Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


novembro 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          
Pesquise no blog:
Arquivos:
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

novembro 30, 2020

Projeto Latitude leva 18 galerias à Miami Art Week

Galerias brasileiras se preparam para a Miami Art Week: 18 galerias nacionais participam das versões digitais das feiras Art Basel Miami Beach, Untitled, Art Miami Beach e Pinta Miami

A partir do dia 2 de dezembro a cidade de Miami, nos EUA, inicia sua semana dedicada à arte contemporânea, conhecida como Miami Art Week. Galerias brasileiras que fazem parte do Projeto Latitude - Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, realizado pela Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, já há alguns anos marcam presença na iniciativa e neste ano não será diferente.

Por conta da pandemia do novo coronavírus os eventos terão edições especiais em formato virtual, como a Art Basel, que criou a OVR: Miami Beach; a Untitled, Art Miami Beach, que costuma ser apresentada na praia, terá uma plataforma própria neste ano; e a Pinta Miami, que tem como foco a arte da América Latina, EUA, Espanha e Portugal, também terá um espaço virtual dedicado.

Reunimos abaixo um pouco do que as galerias, com apoio do Latitude, prepararam para a Miami Art Week.

OVR: Miami Beach (2 a 6 de dezembro)

Teremos participação de 12 galerias brasileiras neste evento. São elas: A Gentil Carioca, Bergamin & Gomide, Casa Triângulo, Fortes D’Aloia & Gabriel, Galeria Luisa Strina, Galeria Millan, Galeria Nara Roesler, Mendes Wood DM, Simões de Assis Galeria de Arte, Vermelho e as estreantes no evento Central Galeria e Galeria Kogan Amaro.

No projeto ‘todo poder à praia!’, da A Gentil Carioca, a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, será transformada no espaço expositivo temporário da galeria durante a feira. Através de uma seleção especial de obras dos artistas Aleta Valente, Arjan Martins, Cabelo, Jarbas Lopes, João Modé, José Bento, Laura Lima, Marcela Cantuária, Maria Laet, Maria Nepomuceno, OPAVIVARÁ!, Rodrigo Torres e Vivian Caccuri, a arte irá se interconectar com a cidade e o mar, criando um imaginário convergente entre as praias de Copacabana e Miami.

A Casa Triângulo aposta na reflexão através da arte sobre novos caminhos e visões para enfrentar os problemas decorrentes do atual momento, como o medo e insegurança coletivos por conta da pandemia, e, também, de mudanças no âmbito político, social e climático. As obras selecionadas para o evento, com curadoria de Priscyla Gomes, são dos artistas: Thiago Rocha Pitta, Albano Afonso, Juliana Cerqueira Leite, Alex Cerveny, Ivan Grilo, Eduardo Berliner, Mariana Palma e Sandra Cinto.

A Fortes D’Aloia & Gabriel apresenta um projeto desenvolvido exclusivamente para a feira, o ‘10 artists | 10 films’, que inaugura a fdag-film, uma plataforma dedicada a obras em movimento e filmes. O projeto inclui produções de 2020 por Bárbara Wagner & Benjamin de Burca, Jac Leirner e Tamar Guimarães, além de peças selecionadas de Armando Andrade Tudela, Cristiano Lenhardt, Janaina Tschäpe, Rodrigo Cass, Rivane Neuenschwander e Cao Guimarães, Sara Ramo e Sarah Morris.

Outro destaque vai para a Galeria Luisa Strina, que faz uma viagem às Américas, mostrando diferentes estúdios pelo continente para contextualizar a arte contemporânea latino-americana e celebrar Miami como o ponto de encontro desta rica produção.

Já a Simões de Assis traz uma seleção de trabalhos das décadas de 1980 e 1990, período que ficou conhecido como a ‘volta à pintura’. As obras evidenciam o viés expressionista da produção neste período, com ênfase em uma convivência inédita entre o figurativo e o abstrato. As obras são dos artistas Anna Maria Maiolino, Antonio Malta Campos, Carlito Carvalhosa, Iberê Camargo, Jorge Guinle e Rodrigo Andrade.

A Galeria Vermelho apresenta trabalhos de artistas como Clara Ianni, Angela Detanico & Rafael Lain, Claudia Andujar, Carmela Gross e Dora Longo Bahia, que refletem sobre os conceitos de deslocamento, fronteiras e pertencimento.

A Mendes Wood DM aproveita a ocasião da feira para comemorar sua primeira década apresentando trabalhos que reúnem os valores e ideias-chave que acompanham a galeria desde sua fundação. Paulo Nazareth, Otobong Nkanga e Rubem Valentim são alguns dos artistas que estarão presentes na apresentação da galeria.

Untitled, Art Miami Beach OVR (2 a 6 de dezembro)

Participam desta feira as brasileiras Portas Vilaseca Galeria e Zipper Galeria.

A Portas Vilaseca Galeria apresenta as produções mais recentes do brasileiro No Martins, que através da arte coloca em foco questões como racismo, violência policial e encarceramento em massa. No Martins é um artista nascido em 1987, e tem sua prática transitando pela pintura, performance, instalação e experimentação com objetos. Seus trabalhos são inspirados por suas pesquisas sobre as relações interpessoais cotidianas em meio aos temas citados acima.

Pinta Miami LIVE (2 a 15 de dezembro)

Entre as 100 galerias presentes no evento, 4 são galerias membros do projeto: Galeria Berenice Arvani, Galeria Zagut, Mul.ti.plo Espaço Arte e Simone Cadinelli Arte Contemporânea.

O estande da Simone Cadinelli reúne na apresentação ‘Entre tempos’ produções sobre identidade, espaço e memória. Os trabalhos dos10 artistas selecionados (Claudio Tobinaga, Gabriela Noujaim, Jeane Terra, Jimson Vilela, Leandra Espírito Santos, PV Dias, Pedro Carneiro, Roberta Carvalho, Úrsula Tautz e Virgínia Di Lauro) trazem questionamentos a respeito de possíveis rupturas do tempo.

A Multi.plo Espaço Arte, traz uma apresentação solo do artista português José Pedro Croft, com curadoria de Roc Laseca. Em formas de esculturas que trabalham como desdobramento do espaço e com conexão com a arquitetura, as obras do artista têm o poder de transformar o lugar em que estão inseridas, com traços poéticos, complexidade, sofisticação e caráter inspirador.

Sobre o Latitude - Platform for Brazilian Art Galleries Abroad

O Latitude é um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea - ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos - Apex-Brasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com 43 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1000 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

O volume das exportações definitivas e temporárias das galerias do projeto Latitude vem crescendo significativamente. Em 2007, foram exportados US$ 6 milhões e, de acordo com a última Pesquisa Setorial Latitude publicada, em 2017 atingiu-se mais de US$ 65 milhões. As galerias Latitude foram responsáveis por 42% do volume total das exportações do setor no ano.

Desde abril de 2011, quando a ABACT assume o convênio com a Apex-Brasil, foram realizadas 48 ações em mais de 26 diferentes feiras internacionais, com aproximadamente 300 apoios concedidos a galerias Latitude. Neste mesmo período, foram trazidos ao Brasil aproximadamente 250 convidados internacionais, entre curadores, colecionadores e profissionais do mercado, em 23 edições de Art Immersion Trips. Além dessas ações, o Latitude realizou cinco edições de sua Pesquisa Setorial, com dados anuais sobre o mercado primário de arte contemporânea brasileira.

Posted by Patricia Canetti at 10:59 AM