Página inicial

Salões & Prêmios

 


agosto 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

novembro 30, 2010

Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas - Edição 2011/2012 - Inscrições e informações para o artista

Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas - Edição 2011/2012

As inscrições para o Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas - Edição 2011/2012 foram prorrogadas até 10 de janeiro de 2011. O prêmio tem inscrições gratuitas e contempla os artistas vencedores com uma bolsa de trabalho de R$ 30 mil.

Inscrições até 10 de janeiro de 2011

Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas
Gerência de Cultura SESI/DN
SBN Quadra 1 Bloco C, Ed. Roberto Simonsen, 10º andar, Brasília - DF 70040-903
0800-610606 ou premioartesplasticas@sesi.org.br
www.sesi.org.br/premioartes

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS:
- concessão de 5 (cinco) bolsas de trabalho a artistas plásticos para que desenvolvam e aprofundem sua produção durante um período de 12 (doze) meses;

- acompanhamento por críticos e curadores do trabalho dos artistas agraciados com o Prêmio;
organização de exposição itinerante com os trabalhos desenvolvidos durante o período de concessão do Prêmio;

- Cada artista selecionado receberá, a título de bolsa de trabalho, o montante de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), pago em 4 (quatro) parcelas trimestrais, sendo as 2 (duas) primeiras no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada, e as 2 (duas) últimas no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) cada.

CUSTOS OPERACIONAIS:
- A ficha de inscrição, juntamente com toda a documentação obrigatória descrita no Capítulo 4, deverá ser enviada pelos Correios, em carta registrada, ou por serviços de entrega expressa, com Aviso de Recebimento (AR) ou equivalente.

- O artista nteressado em concorrer ao Prêmio deve encaminhar, no ato de solicitação de inscrição, as informações e os documentos abaixo indicados, reunidos em um único envelope lacrado e indevassável:

• Ficha de inscrição original ou fotocopiada devidamente preenchida e assinada
• Cópia da Carteira de Identidade ou, sendo estrangeiro, cópia da Cédula de Identidade de Estrangeiro na condição de permanente no território nacional.
• Cópia do CPF – Cadastro de Pessoa Física.
• Documento ou declaração que comprove que o artista resida no Brasil.
• Etiqueta autoadesiva devidamente endereçada (nome, endereço e CEP) para retorno dos portfólios aos artistas não premiados.
• Curriculum vitae do artista em até 3 (três) páginas em formato A4.
• Portfólio com documentação fotográfica da obra do artista, apresentando entre 10 (dez) e 20 (vinte) imagens (ampliações fotográficas, preferencialmente no formato 20 cm x 25 cm, e/ou impressões no tamanho máximo A4).

- As imagens mencionadas no Item 4.1 devem conter, no verso, as seguintes informações: autor; título da obra; data; dimensões em centímetros (altura, largura e profundidade); técnica e materiais utilizados.

- Os trabalhos cujo registro exija imagens em movimento (performance, videoarte e/ou instalação) deverão ser encaminhados em CD com até 15 (quinze) minutos de duração. Trabalhos com duração superior deverão ser editados para até 15 (quinze) minutos.

- Os portfólios dos artistas premiados não serão devolvidos e serão incorporados ao acervo do Prêmio.

REGULAMENTO

Capítulo 1 – Do Objetivo
1.1 O PRÊMIO CNI SESI MARCANTO NIO VILAÇA PARA AS ARTE S PLÁSTICAS, promovido pela Confederação Nacional da Indústria – CNI e pelo Serviço Social da Indústria – SESI, tem como objetivo:

• contribuir para a interação entre a atividade cultural e o desenvolvimento econômico do país, estimulando a produção artística por meio das seguintes iniciativas;

1.1.1 concessão de 5 (cinco) bolsas de trabalho a artistas plásticos para que desenvolvam e aprofundem sua produção durante um período de 12 (doze) meses;
1.1.2 acompanhamento por críticos e curadores do trabalho dos artistas agraciados com o Prêmio;
1.1.3 organização de exposição itinerante com os trabalhos desenvolvidos durante o período de concessão do Prêmio;
1.1.4 edição de catálogo do Prêmio;
1.1.5 edição de material educativo para as etapas de itinerância do Prêmio.
1.2 O Prêmio será bienal e realizado por intermédio de 5 (cinco) órgãos colegiados, a saber: Conselho Executivo, Comissão Organizadora, Comissão de Seleção, Comissão de Premiação e Comissão de Acompanhamento.

Capítulo 2 – Dos Participantes
2.1 Poderá inscrever-se pessoa física residente no Brasil e responsável pela criação e execução de suas obras, desde que atenda aos seguintes requisitos:
2.1.1 ser brasileiro nato ou naturalizado, ou, sendo estrangeiro, possuir visto de permanência definitiva há mais de 5 (cinco) anos e Registro Nacional de Estrangeiros (RNE) na forma do Estatuto dos Estrangeiros (Lei Federal no 6.815/80);
2.1.2 enquadrar-se em pelo menos 1 (uma) das 3 (três) seguintes hipóteses:
• ter realizado até e não mais que 5 (cinco) exposições individuais em galerias comerciais;
• ter até 15 (quinze) anos ininterruptos de atividade no circuito artístico, a contar de sua primeira participação em mostra coletiva;
• ter nascido em ou após 1962.
2.2 O Prêmio aceita a inscrição de grupos artísticos, desde que se enquadrem em pelo menos 1 (uma) das 2 (duas) primeiras hipóteses citadas no Item 2.1.2.
2.2.1 A inscrição de um grupo deverá ser feita por um de seus membros, ficando ele responsável por todas as negociações e contratos firmados entre o grupo e a organização do Prêmio.
2.3 Os participantes menores de 18 (dezoito) anos deverão apresentar autorização escrita dos pais ou responsáveis, salvo os emancipados.
2.4 Os membros do Conselho Executivo, das Comissões Organizadora, de Seleção, de Premiação e de Acompanhamento não poderão se inscrever no Prêmio.
2.5 O artista premiado em uma edição não poderá participar das edições posteriores do Prêmio.

Capítulo 3 – Das Inscrições
3.1 As inscrições são gratuitas e estarão abertas no período de 13 de setembro a 10 de dezembro de 2010.
3.2 A ficha de inscrição, juntamente com toda a documentação obrigatória descrita no Capítulo 4, deverá ser enviada pelos Correios, em carta registrada, ou por serviços de entrega expressa, com Aviso de Recebimento (AR) ou equivalente, para o seguinte endereço:

PRÊMIO CNI SESI MARCANTONIO VILAÇA
PARA AS ARTES PLÁSTICAS
SBN Quadra 1 Bloco “C” Ed. Roberto Simonsen, 10o andar.
Gerência de Cultura SESI/DN Brasília DF
CEP 70040-903

3.3 Serão consideradas válidas as inscrições postadas até a data de encerramento prevista no Item 3.1, considerando-se, para esse fim, a data registrada no carimbo dos Correios ou do serviço de entrega.
3.4 Não será aceita inscrição realizada por fax, e-mail ou pessoalmente.
3.5 O ato de inscrição no processo seletivo implica a aceitação pelo artista de todas as condições deste Regulamento.
3.6 Ao inscrever-se, o artista autoriza a Comissão Organizadora a reproduzir total ou parcialmente o material enviado (imagens e textos) para utilização na divulgação do Prêmio.
3.7 É de responsabilidade única, exclusiva e irrestrita do artista inscrito, a veracidade das informações por ele prestadas no ato de inscrição e a observância e regularização de toda e qualquer questão concernente à Lei de Direitos Autorais (Lei Federal no 6.910/98) no que se refere à documentação encaminhada, bem como às obras resultantes do PRÊMIO CNI SESI MARCANTO NIO VILAÇA PARA AS ARTE S PLÁSTICAS.

