Página inicial

Salões & Prêmios

 


maio 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

abril 26, 2018

Artistas-curadores da 33ª Bienal de São Paulo anunciam suas propostas expositivas

Artistas-curadores da 33ª Bienal de São Paulo anunciam suas propostas expositivas

As sete mostras coletivas concebidas por eles irão compor o evento ao lado dos doze projetos individuais selecionados pelo curador geral Gabriel Pérez-Barreiro, divulgados previamente, em um modelo que dá voz aos artistas e valoriza suas interpretações sobre seus contextos de produção

Apontado pela Fundação Bienal de São Paulo para assumir a curadoria da 33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas por sua proposta de organizar o evento a partir de um “sistema operacional” alternativo, Gabriel Pérez-Barreiro concebe uma Bienal que privilegia o olhar dos artistas sobre seus próprios contextos criativos e evita a realização de uma grande exposição temática em favor de experiências curatoriais múltiplas. Estas incluem, além dos doze projetos individuais já divulgados, mostras coletivas organizadas por sete artistas-curadores: Alejandro Cesarco (Uruguai/EUA, 1975), Antonio Ballester Moreno (Espanha, 1977), Claudia Fontes (Argentina, 1964), Mamma Andersson (Suécia, 1962), Sofia Borges (Brasil, 1984), Waltercio Caldas (Brasil, 1946) e Wura-Natasha Ogunji (EUA/Nigéria, 1970).

Assim como os projetos individuais não configuram juntos uma exposição coletiva no sentido tradicional e não são ligados por qualquer estrutura narrativa ou temática, as propostas dos artistas-curadores são completamente independentes umas das outras. “Os sete artistas-curadores têm trabalhado com total autonomia na concepção de suas mostras, tanto em relação uns aos outros quanto à curadoria geral. As únicas limitações impostas a eles foram de ordem prática, relativas a orçamento e ao uso do Pavilhão da Bienal”, explica Pérez-Barreiro.

Guiados exclusivamente pelo conceito de afinidades afetivas e pelo fato de que obras de sua autoria também devem integrar sua curadoria, cada um dos artistas-curadores respondeu a seu modo ao convite de Pérez-Barreiro, adotando diferentes metodologias e estratégias curatoriais. “Enquanto alguns adotaram estratégias mais museológicas e históricas, realizando curadorias de obras, outros propuseram exposições com trabalhos exclusivamente comissionados, estabelecendo uma espécie de curadoria coletiva em um processo horizontal de desenvolvimento de pesquisa artística. Pode-se entender como sete diferentes exemplos de metodologia curatorial”, acrescenta.

Os projetos

A partir de seu interesse em questões como repetição, narrativa e tradução, Alejandro Cesarco realiza uma curadoria de obras de artistas que compartilham de suas inquietações conceituais e estéticas. Intitulada Aos nossos pais, “a mostra propõe questionamentos acerca de como o passado (a história) ao mesmo tempo possibilita e frustra potencialidades e de como ele pode ser reescrito pelo trabalho do artista, gerador de diferenças a partir de repetições”, explica. Além de Cesarco, participam da mostra artistas de três diferentes gerações, entre os quais Sturtevant (EUA, 1924 – França, 2014), Louise Lawler (EUA, 1947) e Cameron Rowland (EUA, 1988). “Dedicar esta exposição a uma relação primária (biológica ou adotiva, literal ou metafórica) é construir uma genealogia e uma tentativa de aproximação da fonte central de nossas interpretações, métodos, inibições, possibilidades e expectativas”.

Antonio Ballester Moreno aborda sua curadoria na 33ª Bienal como forma de contextualizar um universo baseado na relação íntima entre biologia e cultura, com referências à história da abstração e sua interação com natureza, pedagogia e espiritualidade. Para tanto, ele relaciona a produção de filósofos, cientistas e artistas: “somos todos criadores de nosso próprio mundo, mas entendo que tamanha variedade de linguagens nos separou da noção do que nos é comum, então esta proposta salienta o estudo de nossas origens, sejam elas relacionadas a aspectos naturais, sociais ou subjetivos — os três eixos que organizam a exposição”, afirma Ballester Moreno.

Intitulada sentido/comum, a mostra abarca desde brinquedos educativos das vanguardas históricas e obras da Escuela de Vallecas (um movimento espanhol de vanguarda da década de 1930 próximo ao surrealismo) à presença de artistas contemporâneos. Dentre os participantes, encontram-se o filósofo e pedagogo Friedrich Fröbel (Alemanha, 1782-1852); Andrea Büttner (Alemanha, 1972); Mark Dion (EUA, 1961), que participa da Bienal com um projeto comissionado; e Rafael Sánchez-Mateos Paniagua (Espanha, 1979), integrante do coletivo Atenta que pesquisa práticas de atenção no campo da arte. Além de sua participação na exposição de Ballester Moreno, Paniagua contribuiu também com a publicação educativa da 33ª Bienal, Convite à atenção, com um texto inédito de sua autoria.

Para sua exposição intitulada O pássaro lento, Claudia Fontes parte de uma metanarrativa: um livro fictício homônimo cujo conteúdo é desconhecido, salvo por alguns fragmentos e por seus vestígios materiais. Fontes e os artistas convidados apresentam trabalhos que ativam as aproximações entre artes visuais, literatura e tradução através de experiências que propõem uma temporalidade expandida, alternativa ao fetiche moderno da velocidade. “A experiência de velocidade e lentidão são experiências políticas enraizadas no corpo. Ambas influenciam nossos entendimentos de espaço, distância e possibilidade. Há mais de um século, nossa espécie vem sendo treinada desde a infância para desprezar a vagarosidade e desejar rapidez. Como resultado, todos nós agora temos dificuldade de imaginar outros meios de estar consigo mesmo e com os outros”, afirma Fontes.

