Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

fevereiro 24, 2006

Inscrições: Curso de Pintura Contemporânea, com Teresa Viana

Inscrições: Curso de Pintura Contemporânea, com Teresa Viana

Inscrições abertas

Ateliê Teresa Viana
Rua Fidalga 575 / casa 3 Vila Madalena, São Paulo - SP
Informações e inscrições: 11-3034-5940 ou tviana40@hotmail.com
Curso:a partir de 14 de março; terças-feiras, 10-13h ou 14-17h
Vagas: 20 (10 por turma)
Preço: R$ 250 / mês


O curso, que não tem data definida para acabar, é voltado para estudantes de arte, iniciantes, artistas jovens em processo de formação e interessados em geral. Além de estimular a expressão e o reconhecimento dos elementos básicos da pintura e abordar a construção da expressão poética, Teresa dará aulas práticas, com orientação individual, mescladas com bate-papos sobre a história da pintura.

A mensalidade, que custa R$ 250, pode ser feita até o dia da primeira aula ou enquanto tiverem vagas disponíveis.

Teresa Viana

Formada pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro (RJ), Teresa Viana já mostrou seu trabalho em diversos locais, como Espaço Cultural Sergio Porto - RJ - (2005); Paço das Artes de SP - "Pintura Expandida" (2005); Centro Universitário Mariantonia - USP - SP - "Colagem" (2002); Galeria Baró Senna - SP (2001); Oficina Cultural Oswald de Andrade - SP - "Projeto Residência" - (2000).

Além das mostras individuais, Teresa também participou de feiras e exposições coletivas no Brasil e no exterior: Feira ArteBA - Buenos Aires (2004); Art Miami Fair - EUA (2002); Arco 2002 - Feira Internacional de Arte Contemporânea - Madri; "Coleção Metrópolis de Arte Contemporânea" - Pinacoteca do Estado de SP (2002); "Pintura Anos 90" - MAM - SP e Panorama de Arte Brasileira do MAM - SP; "Desenhos" - Museu de Arte de Ribeirão Preto - SP (2000).

Teresa foi agraciada com a bolsa pesquisa na The Pollock-krasner Foundation, inc - NY- EUA , em 2001, e acumulou o prêmio Aquisição, no 51 Salão Paranaense (1994) e as Menções Especiais na V Bienal de Santos (1995) e no II Salão nacional de Artes Plásticas de Pelotas - RS - (1990).

Posted by João Domingues at 12:07 PM

fevereiro 23, 2006

Chamada de Trabalhos: III Fórum de Pesquisa em Arte - Artes, hibridismos e interculturalidades na UFPA, Belém

III Fórum de Pesquisa em Arte - Artes, hibridismos e interculturalidades
Chamada de Trabalhos

Comissão de seleção: Profa.Dra. Valzeli Figueira Sampaio, Prof.Dr. Orlando Maneschy, Prof. Dr. Afonso Medeiros, Prof.Msc. Arthur Leandro

Envio de propostas de até 31 de março de 2006

Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará - UFPA
Praça da República S/N, Centro - Belém - PA 66017-068
Inscrições e ficha resumo do tema do painel: forumpesquisaemarte@yahoo.com.br
Mais informações: www.ufpa.br/nuar/forumpesquisaemarte/
Realização Instituto de Ciências da Arte da UFPA, Instituto de Arte do Pará, Sistema Integrado de Museus, Universidadade do Estado do Pará, Universidade da Amazônia, além de professores e artistas convidados.

III Fórum de Pesquisa em Arte: 30 de maio a 2 de junho de 2006

III Fórum de Pesquisa em Arte - Artes, hibridismos e interculturalidades

Nesta terceira edição propomos como foco de discussão: Artes, hibridismos e interculturalidades. A arte é um dos grandes termômetros da cultura. Sua potência transformadora foi marcante em vários processos ao longo do século XX, que contou com rupturas de parâmetros de categorização, os quais se faziam obsoletos em diversos momentos. Partindo de uma situação contemporânea em que limites são tênues e linguagens diversas são empregadas em processos artísticos, que muitas vezes estabelecem relações que transcendem o limite de uma cultura específica, configura-se o tema do III Fórum de Pesquisa em Arte. A temática abre-se tanto para pesquisas no âmbito da arte brasileira quanto internacional, proporcionando o debate e a reflexão crítica a respeito dos processos e da produção da arte. Portanto, dentro deste mote podem ser contempladas questões como o ensino das artes, história e crítica, curadoria, produção visual contemporânea, questões de autoria e atribuição, novas tecnologias, extensões corporais, produções no campo sonoro, entre outras.

Chamada de Trabalhos - regras de envio

Envio de propostas de até 20 de março de 2006.