Capítulo 4 – Da Documentação Obrigatória
4.1 O interessado em concorrer ao Prêmio deve encaminhar, no ato de solicitação de inscrição, as informações e os documentos abaixo indicados, reunidos em um único envelope lacrado e indevassável.
• Ficha de inscrição original ou fotocopiada devidamente preenchida e assinada.
• Cópia da Carteira de Identidade ou, sendo estrangeiro, cópia da Cédula de Identidade de Estrangeiro na condição de permanente no território nacional.
• Cópia do CPF – Cadastro de Pessoa Física.
• Documento ou declaração que comprove que o artista resida no Brasil.
• Etiqueta autoadesiva devidamente endereçada (nome, endereço e CEP) para retorno dos portfólios aos artistas não premiados.
• Curriculum vitae do artista em até 3 (três) páginas em formato A4.
• Portfólio com documentação fotográfica da obra do artista, apresentando entre 10 (dez) e 20 (vinte) imagens (ampliações fotográficas, preferencialmente no formato 20 cm x 25 cm, e/ou impressões no tamanho máximo A4).
4.2 As imagens mencionadas no Item 4.1 devem conter, no verso, as seguintes informações:
• autor;
• título da obra;
• data;
• dimensões em centímetros (altura, largura e profundidade);
• técnica e materiais utilizados.
4.3 Também será aceito, na inscrição, material ilustrativo complementar, como catálogos, fôlder e artigos em revistas ou jornais.
4.4 Os trabalhos cujo registro exija imagens em movimento (performance, videoarte e/ou instalação) deverão ser encaminhados em CD com até 15 (quinze) minutos de duração. Trabalhos com duração superior deverão ser editados para até 15 (quinze) minutos.
4.5 Nesta edição, não serão aceitos trabalhos em webarte.
4.6 Não será aceita a entrega de obras originais na inscrição.
4.7 Os portfólios dos artistas premiados não serão devolvidos e serão incorporados ao acervo do Prêmio.

Capítulo 5 – Do Conselho Executivo
5.1 O Conselho Executivo é formado por 3 (três) membros, tendo como Secretário-Geral o Sr. Marcos Vinicios Vilaça, que designará um outro membro do Conselho (subsecretário). O terceiro membro será necessariamente indicado pela Confederação Nacional da Indústria – CNI e presidirá o Conselho.
5.2 O Secretário-Geral, a quem compete a supervisão das ações do Conselho Executivo, substituirá o Presidente em seus impedimentos.
5.3 Caberá ao Conselho Executivo: designar os membros das Comissões, bem como acompanhar os trabalhos dessas Comissões; divulgar o resultado final do Prêmio e solucionar as controvérsias ou pendências encaminhadas pela Comissão Organizadora, bem como os casos omissos deste Regulamento.

Capítulo 6 – Da Comissão Organizadora
6.1 Caberá à Comissão Organizadora, composta por 5 (cinco) membros, sendo um deles necessariamente indicado pela Confederação Nacional da Indústria – CNI, as seguintes atribuições: receber as inscrições; conferir a regularidade da documentação encaminhada, de acordo com o Capítulo 4 deste Regulamento; instalar as Comissões de Seleção, de Premiação e de Acompanhamento; viabilizar a realização de reuniões para seleção dos artistas inscritos; repassar os recursos do Prêmio aos artistas premiados; resolver controvérsias, dúvidas ou pendências advindas do processo de seleção, premiação e/ou do acompanhamento dos artistas; viabilizar a realização de exposição itinerante com obras dos artistas premiados; viabilizar a publicação de catálogo com trabalhos dos artistas premiados; zelar pelo
bom andamento de toda a ação educativa, divulgar na imprensa todas as etapas do Prêmio; zelar pelo cumprimento deste Regulamento e providenciar suas eventuais modificações.

Capítulo 7 – Da Comissão de Seleção
7.1 A Comissão de Seleção será formada por 3 (três) membros indicados pelo Conselho Executivo e terá as seguintes atribuições: examinar os portfólios enviados e realizar uma primeira seleção entre os artistas postulantes ao Prêmio.
7.2 Os integrantes da Comissão de Seleção poderão ser substituídos a qualquer tempo, em caso de impossibilidade de participação, por outros profissionais igualmente idôneos.
7.3 Os critérios adotados, bem como a justificativa para a escolha dos artistas selecionados, serão objeto de reunião da Comissão de Seleção, tendo sua fundamentação registrada em ata.

Capítulo 8 – Da Comissão de Premiação
8.1 A Comissão de Premiação será formada por 3 (três) membros indicados pelo Conselho Executivo e terá as seguintes atribuições: examinar os portfólios previamente selecionados pela Comissão de Seleção e escolher os 5 (cinco) artistas que serão contemplados com o Prêmio.
8.2 Os integrantes da Comissão de Premiação poderão ser substituídos a qualquer tempo, em caso de impossibilidade de participação, por outros profissionais igualmente idôneos.
8.3 Os critérios adotados, bem como a justificativa para a escolha dos artistas premiados, serão objeto de reunião da Comissão de Premiação, tendo sua fundamentação registrada em ata.
8.4 Os artistas premiados serão formalmente comunicados pela Comissão Organizadora.

Capítulo 9 – Da Comissão de Acompanhamento
9.1 A Comissão de Acompanhamento será composta por 5 (cinco) membros indicados pela Comissão Organizadora, sendo que cada um deles acompanhará o trabalho de um dos artistas premiados.
9.2 A Comissão de Acompanhamento terá as seguintes atribuições: acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos dos 5 (cinco) artistas premiados durante o período de concessão da bolsa de trabalho, fixando com cada um dos artistas uma agenda prévia de trabalho e visitas; redigir texto a ser utilizado no catálogo do Prêmio, bem como em todo o material de divulgação que se fizer necessário; auxiliar os artistas premiados na escolha dos trabalhos que farão parte da exposição; participar da escolha dos trabalhos a serem doados aos museus, conforme previsto no Capítulo 11 deste Regulamento; elaborar relatórios sobre o desenvolvimento do trabalho dos artistas premiados.
9.3 A Comissão de Acompanhamento poderá ser formada por membros das Comissões de Seleção e de Premiação.

Capítulo 10 – Da Bolsa de Trabalho
10.1 Cada artista selecionado receberá, a título de bolsa de trabalho, o montante de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), pago em 4 (quatro) parcelas trimestrais, sendo as 2 (duas) primeiras no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada, e as 2 (duas) últimas no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) cada.
10.2 O valor da bolsa é fixo e não reajustável.
10.3 O pagamento da bolsa será efetuado contra recibo emitido pelo artista e está condicionado à apresentação de relatórios elaborados pela Comissão de Acompanhamento.
10.4 Após o recebimento da segunda parcela, o artista premiado deverá indicar, por meio de relatório, as obras que irão compor o núcleo da exposição itinerante, bem como seus proprietários (caso as obras não pertençam ao próprio artista). O pagamento das terceira e quarta parcelas do Prêmio está condicionado ao recebimento desse relatório.
10.5 O período de concessão da bolsa é de 12 (doze) meses.
10.6 A periodicidade é bienal, sendo que, no primeiro ano, serão concedidas as bolsas e, no segundo ano, será realizada exposição itinerante com obras dos artistas premiados e publicado o catálogo do Prêmio.
10.7 O artista premiado que, por motivo de força maior, vier a desistir da bolsa, durante o período de concessão, deverá restituir em até 30 (trinta) dias a totalidade dos recursos até então recebidos. Em caso de atraso na restituição, ficará o artista sujeito às medidas judiciais cabíveis.
10.8 Caberá à Comissão Organizadora determinar as medidas a serem tomadas em caso de desistência da bolsa durante o seu período de concessão.
10.9 A divulgação dos artistas selecionados será feita em fevereiro de 2011.
10.10 A divulgação dos artistas premiados será feita em março de 2011.

