Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


setembro 2016
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  
Pesquise no blog:
Arquivos:
As últimas:
 

setembro 11, 2016

Temporada de Projetos 2016: Tiago Mestre em Paço das Artes no MIS, São Paulo

O Paço das Artes inaugura no dia 13 de setembro, às 19h, a mostra Fundação, de Tiago Mestre. A exposição selecionada para a Temporada de Projetos 2016 fica em cartaz até 16 de outubro de 2016 no MIS com entrada gratuita.

Em um conjunto de esculturas em gesso brancas, o artista problematiza questões relacionadas à formação da história e da identidade da capital paulista, a partir do contexto do patrimônio arquitetônico.

Tiago Mestre afirma que as obras estabelecem relações formais com a escultura do século 20, mas desenvolvem uma narrativa visual autônoma e ficcional. “A exposição tem uma ênfase forte na questão do desenho e da forma. Nesse sentido, gostaria de obter a maior neutralidade possível do espaço e, dentro do possível, o seu ‘desaparecimento’”, diz.

A mostra tem como pano de fundo uma carta de 1945 enviada por Luís Saia (então assistente técnico de Mário de Andrade no SPHAN – atual IPHAN) a Lúcio Costa (diretor de divisão dos estudos e tombamentos do SPHAN) ilustrando possibilidades de desenho para as colunatas da capela do Sítio Santo Antônio, então em processo de recuperação. “Fascinou-me a ideia deste documento, desta incerteza, desta coloquialidade como pano de fundo para a construção de um conjunto de colunas / esculturas. Pensei numa sala em que estas esculturas se dispusessem de um modo irregular abrindo a possibilidade de um percurso errante que permitisse diversas leituras comparativas”, conta.

Atividades paralelas

Em diálogo com a mostra, o Paço das Artes realizará duas atividades paralelas: no dia 23 de setembro, às 19h, ocorre a mesa-redonda sobre arte e arquitetura com Guilherme Wisnik, Jacopo Crivelli Visconti e Tiago Mestre no espaço expositivo. A mediação é de Priscila Arantes. No dia 7 de outubro, às 15h, o Paço das Artes promove uma visita guiada ao Museu Brasileiro de Esculturas e bate-papo com Cauê Alves, curador do MuBE, partindo da exposição de Tiago Mestre.

Os eventos integram a programação da Temporada em debate, que promove até dezembro uma série de eventos relacionados às mostras dos demais selecionados para a Temporada de Projetos 2016 - Bruno Oliveira e Victor Tozarin, Grasiele Sousa e Marina Takami e José Viana (em colaboração com Camila Fialho).

Tiago Mestre nasceu no Alentejo, no sul de Portugal, em 1978. Vive e trabalha em São Paulo. A sua pesquisa e produção artística confrontam diferentes meios e situações de apresentação, partindo de uma elaboração sensível que se caracteriza pela consciência crítica da materialidade, do fazer, do valor simbólico e antropológico da obra.

A pintura, a escultura, a instalação e o vídeo são alguns dos meios privilegiados do trabalho do artista. Estudou arquitetura, participou do Programa Independente de Estudos de Artes Visuais da MAUMAUS com Jürgen Bock, em Lisboa em 2009, e frequentou o curso Avançado em Pintura no Ar.co, em Lisboa, em 2009. Participou das residências artísticas Wiels Residency, em Bruxelas, em 2009 e Pivô Pesquisa, São Paulo, em 2016. Expôs em Portugal, no Brasil e no estrangeiro. É mestre pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).

Sobre a Temporada de Projetos

A vocação experimental do Paço das Artes, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, é constatada, principalmente, por meio da Temporada de Projetos, que foi criada com o objetivo de abrir espaço à produção, fomento e difusão da prática artística jovem. Concebida em 1996, a Temporada de Projetos teve sua primeira exposição realizada em 1997 e se tornou, ao longo dos anos, um rico celeiro para a cena da jovem arte contemporânea brasileira.

Anualmente, a Temporada abre uma convocatória nacional selecionando nove projetos artísticos e um projeto de curadoria para serem desenvolvidos e produzidos com o respaldo do Paço das Artes. Os selecionados recebem acompanhamento crítico, a publicação de um catálogo sobre suas obras e um cachê de exibição. Desde seu surgimento, quando ainda era bienal (tornando-se anual em 2009), o programa possibilita a emergência de inúmeros artistas, curadores e críticos, muitos deles presentes na cena artística atual.

Em 2014, o Paço das Artes lançou a plataforma digital MaPA, concebida por Priscila Arantes, que reúne todos os artistas, curadores, críticos e membros do júri que passaram pela Temporada de Projetos.

Posted by Patricia Canetti at 1:20 PM