Em um processo curatorial horizontal e colaborativo, todos os participantes, à exceção de Roderick Hietbrink (Holanda, 1975), desenvolvem obras comissionadas para a ocasião: Ben Rivers (UK, 1972), Daniel Bozhkov (Bulgária, 1959), Elba Bairon (Bolívia, 1947), Katrín Sigurdardóttir (Islândia/EUA, 1967), Pablo Martín Ruiz (Argentina, 1964), Paola Sferco (Argentina, 1974), Sebastián Castagna (Argentina, 1965) e Žilvinas Landzbergas (Lituânia, 1979).

Para sua exposição, Stargazer II [Mira-estrela II], Mamma Andersson reúne um grupo de artistas que têm inspirado e nutrido sua produção como pintora. A seleção inclui uma ampla gama de referências, como ícones russos do século 15, os “outsiders” Henry Darger (EUA, 1892-1973) e Dick Bengtsson (Suécia, 1936­-1989); e artistas contemporâneos como a cineasta Gunvor Nelson (Suécia, 1931) e o piloto de caça e artista sonoro Åke Hodell (Suécia, 1919-2000), entre outros. Em comum, todos os participantes compartilham o interesse pela figuração expressiva e pelo corpo humano. “Estou interessada em artistas que trabalham com a melancolia e a introspecção como um modo de vida e uma forma de sobrevivência”, afirma Andersson. A exposição inclui também uma quantidade significativa de pinturas de Andersson, estabelecendo um diálogo vibrante entre sua obra e suas inspirações artísticas.

A curadoria de Sofia Borges, A infinita história das coisas ou o fim da tragédia do um, parte de interpretações filosóficas sobre a tragédia grega para mergulhar em uma colagem de referências mitológicas. Sua proposta configura-se como um espaço ativo de investigação acerca dos limites da representação e da impossibilidade da linguagem enquanto instrumento de mediação do real. “Eu passei anos procurando, através da imagem, desvendar o estado de representação das coisas com o meu trabalho, até que entendi se tratar de uma questão sem solução, visto que ela é na verdade o problema do significado. A linguagem é em si trágica, porque ambígua, e não se pode usar uma matéria para falar de outra”, explica.

Sobre esta base conceitual, o projeto expositivo se constrói a partir de um modelo curatorial misto em que a seleção de peças específicas é acompanhada por convites a certos artistas para que desenvolvam trabalhos comissionados. Uma das particularidades da proposta — que inclui obras de Jennifer Tee (Holanda, 1973), Leda Catunda (Brasil, 1961), Sarah Lucas (UK, 1962) e Tal Isaac Hadad (França, 1976), entre outros — é encarar a exposição como algo que se dá não apenas no espaço, mas também no tempo. Desta forma, a mostra será ativada, ao longo dos três meses de duração da Bienal por um programa de experimentações propostas pela artista-curadora a partir da interação entre as obras, os artistas e outros convidados.

Waltercio Caldas, que sempre considerou a história da arte como material de trabalho, projeta um espaço em que obras de diversos artistas são confrontadas com trabalhos de sua autoria. “Visto que a produção de um artista trata de inúmeras questões que variam ao longo do tempo, escolhi obras que desviam do que mais se conhece de cada um deles e se destacam por seu valor e especificidade. O resultado da relação entre as peças escolhidas passou a ser o principal interesse desta seleção”, explica.

Com sua mostra, Caldas propõe uma reflexão sobre a poética, a natureza das formas e das ideias e suas implicações na atividade artística desde o final do século 19. “Procurei, através da tensão entre obras muito diversas, as surpresas esclarecedoras que resultam destes confrontos”, comenta. A partir de uma visão desafiadora do artista sobre sua própria obra e dos enfrentamentos muitas vezes inusitados — como entre trabalhos de Victor Hugo (FRA, 1802-1885), Jorge Oteiza (ESP, 1908-2003) e Vicente do Rego Monteiro (BRA, 1899-1970) — abrem-se novas possibilidades de leitura para a arte.

Para seu projeto expositivo intitulado sempre, nunca, composto exclusivamente por obras comissionadas, Wura-Natasha Ogunji convidou as artistas Lhola Amira (África do Sul, 1984), Mame-Diarra Niang (França, 1982), Nicole Vlado (EUA, 1980), ruby onyinyechi amanze (Nigéria, 1982) e Youmna Chlala (Líbano, 1974) para criar, assim como ela, novos trabalhos em um processo curatorial colaborativo e horizontal. A produção dessas seis artistas “concilia aspectos íntimos (como corpo, memória e gesto) a épicos (arquitetura, história, nação)”, explica Ogunji. “Em diálogo aberto e contínuo, nossos projetos individuais abarcam práticas e linguagens distintas, que convergem em ideias e questões cruciais para a experimentação, a liberdade e o processo criativo”.

O trabalho de cada uma dessas artistas é afetado por suas histórias individuais e pelas complexas relações que mantêm com suas terras, nações e territórios. “Não são suas origens ou nacionalidades que são reveladoras, mas sim o fato de que suas obras quebram as narrativas hegemônicas e abraçam interrupções como aberturas necessárias”, complementa a artista-curadora.

Expografia

A autonomia dos projetos se estende ao desenho expográfico, que varia entre as diferentes exposições. Elas compartilham, no entanto, um interesse por criar experiências que dêem forma às expectativas de visitação do Pavilhão da Bienal. A expografia da 33ª Bienal, concebida pelo arquiteto Alvaro Razuk, prevê a criação de áreas livres para descanso e reflexão entre as diferentes proposições expositivas, em consonância com a proposta de Pérez-Barreiro de criação de espaços favoráveis a desacelerar, observar e compartilhar experiências.

Publicações

O projeto editorial da 33ª Bienal serve como uma plataforma que expande a atuação dos artistas da mostra, uma vez que permite aos mesmos explorarem o formato de livro de artista como complementar à exposição. O catálogo da 33ª Bienal reúne um conjunto de dezenove publicações, no formato de brochuras e pôsteres, desenvolvidas em colaboração com a equipe da Fundação Bienal e a consultora editorial Fabiana Werneck.

