Página inicial

Salões & Prêmios

 


agosto 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

março 18, 2015

rural.scapes laboratório em residência 2015 - Inscrições

rural.scapes – laboratório em residência é um programa de residência rural que tem como foco a pesquisa, articulação, reflexão, práticas transdisciplinares artísticas e produção crítica em um ambiente rural produtivo.

Inscrições PRORROGADAS até 5 de abril de 2015

APRESENTAÇÃO

Desde a primeira edição em 2014, o programa rural.scapes – laboratório em residência oferece como elemento principal de pesquisa e criação o Ambiente Rural Local, abrindo diálogos e estimulando a criação de leituras, intervenções, espaços de compartilhamento e possíveis trânsitos-conexões-rupturas-integrações com este território específico, reconhecendo que o próprio laboratório em residência é uma intervenção com implicações locais. Consideramos as dinâmicas sociais, assim como os recursos naturais da região, como um patrimônio-chave na formação de três estados brasileiros [São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro], apontando, deste modo, um contexto historicamente formador da identidade e modo de vida do sudeste brasileiro.

rural.scapes – laboratório em residência ⏈ 3G@ 2015 promove o desenvolvimento de propostas relacionadas à pesquisa e criação de obras e intervenções através de ‘entreMeios Rurais’, definidos a partir do uso e conhecimento das tecnologias pré-existentes na roça. Esta cultura rural, tradicionalmente baseada na construção de ferramentas e tecnologias para garantir a sobrevivência auto-sustentada, agora poderia ser reconhecida ou confundida com a cultura do DIY (Faça Você Mesmo). Mas à diferença do DIY, a transmissão e intercâmbio destes conhecimentos representam um valor de negociação, que condicionam e desenham as dinâmicas sócio-ambientais locais.

Neste edição, rural.scapes – laboratório em residência

⏈ 3G@ 2015 entre Meios Rurais, eletro-mecânicas e circuitos integrados em rede (on~off) selecionará projetos em diversos suportes tecnológicos, analógicos e/ou digitais, onde a técnica, arte e o ofício do fazer a mão constroem ensaios à partir da relação com a ‘tecnologia’, considerada aqui como um conjunto de conhecimentos técnico-científicos.

Serão priorizadas propostas baseadas na transformação do uso de ferramentas [eletro-mecânicas], processos, materiais e/ ou infra-estruturas locais [circuitos integrados], criando relações entre os contextos local e global [em rede on line ~ off line], considerando o território específico da residência como base para seu desenvolvimento.

REGULAMENTO

Quem pode participar

- Brasileiros e estrangeiros, residentes e não residentes;
- Cientistas, artistas, estudantes, professores, profissionais de diversas áreas, sem restrição de idade.

Onde?

rural.scapes laboratório em residência está sediado na casa-sede de uma antiga fazenda de café em São Jose do Barreiro, no sopé do Parque Nacional Serra da Bocaina, situada na tríplice fronteira entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, três pólos economicamente importantes da região Sudeste do Brasil. Esta fazenda, que passou pelo ciclo do café e do leite, hoje está dedicada a atividade produtiva agro-pecuária.

Localização: a fazenda pertence ao município de São José do Barreiro e dista da cidade ~ 12 km. A segunda cidade mais próxima é Areias, que também está localizada a ~ 12 km. Os centros urbanos com maior disponibilidade de comércio e serviços são Cruzeiro, a ~ 51km, Taubaté a ~ 130 km, Rio de Janeiro a ~ 228 km e São Paulo a ~ 260 km.

Como?

- A inscrição deverá ser feita através do formulário on-line;
- Serão aceitos até 10 Mb em anexos. Vídeos e áudios deverão estar em plataformas como Vimeo ou Youtube (caso necessário utilizar senha, anotada com a menção do link).

Condições Gerais

- Hospedagem: os selecionados ficarão hospedados na casa-sede da Fazenda Santa Teresa, uma antiga fazenda de café de São José do Barreiro, na Estrada dos Tropeiros, antiga Estrada Real e Caminho do Ouro, Vale do Paraíba, São Paulo, Brasil. Os selecionados terão quartos individuais e sala de estar e jantar, cozinha com fogão a lenha, lavanderia e dois banheiros para uso coletivo.

