Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

maio 28, 2009

Curso de Pós-graduação latu sensu Arte: critica e curadoria - ênfase em Arte Contemporânea na PUC-SP

Docentes da PUC-SP: Alécio Rossi, Amalio Pinheiro, Ana Maria S. Mariano, Cecilia A. Salles, Christine Greiner, Elaine Caramella, Fabio Cypriano, Lais Guaraldo, Maria Inês Duarte, Miguel Chaia, Naira Ciotti, Priscila Arantes, Sandra Mraz, Sônia Regis, Vera Achatkin

Docentes convidados externos a PUC-SP: Carla Zaccagnini, Daniela Bousso, Daniela Kutschat, João Bandeira, Lenora de Barros, Lucia Helena F. Santagostino, Maria Paula Palhares Fernandes, Noemi Jaffe, Paula Signorelli, Renata Motta, Tera Queiroz

*os docentes externos a PUC/SP participarão de aulas, conferências e seminários, mas não serão responsáveis por disciplinas.

Coordenação: Elaine Caramella e Cecília A. Salles

Uma das principais características deste curso de pós-graduação é dar formação acadêmica ao crítico-curador, a partir do entendimento que as ações do crítico e do curador de arte são indissociáveis, complementares e, ao mesmo tempo, redirecionam as concepções de Teoria e História da Arte.

As disciplinas projetadas dão ênfase à formação teórica e objetivam a construção de um raciocínio relacional que ensina o aluno um modo de pensar e perceber as produções artístico-culturais contemporâneas e suas relações com o passado, de modo a diferenciar novos procedimentos construtivos e artísticos, valor de mercado e modismos contemporâneos.

O conteúdo programático das diversas disciplinas trata ainda da relação entre arte e estética; teorias da arte moderna e contemporânea, políticas públicas e privadas; o papel e a responsabilidade da ação do crítico-curador no contexto da sociedade contemporânea; as relações entre arte e mercado; projetos de pesquisa em crítica e curadoria; produção de eventos, captação de recursos e projeto de espaço e montagem de exposições.

Inscrições até 9 de agosto ou enquanto houver vagas

Início em 11 de agosto de 2009 - Segundas e terças, 19-23h

Inscrições e informações:
Secretaria da COGEAE - PUC-SP
Rua da Consolação 881, Consolação, São Paulo - SP
11-3124-9600
Segunda a sexta, 9-20h30; sábado, 8-12h30
http://cogeae.pucsp.br/curso.php?cod=177809&uni=SP&tip=RE&le=L&ID=11

Aulas na PUC-SP - campus Caio Prado
Rua Caio Prado 102, Consolação, São Paulo – SP

Disciplinas do primeiro semestre (agosto a dezembro de 2009):

Teoria e História da Arte

Introdução a Crítica

Linguagem Imagética

Teoria e História da Arte Contemporânea

Posted by Ananda Carvalho at 1:52 PM

maio 27, 2009

Oficinas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage

A narrativa na fotografia: seqüências e conseqüências com Ruth Lifschits e Guilherme Rodrigues;Fotografia como arte com Cezar Bartholomeu; Documentário de criação com Paula Gaitán.

Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico
21-2538-1879 ou eav@eavparquelage.org.br
www.eavparquelage.org.br

A narrativa na fotografia: seqüências e conseqüências com Ruth Lifschits e Guilherme Rodrigues

23, 24 e 25 de junho, terça, quarta e quinta, 14-17h


Oficina prática que visa analisar a questão da narrativa na fotografia identificando as possibilidades técnicas e conceituais na construção de seqüências de imagens. Os alunos serão estimulados a desenvolverem seus trabalhos observando aspectos fundamentais à construção da imagem, tais como escala, continuidade, simultaneidade, justaposição, ritmo, enquadramento, pontos de vista, uso da cor e do texto.

R$150,00 (desconto de 50% para estudantes do ensino fundamental, médio e superior). Aberta a todos os públicos. Os interessados devem trazer sua máquina fotográfica.

Fotografia como arte com Cezar Bartholomeu

7, 8 e 9 de julho, terça, quarta e quinta, 19h30–22h30


Oficina teórica que visa informar as questões históricas e conceituais envolvidas atualmente na produção de arte e estimular o desenvolvimento de pesquisas em arte. Está direcionado à questão da fotografia na arte contemporânea e aborda os principais campos de problematização teórica que lidam com a arte e a fotografia - semiótica, fenomenologia e psicanálise - de modo de discutir as possibilidades da fotografia como meio.

R$150,00 (desconto de 50% para estudantes do ensino fundamental, médio e superior). Aberta a todos os públicos.

Documentário de criação com Paula Gaitán

9 a 11 de junho, terça, quarta e quinta, 19h30-22h30

Oficina intensiva que objetiva analisar as diversas modalidades do documentário contemporâneo - poético, participativo, reflexivo, performático - com ênfase em seus aspectos conceituais e na relação com outros campos. São analisados trabalhos de artistas e cineastas como Arzvad Pelechian, Artur Omar, Cao Guimarães, Chris Marker, Dziga Vertov, Jean Luc Godard, Robert Flaherty, entre outros.

R$ 300

Posted by Ananda Carvalho at 1:11 PM

maio 26, 2009

Curso prático e teórico A Pintura Hoje com Regina Parra na Escola São Paulo

Refletir sobre a pintura e investigar suas possibilidades hoje. Apresentar um panorama da pintura contemporânea, abordando artistas representativos e diferentes práticas.Oferecer conhecimento técnico para que o aluno possa desenvolver sua pesquisa de forma consistente.