Com previsão de lançamento e circulação nas primeiras semanas de setembro, uma publicação complementar apresenta registros fotográficos da exposição, um ensaio visual do fotógrafo Mauro Restiffe, textos e entrevistas. Na peça, os artistas-curadores comentam o desenvolvimento de suas seleções para a edição e como seus próprios trabalhos responderam à proposta.

Residências artísticas

Por meio da parceria com o Programa Residência Artística FAAP, estabelecida a partir da 27ª Bienal (2006) e renovada a cada edição, cinco artistas da 33ª Bienal estarão em residência em São Paulo para desenvolver seus projetos na mostra: Lhola Amira (África do Sul, 1984), Luiza Crosman (Brasil, 1987), Mame-Diarra Niang (França, 1982), Tal Isaac Hadad (França, 1976) e Tamar Guimarães (Brasil, 1967).

Credenciamento para profissionais e imprensa

Continua aberto o credenciamento para profissionais e imprensa no portal da Fundação Bienal de São Paulo. O preview para imprensa acontece no dia 4 de setembro e, nos dias 5 e 6, a 33ª Bienal será aberta para convidados e profissionais do meio. Entre os dias 21 e 23 de setembro, pela primeira vez a Fundação Bienal realizará o International Weekend, para profissionais estrangeiros.

A Fundação por trás da 33ª Bienal

A proposta apresentada por Gabriel Pérez-Barreiro e selecionada pela Fundação Bienal para a 33ª edição da mostra encontra ressonância não apenas na vocação própria da instituição mas também no desafio de se manter contemporânea em pleno século 21. Ao questionar modelos estabelecidos e repensar a própria forma de se fazer exposições de arte de grande escala, o projeto vai ao encontro da atividade cotidiana da Fundação Bienal, que consiste em olhar sempre para o novo sem perder de vista suas mais de seis décadas de história.

33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas
de 7 de setembro a 9 de dezembro de 2018
Pavilhão Ciccillo Matarazzo, Parque Ibirapuera
www.bienal.org.br

Preview para imprensa: 4 de setembro/2018
Preview para imprensa, profissionais e convidados: 5 e 6 de setembro/2018
International Weekend: 21 a 23 de setembro/2018
Credenciamento de imprensa: bienal.org.br/press33
Credenciamento de profissionais: bienal.org.br/credenciamento

Informações à imprensa
Conteúdo Comunicação
11-5056-9800

Posted by Patricia Canetti at 9:27 AM

abril 25, 2018

MARP - Programa Exposições 2018 - Selecionados

Comissão de Seleção: Galciani Neves e Nilton Campos

1ª Exposição do Programa Exposições 2018 no MARP
De 08/06 a 05/07/2018
Adriana Amaral (De Ribeirão Preto-SP; Vive e trabalha em Ribeirão Preto-SP)
Aline Moreno (De Campinas-SP; Vive e trabalha em São Paulo-SP)
Antonio Pulquério (De Campos Sales-CE; Vive e trabalha em São Paulo-SP)
Romeu Mizuguchi (De São Paulo-SP; Vive e trabalha em São Paulo-SP)
Shu Lin (De Taison-China; Vive e trabalha em São Paulo-SP)

2ª Exposição do Programa Exposições 2018 no MARP
De 05/10 a 30/11/2018
Fernanda Galvão (De São Paulo-SP; Vive e trabalha em São Paulo-SP)
Patrícia Rebello (De São Paulo-SP; Vive e trabalha em Piracicaba-SP)
Pepi Lemos (De São Paulo-SP; Vive e trabalha em São Paulo-SP)
Ubirajara Júnior (De Belém-PA; Vive e trabalha em Ribeirão Preto-SP)

Posted by Patricia Canetti at 12:49 PM

Prêmio Pipa 2018 - Artistas indicados

O Prêmio PIPA tem como objetivo premiar artistas brasileiros cuja trajetória seja recente, mas que já tenham uma produção consistente e em evidência.

Para participar do Prêmio PIPA 2018 o artista deve ser indicado por pelo menos um membro do Comitê de Indicação 2018.

Cada um dos 27 indicadores de 2018 indicou até três nomes. Este ano são 73 artistas indicados, dos quais 36 serão convidados a participar do Prêmio pela primeira vez. São artistas visuais, que trabalham com pintura, fotografia, instalação, vídeo, performance e outras mídias, de todas regiões do país, sendo alguns residentes no exterior.

Assim que assinarem o enviarem material, os artistas que estrearão no Prêmio em 2018, terão páginas individuais no site, como todos os 335 artistas que já participaram em pelo menos uma das edições. São informações sobre suas carreiras, imagens de obras e vídeo-entrevistas. Além disso, todos os indicados são convidados a divulgar a exposições e demais eventos em que participam no site. Todos os indicados serão convidados, por uma produtora, a gravar entrevistas exclusivas, inclusive os que já possuem vídeos em outros anos.