- Estúdios: o porão da casa sede e uma antiga casa de colono reformada, localizada às margens do Ribeirão Santana que corta a Fazenda, e a antiga capela funcionarão como estúdios e espaços de exposição das obras produzidas durante a residência;

- Período da Residência: serão recebidos seis artistas residentes por vez, nos meses de maio e junho. Por favor indicar no formulário o período de preferência para imersão e a flexibilidade para mudança, se necessário;

- Modalidade: serão selecionadas 8 propostas para realização de obra e/ou intervenção e 4 propostas para realização de oficina. As propostas relacionadas a experiências participativas poderão ser realizados em espaços de educação não formal, muito embora rural.scapes tenha um acordo com a Secretaria da Educação de São José do Barreiro que possibilita também o uso das escolas. Fica a cargo do proponente sugerir os espaços e descrever as dinâmicas de trabalho, como projetos colaborativos, de experiência coletiva e participativa, assim como tecer o plano de trabalho direto com a comunidade através de oficinas, seminários, performance com participação do público, etc. É necessário indicar em qual modalidade a proposta será inscrita.

- Apoio: as propostas selecionadas receberão apoio logístico, hospedagem local com alimentação (pensão completa) durante os quinze dias da residência, transporte de São Paulo a Fazenda, transporte local, articulações, logística e financiamento de R$ 2.000,00;

- Transporte: rural.scapes responsabiliza-se pelo transporte de ida e volta desde a cidade de São Paulo até a Fazenda e pelo transporte local durante a residência. Fica sob responsabilidade do proponente, quando for o caso, transporte da cidade de origem do proponente até a cidade de São Paulo. O local e hora de encontro e saída serão combinados com o grupo com antecedência. Caso o proponente não possa viajar no dia e hora marcada, fica também sob responsabilidade do proponente o translado até a fazenda, sempre e quando não ultrapasse mais que 48 horas do dia oficial da início da residência. A partir das 48 horas de atraso, a mesma poderá ser cancelada. O transporte no local/ região da residência também é de responsabilidade de rural.scapes.

- Proponentes: a convocatória está destinada a projetos individuais ou de duplas. Para propostas em duplas, o financiamento é o mesmo que o aplicado para propostas individuais, ou seja, R$ 2.000,00;

- Realização: o proponente se compromete a realizar durante o período de residência a proposta selecionada pelo Júri. Alterações da proposta enviada ao edital e derivas são possíveis, sempre que estas mudanças mantenham correspondências com a proposta selecionada.

- Recursos rural.scapes: estúdios, ribeirão, horta e criação de animais, mata secundária, ferramentas para marcenaria, ferramentas de roça (enxada, foice, pá, carrinho de mão, etc), um projetor Benq Mw519 (2.800 lumens/ contraste de 13.000:1), 3 telas de projeção de ~4.60 x 3.30 m, caixas de som amplificadas, oficina básica de eletrônica (soldador, alicates, componentes, arduino, etc), impressora, máquina de costura e internet rural precária. Fica em aberto a possibilidade de que rural.scapes possa apoiar, caso necessário e dependendo do valor, os projetos com algum recurso/ ferramenta extra as acima descritas. Este apoio deverá ser apontado no formulário e conversado durante a entrevista. Estes recursos ficarão na Fazenda como patrimônio do rural.scapes para futuras residências;

- Laboratórios Abertos: serão realizados debates durante a realização dos projetos, sempre acompanhadas por um crítico ou outro profissional da área;

- Conversas Abertas: serão programadas na sede do rural.scapes e no Projeto Guri e Clubão (espaço multiuso da cidade), em São José do Barreiro, com o intuito de promover maior intercâmbio entre a população local e os residentes;

- Alimentação: produzida e/ ou fornecida pela/ na Fazenda, sempre a partir de alimentos produzidos localmente.