21 a 30 de julho, terças, quartas e quintas, 15-18h

Escola São Paulo
Rua Augusta 2239, São Paulo - Sp
11-3081-0364
www.escolasaopaulo.org

Preço R$ 490,00

Vagas: 15

Programa:

21/jul - Luc Tuymans: pintura e fotografia

22/jul - Elizabeth Peyton: retrato contemporâneo

23/jul - Marlene Dumas: pintura e gesto

28/jul - Neo Rauch e a escola alemã

29/jul - Franz Ackermann e o pop

30/jul - Análise critica dos trabalhos produzidos durante o curso

Regina Parra

É formada em Artes Plásticas pela Faap. Estudou na École Nationale Supérieure des Beaux Arts, em Paris e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro. Em 2009, foi selecionada para a Temporada de Projetos do Paço das Artes, onde realizou a exposição individual Mise-en-scène. No ano anterior, participou das mostras 2000 e Oito, no SESC Pinheiros em São Paulo; Arte Brasileira Contemporânea: 18 propostas, em Belo Horizonte; As Constituições do Brasil, no Museu de Arte Brasileira (MAB-Faap) em São Paulo; Grupo 2000e8, no Museu Victor Meirelles, em Florianópolis; Encontros com Arte: Pintura Contemporânea, na Escola São Paulo; entre outras. Recebeu o primeiro prêmio na 38a Anual de Artes da Faap, em 2006.

Posted by Ananda Carvalho at 2:33 PM

maio 25, 2009

Atelier Experimental de Arte no Museu Murillo La Greca

Introduzir crianças e jovens no universo artístico contemporâneo e proporcionar experimentações nas diversas linguagens da arte, visando à alfabetização estética dos alunos e a construção de um percurso criador individual.

Nossa metodologia parte essencialmente de atividades lúdicas. As aulas serão sempre iniciadas com uma breve introdução teórica ao tema para desenvolver o conteúdo de forma experimental nas atividades. Além de colocá-los em contato com artistas/profissionais consagrados no cenário local e nacional para um bate-papo no final de cada módulo para trocar experiências e esclarecimento de dúvidas.

maio a novembro de 2009 - 6 módulos mensais

Quinta-feiras, 14-17h - turma 8 a 11 anos
Sexta-feiras, 14-17h - turma 12 a 14 anos

Museu Murillo La Greca
NAE - Núcleo de Arte Educação
R. Leonardo Cavalcanti 366, Parnamirim, Recife - PE
81-3232-4276 ou murillolagreca@gmail.com

Carga Horária: As oficinas serão divididas em seis módulos durante seis meses (Maio, Junho, Agosto, Setembro, Outubro e Novembro), tendo um encontro semanal com carga horária total de 72h.

Valor: R$70,00 mensais

Conteúdo: Pintura, Desenho, Modelagem, Teatro, Fotografia, Vídeo e Cinema.

Módulos

MAIO
Pintura
O que é pintura?
Conceito de pintura expandida.
A pintura no nosso cotidiano

JUNHO
Desenho
O que é desenho?
Perspectiva
Desenho de Observação

AGOSTO
Modelagem
O que é modelagem?
Técnicas com Argila

SETEMBRO
Teatro
O que é teatro?
Improviso
Expressão corporal e facial

OUTUBRO
Fotografia
O que é fotografia?
Fotografia é arte?
Enquadramento
Luz natural e luz artificial
Composição fotográfica
Tipos de fotografia
Montagem de fotos

NOVEMBRO
Vídeo e Cinema
O que é cinema?
Stop Motion
Roteiro
Direção de arte
Fotografia
Direção

Posted by Ananda Carvalho at 3:11 PM

Oficina teórica 7ª Bienal do Mercosul: conceitos e ideias com Artur Lescher no Museu Victor Meirelles

O Museu Victor Meirelles, em continuidade ao projeto Agenda Cultural 2009, promoverá nos dias 02 e 03 de junho, a oficina teórica "7ª Bienal do Mercosul: conceitos e ideiais", com o curador-adjunto da 7ª edição da Bienal do Mercosul, Artur Lescher. A proposta da oficina é apresentar as principais ideias e conceitos que estão norteando o curador na concepção da exposição que propõe uma participação efetiva dos artistas que a compõem, valendo-se de sua energia criativa para refletir sobre o papel que representam.

O projeto envolve os artistas na própria concepção da Bienal: considerados como atores sociais e constantes produtores de sentido crítico, os artistas serão responsáveis por conceituar formatos de exibição, o projeto pedagógico e as políticas editoriais do evento. Neste sentido, ao longo da oficina, Lescher apresentará também sua própria produção artística. Mais informações sobre a 7ª Bienal do Mercosul em http://www.fundacaobienal.art.br/

2 e 3 de junho, 14-18h - inscrição até 28 de maio de 2009

Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles 59, Centro, Florianópolis - SC
48-3222-0692 ou museu.victor.meirelles@iphan.gov.br
www.museuvictormeirelles.org.br

A oficina é gratuita e tem como público-alvo estudantes, artistas visuais, professores, entre outros interessados. Serão 40 vagas disponibilizadas. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 28 de maio de 2009 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para museu.victor.meirelles@iphan.gov.br.

Nome completo:

Telefone:

E-mail:

Formação:

Área de atuação profissional:

Instituição:

É membro da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles?

Por que tem interesse em participar desta oficina?

O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 29 de maio. Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que avisem o quanto antes para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados.

