Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2021
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
Arquivos:
junho 2021
maio 2021
abril 2021
março 2021
fevereiro 2021
janeiro 2021
dezembro 2020
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

junho 3, 2021

Programação artística em junho 2021 no MAM, Rio de Janeiro

EDUCAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

ZONA ABERTA
Ateliê móvel que propõe atividades e práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio. Visa a integração e participação de grupos e pessoas que frequentam o Aterro do Flamengo, a partir de diferentes formas de vivenciar, conviver e se apropriar do museu. Classificação indicativa livre

SÁB 5 JUN, das 10h às 13h
Território Luminoso, com Shion Lucas e Prili
Como observamos a distribuição da luz? Ela chega da mesma forma em todos os lugares? Através da observação da distribuição da luz e do olhar, na zona aberta deste sábado, vamos investigar, a partir do desenho e do uso de objetos luminosos, as visibilidades e as invisibilidades, nos espaços do Aterro do Flamengo e do MAM Rio.

SÁB 19 JUN, das 10h às 13h
Território Sonoro, com Daniel dos Santos
O geógrafo Daniel dos Santos sugere cartografias para o Parque do Flamengo a partir de ativações sonoras e intervenções no espaço. Nessa ação, seremos convidados a experimentar e reimaginar locais do MAM através de provocações rítmicas e formas de vivenciar os territórios onde se situa o museu.

ACERVO EM FOCO
No último sábado do mês organizamos uma conversa dedicada a uma obra dos acervos do MAM, estudando junto com os públicos suas singularidades e sua história, e explorando diversos caminhos para entender sua possível relevância nos contextos da arte e da cultura.

SÁB 26 JUN, às 14h
Comfundo, de Marcos Chaves com Prili
Diálogo sobre a obra do artista Marcos Chaves de 1990 que integra a exposição Marcos Chaves: as imagens que nos contam, que agora faz parte do acervo do MAM. Vagas: 12. Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência. Classificação indicativa livre

VISITAS PETROBRAS
Os educadores acompanham grupos de até 8 pessoas de qualquer idade, quando dialogam e compartilham olhares, leituras e significados nas exposições do MAM. Agendar em www.mam.rio/ingressos

DOM 06, 13, 20 e 27 JUN

10h30 - Uma volta pelas exposições - A visita propõe uma visão panorâmica da programação com uma volta pelas exposições em cartaz, instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu?

13h30 - Arquitetura MAM - Visita com foco no edifício, projetado por Affonso Eduardo Reidy, e nos Jardins do MAM, de autoria de Roberto Burle Marx. A arquitetura e o paisagismo como arte.

15h - Uma volta pelas exposições - A visita propõe uma visão panorâmica da programação com uma volta pelas exposições em cartaz instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu?

PERCURSOS
Monte um grupo de seu relacionamento para ter acesso exclusivo às exposições antes do horário de abertura do museu para o público. Com ingresso de valor diferenciado, o grupo terá direito a reserva no estacionamento e acompanhamento de educadores, que irão propor circuitos de visitação a cada grupo a partir de um percurso previamente escolhido. São apenas duas sessões diárias, para grupos de até 8 pessoas, e seguem todos os protocolos de segurança sanitária. Agendar em www.mam.rio/ingressos

QUINTAS E SEXTAS, às 10h e 11h30
Percursos à escolha:

Paisagens imaginantes - Como vemos e sentimos os lugares por onde passamos? A proposta da visita é fazer um percurso da paisagem que vemos na área externa do museu até as paisagens reais ou imaginadas, externas ou internas, presentes nas diversas exposições em cartaz.

História do MAM - Ao longo de sua história, o MAM realizou inúmeras exposições que marcam até hoje expressões e linguagens das artes visuais, assim como tornou-se um polo para múltiplos eventos e movimentos artísticos na cidade desde sua inauguração. O percurso sugere uma imersão na história do MAM através de exposições, arquitetura, obras e jardins.

Arquitetura MAM - Um percurso através da arquitetura de Affonso Eduardo Reidy enquanto obra motriz. A visita propõe um olhar sobre o marco da arquitetura moderna para além de um recipiente de exposições ou vanguardas artísticas no Rio de Janeiro, mas como obra que instala-se no território da cidade.

