Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2015
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        
Pesquise no blog:
Arquivos:
As últimas:
 

junho 8, 2015

Cristiano Lenhardt no Galpão Fortes Vilaça, São Paulo

AGENDA SP Hoje 13/06 às 11-15h: Cristiano Lenhardt @ Galpão Fortes Vilaça http://bit.ly/galpFortes_C-Lenhardt

Posted by Canal Contemporâneo on Sábado, 13 de junho de 2015

Cristiano Lenhardt retorna ao Galpão Fortes Vilaça para apresentar a exposição O Habitante do Plano para Fora, sua segunda individual na galeria. Esculturas, desenhos, vídeos e uma obra com som fazem parte da mostra. Os trabalhos partem das observações que ele faz nas ruas, nas manifestações folclóricas, no comércio ambulante e na vivência cotidiana de modo geral.

Pau-Bonito é uma série de esculturas modulares feitas em madeira esculpida e pintada, como mastros, que se erguem através de cordas tensionadas e presas ao chão. Assemelham-se, assim, com a estrutura das tendas de circo e ao mesmo tempo evocam as lanças de caboclo, os estandartes, o pau-de-fita, entre outras manifestações folclóricas. Apesar de usar a cultura popular como ponto de partida, seu trabalho ganha novos desdobramentos semânticos através do jogo entre o bi e o tridimensional. Estas estruturas criam planos que dividem visualmente o espaço e delimitam áreas vazadas, interpenetráveis. Configuram, ainda, o que o artista chama de áreas estéticas, demarcando onde atuam as outras obras da exposição.

Nesse sentido, os trabalhos de O Habitante do Plano para Fora agem como personagens dentro de uma cena, cuja narrativa está em constante mutação. É frequente a utilização de furos, transparências e brechas, como um esforço do artista em revelar o que está além do plano observado. A série de desenhos Perfuração lida com essas questões: as formas geométricas são criadas com pequenos furos sobre o papel quadriculado. Desenho e escultura se justapõe na prática do artista. De modo semelhante, a obra Tela para Dentro, Vazada usa um globo-laser projetando luz para dentro de uma caixa de papelão furada. A caixa cria um espaço de baixa luminosidade, propício para o funcionamento do laser, ao mesmo tempo que os furos permitem que a luz extrapole o suporte.

Cristiano Lenhardt nasceu em Itaara (RS, 1975), e atualmente vive e trabalha no Recife (PE). Nos últimos anos, o artista tem participado ativamente de diversas exposições, além de residências e programas culturais. No seu currículo, destacam-se as participações em: Cruzamentos: Contemporary Art in Brazil, Wexner Center for the Arts (Ohio, EUA, 2014); Programa Rumos Itaú Cultural (São Paulo, 2012); Mythologies, Cité Internationale des Arts (Paris, França, 2011); Intimate Bureaucracies, University of Essex (Colchester, Inglaterra,2011); Constructing Views, New Museum (Nova York, EUA, 2010); 7a. Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2009); Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo (São Paulo, 2009). Recentemente, foi anunciado como um dos selecionados para o 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil: Panoramas do Sul, que acontece em outubro deste ano em São Paulo.

Posted by Patricia Canetti at 8:03 PM