Alvaro Seixas
Ana Dias Batista
Ana Elisa Egreja
Ana Prata
Ana Ruas
André Griffo
Anna Costa e Silva
assume vivid astro focus (avaf)/Eli Sudbrack
Babu78
Cecília Bona
Coletivo Irmãos Guimarães
Dalton Paula
Daniel Albuquerque
Daniel Escobar
David Almeida
Débora Bolsoni
Desali
Deyson Gilbert
Eduardo Berliner
Gervane de Paula
Gisele Camargo
Gokula Stoffel
Grupo EmpreZa
Gustavo Torres
Gustavo Torrezan
Ícaro Lira
Ío (Laura Cattani e Munir Klamt)
Íris Helena
Ismael Monticelli
Jaime Lauriano
Juliana Notari
Laercio Redondo
Lais Myrrha
Laura Andreato
Laura Belém
Luciana Magno
Luiz Olivieri
Luiz Roque
Manoela Medeiros
Marcia Thompson
Marcone Moreira
Maria Laet
Maria Noujaim
Matheus Rocha Pitta
Maura Grimaldi
Mercedes Lachmann
Paula Krause
Paulo Meira
Rafael Adorján
Rafael Alonso
Rafael RG
Randolpho Lamonier
Raquel Nava
Raquel Versieux
Regina Parra
Rodrigo Linhares
Rommulo Conceição
Romy Pocztaruk
Thomaz Rosa
Tiago Sant'Ana
Tiago Tebet
Tiago Tosh
Vanderlei Lopes
Vivian Caccuri
Yuli Yamagata
Yuri Firmeza
Zé Carlos Garcia

Posted by Patricia Canetti at 10:31 AM

abril 23, 2018

8ª Mostra 3M de Arte abre inscrições para participação de novos artistas

Com curadoria de Bernardo Mosqueira, o Edital para Seleção de Trabalho escolherá 1 artista para participar da exposição que acontece em setembro, em São Paulo

A 8º Mostra 3M de Arte anuncia a abertura das inscrições para a participação de artistas com projetos de instalação pública em sua exposição, que será realizada entre os meses de setembro e outubro, no Largo da Batata, em São Paulo. As inscrições podem ser feitas entre os dias 17 de abril e 25 de maio, no site da mostra. Como requisitos, os artistas deverão ser residentes no Brasil, maiores de 18 anos e terem até 15 anos de produção artística, contados a partir da primeira exposição em espaços institucionais.

O Edital para Seleção de Trabalho da 8º Mostra 3M de Arte irá oferecer até R$ 30.000,00 para a execução do projeto no espaço público e mais R$ 5.000,00 como remuneração direta ao artista ou coletivo. A seleção do trabalho escolhido será feita pelo curador Bernardo Mosqueira e apoio técnico da Elo3, idealizadora e realizadora da Mostra desde sua primeira edição. O vencedor do edital exibirá a obra ao lado dos demais participantes.

Além de receber o investimento financeiro para a execução do projeto, que após a exposição ficará em posse do artista, a oportunidade de ter uma obra exposta na Mostra 3M de Arte consiste ainda na valorização artística do trabalho pertencente a um projeto já estabelecido que é realizado há oito anos, e que já apresentou renomados nomes de artistas nacionais e internacionais, como Guto Lacaz, Giselle Beiguelman, Paulo Bruscky, Nicola Constantino e Bill Viola.

Em um momento de transformações urbanas e digitais dentro da sociedade, a Mostra 3M compreende a importância de estar em espaços democráticos para a exibição e interação do público com a arte como um agente de diversidade e modificação do espaço social. Por ser um edital destinado ao espaço público espera-se que o artista apresente um trabalho voltado para a estrutura urbana com caráter cultural, social e político do Largo da Batata. A seleção terá ainda como critérios a garantia da exequibilidade; a singularidade e a força da proposta; e a adequação ao contexto espacial e temporal da mostra.

Para Fernanda Del Guerra, diretora da Elo3 e responsável pela curadoria da exposição desde a 7a edição, “o Edital é um amadurecimento de todas as ações de valorização de novos talentos realizadas desde a primeira edição, e que impactará de forma efetiva a carreira do artista selecionado, tanto para a crítica artística quanto para o conhecimento do grande público”.

Sobre Bernardo Mosqueira

Curador e escritor, Bernardo Mosqueira é um dos fundadores e gestores do Solar dos Abacaxis, espaço independente para arte, educação e transformação social no Rio de Janeiro. Mosqueira venceu a 9ª edição do Prêmio Lorenzo Bonaldi para curadores com menos de 35 anos, realizado bianualmente pelo GAMeC, em Bergamo, na Itália, com o projeto “Enchanted Bodies/Fetish for Freedom”

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TRABALHO

Projeto – 8ª Mostra 3M de Arte
Trabalho – obra a ser selecionada

I. INTRODUÇÃO

I. 1. Promovida pela ELO3 INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL Ltda. (“ELO3”) com sede à Av. Moaci, 525 conj. 308, São Paulo-SP, inscrita no CNPJ 06.791.257/0001-95, a 8ª Mostra 3M de Arte (“Projeto”) convida artistas a enviarem propostas de obras para espaço público para exibição na exposição, que acontecerá entre os dias 15 de setembro e 14 de outubro de 2018, no Largo da Batata, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.

I. 2. O trabalho selecionado terá sua realização custeada pelo Projeto e será exibido na exposição 8ª Mostra 3M de Arte. O artista selecionado será remunerado com um cachê de participação.

II. PARTICIPANTES

II. 1. Poderão participar deste Projeto artistas residentes no Brasil e maiores de 18 (dezoito) anos na data da inscrição, que tenham até 15 (quinze) anos de produção artística, contados a partir de sua primeira participação em exposições em espaços institucionais como, por exemplo, galerias, museus e centros culturais.

II.2. São inelegíveis para participar deste Projeto os funcionários da ELO3, integrantes da organização da exposição (e.g. curadoria, empresas fornecedoras) e funcionários da empresa 3M do Brasil Ltda., assim como seus cônjuges, companheiros e parentes.

II.3. Todas as pessoas elegíveis que se inscreverem passam a ser denominadas Participantes.

II.4. Os Participantes poderão ser indivíduos ou coletivos artísticos, desde que os dados de todos os Participantes sejam informados na ficha de inscrição.

III. INSCRIÇÃO E PARTICIPAÇÃO

III.1. As inscrições iniciam-se à 23h59 do dia 17 de abril de 2018 e se encerram às 23h59 do dia 25 de maio de 2018, horário de Brasília, em todo território nacional.