Sobre o ministrante:

Artur Lescher (Brasil, 1962). Artista plástico. É professor na Faculdade Santa Marcelina, São Paulo, desde 1991. Desde 1984 participa de inúmeras exposições coletivas e expõe individualmente no Brasil e no exterior. Participou da 19ª e da 25ª edição da Bienal Internacional de São Paulo (1987 e 2002, respectivamente) e da 5ª Bienal do Mercosul (2005). Em 2002 é publicado o livro Artur Lescher, com textos de Aracy Amaral, Rafael Vogt e Arthur Nestrovski, pela editora Cosac & Naify.

Posted by Ananda Carvalho at 2:00 PM

maio 22, 2009

Seminário de História, Crítica e Teoria da Arte: 10ª Bienal de de Havana na UERJ

Seminário de História, Crítica e Teoria da Arte: 10ª Bienal de de Havana
Alexandre Vogler, Efrain Almeida, Marcelo Campos, Marisa Florido, Ronald Duarte, Simone Michelin

Artistas e críticos brasileiros participantes da 10ª Bienal de Havana se reúnem na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no Seminário de História, Crítica e Teoria da Arte, exibindo trabalhos apresentados em Havana e trazendo discussões levantadas no evento teórico da Bienal sobre seu tema, Integración y resistencia en la era global.

3 de junho de 2009, quarta-feira, a partir das 16h

UERJ - Auditório do Instituto de Artes
Campus Francisco Negrão de Lima
Pavilhão João Lyra Filho - 11º andar - Bloco E
Rua São Francisco Xavier 524, Maracanã, Rio de Janeiro - R.J
21-2587-7491

Programação

16h Abertura

16h10 Apresentação da Bienal de Havana

16h30 Alexandre Vogler
Mestre em Linguagens Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Belas Artes - UFRJ, onde também cursou Graduação em Pintura. Professor do Instituto
de Artes da UERJ. Realiza diversas intervenções no contexto público, como o projeto Atrocidades Maravilhosas (RJ, abril 2000). Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Foi artista residente na Cidade do Porto, no Programa de Ateliers de Lada (2000-2001).

17h Efrain Almeida
Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Realizou diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. Participou, em 2008, do Panorama da Arte Brasileira e de Blooming Now - Brazilian contemporary Artists Show, Toyota municipal Museum of Art, Japão. Exibiu na 10ª Bienal o projeto Cariri e Olho d'água: Impressões de viagem.

17h30 Simone Michelin
Artista e pesquisadora,
incorpora novas tecnologias (TCI) na produção da obra de arte. Desenvolve o projeto Domínio Público - abrangendo Arte Eletrônica, Novas Tecnologias e a Produção do Espaço Público. É Professora Adjunta da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na 10ª Bienal de Havana, seu trabalho foi uma instalação interativa, Lilliput 4.0.

18h Intervalo

18h15 Ronald Duarte
Mestre em Linguagens Visuais. Graduação em Artes Visuais. Em 2008, recebeu a Bolsa Iberé Camargo pelo projeto Maus Hábitos. Em 2006, ganhou o Premio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça da FUNARTE. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Em Havana, exibiu Nimbo-Oxalá, 2009.

18:45h Marisa Florido
Historiadora, crítica de arte e curadora independente. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais pela Escola de Belas-Artes
da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na área de concentração de história e crítica de arte. Possui textos sobre artes visuais em livros, revistas de arte, catálogos e periódicos, no Brasil e no exterior. Participou da consultoria curatorial da 10 Bienal de Havana.

19h15 Marcelo Campos
Doutor em Artes Visuais pelo PPGAV da Escola de Belas Artes/ UFRJ. Professor Adjunto do Departamento de Teoria e História da Arte do Instituto de Artes da UERJ. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (Mestrado e Doutorado) da EBA/ UFRJ. Participou do evento teórico paralelo a 10 Bienal de Havana.

19h45 Encerramento

Posted by Patricia Canetti at 5:01 PM | Comentários (3)

maio 14, 2009

Dynamic Encounters com Charles Watson em Londres

Instituições a serem visitadas:
Abercrombie Foundary
British Museum
Courtauld Institute
Hayward Gallery
ICA (Institute of Contemporary Art)
Flowers Gallery
Lisson .Gallery
Matt's Gallery
National Gallery
National Portrait Gallery
Royal Academy of Arts
Saatchi Gallery
Serpentine Gallery
South London Gallery
Tate Britain
Tate Modern
Whitechapel Gallery
White Cube

Professores participantes*:
Agnaldo Farias - professor da USP e curador do Instituto Tomie Ohtake - SP
Charles Watson - professor da EAV Parque Lage - RJ
Denise Gadelha - artista plastico e professor da Arena - RS
Jailton Moreira - artista plástico e coordenador do Espaço Torreão - RS
Luiz Alberto Oliveira - físico, cosmólogo, professor e pesquisador do CBPF - RJ
Moacir dos Anjos - professor, curador independente, e pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco - PE
* Sujeito a alterações.

20 de junho a 2 de junho de 2009

Informações: 21-2553-3748 / 9224 / 3259-3748 / 2223-0710 ou wats352@attglobal.net

Sobre o Projeto
O Dynamic Encounters, desde 1992, já realizou 34 viagens internacionais e 27 nacionais, reunindo professores, curadores, e artistas com pessoas interessadas em ampliar seus conhecimentos em arte. A 35ª edição do projeto vai acontecer em Londres com dez dias de visitas, palestras e discussões sobre arte e arquitetura, nos principais museus, galerias e ateliês da cidade, com ênfase na arte moderna e contemporânea.