Capítulo 11 – Da Exposição
11.1 Os 5 (cinco) artistas vencedores de cada edição do PRÊM IO CNI SESI MARCANTO NIO VILAÇA PARA AS ARTES PLÁSTICAS comprometem-se a participar de uma exposição coletiva itinerante, para a qual cederão obras de sua autoria, realizadas ou não no período de vigência do Prêmio.
11.2 As obras a serem utilizadas na exposição serão definidas de comum acordo entre o artista e a Comissão de Acompanhamento e a Comissão Organizadora do Prêmio.
11.3 As obras serão embaladas e transportadas por empresa especializada, para que seja garantida a integridade física das peças em todo o itinerário da exposição.
11.4 A montagem, operação, manutenção e desmontagem das obras que exijam tratamento especial ficarão a cargo do artista selecionado, o qual deve se comprometer a cumprir um cronograma a ser estipulado pela Comissão Organizadora do PRÊMIO CNI SESI MARCANTO NIO VILAÇA PARA AS ARTE S PLÁSTICAS.
11.5 Os promotores do Prêmio, por intermédio da Comissão Organizadora, serão responsáveis pelos custos de seguro, transporte e embalagem das obras selecionadas para a exposição itinerante.
11.6 O artista premiado compromete-se a doar um dos seus trabalhos integrantes da exposição a um dos museus que sediarem a exposição itinerante do Prêmio, assinando, para tal, termo de doação.
11.7 A escolha do trabalho a ser doado, assim como do museu que o receberá, ficará a cargo da Comissão Organizadora, de comum acordo com o artista e com a instituição que o receberá.
11.8 A montagem e a desmontagem da exposição, bem como sua proposta curatorial, ficarão a cargo da Comissão Organizadora, da Comissão de Acompanhamento e da equipe técnica da instituição que abrigar a exposição, em parceria com o artista.
11.9 A Comissão Organizadora pode não aceitar obras que exijam cuidados especiais de segurança ou que ofereçam qualquer tipo de risco à segurança dos visitantes e à integridade da instituição que abrigar a exposição.
11.10 A Comissão Organizadora pode ainda não aceitar obras realizadas com materiais perecíveis, que prejudiquem a apresentação de outros trabalhos ou que comprometam a integridade física do local, bem como de seus funcionários e visitantes.
11.11 As obras remanescentes serão devolvidas ao artista apenas ao final da última etapa da exposição itinerante.
11.12 A Comissão Organizadora do Prêmio supervisionará a produção de todo o material de divulgação do evento, como releases, convites e catálogo com trabalhos dos artistas premiados.
11.13 A Comissão Organizadora reserva-se o direito de documentar todas as etapas da realização do projeto para eventual utilização desse material na divulgação do evento.

Capítulo 12 – Das Disposições Finais
12.1 Mais informações referentes ao Prêmio poderão ser obtidas no site www.sesi.org.br e pelo e-mail premioartesplasticas@sesi.org.br.
12.2 O artista selecionado firmará contrato com o PRÊMIO CNI SESI MARCANTONIO VILAÇA PARA AS ARTES PLÁSTICAS, contemplando as condições manifestadas neste Regulamento.
12.3 A assinatura da ficha de inscrição implica a aceitação integral deste Regulamento.
12.4 Os promotores do Prêmio poderão delegar, por forma e instrumento adequados, a gestão do Prêmio a terceiros, desde que estes respeitem o presente Regulamento e as decisões do Conselho Executivo e das Comissões.
12.5 As decisões das Comissões são soberanas e irrecorríveis.
12.6 Os casos omissos relativos a este Regulamento serão decididos pela Comissão Organizadora e, em última instância, pelo Conselho Executivo.
12.7 O PRÊMIO CNI SESI MARCANTO NIO VILAÇA PARA AS ARTE S PLÁSTICAS será regido pelo presente Regulamento, que se encontra arquivado no Cartório Marcelo Ribas 1º Ofício de Registros de Títulos e Documentos.

Brasília, 5 de julho de 2010.
Marcos Vinicios Vilaça
Presidente da Comissão Executiva
Cláudia Martins Ramalho
Comissão Organizadora

www.sesi.org.br

FICHA DE INSCRIÇÃO


Posted by Cecília Bedê at 2:20 PM

novembro 19, 2010

Convocatória para gestores de plataformas dependentes ou auto-gestionados do Brasil e America Latina - inscrições e informações

Estão abertas as inscrições para 10 residências artísticas para gestores de plataformas dependentes* ou auto-geridas do Brasil e América Latina no ano de 2011.

Inscrição até 31 de janeiro de 2011

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS: Todos os custos de transporte entre as localidades da residência, hospedagem e um perdiem de R$ 45/dia serão providos.

CUSTOS OPERACIONAIS: Preenchimento da ficha de inscrição, em português ou espanhol. Solicitar no e-mail residencia@capacete.net

Convocatória

Duração: 30 dias em junho ou julho de 2011 a serem divididos entre São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades brasileiras de interesse do grupo selecionado.

Quem poderá concorrer: artistas, curadores, produtores e gestores de todo o Brasil e América Latina que representem plataformas dependentes e organizações auto-geridas. Pede-se comprovação de ao menos 2 anos de atividade. Será contemplado somente um representante de cada organização. Pedimos que o interessado pesquise as atividades do próprio CAPACETE para melhor poder se candidatar www.capacete.net

Prazo de inscrição: 31 de janeiro de 2011.

Valor da bolsa-residência: Todos os custos de transporte entre as localidades da residência, hospedagem e um perdiem de R$ 45/dia serão providos.

Sobre as inscrições:

A ficha de inscrição encontra-se anexada. Poderá se preenchida em português, espanhol

Sobre a seleção e o programa:

A Funarte e o Capacete se aliam nesta iniciativa para promover um campo de discussão e pesquisa para espaços dependentes da América Latina, fomentando novas articulações e redes para estas iniciativas.

Desta vez, o programa terá o seu foco em gestores e produtores - representantes destes espaços dependentes - que atuem há pelo menos dois anos no cenário latino-americano.

A ideia é criar um espaço-tempo de compartilhamento, onde os residentes não somente entrarão em contato com outras iniciativas, artistas e instituições brasileiras, mas também fortalecerão o contato entre si, já que as residências acontecem simultaneamente.

10 espaços/gestores serão contemplados – 3/4 do Brasil e 6/7 da America Latina. Uma vez selecionado, o grupo/gestor será convidado a formatar uma agenda em conjunto com os outros selecionados e o CAPACETE, tendo em vista apresentações públicas das atividades dos respectivos candidatos nas cidades onde irão residenciar (Rio de Janeiro, São Paulo e outras). Palestras, oficinas e outras atividades poderão fazer parte desta residência, de acordo com o interesse do participante.

Uma agenda conjunta será elaborado para desenvolver futuras possiblidades de intercâmbio entre este grupo e/ou outros que serão pesquisados ao longo da residência.

Um profissional ligado ao CAPACETE fará uma visita aos espaços selecionados antes da residência em questão com o intuito de formatar uma agenda de discussão mais direcionada.

As plataformas selecionadas por este edital serão publicadas no nosso site www.capacete.net a partir de fevereiro 2011.

*Por se tratarem de espaços auto-geridos, dependem intrínsicamente de apoios diversos (privados ou públicos) e não obedecem aos mecanismos mercadológicos da produção artística; e portanto dependem muito mais das variações de políticas públicas e sentimentos filantrópicos. Aceitamos candidaturas de curadores/artistas que trabalhem na articulação de artistas e espaços não institucionais.
A dependência é o simulacro da independência.

Posted by Fábio Tremonte at 3:58 PM

novembro 16, 2010

15º Cultura Inglesa Festival - Inscrições e Informações para o artista

Artistas de 62 cidades de São Paulo, Paraná e Santa Catarina têm até 08 de dezembro para inscrever projetos de Artes Visuais do 15o Cultura Inglesa Festival, a ser realizado em junho de 2011. A concepção e criação dos trabalhos devem propor a promoção de integração com a arte britânica.

Inscrição até 8 de dezembro de 2010

Cultura Inglesa - Centro Brasileiro Britânico
Rua Ferreira de Araújo 741, 3º andar, Pinheiros, São Paulo - SP
www.culturainglesasp.com.br/festival

Regulamento
Ficha de inscrição

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS: Cada artista selecionado receberá R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), sem reajuste, para a produção total da exposição, sem a possibilidade de complementação de verba por parte de outro patrocinador.