III.2. Para participar, os interessados deverão submeter a inscrição por meio eletrônico, observado o prazo estabelecido no item anterior:
(a) concordar com o Edital para Seleção de Trabalho, disponível no site www.mostra3mdearte.com.br; e
(b) acessar o site www.mostra3mdearte.com.br, fazer download e preencher a ficha de inscrição e enviá-la juntamente com os demais arquivos necessários, em um único arquivo em formato PDF de até 20 MB (vinte megabytes) para o e-mail mostra3mdearte@elo3.com.br, como anexo ou link pelo site www.wetransfer.com

III.3. Os documentos necessários para a inscrição consistem em:
(a) Formulário de inscrição, cujos dados solicitados serão apenas para a correta identificação e localização do contemplado;
(b) Biografia resumida do Participante com até 2.000 (dois mil) caracteres;
(c) Curriculum vitae do Participante;
(d) Portfólio com até 20 (vinte) imagens de outros trabalhos do Participante;
(e) Proposta de obra e respectivo projeto de realização com até 15 (quinze) imagens, apresentando:
(e.1) uma proposta de instalação artística inédita
(e.2) um estudo técnico do trabalho a ser realizado, demonstrando sua viabilidade e adequação ao espaço escolhido;
(e.3) um orçamento detalhado para a produção, montagem e desmontagem da proposta, bem como outros custos que se fizerem necessários;
(e.4) a equipe necessária para a realização da obra; e
(e.5) um cronograma de realização de, no máximo, 60 (sessenta) dias até a montagem e entrega do trabalho pronto.

III.4. Cada Participante poderá enviar apenas 01 (uma) proposta.

III.5. Os arquivos deverão ser nomeados exclusivamente com o nome completo do Participante a que se refere, sem espaços, acentos, hifens ou underlines (ex: mariadasilva.pdf).

III.6. Somente serão aceitos os materiais que preencherem conjuntamente as condições estabelecidas neste edital.

III.7. Em até 24 (vinte e quatro) horas do envio do arquivo em PDF que preencha os requisitos deste edital, o Participante receberá um aviso de que sua inscrição foi recebida.

III.8. A ELO3 se reserva o direito de recusar, a seu exclusivo critério, materiais iguais ou semelhantes, ou que de alguma forma coloquem em dúvida a sua autoria; materiais de conteúdo ilícito, ofensivo ou imoral, ou ainda que infrinjam ou utilizem indevidamente direitos autorais, propriedade intelectual e/ou marcas de terceiros.

III.9. Serão desclassificados da participação os materiais que desrespeitarem ou violarem as regras deste edital e/ou trabalhos que não se enquadrarem ao Projeto. A ELO3 se reserva o direito de estabelecer, em contrato a ser firmado entre o Participante Vencedor e a ELO3, outros motivos para a desclassificação do Participante Vencedor.

III.10. Os Participantes serão responsáveis pelas informações fornecidas em sua inscrição. Serão automaticamente desclassificados e excluídos deste Projeto, sem necessidade de prévia comunicação, os Participantes que informarem dados cadastrais incorretos, falsos ou incompletos e/ou que praticarem qualquer tipo de ato considerado fraudulento, ilegal, ilícito (como, mas sem se limitar a plágio ou violação de direitos autorais ou propriedade intelectual), ou que atente contra os objetivos deste Projeto e contra as regras estabelecidas neste edital e em contrato posterior a ser firmado entre a ELO3 e o Participante Vencedor, sem exclusão das penalidades cabíveis.

IV. CURADORIA E SELEÇÃO DO TRABALHO

IV.1. A Seleção será realizada pelo Curador Bernardo Mosqueira e apoio técnico da ELO3, realizadora da 8ª Mostra 3M de Arte.

IV.2. Os trabalhos apresentados serão analisados e selecionados no período de 26 de maio de 2018 a 24 de junho de 2018.

IV.3. Os trabalhos serão avaliados com base em:
1- Garantia da exequibilidade;
2- Singularidade e a força da proposta;
3- Adequação ao contexto espacial e temporal da mostra.

IV.4. O Curador poderá, caso julgue necessário, contatar os Participantes por telefone e/ou e-mail para fins de esclarecimentos adicionais sobre os trabalhos apresentados.

IV.5. A ELO3 entrará em contato com o Participante Vencedor a partir do dia 25 de junho de 2018 através dos dados informados na ficha de inscrição.

IV.6. Caso o Participante Vencedor não responder ou não puder ser acessado por um período de, pelo menos, 2 (dois) dias corridos após a primeira tentativa de contato pela ELO3, ele poderá ser imediatamente desclassificado e substituído por outro Participante a ser selecionado pelo Curador.

IV.7. A decisão do Curador é definitiva e irrecorrível, não se admitindo contra ela nenhum recurso.

V. DIVULGAÇÃO DO VENCEDOR

V.1. O trabalho selecionado será divulgado em 01 de julho de 2018, por meio do site www.mostra3mdearte.com.br e outros meios de comunicação do Projeto.

V.2. O trabalho selecionado ficará exposto na 8ª Mostra 3M de Arte, que acontecerá entre os dias 15 de setembro e 15 de outubro de 2018, no Largo da Batata, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.

VI. PRÊMIO, PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DO TRABALHO

VI.1. Pela participação na 8ª Mostra 3M de Arte, o Participante Vencedor receberá a remuneração, em forma de cachê artístico, no valor bruto de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), mediante a emissão de documento fiscal válido contra a ELO3, com referência ao Projeto.

VI.2. Será disponibilizada uma verba de produção, instalação e desinstalação do trabalho para participação no Projeto de valor bruto máximo de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), sendo que eventual sobra deste valor não poderá ser convertida em cachê. Os custos com o eventual transporte da instalação e de suas peças deverá ser compreendido pelos R$ 30.000,00 (trinta mil reais) disponibilizados.

