Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2021
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
Arquivos:
junho 2021
maio 2021
abril 2021
março 2021
fevereiro 2021
janeiro 2021
dezembro 2020
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

setembro 20, 2019

Geraldo Zamproni no Alfredo Andersen, Curitiba

Mostra traz fotografias e instalação inflável monumental, que ficará na área externa do museu

Conhecido por suas obras monumentais que interagem com o espaço público, o artista paranaense Geraldo Zamproni inaugura na próxima segunda-feira (23), às 14h30, a exposição "Sobre Aqueles", no Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA).

Além de fotografias que mostram o trabalho do artista em diferentes países do mundo, como Portugal, Estados Unidos, Espanha e Austrália, o artista também desenvolveu uma grande instalação de tecidos infláveis, montada no espaço externo do museu.

As fotografias estarão expostas em um novo local expositivo da Academia Andersen, espaço de cursos de arte do MCAA. A mostra fica em cartaz até 18 de outubro.

Em suas obras, Zamproni costuma fazer referências visuais a objetos do cotidiano, como grandes travesseiros e almofadas. "Uma característica da obra de Zamproni é a interação das instalações com a arquitetura dos locais onde são montadas", diz o curador da mostra, Renan Archer. Ele cita como exemplo um trabalho em Brasília, no Complexo Cultural Funarte, em que as enormes almofadas criaram a ilusão de sustentação do prédio.

"As obras de Geraldo visam alterar visualmente o espaço que as rodeiam, explorando a relação entre objeto, ambiente e observador. Esse emaranhado produz um efeito de estranhamento e instabilidade, um diálogo com o espectador", salienta o diretor do MCAA, Luiz Luiz Gustavo Vardânega Vidal Pinto.

O artista

Formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Geraldo Zamproni é artista autodidata há mais de duas décadas. A estética de objetos industriais, como plástico, ferro e tecidos sintéticos são uma marca do seu trabalho, bem como a forte interação com a arquitetura.

O MCAA

O Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) é um dos equipamentos culturais sob gestão do Governo do Estado do Paraná. O edifício, do fim do século 19, é um dos tesouros do centro histórico de Curitiba e serviu de residência e ateliê para o pintor norueguês Alfredo Andersen. A instituição guarda e exibe parte do seu acervo, com pinturas, desenhos e objetos pessoais. Além disso, o museu conta ainda com um anexo muito importante para o ensino das artes, a Academia Andersen, espaço que oferece cursos de arte para a formação cultural da comunidade. No total, estão disponíveis 32 oficinas, em horários pela manhã, tarde e noite.

Posted by Patricia Canetti at 11:19 AM