Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


setembro 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            
Pesquise no blog:
Arquivos:
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

setembro 6, 2018

Claudia Hamerski na Mamute, Porto Alegre

No dia 14 de setembro, às 19h, a Galeria de Arte Mamute inaugura a exposição Entre Fissuras, da artista representada Claudia Hamerski. A mostra com curadoria da Profa. Dra. Elaine Tedesco (ler texto curatorial) reúne trabalhos inéditos produzidos em 2018 - desenhos em grandes dimensões, objetos, e uma ação performance que será desenvolvida pela artista no dia da abertura, às 16h, na Mamute.

A exposição “Entre” Fissuras” é composta de trabalhos que dão sequência a pesquisa poética da artista, iniciada em 2013 acerca da paisagem urbana, especificamente à questões ligadas a insubordinação de elementos vegetais ínfimos que insistem em resistir e propagar-se pelos ambientes mais inóspitos e inesperados de nossa teia urbana. Assim essas pequenas plantas, por muitos consideradas ervas daninhas ou inço, vão rompendo o concreto e instalando-se inadvertidamente no cinza do concreto, trazendo um vislumbre da vida que há por baixo da camada de cimento. Além das questões conceituais que movem o olhar da artista existe um desejo de trazer pela via do desenho essa imagem de potência, resistência e resiliência que as pequenas vegetações são capazes de suscitar.

Claudia Hamerski (1980, Seberi RS), vive e trabalha em Porto Alegre RS. É artista Visual, doutoranda em Artes Visuais (PPGAV/UFRGS, 2018), Mestra em Artes Visuais, (PPGAV/UFRGS, 2014). Possui Especialização em Pedagogia da Arte pelo PPGEdu / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2012), Graduação em Artes Visuais Bacharel em História Teoria e Crítica de Arte pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) e Graduação em Artes Visuais Bacharel em Desenho pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006). Atualmente desenvolve sua pesquisa artística em Poéticas Visuais na linha de pesquisa Desdobramentos da imagem. Faz parte do grupo de pesquisa Processos Híbridos na Arte Contemporânea com diretório junto ao CNPq. Tem experiência na área de Artes e Educação, com ênfase em Artes Visuais Desenho e História Teoria e Crítica de Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: paisagem, processo de criação, desenho, fotografia, escala, ampliação, repetição e na educação com mediação, formação de mediadores e professores, ensino da arte em espaços não-formais. Sua produção atual está concentrada nos processos de deslocamento pela cidade, relação entre fotografia e desenho, alteração de escalas, relações de localização e a insubordinação da paisagem ao arquitetonicamente instituído, e imbricações no processo criativo em desenho.

Elaine Tedesco, doutora em Poéticas Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009). Artista plástica com produção em fotografia, instalação e videoperformance. É professor adjunto no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atua junto ao Departamento de Artes Visuais na área de fotografia e no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais. Desenvolve os projetos de pesquisa Procedimentos de contato: desdobramentos da fotografia em imagem numérica na arte da atualidade e Videoarte: o audiovisual sem destino. Participa dos grupos de pesquisa: Processos Híbridos na Arte Contemporânea e Arte & Design. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS na gestão 2015-2017 e faz parte do Conselho Consultivo da Fundação Vera Chaves Barcellos.

Posted by Patricia Canetti at 4:16 PM