O Canal Contemporâneo é feito com a participação de sua comunidade. Toda a informação por ele difundida e todos os debates que nele florescem têm origem na participação ativa de seus integrantes. Tanto a sua construção, como também o acesso ao seu conteúdo, se dá através de camadas de informação e conhecimento compartilhadas.
Canal Contemporneo
emeio_ senha_
esqueceu seu emeio? esqueceu sua senha?
Pesquise por palavras e/ou expresses (entre aspas)
Ação e espaço se confundem no Canal Contemporâneo: um dando origem ao outro e ambos se retroalimentando - cada espaço formula uma ação e cada ação funda um novo espaço...

Fundamentalmente, estamos o tempo todo lidando com a construção de espaços. Quando a informação se torna acessível e se transforma em visibilidade, quando o conhecimento transpassa o seu contexto de origem, quando uma discussão chama a atenção da grande mídia para um tema ou quando um abaixo-assinado provoca o diálogo com alguma instância governamental, estamos criando espaços para que ações aconteçam ou se tornem visíveis para os outros e para nós mesmos.

A seguir, uma breve explicação sobre o funcionamento do Canal Contemporâneo e apresentações de nossas ações-espaços.
 

Arte em Circulao_

Batizado pelo artista e escritor paranaense Rubens Pileggi Sá, este blog tem início em agosto de 2003, com a publicação de seus textos, que anteriormente eram publicados on line na revista Item.

O Arte em Circulação abriga textos artísticos e críticos, acompanhados de imagens, e podem receber comentários. Desde junho de 2005, passaram também a publicar seus textos críticos, as jornalistas e críticas de arte paulistas Juliana Monachesi e Paula Alzugaray.
 

Quebra de Padro_

Trabalho de ação virótica do Canal Contemporâneo, propondo uma reconfiguração nas coberturas dos eventos artísticos.

Por quê os eventos artísticos são apenas anunciados e comentados na sua abertura? Ao invés de darmos visibilidade à fruição da experiência artística, o material publicado, sempre concebido a priori da dita experiência, está em permanente descompasso com a arte contemporânea. Pretendemos contaminar a todos com a Quebra para deixarmos de lado o velho padrão do jornalismo cultural, que é um verdadeiro paradoxo em relação à arte que pretende tratar.

Esse trabalho teve início em maio de 2004 na exposição hiPer> relações eletro//digitais (com curadoria de Daniela Bousso, realizada pelo Instituto Sérgio Motta e pelo Santander Cultural), em Porto Alegre, e participou em 2005 da exposição Ocupação no Paço das Artes, em São Paulo, e do SPA Semana de Artes Visuais do Recife, na Oficina de Crítica de Juliana Monachesi.

Para participar,
envie material para o Canal, indicando no assunto QUEBRA.
 

Documenta 12 Magazines_

O Canal Contemporneo participou do Documenta 12 Magazines, projeto que reuniu 90 publicaes de cinco continentes na discusso sobre os temas da edio de 2007. Durante os meses que antecederam a mostra em Kassel, foram publicadas algumas dezenas de contribuies de nossos integrantes em um blog temporrio. Enquanto isso, nos ocupvamos com as tradues e o desenvolvimento tecnolgico da plataforma que apresentaria a nossa participao no Magazines. esta plataforma que exibiu o resultado de nossa participao poca da Documenta de Kassel que mostrada aqui. Ela rene, alm das contribuies da comunidade do Canal, algumas contribuies vindas de outras publicaes e tambm informaes sobre o projeto e todas as publicaes participantes. Conhea tambm o Documenta Magazines Online Journal: http://magazines.documenta.de/frontend/
 

Como atiar a Brasa_

Proposta de um trabalho de Mídia Tática:

Com a participação da coletividade - enviando emeios para os jornalistas, comentando as matérias publicadas em jornais e revistas, ou a sua falta, com cópia, dos emeios e matérias, para o Canal Contemporâneo, pretendemos ampliar o debate sobre política cultural e a visibilidade para a arte contemporânea brasileira nas mídias convencionais.

Este trabalho surge da demanda dos próprios jornalistas culturais, que reclamam do silêncio de nossa coletividade, e relatam que este silêncio tem sido extremamente prejudicial às relações entre a arte contemporânea e os editores de cadernos culturais.

Para participar,
envie matérias e cartas para o Canal, indicando no assunto BRASA.
 

Tecnopolticas_

O www.tecnopoliticas.art.br teve início a partir da Mobilização pela Arte Tecnológica e do abaixo-assinado publicado no Canal Contemporâneo em março de 2004.

O abaixo-assinado pedia a inclusão das categorias de Artes Tecnológicas na Lei Federal de Incentivo à Cultura, que até hoje desconsidera este segmento artístico.

Em 2005, um novo abaixo-assinado é realizado, dessa vez para indicar uma lista tríplice para a cadeira de Artes Digitais no recém criado Conselho Nacional de Política Cultural que, a partir de decreto presidencial, passa finalmente a legitimar oficialmente o segmento na esfera do governo federal brasileiro.

Neste blog, são publicados textos teóricos e matérias jornalísticas sobre Novas Mídias e Arte, Ciência eTecnologia.

Para participar,
envie material para o Canal, indicando no assunto TECNO.
 


ENVIO DE CONTEÚDO_       CADASTRE-SE_       CONTATO_       SOBRE O CANAL_
Canal Contemporâneo - Todos os Direitos Reservados © 2005