Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


novembro 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          
Pesquise no blog:
Arquivos:
novembro 2020
outubro 2020
setembro 2020
agosto 2020
julho 2020
junho 2020
maio 2020
abril 2020
março 2020
fevereiro 2020
janeiro 2020
dezembro 2019
novembro 2019
outubro 2019
setembro 2019
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

novembro 20, 2020

Diego Passos e Túlio Pinto realizam performance no MARGS, Porto Alegre

Ação artística será realizada pelo artista Diego Passos no próprio espaço expositivo, neste sábado, das 15h às 17h, durante o período de visitação às exposições, seguindo os protocolos e medidas de segurança sanitária adotados pelo Museu que envolvem regras para acesso do público

Durante a performance que ocorrerá nas Pinacotecas do MARGS, haverá a venda do catálogo da exposição e o lançamento das camisetas exclusivas com desenhos das obras de Túlio Pinto, produzidas pela marca Regentag

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) traz a público uma nova ação como parte da exposição Túlio Pinto — Momentum.

Neste sábado, 21 de novembro de 2020, o Museu apresenta uma performance ao vivo, das 15h às 17h. A ação artística será realizada pelo artista Diego Passos, que fará uma performance em colaboração com Túlio Pinto, ativando uma das obras em exposição. Trata-se de “Nadir #Escaleno”, composta por um traje de corda, além de materiais como vidro, pedra e cordas.

A apresentação da performance, que ocorrerá durante o período de visitação do público às exposições do Museu, segue os protocolos e medidas de segurança sanitária adotados pelo Museu que envolvem regras para acesso do público (leia mais abaixo).

Para quem não puder conferir nesta data, a performance ocorrerá novamente no último sábado do mês de novembro, 28 de novembro de 2020, também das 15h às 17h, dia de encerramento da mostra individual do artista visual Túlio Pinto e das demais exposições do Museu.

Em ambas as ocasiões, estará disponível para compra o catálogo impresso da exposição, que inclui um ensaio do diretor-curador do MARGS, Francisco Dalcol, sobre a produção do artista, além de uma entrevista conduzida pela crítica de arte e curadora Angélica de Moraes, no auditório do MARGS.

O público também poderá adquirir camisetas exclusivas com desenhos das obras de Túlio Pinto, lançadas e produzidas pela marca Regentag, de Porto Alegre.

“Momentum” apresenta um conjunto de esculturas, objetos e instalações de grande porte e dimensões, que em comum exploram os equilíbrios, pesos e tensões dos materiais, formas e sistemas que os configuram.

A curadoria é de Francisco Dalcol, que desenvolveu com o artista uma proposição concebida para proporcionar aos visitantes uma profunda e intensa experiência a partir de uma ampla exposição de caráter escultórico e instalativo, destacando um conjunto de obras realizadas nesta década, incluindo trabalhos inéditos.

A ampla mostra individual dedicada à produção do artista Túlio Pinto foi concebida para oferecer ao público uma circunstância para se pensar e experenciar os desdobramentos operados pelas pesquisas contemporâneas das linguagens escultóricas, em um campo já expandido de possibilidades, e no qual a abordagem da tridimensionalidade e da espacialidade se aprofunda pelo pensamento e práticas que exploram uma intensificada fundamentação conceitual, visual e poética.

Para receber a proposição do artista, pensada especialmente para o espaço expositivo mais amplo e nobre do Museu, as Pinacotecas passaram por uma grande e impactante transformação visual: o piso das 3 galerias foi totalmente revestido por uma cobertura acarpetada, com o objetivo de anular as cores e os motivos decorativos dos ladrilhos, transformando o espaço em um grande “cubo branco” que privilegiará a visualidade e a presença dos objetos escultóricos que ali estarão instalados.

Inaugurada em 14 de dezembro de 2019 e interrompida em 18 de março de 2020 em razão do fechamento do Museu em enfrentamento à pandemia da Covid-19, “Túlio Pinto — Momentum” retornou com a reabertura do MARGS para visitação do público, no dia 22 de outubro de 2020.

CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO “TÚLIO PINTO — MOMENTUM”

O catálogo dedicado à exposição “Túlio Pinto — Momentum” é fartamente ilustrado por imagens que registram a mostra no espaço expositivo, além de outras obras que marcam a carreira do artista, em uma edição com 128 páginas em cores e formato 23,5cm por 17,5cm.

Em versão bilíngue (português-inglês), a publicação traz um ensaio analítico assinado por Francisco Dalcol sobre a produção de Túlio Pinto, além de uma entrevista com o artista conduzida pela crítica de arte e curadora Angélica de Moraes no auditório do MARGS, no mesmo dia da abertura da exposição, em 14.12.2019.

O design gráfico do catálogo é assinado pelo artista Guilherme Dable, as fotografias da exposição e o tratamento de imagem pelo fotógrafo Anderson Astor, e a edição por Francisco Dalcol.

Ficga técnica
> 128 páginas em cores, formato 23,5cm por 17,5cm e edição bilíngüe (português-inglês), contendo dezenas de imagens da exposição e de outras obras do artista
> Textos de Francisco Dalcol e Angélica de Moraes
> Catálogo R$ 60

O ARTISTA E SUA PESQUISA

Com formação pelo Instituto de Artes da UFRGS e pelo Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre, cidade onde vive e desde onde atua, Túlio Pinto (1974) foi um dos criadores e integrantes do Atelier Subterrânea (ativo entre 2006 e 2015).

Sua produção é marcada pelo uso de materiais como metal, pedra e vidro; os quais são mobilizados e articulados pelo artista em arranjos, mecanismos, composições e sistemas matérico-objetuais que lidam com pesos, forças, equilíbrios, tensões e os seus limites. São pedras, vigas de aço, lâminas e bolhas de vidro, cubos e estruturas de metal; os quais se sustentam e se acoplam por cabos, roldanas, barras, vigas, pedras pendulares e porções de areia, entre outros.

Desse procedimento, resultam esculturas, objetos e instalações que exploram as potencialidades físicas e visuais dos materiais e das formas que assumem.

PROTOCOLOS SANITÁRIOS

Para receber o público em segurança, o MARGS adotou uma série de regras de acesso e visitação. O Plano de Retorno e Reabertura conta com a implementação de um cuidadoso protocolo de segurança sanitária, com medidas como:
• Sinalização informativa sobre regras de acesso e visitação.
• Reforço das equipes de limpeza para sanitização frequente nos espaços de circulação e em superfícies de uso comum, como banheiros, torneiras, corrimões e elevador.
• Instalação de dispensadores de álcool desinfetante.
• Manutenção do sistema de climatização.
• Retirada de materiais impressos e fôlderes das exposições.
• Remoção de obras de arte interativas ou manipuláveis e desligamento de dispositivos eletrônicos que envolvam toque.

E entre as regras de acesso e visitação, estão:
• Diminuição, limitação e controle do número de visitantes.
• Uso obrigatório de máscara.
• Medição de temperatura.
• Higienização das mãos com álcool desinfetante.
• Restrição a grupos.
• Respeito à distância de 2m.
• Incentivo ao uso de escadas, com elevador restrito a visitante preferencial (cadeirantes, mobilidade reduzida, maiores de 65 anos e gestantes).
• Desativação do guarda-volumes.

Posted by Patricia Canetti at 10:36 AM