A base é a culinária regional tropeira (light), pois consideramos parte importante da imersão na cultura da região. A Fazenda produz verduras, legumes, raízes e frutas, sempre orgânicas, considerando a época do ano e os alimentos produzidos na referida estação. A Fazenda cria cabras, galinhas e produz ovos, leite, manteiga e queijo fresco. A alimentação inclui produtos regionais como porco, fubá e pinhão, assim como arroz e feijão. Integram a culinária da região broas assadas na folha de bananeira, bolos, geléias, canjiquinha, entre outros. A água provém de nascente local. Qualquer necessidade alimentar que esteja fora dos produtos típicos regionais deste Ambiente Rural acima mencionados fica sob a responsabilidade do proponente. A Fazenda conta com uma cozinheira, D. Cida, que prepara 3 refeições diárias. O aquecimento do jantar no fogão de lenha é de responsabilidade coletiva;

- Cuidados pessoais: medicamentos e itens de uso pessoal são de responsabilidade do proponente. Por se tratar de uma residência rural, é recomendado que o residente leve o que necessite em termos de demandas pessoais;

- Direitos autorais: Os selecionados cedem os direitos autorais de uso de imagem e som para publicação (em mídia eletrônica e/ou impressa) para fins de divulgação, promoção e documentação. Este material poderá ser utilizado pelo rural.scapes, assim como por nossos parceiros para divulgação e pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo/ PROAC editais, órgão que financia a segunda edição desta residência, assim como por outros apoiadores do projeto.

- Espaço Comum: Os selecionados comprometem-se a não colocar em risco o bem-estar dos outros e de si mesmo, assim como comprometem-se a preservar o meio-ambiente. A limpeza dos quartos, assim como a preservação e manutenção dos espaços comuns da casa são de responsabilidade dos residentes;

- Seguro: não está contemplado nenhum tipo de seguro, portanto os residentes são responsáveis por seus equipamentos e saúde.

Processo Seletivo

- Serão selecionadas 12 propostas, através de um júri, considerando a coerência com os objetivos deste edital, qualidade e executabilidade do mesmo no local e período da residência;

- Cinco profissionais da área, 2 estrangeiros e 3 brasileiros se reunirão na sede da Fazenda Santa Teresa para avaliar e selecionar os projetos;

- Caso o júri considere que uma ou mais propostas selecionadas possam ter algum grau de impossibilidade de viabilização no local, o proponente/ os proponentes serão contatados pela organização com o objetivo da busca de soluções alternativas visando a viabilização da mesma, dentro das condições existentes no rural.scapes;

- Os proponentes pré-selecionados passarão por uma entrevista via Skype no início de abril, a partir da qual será definida a lista final das propostas selecionadas.

Critérios de Seleção

- Serão consideradas propostas coerentes com o conceito da segunda edição do edital de rural.scapes – laboratório em residência ⏈ 3G@ 2015 / entreMeios Rurais;

- Propostas inovadoras, que envolvam tecnologias de baixo custo, DIY, eletrônica, audiovisual, eletro-mecânica, vida artificial, etc.;

- Viabilidade técnica das propostas inscritas: os projetos inscritos serão analisados e selecionados também por sua viabilidade no local. As necessidades de cada projeto deverão ser descritas na Ficha de Inscrição, no campo ‘Equipamentos e Ferramentas’;

- Propostas que utilizem recursos do entorno da Estrada dos Tropeiros, entre as cidades de Silveiras e Bananal, e/ ou a infra-estrutura e recursos da casa-sede e da Fazenda como água, mata virgem, horta orgânica, etc., todos considerados como elementos para laboratório;

- A proposta será o item priorizado nesta seleção. Nome, portfólio e trajetória do autor/ autores serão considerados como informações complementares.

Exposição

Das obras resultantes dos laboratórios em residência, serão selecionadas por curadoria as que serão apresentadas no final de cada período de residência na sede da Fazenda Santa Teresa, em São José do Barreiro e na cidade de São Paulo, em espaço e data a serem confirmados.

Importante: O envio da proposta caracteriza o aceite das condições desta convocatória.

