Página inicial

Livraria do Canal

 

A Livraria on line:

- como comprar

- como vender

Arquivos:
As últimas:
 

junho 5, 2008

CONCINNITAS N. 11

capa_11.jpg

CONCINNITAS N. 11 - Revista do Instituto de Artes da UERJ

Preço: R$ 25 + correio

Como comprar: clique aqui para se informar

Formato fechado: 19,2 x 23,1 cm
Nº páginas: 208
Impressão: capa 3 cores e miolo com caderno de ilustrações colorido (4 cores).
Peso: 453 g

Autores: Afonso Luz, Alexandre Costa, Cezar Bartholomeu, Claudia Valladão de Mattos, Cristina R.Campos, Eliane Coster, Elisa de Magalhães, Fernanda Marinho, Fernanda Pequeno da Silva, Francini Barros, Inês de Araújo, Léo Morais, Márcio Seligmann-Silva, Marina P. de Menezes, Martha Rosler, Nelson Ricardo, Paul Bohannan, Raphael Fonseca, Renata Reinhoefer F. França, Roberto Corrêa dos Santos, Sheila Cabo Geraldo
Organização: Sheila Cabo Geraldo
Editora: Sheila Cabo Geraldo


Sumário
Dossiê
Cristina R. Campos Corpo pintado: arte e tradição xavante
Eliane Coster Poética e religiosidade na fotografia contemporânea do candomblé
Elisa de Magalhães Eu é um outro / Eu é o outro: questões de influências artísticas na arte contemporânea brasileira.
Fernanda Pequeno da Silva O apocalipse como hipótese?
Francini Barros Andarilho - impulso e trivialidade
Inês de Araujo Desfazer como fazer
Marina P. de Menezes A arte contemporânea como conteúdo e fundamento para a prática do ensino de artes.
Nelson Ricardo Cruzando o espaço intermediário.

Artigos
Roberto Corrêa dos Santos Artaud / O Rosto
Cezar Bartholomeu PassagejPanoramasjGaleriejVariétés
Márcio Seligmann-Silva Quando a teoria reencontra o campo visual – Passagens de Walter Benjamin
Alexandre Costa A promessa de Prometeu e o dilema de Sísifo: a tragédia do conhecimento e sua transgressão pela arte.
Claudia Valladão de Mattos Arquivos da memória: Aby Warburg, a história da arte e a arte contemporânea.
Fernanda Marinho A simbologia cristã e pagã no início do Quinhentos italiano: um estudo de caso.

Traduções
Paul Bohannan O artista e a crítica em uma sociedade africana.
Martha Rosler Vídeo: expandindo o momento utópico.

Resenhas
Sheila Cabo Geraldo Documenta 12 e 52ª Bienal de Veneza: pensamentos sobre a modernidade
Afonso Luz Unidade provisória
Renata Reinhoefer F. França Arte dissolve sólido
Raphael Fonseca A ârvore e a girafa: sobre exibir filmes e liberdade
Lêo Morais Tropicâlia Brasilis os carnavais de Fernando Pinto

Apresentação

ROBERTO CONDURU

Como seu nome indica, Concinnitas vem-se constituindo como espaço de encontros e cruzamentos de diversos olhares, característica que se reforça nesta edição, a atravessando por inteiro, Essa tônica ampliou-se recentemente em suas parcerias: além do suporte da Faperj para aquisição de equipamentos, o apoio de Furnas Centrais Elétricas S. A" por meio de seu programa de patrocínio cultural, está sendo fundamental para aperfeiçoar o processo de produção da revista.

Na 11ª edição, em vez de um tema, a editoria optou por publicar um dossiê multitemático, um conjunto de textos derivados de algumas das dissertações de mestrado feitas pela primeira turma do Programa de Pôs-Graduação em Artes do Instituto de Artes da UERJ. Cristina R. Campos, Eliane Coster, Elisa de Magalhães, Fernanda Pequeno da Silva, Francini Barros, Inês de Araujo, Marina P. Menezes e Nelson Ricardo abordam temas variados pintura corporal indigena, fotografia, candomblé, ensino de arte, arte contemporânea -, desenvolvidos nas três linhas de pesquisa que constituem o Programa.

O conjunto de temas abordados na seção de artigos livres também é bem diversificado, em função de colaboraçôes provenientes de diferentes regiões do Brasil que Concinnitas recebe, avalia e publica. Sobressai de imediato o texto de Márcio Seligmann-Silva, da Unicamp, sobre Passagens, obra-chave de Walter Benjamin, que acaba de ser traduzida e publicada no Brasil. Para dialogar com esse texto, convidamos o artista Cezar Bartholomeu a produzir um ensaio nas célebres passagens parisienses. Além dos textos de Alexandre Costa, Cláudia Valladão de Mattos e Fernanda Marinho sobre as relações entre conhecimento e arte, pintura quinhentista italiana, Aby Warburg e arte contemporânea, há o ensaio Artaud / O Rosto, de Roberto Corrêa dos Santos.

Na seção de traduções, que procura disponibilizar reflexões relevantes ainda não publicadas em português, há neste número um artigo de Paul Bohannan, antropólogo recentemente falecido, sobre a necessidade de juizo crítico na análise da dita arte primitiva e um texto já considerado histórico de Martha Rosler sobre o video e sua historiografia.

Temos ainda uma alentada seção de resenhas, começando com a análise feita por Sheila Cabo Geraldo, editora de Concinnitas, das últimas edições da Documenta de Kassel e da Bienal de Veneza; há leituras de eventos, publicações e obras feitas por Afonso Luz, do Ministério da Cultura, Renata Reinhoefer F. França, Raphael Fonseca e Léo Morais, discentes e ex-estudantes do Instituto de Artes da UERJ: do mestrado em Artes, do bacharelado em História da Arte e do curso de extensão (aperfeiçoamento) para carnavalescos que o Instituto promoveu no primeiro semestre de 2007, em parceria com o Centro Cultural José Bonifácio, da Secretaria das Culturas da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Assim, seguindo uma tradição brasileira, especialmente carioca, o volume acaba em samba.

Esperando que essa diversidade encontre múltiplos ecos, desejamos a todos, boa leitura e reflexões.

Posted by João Domingues at 12:25 PM