os núcleos de crítica de arte do Paço das Artes e do Centro Cultural São Paulo. Como curadora na área de vídeo, realizou, entre outras, as mostras Videometria – O Vídeo Como Ferramenta de Medição na Arte Contemporânea Brasileira, apresentada no Off Loop Festival, em Barcelona, e Situ/ação – Vídeo de Viagem, exibida no Paço das Artes, em São Paulo. Foi editora do Caderno SESC Videobrasil (2003).

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 3:37 PM

outubro 29, 2009

Olhares sobre o acervo do Videobrasil com Andre Costa, São Paulo

A Estratégia Documental e a Cidade
com Andre Costa

05, 12, 19 e 26/11, quintas-feiras, 19-22h

SESC Avenida Paulista
Avenida Paulista 119, Paraíso, São Paulo - SP
11-3179.3700 ou email@avenidapaulista.sescsp.org.br
www.videobrasil.org.br

A abordagem documental como uma prática artística, social e política, aproximada em seus campos de produção e circulação. A partir da reflexão acerca do conceito de dispositivo documental, podemos avaliar inúmeras experiências poéticas em que a tomada da realidade urbana torna-se uma estratégia de ação política e de produção de conhecimento, imprimindo um uso tático das mídias por artistas, documentaristas e diversos atores sociais.

Sobre o Andre Costa

Formado em Cinema, Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP, professor universitário de Cinema e de Televisão na FAAP. Professor da Pós-Graduação em Criação Visual e Multimídia da USJT. Educador e pesquisador em linguagens audiovisuais. Cineasta e videodocumentarista, dirigiu e produziu mais de 20 documentários de caráter cultural, social e educativo. É sócio da Olhar Periférico Filmes, pela qual também realizou diversas oficinas e cursos de linguagem videográfica para jovens e professores, além de colaborar como consultor e assessor pedagógico em vários projetos sociais de educação audiovisual. Foi membro do comitê de seleção e programação do 16.o. Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil - 2007, e tem atuado como curador de mostras e festivais de cinema e vídeo.

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 6:54 PM

outubro 28, 2009

Seminário Depois do Muro: a geopolítica das artes, Recife

A Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco promove entre os dias 09 e 11 de novembro de 2009 o Seminário Internacional Depois do Muro: a geopolítica das artes. Busca-se fazer um breve balanço das transformações e impactos sofridos pelo sistema das artes a partir da reconfiguração política, territorial e econômica pós-guerra fria. O evento pretende, portanto, tomar como ponto de partida a ruína do marco simbólico que dividia o mundo e orientava modos de posicionamento das macroestruturas e não engrossar o coro das comemorações do vigésimo aniversário da efeméride. O Seminário Depois do Muro está dividido em três mesas com os temas: A Geopolítica das Artes, Arte e Reposicionamentos Políticos e Arte no contexto Neoliberal. Participarão pesquisadores, artistas, curadores e críticos, deslocando o foco das análises para as relações entre arte, política e economia, ressaltando, sobretudo, o campo artístico como um importante vetor da sociedade capaz de gerar transformações ou impulsionar permanências. As palestras serão realizadas na Sala Aloísio Magalhães, sempre às 14h30, na Fundação Joaquim, no Bairro do Derby, na cidade do Recife. O evento é aberto ao público e serão disponibilizadas 100 vagas. As inscrições serão online a partir do dia 03 de novembro no site www.fundaj.gov.br.

09 a 11 de novembro de 2009
Serão disponibilizadas 100 vagas.
As inscrições são online no www.fundaj.gov.br, a partir de 01 de novembro.

Fundação Joaquim Nabuco - FUNDAJ
Espaço Cultural Mauro Mota - Coordenação de Capacitação e Difusão Científico Cultural-CGCADIF
Rua Henrique Dias 609, Derby, Recife - PE
81-3073-6659/3073-6670 ou cadif@fundaj.gov.br
www.fundaj.gov.br
Público-alvo: artistas, críticos, professores, estudantes de graduação e pós-graduação e demais interessados.

Programação:

09 de novembro (Segunda-Feira)
Mesa 1: A geopolítica das artes: Busca atualizar a discussão levantada no início dos anos 1990 por importantes críticos e curadores sobre um reposicionamento da produção artística latino-americana.

14h30 - Palestras: Moacir dos Anjos (Brasil) e Nelson Herrera Ysla (Cuba)

17h - Coffee break

17h30 - Rodada de debate

19h - Coquetel de Abertura do Superflex

10 de novembro (Terça-feira)
Mesa 2: Arte no contexto neoliberal: Pretende-se discutir o que significa mercado internacional, em que medida este mercado de fato abarcou as regiões emergentes e qual o status da produção artística com o capitalismo tardio.

14h30 - Palestras: Marko Stamenkovic (Sérvia), Ana Letícia Fialho (Brasil) e Alexandre Melo (Portugal)

17h - Coffee break

17h30 - Rodada de debate

11 de novembro (Quarta-feira)
Mesa 3: Arte e reposicionamentos políticos: Busca lançar uma reflexão sobre as possibilidades de posicionamento político na contemporaneidade. Pretende-se fazer um balanço crítico do que de fato se passou nas últimas duas décadas, destacando as reflexões a respeito da arte dos anos 1980 e atualmente, na perspectiva de artistas e críticos.

14h30 - Palestras: Ricardo Basbaum (Brasil), Ligia Nobre (Brasil) e Laymert Garcia dos Santos (Brasil)


Sobre os Palestrantes:

Moacir dos Anjos (Recife- Brasil)
Foi diretor geral do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM) de Recife, entre 2001 e 2006, e membro da equipe de coordenação curatorial do programa Itaú Cultural Artes Visuais, de 2001 a 2003. Em 2009 foi nomeado curador da Bienal de Artes de São Paulo 2010. Já foi co-curador da Bienal do Mercosul, em Porto Alegre, e curador da bienal Panorama da Arte Brasileira, do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Entre outros projetos de curadoria realizados destacam-se individuais de Rosângela Rennó e Cildo Meireles e coletiva de Ernesto Neto e Rivane Neuenschwander. Seus ensaios e textos críticos já foram publicados em livros, catálogos e revistas. É autor de “Local/Global: arte em trânsito” (2005). Desde 1989, atua como pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, em Recife, órgão vinculado ao Ministério da Educação brasileiro.

