Página inicial

Salões & Prêmios

 


maio 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

maio 29, 2017

#04 C.LAB Mercosul para curadoria na Blau Projects - Selecionados

A galeria Blau Projects divulga o resultado da quarta edição do C.LAB Mercosul, edital que visa estimular e incentivar a arte contemporânea latino-americana por meio do estímulo a jovens curadores em início de carreira. Os selecionados desta edição são a curadora argentina Maria Alejandra Gatti, com o projeto Desarticulaciones, e o brasileiro Ícaro Ferraz Vidal, com Gramáticas Infames do Medo. Os dois receberão um aporte financeiro de 15 mil reais para produção de suas exposições, que irão acontecer entre 2017 e 2018 na galeria Blau Projects.

Os projetos recebidos de diversos países da América Latina foram avaliados e selecionados por uma comissão independente composta pelo curador brasileiro Mario Gioia, o curador colombiano Santiago Rueda e a argentina Mariana Rodriguez Iglesias. Os critérios de seleção incluem relevância no panorama da produção artística contemporânea, conexões e intercâmbios entre artistas que vivem e/ou trabalham na América Latina, objetividade, viabilidade, originalidade e ineditismo.

As exposições com os resultados de cada selecionado serão realizadas entre 1º de junho e 1º de agosto de 2017 e entre 1º de dezembro de 2017 e 1º de março de 2018, respectivamente.

Sobre o C.LAB
Concebido como projeto independente do programa regular de exposições da Blau Projects, o concurso anual C.LAB seleciona e apóia projetos de curadores e artistas independentes para exposição no espaço da galeria, reforçando seu papel de incubadora e difusora da arte contemporânea. A primeira edição, realizada em 2014, resultou na produção e exibição do dos projetos Ampulheta, do curador Douglas Negrisolli, e (...) pegaríamos as coisas onde elas crescem, pelo meio (...), da curadora Galciani Neves. Em 2015, a segunda edição do C.LAB apresentou, como resultado, a exposição Na Iminência, da curadora Carolina Soares e Território, povoação, dos curadores Gabriel Bogossian e Juliana Gontijo.

Em 2016, foram duas curadorias selecionadas: Formas de abandonar o corpo – Parte I, de Natália Quinderé, e Miniaturas, maquetes, vodu e outras projeções políticas, com curadoria de Claudia Rodriguez Ponga Linares. Além das exposições, em 2016 houve, ainda, a premiação de uma residência em Buenos Aires, com uma bolsa para a pesquisa no Proyecto PAC: Prácticas Artísticas Contemporáneas em Buenos Aires. A escolhida nessa categoria foi a curadora Thais Gouveia.

Blau Projects
Com foco nas diversas linguagens como pintura, fotografia, vídeo, desenho, performance e o tridimensional, a galeria está situada em espaço aberto desde agosto de 2013, desenvolvido para fortalecer o diálogo com o público e artistas. ‘Nossa missão é apoiar e estimular artistas emergentes, além de fomentar a discussão sobre a arte contemporânea’, conta Juliana Blau. Os artistas que a galeria representa são Andrey Zignnatto, Ayrson Heráclito, Bruno Drolshagen, Éder Oliveira, Laerte Ramos, Pedro David, Renata Cruz e Laura Gorski, Rodrigo Bueno, Vítor Mizael.

Publicado por Patricia Canetti às 12:11 PM


maio 22, 2017

Frestas - Trienal de Artes do Sesc anuncia artistas da 2ª edição a partir 12 agosto, em Sorocaba

Com o tema “Entre Pós-Verdades e Acontecimentos” e curadoria de Daniela Labra, a Trienal conta com projetos de 58 artistas contemporâneos, de 13 países e diferentes gerações, questionando as ambiguidades formais e conceituais presentes nas artes e as duvidosas verdades dos discursos midiáticos cotidianos

Além da exposição, em uma área de 2.300 m2 que será construída no Sesc Sorocaba, Frestas terá instalações em prédios históricos, comércios e espaços públicos da cidade

Daniel Senise, Dias & Riedweg, Guerrilla Girls, Francesca Woodman, Panmela Castro, Teresa Margolles e Wanda Pimentel estão entre os participantes

O Sesc acaba de anunciar a lista dos artistas que participarão da 2ª edição de “Frestas – Trienal de Artes”, que será realizada entre os meses de agosto e dezembro de 2017, na cidade de Sorocaba, a 90 km da capital paulista. A trienal, idealizada pela equipe do Sesc, busca promover o intercâmbio entre artistas locais, regionais e internacionais, estimular pesquisas e estudos sobre a arte contemporânea e ainda proporcionar o acesso a variadas formas de manifestação cultural no interior de São Paulo, em um movimento de descentralização dos polos de arte contemporânea.