VI.3. A verba de produção será concedida via pagamento de faturas emitidas contra a ELO3 mediante apresentação de notas fiscais, pedidos e recibos. As contratações deverão ser previamente aprovadas pela ELO3. A verba de produção não será entregue ao Participante Vencedor.

VI.4. Os valores do prêmio e da verba de produção são montantes brutos abarcando todos e quaisquer tributos ou encargos aplicáveis.

VI.5. O cronograma de realização do trabalho não poderá ser superior a 60 (sessenta) dias corridos.

VII. RESPONSABILIDADES DO PARTICIPANTE VENCEDOR

VII.1. A obra apresentada deverá ser inédita e corresponder exatamente à proposta apresentada no ato da inscrição.

VII.2. Toda a produção é de responsabilidade única e exclusiva do Participante Vencedor, que deverá considerar fatores como o local e duração da exposição, o acesso do público e obedecer às diretrizes estabelecidas pela curadoria.

VII.3. A instalação deverá ser acompanhada pelo Participante Vencedor em tempo integral e é de sua total responsabilidade.

VII.4. O Participante Vencedor deverá participar da abertura da exposição. Ao Participante Vencedor será oferecida a hospedagem na cidade de São Paulo por 5 (cinco) noites, nos termos de contrato a ser assinado com a ELO3, para a supervisão e montagem do trabalho. Caso seja necessária estadia superior a 5 (cinco) noites para a montagem do trabalho, isto deve ser previsto no orçamento do Projeto apresentado.

VII.5. O Participante Vencedor deverá estar à disposição da curadoria, da ELO3 e da Imprensa durante todo o período para esclarecer dúvidas que possam surgir e falar especialmente sobre sua carreira, sobre o projeto e sobre a exposição, sempre referindo o nome completo da exposição e a organizadora do Projeto.

VII.6. O Participante Vencedor deverá assinar contrato com ELO3 prevendo condições específicas não tratadas neste edital.

VIII. RESPONSABILIDADES DA ORGANIZADORA

VIII.1. Além do Prêmio e da concessão de verba para realização dos trabalhos, a ELO3 arcará custos relativos a transporte, hospedagem e alimentação do Participante Vencedor nos termos previstos no contrato a ser firmado entre o Participante Vencedor e a ELO3.

VIII.2. A ELO3 se compromete oferecer orientação e suporte ao Participante Vencedor.

VIII.3. A organizadora se compromete a requerer a emissão de todas as autorizações necessárias perante os órgãos responsáveis.

IX. DIREITOS AUTORAIS

IX.1. A instalação será integralmente de propriedade do Participante Vencedor. Após o evento, a obra poderá ser utilizada pelo Participante Vencedor a seu critério, contanto que, se ela for novamente exposta, haja menção à ao comissionamento pela 8ª Mostra 3M de Arte.

IX.2. A ELO3, a empresa 3M do Brasil Ltda., demais patrocinadores e parceiros se reservam o direito de usar a imagem do Participante Vencedor e da obra em conjunto com a exposição, pelo prazo de 10 (dez) anos e sem custo adicional.

X. DISPOSIÇÕES FINAIS

X.1. A ELO3 não se responsabilizará pelas inscrições via internet que não forem realizadas por problemas na transmissão de dados, no servidor, nas linhas telefônicas ou em provedores de acessos dos usuários, por erros na leitura, ou ainda por falta de energia elétrica, sem exclusão das demais situações decorrentes de caso fortuito ou força maior.

X.2. Em casos de falhas ocasionadas pela ELO3, esta possui plano de contingência para problemas nos sistemas envolvidos, a fim de não haver interrupção/falhas na execução da promoção e/ou prejuízos aos Participantes.

X.3. A ELO3 não arcará com despesas e custos que excedam a verba de produção disponibilizada no valor máximo bruto de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) ou quaisquer despesas não previamente aprovadas.

X.4. Os Participantes são os únicos responsáveis pelo conteúdo entregue e veiculado pela ELO3, responsabilizando-se integralmente por suas participações na ação e colocando a ELO3 a salvo de quaisquer pleitos ou reivindicações, voluntários ou não, que envolvam a exibição de conteúdos em decorrência da presente ação cultural, assumindo, por conseguinte, todo o ônus decorrente de tais alegações, como indenizações, perdas e danos, custas judiciais e honorários advocatícios, incluindo o direito de regresso da ELO3 contra o respectivo Participante.

X.5. A participação neste edital implica na cessão do nome, imagem e som de voz dos Participantes, para fins de divulgação desta exposição, sem quaisquer ônus à ELO3 ou a seus patrocinadores e parceiros, pelo período de 5 (cinco) anos contados da data de inscrição.

X.6. Os casos omissos, dúvidas e controvérsias que possam ocorrer com relação a este Projeto e suas regras serão solucionados pela ELO3, que deve ser contatada pelo e-mail mostra3mdearte@elo3.com.br.

X.7. Este documento completo de participação da exposição 8ª Mostra 3M de Arte estará disponível no site www.mostra3mdearte.com.br/chamadaartistas.

X.8. A participação neste Projeto caracteriza a aceitação e o reconhecimento integral de todas as regras estabelecidas no presente edital e posterior contrato a ser firmado entre o Participante Vencedor e a ELO3 e serve como declaração de que o Participante Vencedor não tem qualquer impedimento à participação no Projeto.

X.9. O conteúdo do presente edital, inclusive, mas não se limitando ao local da exibição e ao cronograma de seleção e exposição, poderá ser alterado a qualquer momento, mediante aviso aos Participantes através do site do Projeto acessível através do endereço: www.mostra3mdearte.com.br/chamadaartistas.

X.10. Fica eleito o foro da Comarca da Capital do Estado de São Paulo como único competente para dirimir quaisquer questões judiciais oriundas de ou relacionadas a este Projeto.