Posted by Ana Maria Maia at 3:21 PM

Curso A presença da imagem no campo da arte contemporânea com Glória Ferreira no Pop, Rio de Janeiro

A crítica de arte Glória Ferreira vai tratar da interação entre a imagem e a produção estética contemporânea, e suas consequências nas transformações de linguagem. São quatro aulas semanais que vão analisar fotografias e documentos dos trabalhos de arte. O primeiro encontro é sobre a passagem da imagem como emanação do mundo para a condição de reprodução técnica. A segunda aula é sobre a interação da arte com a fotografia a partir do século XIX. O terceiro encontro vai discutir obras de artistas modernos e contemporâneos. E por fim, no dia 24 de junho, haverá uma análise dos registros e documentações dos trabalhos de arte.

3, 10, 17 e 24 de junho, 19h30-21h30

POP - Pólo de Pensamento Contemporâneo
Rua Conde Afonso Celso 103, Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ
21-2286-3299 / 3682 ou contato@polodepensamento.com.br
www.polodepensamento.com.br
Preço: R$280


Sobre Glória Ferreira
Glória Ferreira é Doutora em História da Arte pela Sorbonne. Crítica de arte e curadora independente, é professora colaborada da Escola de Belas Artes da UFRJ. Entre outras publicações, organizou a coletânea Crítica de Arte no Brasil: temáticas contemporâneas (2006). Ela dirige também a coleção Arte +, publicada pela Jorge Zahar Editor.

Posted by Ana Maria Maia at 2:57 PM

Colóquio Modernidade Brasileira: experiências múltiplas na Unicamp, Campinas

O contexto que será trabalho nas mesas de discussão busca identificar as múltiplas formas adotadas pela modernidade brasileira atento à fragmentação de suas origens do vasto território nacional promovendo a necessária atualização dos estudos nesse campo que interessa não somente aos artistas como também para professores, jornalistas, iniciados e demais interessados em investigar sobre os aspectos dessa rica produção nacional que oferece ainda hoje muitos temas e recortes por serem estudados com mais profundidade.

3 a 5 de junho de 2009, 9h30-17h30 - inscrições gratuitas pelo site do evento

Instituto de Artes - Unicamp
Rua Elis Regina 50, Cidade Universitária Zeferino Vaz, Campinas - SP
19-3521-7472
www.iar.unicamp.br
Promoção: Grupo de Pesquisa Vanguarda e Modernidade nas artes brasileiras e no exterior
Organização: Maria de Fatima Morathy Couto e Sylvia Furegatti
Patrocínio: FAPESP, Unicamp, Faepex e Instituto de Artes
Apoio: Gráfica Modelo de Campinas


Sobre o Colóquio

O Instituto de Artes da Unicamp organiza para o próximo mês, de 03 a 05 de junho, o Colóquio Modernidades no Brasil: experiências múltiplas, evento que traz a Campinas pesquisadores de vários estados Brasileiros dedicados as Artes Visuais. Este é o quarto evento promovido pelo grupo de pesquisa Vanguarda e modernidade nas artes brasileiras e no exterior credenciado pelo CNPQ. O segundo organizado pelas professoras Maria de Fatima Morethy Couto e Sylvia Furegatti ligadas ao Departamento de Artes Plásticas do IA.

O contexto que será trabalho nas mesas de discussão busca identificar as múltiplas formas adotadas pela modernidade brasileira atento à fragmentação de suas origens do vasto território nacional promovendo a necessária atualização dos estudos nesse campo que interessa não somente aos artistas como também para professores, jornalistas, iniciados e demais interessados em investigar sobre os aspectos dessa rica produção nacional que oferece ainda hoje muitos temas e recortes por serem estudados com mais profundidade.

A História da arte brasileira é alvo de constantes revisões e atualizações, proporcionadas tanto pela organização de exposições retrospectivas que retomam nomes de artistas por vezes esquecidos ou que revelam outros pontos significativos de suas trajetórias, bem como por pesquisas que, baseadas na análise de novos documentos ou possibilitadas pelo surgimento de novos arquivos, acervos ou obras, traçam outras relações e enriquecem o debate teórico sobre questões e conceitos às vezes já cristalizados ao longo dessa história.

No caso específico da Arte Moderna no Brasil, um dos primeiros desafios colocados ao pesquisador do período é o de analisar o contexto ou os objetos artísticos de uma forma menos comprometida com uma leitura de primeira hora, empreendida por uma crítica de arte engajada, que foi tomada em seguida como ponto de partida por muitos historiadores da arte brasileira. Essa crítica de arte, estrategicamente articulada para promover uma nova etapa artística no cenário nacional, ora elogiava os artistas que melhor se adequavam, de acordo com o resultado de suas experiências, a um projeto de renovação cultural, ora desaprovava suas propostas, se o artista desviasse do padrão exigido.

As tentativas, por parte dessa crítica de arte, de aproximar as obras do período a algumas preceptivas desse projeto revelam muitas contradições, só compreendidas com a revisão de alguns critérios, que foram pautados nas escolhas do momento, fossem elas estéticas, culturais ou ideológicas.