Tendo como prerrogativa o tema “Entre Pós-Verdades e Acontecimentos”, o projeto da curadora e crítica de arte Daniela Labra selecionou, até o momento, 58 artistas contemporâneos, de diferentes gerações, cujos trabalhos nos levam a refletir sobre as ambiguidades e indefinições nas artes e as duvidosas verdades dos discursos midiáticos cotidianos.

Ao olharmos para o contexto de nosso tempo, saturado de informações incompletas e estímulos de consumo ininterruptos, a proposta curatorial aponta caminhos para refletir acerca da impossibilidade de definir Verdade e Real, tanto nas narrativas políticas globais, sustentadas por redes de memes, falsos profetas e populismos midiáticos, como também na arte, cujas certezas sobre sua natureza academicamente regrada começa a ruir nas primeiras vanguardas Modernas no final do Século XIX”, diz a curadora geral, que tem Yudi Rafael como curador assistente desta edição de Frestas.

Durante os quatro meses da Trienal, serão apresentadas cerca de 160 obras, entre projetos comissionados, performances, memes-obras (feitas exclusivamente para a internet), residências artísticas e intervenções urbanas. A programação traz também conferências internacionais, debates, oficinas, vivências, espetáculo de teatro e show musical.

Explorando premissas como: ambiguidades formais e transdisciplinaridade, temporalidades e registros, performatividade, questões de gênero e sexualidade, artisticidade e crítica social, a exposição acontece em uma área de 2.300 m2 que será construída no estacionamento do Sesc Sorocaba especialmente para a mostra. Frestas ocupará ainda outros espaços da cidade, com instalações e intervenções em ruínas históricas, estabelecimentos comerciais, outras instituições, terrenos e espaços públicos de grande circulação.

O projeto educativo de Frestas 2017 terá curadoria de Fabio Tremonte e a curadoria editorial é de Ana Maria Maia e Júlia Ayerbe. O projeto gráfico é de autoria de Julia Masagão e o projeto expográfico do Estúdio Gru.

ARTISTAS PARTICIPANTES

A seleção de artistas da 2ª edição da Trienal de Artes do Sesc traz cerca de 40 artistas nacionais e 18 artistas internacionais de 12 países: Alemanha, Argentina, Áustria, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Japão, México e Peru.

Entre os brasileiros, estão Daniel Senise, que apresenta um projeto inédito com fotografias e impressões do piso do antigo refeitório dos funcionários da estação da Estrada de Ferro Sorocabana; Wanda Pimentel, com telas e relevos pouco conhecidos de temas urbanos e femininos, pertencentes à coleção Sattamini/MAC Niterói; Dias & Riedweg, que fazem uma instalação a partir do trabalho fotográfico de Charles Hovland; e Panmela Castro, jovem grafiteira e ativista feminista, que utilizará o muro do Palacete Scarpa, sede do Secretaria de Cultura de Sorocaba, para realizar uma intervenção artística.

Da lista internacional, destaque para a fotógrafa norte-americana Francesca Woodman (1958-1981), com um conjunto de imagens de diversas coleções particulares do Brasil, que revelam força e urgência em seus sujeitos (muitas vezes ela própria) retratados de forma indefinida e esfumaçada; a mexicana Teresa Margolles, que criou uma coleção de joias em ouro 18 quilates com estilhaços de bala ou vidro retirados de corpos de vítimas da guerra do narcotráfico em seu país; e o coletivo de artistas feministas Guerrilla Girls, criado há mais de 30 anos nos Estados Unidos, que levam à Sorocaba o “Departamento de Reclamações” (apresentado pela primeira vez na Tate Modern, em Londres, em 2016), convidando o público a entrar no local e registrar qualquer tipo de reclamação.