Painéis: Enviar ficha resumo do tema do painel, preferencialmente por e-mai: forumpesquisaemarte@yahoo.com.br. Entregar o painel no dia 26 de maio de 2006 (sexta-feira) no seguinte formato: 90 x 120 cm em papel rígido e cópia do mesmo em CD ou disquete.

Comunicações: As inscrições deverão ser feitas impreterivelmente até 20 de março. São solicitados ficha de inscrição, texto completo conforme especificação abaixo e abstract.

Cada texto deverá ser enviado a um Comitê. Não serão aceitos envio de um mesmo texto a mais de um Comitê. Os autores só poderão se inscrever em mais de um Comitê em co-autoria.

Enviar ficha de inscrição: preferencialmente, por e-mail forumpesquisaemarte@yahoo.com.br, ou caso você não tenha acesso a internet pelo correio: Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará - UFPA : Praça da República, S/N Centro - Belém - Pará CEP: 66017-068

O comunicador deve enviar o texto da comunicação (disquete ou CD mais versão impressa) ao Comitê de seu interesse, obedecendo ao seguinte formato: Tamanho da folha: A4 (21 X 29,7 cm); Fonte: Times New Roman, tamanho 12. Margens: 3,0 cm de margem esquerda e direita; 2,5 cm de margem superior e inferior;. Espaço entre linhas: 1,5; 5. Os trabalhos deverão ter até 10 páginas (aproximadamente 300 linhas); Gráficos, tabelas, mapas, imagens (máximo de 2 imagens com resolução mínima de 300 dpi, formato jpeg, não garantimos publicação em cores) deverão estar em arquivos separados;

Notas e referências bibliográficas deverão vir no final do texto em corpo 11; Folha de rosto contendo: título do texto, nome e filiação institucional do(s) autor(es), resumo (de até 10 linhas) e 3 a 5 palavras-chave.

É desejável que o resumo e as palavras-chave também sejam apresentados em inglês e/ou espanhol; Os direitos autorais referentes ficam sob a responsabilidade de cada autor. Em casos de trabalhos coletivos definir a ordem dos autores (máximo de 3 pessoas)

Posted by João Domingues at 11:28 AM | Comentários (2)

fevereiro 21, 2006

Inscrições: Cursos Primeiro Semestre de 2006 no Tomie Ohtake, São Paulo

Cursos Primeiro Semestre de 2006 - Tomie Ohtake
Professores: Agnaldo Farias, Bruno Dunley, Mariana Galender, Mariana Serri, Danilo Blanco, Dudi Maia Rosa, Edith Derdyk, Fernando Vilela, Flávia Ribeiro, Lucas Bambozzi, Márcia Pastore, Márcia Xavier, Marieta Ferber, Marina Saleme, Noemi Jaffe, Odilon Moraes e Fernando Vilela, Peter Pal Pelbart, Rafael Campos Rocha, Rubens Espírito Santo, Walkiria Barone

Inscrições abertas

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo - SP
Informações: 11-2245-1937
www.institutotomieohtake.org.br

Cursos Primeiro Semestre de 2006 - Tomie Ohtake

Ponto de encontro: prática artística para adultos e crianças
Cláudio Cretti - Coordenação Geral
Bruno Dunley, Mariana Galender, Mariana Serri
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: março a junho
Horário: sábados, das 15h às 17h
Vagas: 15
Gratuito
A Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake, a fim de proporcionar um encontro entre adultos, crianças e adolescentes, oferece atividades que possam gerar produções criativas. Estimulando um diálogo entre as diferenças por meio de modalidades artísticas, os encontros, sempre aos sábados, das 15h às 17h, incluem visitas às exposições e atividades práticas no ateliê. Os grupos podem ser agendados ou formados espontaneamente.

Pintura
Fernando Vilela
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: de 6 de março a 26 de junho de 2006
Horário: segundas, das 18h30 às 21h30
Vagas: 20
Valor: R$ 150 /mês
O foco deste curso é ensinar o uso de alguns dos principais materiais, técnicas e procedimentos da pintura: preparação de tintas de têmpera a ovo e com outros aglutinantes; pintura a óleo; pintura com tinta acrílica; aquarela e guache; preparação de bases em papel, madeira e tela para pintura a óleo, a têmpera e acrílica.
As aulas são práticas, em ateliê, e cada aluno pode desenvolver seu trabalho de criação explorando as diversas técnicas e materiais, aprofundando as possibilidades do espaço na pintura. Em cada aula são apresentadas pinturas de diferentes épocas, por meio de projeção em datashow, proporcionando um breve panorama da história da pintura, da origem e usos dessas técnicas, e como a questão do espaço foi explorada nos trabalhos analisados.

