Página inicial

Quebra de Padrão

 


março 2020
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        
Pesquise em
Quebra de Padrão:

Arquivos:
As últimas:
 

março 26, 2020

CANAL NO TUBO Visita de Eduardo Berliner ao ateliê de Lucia Laguna

LUCIA LAGUNA
Perfil do Prêmio Pipa

Professora de Literatura Brasileira, Portuguesa e Latina. Frequentou diversos cursos na EAV (Escola de Artes Visuais) do Parque Lage – RJ onde estudou com Charles Watson, Paulo Sergio Duarte, Katie Van Scherpenberg, Agnaldo Farias, Fernando Cocchiarale, Luís Ernesto.

Das exposições individuais recentes, destacam-se: “Outras Paisagens”, Cristina Guerra Contemporary Art (Lisboa, Portugal, 2014), “Projeto Technô”, Oi Futuro Flamengo (Rio de Janeiro, RJ, 2014), “Jardim”, Galeria Fortes Villaça (São Paulo, SP, 2013), “O mundo é o que se vê de onde se está”, Galeria Moura Marsiaj (São Paulo, SP, 2011), “Janela”, Galeria Virgílio (São Paulo, SP, 2009) e “Lucia Laguna: Pintura”, Paço Imperial (Rio de Janeiro, RJ, 2007).

E das exposições coletivas: 30x Bienal, Fundação Bienal de São Paulo (São Paulo, SP, 2013), “Obras selecionadas”, Centro Cultural Cândido Mendes (Rio de Janeiro, RJ, 2013), “Pintura Brasileira Séc. XX”, Instituto Tomie Ohtake (São Paulo, SP, 2011), “Pintura Reprojetada”, Centro Cultural Marcantonio Vilaça (Brasília, DF, 2011), “Gigante por su propia naturaleza”, IVAM (Valência, Espanha, 2011) e “An Other Place”, Gallery Lelong (Nova York, EUA, 2011).

Representada pela Fortes D’Aloia & Gabriel

EDUARDO BERLINER
Perfil do Prêmio Pipa

Iniciou sua formação artística em 1998, com cursos ministrados por Charles Watson. É formado em Desenho Industrial/Comunicação Visual pela PUC-Rio e tem mestrado em Tipografia pela University of Reading. Já realizou mostras individuais no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, RJ, 2013), Galeria Triângulo (São Paulo, SP, 2010), Galeria Durex (Rio de Janeiro, RJ, 2008) e Galeria Laura Marsiaj (Rio de Janeiro, RJ, 2005). Das exposições coletivas, destacam-se: “Guillhermo Kuitca + Eduardo Berliner – Paintings”, Casa Daros (Rio de Janeiro, RJ, 2014), Art Basel Miami Beach (Miami, EUA, 2012), 30ª Bienal de São Paulo (São Paulo, SP, 2012), “Os Dez Primeiros Anos”, Instituto Tomie Ohtake (São Paulo, SP, 2011) e “Caos e Efeito”, Itaú Cultural (São Paulo, SP, 2011). Em 2010, recebeu o prêmio CNI-SESI Marcantonio Vilaça.

Representado pela Casa Triângulo

Posted by Patricia Canetti at 9:28 AM