Confira a lista de artistas confirmados do 2º Frestas – Trienal de Artes:

André Komatsu (São Paulo, Brasil)
Angélica Freitas (Pelotas, Brasil)
Bruno Baptistelli (São Paulo, Brasil/Budapeste, Hungria)
Bruno Mendonça (São Paulo, Brasil)
Celina Portella (Rio de Janeiro, Brasil)
Cleverson Salvaro (Belo Horizonte, Brasil)
Daniel Caballero (São Paulo, Brasil)
Daniel Escobar (Porto Alegre, Brasil)
Daniel Lie (São Paulo, Brasil)
Daniel Senise (Rio de Janeiro, Brasil)
Daria Martin (Londres, Grã- Bretanha)
Deborah Engel (São Paulo, Brasil)
Denis Darzacq (Paris, França)
Diango Hernández (Sancti Spíritus, Cuba)
Dias & Riedweg (Rio de Janeiro, Brasil/ Lucerna, Suíça)
Edson Barrus (Carnaubeira da Penha, PE, Brasil)
Fabiano Marques (São Paulo, Brasil)
Fabio Noronha (Curitiba, Brasil)
Francesca Woodman (Denver, EUA - 1958-1981)
Gala Berger (Villa Gesell, Argentina)
Georges Rousse (Paris, França)
Gervane de Paula (Cuiabá, Brasil)
Graziela Kunsch (São Paulo, Brasil)
Guerrilla Girls (Nova Iorque - Los Angeles, EUA)
Gustavo Speridião (Rio de Janeiro, Brasil)
Héctor Zamora (Cidade do México, México)
Hito Steyerl (Munique, Alemanha)
Irene de Andrés (Ibiza, Espanha)
Letícia Ramos (São Paulo, Brasil)
Lina Kim (São Paulo, Brasil/ Berlim, Alemanha)
Marcius Galán (São Paulo, Brasil)
Maria Thereza Alves (São Paulo, Brasil/ Berlim, Alemanha)
Marko Lulic (Viena, Áustria)
Matheus Rocha-Pitta (Tiradentes, Brasil)
Michael Wesely (Berlim, Alemanha)
Miro Spinelli (Nova Friburgo, RJ, Brasil)
NUNCA (São Paulo, Brasil)
O Nome do Boi (Várias cidades, Brasil)
On Kawara (Kariya, Japão - 1932-2014)
Panmela Castro (Rio de Janeiro, Brasil)
Pedro França (Rio de Janeiro, Brasil)
Rafael Alonso (Rio de Janeiro, Brasil)
Rafael RG (São Paulo, Brasil)
Raul Mourão (Rio de Janeiro, Brasil)
Reynier Leyva Novo (Havana, Cuba)
Ricardo Cástro (Rio de Janeiro, Brasil)
Rivane Neuenschwander (Belo Horizonte, Brasil)
Sandra Monterroso (Cidade de Guatemala, Guatemala)
Sergio Zevallos (Lima, Peru/ Berlim, Alemanha)
Simone Cupello (Rio de Janeiro, Brasil)
Susan Hiller (Londres, Grã Bretanha)
Teresa Margolles (Culiacán, México)
Thiago Honório (São Paulo, Brasil)
Traplev (Caçador, SC, Brasil)
Wanda Pimentel (Rio de Janeiro, Brasil)
Yara Pina (Goiânia, Brasil)
Yvon Chabrowski (Berlim, Alemanha)
Zé Carlos Garcia (Rio de Janeiro, Brasil)

SOBRE A CURADORA

Nascida no Chile, em 1974, Daniela Labra se mudou com a família para o Brasil ainda criança. Curadora independente e crítica de arte, é Pós-doutora em Estéticas da Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Desenvolve projetos de curadoria, escrita crítica e pesquisa na área de artes visuais, com ênfase na produção contemporânea, e atua principalmente com temas ligados à arte brasileira contemporânea, performance arte e história social e produção cultural do Sul global.

Em parceria com a Galeria Vermelho, de São Paulo, Labra desenvolveu, em 2005, o projeto inicial da VERBO – Mostra de Performance Arte e tem entre as principais curadorias o Festival Performance Presente Futuro, Oi Futuro, RJ (2008-2010), o Festival Performance Arte Brasil, MAM-RJ (2011), a exposição “Depois do Futuro”, EAV – Parque Lage, RJ (2016), e “Das Virgens em Cardumes e da Cor das Auras”, no Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, RJ (2016-17).

Foi professora de Teoria e Arte Contemporânea na EAV – Parque Laje, no Rio de Janeiro, e de 2014 e 2016, colaborou como crítica de artes plásticas no jornal O Globo. Atualmente, reside e trabalha entre o Rio de Janeiro e Berlim.

FRESTAS

Desde a inauguração de sua sede, em 2012, o Sesc Sorocaba buscava estruturar um projeto capaz de retomar as atividades desenvolvidas em colaboração com os artistas da cidade na década de 1990, no projeto Terra Rasgada, realizado em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura.

A partir dessa experiência, surgiu o Frestas, que também carrega no título o sentido do nome Sorocaba, que, traduzido do tupi-guarani, significa o “lugar da rasgadura”. Intitulada “O que seria do mundo sem as coisas que não existem?”, a 1ª edição de Trienal de Artes foi realizada entre outubro de 2014 e maio de 2015, com curadoria geral de Josué Mattos.