Resumo:

Participantes:
Artistas residentes no Brasil e maiores de 18 (dezoito) anos na data da inscrição com até 15 (quinze) anos de produção artística.

Não elegíveis:
Funcionários da ELO3, integrantes da organização da exposição e funcionários da empresa 3M do Brasil Ltda., assim como seus cônjuges, companheiros e parentes.

Cachê: R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

Verba de Produção: Até R$ 30.000,00 (trinta mil reais).

Período para inscrição: De 17 de abril a 25 de maio de 2018.

Período de seleção: De 26 de maio a 24 de junho de 2018.

Data de seleção: 25 de junho de 2018.

Data de divulgação da seleção: 01 de julho de 2018.

Período da exposição: De 15 de setembro a 15 de outubro de 2018.

Fonte: 8ª Mostra 3M de Arte - versão 1

Posted by Patricia Canetti at 12:11 PM

abril 22, 2018

Prêmio ABCA 2017 - Vencedores

Os vencedores do Prêmio ABCA 2017 foram conhecidos na manhã desta quarta-feira (18/4) com a apuração dos votos realizada em assembleia em São Paulo (SP), no Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia (MUBE).

Concedido pela Associação Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), o prêmio é resultado de votação de associados de todo o país.

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 22 de maio, às 20h, no Teatro do SESC Vila Mariana, em São Paulo (SP).

Veja abaixo a lista dos premiados
(clique aqui para ver os indicados em cada categoria)

Prêmio Gonzaga Duque (crítico filiado pela atuação durante o ano)
Luiz Camilo Osório

Prêmio Sérgio Milliet (autor por pesquisa publicada)
Fernando Cocchiarale, André Severo e Marilia Panitz – Artes Visuais, Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos. São Paulo: Edição Funarte, 2017

Prêmio Mário Pedrosa (artista de linguagem contemporânea)
Rosana Paulino

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante na área)
João Moreira Salles

Prêmio Mário de Andrade (trajetória de crítico filiado ou não)
Icleia Cattani

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória)
Anna Maria Maolino

Prêmio Maria Eugênia Franco (curador pela exposição)
Regina Teixeira de Barros pela curadoria da exposição Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna, MAM, São Paulo, 2017

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação)
Bienal Internacional de Curitiba

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)
Amélia Toledo – Lembrei que esqueci, apresentada no Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, 2017

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia)
Revista Dasartes

Destaques
Exposição Mario Pedrosa De la naturaleza afectiva de la forma, Museu Reina Sofia, Madrid
Projeto Verbo Performance Arte
Sesc 24 de maio

Homenagens
Renina Katz
Teresinha Soares
Zoravia Bettiol

Posted by Patricia Canetti at 12:16 PM

abril 10, 2018

Galeria Ecarta lança edital para seleção de exposições, em Porto Alegre

A Galeria Ecarta, projeto de artes visuais da Fundação Ecarta, lança edital para selecionar até duas exposições temporárias, com ou sem curadoria, para a galeria de arte, em Porto Alegre. Artistas residentes no Rio Grande do Sul, que já tenham realizado, no mínimo, uma exposição voltada para arte contemporânea, individual e/ou participado de duas mostras coletivas podem participar da seleção.

Para as exposições selecionadas, a Ecarta oferece, como ajuda de custo, o valor de R$2 mil, além de montagem, coquetel de abertura e divulgação.

Inscrições até 20 de abril de 2018

Edital para exposições temporárias 2018

A Fundação Cultural e Assistencial ECARTA lança seu Edital para Exposições Temporárias 2018, visando à difusão da produção artística contemporânea e de seus autores, mediante envio de propostas de acordo com este Edital.

Confira prazos, critérios de avaliação e seleção abaixo:

1 – DAS INSCRIÇÕES

1.1 – Encontram-se abertas, no período de 21 de março a 20 de abril de 2018, as inscrições para artistas e/ou grupos de artistas interessados em expor suas propostas na Galeria de Arte da Fundação ECARTA, em Porto Alegre.
1.2 – As propostas serão avaliadas e selecionadas pela Comissão de Seleção, composta por 3 (três) membros especialistas, com formação curricular comprovada no campo da arte, nomeada pela coordenação da galeria ECARTA.
1.3 – Poderão inscrever-se artistas residentes no Rio Grande do Sul, que produzam arte contemporânea e cujas propostas de exposição valorizem e fortaleçam a diversidade cultural, as novas linguagens e a transversalidade das artes, promovendo a democratização e o acesso à cultura.
1.4 – As inscrições são gratuitas e serão feitas mediante o envio de portfólio contendo documentação abaixo relacionada à secretaria da Fundação ECARTA, conforme o endereço no item 3.3; o portfólio poderá ser enviado em versão digital, através de pen-drive.
1.4.1 – Proposta de exposição, sucinta e objetiva, em duas laudas – no máximo – com sugestão de expografia tendo como base a planta baixa da galeria (planta descritiva em anexo) e com especificação das obras que comporão a exposição, descrição de equipamentos necessários ou de materiais específicos no caso de instalações ou obras multimídia.
1.4.2 – Currículos artísticos, atualizados e resumidos, de todos os artistas participantes e, se houver, do responsável pela mostra (organizador ou curador), com formação, relação de exposições individuais e coletivas, documentação fotográfica de trabalhos, bem como premiações (se houver). Poderão ser anexados textos críticos ou materiais de divulgação impressos, tais como: catálogos, matérias publicadas, convites de exposições anteriores etc.
1.4.3 – Endereço, telefone e/ou e-mail para contato.
1.4.4 – Projeto detalhado para o caso de instalações.