Nesse sentido, essa edição do Colóquio propõe-se a estudar obras, artistas e movimentos a partir de uma perspectiva mais ampla, refletindo sobre o processo de legitimação do moderno no Brasil por meio da análise de textos críticos, exposições e coleções, assim como debatendo questões ligadas à preservação do patrimônio histórico e artístico nacional. Todas as apresentações serão feitas no Auditório do Instituto de Artes. Os interessados devem reservar sua vaga por meio do site: http://www.iar.unicamp.br/dap/coloquio3


Programação

3 de junho, quarta-feira
10-12h, abertura - Moderno e Provinciano. Prof. Dra. Sônia Salztein, ECA/USP
14-17h30, Sentidos da Vanguarda
Origens das vanguardas artísticas e estetização da vida. Prof. Dr. Ricardo Marques de Azevedo, FAU/USP
Internacionalismo e a modernidade específica da arquitetura brasileira. Prof. Dr. Marco Antonio Alves do Valle, Unicamp

4 de junho, quinta-feira
9h30-12h - Coleções, patrimônio e memória
Encruzilhadas da memória: políticas patrimoniais e comunidade. Profa. MS Rita de Cássia Lana, UFsCAR
Relações delicadas: os “modernos” e o patrimônio nacional. Profa. Dra. Silvana Rubino, IFCH/Unicamp
Arte contemporânea como fotografia contemporânea: a experiência do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Prof. Dr. Tadeu Chiarelli, ECA/USP

14-17h30 - Institucionalização do Moderno
Os sentidos do moderno na primeira coleção do MAM/SP. Profa. Dra. Annateresa Fabris, ECA/USP
O Salão Nacional de Arte Moderna e a Escola Nacional de Belas Artes: contribuições ou barreiras para a modernidade no Brasil? Profa. Dra. Angela Ancora da Luz, EBA/UFRJ
Multiafro - arte, afro-descendência e modernidade no Brasil. Prof. Dr. Roberto Conduru, UERJ

5 de junho, sexta-feira
9h30-12h - Centro-ex-centro
Arte moderna na ilha-capital. Profa. Dra. Luciene Lehmkuhl, UFU
A engenharia da legitimação: como os museus de arte contemporânea escolheram seus modernos. Prof. Dr. Emerson Dionísio, UnB
Os Salões de Arte Contemporânea de Campinas. MS Renata Zago, Doutoranda Unicamp

14h30-17h30 - Vanguardas e neo-vanguardas
Rastros modernos na fundação do livro de artista. Dr. Paulo Silveira, UFRGS
A atuação das neovanguardas na arte brasileira. Profa. Dra. Marília Andrés Ribeiro, UFMG
Fronteiras atemporais entre a pintura moderna e a contemporânea: da Abstração Informal ao Neo-expressionismo. Profa. Dra. Almerinda da Silva Lopes, UFES

Posted by Ana Maria Maia at 2:43 PM

maio 13, 2009

Curso Breve História da Filosofia da Arte: Platão, Kant, Hegel e Heidegger com Pedro Duarte de Andrade na Casa do Saber, Rio de Janeiro

Desde cedo, a arte apareceu na cultura ocidental como tema privilegiado da Filosofia. Para Platão, a arte era uma distante imitação da verdadeira realidade e, por isso, deveria ser rechaçada. Essa consideração muda inteiramente na modernidade, quando Kant afirma a autonomia da arte diante de quaisquer outros interesses, e Hegel a destaca como expressão histórica do espírito do mundo. Nenhum deles, no entanto, reconheceu a manifestação artística enquanto autêntico acontecimento da verdade, conforme fez Heidegger no século XX. Este curso percorrerá esses momentos decisivos nos quais a Filosofia buscou compreender o enigma da arte.

Início em 28 de maio de 2009 - quintas-feiras (28/05, 04/06, 11/06, 25/06), 20h

Casa do Saber
Av. Epitácio Pessoa 1.164, Lagoa, Rio de Janeiro - RJ
21-2227-2237
www.casadosaber.com.br


Programação

28 de maio - Momento Clássico: Platão - A arte como imitação
4 de junho - Momento Moderno I: Kant - A autonomia da arte
18 de junho - Momento Moderno II: Hegel - A morte da arte
25 de junho - Momento Contemporâneo: Heidegger - A arte como verdade

Sobre Pedro Duarte de Andrade

Professor de Filosofia da PUC-Rio e do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS/UFRJ). Doutorando em Filosofia pela PUC-Rio.

Posted by Ana Maria Maia at 4:15 PM

maio 12, 2009

Workshop intensivo sobre criatividade e conceitualização com Charles Watson no Santander Cultural, Porto Alegre

De natureza interdisciplinar, o curso aborda vários aspectos do processo de criativo e como se manifestam nas mais diversas disciplinas. Amplamente ilustrado com textos e vídeos, o curso mostra que a semelhança entre as dinâmicas criativas em áreas diversas supera freqüentemente a diferença entre as linguagens. Entendendo mecanismos que podem limitar nossas possibilidades criativas, podemos pensar e discutir estratégias que, ludicamente, podem contornar essas tendências.

28 a 31 maio 2009

Santander Cultural
Rua Sete de Setembro 1028, Centro, Porto Alegre - RS
www.santandercultural.com.br
Quinta e sexta, 18h30-22h30; sábado e domingo, 14h30-18h30
Inscrições no Paravraria: 51-3268-4260 / 8110-0118 ou flaviogil@hotmail.com / ju_bertolucci@yahoo.com.br
Valor: R$300


Sobre o workshop

De natureza interdisciplinar, o curso aborda vários aspectos do processo de criativo e como se manifestam nas mais diversas disciplinas. Amplamente ilustrado com textos e vídeos, o curso mostra que a semelhança entre as dinâmicas criativas em áreas diversas supera freqüentemente a diferença entre as linguagens. Entendendo mecanismos que podem limitar nossas possibilidades criativas, podemos pensar e discutir estratégias que, ludicamente, podem contornar essas tendências.