SOBRE O SESC

O programa de artes visuais do Sesc São Paulo está presente em todas as unidades da rede e lida prioritariamente com as manifestações da arte contemporânea, tendo como alicerce fundamental propostas e dinâmicas educacionais. Contempla exposições relacionadas à Arte Brasileira, Arte Latino-Americana, Arte Internacional, Arte Popular, História das Artes Visuais, Arquitetura e Design, Ilustração e Quadrinhos e Fotografia. Além do programa de artes visuais, o Sesc oferece também atividades relacionadas as linguagens artísticas de teatro, dança, música, circo, cinema e literatura, ações relacionas ao turismo social, saúde, educação ambiental e programas especiais para crianças, jovens e idosos. A instituição conta ainda com o Portal SescSP, o SescTV, as Edições Sesc e o Selo Sesc, e diversas revistas. O Sesc desenvolve, assim, uma ação de educação informal e permanente com intuito de valorizar as pessoas ao estimular a autonomia, a interação e o contato com expressões e modos diversos de pensar, agir e sentir.

Publicado por Patricia Canetti às 12:38 PM


maio 14, 2017

Prêmio seLecT de Arte e Educação - Vencedores

Vencedores do 1º Prêmio seLecT Arte e Educação são anunciados

Após apresentação de projetos no Seminário de Arte e Educação, o Júri escolhe os ganhadores: um formador e um artista

Área Criativa, de Bruno Vilela, e Restauro, de Jorge Menna Barreto, são os contemplados com o 1º Prêmio seLecT de Arte e Educação. Segue abaixo o statement do júri:

“Os projetos Área Criativa, de Bruno Vilela, e Restauro, de Jorge Menna Barreto, são os contemplados com o 1o Prêmio seLecT de Arte e Educação, nas categorias Formador e Artista, respectivamente. São projetos que tiveram a unanimidade do Júri. Entendemos que suas abordagens possuem um sentido de abrangência que contemplam e contém diretrizes, preocupações, conceitos e procedimentos de todos os outros finalistas. A esses pontos, ainda, acrescentam outros aspectos.

No caso de Área Criativa, destacamos o fato desse projeto agregar elementos de um repertório acumulado em ações passadas, sua atuação no presente e sua perspectiva de futuro. Seu potencial formador, cria nova formas de pensar e fazer política cultural e agenciar a arte. Institui um lugar, sem ser instituição. Ao criar um mecanismo de autogestão pela comunidade, transforma o espaço em praça de encontro e eleva ao limite a beleza radical de um verso de João Cabral de Melo Neto: “A arquitetura como construir portas, de abrir; ou como construir o aberto”.

Em Restauro, de Jorge Menna Barreto, destacamos, a articulação de sistemas, a potência que ao colocar em primeiro plano o ecossistema, renuncia ao poder e valor do antropocentrismo, reposicionando o lugar da arte e do homem no mundo. Chamamos a atenção, ainda, para a sua transdisciplinaridade, sua interlocução com as universidades públicas e com os movimentos sociais. Seu diálogo com a economia solidária e, especialmente, com os conhecimentos inscritos na floresta, na qual se interceptam as escalas políticas e poéticas de seu projeto”.

Presidente Giselle Beiguelman

Júri de seleção
Paulo Portella Filho
Paula Alzugaray

Júri de premiação
Cayo Honorato
Regina Silveira
Rosa Iavelberg
Thiago Honório

Veja também: os Finalistas, Pré-selecionados e o Regulamento.

Publicado por Patricia Canetti às 7:11 PM


maio 3, 2017

13ª e 14ª edições da Residência Artística do Red Bull Station - Inscrições

A Residência Artística do Red Bull Station é uma plataforma permanente que incentiva e apoia a formação e produção de arte contemporânea. Cada edição contempla seis artistas ou coletivos atuantes nas áreas de artes visuais, performance, arte sonora, novas mídias e demais manifestações contemporâneas.

Durante o período de residência, os participantes têm à sua disposição um espaço individual, além de dois ateliês colaborativos, um digital e outro analógico. Os residentes serão acompanhados pelo curador Fernando Velázquez e terão ainda um encontro individual com um curador convidado pela equipe do Red Bull Station, no programa de Studio Visit.

