Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2021
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
Arquivos:
junho 2021
maio 2021
abril 2021
março 2021
fevereiro 2021
janeiro 2021
dezembro 2020
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

março 22, 2017

Galeria Transparente: Update no CCJF, Rio de Janeiro

Depois do sucesso da exposição “Galeria Transparente: Showroom” (CCJF, março-abril de 2016), a Galeria Transparente retorna ao Centro Cultural Justiça Federal para atualizar o público sobre seus novos artistas e projetos. Por isso, este novo “mix” de exposição e Festival de Performance tem o título Galeria Transparente: Update.

A exposição reunirá trabalhos de 16 artistas da Galeria Transparente e incluirá uma programação de 21 performances, sempre aos sábados às 16h, durante o período da mostra. As primeiras três performances acontecem no sábado, 25 de março, às 16h.

Utilizando uma ampla variedade de suportes, um time de artistas emergentes e consagrados apresentará obras relacionadas com as montagens digitais criadas por eles para a Galeria Transparente na Internet, mas que transcenderão ao que foi realizado para o ambiente virtual por incorporarem o diálogo com a arquitetura do CCJF e a presença dos espectadores.

Entre os artistas da mostra, podem ser destacados o americano radicado no Brasil Bill Lundberg, um dos precursores da vídeo-arte nos Estados Unidos, a brasileira Lia do Rio, que será homenagem por sua carreira e pela excelente contribuição para a exposição do ano passado, além de uma seleção de artistas internacionais como Ute Reeh (Alemanha), Davis Lisboa (São Paulo/Barcelona) e Francesco Romanelli & Giulia Gazza (Itália).

No Festival de Performances, além dos talentosos artistas que já fazem parte do “elenco” da GT, os destaques nesta edição serão performers de fora do Rio: Claudia Paim (RS), Marcio Vasconcelos (SP), Pedro Galiza (SP), Shima (MG) e Ignacio Pérez Pérez (Venezuela/Finlândia). Destaque-se também a presença da consagrada artista brasileira Regina Vater.

Sobre a GT

A Galeria Transparente é uma galeria virtual e colaborativa baseada no Facebook que já reúne um acervo de 90 obras digitais e que tem tido excelente repercussão entre artistas, críticos e o público em geral. A GT também atua na promoção da arte da performance. A criação da GT pelo artista carioca Frederico Dalton em julho de 2014 foi inspirada por uma base retangular de cimento existente na calçada da Rua da Glória, no Rio de Janeiro, onde oito performances foram realizadas até o momento. Por esse motivo, uma réplica deste retângulo será construída na galeria principal do segundo andar do CCJF, e, como aconteceu na calçada, esta réplica também servirá de “palco” para performances de artistas que já atuaram na Galeria e de convidados especiais.

O que é único na GT

Diferentemente das galerias virtuais, a GT é não é um arquivo de obras já realizadas e reunidas para venda. A Galeria Transparente convida os artistas a completarem digitalmente uma mesma imagem fornecida a eles. Assim, a Galeria aproveita novas possibilidades criativas proporcionadas pelo digital. Mas, além disso, a Galeria afirma a importância da cidade real como motor de criatividade, uma vez que a imagem a ser completada mostra uma calçada que realmente existe.

Por que a Galeria Transparente se interessa pela arte da performance? Apesar de uma performance envolver o corpo do artista e a presença física dos espectadores, ela é totalmente leve por ser transitória. Toda performance é antes de tudo um fluxo de energia. Da mesma forma, uma imagem digital é também leve por ser imaterial. Apesar de sua transitoriedade, a arte da performance é o campo das artes visuais que mais efetivamente nos alerta sobre a importância da presença física numa época em que as pessoas e suas relações operam cada vez mais num ambiente desmaterializado.

Conclusão

Com esta exposição, seu curador, o artista carioca Frederico Dalton, pretende aprofundar a discussão sobre o papel e relevância dos centros culturais numa época onde a internet funciona perfeitamente como espaço para produção e divulgação da arte contemporânea. No entanto, só os Centros Culturais “físicos” podem oferecer materialidade e presença à fruição de arte. Neste sentido, a exposição tentará conciliar o que os mundos “virtual” e “real” têm de melhor. Outro objetivo da exposição é informar aqueles que não usam Facebook sobre os artistas e projetos da Galeria Transparente.

Artistas da exposição

Ana Herter
Ana Rosa d’Alegria
André Sheik
Bill Lundberg
Carlos Cesari
Coletivo S.T.A.R. (Adriana Tabalipa & Roderick Steel)
Daniel Cavalcante
Davis Lisboa
Duo2x4
Ecila Huste
Flávio Abuhab
Francesco Romanelli & Giulia Gazza
Gringo Carioca
Lia do Rio (artista homenageada)
Paulo Jorge Gonçalves
Rosa Hollmann
Sandra Passos
Ute Reeh

Programação de performances todos os sábados, às 16h, durante o período da exposição

GaleriaTransparentePerformances.jpg

Lista dos artistas do Festival de Performances

Alexandre Sá
Amélia Sampaio
Claudia Paim
Coletivo S.T.A.R. (Adriana Tabalipa & Roderick Steel)
Gringo Carioca & Depressa Moço
Helena Wassersten
Lilian Amaral & Ignacio Pérez Pérez
Marcio Vasconcelos
Monica Barki
Nivaldo Rodrigues Carneiro
Pedro Galiza
Pedro Paulo Domingues & Jovane Frederico
Raphael Couto
Regina Vater
Shima
Tato Teixeira
Tchello d’Barros
Tetsuo Takita
URCA (Clarisse Tarran & Eduardo Mariz)
Xico Chaves
Zoè Gruni

Posted by Patricia Canetti at 7:20 PM