Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


fevereiro 2016
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29          
Pesquise no blog:
Arquivos:
As últimas:
 

fevereiro 14, 2016

Thereza Salazar na Emma Thomas, São Paulo

A galerista Rosa Barbosa apresenta a partir de 18 de fevereiro, quinta, individual da artista contemporânea Thereza Salazar. Intitulada Fantasmas, a mostra apresenta obras inéditas, em serigrafia e impressões em vidro.

"As image­ns propostas para esta exposição são alegorias que mesclam objetos da ciência, animais naturais e imaginários. Querem falar de uma desnaturação dos corpos, uma espécie de desvitalização da vida, num mundo tomado por concepções superficiais e mecânicas" , explica a artista.

Segundo Renato Pera que assina o texto da mostra, "partem também da noção de ruína, dos estilhaços depositados no tempo, recuperados pelo olhar da artista".

“O foco de interesse do meu trabalho está na pesquisa de imagens gráficas encontradas em literaturas variadas e publicações antigas. Uso essas imagens como referências a partir das quais trabalho com colagens, recortes e sobreposições, reagrupando elementos conforme um pensamento e objetivo novos” conta Thereza.

A artista explora diversos suportes e aproximações com outras áreas do conhecimento como a Literatura (Fábulas, Mitos), Cinema, Ciências, Alquimia, que contribuem através de uma associação de ideias, na construção do sentido desejado.

“Minha pesquisa poética se dá dentro de um ambiente gráfico, que vai se desdobrando na experimentação de novos meios e linguagens, incorporando novos elementos e buscando uma diferente intermediação entre as imagens e o mundo”, completa Salazar. Vale conferir. A exposição ocorrerá até 16 de março na galeria Emma Thomas.

A Galeria Rosa Barbosa existe desde 1997 e revelou vários artistas contemporâneos, realizando exposições de Valdir Cruz, Julio Vilani, Thiago Honório, Thiago Bortolozzo, Sidney Philocreon, Thereza Salazar entre outros. Durante este período buscou novos talentos, sempre se baseando na criteriosa escolha de seus artistas com a responsabilidade de contribuir para a cena artística brasileira. Possui importante acervo com obras de Amélia Toledo, Luz Sacilotto, Mira Schendel, entre outros.

Posted by Patricia Canetti at 7:10 PM