Inscrições até 30 de junho de 2017

A 13ª edição da residência artística acontecerá entre os dias 1 de Agosto e 2 de Setembro de 2017. A 14ª edição acontece de 26 de setembro a 28 de outubro de 2017. As inscrições para ambas estão abertas de 2 de Maio a 30 de junho. Entre os itens obrigatórios para a seleção, estão o envio de currículo e portfólio.

EDITAL (english, español)

01 objeto

O que é a Residência Artística do Red Bull Station?

_ um programa de residência de arte contemporânea direcionado a artistas, a acontecer no Red Bull Station, com sede na Praça da Bandeira, nº 137, Centro, São Paulo/SP, em duas edições. A primeira edição acontecerá de 01/08/2017 a 02/09/2017 e a segunda edição de 26/09/2017 a 28/10/2017.

_ uma plataforma de incentivo e fomento à arte contemporânea nacional emergente através da convergência de ações e pensamentos que amplifiquem a formação, reflexão, produção e crítica, de maneira interdisciplinar.

_ um espaço de compartilhamento, vivência, experimentação e intercâmbio pautado por encontros, palestras, oficinas e exibições.

_ um polo agregador entre a comunidade artística e o público.

02 descrição

_ a Residência contemplará doze vagas, sendo seis vagas para cada edição, para artistas ou coletivos brasileiros e/ou estrangeiros que residam há pelo menos cinco anos no Brasil e estejam com o RNE em dia. Também poderão se inscrever artistas estrangeiros ou Brasileiros residentes no exterior observando que despesas de transporte, moradia e alimentação não serão cobertas pela Residência Artística.[AR1]

_ poderão se inscrever artistas atuantes nas áreas de artes visuais, performance, arte sonora, novas mídias e demais manifestações contemporâneas.

_ a Residência Artística acontecerá em duas edições, nas quais cada um dos seis ateliês serão ocupados por artistas ou coletivos.

_ os participantes das duas edições participarão de uma exposição coletiva com abertura no dia 02/12/2017.

_ a seleção dos artistas será realizada por um júri composto pelo curador do Red Bull Station e dois ex-residentes, os artistas Bruno Palazzo e Raphael Escobar.

_ a decisão do júri é inquestionável e irrecorrível.

03 contrapartidas

_ os artistas ou coletivos participantes terão os seus portfólios divulgados no site do Red Bull Station.

_ a Residência Artística terá o acompanhamento do curador do Red Bull Station.

_ os artistas residentes também terão um encontro individual com um curador convidado pela equipe do Red Bull Station, no programa Studio Visit.

_ além do espaço individual, os artistas poderão utilizar os ateliês colaborativos, um digital e o outro analógico, além das instalações do Red Bull Basement (Maker Space).

_ durante o período de residência acontecerá o programa Ateliê Aberto, onde os artistas apresentarão o seu trabalho ao público em seus respectivos ateliês.

_ cada artista receberá o valor máximo de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) como auxílio-produção durante a residência e em relação à produção de obras a serem apresentadas na exposição coletiva, conforme disposto no item 05_2 abaixo.

04 da inscrição

_ as inscrições para as duas edições acontecerão simultaneamente de 02/05/2017 a 30/06/2017 (até as 23:59 do horário de Brasília) e o resultado da seleção será divulgado em 17/07/2017, no site do Red Bull Station.

_ serão selecionados 6 (seis) artistas ou coletivos titulares e dois suplentes por edição.

_ em caso de inscrição coletiva, deverá haver um representante do grupo. O apoio financeiro será considerado como equivalente ao de um artista residente.

_ as inscrições serão realizadas unicamente através do endereço eletrônico www.redbullstation.com.br/residencias. Na plataforma on-line, o candidato poderá preencher a ficha de inscrição e deverá anexar obrigatoriamente: portfólio com até 20 (vinte) imagens e curriculum vitae. Os arquivos não poderão exceder os 10 MB.

_ os candidatos poderão incluir no portfólio projetos específicos a serem desenvolvidos no período. Neste caso, é aconselhado que o artista utilize 25% (vinte e cinco por cento) do espaço no documento para se explanar sobre o projeto e complemente o restante com obras e projetos já desenvolvidos.

_ serão excluídos do processo seletivo os candidatos que enviarem inscrições fora do prazo estabelecido e/ou com documentação incompleta.

_ todos os candidatos serão notificados por e-mail do recebimento da inscrição.

_ o ato da inscrição implica automática e plena concordância com o Regulamento e os Termos e Condições da Residência deste edital.

_ os portfólios digitais passarão a fazer parte do banco de dados da Residência Artística.

