Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


dezembro 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise no blog:
Arquivos:
dezembro 2020
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

dezembro 21, 2020

Museu do Pontal faz campanha de financiamento para o plantio de 30 mil mudas

Plantando o novo Museu do Pontal - Participe da construção dos jardins da nova sede do Museu, na Barra

O Museu do Pontal, a partir do site http://museudopontal.com.br/plantandoofuturo, faz campanha de financiamento coletivo no mês de dezembro, para o plantio de 37 espécies brasileiras, de árvores frutíferas e vegetação tropical às paisagens da caatinga, para os jardins projetados pelo Escritório Burle Marx em sua nova sede, na Barra. A partir de 50 reais, a pessoa participa da construção dos jardins do novo Museu do Pontal, amplia a área verde na cidade, contribuindo para a valorização da diversidade do patrimônio ambiental e cultural brasileiro. A natureza é fundamental para contextualizar as mais de nove mil esculturas criadas por 300 artistas brasileiros, que compõem o maior e mais abrangente acervo de arte popular do país, que o distingue como referência no gênero. A primeira meta é alcançar R$ 75 mil, para plantar parte dos jardins internos do Museu, incluindo mão de obra e material. A segunda meta é atingir R$ 200 mil, com a realização completa da primeira fase dos jardins, internos e externos, serão plantadas mais de 30 mil mudas, em dois mil metros quadrados. Em uma próxima campanha, o foco será o plantio do bosque de dez mil metros quadrados, que contribuirá fortemente na purificação e umidade do ar da região, capturando CO2 e devolvendo oxigênio para a atmosfera.

DEDUÇÃO IRPF

A campanha possibilita que as pessoas possam utilizar a renúncia fiscal do governo, e abater em até 6% do total do Imposto de Renda Pessoa Física. Para isso, a doação precisa ser feita até 31 de dezembro de 2020, e assim ser aplicada na declaração do IRPF 2021.

Veja como proceder:
1. Clique em QUERO DOAR
2. Preencha seu cadastro e o valor da doação
3. Você receberá um e-mail com informações sobre o pagamento
4. Após a confirmação da doação, você receberá por email o Recibo de mecenato com seus dados
5. Abata o valor doado na declaração de IRPF 2021

>Para apoios via Pessoa Jurídica ou outras informações, entre em contato pelo email institucional@museucasadopontal.com.br.

Com o novo espaço, em um terreno de 14 mil metros quadrados, próximo ao Bosque da Barra, o Museu do Pontal amplia seu raio de atuação e programação, e se constitui em um dos mais relevantes equipamentos de arte e cultura da Zona Oeste do Rio de Janeiro, promovendo ainda projetos sociais, ambientais e educacionais.

O edifício de 2.600 metros quadrados projetado pelos Arquitetos Associados, responsáveis por algumas galerias de Inhotim, foi construído a partir de um rigoroso estudo de sustentabilidade que verificou o caminho do sol ao longo do ano e o regime de ventos, estabelecendo um pé direito de oito metros, janelas com quebra-sol (brise-soleil) e ventilações cruzadas, que garantem que apenas 30% do prédio precise do uso de ar-condicionado, contribuindo também para a redução da emissão de gases poluentes. E o projeto do Museu do Pontal também prevê o reuso da água de chuva para os jardins e a coleta seletiva de todo o lixo.

RECOMPENSAS

R$ 50 – Arachis
Será a maior presença do nosso jardim, com mais de 3.500 mudas. A arachis, também chamada de grama-amendoim, forma um denso colchão verde, com delicadas flores amarelas. Com a sua contribuição de R$ 50,00, seu nome estará nos agradecimentos em nosso site.

R$ 70 – Liríope
Essa planta será outra forração de nosso jardim, formando arbustos de cor verde escura com flores lilases. Uma linda escolha para a qual você pode contribuir com uma cota de R$ 70,00. Seu nome estará nos agradecimentos em nosso site.

R$ 100 – Estrelítzia
Esta planta de flores laranjas gosta de clima tropical, ventos e salinidade no solo: perfeita para o Museu do Pontal. Para que ela venha florir nossos espaços, sua contribuição pode ser de R$ 100,00. Seu nome estará nos agradecimentos em nosso site.