Leitura, discussão e oficina de criação de contos. a narrativa do mínimo
Noemi Jaffe
Público-alvo: estudantes de letras, escritores em formação e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: de 6 de março a 26 de junho de 2006
Horário: segundas, das 19h às 22h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
A partir da leitura de contos significativos da literatura universal, o curso aborda a maneira como objetos e acontecimentos mínimos do cotidiano podem se tornar fonte de questionamentos essenciais para o indivíduo. A seleção dos contos não segue um roteiro cronológico ou geográfico, mas justamente o critério de pequenos eventos que geram grandes narrativas. Durante as aulas, além da análise e interpretação do material lido, também há uma oficina de criação de contos, cujo produto final será uma pequena edição conjunta dos textos selecionados pelos alunos.
Seleção de contos:
- A Morte do Funcionário, de Anton Tchekhov;
- Uma Mensagem Imperial, de Franz Kafka;
- Graffiti, de Julio Cortazar;
- Tentação, de Clarice Lispector;
- Uns Braços, de Machado de Assis;
- A Cobra, de William Saroyan.

Entre ser um e ser mil: o livro-objeto e suas possibilidades poéticas)
Edith Derdyk
Público-alvo: estudantes, artistas, interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: de 6 de março a 26 de junho 2006
Horário: segundas, das 19h às 22h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
Livro de artista, livro-objeto, obra-livro são experiências relativamente recentes no cenário artístico brasileiro. O livro, tal como o reconhecemos hoje em sua forma, função e realidade tecnológica, sinaliza um outro território poético quando se pensa nele como suporte experimental. As possibilidades formais desenham um arco extenso de experimentações, congregando o conhecimento artesanal aos processos industriais, potencializando a mixagem de várias linguagens e modalidades de registros visuais e literários, multiplicando a descoberta de estruturas narrativas dadas pelos entrelaçamentos inusitados entre a palavra e a imagem.
O enunciado "entre ser um e ser mil" atualiza igualmente uma reflexão sobre o modo de produção do livro-objeto, que originariamente se apresenta como objeto único e, simultaneamente, quando posto em perspectiva de escala industrial, contém a possibilidade da multiplicação sem perder a natureza singular de sua poética.
A partir de exemplos de alguns artistas que ingressaram neste campo de experiências, tais como Artur Barrio, Waltércio Caldas, Mira Schendel, Julio Plaza, Flavia Ribeiro, Artur Matuck, Lygia Pape, Anna Maria Maiolino, Marcel Duchamp, Joseph Beuys, Sol Le Witt, Anselm Kiefer e outros, pode-se folhear, desfolhar e entreabrir um leque de possibilidades poéticas.


Linhas de horizonte: entre o corpo, o olhar e o espaço
Edith Derdyk
Público-alvo: estudantes, artistas, interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: de 7 de março a 20 de junho de 2006
Horário: terças, das 19h às 22h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
A partir de questões referentes ao potencial expressivo e construtivo da linha, abordando sua natureza espaço-temporal, este curso focaliza o desenho e suas possibilidades poéticas, seja no espaço bidimensional, seja no tridimensional.
O entorno, a paisagem (cultural/natural), a topografia, a fisicalidade do espaço, as geometrias espaciais, a expressão gráfica dos fenômenos materiais, a compreensão da linha como extensão do corpo e como força geradora da linguagem (duração, extensão, ritmo, tensão, forma, construção, direção, matéria) são alguns de nossos pressupostos para a formalização de proposições gráficas amparadas por material iconográfico que dinamizam e ampliam o nosso repertório visual. Cada participante pesquisa seus gestos e procedimentos que melhor possam expressar a conquista de uma poética pessoal.

A imagem narrativa e ilustração de livros
Odilon Moraes e Fernando Vilela
Público-alvo: profissionais, estudantes de arte, design e de literatura, ilustradores e interessados em geral.
Duração: 4 meses
Período: de 7 de março a 20 de junho de 2006
Horário: terças, das 18h30 às 21h30
Vagas: 30
Valor: R$ 150/mês
O foco deste curso é penetrar no universo da ilustração como linguagem narrativa. A oficina é composta de aulas expositivas acerca da ilustração de livros, intercaladas por exercícios práticos com o objetivo de desenvolver um protótipo, boneco de um livro, ilustrado a partir de textos escolhidos. Nas aulas teóricas são abordadas questões relativas ao desenvolvimento da ilustração enquanto narrativas visuais através dos tempos, por meio da discussão de textos, análises de imagens e de livros. Nas aulas práticas são introduzidos alguns materiais e procedimentos para a criação das ilustrações, como a pintura com aquarela e algumas formas de gravura (monotipia, carimbo), entre outras técnicas. Ao longo do curso, cada aluno desenvolve seu próprio projeto.