Nelson Herrera Ysla (Havana - Cuba)
É crítico de arte, curador, poeta. Graduado de Arquitecto en la Universidad de La Habana. Arquiteto graduado na Universidade de Havana. En la actualidad se desempeña como Especialista Principal del Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam y Curador de la Bienal de La Habana. Atualmente atua como Senior Fellow, Centro Wilfredo Lam Contemporary Art e curador da Bienal de Havana. Profesor de diseño. Professor de design. Durante años realizó investigaciones en el campo de la comunicación masiva y el diseño industrial en el Instituto de la Demanda Interna (1973-1980). Durante anos, realizou pesquisas no campo da comunicação de massa e desenho industrial no Instituto de Demanda Interna (1973-1980). Jefe del Departamento de Promoción y Exposiciones de la Dirección de Artes Plásticas y Diseño del Ministerio de Cultura (1980-1984). Chefe de Promoção e de Exposições da Direcção de Arte e Design, do Ministério da Cultura (1980-1984). Colaborador de las revistas Casa de las Américas, La Gaceta de Cuba, Arte Cubano, Art Nexus, Atlántica, ArtesenSantoDomingo, Universidad de Antioquia, Unión, entre otras publicaciones. Colaborador da revista Casa de las Américas, La Gaceta de Cuba, Cuba, Art Nexus, Atlântico ArtesenSantoDomingo, Universidade de Antioquia, da União, entre outras publicações. En 1984, comisario de Cuba a la 41ª Bienal de Venecia y en 1985, invitado al Festival Noches Poéticas de Struga, Yugoslavia. Em 1984, foi curador de Cuba para a 41ª Bienal de Veneza e em 1985 convidou o Struga Poesia noites de festa, Jugoslávia.
En 1995 y 1996 ofreció ciclos de conferencias y cursos de postgrado sobre Arte Latinoamericano en la Facultad de Bellas Artes de la Universidad Politécnica de Valencia, España, y en este último año participó en Oracle XIII, evento organizado por el South East Museum of Photography, Daytona, la Florida. Em 1995 e 1996, deu palestras e cursos de pós-graduação em Arte Latino-americana na Faculdade de Belas Artes da Universidade Politécnica de Valência, na Espanha, e no ano passado participou no Oracle XIII, organizado pelo Sudeste Museum of Photography, Daytona, na Flórida. En 1997 fue invitado al 1er Coloquio sobre Bienales y Salones de Arte en América, en la ciudad de Valencia, Venezuela. Em 1997 ele foi convidado para a 1 ª Bienal Simpósio sobre Salões de Artes e na América, na cidade de Valência, Venezuela. En 1998 impartió conferencia en el Simposium Internacional El Caribe postmoderno en la Universidad de Georgia, Atlanta, USA. Em 1998, lecionou no Simpósio Internacional Caribe pós-moderna na Universidade da Geórgia, Atlanta, E.U.A.. En 1999 ofreció ciclo de conferencias en diversas universidades de Guatemala y en el Festival de Cultura PAIZ de esa nación centroamericana. Em 1999, série de palestras oferecido em várias universidades da Guatemala e do Festival Cultura Paiz dessa nação centro-americana.
Ha participado en diversos Paneles Internacionales y Mesas Redondas sobre Bienales de Arte en Argentina, Alemania, Italia, Ecuador y Brasil. Participou em vários painéis e mesas-redondas sobre a Bienal Internacional de Arte, na Argentina, Alemanha, Itália, Equador e Brasil. Ha curado más de 30 exposiciones de arte cubano en el país y fuera, así como una sostenida curadoría internacional de la Bienal de La Habana desde su segunda edición en 1986. Ele tem curado mais de 30 exposições de arte cubana no país e no estrangeiro, bem como curador internacional sustentado da Bienal de Havana desde sua segunda edição em 1986. >En 1992 obtuvo el premio al Mejor Crítico de Arte Latinoamericano, conferido por la Sección Argentina de la AICA. Em 1992, ele recebeu o prêmio de Melhor Crítico de Arte da América Latina, Argentina conferido pela secção da AICA. En 1999 le fue conferida la Distinción por la Cultura Nacional, por el Ministerio de Cultura de la República de Cuba. Em 1999, foi atribuída a distinção Nacional de Cultura, do Ministério da Cultura da República de Cuba. Director del Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam, 1999-2001. Director, Centro de Arte Contemporânea Wilfredo Lam, 1999-2001. Director de la Séptima Bienal de La Habana, 2000.

Ricardo Basbaum (Rio de Janeiro - Brasil)
É professor do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Uerj. Artista multimídia, professor, curador, crítico. Entre 1985 e 1987, faz o curso de especialização em história da arte na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ. Faz sua primeira exposição individual em 1988, no Centro Cultural Cândido Mendes - CCCM, Rio de Janeiro. Trabalha como artista residente na Universidade Estadual de Campinas - Unicamp em 1987, e inicia, em 1989, o projeto NBP - Novas Bases para a Personalidade, realizando experiências com objetos, textos, instalações, diagramas e desenhos. Em 1991, coordena o Núcleo Teórico e o Núcleo Intermídia da Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage. Na mesma época, forma o grupo Visorama, com artistas plásticos cariocas. Em 1994 obtém o título de master of arts in fine arts no Goldsmith's College, University of London, Inglaterra. Conclui mestrado em comunicação e cultura na UFRJ em 1996. Entre 1999 e 2003, coordena a Agora - Agência de Organismos Artísticos

Ligia Nobre (São Paulo- Brasil)
É mestre em História e Teoria da arquitetura pela Architectural Association School of Architecture (Londres). Foi co-fundadora/diretora da Exo experimental org. (2002 a 2007), plataforma cultural sem fins lucrativos baseada em São Paulo. Promoveu pesquisas e projetos experimentais nas áreas de urbanismo, artes visuais e dimensões políticas, através de publicações, seminários, workshops, exposições e residências de artistas. É professora convidada do curso de especialização em arquitetura na Universidade Mackenzie, além de atuar como consultora e coordenadora de projetos de arquitetura, urbanismo e artes visuais. Foi também residente nos anos de 2006-2007 (arquitetura/urbanismo) na Akademie Schloss Solitude em Stutgart, e participou de cursos e seminários sobre os projetos da EXO em Valparaíso, São Paulo, Stutgart, Novi Sad e Zagreb.

Laymert Garcia dos Santos (São Paulo-Brasil)
Doutor em Ciências da Informação pela Universidade de Paris VII, Laymert Garcia dos Santos é professor titular do Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp e membro do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da USP e do Conselho Diretor do Instituto Socioambiental. Possui pós-doutorado pela Universidade de Paris VII (1986), pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (2005) e pós-doutorado pela St. Antony's College - Oxford University (1993) . Atualmente é bolsista de pesquisa individual do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Conselheiro do CNPC do Ministério da Cultura. Atua principalmente nos seguintes temas: Educação, Planejamento, Tecnologia.

Ana Letícia Fialho (São Paulo - Brasil)
É critica de arte independente, pesquisadora especialista em inserção da arte brasileira e latino-americana nos circuitos internacionais. Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) , mestrado em Sciences du Langage pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (2001) , doutorado em Sciences de l'Art et du Langage pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (2006) e mestrado-profissionalizante em Gestion Culturelle et Développement de Projets pela Universite Lumiere Lyon 2 (2000) . Atualmente é Assistente de pesquisa da Professor Ignacy Sachs. Tem experiência na área de Museologia , com ênfase em Gestão de Museus. Atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas culturais, Modernismo, arte brasileira, Museus na França.

Marko Stamenković (Sérvia)
É historiador da arte, crítico e curador. Mora em Belgrado (Sérvia e Montenegro). BA in Art Tem MA in Cultural Policy andmestrado em Política Cultural eCultural Management at the University of Arts in Belgrade (UNESCO Chair for Cultural Management and Cultural Gestão Cultural na Universidade de Artes em Belgrado (Cátedra UNESCO de Cultura e Gestão Cultural Policy in the Balkans, 2005). Política para os Balcãs, 2005). Since 2001 active in various international programs (Artists Space Gallery, New York; Desde 2001, está ativo em vários programas internacionais (Artists Space Gallery, Nova York; Guggenheim Collection, Venice; SKC Gallery, Belgrade). Guggenheim Collection, Veneza; SKC Gallery, em Belgrado). His research interests range from interdisciplinary analyses Seus interesses de pesquisa variam de análises interdisciplinares of contemporary visual arts and corporate cultures to cultural entrepreneurship and the business aspects of artdas artes visuais contemporâneas e culturas corporativas para o empreendedorismo cultural e os aspectos do negócio de arte management.gerenciamento. His current research revolves around the intersection of contemporary art and business, where theSua pesquisa atual gira em torno da intersecção da arte contemporânea e de negócios, onde o market is seen as a site of social and cultural events, which are determined by the social and cultural behavior of mercado é visto como um local de eventos sociais e culturais, que são determinadas pelo comportamento social e cultural dos consumers. consumidores. He is focused on themes that posit social campaigning, marketing and cultural entrepreneurship as the Ele é focado em temas de campanhas sociais que postulam marketing e empreendedorismo cultural, of art production; the economic aspects of the world of visual arts and cultural industries; the economy of art and da produção de arte, os aspectos econômicos do mundo das artes visuais e indústrias culturais; a economia da arte e dthe status of art market in the post-socialist Eastern European situation; cultural implications of EU enlargement;o status do mercado de arte em situação de pós-socialistas do Leste Europeu; implicações culturais do alargamento da UE; the status of curatorial practices in the postsocialist condition; methodologies in terms of organizing exhibitions and o estado das práticas curatoriais na condição pós-socialista; metodologias em termos de organização de exposições e cultural events in the context of globalization; and discursive projects dealing explicitly with political, social, and eventos culturais no contexto da globalização. Contact :