CUSTOS OPERACIONAIS:
Para participar do 15° EDITAL CULTURA INGLESA FESTIVAL, os interessados deverão encaminhar via postal (com aviso de recebimento), ou entregar pessoalmente, no endereço: ASSOCIAÇÃO CULTURA INGLESA SÃO PAULO, Rua Ferreira de Araújo, n.º 741, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP: 05428-002, A/C de Departamento Cultural, os seguintes materiais:

a) Ficha de inscrição;

b) Projeto de acordo com as diretrizes da área escolhida, conforme determinado nos "Requisitos Específicos" (Item III do presente Regulamento):
- categoria artes visuais – enviar apenas 1 via do projeto

c) Comprovante de residência do participante/representante do grupo (uma única via). Serão considerados comprovantes de residência: conta de luz; conta de telefone; conta de água; extrato bancário;

d)Declaração padrão, disponibilizada pela CULTURA INGLESA, assinada por todos os participantes.

Edital

O 15° edital do CULTURA INGLESA FESTIVAL é promovido pela ASSOCIAÇÃO CULTURA INGLESA SÃO PAULO, com sede na cidade de São Paulo (SP), na Rua Ferreira de Araújo, n.º 741, inscrita no CNPJ sob o n.º61.793.907/0001-40, doravante designada simplesmente CULTURA INGLESA.
I - DO OBJETIVO DO FESTIVAL
1.1. O objetivo do presente festival é estimular e fomentar a criação artística e o intercâmbio de cultura Brasil x Reino Unido nas categorias de Teatro Adulto, Teatro Infantil, Artes Visuais, Cinema Digital e Dança.
II- DA INSCRIÇÃO
2.1. A inscrição para o 15º EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL é gratuita. Podem se inscrever pessoas que residam nas cidades de São Paulo (e região metropolitana, considerada Grande São Paulo), Araçatuba, Arujá, Barueri, Bauru, Biritiba-Mirim, Caieiras, Cajamar, Campinas, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Franca, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarujá, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Jandira, Jundiaí, Juquitiba, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Praia Grande, Presidente Prudente, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Claro, Rio Grande da Serra, Santa Isabel, Salesópolis, Santana do Parnaíba, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Vicente, Sorocaba, Suzano, Taboão da Serra e Taubaté. E também nas cidades de Curitiba, Londrina e Maringá no Paraná; e Blumenau, Florianópolis, Joinville e Itajaí em Santa Catarina. Não é necessário que todas as pessoas envolvidas no projeto residam nas cidades mencionadas, basta que o proponente resida. Os grupos de fora da cidade de São Paulo, se selecionados, arcam com as despesas referentes ao deslocamento para São Paulo, estadia, alimentação e outros gastos enquanto estiverem na cidade. Portanto, essas despesas devem ser consideradas no orçamento apresentado ao festival.
2.2. A inscrição poderá ser realizada por artista individual, grupo e/ou companhia e, somente será permitida 01 (uma) única inscrição para cada proponente. No caso de inscrição de grupo ou companhia, deverá ser eleito um único representante. Para esta edição de 2011, NÃO SERÃO SELECIONADOS PROJETOS DE PROPONENTES OU QUE APRESENTEM DIRETORES E CRIADORES QUE JÁ TIVERAM SUAS PRODUÇÕES E/OU TRABALHOS REALIZADOS DENTRO DO CULTURA INGLESA FESTIVAL NOS ANOS DE 2009 E 2010.
2.2.1. A organização do 15º EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL não admitirá, em nenhuma hipótese, e em tempo algum, que o representante do grupo ou da companhia seja terceiro estranho, sendo vedado, portanto, a
intermediação de agentes, empresários ou quaisquer outros, em todos os assuntos ligados diretamente e/ou indiretamente ao 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL.
2.3. Na hipótese de algum participante ser menor de 18 (dezoito) anos de idade, todos os seus atos, relativos ao 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL, deverão ser validados pelo responsável legal do mesmo, sob pena de desclassificação automática da inscrição, independente de notificação prévia e por escrito da CULTURA INGLESA.
2.4. Para participar do 15° EDITAL CULTURA INGLESA FESTIVAL, os interessados deverão encaminhar via postal (com aviso de recebimento), ou entregar pessoalmente, no endereço: ASSOCIAÇÃO CULTURA INGLESA SÃO PAULO, Rua Ferreira de Araújo, n.º 741, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP: 05428-002, A/C de Departamento Cultural, os seguintes materiais:
a) Ficha de inscrição;
b) Projeto de acordo com as diretrizes da área escolhida, conforme determinado nos "Requisitos Específicos" (Item III do presente Regulamento):
- categoria artes visuais – enviar apenas 1 via do projeto
- categorias teatro adulto e infantil, dança e cinema – enviar 3 vias do projeto
c) Comprovante de residência do participante/representante do grupo (uma única via). Serão considerados comprovantes de residência: conta de luz; conta de telefone; conta de água; extrato bancário;
d)Declaração padrão, disponibilizada pela CULTURA INGLESA, assinada por todos os participantes.
2.1. A Ficha de Inscrição e a Declaração Padrão poderão ser obtidas, gratuitamente, através do site www.cullturainglesasp.com.br/festival;
2.2. O período para inscrição inicia-se em 18 de outubro e encerra-se em 8 de dezembro de 2010, sendo certo que serão automaticamente desclassificadas as inscrições postadas após o prazo final e/ou recebidas após o dia 8 de dezembro de 2010.
2.3. Os projetos inscritos não poderão ser substituídos por outros e nem sofrer alterações quanto ao tema/conteúdo, em hipótese alguma, sob pena de desclassificação imediata, independentemente de comunicação prévia da CULTURA INGLESA.
2.4. Não poderão participar do 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL os funcionários, parentes em 1º grau e afins, do Comitê Seletivo, funcionários da Cultura Inglesa e de todas as empresas envolvidas diretamente com o festival.
3.3. Projeto de Artes Visuais:
3.3.1. O projeto de Artes Visuais deverá propor a apresentação, montagem, execução e/ou exibição da obra ou das obras, dentro do espaço de uma das três Galerias do Centro Brasileiro Britânico instalado em São Paulo, SP (Rua Ferreira de Araújo, 741) e deve ser dirigido ao público a partir de 12 anos de idade, conforme critérios da classificação indicativa do Ministério da Justiça.
3.3.2. A criação ou concepção deve ter integração e/ou apropriação com a cultura britânica de qualquer época e sua apresentação tem que ser inédita no Festival, ou seja, a primeira exibição/exposição da obra deverá acontecer no 15º EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL.
3.3.3. No ato da inscrição devem ser entregues em uma única via:
- memorial descritivo que explique os objetivos, características do trabalho proposto;
- conceito da apropriação;
- descrição dos materiais utilizados;
- medidas das obras propostas;
- forma de montagem e exeqüibilidade com o maior detalhamento possível do projeto e de sua execução;
- portfólio do(s) inscrito(s);
- currículo sucinto do(s) artista(s) (contendo até 2 páginas);
- matérias de jornais referentes a trabalhos anteriores (se houver);
- planilha orçamentária detalhando todas as despesas inerentes à realização do projeto.
IV - DO PROCESSO DE SELEÇÃO
4.1. Todo o processo de avaliação será realizado por um Comitê Seletivo composto por 03 (três) a 05 (cinco) Curadores, especializados nas categorias contempladas no Festival, consagrados em crítica e público, definidos pela CULTURA INGLESA, segundo seus próprios critérios. A comissão não fornecerá parecer técnico sobre os projetos inscritos.
4.2. As inscrições depois de recebidas e aceitas, serão encaminhadas ao Comitê Seletivo, que fará a avaliação de cada projeto de acordo
com o critério exigido em cada uma das categorias descritas no presente regulamento.
4.3. Serão avaliados, selecionados e premiados 03 (três) projetos em cada uma das categorias do 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL, totalizando 15 (quinze) projetos premiados.
5.3. ARTES VISUAIS:
5.3.1. Exposição de cada um dos 03 (três) projetos selecionados no 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL nas galerias de exposição do Centro Brasileiro Britânico (Rua Ferreira de Araújo, 741-Pinheiros). A exposição será realizada entre 21de maio e 19 de junho de 2011. Projetos que apresentem interferências na estrutura das galerias, como retirada das pedras do piso e/ou das colunas, retirada e/ou corte das paredes de madeira, etc, não serão selecionados.
5.3.2. Cada artista selecionado receberá R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), sem reajuste, para a produção total da exposição, sem a possibilidade de complementação de verba por parte de outro patrocinador.
5.3.3. O pagamento do montante será feito em 03 (três) parcelas, conforme cronograma de despesas e produção apresentado pelo próprio selecionado na assinatura do contrato, sendo que entre as parcelas não pode haver intervalo menor do que 30 dias e devem, ainda, observar aos seguintes percentuais: 40% do total do prêmio na primeira parcela, 40% na segunda parcela e 20% na terceira e última parcela.
5.3.4. O artista selecionado tem o dever de realizar a desmontagem de sua exposição no prazo que for definido pela CULTURA INGLESA, caso contrário a obra será desmontada e retirada pelos funcionários do Centro Brasileiro Britânico sem qualquer responsabilidade de manutenção e guarda.
5.3. ARTES VISUAIS:
5.3.1. Exposição de cada um dos 03 (três) projetos selecionados no 15° EDITAL DO CULTURA INGLESA FESTIVAL nas galerias de exposição do Centro Brasileiro Britânico (Rua Ferreira de Araújo, 741-Pinheiros). A exposição será realizada entre 21de maio e 19 de junho de 2011. Projetos que apresentem interferências na estrutura das galerias, como retirada das pedras do piso e/ou das colunas, retirada e/ou corte das paredes de madeira, etc, não serão selecionados.
5.3.2. Cada artista selecionado receberá R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), sem reajuste, para a produção total da exposição, sem a possibilidade de complementação de verba por parte de outro patrocinador.
5.3.3. O pagamento do montante será feito em 03 (três) parcelas, conforme cronograma de despesas e produção apresentado pelo próprio selecionado na assinatura do contrato, sendo que entre as parcelas não pode haver intervalo menor do que 30 dias e devem, ainda, observar aos seguintes percentuais: 40% do total do prêmio na primeira parcela, 40% na segunda parcela e 20% na terceira e última parcela.
5.3.4. O artista selecionado tem o dever de realizar a desmontagem de sua exposição no prazo que for definido pela CULTURA INGLESA, caso contrário a obra será desmontada e retirada pelos funcionários do Centro Brasileiro Britânico sem qualquer responsabilidade de manutenção e guarda.

