Página inicial

Salões & Prêmios

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
As últimas:
 

setembro 28, 2007

Interações Florestais: Residência Artística Terra UNA - Inscrições e informações para o artista

Interações Florestais: Residência Artística Terra UNA

Conselho Coordenador: Cristina Ribas (RS), Domingos Guimaraens (RJ), Flávia Vivacqua (SP) e Nadam Guerra (RJ)

Inscrições até 5 de novembro de 2007

Ecovila Terra UNA
Sul de Minas Gerais, Serra da Mantiqueira
interacoes@terrauna.org.br
Informações: www.terrauna.org.br
Ficha de inscrição
Período de residência: 9 a 29 de fevereiro de 2008
A seleção será feita pela internet e os próprios artistas inscritos decidirão coletivamente com o Conselho os projetos que irão participar.
Patrocínio: Conexões Artes Visuais MinC/Funarte/Petrobras 2007

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

PRÊMIOS: 10 residências, com o bolsas de R$ 1,5 mil

GANHO PARA PREMIADOS:
- Terra UNA disponibilizará aos selecionados acomodações e três refeições (ovolactovegetarianas) por dia para todos os selecionados.
- Será realizada posteriormente uma exposição nas cidades de São Paulo e/ou Rio de Janeiro com registros e obras produzidas durante a residência.

GANHO PARA INSCRITOS:
- publicação dos projetos na internet
- participação autogestionária na seleção


CUSTOS OPERACIONAIS:
TRANSPORTE
-Cada artista deverá providenciar seu próprio transporte até Terra UNA. A Ecovila está localizada no município de Liberdade (MG): dista 17 km do centro desta, e 10 km de Bocaina de Minas. De carro, a Ecovila está a cerca de 4 horas do Rio de Janeiro, 6 horas de São Paulo e 5 horas de Belo Horizonte.

MATERIAIS E FERRAMENTAS PARA A RESIDÊNCIA:
-Terra UNA não oferece os materiais e demais ferramentas e/ou equipamentos para os projetos, que são de responsabilidade dos artistas. Estarão disponíveis, para uso comum, um aparelho DVD, um projetor digital e sistema de som.


A Residência

O programa Interações Florestais - Residência Artística Terra Una viabilizará 10 projetos de artes visuais elaborados especificamente para a Ecovila Terra Una. Os projetos serão selecionados via indicação, pelos próprios concorrentes, pela internet. Os artistas selecionados permanecerão por 21 dias na Ecovila, realizando seus projetos e experimentando a vida na ecovila.

A seleção dos artistas será feita pela internet com autogestão no processo decisório. Neste novo formato de seleção, todos os projetos recebidos, que respeitarem a convocatória, serão disponibilizados na internet neste site. Os próprios artistas inscritos serão os selecionadores, escolhendo conjuntamente com o conselho quem irá participar da residência.

Realizar uma residência artística em ambiente florestal, traz a possibilidade de recolocar a prática artística em questão, permitindo que, com o afastamento dos universos simbólicos das cidades e de seus conglomerados informacionais novas experiências artísticas possam se constituir. A importância da vivência artística na forma de residência demarca uma das possíveis realidades da produção artística: a relação de colaboração e aprendizado coletivo entre artistas. O tempo dilatado dentro do qual se inscreve a proposta de residência em Terra UNA será um dos elementos essenciais para a produção artística. Este tempo proporcionará a fusão entre a vivência coletiva e a troca criativa e sensível - experiência que marcará estes participantes para além do território da ecovila, permitindo que constituam a partir dali novas redes ou que reforcem projetos existentes.

Na Residência Artística Terra UNA o Conselho Interações Florestais pretende se colocar como mais um dos elementos criadores da experiência de residência, inventariando sua própria atuação como catalisador das ações. As Dinâmicas Coletivas propostas entre os residentes e o Conselho buscarão potencializar as relações entre estes, e entre seus processos criativos, assim como suas possibilidades perceptivas, cartográficas, críticas e colaborativas.

Outro elemento especial do projeto Interações Florestais - Residência Artística Terra UNA é a possibilidade de interação com a população e com a cultura local da comunidade de Soberbo e das cidades próximas: Liberdade e Bocaina de Minas (MG). A proposição de projetos artísticos que levem em consideração a comunidade local é apoiada pelo Conselho Interações Florestais. Torna-se por isto interessante imaginar que sensibilidades criativas surgirão de um sítio especial, novo como território a ser explorado e com o potencial de fazer nutrir novas relações para o sensível na atualidade.

Com o resultado do processo, obras e registros de trabalhos, será montada posteriormente uma exposição nas cidades do Rio de Janeiro e/ou São Paulo.


Convocatória

Das Inscrições

1.1. Podem inscrever-se artistas brasileiros, naturalizados brasileiros ou residentes no Brasil há mais de dois anos (com comprovação).

1.2. As inscrições deverão ser enviadas via e-mail para interacoes@terrauna.org.br até o dia 05/11/2007

1.3. Na inscrição o artista deverá enviar

ficha de inscrição preenchida;

arquivo de texto (extensão .doc, .rtf) descritivo do projeto a ser realizado com até 1000 caracteres e resumo curricular de no máximo 1000 caracteres de uma (1) a cinco (5) imagens jpg (700 x 525 pxl).

caso haja, também poderá enviar link para site proprio e/ou vídeo postado na internet.

1.4. Para a residência Terra UNA serão aceitos projetos compreendidos no campo das artes visuais, bem como projetos identificados pelos termos: intervenção, site specific, contexto específico, instalação, ação, performance, happening, vídeo, fotografia, land art, objeto, multimeios ou quaisquer outros meios e técnicas não descritos acima; considerando, quando houver, a transdisciplinariedade entre linguagens e áreas do conhecimento.

1.5. Os projetos deverão ser concebidos respeitando o ecossistema local, não poluindo o espaço da Ecovila e arredores. Projetos de caráter permanente (que ultrapassam o tempo da residência) estão sujeitos à aprovação e avaliação por parte da Associação Terra UNA.

1.6. Podem ser submetidos projetos que visam a relação com a comunidade do entorno da Ecovila. O Conselho Interações Florestais (CIF) apóia estes projetos, disponibilizando-se inicialmente como intermediário entre os projetos e entidades locais (escolas, prefeituras, associações de moradores, associação de artesãos).

1.7. Os projetos inscritos receberão um e-mail de confirmação.

Da Seleção

2.1. O material recebido será avaliado pelo Conselho Interações Florestais (CIF). Todos os projetos inscritos que estejam de acordo com esta convocatória serão disponibilizados na página na internet www.terrauna.org.br no prazo de até 30 dias antes da seleção final.

2.2. A seleção será feita pela internet, pelos próprios participantes por meio de indicações encaminhadas via e-mail. Cada artista inscrito deverá indicar 9 projetos pelo e-mail interacoes@terrauna.org.br. Ao participar da seleção, automaticamente, o participante receberá uma (1) indicação para seu projeto.

2.3. Os membros do CIF deverão indicar 10 projetos, sendo que suas indicações tem peso 3.

2.4. O resultado final apurado pelo CIF será publicado na página www.terrauna.org.br. Os dez (10) projetos com mais indicações participarão da residência e receberão o pró-labore de R$ 1.500.