Fonte: rural.scapes

Posted by Patricia Canetti at 8:28 PM

19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil - Selecionados

Comissão Curadora selecionou 57 artistas e grupos de 25 países para participar da 19ª edição do Festival, que acontece de outubro a dezembro de 2015, em São Paulo

O crescimento da disseminação do nome do Festival no circuito artístico mundial e seu reconhecimento como uma das principais plataformas de difusão e fomento da produção artística do Sul global ficam evidentes pelo aumento no número de inscrições e de países inscritos. O 19º Festival recebeu 3.166 inscrições (62% a mais do que na edição anterior, que teve 1.956 inscritos) de artistas de 118 países (aumento de 46% em relação ao 18º Festival, com 81 países inscritos).

Comissão curadora: Bernardo José de Souza, Bitu Cassundé, João Laia, Júlia Rebouças e Solange Farkas, curadora-geral do Festival (ver bios)

Artistas selecionados

Edital de OBRAS

Ali Cherri (Líbano/França)
Aline X e Gustavo Jardim (Brasil)
Ana Vaz (Brasil/França)
AndresBedoya (Bolívia)
Armando Queiroz (Brasil)
Beto Shwafaty (Brasil)
Bianca Baldi (África do Sul/Alemanha)
Carlos Mélo (Brasil)
Chameckilerner (Brasil)
ChulayarnnonSiriphol (Tailândia)
Clara Ianni (Brasil)
Daniel Frota (Brasil/Países Baixos)
Daniel Jacoby (Peru/Países Baixos)
Daniel MonroyCuevas (México)
Débora Bolsoni (Brasil)
Distruktur (Brasil/Alemanha)
Dor Guez (Israel)
Enrique Ramírez (Chile/França)
FancyViolence (Brasil)
Felipe Bittencourt (Brasil)
HaroonGunn-Salie (África do Sul)
Hui Tao (China)
IosuAramburu (Peru)
João Castilho (Brasil)
Karolina Bregula (Polônia)
KökenErgun (Turquia)
KushBadhwar (Índia)
Leticia Ramos (Brasil)
Louise Botkay (Brasil)
Luciana Magno (Brasil)
Maria Kramar (Rússia)
Marinos Koutsomichalis, Maria Varela, AfroditiPsarra (Grécia)
Maya Watanabe (Peru/Países Baixos)
Michael MacGarry (África do Sul)
MihaiGrecu (Romênia/França)
Monica Rodriguez (Porto Rico/EUA)
Pablo Lobato (Brasil)
Paulo Nazareth (Brasil)
Paulo NimerPjota (Brasil)
Pilar Mata Dupont (Austrália)
Rafael RG (Brasil)
Roberto Santaguida (Canadá/Sérvia)
Rodrigo Cass (Brasil)
Roy Dib (Líbano)
RunoLagomarsino (Suécia/Brasil)
Slinko (Ucrânia/EUA)
Solon Ribeiro (Brasil)
Tatiana Fuentes Sadowski (Peru/França)
Taus Makhacheva (Rússia)
Tiécoura N'Daou (Mali)
Vera Chaves Barcellos (Brasil)
ViktorijaRybakova (Lituânia/México)
Waléria Américo (Brasil)

Edital de PROJETOS

CarlosMonroy (Colômbia/Brasil)
Cristiano Lenhardt (Brasil)
Keli-SafiaMaksud (Quênia)
Ting-Ting Cheng (Taiwan/Reino Unido)

Ler texto da Comissão Curadora

Posted by Patricia Canetti at 7:17 PM

19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil - Comissão Curadora

A Comissão Curadora do 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil: Panoramas do Sul é formada por uma equipe com intensa atuação no circuito de arte contemporânea e amplo conhecimento sobre a produção artística do território compreendido como Sul global. Cabe à Comissão estabelecer os conceitos e a proposta curatorial que orientam a seleção de trabalhos que integrarão o Festival. Ela também é responsável pela concepção e desenvolvimento das atividades que o compõem, como mostras de filmes, performances, residências artísticas, Programas Públicos, ações educativas e publicações.