Posted by Fábio Tremonte at 3:16 PM

novembro 5, 2010

Prêmio Registros - vídeos sobre arte: Os Premiados

Blindagem de Andre Costa
Degrau de Coletivo GIA
Parangolé de Lourival Cuquinha
Menções Honrosas
Selecionados
Regulamento
Patrocinadores


Blindagem, 2002, 06:04
Andre Costa

Verbete biográfico
Formado em Cinema, Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP, professor universitário de Cinema e de Televisão na FAAP. Professor da Pós-Graduação em Criação Visual e Multimídia da USJT. Educador e pesquisador em linguagens audiovisuais. Cineasta e documentarista, É sócio da "Olhar Periférico Filmes", Foi membro do Comitê de Seleção e Programação do 16º Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil - 2007 e membro da Comissão Especial de Seleção de projetos cinematográficos da SAV/Ministério da Cultura - 2009. Recentemente, tem atuado como curador de mostras e festivais de cinema e vídeo, como a Mostravídeo do Itaú Cultural.

Ficha técnica
Direção: Andre Costa
Imagens: Andre Costa, Milena Szafir, Silvio Cordeiro
Edição: Andre Costa e Danilo Concíli
Trilha Sonora Original: Rogério Rochlitz
Realização: Regina Silveira e galeria Brito Cimino
Produção e co-realização: Olhar Periférico

Memorial da obra
Buscando representar a intervenção urbana da artista visual Regina Silveira em que um fusca "blindado" passeia pelas ruas da cidade de São Paulo, este trabalho videográfico acabou por compor a forma própria da performance ao interpelar pessoas na rua, ao fazer da câmera um elemento próprio do acontecimento artístico.

volta ao topo


Degrau, 2009, 05:22
GIA

Verbete biográfico
Aleatoriedade, humor e reflexões a respeito da vida cotidiana e suas singularidades: talvez esses sejam pontos chaves do Grupo de Interferência Ambiental - GIA, coletivo artístico que foge a qualquer tentativa de definição.

O grupo é formado por artistas visuais, designers, arte-educadores e (às vezes) músicos que têm em comum, além da amizade, uma admiração pelas linguagens artísticas contemporâneas e sua pluralidade, mais especificamente àquelas relacionadas à arte e ao espaço público. Pode-se dizer que as práticas do GIA beberam na fonte da arte conceitual, em que o estatuto da obra de arte é negado, em favor do processo e, muitas vezes, da ação efêmera, buscando uma reconfiguração da relação entre o artista e o público.

Ficha técnica
Video : GIA
Música: letras: gia músicos: adilton gomes cristiano figueiró tito fukunaga josé balbino gia coro: adilton, balbino, tininha, akim, gia, ganja, ruiz Gravado e mixado em: ArembaDub Estudios técnicos: josé balbino ricardo ruiz Ano de produção 2009 | Produzido com softwares livres selo: Amnésia Discos

Memorial da obra
Vídeo do coletivo baiano, GIA, que documenta através de imagens e música o duro cotidiano da população no embarque do transporte coletivo de Salvador.
O vídeo é parte de uma experiência do grupo, que estuda as potencialidades do registro de ações de interferência urbana e usa a música como mais um viés da documentação e expressão de experiências vividas, além de se apropriar da linguagem dos video-clipes como estratégia de atração do público.

veja mais em "sambas do GIA" : http://www.myspace.com/sambagia

volta ao topo


Parangolé, 2002-2007, 07:01
Lourival Cuquinha

Verbete biográfico
Lourival Cuquinha é artista visual e trabalha com varias mídias. Trabalho que atinge o campo político geralmente partindo de impressões estritas e pessoais. Atuou no coletivo Molusco Lama, em 1996 , realizando intervenções, ações e performances. Depois de participar de salões e exposições pernambucanas e trabalhar como artista visual para a banda Textículos de Mary, participou da Mostra Rio de Arte Contemporânea (2002) e, com Daniela Brilhante, foi premiado pelo trabalho 1° concurso mundial do Mickey Feio. Paralelamente trabalhou no atelier coletivo Submarino (2002 - 2004). Em 2003 fez pela primeira vez seu Varal, no SPA, Recife e não parou mais de fazê-lo dentro e fora do Brasil: o trabalho foi premiado no Olinda Arte em Toda Parte (2003) e no 7º Salão do Mar, (2006). Entre 2003 e 2004 ganha a Bolsa Salão Pernambucano de Artes Visuais pelo projeto Mapa do Ácaro, exposto no fim de 2004 no Rio Capibaribe. Em 2005, durante residência na Ècole Supérieure d’art de Aix en Provenc e, França, realizou uma primeira exposição individual. No fim de 2005, em Paris, expôs no Territoires Transitoires no Palais de Port Doré o trabalho Désolé. Em 2006, participou do Rumos Artes Visuais do Instituto Itaú Cultural e expôs na ACC Galerie, Weimar, Alemanha na coletiva de artistas sulamericanos Die Kunst erlöst uns von gar nichts (A arte não nos libera de absolutamente nada), com seu Artraffic. Em 2007, fez a exposição individual Costumes – minha mãe sustenta minha filha no Instituto Cultural Banco Real – Galeria Marcantônio Vilaça, Recife. Em 2008, pelo programa Conexão Contemporânea, realizou em equipe o projeto “Arte e Crime: Insubordinações” e participou ainda dos projetos 4territórios (RJ-PE), Dencidades (RN) e Galerias Subterrâneas (PR). Ainda em 2008, participou do Corpocidade em Salvador e exibiu seu filme Customs na University of Essex Collection of Latin American Art, Colchester, UK no programa Brazilian Video Art and Short film. Em 2009, participou das e xposições Novo Rosto, na Casa da Cultura da América Latina, Brasília, O Lugar Dissonante no 47º Salão de Pernambuco e do Brazilian Summer, Art & the City, no Het Domein Museum, Holanda. Dedica-se hoje a três projetos: o Macunaíma Colorau iniciado coletivamente em Pernambuco, o Ouvidoria junto com o Hrönir, e o Jack Pound Financial Art Project ou Topografia Suada de Londres realizado na Inglaterra na residência Artist Links/British Council (2009). Foi indicado ao Prêmio PIPA/2010. Ganhou o Prêmio Interações Estéticas/Funarte - 2010.Vive e trabalha entre Olinda (PE), São Paulo (BR) e Londres (UK).