2.5. Para o programa Interações Florestais poderão ser selecionados até dois (2) coletivos, que poderão participar na residência com até três (3) integrantes. Caso apenas um (1) coletivo seja selecionado, até cinco (5) integrantes do mesmo coletivo poderão participar da residência.

2.6. Casos omissos serão resolvidos pelo CIF.

Do transporte

3.1. Cada artista deverá providenciar seu próprio transporte até Terra UNA. A Ecovila está localizada no município de Liberdade (MG): dista 17 km do centro desta, e 10 km de Bocaina de Minas. De carro, a Ecovila está a cerca de 4 horas do Rio de Janeiro, 6 horas de São Paulo e 5 horas de Belo Horizonte.

3.2. A organização do programa Interações Florestais responsabiliza-se por dar as indicações e prestar apoio para que todos os participantes cheguem em Terra UNA conforme o cronograma do projeto.

Da residência

4.1. O programa de Residência Artística Terra UNA Interações Florestais prevê o tempo de vivência coletiva na Ecovila pelo período de 21 dias corridos. Terra UNA disponibilizará aos selecionados acomodações em quartos coletivos ou em camping, área de atelier e vivência coletiva, e três refeições (ovolactovegetarianas) por dia para todos os selecionados.

4.2. Os focos principais da residência são a convivência coletiva entre os artistas participantes e a realização dos projetos selecionados. Dinâmicas Coletivas entre os artistas residentes e o Conselho fazem parte do desenvolvimento do programa de residência, garantindo o compartilhar das idéias e sensações sobre o processo de criação no contexto específico da Ecovila.

4.3. Considerando que esta é uma residência coletiva, os participantes deverão integrar-se em atividades cotidianas, como o preparo do alimento e manutenção e limpeza do local.

4.4. Ampliando a vivência coletiva no espaço da Ecovila, os artistas participarão do dia-a-dia da mesma experimentando a vida comunitária podendo ajudar no manejo das hortas, pomar e sistemas agroflorestais, entre outros.

4.5. Terra UNA disponibilizará suas instalações para os artistas realizarem seus trabalhos, sendo estes: dois ateliês internos, dois ateliês de piso de terra, áreas de convivência coletiva, 43 hectares de território (sendo 18 destes de mata nativa), e seis quedas d´água; não oferecendo, no entanto, os materiais e demais ferramentas e/ou equipamentos para os projetos, que são de responsabilidade dos artistas.

4.6. Estarão disponíveis para uso comum um aparelho DVD, um projetor digital e sistema de som.

4.7. O grupo formado pelos artistas e pelo Conselho poderá programar atividades não previstas.

4.8. Não é permitido na área da Ecovila o consumo de carne e álcool. O fumo do tabaco é tolerado apenas ao ar livre.

Da exposição e atividades abertas ao público interessado

5.1. A Ecovila Terra UNA abrirá suas porteiras no último final de semana para a visita da comunidade de Bocaina de Minas e Liberdade (MG) e demais localidades, para a exposição dos trabalhos artísticos realizados e convivência com os artistas residentes.

5.2. Nesses dias serão oferecidas atividades focalizadas pelos artistas residentes para a comunidade (oficinas, palestras, debates, conversas, visitas guiadas, exposição do projeto da residência, entre outros).

5.3. Será realizada posteriormente uma exposição nas cidades de São Paulo e/ou Rio de Janeiro com registros e obras produzidas durante a residência.

5.4. A curadoria da exposição será feita pelo CIF, que escolherá junto com os artistas os projetos, obras ou registro de trabalhos que serão expostos.

Responsabilidades dos participantes

6.1. Deslocar-se para a Terra UNA utilizando meios de transporte próprios ou contratados no período acordado de acordo com o Cronograma do projeto.

6.2. Cumprir o prazo de desenvolvimento do projeto, chegando no dia estipulado e permanecendo durante TODO o período da residência na Ecovila Terra UNA.

6.3. Providenciar materiais, ferramentas e/ou equipamentos necessários para a execução de seu projeto.

6.4. Focalizar uma atividade de interação (oficina, palestra, conversa, mostra, etc.) no último final de semana, quando a Ecovila Terra UNA estará aberta ao público interessado.

6.5. Disponibilizar obras ou o registro de trabalhos para a página na internet, blog, publicação impressa e/ou exposição quando houver. O comprometimento sugerido é de no mínimo 1 obra e/ou 3 fotografias em alta resolução, relato de até duas laudas, registro em vídeo (cópia DVD, de no mínimo dois minutos de duração) e quaisquer materiais de "registro" da residência que o artista considere adequados enquanto tal, em comum acordo a curadoria do CIF.

Responsabilidades do Conselho

7.1. Criar, desenvolver e coordenar o programa "Interações Florestais" - Residencia Artística Terra UNA.

7.2. Acompanhar o processo de inscrição e seleção dos projetos e participantes inscritos.

7.3. Avaliar todos os projetos inscritos e indicar dez (10) projetos, com peso três (3).

7.4. Tomar decisões em casos omissos nessa Convocatória.

7.4. Integrar o processo da residência Interações Florestais em Terra UNA, focalizando sua organização e garantindo as dinâmicas coletivas junto aos residentes.

7.5. Disponibilizar registros em foto, vídeos ou textos para página na internet, blog, publicação impressa.

7.6. Curar e organizar após a residência uma exposição e uma publicação impressa .

7.7. Para futuras edições, o CIF fica responsável pela reelaboração e atualização dessa convocatória, sempre que se mostrar necessário. Bem como a indicação de novos conselheiros.

Responsabilidades de Terra UNA

8.1. A Associação Terra UNA é a responsável legal, pelo programa de Residência Artística Interações Florestais.

8.2. Disponibilizar em sua página na internet as principais infomações sobre o programa Interações Florestais - Residência Artística Terra UNA, publicando os projetos inscritos, e assim possibilitando o conhecimento dos projetos para a seleção em até 30 dias antes do prazo para o resultado final.

8.3. Disponibilizar infra-estrutura de camping e área de trabalho, e fornecer alimentação durante o período da residência.

8.4. Pagar o pró-labore de R$ 1.500 a cada projeto selecionado.

8.5. Avaliar e decidir sobre a realização e/ou permanência de projetos de caráter não-efêmero submetidos e aprovados para o programa Interações Florestais - Residência Artística Terra UNA.


Conselho Interações Florestais

Cristina lar Ribas
Natural de São Borja, Rio Grande do Sul, Brasil, 1980. Vive no Rio de Janeiro. Desenvolve a pesquisa militante Arquivo de emergência: documentação de eventos de ruptura, arquivando e dispondo material sobre arte contemporânea brasileira. Cursa Mestrado em Artes Visuais no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, Instituto de Artes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com Orientação da Prof. Dra. Sheila Cabo Geraldo. Possui Bacharelado em Artes Plásticas da Faculdade de Artes Plásticas, Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS com Orientação da Prof. Dra. Maria Ivone dos Santos. Faz parte do Grupo Laranjas (desde 2001, coletivo In situ), formado também por Fabiana Rossarola, Jorge Menna Barreto e Cristiano Lenhardt. Recebeu prêmio das instituições: Chave Mestra (Prêmio Interferências Urbanas, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006); FUNDARPE (Bolsa de Pesquisa do 46º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, Recife, Pernambuco, 2005); e Museu de Arte da Pampulha - MAP (Bolsa Pampulha, programa de artista residência, Belo Horizonte, Minas Gerais, 2003). Realizou diversas exposições individuais e coletivas, e participou de mostras de vídeo e cinema. Trabalha muito com intervenção urbana.