Este ano, além de Solange Farkas, curadora-geral do Festival, fazem parte da Comissão Curadora o português João Laia e os brasileiros Bernardo José de Souza, Bitu Cassundé e Júlia Rebouças, curadora também da 18ª edição.

Conheça os integrantes da Comissão Curadora do 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil: Panoramas do Sul:

Solange Farkas (vive e trabalha em São Paulo, Brasil)
É curadora e diretora da Associação Cultural Videobrasil. Criou o Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil, evento de que é curadora-geral e que trouxe ao Brasil grandes nomes da arte contemporânea internacional. Foi responsável pelas exposições Sophie Calle – Cuide de Você (2009) e Joseph Beuys – A Revolução Somos Nós (2010). Em sua carreira como curadora, destacam-se a Mostra Africana de Arte Contemporânea (São Paulo, 2000); Mostra Pan-Africana de Arte Contemporânea (Salvador, 2005); La Mirada Discreta: Marcel Odenbach & Robert Cahen (Buenos Aires, 2006); Eder Santos – Roteiro Amarrado (Rio de Janeiro, 2010), Isaac Julien: Geopoéticas (São Paulo, 2012) e Alfabeto Infinito | Angela Detanico e Rafael Lain (Porto Alegre, 2013) e Videobrasil 30 anos (2013/2014), que teve itinerâncias em Varsóvia, Polônia; Atlanta, EUA; Joanesburgo e Cidade do Cabo, África do Sul e Beijing, China. Foi curadora convidada pelo 5º Videozone: International Video Art Biennial (Israel, 2010), pela 16ª Bienal de Cerveira (Portugal, 2011), pela 10ª Bienal de Charjah (Emirados Árabes Unidos, 2011), pelo 3º Festival de Videoarte de Macau (China, 2012) e pelo Screen from Barcelona Festival (Espanha, 2012). Foi diretora e curadora-chefe do Museu de Arte Moderna da Bahia (Salvador, 2007 a 2010). Participou de programação em homenagem ao Videobrasil no Festival de la Imagen (Manizales, Colômbia, 2013). No mesmo ano, o 6th Jakarta International Video Festival teve mostra com curadoria de Solange Farkas, bem como a FUSO, anual de videoarte em Lisboa que repetiu a parceria com a curadora e com a Associação Cultural Videobrasil em 2014.

Bernardo José de Souza (vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil)
É curador, professor universitário, curador independente e colaborador de publicações sobre cultura visual. Foi curador do Espaço na 9ª Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2013), coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Porto Alegre (2005 a 2009) e colaborador da revistaVogue e do jornal Folha de S.Paulo. Bacharel em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e especialista em Fotografia e Moda pelo London College of Fashion, é membro dos conselhos curadores do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul e da Fundação Vera Chaves Barcellos. Nos últimos dez anos, vem desenvolvendo uma série de projetos em parceria com instituições como o KW Institute for Contemporary Art (Berlim, Alemanha), o Instituto Goethe (Porto Alegre, Brasil) e o Instituto Inhotim (Brumadinho, Brasil). Foi curador de cinco edições do projeto Videoarte nos Jardins do DMAE. Como curador independente, realizou as exposições Ponto de Fuga na Galeria de Arte da Fundação Ecarta (Porto Alegre, 2011), Guy Bourdin (2011) e Mutatis Mutandis (2013), ambas no Largo das Artes (Rio de Janeiro), entre outras. Organizou o seminário RODA – Rodadas de Debates Sobre Arte (Porto Alegre, 2012).

Bitu Cassundé (vive e trabalha em Fortaleza, Brasil)
Carlos Eduardo Bitu Cassundé é curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Fortaleza, Brasil) e coordenador do Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes (Fortaleza, Brasil). Mestre pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, foi curador assistente e coordenador de pesquisa no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Fortaleza, 1998 a 2007), integrou a equipe curatorial do Programa Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (São Paulo, 2008 a 2009) e dirigiu o Museu Murillo La Greca (Recife, 2009 a 2011). Seus últimos projetos curatoriais foram: Leonilson – Sob o peso dos meus amores no Itaú Cultural (São Paulo, 2011) e na Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, 2012), Metrô de Superfície no Paço das Artes (São Paulo, 2012), Metrô de Superfície II no Centro Cultural São Paulo (São Paulo, 2013), Rotas: desvios e outros ciclos e Leonilson Inflamável, ambas no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Fortaleza, 2013). Integrou diversos júris pelo país, dentre eles o de premiação CNI SESI Marcantonio Vilaça (2011/2012). Com Clarissa Diniz formou a coleção contemporânea do Centro Cultural Banco do Nordeste, vinculado ao projeto Metrô de Superfície. Atualmente participa da equipe curatorial da 5º edição do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça.