EXPRESSO EDUCAÇÃO - RESIDÊNCIA PROFESSOR-PESQUISADOR
Ciclo de Palestras - Arte, Educação e Cultura Digital
Ciclo de palestra no qual tornamos públicos os debates realizados no projeto Expresso Educação - Residência Professor Pesquisador. Serão 4 palestras, com periodicidade mensal, nas quais os temas arte, educação e cultura digital serão abordados por profissionais de diferentes áreas do conhecimento. As palestras serão voltadas para professores e educadores, de diferentes disciplinas e contextos educacionais. A participação acontecerá mediante inscrições prévias.

VISITAS ACESSÍVEIS
Com tecnologias assistivas e recursos visuais como animações, destaques e contraste para melhor visualização, esses vídeos são acessíveis aos mais diversos públicos, mas priorizam a experiência das pessoas com deficiências.

A partir de QUI, 10 JUN - YouTube e Vimeo
Estado bruto. As mãos do escultor projetam e moldam formas de maneira única. E nós, que relações podemos ter com as formas de uma escultura? Como o tato e a visão se relacionam no momento que observamos uma obra de arte? Vamos refletir sobre os sentidos e sua relação com o fazer artístico.

VISITAS MEDIADAS
AOS SÁBADOS, das 15h às 16h
Visitas às exposições, percorrendo obras e práticas artísticas, a partir das perspectivas de educadores, postas em diálogo com as do grupo. No mês de maio, as visitas serão em torno do tema ‘’matéria’’, elemento presente nas exposições em cartaz no MAM Rio. Vagas: 12. Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência. Classificação indicativa livre

PARA FAZER EM CASA
Oficinas online para crianças de todas as idades. Vídeos nos quais artistas e educadores propõem atividades para serem realizadas em casa, disponível em www.vimeo.com/mamrio e divulgadas em redes sociais.

A partir de QUA 2 JUN
Oficina de Pregaturas, com Zie e Clarissa Diniz
Para dialogar com a exposição Estado Bruto, convidamos Zie e Clarissa Diniz que propuseram uma oficina na qual Zie e sua mãe vão mostrar como criar todo tipo de criaturas usando pregadores. Com muita imaginação, aquele cesto de pregadores que mora ao lado do varal pode se transformar num baú de seres, robôs, máquinas e outras coisas.

AniMAM Petrobras - Quinto filme
QUI 23 DE JUN (lançamento) nos canais Instagram, Facebook, YouTube e Vimeo

Fayga Ostrower é o tema do novo AniMAM, filme de animação para a primeira infância (0 a 6 anos) produzido pelo museu. A animação realizada por Nara Normande é feita em stop-motion, com areia colorida e terá como trilha sonora uma música composta por Letícia Novaes. A dupla propõe um passeio de livre associação pelas paisagens criadas por Fayga. O que se pode ver nos encontros das cores que aparecem nas gravuras e litografias da artista? De pássaros e baleias a fones de ouvido. Nara, Leticia e Fayga convidam para uma viagem mágica.
www.mam.rio/animam/

CICLO DE PALESTRAS Arte, Educação e Cultura Digital
O ciclo torna público os debates realizados no projeto Expresso Educação - Residência Professor-pesquisador. Quatro palestras, com periodicidade mensal, voltadas para professores e educadores de diferentes disciplinas e contextos educacionais. A participação acontecerá mediante inscrições prévias.