Alexandre Melo (Portugal)
É doutorado em Sociologia da Cultura pelo ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa de Lisboa). Licenciado em Economia pelo ISE (Instituto Superior de Economia). Professor de Sociologia da Cultura e Arte Contemporânea no ISCTE.Colaboração regular na imprensa escrita, sobretudo no JL — Jornal de Letras, Artes e Ideias e no Expresso, de que é colaborador regular desde 1982. Na área especializada das artes plásticas colaborou, desde 1988, entre outras publicações, no diário El Pais e nas revistas internacionais Flash Art, Parkett e Artforum, desta última como colaborador regular. Dirigiu a revista cultural Belém.
Entre 1991 e 1995 foi responsável pelo magazine televisivo de artes plásticas Ver Artes na TV 2. Foi colaborador da SIC como crítico de arte. Na rádio, assina o Magazine de Artes da Antena 2. Curador da Colecção Banco Privado (em depósito no Museu de Serralves) e da Ellipse Foundation.Organizou várias exposições em Portugal e no estrangeiro, de entre as quais se destacam: Milano Europa 2000 — Fine Secolo. I Semi del futuro, comissário da participação portuguesa, PAC e Triennale di Milano, Milão, 2001; Arte Pop & Cia — Colecção Berardo, Sintra Museu de Arte Moderna, 2002; In Dreams — Cristina Iglesias, Douglas Gordon, Galeria Presença, Porto, 2002; Hollywood Boulevard — John Baldessari, Jack Pierson, Richard Prince, Galeria Presença, Porto, 2003; Grande Escala — Colecção Berardo, Centro das Artes, Calheta, 2004. Foi comissário de Portugal para a Bienal de Veneza 1997, com uma exposição de Julião Sarmento e para a Bienal de São Paulo 2004, com uma obra de Rui Chafes e Vera Mantero.Tem inúmeros textos publicados em monografias, volumes coletivos e catálogos de exposições realizadas em Portugal e no estrangeiro. Participou em inúmeros colóquios, congressos, encontros e conferências, em Portugal e no estrangeiro.

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 5:06 PM

outubro 23, 2009

Workshop GDlib, ImageMagick e Script Image Processing com James Wallbank no MIS, São Paulo

James Wallbank ministra workshop que visa à investigação do potencial criativo de dois kits de ferramentas: de um lado, o suite ImageMagick, adequada à criação e processamento de imagens em computador; de outro, o GDlib, extensão do PHP adequada à implantação em servidores web.


28 a 31 de outubro, quarta a sábado, 14-19h

Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa 158, Jardim Europa, São Paulo
11-21174777
www.mis-sp.org.br
Sala de Workshop LABMIS
Vagas 12
Valor R$60,00 (desconto de 50% para estudantes)
Inscrições pelo site
Workshop em inglês

Sobre James Wallbank
O artista é fundador da Redundant Technology Initiative, influente centro de artes coletivas, e diretor-fundador do Access Space Network, centro de acesso livre à internet voltado às artes e à aprendizagem digital, ambos localizados na Inglaterra.

Sobre o workshop
James Wallbank ministra o workshop GDlib, ImageMagick e Script Image Processing no LABMIS (Laboratório de novas mídias do MIS). A atividade, que acontece de 28 a 31 de outubro, das 14 às 19 horas, visa à investigação do potencial criativo de dois kits de ferramentas: de um lado, o suite ImageMagick, adequada à criação e processamento de imagens em computador; de outro, o GDlib, extensão do PHP adequada à implantação em servidores web. Embora possa ser um caminho trabalhoso para gerar imagens individuais, o script pode automatizar a sua geração ou manipulação, criando visualizações dos inputs e formas complexas impossíveis de serem variadas diretamente pelo homem.


Posted by Cecília Bedê at 5:59 PM

outubro 22, 2009

Workshop Projeto como Metodologia de Trabalho com Antoni Muntadas no MIS, São Paulo

Antoni Muntadas ministra o workshop Projeto como metodologia de trabalho, discutindo conceitos relacionados às fases de concepção e realização de um projeto artístico.

18 a 20 de novembro de 2009, 15-21h

Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa 158, Jardim Europa, São Paulo
11-21174777
www.mis-sp.org.br
Sala de Workshop LABMIS
Vagas 12
Valor R$60,00 (desconto de 50% para estudantes)
Inscrições pelo site

O workshop destina-se a interessados em instalações, intervenções e projetos que tem a cidade como elemento primordial, bem como a interessados na realização de projetos interdisciplinares e colaborativos. Propõe, a partir da exposição detalhada de alguns trabalhos realizados nos últimos anos, a discussão e revisão de conceitos e elementos envolvidos na elaboração de um projeto artístico: conteúdo e pesquisa; como, quando e onde realizar; a fase de pós-produção. Dois dos trabalhos apresentados ocupam Muntadas atualmente - Istambul 2010, Alphaville e outros, São Paulo e About the academy, Harvard, Cambridge. No workshop, serão apresentados como casos de estudo a projeção de filmes e projetos considerados importantes para Antoni Muntadas.


Sobre o artista
Antoni Muntadas nasceu em Barcelona e reside em Nova York desde 1971. Abordando em suas obras os temas do social, da política e da comunicação, trata de questões como a relação entre espaço público e privado dentro dos quadros sociais ou canais específicos de informação e da sua utilização para censurar ou aprovar ideias. Seus trabalhos foram apresentados em vários meios, incluindo fotografia, vídeo, publicações, internet, instalações e intervenções em espaços urbanos. Ministrou seminários em várias instituições na Europa e América. Foi artista residente e professor de diversos centros de pesquisa e educação, incluindo o Visual Studies Workshop, em Rochester, EUA; o Centro Banff, em Alberta, EUA; a Arteleku, em San Sebastian, EUA; o Studio National des Arts Contemporains Fresnoy, na França; e a University of Western Sydney, na Austrália. Atualmente, é professor visitante do programa de artes visuais da Escola de Arquitetura do MIT, em Cambridge, EUA, e no Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza, Itália.

Posted by Cecília Bedê at 1:46 PM | Comentários (2)

outubro 21, 2009

Ciclo de Estudos Arte Contemporânea: Crítica e Curadoria no Museu Victor Meireles, Florianópolis

Ministrantes: Thais Rivitti, Heloisa Espada, Mônica Zielinsky

O Projeto Agenda Cultural 2009 do Museu Victor Meirelles promoverá, ao longo do mês de novembro, o Ciclo de Estudos "Arte Contemporânea: crítica e curadoria”. A proposta é realizar um percurso de formação e discussão em torno da arte contemporânea, abordando questões relativas à crítica e à curadoria. O Ciclo é uma oportunidade para artistas, professores, críticos e curadores que residem no estado de Santa Catarina entrarem em contato com a pesquisa destes profissionais, cuja atuação é reconhecida no cenário nacional.

