Página inicial

Salões & Prêmios

 


agosto 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

maio 14, 2009

Prêmio Marcantonio Vilaça - Entrevista com o artista premiado Henrique Oliveira

Entrevista por emeio feita por Ananda Carvalho especialmente para o Canal Contemporâneo.

Ao acompanhar a premiação do Prêmio Marcantonio Vilaça, nos questionamos sobre o papel dos prêmios e o estado da arte contemporânea. O Júri de seleção do Prêmio não escolhe um projeto a ser desenvolvido, e sim, avalia os portfolios. Cada artista recebe uma bolsa de R$30 mil para dar continuidade ao seu processo ou para aventurar-se em novas pesquisas. Esse processo será acompanhado por um crítico escolhido a partir de três sugestões do próprio artista. Convidamos os artistas premiados e os membros do júri a exporem suas idéias.

HenriqueOliveira_processo.jpg
Henrique Oliveira, ateliê, 2008


HenriqueOliveira_Tapumes.jpg

Henrique Oliveira, Tapumes, Gallerie Vallois, Paris, 2008, madeira e PVC


HenriqueOliveira_SemTitulo.jpg

Henrique Oliveira, Sem Título, 2008,acrílico sobre tela

Canal / Ananda Carvalho - Na sua opinião, quais características do seu trabalho foram premiadas?

Henrique Oliveira - Acredito que para a escolha dos premiados deve ter sido levado em consideração todo o conjunto do trabalho, mesmo porque são questões interligadas que fazem o trabalho funcionar.

Canal / Ananda Carvalho - Quais temas, projetos ou características pretende desenvolver ao longo deste ano?

Henrique Oliveira - Tenho feito trabalhos temporários de instalação em exposições e também tenho trabalhado no meu ateliê. Deste modo, procuro usar o tempo cotidiano que caracteriza a prática em estúdio para criar obras permanentes e de caráter mais experimental, deixando as instalações para explorar a conexão da obra com a arquitetura, a exploração do espaço e outras questões que só podem ser tratadas por meio da criação direta no local da exposiç.

Como me interesso muito por materiais usados, o momento da coleta pode também ser responsável pelo surgimento de um novo projeto. Uma vez, circulando por São Paulo, deparei com um tipo de lâmina de madeira que havia sido pintada de branco e, ao ser empilhada em local úmido, desenvolveu fungos em forma de pintas, o que me sugeriu a idéia de uma pele urbana. A partir deste momento dei início a uma série de instalações de formas orgânicas baseadas num processo de colagem e sobreposição de camadas. No meu próximo projeto, que integrará a Bienal do Mercosul, levarei uma obra desta série para a rua. É um processo que começou com o recolhimento de um material da cidade, que foi desenvolvido em ambiente de exposição, e que agora vai voltar para seu local de origem.

Todas estas pesquisas têm como base a pintura, que estrutura o meu pensamento desde o início da minha profissão e continua a funcionar como uma espécie de arcabouço para tudo o que eu faço.

Canal / Ananda Carvalho - Quais foram os orientadores que indicou para acompanhar o seu trabalho?

Henrique Oliveira - A minha dúvida neste momento, assim como de outros colegas, foi entre apontar alguém que já é familiar com o nosso trabalho e assim estabelecer uma continuidade, ou aproveitar o momento para conhecer uma opinião diferente. Optei então por um combinado - um que já vem me acompanhando, Agnaldo Farias; e dois com quem nunca trabalhei, Paulo Herkenhoff e Moacir dos Anjos.

Leia também a entrevista com o artista premiado Eduardo Berliner

Leia também a entrevista com o artista premiado Yuri Firmeza

Posted by Ananda Carvalho at 6:02 PM