TER, 08 JUN, das 10h às 12h
Jogos digitais e hackerativismo, com Marli Bassini e Anápuàka, Muniz, Tupinambá, Hã ha hãe. Vagas: 50. Inscrições online: formulário. Debate sobre os dispositivos de jogos como mediação para a aprendizagem e as estratégias de luta por meio do hackerativismo. Marili Bassini é professora há 26 anos. Desenvolve projetos na área de gamificação e uso de games em sala de aula utilizando metodologias ativas no Ensino Médio (Núcleo de Educação Integral da Fundação Romi, Anglo São Pedro e Colégio Ser/Poliedro), no interior de São Paulo. Trabalha, também, com cursos pré-vestibulares (Iter cursos e pré-vestibular, e Anglo Piracicaba). Já lecionou na Educação Básica nos níveis Fundamental I e II, Ensino Superior e programas de Pós-Graduação/formação de professores, desenvolvendo projetos de gamificação. Atuou como pesquisadora do SAE e do Grupo Gestor de Projetos Educacionais do Gabinete do Reitor, na área de educação, na UNICAMP. Anápuàka, Muniz, Tupinambá, Hã hã hãe De Abya Yala, Filho de Pindorama, Nação Tupinambá, ancião e avô, comunicador, empresário, cultura digital indígena no Brasil, Tecno-Xamanista, Artista Indígena Orgânico e Virtual, etnomídia indígena, CEO, Produtor Executivo, Rádio Yandê (web rádio indígena), Casa Yandê, Prêmio da Música Indígena Contemporânea, Yby Festival, Yby MANI, Maker Indígena, especialista em HiperMuseus, Bussines RedSkin Money, RePangeia Indígena, e criando uma startup um Open Banking Indígena (o 1º banco indígena do Brasil), atualmente estudante de jornalismo na Faculdade Católica Paulista. E nas horas vagas por hobby sou alienígena.

ENCONTROS NO MAM
Conversas sobre artes, com pessoas convidadas, que a cada mês compartilham processos de trabalho, criação e pesquisa a partir de dinâmicas variadas.

SÁB 12 JUN, às 16h
Fala Pública - Residências MAM. Inscrições online, por meio de formulários: de 7 a 11 de junho. Este mês, o convidado é o artista angolano Yonamine, cujo trabalho articula-se por entre complexas instalações, grandes murais, fotografias e vídeos. Yonamine utiliza uma imensa gama de objetos e materiais, tais como jornais, serigrafias, grafismos, colagens e rasgos onde imagens oriundas da cultura popular, de filmes americanos, personalidades que povoam as massas e figuras políticas do continente africano e do mundo se sobrepõem. Nesta grande mescla, o artista constrói um vocabulário peculiar sobre estas referências, indicando seus posicionamentos político-sociais.

EXPOSIÇÕES
Ingressos em www.mam.rio/ingressos

ESTADO BRUTO
1 MAI – 29 AGO 2021
Curadoria: Beatriz Lemos, Keyna Eleison e Pablo Lafuente
Exposição com mais de 130 esculturas selecionadas dos acervos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Obras de artistas de diferentes épocas, geografias e linguagens ocuparão a totalidade do Salão Monumental e áreas do terceiro andar do museu, em forma de uma acumulação organizada que pretende mostrar a amplitude e diversidade dos acervos.

MARCOS CHAVES: AS IMAGENS QUE NOS CONTAM
20 MAR – 25 JUL
Curadoria: Beatriz Lemos, Keyna Eleison e Pablo Lafuente

Panorama da obra do artista carioca Marcos Chaves, com trabalhos das últimas quatro décadas. Instalações, esculturas, objetos, fotografias e vídeos capturam aspectos fundamentais das paisagens que o artista habita e pelas quais circula. O espaço expositivo, com as vidraças descobertas, permitirá ao visitante conectar diretamente as obras de Chaves com a cidade do Rio, tema recorrente do seu trabalho.

FAYGA OSTROWER: FORMAÇÕES DO AVESSO
20 MAR – 25 JUL
Curadoria conjunta da equipe curatorial do MAM Rio: Beatriz Lemos, Keyna Eleison e Pablo Lafuente, e a equipe de Educação e Participação, com Daniel Bruno, Gilson Plano e Shion Lucas

A importância do trabalho artístico de Fayga Ostrower (1920–2001), especialmente no campo da abstração, é comparável a sua relevância como pensadora e educadora de arte, trabalho que desenvolveu no Bloco Escola do MAM Rio. Fayga Ostrower: formações do avesso traz ao MAM gravuras e tecidos da artista junto com seus textos e ideias, para celebrar o centenário do seu nascimento em 2020 e a recente doação de um conjunto de obras ao museu pelo Instituto Fayga Ostrower.

Posted by Patricia Canetti at 6:24 PM