Ficha técnica
Vídeo digital
Imagens de Lourival Cuquinha, David Pacheco, Karen Black,...
Edição de Pedro Urano, Karen Black, Lourival Cuquinha
Participação em ordem de lembrança: Moacir dos Anjos, Daniela Brilhante, Goto, Cabelo, Ernesto Neto, Vivi Meireles, Bruno Safadi, Tiago Rocha Pita, Ducha, Fernando Cochiarale, Hélio Oiticia...

Memorial da obra
Em 2002 eu e Daniela Brilhante tivemos um trabalho selecionado para o salão Mostra Rio de Arte Contemporânea no MAM-RJ. O 1° Concurso Mundial do Mickey Feio. Na primeira sala da exposição havia uma retrospectiva de Helio Oiticica. Estavam lá uns Parangolés que se podia usar num espaço restrito. Peguei o "Guevaluta Baby" e deixei o meu casaco no local. Fui até a sala de nossa obra. Quando estava voltando uma funcionária me disse que eu deveria ir para o terraço, onde se encontrava o coquetel, pois o museu seria fechado. Me vi do lado de fora do espaço expositivo com a obra no corpo, um Parangolé desmumificado. O resto vocês vêem no filme.

volta ao topo


logosOK_1000.jpg

volta ao topo

Posted by Marília Sales at 2:53 PM

novembro 3, 2010

Edital de Exposições Temporárias para o Museu Victor Meirelles - Inscrições e informações para o artista

O Museu Victor Meirelles, de Florianópolis - SC, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus do Ministério da Cultura, lança anualmente o Edital Exposições Temporárias, com o intuito de promover a reflexão e a difusão da produção contemporânea de artes visuais.

O Museu possui um espaço dedicado à exposição de longa duração de obras de sua coleção e uma sala para realização de exposições temporárias, que visa contribuir para a dinamização do Museu, consolidando seu papel como centro de debate, formação e referência sobre arte para a comunidade.

No cronograma anual de exposições temporárias, são promovidas quatro exposições selecionadas por meio deste Edital e duas exposições com artistas, coleções e/ou propostas curatoriais convidados(as), tendo como objetivo apresentar momentos representativos da produção artística.

Inscrições até 5 de janeiro de 2011
valendo a data de postagem

Museu Victor Meirelles - Edital de Exposições Temporárias
Rua Victor Meirelles, 59 Centro,
Cep: 88010-440. Florianópolis - SC

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais
As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS:
O Museu disponibiliza o espaço expositivo, montagem e desmontagem da exposição, conservação das obras durante o período da exposição e coquetel de abertura. A instituição também será responsável pela impressão de convite ou folder impresso, dentro das condições técnicas e orçamentárias do Museu, incluindo distribuição, postagem e projeto gráfico. O artista poderá sugerir uma proposta de programação visual para ser avaliada pela equipe técnica do Museu que oferece, ainda, divulgação da exposição na imprensa e no site institucional.

CUSTOS OPERACIONAIS:
- Projeto da exposição
- Documentação fotográfica dos trabalhos que serão expostos
-Currículo artístico e dados pessoais ( O artista também poderá incluir documentação complementar sobre a sua trajetória artística )
- Postagem pelo correio
- Caso não selecionados serão devolvidos pelo correio, e deverá ser encaminhado um envelope subscrito e selado, no valor correspondente à postagem.

Edital


1. Inscrições


As inscrições são abertas a todos os artistas e grupos de artistas brasileiros ou estrangeiros. As propostas serão avaliadas e selecionadas por uma Comissão Consultiva, formada por profissionais de reconhecida competência no cenário artístico. A proposta, que não deve ultrapassar o formato A4, deverá conter:


1. Projeto da exposição (concepção, descrição, características específicas dos materiais, plano completo de montagem, materiais e equipamentos necessários e outras informações que o artista julgar necessário para compreensão da proposta de exposição). É importante que a proposta seja apresentada com clareza e que leve em conta as especificidades do local expositivo, observando as condições e restrições museológicas e de conservação de obras de arte. A sala de exposições temporárias está situada no andar térreo do Museu, tombado como patrimônio histórico nacional, de forma que não serão aceitos projetos que utilizem ações ou materiais que comprometam e/ou prejudiquem as instalações físicas originais da edificação do século XVIII;


2. Documentação fotográfica dos trabalhos que serão expostos, incluindo a identificação completa das obras (título, data, técnica, dimensões). Não serão aceitos trabalhos originais para avaliação;


3. Currículo artístico e dados pessoais (endereço completo, telefone e e-mail para contato, nº CPF e RG). O artista também poderá incluir documentação complementar sobre a sua trajetória artística (catálogos, convites, textos críticos, matérias de jornais e/ou impressos em geral);

As inscrições deverão ser encaminhadas, pessoalmente ou por correio, para:


Museu Victor Meirelles - Edital de Exposições Temporárias Rua Victor Meirelles, 59 Centro, Cep: 88010-440. Florianópolis - SC, até o dia 15 de janeiro de 2011, valendo a data de postagem.


Os projetos não selecionados deverão ser retirados no Museu Victor Meirelles até o dia 30 de março de 2011. Após este período, eles serão descartados. Para que os projetos não selecionados sejam devolvidos pelo correio, deverá ser encaminhado um envelope subscrito e selado, no valor correspondente à postagem.

Os projetos selecionados serão incorporados ao acervo documental do MVM.

O Museu deverá informar o resultado da seleção e do calendário de exposições através de comunicado individual via correio e publicação no site do MVM, até o dia 15 de fevereiro de 2011.

2. Responsabilidades

Do Museu Victor Meirelles


A coordenação das exposições, a definição do cronograma e o período da exposição serão estipulados pela instituição, podendo o artista propor o período de sua preferência.

O Museu disponibiliza o espaço expositivo, montagem e desmontagem da exposição, conservação das obras durante o período da exposição e coquetel de abertura. A instituição também será responsável pela impressão de convite ou folder impresso, dentro das condições técnicas e orçamentárias do Museu, incluindo distribuição, postagem e projeto gráfico. O artista poderá sugerir uma proposta de programação visual para ser avaliada pela equipe técnica do Museu que oferece, ainda, divulgação da exposição na imprensa e no site institucional.


Do Artista

- Assinar o Termo de Responsabilidade com o Museu Victor Meirelles.

- Comprometer-se a entregar imagens, currículo e informações sobre a exposição em meio digital (cd-rom ou e-mail) no prazo definido pela instituição para que seja possível desenvolver em tempo hábil o material de divulgação e de apoio educativo da exposição. As imagens deverão ser enviadas em arquivos de alta resolução e incluir os respectivos créditos.

- Providenciar e arcar com os custos de embalagem, seguro (não obrigatório) e transporte de envio e devolução das obras, bem como os materiais e equipamentos específicos não disponíveis no Museu Victor Meirelles. As obras deverão ser entregues e retiradas do Museu de acordo com o cronograma definido pela instituição.