Apesar de ser uma continuação do primeiro curso ministrado pelo professor em outubro/08, o workshop aborda novos assuntos, podendo funcionar também como produto isolado e completo para quem entrar somente agora.

O Workshop é dirigido a todos que se interessam pelo processo criativo, tais como designers, arquitetos, decoradores, artistas, publicitários, empresários e outros para quem a geração de novas idéias é fundamental, seja a nível profissional ou pessoal.

Sobre Charles Watson

Professor e palestrante em assuntos relacionados ao Pensamento Criativo / Problem Solving, e História da Arte. Formado pela Bath Academy of Art na Inglaterra em Arte e Literatura. Desde 1982 integra o quadro de professores da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde, de 1987 a 1993 foi coordenador do núcleo de pintura e desde 2002 ministra um projeto interdisciplinar, “Estratégias Criativas”. Mentor do Dynamic Encounters International Art Workshop, projeto que, desde 1995, realiza viagens educacionais de visitas `a instituições, museus de arte, e estúdios de alguns dos mais atuantes artistas no cenário mundial em cidades como Nova Iorque, Chicago, Londres, Amsterdam, Berlin, Düsseldorf, Colônia, Veneza, Paris, Madrid, Filadéfia, Barcelona (34 até hoje). No Centro de Arte Hélio Oiticica/RJ foi curador das exposições de Daniel Burren, Lygia Pape, Sean Scully e Tehching Hsieh entre outros. Palestrante sobre O Processo Criativo para diversas empresas, entre elas Globosat/RJ, Oi telefonia, Santander Cultural/RS, SESC/RJ, Escala Comunicação e Marketing/RS, Canal Futura/RJ, PUC RJ - depto de Design, Instituto Tomie Ohtake/SP, Ecco Espaço Cultural Contemporâneo/DF, D’Cult Marketing Cultural/MG, Escola Superior de Propaganda e Marketing/RS, Dufry do Brasil – Duty Free Shop, Coca-Cola, Rede Globo.

Curso recomendado desde 2004 pela University of the Arts London e suas escolas de arte afiliadas, Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Communications, como um curso de preparação para bacharelado/mestrado em arte.

Posted by Ana Maria Maia at 5:57 PM

maio 11, 2009

Workshop Procedência & Propriedade com Charles Watson no Atelier, Rio de Janeiro

O workshop Procedência & Propriedade é um curso intensivo que usa o desenho como seu principal veículo. O Desenho é visto como meio para construir idéias, e não apenas de traduzi-las ou expressá-las. A proposta de imersão durante cinco semanas resulta em um volume de produção normalmente equivalente a um ano de trabalho. O curso é concebido para artistas plásticos, arquitetos, programadores visuais, designers e para todos cujo trabalho depende de inteligência visual.

10 de julho a 15 de agosto de 2009

Atelier
Rua Mundo Novo 1045, Botafogo, Rio de Janeiro - RJ
21-2553-3748 / 9224 ou wats352@attglobal.net
Horários individuais, a serem agendados de segunda a sábado, 12-20h
20 vagas


Sobre o workshop

Histórico
O workshop Procedência & Propriedade, ao longo de suas 26 edições nos últimos 12 anos, tem exercido importante papel na formação de diversos profissionais não apenas do Rio de Janeiro, mas também de outros estados brasileiros. Originalmente concebido para um grupo de alunos de pintura, hoje destina-se a artistas plásticos, arquitetos, programadores visuais, designers e a todos cujo trabalho depende de inteligência visual.

Desde 1994, tendo recebido cerca de 450 participantes, o curso vem evoluindo e expandindo-se de acordo com o aperfeiçoamento de sua filosofia, que visa cada vez mais enfatizar a importância do trabalho contínuo e concentrado. Para tanto, dispõe de um atelier de 115m2, disponível com exclusividade para o workshop, onde é possível colocar em prática essa proposta.

Objetivos
A tarefa de concentrar tempo contínuo de atividade e foco inteligentemente direcionado gera uma surpreendente produção, particularmente importante para a formação de vocabulário plástico, assim como para a reciclagem de processos de trabalho, valendo-se do ambiente reflexivo e questionador do curso.

Evidências sugerem que, com freqüência, fracassamos nas tentativas de resolver problemas, não porque sejam insolúveis, mas sim por desistirmos prematuramente. Todos temos um ponto a partir do qual paramos de trabalhar ou investir, um limiar que não costumamos ultrapassar, entre a desistência e uma nova região extremamente fértil. Às vezes, esse limiar se forma por cansaço, mas na maioria dos casos se dá por tédio, desânimo, incerteza, ou medo de errar, e assim sucumbimos, já frustrados, ou com a sensação de que poderíamos ter ido além ou feito melhor.

Procedência & Propriedade é um curso que simula uma situação de intenso foco de energia sobre uma área de problema, sem distrações, e mostra os inevitáveis resultados e surpresas que aguardam quem participa desse processo.