TERMOS E CONDIÇÕES DA RESIDÊNCIA ARTÍSTICA DO RED BULL STATION

05_1 dos artistas

_ será obrigatório para os artistas selecionados a assinatura de contrato com a Red Bull, no qual se comprometem a aceitar o Regulamento e os Termos e Condições da Residência. A não assinatura implica no cancelamento da participação deste na Residência Artística.

_ é de responsabilidade do artista desenvolver a sua pesquisa com o acompanhamento do curador e desenvolver trabalhos para a exposição.

_ é facultativo ao artista doar obra para a coleção da Residência Artística do Red Bull Station. A escolha será em conjunto com o curador em exercício. A obra doada deverá estar acompanhada de ficha técnica, devidamente assinada e datada pelo artista. Quando a obra doada for um múltiplo, a tiragem da edição deve estar especificada no documento. Paralelamente, o artista deverá assinar um documento de cessão de direitos de uso de imagem da obra doada para fins de divulgação.

_ os trabalhos apresentados na exposição coletiva devem ser inéditos e exclusivos enquanto durar o período da mesma.

_ o artista se compromete a estar presente nas programações e nos encontros previamente agendados com o curador, orientadores, palestrantes e/ou público, acompanhar a montagem da exposição, e qualquer outra solicitação de conteúdo ou divulgação requisitados pela coordenação da Residência Artística.

_ a presença no ateliê deve ser constante. Ausências prolongadas deverão ser previamente notificadas ou justificadas, assim como viagens para fora da cidade. Não comparecimentos acima de 15% do período total da Residência serão considerados como não cumprimento dos Termos e Condições da Residência e estarão sujeitos às sanções pertinentes.

_ é de responsabilidade do artista seguir as normas dos Termos e Condições da Residência, não colocar em risco o seu bem-estar ou dos demais artistas residentes, bem como o do público e de todas as pessoas envolvidas no projeto. Também é responsabilidade do artista a preservação do espaço físico do ateliê e de bens que ali se encontrarem.

_ o artista deverá assinar documentos de cessão de uso de imagem e de autorização de registro do processo, para fins de divulgação e documentação durante a Residência Artística.

_ o artista deverá colaborar com as atividades do núcleo educativo da Residência Artística em eventos com curadores, instituições, público em geral e escolas públicas e privadas.

_ desistência do programa, infrações ao presente regulamento ou normas legais, assim como todo e qualquer comportamento que perturbe a ordem, sujeitarão os artistas residentes a sanções determinadas pela Residência Artística, incluindo exclusão da mesma.

_ deverão estar de acordo e assinar as Regras da Residência Artística.

05_2 da residência artística

É de responsabilidade da Residência Artística proporcionar ao artista selecionado:

_ um ateliê individual durante o período.

_ o artista receberá a título de verba de produção o valor máximo de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) para execução de seu projeto, incluindo a produção do trabalho que será apresentado na exposição de encerramento. O valor deverá ser utilizado em materiais de consumo e serviços a serem contratados diretamente pela produção da Residência Artística e pagos mediante apresentação de nota fiscal.

_ caso seja selecionado um coletivo, o apoio financeiro é considerado como equivalente ao de um artista residente.

_ suporte e orientação no desenvolvimento dos projetos dos residentes por meio da orientação do curador em exercício.

_ portfólio divulgado no site do Red Bull Station, com texto de apresentação escrito pelo curador.

_ divulgação da Residência Artística, dos eventos, mostras e exposições realizadas durante as edições.

_ disponibilizar o suporte de uma equipe de produção presente diariamente no espaço.

_ organizar uma exposição coletiva para a apresentação pública das pesquisas.

_ registrar, digitalizar e arquivar os registros de obras e processos, como também publicá-los em redes sociais e no site do Red Bull Station.

_ administrar casos de desistência ou de quebra de contrato.

_ a Residência Artística se responsabilizará por obras roubadas ou danificadas somente durante o período das exposições.

_ a Residência Artística não se responsabiliza por artigos furtados, uma vez que é responsabilidade do artista manter a segurança de seu ateliê, mantendo-o fechado quando não estiver presente.

DOS PROFISSIONAIS CONTRATADOS PARA SELEÇÃO/ORIENTAÇÃO DOS ARTISTAS DA RESIDÊNCIA

06_1 do Júri

_ o júri será composto por Fernando Velázquez (curador em exercício), e dois ex-residentes, os artistas Bruno Palazzo e Raphael Escobar.

_ o Júri deverá apresentar ata referente ao processo seletivo.

06_2 do curador

_ após o processo de seleção, caberá ao curador acompanhar o período de Residência Artística, preparar a agenda de atividades, selecionar a obra a ser doada pelo residente, e escrever os textos de apresentação dos artistas e da exposição.