João Laia (vive e trabalha em Londres, Reino Unido)
Escritor e curador com interesse nas áreas de ciências sociais, teoria cinematográfica e arte contemporânea. Publica regularmente nas revistas Frieze e MOUSSE e no jornal Público. É curador da seção de imagem em movimento do Festival IndieLisboa (Lisboa, Portugal). Colaborou com a galeria BES Arte e Finança (Lisbo, Portugal), o Centre de Cultura Contemporània de Barcelona (Barcelona, Espanha), o Waterpieces Festival (Riga, Letônia), o Moderna Museet (Estocolmo, Suécia), e The Mews Project Space, Cell Project Space e Whitechapel Gallery, todos em Londres, Reino Unido. Em 2014 foi residente na Fundazione Sandretto Re Rebaudengo (Turim, Itália). É cofundador do The Green Parrot, espaço sem fins lucrativos dedicado a práticas contemporâneas em Barcelona.

Júlia Rebouças (vive e trabalha entre Belo Horizonte e Brumadinho, Brasil)
É curadora, crítica e pesquisadora de arte. Trabalha na curadoria do Instituto Inhotim (Brumadinho, Brasil) desde 2007. É mestre e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal de Minas Gerais. Foi curadora adjunta da 9ª Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2013) e integrou a Comissão Curadora do 18º Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil (São Paulo, 2013). Seus projetos curatoriais independentes incluem Zona de Instabilidade – Lais Myrrha na Caixa Cultural Sé (São Paulo, 2013) e A céu aberto, com Suely Rolnik, que concorreu à 30ª Bienal de São Paulo (São Paulo, 2011).

Ler texto da Comissão Curadora
Ver lista de artistas selecionados

Posted by Patricia Canetti at 7:09 PM

março 15, 2015

Prêmio Pipa 2015 - Artistas indicados

Os artistas relacionados abaixo receberam indicações para a 6ª edição do Prêmio Investidor Profissional de Arte, o PIPA, pelo Comitê de Indicação, que nesta edição foi composto por 26 especialistas em arte de todo o brasil e alguns estrangeiros. Cada um deles indicou até três artistas tendo em mente o objetivo do PIPA de premiar artistas com trajetória recente, com obra já em evidência, promissora e consistente.

Artistas indicados ao PIPA 2015

Adriano Amaral
Ana Ruas
Ana Mazzei
Antonio Bokel
Armando Queiroz
Arthur Scovino
Ayrson Heraclito
Benedito Luís Nunes
Bruno Dunley
Bruno Kurru
Caetano Dias
Camila Sposati
Clara Ianni
Coletivo Poro
Cristiano Lenhardt
Debora Bolsoni
Eder Oliveira
Fabiana Faleiros
Fabio Magalhães
Fancy Violence
Felipe Cama
Fernando Lindote
Fernando Piola
Frederico Fillipi
Gabriel Giucci
Gabriel Mascaro
Gaio Matos
Gisele Camargo
Gustavo Speridião
Gustavo Von Ha
Ícaro Lira
Joana Cesar
João Castilho
João Loureiro
Jorge Menna Barreto
Juan Parada
Juarez Paraíso
Lais Myrrha
Letícia Ramos
Lucia Laguna
Luciana Magno
Luiz Braga
Luiz Mauro
Luiz Roque
Marcelo Cidade
Marilá Dardot
Marina Rheingantz
Maxim Malhado
Michel Zózimo
Nazareno
Oriana Duarte
Paloma Bosquê
Paulo Vivacqua
Pedro Caetano
qUALQUER qUOLETIVO
Rafael RG
Raïssa de Góes
Raquel Versieux
Rodrigo Braga
Rodrigo Garcia Dutra
Romy Pocztaruk
Sofia Borges
Tuti Minervino
Vijai Patchineelam
Virginia de Medeiros
Wagner Malta Tavares
Waleria Américo

Acesse a página no PIPA para ver os artistas que já participaram em outra(s) edição(ões) - os nomes aparecem sublinhados (com link).

