Página inicial

Salões & Prêmios

 


agosto 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

junho 2, 2015

Tautográfica – a escrita de Detanico Lain para o 19º Festival Sesc_Videobrasil

DetanicoLain_VideoBrasil-port.gif

Concebidas pela dupla de artistas Detanico Lain, a direção de arte e a identidade visual do 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil | Panoramas do Sul exploram conceitos curatoriais desta edição e remetem à filosofia grega e a sistemas de escrita originários da África

Os artistas brasileiros radicados na França, Angela Detanico e Rafael Lain trabalham juntos desde meados da década de 90, período de tempo quase tão antigo e profícuo quanto o da parceria que estabeleceram com o Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil. A dupla, que já apresentou trabalhos na Bienal de Veneza (2007), na Bienal de São Paulo (2004, 2006 e 2008) e na Bienal de Havana (2009),foi responsável pela identidade visual de cinco edições do Festival: do 13º ao 17º (de 2001 a 2011).Agora,os artistas voltam a assinar a direção de arte na 19ª edição. Partindo de questões relacionadas à produção artística do Sul global exploradas pela curadoria, como identidade, memória e iconografia, eles conceberam uma proposta visual para o Festival que remete a alfabetos originários da África e ao mito sobre o nascimento da escrita.

Para Solange Farkas, curadora geral do Festival, Detanico e Lain criam um novo universo criativo e poético resultante da sua investigação e produção em arte contemporânea. Ancorado em extensas pesquisas e na reflexão sobre o sentido e sua representação gráfica, o trabalho da dupla explora as relações entre arte e design. “Eles se apropriam da linguagem verbal a partir de proposições visuais, provocando exercícios de codificação e decodificação da linguagem, de construção de novos códigos, organizados em uma nova ‘escrita’, numa proposta que se relaciona a questões provocadas por esta edição do Festival”, afirma a diretora da Associação Cultural Videobrasil.

A partir da nomeação do primeiro convidado do 19º Festival, um dos mais reverenciados artistas contemporâneos da África,o malinês Abdoulaye Konaté, Detanico e Lain iniciaram uma pesquisa que se voltou aos inúmeros sistemas de escrita originados no continente africano – de alfabetos e silabários ancestrais às mais recentes proposições de preservação da tradição oral.Uma das referências iniciais dessa pesquisa foi a obra de Frédéric Bruly Bouabré (1923-2014), artista da Costa do Marfim que integrou a 55ª Bienal de Veneza (2013), a 30ª Bienal de São Paulo (2012) e a Documenta 11 (2002).Na década de 1950, Bruly Bouabré criou um extenso silabário pictográfico com mais de 400 caracteres na intenção de que a história de seu povo, transmitida oralmente na língua bété, pudesse ser registrada. “A partir desse trabalho, iniciamos uma pesquisa sobre sistemas de escrita na África que nos levou a outros alfabetos criados recentemente para línguas de tradição oral, como o kikakui, na Serra Leoa, e o mandombe, no Congo”, afirmam Detanico e Lain. Para além dos jovens alfabetos africanos, os antiquíssimos sistemas de escrita concebidos no norte da África também estão presentes na pesquisa da dupla, como o alfabeto tifinagh, utilizado para escrever as línguas berberes do norte, e o ge’ez, que sobreviveu à língua falada na Etiópia e na Eritreia.

O diálogo Fedro, de Platão, também serviu de base para a pesquisa de Detanico Lain. O filósofo grego aborda o mito da origem da escrita e afirma que os caracteres gráficos foram inventados pelo deus egípcio Tauthos, pai dos números, do cálculo, da geometria e da astronomia. Sobre a escrita, Tauthos teria afirmado: “Eis uma arte que tornará os egípcios mais sábios e os ajudará a fortalecer a memória, pois com a escrita descobri o remédio para a memória”.