_ o curador deverá estar presente em todas as atividades programadas pela Residência Artística: orientações coletivas, conversas individuais e montagem da exposição.

07 regras da residência artística

da ocupação do espaço comum

_ o Red Bull Station está aberto ao público de terça a sexta, das 11h às 20h, e sábados das 11h às 19h, salvo em eventos especiais agendados pela equipe de coordenação. O público tem acesso a todos os andares do espaço, o que significa que os artistas irão conviver com o público.

_ o acesso dos artistas ao Red Bull Station é de segunda a sábado, das 9h às 22h. O acesso fora desse horário deve ser feito com prévia autorização da equipe de produção da Residência Artística.

_ é também de responsabilidade dos artistas zelar pelos materiais e equipamentos do Red Bull Station.

_ o mobiliário do espaço Red Bull Station deverá ser mantido em seu devido lugar. É vetado ao artista levar para o ateliê mobiliário de uso comum.

_ é vetado o uso de drogas ilícitas em toda e qualquer dependência do Red Bull Station.

_ de acordo com a Lei Estadual n° 13.541/09, é proibido fumar nas dependências do Red Bull Station.

DA OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS INDIVIDUAIS E USO COLETIVOS

ateliê analógico

_ o ateliê analógico é dotado de bancadas, que devem ser desocupadas quando o artista não estiver trabalhando.

_ o ateliê analógico destina-se a múltiplas utilidades sendo vetado seu uso como depósito.

_ todo material ali presente (ferramentas, prensa etc...) destina-se ao uso coletivo e deve ser mantido em boas condições e devolvido ao lugar de origem. Este só pode ser utilizado dentro das dependências do Red Bull Station.

_ danos ou perda dos equipamentos do ateliê analógico implicam no reembolso ao Red Bull Station por parte do artista.

ateliê digital

_ o ateliê digital é dotado de 1 (um) computador e de 2 (duas) impressoras de uso coletivo e livre aos artistas.

_ a Residência conta também com uma câmera fotográfica Canon 5D Mark II, uma câmera GoPro, cartões de memória, e gravador de som digital. Estes equipamentos têm uso liberado mediante solicitação prévia e agendamento com a produção. Estes só podem ser utilizados dentro das dependências do Red Bull Station.

_ danos ou perda dos equipamentos do ateliê digital implicam no reembolso ao Red Bull Station por parte do artista.

ateliê individual

_ cada artista ou coletivo receberá um ateliê equipado com: mesa, cadeira, pufe, luminária, estante, caixa depósito com chave e cadeado para a porta, com chave. O material presente no ateliê é de responsabilidade do artista residente.

_ o participantes recebem o ateliê com duas paredes pintadas de branco, que podem ser utilizadas conforme a necessidade de cada um. Furos deverão ser acompanhados da equipe de manutenção do Red Bull Station, para evitar danos à parte elétrica e/ou hidráulica.

_ durante o período da residência não haverá reparos no ateliê.

_ o artista é responsável por todo o material encontrado dentro do ateliê. Exemplo: objetos pessoais, trabalhos em andamento, material de trabalho e equipamentos. Em sua ausência, o ateliê deverá permanecer trancado.

_ a limpeza dos ateliês é feita uma vez por semana por funcionários contratados pelo Red Bull Station. O artista deverá estar presente durante a limpeza.

_ a equipe de produção da Residência Artística terá cópias das chaves dos ateliês e das caixas depósito, que poderão ser utilizadas em situações de emergência ou reparos estruturais do prédio.

_ a visita do público aos ateliês é feita mediante a presença e concordância dos artistas, salvo em eventos agendados pela produção em que, de prévio aviso, os ateliês são abertos ao público.

_ o artista se compromete a desocupar o ateliê ao final do período de residência sem deixar nenhum pertence pessoal.

_ o transporte de qualquer material para ocupação e desocupação dos ateliês é de responsabilidade dos artistas.

do convívio comum

_ o Red Bull Station é um espaço de uso comum. Regras de convívio devem ser respeitadas, onde comportamentos e atitudes que atrapalham o andamento e o bom relacionamento do grupo não serão admitidos.

da monitoria

_ os monitores têm como principal atividade receber e apresentar o espaço ao público. Não é de responsabilidade dos monitores dar assistência ao trabalho individual de cada artista.