Saiba mais sobre o funcionamento do PIPA, leia o Regulamento.
Veja a lista completa de artistas indicados ao PIPA nas outras cinco edições do Prêmio.

Posted by Patricia Canetti at 11:09 PM

Prêmio Pipa 2015 - Comitê de Indicação

Anualmente os membros do Comitê de Indicação são convidados pelo Conselho do PIPA para indicar, cada um, até três artistas para participar do Prêmio.

O Comitê é composto por de vinte a quarenta renomados profissionais, nacionais ou estrangeiros, que atuam com arte contemporânea, tais como artistas consagrados, colecionadores, curadores, professores, críticos e galeristas, sendo que estes últimos não podem indicar artistas que sejam representados comercialmente por sua galeria.

Os membros do Comitê de Indicação devem tomar por base que o artista indicado deverá ter trajetória recente, e já ter se destacado no circuito. Os indicadores devem considerar ainda como parâmetro a relevância do prêmio para melhor desenvolvimento e crescimento do artista. A Coordenação do PIPA evita deliberadamente qualquer definição arbitrária por entender que o resultado conjunto das interpretações dos indicadores em sua diversidade seja mais eficiente e justo.

Veja os membros Comitê de Indicação do PIPA 2015:

Alejandra Hernández Muñoz
(crítica/ curadora | Nordeste)

Alice Miceli
(artista | Sudeste)

Aline Figueiredo Espíndola
(crítica | Centro-oeste)

Carlos Eduardo Bitu Cassundé
(curador | Nordeste)

Daniel Rangel
(curador | Sudeste)

Daniela Labra
(crítica/curadora | Sudeste)

Felipe Scovino
(curador | Sudeste)

Fernanda Brenner
(artista | Sudeste)

Fernanda Lopes
(crítica/curadora | Sudeste)

Gabriela Kremer Motta
(crítica/curadora | Sul)

Guilherme Simões de Assis
(galerista | Sul)

Janaina Melo
(crítica/curadora | Sudeste)

Josué Mattos
(crítico/curador | Sul)

Júlia Rebouças
(crítica/curadora | Sudeste)

Luisa Duarte
(crítica/curadora | Sedeste)

Manuela Moscoso
(curadora | Sudeste)

Mara Fainziliber
(colecionadora | Sudeste)

Marcelo Rezende
(curador | Nordeste)

Maria Montero
(curadora e galerista | Sudeste)

Marisa Mokarzel
(crítica/curadora | Norte)

Marta Mestre
(curadora | Sudeste)

Orlando Maneschy
(curador e artista | Norte)

Pablo Lafuente
(crítico/curador | Sudeste)

Pedro Barbosa
(colecionador | Sudeste)

Tadeu Chiarelli
(crítico/curador e professor |Sudeste)

Vanda Klabin
(curadora e historiadora | Sudeste)

Para saber mais sobre cada membro, acesse a página no PIPA.

Posted by Patricia Canetti at 11:04 PM

março 4, 2015

Verbo 2015 - Chamada para Projetos

Chamada para projetos na área da performance contemporânea para a próxima edição da mostra de performance arte VERBO. A 11ª edição da VERBO acontecerá de 16 de junho a 11 de julho de 2015, na Vermelho, e contará com ações de artistas brasileiros e estrangeiros.

Inscrições até 21 de março de 2015

Galeria Vermelho
Rua Minas Gerais 350, Higienópolis, São Paulo
Para participar da seleção, envie projetos inéditos ou não para verbo@galeriavermelho.com.br.

Posted by Patricia Canetti at 9:52 PM