Desenho/Espaço
Flávia Ribeiro
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 4 meses
Período: de 9 de março a 29 de junho de 2006
Horário: quintas, das 19h às 22h
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
Neste curso o desenho é abordado a partir das suas relações com o espaço, por meio de exercícios de desenho de observação e comentários dos trabalhos produzidos em classe, análise de textos e da obra de vários artistas.
As aulas são estruturadas a partir dos seguintes tópicos:
.O olhar e o espaço
.O espaço no desenho/o desenho no espaço
.O espaço no desenho do século XX

Marchetaria: a arte de juntar pedaços
Danilo Blanco
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 13 de março a 5 de junho de 2006
Vagas: 20
Horário: segundas, das 15h às 18h
Valor: R$ 150/mês
Direcionado para os iniciantes desta prática, o método de revestimento é utilizado como base e introdução ao Programa de Marchetaria Maciça ou Estrutural, a ser trabalhado com sobras de madeira. Todas as atividades têm como principal objetivo incentivar o aluno a tomar decisões, estimulando a criatividade e a originalidade, instrumentos fundamentais para a composição dos trabalhos e formação de um estilo próprio. Os alunos vivenciam gradualmente o método de revestimento através de exercícios práticos e têm a possibilidade de treinar diversas aplicações e acabamentos.

Teoria da Arte Contemporânea
Rubens Espírito Santo
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 13 de março a 5 de junho de 2006
Horário: segundas, das 19h30 às 21h30
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
1) O Espaço ético e o Espaço estético
2) O Espaço total na pintura de Jessica Stockholder
3) Qual é o Espaço Livre dentro do espaço administrado. (Bram Van Velde)
4) O Lugar do Espaço Teórico dentro da produção Contemporânea

Arte Brasileira - do Modernismo até o presente
Agnaldo Farias
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 14 de março a 30 de maio de 2006
Horário: terças, das 14h30 às 17h
Vagas: 30
Valor: 220
1. Modernismo
A tensão entre a pesquisa plástica e o desejo de construção de uma identidade nacional
Trajetórias independentes
2. As Correntes Abstratas
Os Museus de Arte Moderna e a Fundação Bienal de São Paulo
Informalismo X Abstracionismo Geométrico
Concretos e Neoconcretos
3. Os anos 60
O ingresso na contemporaneidade
Cinema novo, Tropicalismo e desbunde
Dos "Bichos" ao "Porco Empalhado" e à "Nova Objetividade Brasileira"
4. Os anos 70
Os debates e as trincheiras da produção experimental
As pesquisas com as novas mídias
5. A Geração 80
A volta da pintura - Rebeldia ou nostalgia?
O debate sobre o pós-modernismo
A Bienal de 85 e o peso do curador
6. Anos 90 em diante
A fragmentação de poéticas
Do corpo como espaço de ações artísticas às tecnologias digitais (fotografia e vídeo)
A arte entendida como espetáculo

Subjetividade contemporânea
Peter Pal Pelbart
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 14 de março a 30 de maio de 2006
Horário: terças, das 18h30 às 20h30
Vagas: 30
Valor: R$ 150/mês
A partir de conceitos colhidos em Espinosa, Nietzsche, Bergson, Foucault, Deleuze e outros, trata-se de repensar a subjetividade no contexto contemporâneo. Os autores evocados serão abordados de maneira introdutória, e apenas na medida em que possam iluminar a dimensão polifônica e processual da subjetividade na atualidade.

E-Arte
Lucas Bambozzi
Público-alvo: interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 14 de março a 30 de maio de 2006
Horário: terças, das 19h às 22h
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
E-ARTE aborda a produção audiovisual e artística voltada para a Internet. Os cursos, divididos em blocos, são constituídos por módulos temáticos que envolvem tanto aspectos da história recente da rede, como recursos e possibilidades técnicas típicas da produção autoral deste meio.
Estão previstos comentários teóricos, discussões sobre o potencial expressivo, social e político das novas mídias, bem como apresentações comentadas de trabalhos nacionais e internacionais em várias vertentes.
Daniel Sêda e Giselle Beiguelman são os convidados que participam das discussões específicas sobre arte na Internet. Usando seus trabalhos como modelo de referência, o conceito de blogs e os processos colaborativos com os novos sistemas de comunicação móvel e sem fio são apresentados e analisados pelos artistas.