- O artista concede ao Museu o direito de uso de imagem das obras para fins de divulgação e deverá participar do “Encontro com o Artista”, conversa pública, aberta e informal com a comunidade, na ocasião de abertura da exposição.

- Enviar com 2 (dois) meses de antecedência o Plano de Montagem detalhado da exposição. O Museu sugere que o artista esteja presente durante a montagem do seu trabalho mas, se não for possível, deverá ser enviado instruções detalhadas.


3. Disposições Gerais

A inscrição implica na aceitação deste Regulamento.

Casos omissos serão resolvidos pela diretoria desta instituição.

Eventuais alterações no projeto apresentado e selecionado no presente edital estão sujeitos à análise e aprovação da equipe técnica do Museu.

O Edital, plantas baixas e fotografias da sala de exposições temporárias podem ser acessados no site do Museu: www.museuvictormeirelles.org.br


Ficha Técnica da Sala de Exposições Temporárias

Espaço físico com 42 m², pé direito de 3,5 m.

Piso de madeira com três níveis.

Paredes e painéis pintados na cor branca.

Os painéis de mdf (fixos na parede) totalizam 18,6 m lineares x 2,75 m de altura.

Sistema de iluminação halógena por spots: dicróica e palito.

Sistema de segurança eletrônico com vigilante 24h.


O museu disponibiliza dos seguintes equipamentos, caso seja do interesse do artista:

- moldura alumínio + vidro + vidro*

- moldura alumínio sem vidro*

- moldura madeira escura com vidro*

- moldura madeira escura sem vidro*

- moldura madeira chanfrada detalhes com vidro*

- moldura madeira com detalhes sem vidro*

- moldura madeira simples com vidro*

- moldura madeira simples sem vidro*

- 02 (duas) TV-reprodutor portátil com dvd com tela 7”

- 01 (uma) TV 22” LCD (na cor preta)


*Para conhecer em detalhes as medidas das molduras consulte o site do Museu.

Posted by Marília Sales at 6:14 PM

PIPA 2010 - Resultado

On Line, Ana Paula Oliveira - R$ 10 mil
Júri Popular, Marcelo Moscheta - R$ 20 mil
PIPA, Renata Lucas - R$ 100 mil, incluindo residência na Gasworks, em Londres


O Prêmio Investidor Profissional de Arte (PIPA), uma iniciativa da empresa Investidor Profissional Gestão de Recursos e o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, acaba de anunciar os vencedores de sua primeira edição, através um vídeo postado no site do PIPA (www.pipa.org.br) e na página do PIPA no site de relacionamentos Facebook (http://www.facebook.com/PremioPIPA).

A artista Renata Lucas (Ribeirão Preto, 1971) foi a ganhadora do prêmio de R$ 100 mil, incluindo uma residência na prestigiosa instituição Gasworks, de Londres. Ela foi escolhida pelo Júri de Premiação formado pelo artista plástico Antonio Dias, a curadora e crítica de arte Lisette Lagnado, o colecionador Gilberto Chateaubriand, o curador do MAM Rio, Luiz Camillo Osorio, e pela coordenadora de residências da Gasworks, Catalina Lozano. No vídeo, o colecionador Gilberto Chateaubriand anuncia o nome da vencedora.

Na categoria Júri Popular, formado pelo público visitante da exposição no MAM Rio de Janeiro, o vencedor do prêmio de R$ 20 mil foi Marcelo Mocheta (São José do Rio Preto, 1976). Catarina Schendel, coordenadora do Instituto Prêmio PIPA, fez o anúncio do vencedor no vídeo.

A ganhadora do PIPA Online, no valor de R$ 10 mil, foi Ana Paula Oliveira (Uberaba, 1969). Ela foi a artista mais votada pelo público no site de relacionamentos Facebook. A vencedora foi anunciada no vídeo por Lucrecia Vinhaes, Conselho do Instituto Prêmio PIPA.

A segunda edição do PIPA, em 2011, já está assegurada pelo Conselho do Prêmio, formado por Roberto Vinhaes e Christiano Fonseca Filho (co-fundadores da Investidor Profissional), Carlos Alberto Gouvêa Chateaubriand e Luiz Camillo Osorio (Presidente e Curador do MAM Rio, respectivamente). Os conselheiros convidados para a edição 2010 foram Marcelo Mattos Araujo (diretor executivo da Pinacoteca do Estado de São Paulo), Luís Antonio de Almeida Braga (Colecionador) e Helmut Batista (artista e fundador do programa de residências para artistas – Capacete).

O Conselho do PIPA escolheu um Júri de Seleção, formado por 32 nomes, dentre artistas consagrados, curadores independentes ou ligados a instituições, críticos de arte, colecionadores e galeristas, que indicaram cinco artistas, cada um, que formaram o universo do PIPA 2010. Os quatro artistas que receberem mais votos foram os finalistas, que fizeram exposição de seu trabalho no MAM Rio. O universo dos indicados concorreu ao PIPA On Line, via Facebook.


Sobre os vencedores:

Renata Lucas
Nasceu em Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, em 1971.
Formou-se bacharel em Artes Plásticas na Universidade Estadual de Campinas, dedicando-se à escultura. Mudou-se para São Paulo em 1992.Pós-graduou-se na Unicamp e na USP.

Sua primeira exposição individual foi no início de 2001, na galeria 10,20×3,60, em São Paulo, uma galeria independente formada por um grupo de artistas.

Participou de mostras coletivas e individuais em galerias, museus e instituições brasileiras e internacionais, tais como:
Centro Universitário Mariantonia, São Paulo, em 2002;
Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, em 2002;
Castelinho do Flamengo, Rio de Janeiro, em 2003;
Paço das Artes, São Paulo, em 2003;
Galeria A Gentil Carioca, 2005;
Bienal de São Paulo, 2006;
Galeria Luisa Strina, 2008,
Tate Modern, em 2007;
Bienal de Sydney, em 2008;
Bienal de Veneza, 2009;
Museu de Arte Contemporânea de Barcelona, 2009, entre outros.
Recebeu o prêmio SESI-CNI para as Artes em 2004.
Foi contemplada pela Bolsa Marcelino Botín na Espanha, em 2007.
Recebeu o prêmio para produção de livro Dena Foundation Art Award, em Paris, que resultou no livro: Postpone the end, em 2009;
Contemplada com o Ernest Schering Foundation Art Award na Alemanha, em 2009, que resultará em uma exposição a ser inaugurada em setembro de 2010 no KW Institute for Contemporary Art, em Berlim;
Participou do programa Magnificent Seven, no Wattis Institute for Contemporary Arts, em São Francisco, associado ao California College of Arts, USA, em 2010.

Atualmente desenvolve um projeto no Iaspis, em Estocolmo.

Participou de palestras e workshops, tais como Projeto Capacete no Teatro de Arena, em São Paulo, em 2010, e Projeto DAAD na Africa do Sul, também em 2010.


Marcelo Moscheta
Nasceu em São José do Rio Preto, 1976.

Formado em Artes Plásticas pela UNICAMP em 1999, vive e trabalha em Campinas (SP), onde desenvolve projetos no ateliIe/8, espaço que compartilha com mais 5 artistas e que oferece cursos e oportunidades de realização de trabalhos coletivos. Possui mestrado em Artes Visuais pela UNICAMP com pesquisa sobre gravuras em grande formatos.

Atualmente a relação do homem com a paisagem e o entorno natural é o principal interesse de sua pesquisa.

Desenhos, Fotografias, Objetos e Instalações são utilizados também pelo artista em seus trabalhos.
Em seu currículo destacam-se as mostras individuais CONTRA.CÉU, na Capela do Morumbi e MARE INCOGNITUM no Centro Universitário Mariantonia, e a coletiva REALISM: ADVENTURE OF REALITY na Kunsthalle der Hypo Kulturistifung em Munique, todas em 2010.

Em 2009 realizou as individuais TERRA INCOGNITA na Galeria Riccardo Crespi em Milão e GRAVITY na Galeria Leme. Também neste mesmo ano foi premiado na Bienal de Gravura de Liège, Bélgica e fez residência em Vila Nova de Cerveira para a Bienal de Portugal, tendo participado também da 4a. edição do Rumos ItaúCultural.