Domingos Guimaraens
Nasceu em 1979 é poeta e artista visual. Formado em Literaturas de Língua Portuguesa realiza suas performances relacionando-as com sua poesia e procurando fundir linguagens. Desde 2003 trabalha junto com o Grupo UM, coletivo de artistas formado no mesmo ano que promove discuções e eventos coletivos como o VISOR. Agora, com o grupo UM desmembrado, segue os trabalhos com o NGDG. Aprofundando as pesquisas sobre a pintura em frequência variada entre outras técnicas. Desde 2003 é também curador afetivo e efetivo do CEP20000, Centro de Experimentação Poética que acontece mensalmente no Rio de Janeiro desde 1990. APARIÇÕES - 2007: Instalações em parceria com Nadam Guerra no evento Associados no espaço Orlândia; Instalação Horizontes com Nadam Guerra na exposição do Prêmio Chave Mestra em Santa Teresa. 2006 - Instalação Oceano Lunar na abertura do NAT (Parque Lage); Prêmio Projéteis Funarte de Arte Contemporânea em parceria com Nadam Guerra; Vencedor do prêmio de melhor performance do Mercadão Cultural. 2005 - Selecionado para representar o Brasil no encontro internacional de performance Emanaciones Performativas - Exploratórios Críticos do Centro Cultural Ex-Tereza, México D.F.; Apresentação de suas Performances na Casa de La Ciudad, Oaxaca, México.

Flávia Vivacqua
Nascida em São Paulo no ano de 1975, mora e trabalha a partir de São Paulo, Brasil. A artista e curadora realiza seu mestrado em Artes Visuais pela UNICAMP e é formada em Licenciatura em Artes Visuais pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Teve como primeira formação as Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia Helena, Teatro Escola Macunaima e Scuola Internazionale Dell'attore Commico, na Itália, especializando-se em Teatro de Rua e Mascaras. De 1989 a 1998 realiza trabalhos como atriz e direção teatral.
Desde 1998 vem realizando exposições de suas performances, intervenções, instalações e fotografias em diversas cidades Brasileiras e no exterior. Em 2002 iniciou o levantamento de coletivos de arte atuantes no Brasil. Em 2003 tem como iniciativa o CORO - Coletivos em Rede e Outros , www.corocoletivo.org, argregando uma rede de coletivos de arte e outros diferentes profissionais pelo Brasil. É integrante do coletivo Elefante http://elefante0.zip.net
Idealizadora, Curadora e articuladora de diversas iniciativas como o 48horas em 2002, ReverberAções 2004 e 2006, Encontro de Coletivos Chave Mestra(RJ) - 2004, Coletivações (projeto de intercambio/Brasil e França) - 2005, seminário RITMOS DA URGENCIA (contemplado com o edital Cultura e Pensamento 2006), entre outros. Gerenciou a Galeria Favo em 2005 e 2006, onde realizou curadorias como ECO-LÓGICA. Em 2007 cria a Nexo Cultural para acompanhamento de processos criativos, consultoria e desenvolvimento de projetos culturais, educativos e ecologicos.

Nadam Guerra
Nasceu em 1977 no Rio de Janeiro. Une as artes visuais a dança, teatro, vídeo, poesia, pois acredita que todas as artes são uma só. Ganhou o Prêmio Projéteis da FUNARTE (2006), menção honrosa no festival Art.mov (MG) e o Prêmio Ornitorrinco de Poesia do Cep 20.000. Organiza eventos de arte viva como o V::E::R (parque lage, 2005) e o Grupo UM. www.grupoum.art.br
Faz parte do Conselho Deliberativo da Chave Mestra, Ass. dos Artistas Visuais de Santa Teresa (de 2004 a 2008) coordenando eventos como o Encontro de Coletivos e o Prêmio Chave Mestra. www.chavemestra.com.br. É sócio da Associação e Ecovila Terra UNA em Liberdade, MG.
Entre os lugares onde já se apresentou: Interferências Urbanas (RJ); Panorama de Dança (RJ), Oi Futuro, Fórum Cultural Mundial (SP); Espaço Sesc; Cinemateca do MAM, Jornadas de Performance Latino Americanas, Ex-Teresa Arte Atual (México), Centro Multimídia 102 (França), Casa Pueblo (Uruguay) e Sur Despierto (Argentina). Vive e trabalha no Rio de Janeiro e em Liberdade, MG.

Posted by João Domingues at 11:26 AM

setembro 24, 2007

Inscrições: Cine Falcatrua: Festival-Dispositivo

Temporada de Projetos Paço das Artes 2007-2008
Cine Falcatrua: Festival-Dispositivo

Inscrições até 6 de outubro de 2007

Cine Falcatrua - Festival-Dispositivo
Caixa Postal 10.006, Vitória - ES CEP 29001-970
festivaldispositivo@gmail.com
http://cinefalcatrua.wordpress.com
Cine Falcatrua-Festival-Dispositivo: 19 de novembro e 30 de dezembro de 2007, no Paço das Artes, São Paulo

Cine Falcatrua: Festival-Dispositivo

Podem participar obras audiovisuais de qualquer duração e formato. O único requisito é que elas não tenham passado por nenhum tipo de montagem.

Você pode mandar uma cena especialmente bonita do seu último filme. Pode mandar um flagrante que tenha capturado com a câmera do seu celular. Pode mandar um vídeo-clipe em plano-sequência super-cronometrado. Pode mandar um discurso de um só fôlego. Pode mandar as últimas imagens que fez antes de a bateria acabar.

As obras tem que ser constituídas por uma só tomada. Você até pode alterar as cores, inserir créditos ou coisa parecida. Mas não pode juntar cenas gravadas separadamente no mesmo filme.

O Festival acontecerá no Paço das Artes (USP), entre 19 de Novembro e 30 de Dezembro de 2007. Para se inscrever, envie uma cópia em DVD do material até dia *06 de Outubro* para o endereço:

Cine Falcatrua - Festival-Dispositivo
Caixa Postal 10.006
Vitória/ES
CEP 29001-970

Eventuais informações para catálogo (ficha técnica, sinopse, fotos, etc), podem ser enviadas para o email *festivaldispositivo[em] gmail.com*, com o assunto "Inscrição", seguido do nome da obra.

*Como alternativa, você também pode enviar a obra em arquivo digital. Aceitamos avi, wmv, ogg, mpeg, quicktime, 3gp ou 3g2. Por favor, use codecs universais e domesticados. Arquivos até 10mb podem ser enviados por email.