Panorama do design - design no século xx
Marieta Ferber
Público-alvo: estudantes, artistas, interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 14 de março a 30 de maio de 2006
Horário: terças, das 15h às 18h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
O curso apresenta os expoentes do design e suas principais obras em algumas vertentes como o desenho de mobiliário residencial e urbano, de objetos, de cenários e gráfico, contornando os movimentos culturais vigentes no século XX. Por meio de projeções, alguns textos e discussões, as aulas teóricas incentivam reflexões e os exercícios em aulas práticas. A idéia é focar a prática do design na vanguarda européia - Dadaísmo e Surrealismo, no construtivismo Russo, De Stijl, Bauhaus, movimento Moderno na Europa e no Brasil, Pop e Pós-Moderno.

PINTURA: PRÁTICA E REFLEXÃO
PAULO PASTA
Público-alvo: alunos selecionados por portfólio
Duração: 3 meses
Período: de 15 de março a 31 de maio de 2006
Horário: quartas, das 19h às 22h
Vagas: 25
Valor: R$ 150/mês
A pintura é um trabalho investigativo no qual as idéias pré-concebidas não valem muito sem a justa resposta do fazer. Pinta-se, assim, para se poder ver - e não o contrário - e a próxima pintura, ou a do futuro nascerá da anterior, da experiência passada; e desta forma, quase sempre, vamos precisar de tempo para compreender o que fizemos. Ela, a pintura, lança uma luz no exato lugar onde estamos. Para frente, quase nunca: progredimos à medida que o trabalho também progride. Estes são alguns dos principais aspectos abordados no curso, que busca equilibrar a reflexão e a prática. O propósito é ajudar o aluno a pensar seu trabalho e, ao mesmo tempo, oferecer uma interlocução que lhe proporcione meios importantes de tornar rico e revelador seu diálogo com a própria obra.

A metamorfose da imagem
Márcia Xavier
Público-alvo: estudantes, artistas, interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 15 de março a 31 de maio de 2006
Horário: quartas, das 19h às 22h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
Um curso sobre o percurso da fotografia nas artes plásticas.
Aulas práticas (6) e teóricas (6) intercaladas:
Teóricas, com projeção de imagens e texto:
· Vanguardas (Russa, Dada, Surrealismo)
· Pop Arte e Arte Conceitual
· Auro retrato (Cindy Sherman, John Coplans e Ana Mendieta)
· Fotografia Moderna brasileira
· Fotografia Contemporânea brasileira
Práticas, exercícios baseados nas aulas teóricas.

Pintura e seu processo criativo
Marina Saleme
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 15 de março a 31 de maio de 2006
Horário: quartas, das 14h às 17h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
Potencializar o processo criativo é o objetivo deste curso para os interessados na pintura como linguagem e pensamento. Por meio de aulas práticas, em ateliê, e com propostas coletivas são abordados os fundamentos da pintura como cor, espaço, figura, fundo, figuração e abstração. A idéia é explorar as diferentes possibilidades dos materiais, técnicas e suportes, conforme o projeto e o interesse de cada aluno, enfatizando assim a criação e a expressão individual. Livros e catálogos de artistas selecionados são apresentados no início das aulas para dialogar com cada proposta de trabalho e também proporcionar ao grupo um panorama visual da pintura contemporânea e as eventuais relações com trabalho que o aluno pretenda realizar.

Curso de monotipia
Dudi Maia Rosa
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 16 de março a 1 de junho de 2006
Horário: quintas, das 18h30 às 21h30
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
A monotipia é uma técnica que proporciona um contato alternativo com questões da pintura. A simplicidade de sua fatura permite uma livre experimentação de composições formais e cromáticas e encaminha os resultados para discussões diretas. Os materiais trabalhados no curso cabem ao aluno trazê-los: vidro ou acrílico; tinta a óleo; pincéis; papel tipo vergê; e estopa e querosene para limpeza.
O espaço, no caso da monotipia é considerado pela própria realidade do suporte e revelado pelo tamanho do papel da impressão. Um espaço não representativo e sem virtualidade, mas carregado de imaginação.

Curso de escultura
Márcia Pastore
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 16 de março a 1 de junho de 2006
Horário: quintas, das 19h às 22h
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
Esse curso discute a escultura a partir de sua relação com o espaço. O objetivo é a experimentação em ateliê, por meio de exercícios práticos que estimulam o desenvolvimento da habilidade seletiva e crítica a partir da observação. Inclui comentários e debates sobre os artistas que problematizaram, sobretudo, a questão do espaço em sua obra.