Publicado por Patricia Canetti às 11:06 PM


abril 26, 2017

Prêmio ABCA 2016 - Vencedores

Prêmio ABCA divulga a lista dos vencedores da edição de 2016

Homenagem é dedicada aos artistas, críticos, curadores, exposições e instituições que mais contribuíram para a cultura nacional em 2016

A Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA - anuncia os nomes dos artistas visuais, curadores, críticos, autores e instituições culturais vencedores do Prêmio ABCA (lista abaixo), segundo avaliação de seus membros. A premiação anual contempla dez categorias que apontam os destaques do cenário das artes visuais que mais contribuíram para a cultura nacional em 2016.

Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade. A votação foi feita por cédula rubricada com as indicações aprovadas e a apuração dos resultados é realizada por uma comissão de associados, com a participação da diretoria.

O troféu criado pela artista Maria Bonomi será entregue aos premiados no dia 23 de maio, terça-feira, às 20h, em cerimônia no Teatro do SESC Vila Mariana. O Prêmio ABCA ainda põe em evidência personalidades por meio de homenagens e aponta destaques no cenário das artes plásticas.

VENCEDORES

Prêmio Gonzaga Duque (crítico associado pela atuação durante o ano)
Raul Córdula

Prêmio Sérgio Milliet (crítico por pesquisa publicada)
Mirian de Carvalho: A brasilidade na pintura de César Romero. Salvador: Expoart, 2016.

Prêmio Mario Pedrosa (artista contemporâneo)
José Rufino

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante no meio artístico)
Justo Werlang

Prêmio Mário de Andrade (crítico de arte pela trajetória – filiado ou não)
Tadeu Chiarelli

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória)
Abraham Palatnik

Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição)
Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes pela curadoria da mostra “Em Polvorosa – um panorama das coleções MAM Rio”, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação e atividade no campo da arte)
Serviço Social do Comércio (SESC) - Brasil

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)
Francisco Brennand – Senhor da várzea, da argila e do fogo, realizada pelo Santander Cultural, em Porto Alegre

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia)
Ilustrada / Folha de S.Paulo

Destaques

Giselle Beiguelman
Antônio Carelli
Exposição Lasar Segall realizada pelo Museu Lasar Segall e Pinakotheke Cultural

Homenagens

Maria Helena Andrés
Juarez Paraíso
Gontran Guanaes Netto

Sobre a ABCA

A ABCA criada em 1949, é a mais antiga associação brasileira de profissionais das artes visuais. Sua fundação, no Rio de Janeiro, foi liderada pelos críticos Sérgio Milliet, seu primeiro presidente, Mário Barata, Antonio Bento e Mário Pedrosa, entre outros, atualmente, é presidida por Maria Amelia Bulhões. Sua finalidade é reunir os críticos, incluindo os profissionais da crítica de arte, pesquisadores, historiadores, teóricos, ensaístas, jornalistas, jornalistas culturais e professores de história da arte e de estética, brasileiros ou domiciliados no Brasil. Para isso, a ABCA realiza periodicamente seminários regionais, nacionais e internacionais, edita o Jornal da ABCA, e mantém o Arquivo e Laboratório de Crítica de Arte, onde trabalha a documentação da produção dos críticos de arte, desenvolve o estudo da história da entidade, debate a história e a prática da crítica de arte e a arte contemporânea. A associação colabora, ainda, com os poderes públicos e a iniciativa privada, por meio da participação em ações e realizações culturais de utilidade social e cultural que visam despertar e intensificar o interesse do público pela arte. O sistema de premiação da associação foi criado em 1978, para destacar exclusivamente as artes visuais.

Diretoria da ABCA 2016-2018

Presidente: Maria Amelia Bulhões;
1ª. Vice-Presidente: Claudia Fazzolari;
2ª. Vice-Presidente: Isis Braga;
1ª. Secretária: Leila Kiyomura
2o. Secretário: Jacob Klintowitz;
1a. Tesoureira: Sylvia Werneck;
2a. Tesoureiro: Lalada Dalglish.
Vice-Presidentes Regionais:
Região Norte/Nordeste: Raul Córdula;
Região Centro-Oeste: Maria Adélia Menegazzo;
Sudeste: Marilia Andrés Ribeiro;
Sul: Sandra Makowieck;
Conselho Fiscal Titulares: Carlos Soulié F. do Amaral, Enock Sacramento, Lisbeth Rebollo Gonçalves
Suplentes: Leonor Amarante; Maria José Justino, Neide Marcondes.
Comissão de Ética: Almerinda da Silva Lopes;Icleia Cattani; Percival Tirapeli
Comissão de Credenciais: Cesar Romero; Mariza Bertoli; Paula Ramos

Publicado por Patricia Canetti às 9:04 PM