Maiores que isso, pelo correio.*

Posted by João Domingues at 2:36 PM

setembro 21, 2007

Selecionados participação espontânea 62º Salão Paranaense 2007

Selecionados participação espontânea 62º Salão Paranaense 2007
Camille Kachani (São Paulo/SP)
Daniel Escobar (Porto Alegre/RS)
Dirceu da Costa Maués (Belém/PA)
Fernando Burjato (São Paulo/SP)
Juliana Stein (Curitiba/PR)
Luciano Zanatte (Porto Alegre/RS)
Maria Nepomuceno Taborda (Rio de Janeiro/RJ)
Paula Almozara (Campinas/SP)
Rafael Carneiro (São Paulo/SP)
Rodrigo Braga (Recife/PE)
Tony Camargo (Curitiba/PR)

Comissão de seleção: Artur Freitas (PR), Daniela Vicentini (PR), Isaac Antonio Camargo (PR), José Francisco Alves (RS), Simone Landal (PR)

Museu de Arte Contemporânea do Paraná
Rua Desembargador Westphalen, Curitiba - PR 16 80010-110
41-3222-5172 / 3323-5328 ou mac@pr.gov.br
Promoção: Secretaria de Estado da Cultura, Museu de Arte Contemporânea do Paraná - MAC/PR
62º Salão Paranaense: 6 de dezembro de 2007 até 30 de março de 2008

Secretaria de Cultura anuncia seleção de artistas do 62º Salão Paranaense

A Secretaria de Estado da Cultura, por intermédio da direção do Museu de Arte Contemporânea, anuncia os artistas selecionados para expor na 62ª edição do Salão Paranaense. Este ano a mostra vai contar com 26 participantes divididos por artistas nacionais convidados (10), artistas do Mercosul convidados (06) e participações espontâneas (11). Os convidados nacionais foram escolhidos pelo conselho curador formado por cinco críticos que fizeram as indicações de dez artistas com uma atuação expressiva na arte contemporânea.

Os seis convidados do Mercosul são designados pelos órgãos competentes de seus países (Argentina e Paraguai) e as participações espontâneas que nesta edição aumentou e alcançou a marca de 517 artistas inscritos também foram avaliadas pelo Conselho Curador que selecionou onze artistas. Todos os selecionados podem se sentir vencedores, pois receberão, cada um, a mesma quantia como prêmio de participação: R$ 8.000.

Criado em 1944, o Salão Paranaense é o evento mais tradicional promovido pelo Museu de Arte Contemporânea do Paraná e, além de ininterrupto desde sua fundação, é o Salão mais antigo do país. O evento, assim como a arte que ele representa, evoluiu ao longo dos anos. Desde a edição de 2005 a sua principal mudança foi na periodicidade, deixando de ser anual, para tornar-se bienal. A 62ª edição do Salão acontece em dezembro.

Posted by João Domingues at 4:22 PM

setembro 20, 2007

Inscrições Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2008

Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2008

Inscrições prorrogadas até 5 de novembro de 2007

www.oi.com.br ou www.oifuturo.org.br
Mais informações: faleconosco@oifuturo.org.br

Oi antecipa inscrições para seleção de projetos culturais

Este ano, a Oi antecipará seu edital de seleção de projetos culturais. De 25 de setembro a 29 de outubro, estarão abertas as inscrições para o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2008, que destinará recursos para o financiamento, total ou parcial, de projetos aprovados em leis de incentivo à cultura nos estados da área de atuação da empresa. No último programa, de 2007, foram aprovados 205 projetos, que receberam um total de R$ 33 milhões.

Para o Programa de Patrocínios Incentivados de 2008, a empresa reforçou conceitos como identidade, acesso, desenvolvimento, expressão e inovação. Serão considerados aspectos como a capacidade de transformação social do projeto, de geração de renda, de criação de novas oportunidades de trabalho, de formação de artistas e de novas platéias. Também serão priorizados iniciativas que valorizam talentos regionais e que possibilitem o intercâmbio de idéias e a convergência entre a arte e tecnologia.

"A Oi acredita na conquista da cidadania por meio da arte e no poder de transformação social da cultura, que é o principal canal de expressão do povo e um importante mecanismo de desenvolvimento do país", afirma a diretora de projetos do Oi Futuro, Maria Arlete Gonçalves.

Seguindo o mesmo modelo das últimas edições, o Oi Futuro, organização sem fins lucrativos que atua na área de responsabilidade social, será responsável pela gestão do Programa. As propostas serão avaliadas por comissões especializadas em cada uma das áreas culturais e o resultado será divulgado em janeiro de 2008.

O Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados aposta na descentralização dos investimentos em cultura, já que é voltado para os 16 estados da área de atuação da companhia. No portal da Oi (www.oi.com.br), artistas e produtores culturais podem inscrever projetos das mais variadas manifestações artísticas.

Em 2007, a empresa patrocinou iniciativas de relevante expressão como: Anima Mundi; Cine-Degase; 7-O Musical; XV Festival de Música Instrumental da Bahia; Música para Todos, no Piauí; III Encontro Mestres do Mundo, no Ceará; Mostra de Cinema de Tiradentes e 14º Panorama Percussivo Mundial (Perc PAN).

Posted by João Domingues at 11:46 AM

setembro 17, 2007

Selecionados Prêmio Funarte Projéteis de Arte Contemporânea

Selecionados Prêmio Funarte Projéteis de Arte Contemporânea
Adriana Maciel (RJ), Aline Maria Dias (SC), Amanda Melo da Mota Silveira (PE), Ana Lúcia Muglia Pereira (RJ), Beatriz Pimenta (RJ), Cristiano Hoeher Lenhardt (PE), Diego Rayck da Costa (SC), Fernanda Bulegon Gassen (RS), Floriano Carvalho de Araújo (RJ), Francisco Coutinho Togni (SP), Gustavo Moreira Speridião (RJ), Izabela Pucú (RJ), Laerte Gomes de Cunha Ramos, Lais Myrrha (MG), Lívia Flores (RJ), Luiz Maurício Pereira Brandão (SP), Marcone José Moreira (PA), Marcos Olegário Pessoa Gondim de Matos (BA), Maria Beatriz de Medeiros (DF), Maria Nepomuceno Taborda (RJ), Newton Rocha Filho (PR), Rafael Xavier Ferreira Carneiro (SP), Rommulo Vieira Conceição (RS), Teresa de Campos Viana (SP)

Comissão de seleção: Jeanine Toledo, Mariza Veloso, Viviane Matesco

Galerias da Funarte - Palácio Gustavo Capanema
Rua da Imprensa 16, Castelo, Rio de Janeiro - RJ
21-2279-8092 ou cav@funarte.gov.br


Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea divulga lista dos selecionados do edital 2007

Processo de execução das obras farão parte das mostras, que ocuparão as galerias do Palácio Gustavo Capanema, no Rio

A Funarte divulgou a relação dos 24 projetos selecionados para o Prêmio Projéteis Funarte de Arte Contemporânea 2007 - veja a lista abaixo. Cada um dos artistas ou grupos contemplados vai receber R$ 6.250 para a execução dos projetos. Como o tema desta segunda edição do Prêmio é Work in progress, ou Arte em processo, as exposições no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro, serão abertas ao público ainda em fase de montagem.

A comissão julgadora foi formada por Viviane Matesco, crítica de arte e professora do Parque Lage (RJ); Jeanine Toledo, coordenadora de artes visuais da Fundação Joaquim Nabuco, Recife (PE); e Mariza Veloso, professora de Antropologia e Cultura Brasileira da UNB (DF). A edição 2007 do Projéteis recebeu 372 inscrições.

Nelson Ricardo Martins, diretor interino do Centro de Artes Visuais da Funarte, revela uma novidade para a edição 2007 do Projéteis. "A Funarte vai convidar ONGs, associações de moradores e escolas a participar de um programa de monitoria das visitas às mostras", explica Martins.