Desde 2008 trabalha com a Galerie Anita Beckers, de Frankfurt.

Em 2007 foi premiado com a Bolsa Iberê Camargo para a École des Beaux-Arts de Rennes, França e também realizou a individual STILL no Paço das Artes em São Paulo. Em 2006 recebeu prêmio aquisitivo pela exposição no CCSP e em 2005 o Prêmio Aquisição no XIII Salão da Bahia. Em 2009 seu projeto inspirado na obra de Alexander Cozens foi agraciado com o prêmio dado pelo British Council no 13 Festival da Cultura Inglesa.

Possui obras nas coleções Gilberto Chateaubriand/MAM-RJ, RNA Foundation em Moscou, MAC Campinas, MAM Bahia, MAC Goiânia, Pinacoteca do Estado de São Paulo e Pinacoteca Municipal de São Paulo (CCSP), MAMAC Liège e MASC Florianópolis.

No momento prepara um novo projeto para exposição Fundação Iberê Camargo em Porto Alegre.

Ana Paula Oliveira, nascida em Uberaba, MG, em 1969.
Exposições individuais:
2009- Ainda Não e Contrapássaro, Galeria Virgilio, São Paulo,SP- Brasil
2007 – um gato um pintassilgo e as estrelas Galeria Virgilio, São Paulo, SP- Brasil
2005 – CERCA – Atelie 397, São Paulo, SP- Brasil
2005 – Segurado e Pau de Fitas, Galeria Virgilio, São Paulo, SP- Brasil
2003 – Alvorada minha Terra, 10,20×3,60, São Paulo,SP –Brasil
2003 – Diadema – CEUMA – Centro Universitario Mariantonia, São Paulo, SP- Brasil
2002 – Mostra de exposições CCSP-Centro Cultural São Paulo, SP- premio aquisitivo
2001- Soror Carmen, Capela do Morumbi, São Paulo SP – Brasil

Exposições coletivas:
2009 – Iminente, muito próximo então – Elefante Branco, Casa residencial São Paulo,SP – Brasil
2006-Paisagem Bruta, Curadoria Luiz Camilo Osorio, Galeria Virgilio, São Paulo, SP- Brasil
2006 – 9º Salão Victor Meireles – MASC- Museu da Arte Contemporanea de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
2004 – Outro Lugar- Galeria Virgilio,São Paulo,SP – Brasil
2004 – BR2004, Galeria Virgilio,São Paulo,SP – Brasil
2003- Olho Seco, Museu de Arte Contemporanea de Ribeirão Preto, SP
2002 – Extensão, orientação Laura Vinci, 10,20×3,60-São Paulo,SP – Brasil
2002 – Salão de Piracicaba,São Paulo,SP – Brasil
2002 – maquetes são trabalhos – Casa de cultura de Sobral, Sobral, CE -Brasil/2002 – Desenhos – Centro Cultural de Diadema, SP – Brasil
2002 – CCSP – coletiva Centro Cultural de São Paulo, SP- Brasil
2002- Pedra sabão- Genius Locci- curadoria Lorenzo Mammi-Faculdade de Sociologia e Politica de São Paulo, SP- – Brasil
2001 – Papel sobre papel, pedra sobre pedra – projeto instalação – orientação Laura Vinci- MUBE – Museu Brasileiro de Escultura, São Paulo, SP – Brasil
2000 – Corpó – Museu do Ingá – Rio de Janeiro, RJ – Brasil
2000 – INICIATIVAS – CCSP – Centro Cultutral de São Paulo, SP- Brasil
2000 – Edital MACC – Museu de Arte de Campinas, São Paulo, SP – Brasil
2000 – Discurso, MAM – Museu de Arte Moderna, São Paulo, SP – Brasil
1999 – Corpó – Atelie Alexandre Menossi, São Paulo, SP- Brasil
1999 – o outro, MUBE -Muse Brasileiro de Escultura – orientação Nazareth Pacheco, São Paulo, SP – Brasil
1999 – Olho Seco, Atelie Daora Brandão, São Paulo, SP – Brasil.


Prêmio InvestidorProfissional de Arte
(PIPA)
Maior prêmio individual das artes plásticas no país, o PIPA é uma iniciativa da Investidor Profissional em parceria com o MAM Rio. Além de suas principais categorias, esta primeira edição tem a modalidade on line, em que usuários da rede social Facebook podem escolher dentre os artistas indicados o que irá ganhar o prêmio de R$ 10 mil. Os artistas passam a concorrer com um mínimo de cem votos.

Projeto inovador, inaugura um bom exemplo de iniciativa privada em prol da produção contemporânea, sem utilização de renúncia fiscal. Constituído de várias etapas, busca ser o mais abrangente possível no universo de artistas brasileiros ainda não consagrados, mas que já possuem reconhecimento no mundo da arte.

A partir de seu site www.pipa.org.br, o PIPA dá visibilidade não somente aos artistas finalistas, mas também aos indicados, por meio de imagens de seus trabalhos, currículos e vídeos-depoimentos sobre sua obra.

Posted by Marília Sales at 12:22 PM

Programa Novos Curadores - Resultado


O programa Novos Curadores tem o prazer de apresentar o projeto vencedor, "748.600", idealizado pelo curador Renan Araujo, de Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

Tendo como tema as práticas econômicas nas obras de artistas contemporâneos, seu projeto teve orientação da curadora Cristiana Tejo e vai ser exibido no Paço das Artes, em São Paulo, em janeiro de 2011.

A seleção foi realizada por uma Comissão Julgadora formada por quatro integrantes: os três curadores que
participaram do Programa, Cauê Alves, Cristiana Tejo e Franz Manata, e um curador convidado, Tadeu Chiarelli.

Além dos votos da comissão, o voto popular, efetuado pelo site do programa entre 20 e 24 de outubro de 2010, consistiu no quinto voto.

Foram computados 1272 votos, sendo que a exposição “Fiçções”, da curadora carioca Daniela Name, foi a
preferida do público, com 45% dos votos. Os outros curadores tiveram a seguinte pontuação: Fernanda Lopes ("Telas contemporâneas") e Paula Borghi ("Encruzilhada") com 17%, Eduardo Bayer ("Arte enquanto") com 11%, Renan Araújo (“748.600”) com 7% e Érica Rodrigues ("Thx 4 the add!") com 3%.
Durante julho e outubro de 2010, os seis curadores desenvolveram suas propostas com a orientação de um curador mais experiente, tendo a participação de dois arquitetos e da equipe de coordenação e produção executiva do programa. Toda a exposição (obras, texto de apresentação e conceito) ficou à disposição do público no sitewww.novoscuradores.com.br.
A partir de agora, o público poderá acompanhar todo o processo de produção, realização e montagem da mostra“748.600” pelo site, assim como continuar visitando as mostras que participaram dessa primeira edição do projeto.

O site www.novoscuradores.com.br continua fornecendo
informações sobre o que acontece no meio da arte contemporânea brasileira e internacional, promovendo
enquetes e debates via blog, twitter e facebook.

O programa Novos Curadores, idealizado por Rejane Cintrão e conceituado por Joana Tuttoilmondo, é uma ação inovadora de formação de curadores baseada numa plataforma colaborativa.
Conheça o vencedor Renan Araujo é artista plástico nascido em Ribeirão Preto (SP), em 1987. É graduando em Comunicação Social pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP. Trabalha na
Galeria de Arte Marcelo Guarnieri. Desde 2005, participa de mostras coletivas e projetos de arte no Brasil, Peru, Venezuela e Espanha. Foi premiado na 11ª Bienal de Artes Visuais de Santos, em 2008 e recebeu bolsa de incentivo à produção artística SPA das Artes, Recife, em 2007 (coletivo Soco na Pomba). Em seus trabalhos como artista, lida com diversos suportes: instalação, fotografia, som, intervenção,
performance e desenho.

Posted by Marília Sales at 12:02 PM | Comentários(4)