9 a 24 de novembro de 2009, Pré-inscrição até 3 de novembro de 2009. Encaminhar pedido de inscrição para museu.victor.meirelles@iphan.gov.br

Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles 59, Centro, Florianópolis
48-3222 0692 ou museu.victor.meirelles@iphan.gov.br
www.museuvictormeirelles.org.br

Pré-inscrição:

As oficinas são gratuitas e têm como público-alvo professores, artistas, curadores, críticos, estudantes, entre outros interessados. Serão 50 vagas disponibilizadas para cada oficina. Professores, curadores e críticos terão prioridade na inscrição. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 3 de novembro de 2009 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para museu.victor.meirelles@iphan.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 5 de novembro.

Dados para pedido de inscrição:

Assinale a(s) oficina(s) que você deseja se inscrever

( ) Oficina 1 - Crítica de arte

( ) Oficina 2 - Como fotografar Brasília: projeto de tese e exposição

( ) Oficina 3 - Arte Contemporânea: caminhos para sua discussão

Nome completo:

Telefone:

E-mail:

Formação:

Área de atuação profissional:

Instituição:

É membro da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles?

Por que tem interesse em participar desta oficina?

Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que avisem o quanto antes para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados.

Sobre as oficinas e as ministrantes:

Oficina 1

Crítica de arte

Com a crítica de arte Thais Rivitti

9 e 10 de novembro, às 14h

Proposta da oficina: Como escrever uma crítica de arte? Por onde começar? Quais os elementos que devem estar presentes nesse tipo de análise? Como criar um estilo próprio? Onde entra o juízo de gosto e como embasá-lo com competência? A oficina de Thais Rivitti abordará essas questões, refletindo sobre a construção do texto crítico e possibilitando que os interessados experimentem ou exercitem esse tipo de escrita. Além de debates e da leitura conjunta de textos selecionados, a oficina vai promover um exercício envolvendo obras do acervo do Museu Victor Meirelles para que cada aluno possa exercitar a escrita crítica.

Oficina 2

Como fotografar Brasília: projeto de tese e exposição

com a pesquisadora Heloisa Espada

19 e 20 de novembro, às 14h

Proposta da oficina: A partir de sua tese de doutorado "Como fotografar Brasília", Heloisa Espada analisará um conjunto de obras que têm a Capital Federal como mote de sua constituição, numa reflexão voltada para a curadoria de uma exposição. Trata-se de um debate sobre o modo como alguns artistas atuantes no Brasil lidaram com os desdobramentos do projeto construtivo a partir de 1960, e com o mito da nova nação representado pela construção de Brasília. Serão apresentadas leituras de obras de Marcel Gautherot, Thomaz Farkas, Lygia Pape, Mary Vieira, Cildo Meirelles, Waldemar Cordeiro, Jac Leirner, Rosângela Rennó e Mauro Restiffe.

Oficina 3

Arte Contemporânea: caminhos para sua discussão

com a professora e curadora Mônica Zielinsky

23 e 24 de novembro, às 14h.

Proposta da oficina: A arte apresenta, cada vez mais, aceleradas e profundas transformações, passando a abordar aspectos contraditórios sobre as diferentes formas de sua recepção pública. A oficina de Mônica Zielinsky pretende discutir o lugar de uma crítica de arte nos dias de hoje, suas controvérsias e possibilidades, refletindo sobre a sua importância para o pensamento artístico contemporâneo.

Sobre as ministrantes:

Thais Rivitti:

Mestre na área de artes visuais pela Universidade de São Paulo (2004), tendo desenvolvido dissertação sobre a produção do artista Cildo Meireles. Atua como crítica de arte no Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo. Também integra o corpo editoral da Revista Número.

Heloisa Espada:

Mestre em História da Arte pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde atualmente desenvolve pesquisa de doutorado. Entre 2006 e 2008, foi redatora da Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais e, de 2007 a 2008, pesquisadora do projeto "Documents of 20th Century of Latin American and Latino Art", do International Center for the Arts of the Americas do Museum of Fine Arts, Houston, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Integra o Centro de Pesquisa em Arte & Fotografia da ECA/USP. É coordenadora da área de artes visuais do Instituto Moreira Salles.

Mônica Zielinsky

Possui doutorado em Arte e Ciências da Arte pela Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne, 1998). Atualmente é professora do Instituto de Artes da UFRGS, consultora - International Center for the Arts of the Americas at the Museum of Fine Arts (Houston-Texas), além de sócia e participante do conselho do Comitê Brasileiro de História da Arte. Entre outros, organizou o livro "Fronteiras: arte, crítica e outros ensaios" pela Editora UFRGS, em 2003. Também atua na Fundação Iberê Camargo, instituição pela qual é responsável pela catalogação da obra completa de Iberê Camargo e pela publicação do catálogo raisonné das gravuras do artista.

Posted by Cecília Bedê at 3:21 PM

outubro 5, 2009

III Fórum Latino-americano de Videodança na VII Bienal Internacional de Dança do Ceará, Fortaleza

A Bienal Internacional de Dança do Ceará, apresentada pela Petrobras, através da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, e o dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança (RJ), realizam em outubro o Fórum Latino-americano de Videodança, que acontece pela terceira vez, agora em Fortaleza, com apoio do Centro Cultural da Espanha em São Paulo/AECID e do Centro Cultural de Espanha em Buenos Aires (Argentina). Será de 13 a 17 de outubro, com o objetivo de aprofundar e ampliar suas redes de trabalho, solidariedade e intercâmbio de idéias. Atividades públicas e grupos de trabalhos específicos, mostras de vídeos da América Latina e conversas, nos intervalos curatoriais, vão marcar o Fórum, que deverá receber participantes do México, Uruguai, Cuba, Paraguai, Chile, Brasil, Argentina, Colômbia, Equador, França e Portugal.

“É um encontro em que nos alegramos ao ouvir as notícias dos colegas, em descobrir pensamentos diferentes acerca da linguagem, desconstruir nossas idéias prévias, conhecer experiências de gestão e contribuir para a construção e o crescimento dos novos”, diz Silvina Szperling, coordenadora do III Fórum Latino-americano de Videodança. Para a coordenadora, o Fórum é um terreno fértil para cultivo de planos em comum, para sonhos futuros e para o diálogo sincero e fecundo.

De 13 a 17 de outubro de 2009

Dragão do Mar de Arte e Cultura
Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema - Fortaleza - CE
85-3488-8600
www.dragaodomar.org.br
Terça à sexta, 8h30-21h30; sábado e domingo, 14h30-21h30

A programação do III Fórum Latino-americano de Videodança contará com Encontros e Debates, de 13 a 16/10 pela manhã, em torno dos temas: “Difusão” (plataformas tradicionais e inovadoras); “Formação”; “Linguagem, curadoria e crítica”; “Redes de colaboração”; “Produção e financiamento”. Na quinta, 15/10 haverá ainda uma Mesa-Redonda sobre o tema “Dança em Novos Formatos”, que contará com a participação de Nayse Lopes (RJ), Ivani Santana (BA) e Alexandre Veras (CE). Na sexta, 16/10, será realizado um Painel de Festivais e Canais de TV, tendo como participantes Lynette Kessler (Dance Camera West, Los Angeles, EUA), Alberto Magno (FRAME, Porto, Portugal), Bibiana Ricciardi (canal á, Buenos Aires, Argentina) e Paulo Linhares (TV Povo, Fortaleza, Ceará, Brasil).