Projetos selecionados para o Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea

1-JARDINS SUSPENSOS, de Ana Lúcia Muglia Pereira (RJ)
Um grande painel em madeira pintada, recortada nos moldes de tapumes, ocupando toda a extensão da parede externa da primeira galeria do Palácio Gustavo Capanema. O painel é dividido em módulos que se juntam e é pregado em uma estrutura de madeira como suporte.

2 - SEM TÍTULO, de Maria Nepomuceno Taborda (RJ)
O projeto é a continuação de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2003. Uma escultura gigantesca - feita cordas, colares costurados e palha trançada por artesãs do Ceará - que se espalha pelo chão e paredes. A escultura foi criada especialmente para o espaço da Galeria Funarte e sua composição foi pensada ao longo de sua feitura.

3 - GUARDA-CHUVAS ASSASSINOS, de Luiz Maurício Pereira Brandão (SP)
A obra é composta de guarda-chuvas aos quais serão anexadas peças como socos-ingleses, setas, ponteiras e lanças. A cobertura dos guarda-chuvas será de material sintético imitando couro natural.

4 - UAI2, de Maria Beatriz de Medeiros (DF)
Obra que faz parte da nova linha de pesquisa do Grupo Corpos Informáticos que visa retirar, através da interação, o espectador de sua passividade costumeira e torná-lo indivíduo em busca de sua singularidade.

5 - SALA DE ESPERA - Beatriz Pimenta Velloso (RJ)
Nesta intervenção, a artista reúne uma fila de cadeiras dispostas em forma de "U" entre as colunas de madeira de uma das Galerias da Funarte. Em frente às cadeiras, uma TV e um aparelho de DVD reproduzindo um vídeo.

6 - SEM TÍTULO, de Diego Rayck da Costa (SC)
Uma intervenção gráfica constituída de pequenos desenhos em nanquim diretamente sobre as paredes brancas. As situações arquitetônicas específicas são determinantes na concepção das figuras, no distanciamento entre elas e na relações das figuras com o observador.

7 - SEM TÍTULO, de Rafael Xavier Ferreira Carneiro (SP)
Pintura em óleo sobre tela, mostrando detalhes em perspectiva de interiores.

8 - SEM TÍTULO, de Francisco Coutinho Togni (SP)
Uma grande caixa sugerindo um fechamento das galerias. O objeto transforma o espaço normal da Funarte em uma grande sala de exposições. Leva o espectador a reflexões além do espaço narrativo dos outros trabalhos expostos, envolvendo toda a arquitetura do prédio.
No outro trabalho, serão construídas duas colunas em tamanho proporcional aos espaços utilizados no mezanino montadas como caixas cartonadas. As colunas finalizadas transformam o espaço expositivo e leva o objeto de reflexão para todo o espaço bem como arquitetura do prédio.

9 - GRÁFICA UTÓPICA ou CIRCO DOS SONHOS, de Gustavo Moreira Speridião (RJ)
Duas salas escuras para projetar vídeos sobre um trabalho de intervenção nos pilares do viaduto da Av. Perimetral, Cais do Porto do Rio de Janeiro.

10 - TRAJETÓRIA, de Adriana Alves Magalhães Maciel (RJ)
Serão 80 objetos - feitos com acrílica sobre madeira com a representação de um buraco no centro - dispostos linearmente formando, em seu conjunto, uma trajetória. A idéia é formar uma passagem virtual através da seqüência das pinturas dos buracos. A visão do espectador será conduzida pela perspectiva interna dos buracos, que induzirá a idéia seqüencial de movimento.

11 - S.W.O.L. - Sample Way of Life, de Floriano Carvalho de Araújo (RJ)
Na abertura do evento, o artista promove um desfile de moda com roupas compradas no camelódromo da cidade. As modelos são profissionais da moda convidadas para uma performance relâmpago. Serão fotografadas para produzir um editorial de moda que ficará exposto a partir do segundo dia.

12 - DESLIGARE, de Newton Rocha Filho (PR)
Uma vídeo-instalação constituída de 115 situações de desligamento de TV, gravadas com mais de cem participantes nas cidades brasileiras de Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo e Londrina.

13 - "ACESSO NEGADO E ACESSO NEGRADO" / "S.O.L.D.A.", de Laerte Gomes de Cunha Ramos
"Acesso Negado e Acesso Negrado" é uma série de esculturas em cerâmica esmaltada branca e negra. As esculturas, com formas parecidas às de utilitários domésticos, enganam o olhar do espectador.
"S.o.l.d.a" é uma proposta que tira o quadro e a moldura da parede, posicionando-os em planos horizontais assentados em cubos. Na superfície e ao redor dos cubos, soldados de chumbo cru em posições de guerra.

14 - TELAS, de Lívia Flores Lopes (RJ)
O projeto, cujo título se remete tanto ao formato tradicional da pintura quanto a superfície de reprodução do cinema, ocupa a parede frontal das galerias com dois tipos de "telas". O primeiro são telas esticadas sobre chassis coladas com papel de presente. O segundo é formado por espelhos impressos em serigrafia.

15 - CUBO DE POEIRA, de Aline Maria Dias (SC)
A instalação "Cubo de Poeira" é composta por um cubo formado por poeira doméstica. Ao redor, de 260 casulos de traças fixos nas paredes.

16 - 1 MINUTO (OU CADA INSTANTE É DIFERENTE) / UNIDADES MATERIAIS DO TEMPO, de Izabela Vasconcellos Pucú (RJ)
No projeto 1 minuto (ou cada instante é diferente) a artista tenta acompanhar a passagem do tempo escrevendo sobre uma folha de papel, diante de uma câmera filmadora, os números referentes aos segundos que vão passando. A imagem capturada será exibida em looping, em um monitor.
Unidades Materiais de Tempo é vídeo-escultura, Peças de argila idênticas são construídas diante de uma câmera filmadora, em turnos de oito horas. A imagem capturada será exibida em looping em um televisor. As unidades resultantes dessas jornadas estarão dispostas em grupos regulares no chão ao longo do espaço

17 - VÍDEO EM LUZ, VÍDEO EM ÁGUA / VÍDEO EM CURSO / O SENTINELA, de Cristiano Hoeher Lenhardt (PE)
Vídeo em luz vídeo em água são dois vídeos exibidos em looping em aparelhos de TV diferentes.
Vídeo em curso retrata o entorno. São dois vídeos, passados um após o outro, em looping em uma TV de 21".
O Sentinela é uma filmagem realizada em Recife. Mostra um sentinela aquático cuja tarefa é proteger o reino que habita.

18 - SEM TÍTULO, de Teresa de Campos Viana (SP)
Uma grande colagem com entretela colorida, conjugando planos e volumes, com a intenção de interferir e transformar o espaço real da sala de exposição.

19 - FACHADA SUBTRAÍDA Nº2, de Lais Myrrha (MG)
Será eleita uma fachada na cidade do Rio de Janeiro, com um acúmulo aleatório de alterações: marcas do tempo, interferências provocadas por transeuntes. Em frente ela será construída uma fachada de madeira que mimetize a fachada original. Por um tempo determinado, esse muro cenográfico irá se sobrepor ao de alvenaria e, como ele, ficará exposto às mais diversas alterações. Meses após a sua instalação, a fachada será retirada da rua e, em seguida, transportada para uma das galerias da Funarte.