História da Arte Moderna e Contemporânea - uma introdução
Rafael Campos Rocha
Público-alvo: artistas em formação e interessados em geral
Duração: 3 meses
Período: de 16 de março a 1 de junho de 2006
Horário: quintas, das 14h30 às 17h30
Vagas: 20
Valor: R$ 150/mês
O curso procura esclarecer ao interessado os aspectos e as intenções da arte contemporânea por meio de sua história. Do modernismo de Manet até os dias de hoje, são analisados os principais artistas, suas contribuições e o seu significado dentro do contexto cultural e histórico. As aulas são expositivas, com o auxílio de imagens das principais obras e de um resumo da aula com bibliografia usada pelo professor.
O desenvolvimento das diversas noções de espaço, que acompanham as relações materiais que as criaram, é abordado no curso como parte fundamental para o desenvolvimento das próprias linguagens artísticas do século XIX até a arte contemporânea.

Aula 1- Manet e a vida moderna.
Aula 2 - O impressionismo de Monet a Cézanne
Aula 3 - O expressionismo e Matisse
Aula 4 - Picasso e o modernismo
Aula 5 - Vertentes da pintura abstrata: Kandinsky, Malevich e Mondrian
Aula 6 - O expressionismo abstrato: de Pollock a Barnett Newmann
Aula 7 - Arte pop
Aula 8 - Instalação e o Minimalismo
Aula 9 - Arte brasileira dos anos 30 e 40
Aula 10 - Concretismo e Neoconcretismo: o Brasil dos anos 50
Aula 11 - Joseph Beuys e a arte européia dos anos 60
Aula 12 - Pós-modernismo e neo-expressionismo: Um ensaio da arte atual

Tardes de arte
Walkiria Barone
Público-alvo: crianças a partir de 5 anos
Duração: 3 meses
Período: de 16 de março a 1 de junho de 2006
Horário: quintas, das 14h às 17h
Vagas: 15
Valor: R$ 150/mês
Em um espaço especial, durante três horas, são experimentadas várias técnicas, em seqüências dinâmicas e interativas. O curso inclui Modelagem - argila,massinha ou legumes -, Desenho de Observação, intercalados com História da Arte, e a partir destas informações referenciais chega-se à Pintura (gauche sobre canson) ou à Colagem (com papéis, tecidos, objetos). Cada aluno recebe acompanhamento individual em todas as atividades.

Posted by João Domingues at 4:32 PM

Inscrições: Curso O Processo Criativo - 2006/1, com Charles Watson no Parque Lage, Rio de Janeiro

Curso O Processo Criativo - 2006/1
Charles Watson - Professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Palestrantes convidados:
Agnaldo Farias - Professor da USP, curador do Instituto Tomie Ohtake SP
Lia Rodriguez - Coreógrafa
Eduardo Costa - Artista Plástico
Luiz Alberto Oliveira - Pesquisador do Centro Brasileiro de Pesquisa Física - CBPF; Fernando Cocchiarale - Curador do MAM-RJ, professor da PUC-RJ

Inscrições abertas
Período do curso: 6 de março a 24 de maio de 2006

Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro - RJ
Inscrições: 21-2538-1879/1091
Informações: 21-2553-3748 / 9224 ou wats352@attglobal.net
Horário: segundas e quartas, 19h30-21h30

O Processo Criativo

Desde 2004 recomendado pelo University of the Arts London e suas escolas de arte afiliadas - Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Communications - como um curso de preparação para bacharelado / mestrado em arte.

De natureza interdisciplinar, o curso tem o objetivo de demonstrar vários aspectos do processo criativo e como se manifestam nas mais diversas disciplinas. Para isso contamos com a contribuição de profissionais de diferentes áreas como inteligência artificial, cosmologia, física, dança e arte. Amplamente ilustrado com textos e vídeos, o curso mostra que a semelhança entre as dinâmicas criativas em áreas diversas supera frequentemente a diferença entre as linguagens. Entendendo mecanismos que podem limitar nossas possibilidades criativas, podemos pensar e discutir estratégias que, ludicamente, podem contornar essas tendências.

O Workshop é dirigido a todos que se interessam pelo processo criativo e para quem a geração de novas idéias se tornou fundamental, seja em nível profissional ou simplesmente pessoal.

