Página inicial

Livraria do Canal

 

A Livraria on line:

- como comprar

- como vender

Arquivos:
As últimas:
 

agosto 14, 2008

CONCINNITAS N. 12

capa_12.jpg

CONCINNITAS N. 12 - Revista do Instituto de Artes da UERJ

Preço: R$ 25 + correio

Como comprar: clique aqui para se informar

Formato fechado: 19,2 x 23,1 cm
Nº páginas: 204
Impressão: capa colorida / miolo p&b
Peso: 200g

A CONCINNITAS N. 12 pode ser lida na íntegra no site www.concinnitas.uerj.br

Autores: Capa e Ensaio Carlos Garaicoa
Articulistas Brian Holmes, Carl Einstein, Cayo Honorato, Claire Bishop, Diana B. Wechsler, Dorcas Weber, Fabiola do Valle Zonno, Fernanda Lopes Torres, Fernando José Pereira, Janice Caiafa, Letícia C. R.Vianna e João Gabriel L. C. Teixeira, Ludotek, Luiza Interlenghi, Michael Asbury, Roberto Conduru, Stéphane Huchet, Suely Rolnik
Organização: Sheila Cabo Geraldo
Editora: Sheila Cabo Geraldo


Sumário
Dossiê
Brian Holmes Investigações extradisciplinares – Para uma nova crítica das instituições
Suely Rolnik Memória do corpo contamina museu
Diana B. Wechsler Peças para outra história da arte moderna
Michael Asbury Parisienses no Brasil, brasileiros em Paris: relatos de viagem e modernismos nacionais
Stéphane Huchet Presença da arte brasileira: história e visibilidade internacional

Ensaio
Carlos Garaicoa Notícias Recentes

Entrevista
Cayo Honorato A arte como atitude – Entrevista com Luis Camnitzer

Artigos
Fernando José Pereira Novas da desolação – Notas sobre arte e real
Fabiola do Valle Zonno Multiplicidade na poética de Vito Acconci: paisagem e performance e arquitetura
Dorcas Weber Conversas reguladas – Observações em uma mostra de artes visuais
Letícia C. R.Vianna e João Gabriel L. C. Teixeira Patrimônio imaterial, performance e identidade
Janice Caiafa Questões para a arte hoje

Traduções
Claire Bishop A virada social: colaboração e seus desgostos
Roberto Conduru Uma crítica sem plumas – A propósito de Negerplastik de Carl Einstein
Carl Einstein Negerplastik

Resenhas
Luiza Interlenghi Diferenças e possibilidades do Brasil na ARCO 2008
Fernanda Lopes Torres A absolvição do “gânsgter da sensibilidade”: Yves Klein. Corpo, Cor, Imaterial
Ludotek Laboratório relacional


Apresentação

SHEILA CABO GERALDO

As condições e possibilidades de pesquisa em arte, teoria e história da arte nortearam a elaboração do dossiê que publicamos neste número. Sem formar um todo coeso ou conclusivo, os textos de Brian Holmes, Diana B. Wechsler, Suely Rolnik, Michael Asbury e Stéphane Huchet são reflexões epistemológicas articuladas sob a pressão de um momento em que os paradigmas são fluidos, mas não podem ser frouxos. Assim, buscam formas de pensar a arte, além das que nos têm valido de modelo desde a modernidade, de onde partem as reflexões em questão. Nesse processo, a discussão da arte e da história que se produziu e se produz na América Latina e no Brasil parece ponto a ser ressaltado. Há que pensar de novo e sempre essa condição moderna de outro, que fomos e que, ainda, muito freqüentemente, somos. Longe de reforçar qualquer forma de identidade, no que possa estar articulada com resquícios de closura, os textos, à exceção do de Brian Holmes, cujo foco é a crítica das instituições em geral, tratam da produção artística e histórica da chamada outridade, sob desejo de ampliar as trocas e os horizontes.

Criar processos de contradição, colocar-se nas relações institucionalizadas de arte de maneira a agir como provocador de dissenso – esse parece ser o mais evidente contexto em que se move Carlos Garaicoa. O artista, que nasceu em Cuba, que vive entre Havana e Madri, nos presenteou com o projeto Notícias Recentes, especialmente concebido para esta publicação. Dele é também a capa desta edição.

O processo de elaboração de Concinnitas 12 começou em novembro de 2007, quando publicamos uma chamada de artigos. Recebemos 24 textos, incluindo uma entrevista e uma resenha, vindos de várias cidades do Brasil, e de outros países. Os artigos de Fernando José Pereira, Dorcas Weber, Letícia C. R. Vianna e João Gabriel L. C. Teixeira, Fabiola do Valle Zonno e Janice Caiafa, assim como a entrevista de Luis Camnitzer a Cayo Honorato e a resenha de Fernanda Lopes Torres são respostas à chamada. Isso nos dá certeza de que a revista tem alcançado público amplo e de qualidade. Agradecemos essa colaboração enriquecedora, assim como a de Luiza Interlenghi que, a pedidos, nos enviou resenha sobre a ARCO’08, feira de arte contemporânea, que este ano homenageou o Brasil. Desse evento Concinnitas participou como publicação convidada e teve a oportunidade de estar em meio a uma situação em que o Brasil discutia suas fronteiras. Agradecemos a Rafael Sánchez-Mateos sua resenha-apresentação do projeto Ludotek, que coordena com Susana Velasco e que esteve presente no Encontro de Coletivos brasileiros e espanhóis, programação
paralela do Matadero no período da ARCO’08.

Para finalizar, como de costume, traduzimos dois artigos ainda inéditos no país: o ensaio Negerplastik, de Carl Einstein, aqui com introdução do co-editor Roberto Conduru, e que, sem dúvida, é texto histórico e de referência para a discussão que o dossiê promove, assim como o de Claire Bishop A Virada social: colaboração e seus desgostos, ácida e instigante discussão sobre os caminhos da arte contemporânea. Agradecemos a Claire e a Phil Collins a autorização para reproduzir texto e imagens; e a todos que colaboraram nesta empreitada.

Posted by João Domingues at 3:31 PM