20 - ESPAÇONAVE, A CIDADE NÃO MORA MAIS AQUI, de Marcos Olegário Pessoa Gondim de Matos (BA)
Ao abordar a construção do espaço, o projeto propõe uma reflexão sobre a relação entre o homem, a cidade contemporânea e o espaço público. De maneira sutil, o trabalho aponta para uma política habitacional desigual, deficitária e de exclusão.

21 - FORÇA TAREFA / PROJÉTEIS, de Fernanda Bulegon Gassen (RS)
Dois artistas que elaboram uma espécie de diálogo de imagens a partir de seu cotidiano. O Projéteis receberá imagens produzidas a partir do encontro desses dois olhares vindos de locais distintos. Cristiano (Recife) e Fernanda (Porto Alegre).

22 - COZINHA / BANHEIRO Nº 7, de Rommulo Vieira Conceição (RS)
A instalação consiste na superposição de dois espaços: uma cozinha e um banheiro, criando um espaço novo e híbrido

23 - MARGEM, de Marcone José Moreira (PA)
Instalação montada a partir de uma estrutura de madeira que é usada dentro das canoas como contra-piso.

24 - ENREDOS, de Amanda Melo da Mota Silveira (PE)
Vídeos onde a artista encena ou registra imagens oníricas e profundamente carregadas de simbolismos.

Posted by João Domingues at 3:03 PM

setembro 12, 2007

14º Salão da Bahia - Inscrições e informações para o artista

14º Salão da Bahia

Inscrições prorrogadas até 19 de outubro de 2007

Museu de Arte Moderna da Bahia
Av. Contorno s/nº, Solar do Unhão, Salvador - BA
71-3117-6065 ou salao@mam.ba.gov.br
Regulamento
Ficha de inscrição
Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, 9-12h e 14-17h


Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

PRÊMIOS PARA SELECIONADOS:
. 6 prêmios de aquisição no valor de R$ 15mil (quinze mil reais) cada.
. 3 prêmios de residência artística exclusivo para artistas baianos residentes no Estado, sendo duas) internacionais e uma nacional

CONTRAPARTIDA PARA SELECIONADOS: Os artistas selecionados, exceto os premiados, receberão uma ajuda de custo no valor de R$ 1 mil, pagos até a data do encerramento do 14º Salão.

GANHO PARA INSCRITOS: NENHUM


CUSTOS OPERACIONAIS:

INSCRIÇÃO:
- O artista deverá entregar um envelope contendo fotos das obras (recomenda-se fotos no tamanho 20x25cm), currículo, ficha de inscrição preenchida e assinada. Trabalhos em vídeo deverão ser apresentados em DVD

TRANSPORTE E SEGURO DAS OBRAS:
- O transporte e seguro das obras são de responsabilidade dos artistas

EQUIPAMENTOS ESPECIAIS:
- Equipamentos e materiais especiais, necessários à apresentação da obra, serão fornecidos pelo artista, sendo de sua total responsabilidade a operacionalização dos mesmos. Assim como obras que exijam montagens especiais ficarão sob responsabilidade do próprio artista.

DEVOLUÇÃO DOS DOSSIÊS:
- Todo o material de inscrição dos artistas selecionados não será devolvido.
- O material de inscrição dos artistas não selecionados será guardado por no máximo, 60 (sessenta) dias após a Seleção. Terminado este prazo e não sendo retirado pelo artista interessado, o Museu ficará isento de qualquer responsabilidade sobre os mesmos, podendo dar-lhes o destino que lhe convier.

DEVOLUÇÃO DAS OBRAS:
- Os artistas residentes em Salvador terão 15 (quinze) dias úteis, após o encerramento do Salão, para retirarem suas obras. A não-observância desse prazo acarretará aos mesmos despesas com a devolução por transportadora especializada (frete a cobrar).

ACERVO
As obras premiadas serão integralmente incorporadas ao acervo do MAM-BAHIA, com todo o equipamento e material que a compuserem.


14º Salão da Bahia - Regulamento:

1. REALIZAÇÃO
1.1 O 14º SALÃO DA BAHIA, instituído pelo Governo do Estado através de decreto, será realizado no MUSEU DE ARTE MODERNA DA BAHIA, no período de 17 de dezembro de 2007 a 17 de fevereiro de 2008.

2. REQUISITOS 2.1 Ineditismo Só serão aceitas inscrições de obras produzidas a partir de 2006 e inéditas em mostras na Bahia. 2.2 Obras Cada artista ou coletivo poderá inscrever até três (03) obras, em qualquer formato, sendo que somente uma (01) obra será selecionada. 2.3 Participantes Artistas brasileiros e estrangeiros legalmente residentes no Brasil há mais de cinco anos.


3. INSCRIÇÃO
3.1 Taxa A inscrição é gratuita.

3.2 Prazo A inscrição será no período de 03 de setembro a 05 de outubro de 2007.

3.3 Materiais e Documentos A inscrição será feita em ficha própria, disponibilizada no Museu ou no site (www.mam.ba.gov.br). O artista deverá entregar um envelope contendo fotos das obras, currículo, ficha de inscrição preenchida e assinada. Deverão ser anexadas à ficha de inscrição instruções para montagem das obras. Recomendamos fotos no tamanho 20x25cm, constando no verso as dimensões da obra, título, material utilizado, ano de execução e o nome do artista. Não serão aceitos slides. Não serão aceitas obras no ato da inscrição, exceto trabalhos de vídeo e novas mídias. As obras instalativas e performances deverão vir acompanhadas do projeto detalhado.

3.4 Formatos e Medidas Medidas máximas para a apresentação das obras:
. Bidimensionais - 5,0 m (cinco metros) de largura e 2,0 m (dois metros) de altura.
. Tridimensionais - 1,20 m (um metro e vin . te centímetros) de largura e de profundidade, por 2,50 (dois metros e cinqüenta centímetros) de altura.
. Instalações - 10,0 m2 - (dez metros quadrados) de área, por 2,50 (dois metros cinqüenta) de altura de cada instalação.
. Instalações de parede - 5,0 (cinco metros) de largura, por 2,0 m (dois metros) de altura.
. Trabalhos em vídeo deverão ser apresentados em DVD. Caso seja selecionado, o artista enviará obrigatoriamente, no mínimo, 3 (três) cópias do trabalho para apresentação.

Não serão aceitas obras realizadas com materiais perecíveis ou adulteráveis, que prejudiquem a apresentação de outros trabalhos ou comprometam a integridade física do local, dos funcionários do Museu e do público em geral.

3.5 Local
As inscrições deverão ser entregues diretamente no Núcleo de Projetos e Eventos do MAM ou remetidas pelo correio endereçadas ao:

14º SALÃO DA BAHIA - MUSEU DE ARTE MODERNA DA BAHIA
Av. Contorno s/nº, Solar do Unhão - Salvador - BA 40.060-060
INFORMAÇÕES: Tel: 71 3117-6065 / Fax: 71 3117-6133
E-mail: salão@mam.ba.gov
Site: www..mam.ba.gov.Br
Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 09h às 12h e de 14h às 17h.

4. SELEÇÃO
4.1 Escolha dos Competidores
A seleção será realizada em etapa única, será feita por uma Comissão composta por 5 (cinco) jurados. Será lavrada a ata da sessão de julgamento, onde estarão fundamentados os critérios adotados.