À tarde, de 13 a 15/10, o público poderá conferir um panorama da produção recente de videodança na América Latina, em seus diversos países. A seleção dos vídeos foi feita pelos organizadores de cada festival. É o Mosaico Latino-americano, uma Mostra Latino-americana de Videodança, com trabalhos da Colômbia, Chile, México, Bolívia, Uruguai, Cuba, Paraguai, Argentina e Brasil. À noite, de 13 a 15/10, acontecem Intervalos Curatoriais, que são conversas com curadores de três importantes festivais da América Latina, seguidas de uma pequena mostra de trabalhos, escolhidos conforme o recorte curatorial proposto por cada convidado. São eles: Alexandre Veras (Encontro Terceira Margem – Bienal Internacional de Dança do Ceará - CE), Silvina Szperling (Festival Internacional de Video-danza de Buenos Aires – Argentina), Paulo Caldas e Eduardo Bonito (dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança – RJ).

Programação
Local: Auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

12 de outubro, segunda-feira
19h-22h – Abertura

13 de outubro, terça-feira
9h às 12h – Encontros e Debates
19h às 22h – Intervalos curatoriais: Alexandre Veras
15h às 17h - Mosaico Latino-americano – Mostra Latino-americana de Videodança
15h – Colômbia: Videomovimiento. Festival Internacional de Videodanza.
Curadores: Soraya Vargas e Dixon Quitian.
16h – Chile: FIVC1.0. Festival Internacional de Videodanza de Chile. (42 min.)
Curadora: Brisa Muñoz Parra.
17h – México: agite y sirva. Festival Itinerante de Videodanza.
Curadora: Ximena Monroy.

14 de outubro, quarta-feira
9h às 12h – Encontros e Debates
19h às 22h – Intervalos curatoriais: Silvina Szperling
15h - Mosaico Latino-americano – Mostra Latino-americana de Videodança
15h – Bolívia: Cuerpo digital. Festival Internacional de Videodanza.
Curadora: Sofía Orihuela.
16h – Uruguai: FIVU. Festival Internacional de Videodanza del Uruguay.
Curador: Diego Carrera.
17h – Cuba: Festival Internacional de Video-danza de La Habana.
Curadora: Roxana de los Ríos.

15 de outubro, quinta-feira
9h – Mesa-Redonda: Dança em novos formatos.
Com Nayse Lopes (RJ), Ivani Santana (BA) e Alexandre Veras (CE)
11h – Encontros e Debates
19h às 22h – Intervalos curatoriais: Paulo Caldas e Eduardo Bonito
15h - Mosaico Latino-americano – Mostra Latino-americana de Videodança
15h – Paraguai: Crear en Libertad. Encuentro Internacional de Danza
y Artes Contemporáneas de Asunción.
Curadores: Javier Valdéz y Juana Miranda.
16h – Argentina: Festival VideoDanzaBA.
Curadora: Silvina Szperling.
17h – Brasil: dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança (RJ)
e Encontro Terceira Margem – Bienal Internacional de Dança do Ceará (CE).
Curadores: Paulo Caldas, Eduardo Bonito, Alexandre Veras.

16 de outubro, sexta-feira
9h – Painel com Festivais e canais de TV
11h – Encontros e Debates

17 de outubro, sábado
9h às 12h – Avaliação (restrito aos participantes do Fórum)

13 a 16 de outubro, terça a sexta-feira
14h às 17h - Grupos de trabalho (restrito aos participantes do Fórum)

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 4:43 PM

Seminário Internacional As Invenções da Fotografia Contemporânea no Itaú Cultural, São Paulo

Com Eder Chiodetto, François Soulages, Jean-Luc Monterosso, Joan Fontcuberta, Joel-Peter Witkin, Ronaldo Entler, Rubens Fernandes Junior e Serge Tisseron.

Na abertura do Seminário Internacional As Invenções da Fotografia Contemporânea, Joan Fontcuberta, faz um relato sobre a sua trajetória e o seu trabalho.
No dia seguinte, sentam-se à mesma mesa de debates o teórico francês Serge Tisseron e o pesquisador brasileiro Ronaldo Entler.
Nas sexta-feira, terceiro dia do seminário, a discussão corre por conta do brasileiro Rubens Fernandes Junior e do francês François Soulages.
Encerrando o seminário, Joel-Peter Witkin também fala de sua vida e obra. Os curadores Jean-Luc Monterosso e Eder Chiodetto conversam com o público.

14 a 17 de outubro de 2009

Itaú Cultural
Avenida Paulista 149, Paraíso, São Paulo - SP
11- 2168-1776/1777 ou atendimento@itaucultural.org.br
www.itaucultural.org.br
Os ingressos serão distribuídas com 30 min de antecedência

Programação

14 de outubro, quarta-feira, 17h30-19h30
Relato Joan Fontcuberta
Sala Itaú Cultural
Tradução simultânea: espanhol

15 de outubro, quinta-feira, 18h30-20h30
Mesa 1, com Serge Tisseron e Ronaldo Entler
Sala Itaú Cultural
Tradução simultânea: francês

16 de outubro, sexta-feira, 19h30-21h30
Mesa 2, com François Soulages e Rubens Fernandes Júnior
Sala Itaú Cultural
Tradução simultânea: francês

17 de outubro, sábado, 10h30-13h
Relato Joel-Peter Witkin
Sala Vermelha
Tradução simultânea: inglês

17 de outubro, sábado, 14h30-17h
Conversa com Jean-Luc Monterosso e Eder Chiodetto
Sala Vermelha
Tradução simultânea: francês

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 4:07 PM

Oficina teórica Performance e Desdobramentos com Yifah Peled no Museu Victor Meirelles, Florianópolis

O Museu Victor Meirelles organiza, dentro da programação da Agenda Cultural, as Semanas de Intervenção, atividade cujo propósito é ocupar espaços com experimentações de diversas linguagens artísticas, tais como literatura, artes cênicas, cinema, entre outras.
Nesta segunda edição o assunto em foco será a performance. A programação terá início no dia 20 de outubro com a abertura da exposição "Arquitetura da Pele", com curadoria de Yiftah Peled.

A proposta da oficina é explorar a performance como conceito amplo, mostrando sua trajetória histórica bem como apresentar fundamentos teóricos sobre o tema. Além disso, a oficina buscará desenvolver capacidades que propiciem a atuação na área de performance.

21 e 22 de outubro de 2009, 18h30-21h30

Pré-inscrição até 15 de outubro de 2009.
40 vagas disponíveis.

A oficina é gratuita e tem como público-alvo preferencial professores, estudantes, artistas e público em geral.
Interessados em participar devem encaminhar até o dia 16 de outubro de 2009 seu pedido de pré-inscrição com os dados abaixo para museu.victor.meirelles@iphan.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 16 de outubro.
Título da oficina:
Nome completo:
Telefone:
E-mail:
Formação:
Área de atuação profissional:
Instituição:
É membro da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles?
Por que tem interesse em participar desta oficina?

Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que avisem o quanto antes para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados.

Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles 59, Centro, Florianópolis - SC
48-3222-0692 ou museu.victor.meirelles@iphan.gov.br
www.museuvictormeirelles.org.br

Sobre o ministrante:
Yiftah Peled - artista plástico radicado no Brasil desde 1991. Formado em Escultura (Emerson College, Inglaterra) com equivalência em Escultura (UDESC). Mestre em Teatro (UDESC). Participou em várias intervenções em espaços públicos e performances, além de exposições nacionais e internacionais, individuais e coletivas, entre elas a XXII Bienal Internacional de São Paulo (1994), Mostra Internacional da Gravura (1995), Panorama de Arte Brasileira (2000 e 2005), Coletiva de 20 anos do Centro Cultural São Paulo (2002), Manifestação Internacional de Performance (2003), Mostra Corpo do Itaú Cultural (2005), Galeria Vermelho (2005), Galeria Gentil Carioca (2005), Galeria Ybakatu (1997, 1999, 20003, 2006), Museu Konsumverein Braunschweig (2006), Pyramida Art Centre (2002, 2007), Arco Madrid (2008).