R$ 250 – Bouganville e Helicônias
O espaço de jardins do novo Museu do Pontal será muito colorido, e grande parte disso virá de Bouganvilles, também conhecidas por Primavera, e de Helicônias. Elas trarão muitas cores aos espaços do Museu. Com R$ 250,00 você contribui com essa cota, e seu nome estará no painel de agradecimentos em nosso jardim durante o ano da inauguração.

R$ 500 – Costela de Adão, Xanadu e Filodendro
Essas plantas, também presentes no jardim da sede histórica, levarão para o novo espaço muita beleza e memórias desses 44 anos de existência. Com uma cota de R$ 500,00 você contribui para o plantio dessas espécies e terá seu nome no painel de agradecimentos em nosso jardim durante o ano da inauguração.

R$ 1 mil – Dimerocostus
Da família Costacae, são plantas que estarão em nossos jardins internos. De uma poesia sem tamanho, a espécie esbanja uma vasta folhagem e flores que lembram o formato de um coração. Além disso, as flores se fecham sempre ao pôr do sol, e renascem a cada semana para uma nova florada. Lindo, não é?! Com uma cota de R$ 1 mil você contribuirá para levar esta beleza ao nosso Museu e terá seu nome no painel de agradecimentos em nosso jardim durante o ano da inauguração.

R$ 2,5 mil – Fruta do pé
Com uma contribuição de R$ 1 mil você será responsável pelo plantio de uma árvore frutífera: pitangueira ou açaí. Presenças ilustríssimas em nossos jardins, as frutíferas, além de atraírem mais pássaros para a área verde do Museu, também possibilitarão para as crianças a experiência de colher frutas do pé. Contribuindo com esta cota, você terá seu nome no painel de agradecimentos em nosso jardim durante o ano da inauguração.

R$ 5 mil – Norantea brasilienses
Também conhecida como rabo de arara, a Norantea foi incluída na Lista Oficial de Espécies da Flora Ameação de Extinção na cidade do Rio de Janeiro e é protegida por um decreto municipal de 1997, pelo seu risco de extinção a médio prazo. Sua escolha passa além da beleza, acreditamos que é importantíssimo tê-la em nossos jardins para garantir a perpetuação da espécie. Com uma cota de R$ 5 mil, você contribui para a preservação da espécie em nosso Museu e terá seu nome no painel de agradecimentos em nosso jardim e em um dos canteiros durante o ano de inauguração.

R$ 10 mil – Pau Brasil
A árvore que já foi símbolo de tanta coisa no Brasil, hoje é bastante rara. Com tons avermelhados, é natural da Mata Atlântica, e pode chegar a até 15 metros de altura. No “Manifesto Pau-Brasil”, de Oswald de Andrade, ele a usa como caminho para defender a cultura brasileira, a revisão crítica do seu passado, a originalidade e a coloquialidade. Com esta cota de R$ 10 mil, você ajudará no plantio das árvores, na defesa da cultura popular brasileira e terá seu nome em um dos canteiros do jardim e no painel de agradecimentos durante dois anos.“O lado doutor. Fatalidade do primeiro branco aportado e dominando politicamente as selvas selvagens. O bacharel. Não podemos deixar de ser doutos. Doutores. País de dores anônimas, de doutores anônimos. O Império foi assim. Eruditamos tudo. Esquecemos o gavião de penacho.”, “Manifesto Pau-Brasil “, de Oswald de Andrade.

R$ 15 mil – Bromélias
As Bromélias sempre estiveram em nossos jardins, desde o começo do Pontal. De muitos tipos, sempre se adaptaram bem ao nosso espaço, sozinhas ou acompanhando outras plantas. Por isso, vêm de uma memória afetiva também a presença dessa planta na nova sede.
Teremos um conjunto delas logo na entrada do Museu e, contribuindo com esta cota de R$ 15 mil, seu nome estará lá, além do painel de agradecimentos no jardim durante dois anos.

Posted by Patricia Canetti at 1:06 PM