Com essas referências, a dupla criou a tipografia Tautográfica a partir de elementos gráficos comuns aos alfabetos estudados.“A ideia é que os caracteres funcionem ao mesmo tempo como imagem e texto, criando uma espécie de estranhamento com a linguagem”, explicam os artistas. Desta forma, é oferecida aos leitores a possibilidade de redescoberta dos desenhos das letras – num primeiro momento ilegível, a leitura se desvela para quem dedicar o tempo necessário a decifrá-la. Tautográfica será aplicada junto à fonte Fedra, criada em 2001 pelo designer Peter Bilak.Desenvolvida também para os alfabetos árabe, devanágari e armênio, o desenho dessa fonte tipográfica pretende humanizar a mensagem e proporcionar uma boa leitura tanto em meio impresso quanto no computador. Com uma paleta em tons terrosos, que variam a partirdas obras dos demais artistas convidados do 19º Festival, a identidade visual criada pela dupla Detanico Lain será desdobrada na sinalização do espaço expositivo, nas publicações, peças gráficas e no site do 19º Festival, aplicadas pelas designers Carla Castilho e Lia Assumpção (Janela Estúdio) e Lila Botter (Videobrasil), e pelo artista Deco Farkas.

Com ampla programação formada por quatro exposições, performances, mostra de filmes, programas públicos, ações educativas e lançamento de publicações, o 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil | Panoramas do Sulacontece no Sesc Pompeia e em outros espaços da cidade, de 6 de outubro a 6 de dezembro de 2015. Acompanhe as notícias do Festival, clicando aqui.

Angela Detanico e Rafael Lain são, respectivamente, linguista e tipógrafo de formação. Trabalhando em colaboração desde 1996, os dois começaram a desenvolver ideias de escrita, leitura e tradução, seja de um meio para outro, seja de um código para outro, interessados nos limites da representação do tempo e do espaço. A dupla desenvolve trabalhos que cruzam poesia, som e imagem, atuando tanto em design, quanto no cenário da arte contemporânea. Tipografia, design gráfico, vídeo, arquitetura, internet e CD-ROM são alguns dos formatos já contemplados pela dupla, que foi objeto do primeiro FF>>Dossier publicado pelo Videobrasil, com entrevistas e ensaios feitos pelos pesquisadores Giselle Beiguelman e Eduardo de Jesus.

Além de terem sido responsáveis pela identidade visual do Festival de 2001 a 2011, também foram membros do conselho de programação de duas edições (2001 e 2003).Eles ainda realizaram performances que hoje têm registros no Acervo Videobrasil (Entre, Dobra24.9.2003, Sound Waves for Selected Landscapes). Angela Detanico e Rafael Lain foram convidados especiais dos Programas Públicos do 18º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil (2013), que comemorou os 30 anos do Festival com uma série de encontros ao longo da programação. Ao lado de outros artistas e designers que contribuíram com a identidade do Festival, como Kiko Farkas, Bill Martinez, Daniel Trench e Celso Longo, a dupla abordou, no encontro “Design, Conceito e Espaço”, o perfil diferenciado do Festival em relação à criação de suas propostas gráficas, fruto da aproximação entre os designers e a curadoria – a identidade visual do Festival reflete e reforça as questões que surgem a cada edição (assista ao encontro no Canal VB).

A dupla vencedora do Nam June Paik Award de 2004 – uma das mais importantes premiações de arte eletrônica do mundo –já apresentou trabalhos na 52ª Bienal de Veneza (Itália, 2007), em três edições da Bienal de São Paulo (2004, 2006 e 2008) e na 10ª Bienal de Havana (Cuba, 2009).Detanico e Lain participaram da Media City Seoul(Coreia do Sul, 2004) e daTrienal de Echigo Tsumari(Japão, 2006). Exposições individuais recentes aconteceram na Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, Brasil, 2013), com curadoria de Solange Farkas, fundadora e diretora da Associação Cultural Videobrasil,no Museu Coleção Berardo (Lisboa, Portugal, 2013) e no Kyoto Art Center (Quioto, Japão, 2013). Seus trabalhos foram apresentados recentemente no Musée d'Art Contemporain de Lyon (Lyon, França); no Wexner Center for the Arts (Columbus, EUA); no Astrup Fearnley Museet (Oslo, Noruega).

Posted by Patricia Canetti at 12:11 PM