Desde 1991 desenvolve um trabalho prático e teórico no campo das artes e performance. Atuou como professor no Centro de Artes da UDESC; coordenador do I Circunlóquio. Festival de Artes da Universidade Estadual de Santa Catarina (CEART-UDESC); organizador do evento Extra 2 no Museu de Arte de Santa Catarina com apoio da Universidade Estadual de Santa Catarina (CEART-UDESC) e coordenador dos eventos de performance Preform-ipa em 2005 e 2006, além de curador de diversas exposições.

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 3:51 PM

Temporada de Projetos na Temporada de Projetos no Paço das Artes, São Paulo


As atividades de suporte que integram a mostra Temporada de Projetos na Temporada de Projetos estão englobadas em três plataformas: Oficinas de Formação; programas Arte-Projeto e Universidade de Projetos; e Projeto Portfólio.

Nas Oficinas de Formação, os participantes poderão apresentar e discutir seus projetos com outros artistas, curadores, críticos e especialistas da área e vivenciar um processo de curadoria e seleção de projetos.

Professores: Carlos Fajardo, Cauê Alves, Fernando Oliva, Luisa Duarte, Paula Alzugaray

No programa Arte-projeto, o público poderá ouvir relatos de críticos e curadores sobre suas atuações em diversos editais, conhecer mais sobre os editais e linhas de fomento no Brasil e debater a exposição e a curadoria que está sendo proposta, bem como o papel e o processo do curador e do artista.

Palestrantes: Boris Groys, Cristiana Tejo, Jorge Menna Barreto, Ligia Nobre, Milton Sogabe, Ricardo Basbaum, Tadeu Chiarelli


Universidade de Projetos consiste em encontros para a reflexão sobre a ideia de projeto em diversas áreas do conhecimento, por meio da presença de docentes de várias unidades da Universidade de São Paulo (USP). Pretende-se discutir as relações entre o tema da exposição e suas respectivas áreas de pesquisa.

Palestrantes: André Mota, Celso Favaretto, Clice Mazzili, Fernando Iazzetta, Hernan Chaimovich, Marcelo Munhoz, Sylvia Leser de Mello


O Projeto Portfólio foi concebido pelo Núcleo Educativo do Paço das Artes como atividade integrante das exposições das obras dos artistas selecionados no Edital Temporada de Projetos 2009. Na Temporada de Projetos na Temporada de Projetos, haverá encontros com os artistas e os curadores que participam da mostra. Serão apresentados ao público seus projetos e as trajetórias em um espaço voltado para conversas informais.

Palestrantes: Águeda Ferrão, Alberto Lefevre, Alexandre Damiano, Ana Lucia Mariz, Andrea Xavier, Anne Cartault d'Olive, Beco da Arte, Carol Seiler, Chico Zelesnikar, Cleone Augusto do Nascimento,Daré, Fabíola Racy, Fernando Aznar, Fernando Cardoso, Jimson Vilela, Joana Traub Cseko, Juliana Bittencourt, Letícia Ramos, Luciana Knabben, Luiz Telles, Luiza Proença e Roberto Winter, Marcelo Caldas, Milton Tortella, Monica Tinoco, Paula Almozara, Renata S. Bueno, Rosa Esteves, Rosilene Fontes, Sheila Hara, Silvia Helena Cardoso, Simone Höfling, Susana Prizendt, Vitor Mizael, Vizo, Walter trindade, Williams Roberto Martins

outubro a dezembro de 2009

Paço das Artes
Avenida da Universidade n° 1, Cidade Universitária, São Paulo - SP
11-3814-4832 ou pacodasartes@pacodasartes.org.br
www.pacodasartes.org.br


Programação de Atividades

Oficinas de Formação

Oficina de projeto: Fernando Oliva
9 de outubro, sexta -feira, 14 -17h
19 de novembro,quinta-feira,14 - 19h

10 vagas
Inscrições prévias pelo site
Seleção realizada por Fernando Oliva

O objetivo é aparelhar os artistas a entender e se aproximar dos critérios – muitas vezes nebulosos e insondáveis – presentes em um contexto de seleção de projetos em arte contemporânea por um júri de especialistas. Ao final da oficina, os participantes devem se sentir preparados para estruturar sua apresentação, tanto do ponto de vista do vocabulário e do desenho gráfico escolhidos, como das estratégias por trás da proposta.

Oficina de projeto: Luisa Duarte
Data a confirmar
10 vagas
Inscrições pelo site
Seleção por ordem de inscrição

A discussão irá se desenrolar a partir de uma conversa sobre projetos de artistas cujas trajetórias são acompanhadas por Luisa Duarte. A apresentação destes projetos facilitará o estabelecimento de parâmetros a partir do qual será possível discutir com os participantes da oficinas os seus projetos.


Oficina de projeto: Carlos Fajardo
17 de novembro, terça-feira, 14-17h
6 vagas para participantes e 8 para ouvintes
Inscrições pelo site
Seleção por ordem de inscrição

Cada artista participante apresentará um trabalho de sua autoria para uma discussão coletiva orientada por Carlos Fajardo. Os participantes poderão mostrar imagens e documentos impressos ou por meio de mídias digitais.

Oficina de projeto: Paula Alzugaray
Projetos: processos e diagramas
18 de novembro, quarta-feira, 14-17h
10 vagas
Inscrições pelo site
Seleção por ordem de inscrição

A oficina tem como objetivo pensar o que estrutura um projeto, refletindo sobre o binômio projeto e processo: “o processo como obra ” e “o projeto como obra”. Após uma introdução teórica, será feita uma discussão sobre a produção dos participantes.


Oficina de curadoria: Cauê Alves
23 de novembro, segunda - feira, 14-17h
25 de novembro, quarta - feira, 14-17h

15 vagas
Seleção por ordem de inscrição

A partir do exame dos projetos participantes da Temporada de Projetos na Temporada de Projetos, serão realizados exercícios de seleção e debates sobre o papel e funções do curador e do júri nas instituições de arte, objetivando discutir as práticas curatoriais. Serão levantadas questões como a interdisciplinariedade da curadoria e a noção de obra de arte como abertura à reflexão.


Arte -Projeto

Boris Groys - The Loneliness of the Project (A Solidão do Projeto)
24 de outubro, sábado, 15h
15 de novembro, domingo, 15h
6 de dezembro, domingo, 15h

Exibição da vídeo-palestra, baseada em texto de mesmo nome.
Áudio em inglês com legendas em português.

Após a exibição do vídeo, será aberto espaço para a realização de um debate entre os presentes, focado nos temas abordados no vídeo e possíveis desdobramentos.


Milton Sogabe - O ato de projetar
21 de outubro, quarta-feira, 14-16h

O encontro levantará questões relacionadas à estruturação de projetos culturais e artísticos, às linhas de fomento das artes visuais no Brasil e às noções de projeto e processo de criação na formação do artista. Serve também como complemento e desenvolvimento das questões das oficinas de elaboração e análise de projetos.


Ligia Nobre - Projeto como espaço
27 de novembro, sexta-feira, 19-21h

A partir da sua trajetória, que passa pela arquitetura e pela proximidade com as artes visuais, Ligia Nobre discutirá as possibilidades de criação e estabelecimento de espaços arquitetônicos que deem conta de uma prática que muitas vezes não se enquadra em um modelo expositivo tradicional.


Tadeu Chiarelli - O projeto como projeto/ o projeto como arte: considerações sobre arte e curadoria
14 de novembro, sábado, 15-17h

Tadeu Chiarelli estabelecerá considerações sobre a arte contemporânea, a partir da questão dos projetos apresentados para a participação em exposições de arte. Suas considerações estarão baseadas em sua trajetória como historiador, crítico e curador de arte com larga experiência como jurado de salões e exposições.