Programação

O curso vai partir da análise dos seguintes tópicos:

1ª Parte:
Considerações Gerais:
Definições da Criatividade na história
Relação de Criatividade com Limites

Processos Perceptuais:
Modelo do Universo / Fisiologia da percepção (Gregory / Dawkins)
Classificação & Estereotipagem: (Vendo o que espera ver ou Quando só lhe resta um martelo, tudo parece com prego.)
Dificuldade em Isolamento do Problema
Limitando a área do problema
Olhar do outro / o passo para trás / o segundo olhar
Saturação: 1 & 2:
- Saturação 1 (como problema)
- Saturação 2 (como solução) (Tehching Hsieh, Jan Fabre, Opalka, Long, sisyphus o herói existencial)
Estímulos sensoriais alternativos
- Einstein e imagens musculares e visuais / Nicolas
- Nicolas Tesla & visualização

Processos Emocionais:
Gene inútil (a analogia evolutiva) (Csikszentmihaly / Dawkins) / Sistemas não lineares (Luiz Alberto Oliveira)
Motivação (Intrínseca / extrínseca, a cenoura ou o chicote)
- Motivação Extrínseca:
- Motivação Intrínseca:
Flow (Fluxo) / Autotelismo (Csikszentmihaly)
A engenharia do erro
Julgamento / avaliação prévia
A importância de não ter nada a perder
Ansiedade (dificuldade em gestação)
Convicão vs. Compulsão
Persistência
A habilidade em mudar de objetivo

Culturais / Ambientais:
Tabu
Humor / o encontro de duas matrizes mutuamente exclusívas (Arthur Koestler)
Multiplas inteligências (Howard Gardner):
inteligência linguística
inteligência musical
inteligência / lógica-matemática
inteligência espacial
inteligência corporal / cinestético
inteligências pessoais (inteligência intrapessoal / inteligência Interpessoal)
Meio propício
Fantasia vs. realidade
Razão vs. intuição / polo subjetivo, polo objetivo
Tradição vs. mudança

Transfiguração do Lugar Comum:
Michel Groissman
Lia Rodrigues
Oldenburg
Man Ray
Arthur Danto
Castanêda

2ª Parte:
Estratégias:
Geração de Alternativas
Fragmentação / deconstrução
Re-estruturamento
Criando obstáculos para digestão
Infraestrutura tácita (David Bohm)
Pontuando o mundo / Observação precisa / Pedágio de Pensamentos
Inversão
Estímulo aleatório
Analogia
Visualização
- Imaginação
- Desenho: (como meio de pensar)
- Manipulação
Linguagem Adequada
Necessidade de um problema / o problema como limite / o prolema como forma
Brainstorming

Posted by João Domingues at 11:55 AM | Comentários (3)

fevereiro 17, 2006

Inscrições: Curso Arte, Mito e Rito no Século XX, com Veronica Stiggerna na FAAP, São Paulo

Curso Arte, Mito e Rito no Século XX, com Veronica Stigger

Inscrições abertas

Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Alvares Penteado - FAAP
Rua Alagoas 903, Prédio 1, 01242902, São Paulo - SP
11-3662-7313 ou infoartesdigitais@faap.br
Curso: 14 de março a 9 de maio de 2006; terças-feiras, 14-17h
Carga horária: 9 aulas - 27 horas
Preço: R$ 415

Veronica Stigger: Curso Arte, Mito e Rito no Século XX na FAAP

A escritora e professora Veronica Stigger ministrará, de 14 de março a 9 de maio, sempre às terças-feiras, o curso Arte, Mito e Rito no Século XX. O curso, realizado na FAAP (Rua Alagoas, 903 - São Paulo), é aberto a todos os interessados, sem necessidade de vínculo com a faculdade. Conhecida sobretudo por sua obra ficcional (seu primeiro livro, O trágico e outras comédias, foi editado em Portugal antes mesmo de sair no Brasil), Veronica Stigger é doutora em Teoria e Crítica da Arte pela USP e integrante da diretoria da Associação Brasileira de Críticos de Arte. O presente curso baseia-se em sua tese de doutorado, na qual estuda a renovação das relações entre arte, mito e rito nas obras de Piet Mondrian, Kasimir Malevitch, Kurt Schwitters e Marcel Duchamp, quatro dos principais artistas da modernidade.

Sabemos que a relação entre arte, mito e rito tem-se mostrado, ao longo da história, tão constante e fundamental quanto aquela outra, sintetizada no conceito de mímesis, entre arte e realidade. Mas podemos nos perguntar se esta relação se mantém na modernidade, a qual se define precisamente por um processo de secularização. O vínculo arte-mito-rito chega aos nossos dias? Se sim, de que forma? Em que formas? O objetivo deste curso é analisar de que maneira as conexões entre estes três modos de produção simbólica - a arte, o mito e o rito - se renovaram no século XX.