4.1.1 Os artistas selecionados em Performance arcarão com todas as suas despesas e deverão apresentar o trabalho durante o evento de abertura do Salão. No transcurso do Salão, a obra será apresentada em vídeo, devendo o artista colocar à disposição do MAM-BAHIA, no mínimo, 3 (três) cópias em DVD.

4.1.2 Todo o material de inscrição dos artistas selecionados não será devolvido.

4.1.3 O material de inscrição dos artistas não selecionados será guardado por no máximo, 60 (sessenta) dias após a Seleção. Terminado este prazo e não sendo retirado pelo artista interessado, o Museu ficará isento de qualquer responsabilidade sobre os mesmos, podendo dar-lhes o destino que lhe convier.

4.2 Divulgação
O resultado da seleção será publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia, jornais locais e no site www.mam.ba.gov.br em novembro de 2007.

4.3 Cessão de Direitos
Os artistas selecionados cederão ao Museu de Arte Moderna da Bahia os direitos de utilização das imagens das obras selecionadas para fins promocionais e de divulgação do 14º Salão em toda a mídia.

5. EXPOSIÇÃO
5.1 Ficará a critério do Museu de Arte Moderna da Bahia o conceito da montagem do Salão.

5.2 Equipamentos e materiais especiais, necessários à apresentação da obra, serão fornecidos pelo artista, sendo de sua total responsabilidade a operacionalização dos mesmos. Assim como obras que exijam montagens especiais ficarão sob responsabilidade do próprio artista.

5.3 Obras que eventualmente tenham sido danificadas durante o transporte para o 14º SALÃO DA BAHIA não serão expostas. Em caso de dano reversível, fica a cargo do responsável as despesas para o restauro em tempo hábil.

6. PREMIAÇÃO

6.1 O júri de premiação será composto por 5 (cinco) pessoas. Será lavrada a ata da sessão de julgamento onde serão fundamentados os critérios de premiação adotados para as duas modalidades de prêmios.

6.2 O 14º SALÃO DA BAHIA conferirá os seguintes prêmios:
. 06 (seis) prêmios de aquisição no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) cada.
. 03 (três) prêmios de residência artística exclusivo para artistas baianos residentes no Estado, sendo 02 (duas) internacionais e 01 (uma) nacional

6.3 Não haverá dupla premiação para o mesmo artista.

6.4 As obras premiadas serão integralmente incorporadas ao acervo do MAM-BAHIA, com todo o equipamento e material que a compuserem.

6.5 Os artistas selecionados, exceto os premiados, receberão uma ajuda de custo no valor de R$ 1.000,00 (um mil reais), pagos até a data do encerramento do 14º Salão.

7. TRANSPORTE E SEGURANÇA

7.1 O transporte e seguro das obras são de responsabilidade dos artistas. A devolução será realizada com frete a cobrar.

7.1.1 Recomendamos que as obras selecionadas sejam devidamente acondicionadas em embalagens resistentes (caixa de madeira, tubo de PVC ou similares), com instruções para reembalagem anexadas, já que sua devolução será feita com reaproveitamento das mesmas embalagens.

7.2 Os artistas residentes em Salvador terão 15 (quinze) dias úteis, após o encerramento do Salão, para retirarem suas obras. A não-observância desse prazo acarretará aos mesmos despesas com a devolução por transportadora especializada (frete a cobrar).

7.3 O MAM-BAHIA oferece condições adequadas para a mostra; entretanto, é aconselhável que o artista faça seguro das obras selecionadas, uma vez que o Museu está isento de qualquer responsabilidade em caso de eventuais sinistros.

8. DISPOSIÇÕES GERAIS
8.1 Artistas premiados não poderão concorrer nos dois anos subseqüentes.

8.2 É vedado aos funcionários do IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, assim como aos funcionários ou prestadores de serviço do Museu de Arte Moderna da Bahia, a inscrição no Salão.

8.3 As obras não poderão ser alteradas ou retiradas antes do encerramento do 14º Salão da Bahia.

8.4 As decisões das Comissões de Seleção e Premiação são irretratáveis e irrecorríveis.

8.5 O ato da inscrição implica automática e plena concordância com as normas deste Regulamento.

8.6 Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Posted by João Domingues at 11:11 AM | Comentários(11)

setembro 6, 2007

Exposição virtual Mostra Catálogo 2ptos -Inscrições e Informações para o artista

Exposição virtual Mostra Catálogo 2ptos

Inscrições de 16 de setembro a 9 de dezembro de 2007

Comissão curatorial: Juliana Monachesi (SP), Moacir dos Anjos (PE), Oriana Duarte (PE)

Artistas Convidados: Amanda Melo, Aslan Cabral, Bruna Rafaela, Bruno Vieira, Cristiano Lenhardt, José Patrício, Lourival Batista, Marcelo Coutinho, Paulo Bruscky, Paulo Meira, Rodrigo Braga
Jovens críticos: Ana Luisa Lima, Clarissa Diniz, Carol Ruoso, Demóstenes Cavalcanti, Felipe Querette, Mariana Oliveira

Portal Dois Pontos - seção Catálogo
www.doispontos.art.br
Inscrições via Portal: contribua@doispontos.art.br
Inscrições via correio:
Portal Dois Pontos, aos cuidados de Ana Maria Maia
Rua Neto de Mendonça 121/1501, Tamarineira, Recife - PE, 52.050-100
Leia o edital

Patrocínio: Fundo Pernambuco de Incentivo à Cultura (Funcultura)
Apoio: Canal Contemporâneo (www.canalcontemporaneo.art.br)
Exposição virtual Mostra Catálogo 2ptos: 30 de setembro e 19 de novembro de 2007


Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

PRÊMIOS: 5 (cinco) premiações, com o cachê simbólico de R$400

GANHO PARA PREMIADOS: integrarem a coletiva de encerramento, que encerra a ação, e entra no ar no dia 19 de dezembro.

GANHO PARA INSCRITOS: Todas as obras serão publicadas até 10 dias depois de recebimento comprovado sob a licença Creative Commons


CUSTOS OPERACIONAIS:
INSCRIÇÃO POR CORREIO (Pode-se optar pelo envio online ou por correio):
- Para inscrever-se o artista precisa enviar arquivos digitais ou impressos da ficha de inscrição preenchida e do trabalho ou da série de trabalhos que pretende publicar.

DEVOLUÇÃO DOS DOSSIÊS
As inscrições selecionadas via correio não serão devolvidas

Mostra Catálogo 2ptos

De que forma a internet serviria como espaço expositivo? A questão foi lançada para três curadores e, do dia 30 de setembro até o dia 12 de dezembro de 2007, o Portal Dois Pontos receberá a exposição virtual Mostra Catálogo Dois Pontos. Juliana Monachesi (SP), Moacir dos Anjos (PE) e Oriana Duarte (PE) selecionaram 12 artistas pernambucanos, ou com atuação no estado, para discutir o meio virtual como possibilidade de lugar de representação e/ou de realização de trabalhos de arte contemporânea.