Jorge Menna Barreto - Qual a tradução da palavra inglesa "astonishment" para o português?
28 de novembro, sábado, 15-17h

Este encontro propõe um ato tradutório colaborativo da palavra astonishment para o português. O exercício será baseado no texto The trap slams shut, da autora Noemi Slomik, sobre a obra do artista Andreas Sominski. A partir de algumas hipóteses, o encontro pretende gerar uma experiência crítica que relacione o projeto Temporada de Projetos na Temporada de Projetos ao texto.


Cristiana Tejo - Seleções e curadorias
3 de dezembro, quinta-feira, 15-17h

Cristiana Tejo relatará sua experiência como curadora e os projetos que vem desenvolvendo em Recife. Também apresentará as discussões em torno do debate “Pra que servem os salões?,” lançado por ocasião do 46o Salão de Artes Plásticas de Pernambuco.


Ricardo Basbaum – Refrão de Fala, Refrão de Leitura
5 de dezembro, sábado, 15-17h

Ricardo Basbaum intercalará diferentes modalidades de fala, a partir de leitura de texto escrito, fala improvisada e texto pré-gravado. A cada momento, a apresentação será direcionada ao público presente, procurando construir um ambiente de conversa, troca de ideias e comentários. A apresentação irá abordar livremente tópicos da arte e do pensamento contemporâneo, em torno de trabalhos de grupo, políticas percussivas e estratégias de contaminação.


Universidade de Projetos

Marcelo Munhoz (Instituto de Física da USP) - Big science
20 de outubro, terça-feira, 14-15h

Hernan Chaimovich (Instituto de Química da USP) - Como escrever um projeto científico?
23 de outubro, sexta-feira, 15-16h

Clice Mazzili (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP) – Estética do Projeto
29 de outubro, quinta-feira, 21-22h

André Mota (Departamento de História e faculdade de Medicina da USP) - Projeto para um museu (de medicina)
3 de novembro, terça-feira, 19-20h

Celso Favaretto – (Departamento de Filosofia e Faculdade de Educação) - A formação do artista
6 de novembro, sexta-feira, 19-20h

Fernando Iazzetta (Departamento de Música da USP) - Projeto de Sonorização para Instalações, Galerias e Performances (palestra prática)
24 de novembro, terça-feira, 15-16h

Sylvia Leser de Mello (Departamento de Filosofia e Instituto de Psicologia da USP) - A solidão do projeto
4 de novembro, quarta-feira, 15-16h


Projeto Portfólio

7 de outubro, quarta-feira, 20h - artistas
Letícia Ramos
Vitor Mizael
Chico Zelesnikar
Fernando Aznar
Anne Cartault d'Olive

8 de outubro, quinta-feira, 19h – artistas
Simone Höfling
Paula Almozara
Silvia Helena Cardoso
Andrea Xavier
Luciana Knabben

21 de outubro, quarta- feira, 20h – artistas
Marcelo Caldas
Jimson Vilela - quer mudar data
Sheila Hara
Águeda Ferrão
Rosa Esteves
Williams Roberto Martins

7 de novembro, sábado, 15h – curadores
Luiza Proença e Roberto Winter
Beco da Arte

18 de novembro, quarta-feira, 19h – artistasCarol Seiler
Susana Prizendt
Monica Tinoco
Alberto Lefevre
Fernando Cardoso

28 de outubro , quarta-feira, 19h - artistas
Cleone Augusto do Nascimento
Renata S. Bueno
Milton Tortella
Fabíola Racy
Juliana Bittencourt
Rosilene Fontes

26 de novembro, quinta-feira, 19h - artistas
Vizo
Alexandre Damiano
Walter trindade
Daré
Ana Lucia Mariz
Luiz Telles
Joana Traub Cseko


Currículos dos participantes

André Mota graduou-se em História pela USP, obtendo o título de mestre pelo mesmo departamento. Fez pós-doutorado junto ao Departamento de Medicina Preventiva, FMUSP. Atualmente, é coordenador do Museu Histórico da FMUSP e responsável nesta mesma instituição pelas disciplinas de "História da medicina", do curso de graduação, e "História das práticas médicas no Brasil", do curso de pós-graduação. Suas reflexões e publicações voltam-se para o estudo histórico da medicina e da saúde pública em diálogo com as suas particularidades paulistas.

Boris Groys é professor de Filosofia e Teoria da Arte na Academia de Design de Karlsruhe, Alemanha, e Global Professor na Universidade de Nova Iorque. Ele é autor de muitos livros, incluindo "The Art of Stalinism" e "Art Power".

Carlos Alberto Fajardo é artista e professor doutor do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Ao longo de sua carreira, participou de diversas exposições importantes brasileiras e internacionais, entre as quais: Jovem Arte Contemporânea, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1967); 9ª, 16ª, 19ª e 25ª edições da Bienal Internacional de São Paulo, respectivamente em 1967, 1981, 1987 e 2002; Bienal Brasil Século XX (1994), também da Fundação Bienal de São Paulo; 38ª e 45ª edições da Bienal de Veneza, em 1978 e 1993.

Cauê Alves é mestre em Filosofia pela Faculdade de Letras, Filosofia e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e doutorando na mesma instituição, com orientação da Profa. Dra. Marilena Chauí. Professor de História da Arte e Estética nos cursos da Faculdade de Comunicação da FAAP e no curso de Arquitetura e Urbanismo da Escola da Cidade. Desde 2006 é curador do Clube de Colecionadores da Gravura do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Foi membro da equipe da curadoria de MAM[na]OCA: arte brasileira do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo, 10/06 a 01/07. Foi membro de inúmeros júris, entre eles da 6ª edição da Bolsa Iberê Camargo, de algumas edições da Temporada de Projetos do Paço das Artes, do 30º Salão de Arte de Ribeirão Preto, do Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo (2004 e 2005).

Celso Favaretto é mestre e doutor em Filosofia, com concentração na área de Estética. Tem vários livros publicados entre eles Tropicália, alegoria alegria e A invenção de Hélio Oiticica, além de ensaios e artigos em livros coletivos, jornais e revistas. Atualmente é professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.

Clice Mazzili é mestre e doutora pela USP, com aperfeiçoamento na Facoltà di Architettura del Politecnico di Torino (Itália). Atualmente é professora doutora do Departamento de Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP e Coordenadora da Área de Concentração Design e Arquitetura do Programa de Pós-Graduação da FAU. Reúne experiência nas áreas de Arquitetura e Design, com ênfase em Programação Visual, atuando nos seguintes temas: linguagem, processos de criação em projeto; percepção ambiental e artes visuais.

Cristiana Tejo é crítica de arte, curadora, e pesquisadora. Dentre suas atividades, destacam-se a diretoria do Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães, a coordenadoria e curadoria de Artes Plásticas da Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco (2002 a 2006), a curadoria do Projeto Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2005/2006 e a curadoria e consultoria em Artes Plásticas do Observatório Cultural Malakoff, em Recife.

Fernando Iazetta é professor na área de Música e Tecnologia do Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP e pesquisador do Laboratório de Acústica Musical e Informática (LAMI). Graduou-se em percussão pelo Instituto de Artes da UNESP e realizou seu doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP com a tese "Sons de Silício: Corpos e Máquinas Fazendo Música". Foi pesquisador associado e professor no Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica da PUC-SP de 1997 a 2002. Durante esse período, coordenou o Centro de Linguagem Musical (CLM) juntamente com o compositor Silvio Ferraz.

