Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2019
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            
Pesquise no blog:
Arquivos:
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

junho 16, 2019

Frantz no MARGS, Porto Alegre

Ocupando três salas com a reunião de mais de 70 obras desde os anos 1980, de diferentes acervos e coleções, mostra coloca em discussão os limites da pintura. Entre os destaques, está a remontagem de uma emblemática exposição apresentada pelo artista no MARGS em 1982, aos 19 anos, intitulada “Pichações”.

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS inaugura na próxima quinta-feira (13/6/2019) uma ampla exposição dedicada à produção de Frantz. Intitulada Também e ainda pintura, esta nova mostra do artista gaúcho – cuja última individual no museu data do começo dos anos 1990 – reúne mais de 70 obras, abarcando sua produção desde o começo dos anos 1980 até a atualidade. A abertura será das 18h às 21h, com entrada gratuita.

Sem assumir o caráter de retrospectiva, “Também e ainda pintura” se organiza em torno de três eixos, cada qual apresentado em uma sala. O primeiro eixo, na Sala João Fahrion, traz a público trabalhos de grandes dimensões, de diferentes épocas, alguns deles inéditos. São obras que resultam dos pisos e das paredes de ateliês de artistas que Frantz forra com lona.

Segundo o diretor-curador do MARGS, Francisco Dalcol, que assina a curadoria da mostra, “Essas coberturas permanecem em cada lugar durante anos, recebendo resíduos de topo tipo que restam fora dos trabalhos alheios. Quando Frantz decide retirar os forros, os acúmulos de tinta e sujeira lhe surgem como indicações de um acaso que, a partir do seu processo de apropriação, enquadramento e montagem, permitem-lhe identificar e nomear as superfícies como pintura”. Completam a sala os objetos de Frantz originados a partir do acúmulo intencional de tinta de pintura em potes e bacias que funcionam como moldes.

Já o segundo eixo, na Sala Pedro Weingärtner, revisita um episódio do passado em que a história do artista e a história do MARGS se interseccionam. É que em 1982 Frantz apresentou no museu a exposição “Pichações”, mostrando pinturas baseadas nas intervenções escritas que encontrava nos muros à época, muitas delas de caráter político e subversivo. Segundo o diretor-curador do MARGS, “tratou-se de uma exposição audaciosa, e também provocativa, tanto pelo fato de um museu apresentar pichações, como por se tratar de um jovem artista, então com 19 anos”.

No texto curatorial, Dalcol escreve: “Passadas quase quatro décadas, ‘Pichações’ é agora remontada na Sala Pedro Weingärtner, procurando emular o significado e a experiência da exposição original ao reunir a quase totalidade dos trabalhos expostos em 1982, à maneira como foram apresentados”.

Nesse sentido, “Frantz - Também e ainda pintura” inaugura um ciclo expositivo e curatorial desta gestão intitulado “História do MARGS como História das Exposições”, com o qual se pretende revisitar o passado do museu - e de artistas que nele expuseram - a partir de exposições emblemáticas do passado.

Por fim, o terceiro eixo, na Sala Angelo Guido, traz a público um trabalho inédito de Frantz. Trata-se de “Liquid paper”, que se vincula à mais recente frente de pesquisa e realização do artista, baseada na manipulação de catálogos de exposição. O trabalho integra o projeto “Roubadas”, no qual, segundo o diretor-curador do MARGS, “Frantz intervém nos discursos visuais e textuais contidos nas publicações artísticas, adulterando e editando as imagens e os textos que encontra ao longo das páginas”.

No conjunto dos trabalhos reunidos, “Frantz – Também e ainda pintura” parte dos procedimentos e operações do artista com o objetivo de proporcionar ao público uma pertinente discussão e experiência sobre o fazer e a reflexão em torno do campo expandido da pintura.

A exposição “Frantz – Também e ainda pintura”pode ser visitada até dia 1º de setembro de 2019. O MARGS funciona de terças a domingos, das 10h às 19h, sempre com entrada gratuita. Visitas mediadas podem ser agendadas por e-mail.

Posted by Patricia Canetti at 10:00 AM