Ênfases nos seguintes tópicos:
- Percepção de problemas visuais: aprender a ler, perceber e decodificar os problemas visuais propostos por uma pintura, um desenho, uma escultura, um filme, uma instalação etc;
- Articulação e trabalhar problemas visuais: aprender a verbalizar (traduzir em palavras ou textos) um problema visual de forma a abordar mais objetivamente um universo que habitualmente descrevemos com meios subjetivos;
- Desenvolvimento de critérios pessoais: desenvolver rigor e independência na capacidade de criticar, avaliar e redirecionar seu próprio trabalho;
- Desenvolvimento de linguagem pessoal: adquirir, através dos exercícios propostos, um vocabulário visual e pessoal apoiado na disciplina e na intensa produção;
- Desenho como ferramenta: aprender a utilizar o desenho como meio de construir idéias, e não apenas de traduzi-las ou expressá-las;
- Limites: reconhecer que a presença de limites, e não a sua ausência, é pré-requisito para a formação de novas idéias e soluções criativas;
- Flexibilidade: alertar para as eventuais modificações naturais do processo (desenho ou pintura), e organizar novas estratégias compatíveis com a situação emergente;
- Entender uma linguagem: contextualizar situações visuais formadas por vocabulários formais (forma, cor, linha, plano, texturas, dimensões etc) ou conceituais (idéias, intenções, linhas de raciocínio);
- Manipular linguagem: aplicar, na prática do próprio trabalho, na articulação de idéias e na consciência de outras linguagens, o vocabulário adquirido, produzindo uma linguagem particular ou pessoal;
- Disciplina: seguir os prazos propostos, praticar a concentração e a continuidade no trabalho;
- Foco: delimitar áreas de ação e direcionar os investimentos de energia;
- Independência: adquirir capacidade de se autoimpor tarefas, planejar processos de trabalho, tornar-se consciente de suas próprias limitações tanto na leitura visual quanto na prática.

Métodologia
Ao longo do período de cinco semanas, será exigido de cada participante a permanência mínima de oito horas diárias, durante seis dias por semana. Tal investimento de tempo ininterrupto propicia uma mudança de atitude no confronto com nossos próprios limites, provocando o surgimento de novas e surpreendentes respostas. As primeiras duas semanas são dedicadas a constantes exercícios, alguns cronometrados, até que o aluno alcance um patamar a partir do qual começa a formar seu próprio critério . O processo todo é documentado em DVD, cujas fitas são usadas durante o workshop como apoio didático, tanto para avaliação de estratégias individuais, como para levantamento de fatores compositivos.

Vídeos e palestras
Além da parte prática, o workshop será complementado com sessões de vídeo, exibindo entrevistas e depoimentos sobre a vida, obra, e processo criativo de artistas e cientistas de notável contribuição para o pensamento humano, particularmente aqueles para quem a visualização ou o desenho têm sido importantes métodos de articulação de idéias. Na área da ciência: Buckminster Fuller, David Bohm, Richard Feynman, Roger Penrose. Nas artes: Jackson Pollock, Willem de Kooning, Francis Bacon, Robert Rauschenberg, Marcel Duchamp, Marina Abramovitch, Frank Stella, Schnabel, Frida Kahlo, Richard Long, Bill Viola, Elizabeth Murray, David Hockney, Picasso, Howard Hodgkin, John Cage.

Toda a semana haverá palestras de artistas, teóricos ou cientistas, discorrendo sobre a importância da visualização no processo de concepção de novas idéias.

Jantares
Como meio de ritualizar o término de uma semana de trabalho, aos sábados, quatro pessoas do grupo oferecem um jantar para os demais. Esse evento propicia um momento de descanso, relaxamento e diversão, antes do início da nova semana.

Contato com participantes anteriores
Caso informações adicionais se mostrem necessárias, serão fornecidos números de telefone de participantes de workshops anteriores, para que o interessado possa entender melhor a dinâmica do curso.

Alojamento
Para residentes fora do estado do Rio de Janeiro, podemos oferecer alojamento durante o período do curso. A acomodação somente está disponível em quarto duplo. Há também uma cozinha exclusiva para os integrantes do curso. Uma ampla videoteca de mais de 300 filmes sobre arte e pensamento criativo ficará disponível durante todo o período do workshop, assim como uma grande quantidade de catálogos sobre arte contemporânea.

Material
- grafite em bastão
- grafite em pó
- muita borracha
- óleo de linhaça
- mais de 2000 folhas de papel canson, todas providas pelo atelier. Os demais itens da lista são de responsabilidade de cada aluno.

Na última semana, câmeras digitais podem ser muito úteis, ainda que não sejam material obrigatório.

Desde 2004 recomendado pelo University of the Arts, Londres e suas escolas de arte afiliadas - Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Comunications - como um curso de preparação para bacharelado / mestrado em arte.

Posted by Ana Maria Maia at 5:27 PM | Comentários (2)

maio 7, 2009

Workshops Olhares sobre o acervo do Videobrasil - Vídeo: o feminino plural com Marina Gazire no SESC Paulista, São Paulo

Voltada para o público em geral, a oficina enfoca trabalhos que se aproximam, por meio da imagem eletrônica, das questões típicas do feminino, do feminismo e das situações de gênero.

Com coordenação do pesquisador Eduardo de Jesus, as atividades foram concebidas para ampliar o acesso do público ao conteúdo do Acervo Videobrasil no SESC, que abrange mais de 25 anos de arte eletrônica, aproximando-o do vídeo e elucidando seu papel na cultura contemporânea. “As produções em vídeo frequentemente escapam dos esquemas audiovisuais dominantes e mostram, com isso, novas visões de mundo”, diz Eduardo de Jesus, que integra o Conselho de Programação do Videobrasil.

26 e 28 de maio, 2 e 4 de junho de 2009, 19-22h
Inscrições a partir de 19 de maio

SESC Avenida Paulista
Av. Paulista 119, Paraíso, São Paulo - SP
11-3179-3700 ou email@avenidapaulista.sescsp.org.br
www.sescsp.org.br

Posted by Ananda Carvalho at 6:10 PM

Curso de especialização em arte-educação: Linguagens da Arte no Centro Universitário Maria Antônia (USP), São Paulo

Docentes USP: Ângela Maria Rocha, Cláudio Mubarac, Ingrid Dormien Koudela, Luciano Migliaccio, Marcos Garcia Neira, Pedro Paulo Salles, Rosa Iavelberg, Sonia Maria Vanzela Castellar.