Fernando Oliva é Diretor de Curadoria e Programação do Centro Cultural São Paulo e docente da Faculdade de Artes Plásticas da FAAP. Foi Gerente de Projetos do Museu da Imagem e do Som e do Paço das Artes. Entre suas curadorias recentes destacam-se COVER=Reencenação+Repetição (MAM-SP, 2008); I/Legítimo: Dentro e Fora do Circuito (MIS e Paço das Artes, 2008); Comunismo da Forma: A Estratégia do Vídeo Musical (Galeria Vermelho, 2007) e À La Chinoise+The Site Specific (Microwave Festival de Hong Kong, 2007).

Hernan Chaimovich é bioquímico pela Universidad de Chile (1962) e doutor em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela USP. Professor titular do Instituto de Química da USP, Vice-Diretor do Instituto de Estudos Avançados (IEA/USP-2006-2009), Vice-Presidente da Academia Brasileira de Ciências (2007-2010), Presidente da InterAmerican Network of Academies of Science (2004 -2010) e também Membro do Conselho Editorial de Ciência e Cultura (SBPC), Estudos Avançados (IEA-USP) e do Electronic Journal of Biotechnology.

Jorge Menna Barreto é professor, educador, crítico de arte e artista plástico. É mestre em poéticas visuais pela USP e membro do grupo Linha Imaginária e dos coletivos Laranjas e Rejeitados. Entre as exposições coletivas de que participou, destacam-se a 7ª Bienal de Havana e a 3ª Bienal do Mercosul. Em 2002, sua obra foi contemplada pelo Rumos Itaú Cultural.

Ligia Nobre é mestre em História e Teoria da Arquitetura pela Architectural Association School of Architecture (Londres). Cofundadora/diretora da exo experimental org. (2002 a 2007) e pesquisadora em arquitetura e urbanismo na Akademie Schloss Solitude/Stuttgart (Alemanha, 06/07). Participou em 2008 do projeto de arquitetura de residência “Ordos 100” na China, em parceria com o arquiteto Eduardo Rosa. Contribuiu com artigos em diversas revistas, incluindo coautoria sobre “arquitetura brasileira contemporânea” para publicação da Phaidon Press (2009, USA/UK). É professora convidada do curso de especialização em arquitetura na Universidade Mackenzie.

Luisa Duarte é crítica de arte, curadora e professora da Faculdade Santa Marcelina. Mestranda em Filosofia pela PUC-SP, fez parte da comissão curatorial do Programa Rumos Artes Visuais, edição 2005/2006, do Instituto Itaú Cultural. Dentre suas curadorias destacam-se Entre o público e o privado – transições na arte contemporânea, no Museu de Arte Contemporânea Dragão do Mar (Fortaleza, 09 e 10/06), da exposição É claro que você sabe o que eu estou falando?, na Galeria Vermelho (2008). Foi coordenadora do ciclo de conferências “A Bienal de São Paulo e o Meio Artístico Brasileiro – Memória e Projeção”.

Marcelo Munhoz possui graduação em Física (1992) e mestrado em Física Nuclear pela Universidade de São Paulo (1995). Realizou doutorado "sanduíche" em Física Nuclear pela Universidade de São Paulo, Wayne State University e Brookhaven National Laboratory, ambos nos EUA (1998). Atualmente é Professor Doutor da USP.

Milton Sogabe é artista e professor, com doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP. Cofundador do SCIArts - Equipe Interdisciplinar - em 1996, quando passou a trabalhar principalmente com Instalações Multimídia Interativas e utilização de novas tecnologias na arte. Membro de comissões da CAPES e do INEP-MEC. Atualmente ministra as disciplinas "Projetos Interdisciplinares" e "Processos de criação" no Instituto de Artes da UNESP-SP.

Paula Alzugaray é curadora, crítica de arte e jornalista especializada em artes visuais. Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP, onde desenvolveu uma pesquisa sobre as relações entre arte e documentário. Integra os núcleos de crítica de arte do Paço das Artes, do Centro Cultural São Paulo e do Museu e da Imagem e do Som. Entre os projetos curatoriais, realizou as mostra “Situ/ação: Vídeo de viagem” (Paço das Artes), “Videometria” (Off Loop Festival, em Barcelona) e “Observatórios” (Itaú Cultural de Belo Horizonte).

Ricardo Basbaum é artista, escritor, crítico e curador. Possui Mestrado em Comunicação e Cultura pela UFRJ e Doutorado pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Atualmente é professor da Faculdade Santa Marcelina (São Paulo). É autor de Além da pureza visual e dos livros de artista G. x eu e NBP x eu você. Organizou a coletânea Arte Contemporânea Brasileira – texturas, dicções, ficções, estratégias e atuou como colaborador dos livros The next documenta should be curated by an artist (Ed. Jens Hoffmann, New York, Revolver, 2004) e Interaction: artistic practice in the network (org Amy Scholder e Jordan Crandall, Nova York, Eyebeam Atelier e D.A.P., 2001).

Sylvia Leser de Mello possui graduação em Filosofia pela USP, especialização em Psychologie pela École des Hautes Études en Sciences Sociales e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela USP. Atualmente é professora titular da Universidade de São Paulo.

Tadeu Chiarelli é historiador da arte, crítico de arte e curador. Atualmente, é chefe do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, onde também atua como professor nos cursos de graduação e pós-graduação e coordena o Centro de Estudos em Arte & Fotografia e Crítica e Curadoria. Entre 1996 e 2000, foi curador-chefe do Museu de Arte Moderna de São Paulo, no qual, hoje, integra a equipe de diretores.

Posted by Marília Sales at 3:42 PM | Comentários (1)

Dynamic Encounters na 7ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre

O Dynamic Enconters vai à Bienal do Mercosul

Professores/Palestrantes*:
Charles Watson - Professor da EAV - Parque Lage RJ
Fernando Cocchiarale - Professor da EAV Parque Lage e da PUC RJ
Franz Manata - Curador independente e professor da EAV Parque Lage
Frederico Carvalho - Artista e professor da UFRJ
Pedro França - Artista e professor da EAV Parque Lage RJ
*Sujeito a alteração

29 de outubro a 1 de novembro de 2009

Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosu
Rua Bento Martins 24, sala 1201, Centro, Porto Alegre - RS
51-3254-7500 ou contato@bienalmercosul.art.br
www.fundacaobienal.art.br
Informações:
21-2553-3748/9224 ou wats352@attglobal.net

A 7ª Bienal do Mercosul é uma plataforma aberta de comunicação sobre o estado das artes mais experimentais e críticas do continente, em diálogo com o mundo. Nesta edição, ela propõe revalorizar o artista como um ator social e constante produtor de um sentido crítico necessario, posicionando seu olhar no cerne de cada uma das exposições e programas.

O título da Bienal - Grito e Escuta - se refere à importância de explorar a comunicação multidirecional - entre um mundo em conflito e um artista que escuta e responde; entre um artista que produz sentido com a intenção de que o mundo o escute - através de múltiplas linguagens, com a intenção de alterar a hegemonia da visualidade. A 7ª Bienal do mercosul explora a sonoridade, o movimento corporal, a vivência pedagógica como partes integrantes da experiência da arte hoje.

A intenção da Bienal é de incorporar um amplo espectro de conteúdos: desde o artista que realiza uma ação para gerar uma transformação ou um impacto concreto sobre a realidade, até o artista que promove a atitude reflexiva e a escuta ante o entorno, que resgata o poder do diálogo como modelo possível de construção para uma sociedade melhor.

O Dynamic Encounters promove, através de uma metodologia ímpar, contacto com a produção contemporânea e com a riqueza e complexidade dos processos criativos. Visando sempre estimular a reflexão sobre os trabalhos vistos através de uma abordagem especulativa, o grupo é acompanhado por professores e curadores de arte. O curso é direcionado àqueles que queiram familiarizar-se com o cenário da arte contemporânea.

Posted by Ana Elisa Carramaschi at 3:37 PM