Veronica Stigger: Curso Arte, Mito e Rito no Século XX na FAAP - Programa

1. A relação entre arte, mito e rito ao longo da história da arte
2. Teorias do mito, do rito e do sagrado no século XX
3. A relação entre arte, mito e rito no início do século XX: o mito como motivo de representação. Picasso e a mitologia greco-romana
4. A relação entre arte, mito e rito no início do século XX: o mito e o rito como formas. Os manifestos e as manifestações das vanguardas históricas européias
5. Mondrian e a dimensão mítica
6. Malevitch e a dimensão mítica
7. Schwitters e a dimensão ritual
8. Duchamp e a dimensão ritual
9. Possíveis desdobramentos da dimensão mítica e da dimensão ritual na arte posterior

Posted by João Domingues at 4:37 PM

Inscrições: Seminário Internacional Arte no Pensamento no Vale do Rio Doce, Vila Velha

Inscrições: Seminário Internacional Arte no Pensamento

Inscrições abertas

Museu Vale do Rio Doce
Antiga Estação Pedro Nolasco, s/n, Argolas, Vila Velha - ES
27-3246-1443
Inscrições: www.artenopensamento.org.br
Realização: Fundação Vale do Rio Doce
Patrocínio: Cia Vale do Rio Doce
Coordenação acadêmica: Prof. Fernando Pessoa
Produção: Suzy Muniz Produções
Seminário Internacional Arte no Pensamento: 13 a 17 de março de 2006

Seminário Internacional Arte no Pensamento no Vale do Rio Doce

Durante a semana de 13 a 17 de março de 2006, estarão reunidos, pela primeira vez, no Museu Vale do Rio Doce, renomados professores doutores em filosofia de 12 universidades - nove brasileiras e três estrangeiras -, estudiosos das mais representativas linhas filosóficas em torno do tema da arte. A partir do pensamento dos mais importantes filósofos da história - Platão, Aristóteles, Kant, Schiller, Walter Benjamin, Adorno, Nietzsche e Heidegger -, o Seminário Internacional Arte no Pensamento propõe um debate reflexivo sobre o papel e a função da arte no mundo ocidental.

Durante cinco dias, a arte, personagem permanente da reflexão filosófica, será objeto de reflexão, investigação e debate. As conferências serão realizadas em dois eixos principais. O eixo vertical é composto de palestras sobre como oito dos mais importantes filósofos da história ocidental investigaram a questão da arte em nossa civilização. No eixo horizontal, teremos mesas-redondas para abordar a arte no pensamento antigo, moderno e contemporâneo. O objetivo é fazer uma exposição da arte no Ocidente a partir de duas perspectivas complementares: estudar oito dos mais importantes filósofos que investigaram essa questão e refletir sobre como a arte é pensada na filosofia antiga, moderna e contemporânea.

Seminário Internacional Arte no Pensamento no Vale do Rio Doce - Programação:

13 de março, segunda-feira, 19-21h

Conferência Arte no pensamento - Françoise Dastur (Université de Nice - Sophia Antipolis)
Lançamento do livro Arte no pensamento

14 de março, terça-feira

14-15h45
Seminário 1 - Arte no pensamento de Platão - Luís Felipe Bellintani Ribeiro (UFSC)

16h15-18h
Seminário 2 - Arte no pensamento de Aristóteles - Fernando Santoro (UFRJ)

19-22h
Mesa 1 - Arte no pensamento contemporâneo - Rodrigo Duarte (UFMG) e Maria Cristina Franco Ferraz (UFF) - Debatedor: Bernardo Barros Coelho de Oliveira (UFES)

15 de março, quarta-feira

14-15h45
Seminário 3 - Arte no pensamento de Kant - Pedro Costa Rego (UFPR)

16h15-18h
Seminário 4 - Arte no pensamento de Schiller - Ricardo Barbosa (UERJ)

19-22h
Mesa 2 - Arte no pensamento contemporâneo - Gilvan Fogel (UFRJ), Celso Fernando Favaretto (USP) e Fernando Pessoa (UfES)

16 de março, quinta-feira

14-15h45
Seminário 5 - Arte no pensamento de Walter Benjamin - Bernardo Barros Coelho de Oliveira (UFES)

16h15-18h
Seminário 6 - Arte no pensamento de Adorno - Márcio Seligmann-Silva (Unicamp)

19-22h
Mesa 3 - Arte no pensamento moderno - Márcia Schuback (Södertörns University College - Suécia) e Virgínia Araújo Figueiredo (UFMG) - debatedor: Pedro Costa Rego (UFPR)

17 de março, sexta-feira

14-15h45
Seminário 7 - Arte no pensamento de Nietzsche - Oswaldo Giacóia Júnior (Unicamp)

16h15-18h
Seminário 8 - Arte no pensamento de Heidegger - Acylene Maria Cabral Ferreira (UFBA)

19-22h
Mesa 4 - Arte no pensamento antigo - John Sallis (Pennsylvania State University), Emmanuel Carneiro Leão (UFRJ) e Carla Francalanci (UFES)

Posted by João Domingues at 11:37 AM