Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


dezembro 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise no blog:
Arquivos:
dezembro 2020
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

dezembro 8, 2020

Fotografia Modernista Brasileira, da Coleção Itaú Cultural, abre na plataforma Google Arts & Culture

Com curadoria do Núcleo de Artes Visuais e organização do Núcleo de Acervo da organização, este recorte da Coleção Itaú Cultural apresenta nomes do movimento, como Geraldo de Barros, German Lorca e Gertrudes Altschul, com destaque para a produção do histórico Foto Cine Clube Bandeirante, criado em 1939. O Google Arts & Culture, plataforma onde a mostra permanecerá exposta por tempo indeterminado, permite uma navegação fluida e recursos para acessar entrevistas, vídeos educativos com interpretação em Libras, zoom dinâmico e links para os verbetes sobre esses artistas na Enciclopédia Itaú Cultural de arte brasileira

No dia 8 de dezembro, terça-feira, às 9h, o Itaú Cultural, abre na plataforma Google Arts & Culture a exposição virtual Fotografia Modernista Brasileira, com um recorte de 70 obras assinadas por 25 artistas. Elas integram a Coleção Itaú Cultural, que reúne, no total, 160 fotografias, de 38 artistas, deste segmento. A curadoria é do Núcleo de Artes Visuais e a organização, do Núcleo de Acervo do instituto. As imagens reunidas nessa mostra virtual destacam os trabalhos realizados entre as décadas de 1940 e 1970 e reforçam a ruptura formal, promovida pelo modernismo fotográfico, com as normas tradicionais apresentadas até então.

As obras escolhidas para a exposição refletem o olhar de fotógrafos e fotógrafas. Apresenta com destaque obras de mulheres, como Palmira Giró e Alice Kanji, que integraram o departamento feminino do Foto Cine Clube Bandeirante (FCCB), quase uma década após sua fundação. Entre eles e elas, o conjunto de artistas mudou conceitos ao observar as grandes cidades e as transformações do espaço urbano brasileiro, ilustrando a coerência do discurso estético difundido em seus encontros e rede de contatos.

Fotografia Modernista Brasileira é dividida em sete eixos de apresentação. O primeiro, chamado O Foto Cine Clube Bandeirante, traz um panorama das convenções ali criadas. Na sequência, em Dos Fotoclubes aos Museus, o foco passa a ser a produção fotográfica realizada entre as décadas de 1940 e 1950, destacando fotógrafos que já não eram tão influenciados pelo pictorialismo e buscavam a construção de uma nova linguagem, como é o caso de Geraldo de Barros e German Lorca.

Mulheres no Foto Cine Clube Bandeirante, retrata o ingresso das fotografas no clube paulistano de fotografia, trazendo nomes como Dulce Carneiro, Gertrudes Altschul, Palmira Giró e Alice Kanji. O eixo Estética Modernista trata da forte influência que sofreu a fotografia moderna brasileira dos movimentos de vanguarda da Europa e dos Estados Unidos, com destaque para obras do Grupo Ruptura. O quarto eixo, Formas, contém obras que ressaltam a ruptura estética proposta pelo movimento de artistas modernistas no campo da fotografia. Seu sucessor, Primor da Técnica, vai no mesmo embalo e exacerba a experimentação de técnicas e materiais, que é uma forte característica da produção fotoclubista. Do Objetivo à Subjetividade mostra as cidades, temas e sujeitos que influenciaram os fotógrafos.

Fotógrafos participantes

Ademar Manarini, Alice Assis Kanji, André Carneiro, Chakib Jabôr, Délcio Capistrano, Dulce Carneiro, Eduardo Enfeldt, Eduardo Salvatore, Francisco Albuquerque, Gaspar Gasparian, Georges Radó, Geraldo de Barros, German Lorca, Gertrudes Altschul, Gunter E.G. Schroeder, José Oiticica Filho, José Yalenti, Marcel Giró, Mario Fiori, Osmar Peçanha, Palmira Giró, Paulo Pires, Rubens Teixeira Scavone, Thomaz Farkas, Tufi Kanji

Sobre a navegação

Esta exposição virtual apresenta, além de fotografias e textos, conteúdos diferenciados sobre a coleção. A navegação é fluida e com a ferramenta zoom dinâmico, o espectador pode aproximar a imagem e observá-la em detalhes, podendo, muitas vezes, perceber as intervenções manuais realizadas por alguns artistas em suas obras, como fez Geraldo de Barros, por exemplo.

Também estão presentes links para os verbetes dos artistas na Enciclopédia Itaú Cultural, entrevistas em vídeo com os artistas, bem como vídeos educativos em Libras, legendas comentadas das obras e algumas curiosidades. Em uma das seções da exposição, destinada à presença dos artistas no Foto Cine Clube Bandeirante, o público pode navegar no verso de algumas imagens originais, visualizando a assinatura dos artistas, os selos e os carimbos de salões e festivais de arte pelos quais as imagens circularam no Brasil e no exterior.

Exposição virtual - Fotografia Modernista Brasileira, na Coleção Itaú Cultural
Na plataforma Google Arts & Culture
Abertura: 8 de dezembro, às 9h, com permanência na plataforma por tempo indeterminado
Acesso gratuito em https://artsandculture.google.com/exhibit/fotografia-modernista-brasileira/3gJSVcF9SyfOKg

Posted by Patricia Canetti at 11:29 AM