Especialistas externos: Denise Grinspum, Dirce Helena Carvalho, Elisabeth Bueno de Camargo, Inês Bogea, João Bandeira, Laura Vinci, Maria de Fátima Junqueira Pereira, Uxa Xavier

coordenação: Marcos Garcia Neira

vice-coordenação: Sônia Maria Vanzela Castellar

A proposta do curso é formar educadores nas linguagens diversas da arte: Arte Visuais, Dança, Música e Teatro, visando a atualização nos paradigmas contemporâneos da arte e da educação, para orientar suas práticas e reflexões, tanto nos espaços de educação escolar, como nos de instituições culturais e ONGs que trabalham nessa perspectiva. Atualmente, Arte é disciplina obrigatória na escola e, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, é desejável que se forme o aluno, ao longo de sua escolaridade, nesses quatro domínios (Artes Visuais, Dança, Música e Teatro). Assim, o curso tem como orientação geral a abordagem da arte como objeto social e histórico, o domínio de orientações didáticas da área e conhecimento sobre as relações entre aprendizagem e desenvolvimento nas linguagens artísticas, saberes indispensáveis ao educador para sua atuação profissional em Arte.

Inscrições até 25 de junho - início em 1 de agosto de 2009

Prova de seleção: 28 de junho, domingo, 10h30-13h30

Horário: sábados, 9-17h

Carga horária: 360 horas-aula + 40 horas de atividades programadas, total de 400 horas-aula

Término: 11 de dezembro de 2010

Centro Universitário Maria Antonia - USP
Rua Maria Antonia 294, Vila Buarque, São Paulo - SP
11-3255-7182 ramal 46 ou educama@usp.br
www.usp.br/mariantonia
Segunda a sexta, 10-18h

Público alvo: professores da rede pública ou privada e educadores de museus, instituições culturais e ONGs

Pré-requisitos:

possuir graduação completa em qualquer área

aprovação na prova de seleção que será aplicada a todos os inscritos

Procedimentos para inscrição - os interessados deverão encaminhar até dia 25 de junho:

ficha de inscrição preenchida;

curriculum vitae resumido;

Comprovante de depósito (no valor de R$ 40,00 referente à prova de seleção) devidamente identificado com o nome do depositante.

Valor integral: 15 parcelas de R$ 440,00 (R$ 6.600,00)

Descontos: 20% para professores - 15 parcelas de R$ 352,00 (R$ 5.280,00)
40% para aposentados e pessoas da 3ª idade - 15 parcelas de R$ 264,00 (R$ 3.960,00)

Bolsas - atribuídas por ordem de classificação na prova de seleção: uma para discente USP com graduação completa; uma para docente USP; uma para funcionário USP; uma para 3ª idade ou aposentado;duas para a comunidade.

Posted by Ananda Carvalho at 5:37 PM | Comentários (2)

maio 5, 2009

Dynamic Encounters - SP-ARTE

O projeto Dynamic Encounters, desde 1992, já realizou 34 viagens internacionais e 27 nacionais, reunindo professores, curadores e artistas com pessoas interessadas em ampliar seus conhecimentos em arte. Coordenado pelo professor Charles Watson, a edição de São Paulo acontecerá do dia 14 ao 17 de maio, com dois dias de visita å SP-Arte e outros dois å instituições e galerias. Os interessados devem entrar em contato pelos telefones fornecidos abaixo e fazer sua inscrição.

A SP-ARTE / Feira Internacional de Arte de São Paulo comemora em 2009 sua quinta edição com a participação recorde de 80 galerias de arte moderna e contemporânea e mais de vinte convidados do exterior, curadores de coleções particulares e museus como Tate Modern, MoMA, Pompidou, MALI, LACMA e MUSAC.

De 14 a 17 de maio o pavilhão da Bienal se transformará novamente no maior encontro das artes plásticas na América Latina. Estarão reunidas 80 galerias dentre as mais importantes galerias brasileiras e também de Países convidados como, Argentina, Colômbia, Chile, Uruguai, Portugal, Espanha e França, o que garante uma rica experiência com arte contemporânea e com a notável qualidade de mais de 1500 obras de artistas renomados e jovens talentos.

Inspirada nas grandes feiras internacionais de arte como Basel, Frieze, Arco e Fiac, a SP-Arte trouxe para a cidade de São Paulo, coração financeiro da América Latina, a atmosfera vibrante e estimulante destes grandes eventos e se estabeleceu no calendário nacional e internacional como um dos mais prestigiados e esperados eventos de arte da América Latina. Ao lado de Maco, no México e ArteBa na Argentina, a SP-Arte se destaca pela primorosa qualidade das galerias participantes, que são cuidadosamente escolhidas para garantir a excelência dos trabalhos expostos.

Professores: Agnaldo Farias, Charles Watson, Fernando Cocchiarale, Pedro França

14 a 17 de maio de 2009

Informações: 21-2553-3748 / 2553-9224 / 3259-3748 ou wats352@attglobal.net

Instituições:

Sp-Arte
Instituto Tomie Ohtake
Paço Das Artes
Mac
Masp
Mam
Gab. Arte Raquel Arnaud
Galria Luisa Strina
Galeria Fortes Vilaça
Galeria Vermelho

Professores e instituições sujeitos a alteração.

Posted by Ananda Carvalho at 7:29 PM