2 – DAS PROPOSTAS

2.1 – Os artistas poderão inscrever-se em quaisquer categorias de produção artística, desde que as propostas apresentadas possam se adequar ao espaço da galeria (ver descrições no item 6 deste Edital e na planta descritiva em anexo).
2.2 – As propostas selecionadas só serão aceitas em perfeitas condições de exposição, cabendo aos proponentes a responsabilidade total sobre elas e sobre despesas referentes à remessa e devolução, bem como seguro das obras (se houver interesse).
2.3 – Não serão aceitos trabalhos que prejudiquem e/ou comprometam a integridade física do local e do público em geral.
2.4 – Havendo divergências entre o projeto aprovado e o apresentado, a direção da Galeria de Arte da Fundação ECARTA se reserva o direito de tomar as decisões cabíveis;
2.5 – As obras deverão ser entregues na sede da Fundação ECARTA, em perfeitas condições, no prazo a ser contratado antes do início da exposição e retiradas, impreterivelmente, até 02 (dois) dias úteis após o seu término;
2.6 – A Fundação ECARTA oferece, como ajuda de custo, o valor de R$ 2.000,00 (Dois mil reais) para cada exposição selecionada, que será pago mediante apresentação de nota fiscal;
2.7 – A Fundação ECARTA oferece, sem custos ao expositor, montagem, abertura e assessoria de imprensa;
2.8 – Correrão por conta dos artistas as despesas com desmontagem da exposição e retirada das obras. Caso haja a contratação de serviços de transportadora, a mesma deverá se responsabilizar pela embalagem das obras e quaisquer documentos oficiais que porventura se façam necessários;
2.9 – A Fundação ECARTA isenta-se de qualquer responsabilidade sobre eventuais danos causados às obras durante o período de exposição das mesmas.

3 – DA SELEÇÃO

3.1 – A exposição aprovada será comunicada ao proponente por telefone e/ou e-mail, e seu portfólio fará parte do acervo da Fundação ECARTA;
3.2 – Os portfólios cujas propostas não forem selecionadas poderão ser retirados na sede da Fundação até trinta (30) dias após a divulgação dos resultados desse Edital. Após esta data a Fundação ECARTA reserva-se o direito de dar ao material o destino que lhe aprouver;
3.3 – As propostas deverão ser entregues pessoalmente ou enviadas pelo Serviço de Encomenda Expressa Nacional – SEDEX dos Correios para:
Galeria de Arte da Fundação ECARTA
A/C Secretaria
Avenida João Pessoa, 943 – Bairro Farroupilha.
CEP 90.040-000 – Porto Alegre – RS

4 – DOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

4.1 – Serão selecionadas até duas (2) propostas de exposição com ou sem curadoria;
4.2 – Serão selecionadas propostas adequadas física e conceitualmente ao espaço expositivo;
4.3 – Serão utilizados como critérios para a seleção: profundidade conceitual da proposta, contemporaneidade do discurso, excelência formal, instrumentos de acessibilidade para pessoas com deficiência, coerência entre proposta e currículos;
4.4 – A Fundação ECARTA não aceitará recursos após a divulgação dos resultados;
4.5 – A direção da galeria terá autonomia para sugerir alterações, condicionando a aceitação da proposta à aceitação das sugestões pelos proponentes.

5 – DOS ARTISTAS SELECIONADOS

5.1 – Caberá à Fundação ECARTA determinar o período da exposição, que será entre 30 e 45 dias, e informar aos artistas, antecipadamente, para verificar a disponibilidade dos mesmos.

6 – DO ESPAÇO DE EXPOSIÇÕES

6.1 – O espaço de exposições está dividido em duas salas independentes, com aproximadamente 20m² (vinte metros quadrados) cada uma, com paredes pintadas com tinta fosca branca e piso de madeira com sinteco;
6.2 – A Fundação ECARTA disponibilizará segurança durante todo o período da mostra;
6.3 – A Fundação ECARTA não disponibiliza molduras ou dispositivos para emoldurações; o mobiliário existente na galeria poderá ser usado na exposição, desde que previamente acordado com a direção.
6.4 – O sistema de iluminação utiliza spots direcionais em cada uma das salas.
6.5 – As galerias são utilizadas, concomitantemente às exposições, para outros eventos, tais como palestras e apresentações musicais, sendo necessário, para isso, que a mostra permita a colocação de cadeiras e a circulação de visitantes.
6.6 – A galeria fica aberta de terça-feira a sexta, das 10h às 19h, sábados das 10h às 20h e domingos das 10h às 18h.
6.7 – A galeria será entregue em condições ideais de exposição e o proponente deverá entregá-la, ao fim de sua apresentação, em iguais condições.

7 – DEMAIS CONSIDERAÇÕES

7.1 – O envio de propostas implica a total aceitação deste Edital;
7.2 – A Fundação ECARTA e os artistas selecionados assinarão contrato de prestação de serviços artísticos não onerosos, elaborado pelo setor jurídico da Fundação, sendo necessário para tal que os artistas ou o proponente oficial tenham, preferencialmente, representação legal (firma constituída).
7.3 – Os casos omissos serão resolvidos pela Fundação ECARTA.
7.4 – Mais informações poderão ser obtidas na sede da Fundação ECARTA, na Avenida João Pessoa, 943, em Porto Alegre, pelo telefone (51) 4009-2971 ou ainda pelo e-mail: galeria@ecarta.org.br.

8 – ANEXOS

8.1 – Planta da galeria.
Planta Baixa
– Prancha 1 (arquivo PDF – 173Kb)
Esquema Elétrico
– Prancha 2 (arquivo PDF – 110Kb)
Planta de Forro e Iluminação
– Prancha 3 (arquivo PDF – 149Kb)
8.2 – Vistas do espaço de exposições.
Croquis Perspectivos
– Pranchas 4 (arquivo PDF – 148Kb)
– Pranchas 5 (arquivo PDF – 149Kb)
– Pranchas 6 (arquivo PDF – 142Kb)
– Pranchas 7 (arquivo PDF – 137Kb)

Acesse os links dos PDFs na página do Edital da Fundação Ecarta

Posted by Patricia Canetti at 2:09 PM