As obras que serão expostas foram, ora produzidas para outros meios, ora pensadas para a própria internet. Com curadoria de Juliana Monachesi, participam os artistas Marcelo Coutinho, Paulo Meira e Rodrigo Braga; com curadoria de Moacir dos Anjos, Amanda Melo, Bruno Vieira, Cristiano Lenhardt e Lourival Batista; com curadoria de Oriana Duarte, Aslan Cabral, Bruna Rafaela, José Patrício e Paulo Bruscky. Quem começa a exposição, no próximo dia 30, é José Patrício, com a monstagem Camaleão. Seguem-se a ele, no mês de outubro, em publicações semanais, Paulo Bruscky (3), Amanda Melo (10), Marcelo Coutinho (17), Bruna Rafaela (24).

A Mostra também irá atuar como estímulo para que artistas enviem contribuições à seção Catálogo (www.doispontos.art.br/catalogo) do Dois Pontos e, dessa maneira, ajudem a compor um inventário de arte em Pernambuco. Até o dia 9 de dezembro de 2007, trabalhos remetidos espontaneamente para o Portal serão publicados e estarão participando do segundo momento desta iniciativa, que é um prêmio-seleção. Os curadores convidados escolherão cinco dentre todos os trabalhos enviados e postados e os premiarão com o cachê simbólico de R$400,00. Os premiados integram a coletiva de encerramento do projeto, dia 19 de dezembro de 2007.

Junto à Mostra Catálogo 2Ptos acontece também o Programa Jovens Críticos. Para o programa, foram convidadas seis pessoas para escrever os textos críticos que acompanharão os trabalhos da Mostra. A idéia é sublinhar e estimular a nova produção crítica que começa a se desenhar em Pernambuco. Participam os críticos Ana Luisa Lima, Clarissa Diniz, Carol Ruoso, Demóstenes Cavalcanti, Felipe Querette e Mariana Oliveira.

Mostra Catálogo 2Ptos e Programa Jovens Críticos são iniciativas do Portal Dois Pontos, com patrocínio da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, através do seu Fundo Estadual de Cultura (Funcultura), e apoio do Canal Contemporâneo (www.canalcontemporaneo.art.br).


REGULAMENTO EXPOSIÇÃO VIRTUAL PARALELA À "MOSTRA CATÁLOGO 2PTOS"
ENVIO E PREMIAÇÃO DE TRABALHOS

Capítulo 1 - Dos objetivos

1.1 Objetivos

O Portal Dois Pontos (www.doispontos.art.br) convoca artistas de todo o Brasil a enviarem trabalhos pensados ou transferíveis para suportes digitais (fotografia, vídeo e áudio de curta duração) e participarem da Mostra Catálogo 2ptos, exposição virtual a ser realizada no endereço entre 30 de setembro e 19 de novembro de 2007 com patrocínio do Fundo Pernambuco de Incentivo à Cultura (Funcultura) e apoio do Canal Contemporâneo (www.canalcontemporaneo.art.br). A convocatória acontece em paralelo ao eixo da mostra delineado via seleção curatorial extra-Portal, que escolheu e comissionou 12 (doze) artistas pernambucanos ou que vivem e trabalham no estado.

Através do projeto, almeja-se consolidar a seção "Catálogo" do Portal Dois Pontos como uma vitrine para a produção contemporânea de Pernambuco e, mais ainda, abrir portas para diálogos e adensar uma rede nacional de proposições acerca das artes visuais. O presente regulamento, portanto, desconsidera o eixo de exposições convidadas via curadoria e normatiza o envio espontâneo e a publicação não remunerada de trabalhos. O objetivo é que todas as obras enviadas sejam publicadas e que, ao final de três meses de recebimento, 05 (cinco) sejam escolhidas pela curadoria, premiadas com o cachê simbólico de R$400,00 (quatrocentos reais) e passem a integrar, com as obras já publicadas no Portal, a coletiva de encerramento da Mostra Catálogo 2ptos.

Capítulo 2 - Das inscrições
2.1 Podem inscrever-se artistas brasileiros e estrangeiros, desde que residentes no Brasil;


2.2 As inscrições são gratuitas, estão abertas de 16 de setembro a 9 de dezembro de 2007 e podem ser feitas via Portal (contribua@doispontos.art.br) ou via correio. As inscrições via correio devem ser encaminhadas para o Portal Dois Pontos, aos cuidados de Ana Maria Maia, através do endereço Rua Neto de Mendonça, 121/1501, Tamarineira, Recife - PE, CEP 52.050-100;

2.3 Para inscrever-se o artista precisa enviar arquivos digitais ou impressos da ficha de inscrição preenchida e do trabalho ou da série de trabalhos que pretende publicar. Os trabalhos em vídeo devem ser enviados num único arquivo nos formatos wmv ou mpeg, com largura de 350 pixels, duração e tamanho máximos de 2 minutos e 1 gb, respectivamente. Os trabalhos em imagem, seja fotografia ou reprodução -de pintura, gravura, colagem, desenho etc-, podem ser mandados em série de até 10 (dez) arquivos que juntos totalizem 2 mb. Cada imagem deve ser dimensionada em 72 dpi e com largura mínima de 540 pixels;

2.4 Cada artista deve inscrever-se com apenas um trabalho, seja apresentado individualmente ou em série temática;

2.5 Observações legais
- As propostas que não estiverem de acordo com as exigências deste Regulamento não farão parte da seleção pretendida;
- As inscrições selecionadas via correio não serão devolvidas;
- Não serão aceitas inscrições fora dos prazos acima mencionados;
- O ato de inscrição implica a automática e plena concordância das normas estabelecidas neste Regulamento.

Capítulo 3 - Da publicação
3.1 Todas as obras serão publicadas até 10 dias depois de recebimento comprovado sob a licença Creative Commons, na qual o Portal está registrado e sob a qual está amparado para veicular não comercialmente conteúdos enviados, salvo as que contiverem links publicitários ou conteúdos ofensivos ou difamatórios. Dois Pontos resguarda-se ao direito de entrar em contato com o artista para informar veto ou propor acordo de publicação;

3.2 As obras enviadas integram a exposição virtual paralela à Mostra Catálogo 2ptos. Aparecem, portanto, como "Trabalhos enviados" e, no ato da publicação, não correspondem à seleção da curadoria nem por isso podem ser creditadas.

3.3 Os trabalhos enviados devem ser cedidos pelos seus autores para publicação não remunerada.

Capítulo 4 - Da seleção e premiação
4.1 Ao longo do período de recebimento de trabalhos paralelos à Mostra Catálogo 2ptos, entre 16 de setembro e 9 de dezembro de 2007, a curadoria convidada acompanhará a movimentação de envios e avaliará as obras publicadas. Entre 9 e 14 de dezembro, avaliará e selecionará dentre todos os participantes 5 (cinco) a serem premiados com o cachê simbólico de R$400,00 (quatrocentos reais) e a integrarem a coletiva de encerramento, com abertura marcada para 19 de dezembro.

4.2 As decisões de premiação são soberanas, irrevogáveis e irrecorríveis;

4.3 O resultado da seleção será formalmente comunicado aos selecionados em até 3 (três) dias úteis após o julgamento, sendo em seguida divulgado através do Portal Dois Pontos e do Canal Contemporâneo.

4.4 Só poderão receber o prêmio os artistas residentes no território brasileiro. O pagamento será efetuado através de cheque nominal, ao qual devem incidir impostos de transferência cabíveis.


Recife, setembro de 2007

Posted by João Domingues at 11:58 AM | Comentários(1)