Página inicial

Salões & Prêmios

 


agosto 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

abril 27, 2012

Programa de Residências Marginalia+Lab Edição 2012: Prototipando Futuros - Inscrições e informações para o artista

Programa de Residências Marginalia+Lab Edição 2012: Prototipando Futuros

Desde sua criação -em 2009- o Marginalia+Lab vem servindo como espaço de encontros e trocas para incitar a interseção e a contaminação entre diferentes campos e disciplinas. Assumindo seu potencial de abertura à heterogênese, convidativo a diversas práticas de criação que se proponham a desconstruir os paradigmas modernos de especialização e produção, o laboratório lança a Convocatória para o Programa de Residências Artísticas a ocorrer entre junho e novembro de 2012.

Serão selecionados 4 proponentes - profissionais, amadores e entusiastas das mais diversas áreas - a partir de suas trajetórias de pesquisa e criação. Durante o período de 2 meses de cada residência, os selecionados desenvolverão propostas inéditas, heterogêneas, inusitadas, simples ou complexas, relacionadas com os modos como, hoje, arte, ciência e tecnologia são e podem ser interconectadas.

Além da seleção de residentes, esta convocatória é entendida como uma ferramenta de mapeamento das práticas criativas contemporâneas, possibilitando ao Marginalia+Lab estar aberto às demandas locais e globais de pesquisa em artes, tecnologias, técnicas, conceitos, que se proponham a discutir, criar e recriar a sociedade em que vivemos e as lógicas que a fundamentam.

Inscrições para nacionais de 27 de abril a 20 de maio;
Inscrições para estrangeiros de 27 de abril a 10 de junho;
períodos das residências: 1) de 18 de junho a 18 de agosto; 2) de 9 de julho a 9 de setembro; 3) de 13 de agosto a 13 de outubro; 4) de 10 de setembro a 10 de novembro.


Marginalia+Lab - Laboratório de Arte e Tecnologia
Av. Brasil 75 cj.03, Belo Horizonte - MG
+55-31-2514-0856 ou contact@marginalialab.com
http://marginalialab.com
http://www.facebook.com/marginalialab.bh

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais
As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA INSCRITOS: nenhum;

GANHO PARA SELECIONADOS: aos selecionados, será oferecido um pró-labore no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) referente a todo o período da residência; os selecionados que não residirem em Belo Horizonte receberão auxílio para traslado, hospedagem e alimentação durante o período da residência; as propostas serão desenvolvidas no laboratório, usufruindo de sua estrutura e com suporte de seu núcleo técnico; ações do Marginalia+Lab, como os encontros e os núcleos de pesquisa, possibilitarão o contato dos residentes com a comunidade local de artistas, pesquisadores, críticos e o público interessado; os processos e resultados alcançados durante o desenvolvimento dos projetos serão apresentados na exposição que integra a Mostra Marginalia+Lab; além da Mostra, as propostas serão difundidas em meio online, no site do laboratório e em ações de comunicação diversas;

CONTRAPARTIDA PARA SELECIONADOS: ao final do seu período de residência, o residente deverá chegar a um resultado que pode se configurar como objeto artístico e/ou registro de processo, sendo passível de exposição, exibição, disponibilização ou performance pública. Este formato final será apresentado publicamente na Mostra Marginalia+Lab;]; o desenvolvimento da proposta selecionada deverá ser documentada pelo residente em meios que lhe serão disponibilizados para este fim; o residente se compromete em participar de um Encontro no Marginalia+Lab, momento de abertura e compartilhamento de conhecimentos e processos desenvolvidos na residência; o residente concorda e se compromete em creditar o Marginalia+Lab, na condição de apoiador, nas fichas técnicas dos trabalhos desenvolvidos durante a residência em todas as divulgações e exposições envolvendo estes trabalhos e se responsabiliza por informar ao Marginalia+Lab as ocasiões destas; o residente se compromete em ceder as imagens dos trabalhos e de si próprio – produzidas durante o período da residência e Mostra Marginalia+Lab – gratuitamente e sem qualquer ônus, para usos com fins de divulgação institucional e cultural por parte dos realizadores, patrocinadores e apoiadores do evento e seus eventuais programas de fomento à cultura, em qualquer tipo de mídia e a qualquer tempo;

CUSTOS OPERACIONAIS: eventuais gastos com a inscrição e o que exceder as competências do Marginalia+Lab;

EDITAL


Programa de Residências Marginalia+Lab
Edição 2012 – Prototipando Futuros

Introdução

Desde sua criação -em 2009- o Marginalia+Lab vem servindo como espaço de encontros e trocas para incitar a interseção e a contaminação entre diferentes campos e disciplinas. Assumindo seu potencial de abertura à heterogênese, convidativo a diversas práticas de criação que se proponham a desconstruir os paradigmas modernos de especialização e produção, o laboratório lança a Convocatória para o Programa de Residências Artísticas a ocorrer entre junho e novembro de 2012.

Serão selecionados 4 proponentes - profissionais, amadores e entusiastas das mais diversas áreas - a partir de suas trajetórias de pesquisa e criação. Durante o período de 2 meses de cada residência, os selecionados desenvolverão propostas inéditas, heterogêneas, inusitadas, simples ou complexas, relacionadas com os modos como, hoje, arte, ciência e tecnologia são e podem ser interconectadas.

Além da seleção de residentes, esta convocatória é entendida como uma ferramenta de mapeamento das práticas criativas contemporâneas, possibilitando ao Marginalia+Lab estar aberto às demandas locais e globais de pesquisa em artes, tecnologias, técnicas, conceitos, que se proponham a discutir, criar e recriar a sociedade em que vivemos e as lógicas que a fundamentam.

Objeto

● Seleção de 4 participantes para o programa de residências artísticas do Marginalia+Lab no ano de 2012: dois brasileiros – um residente em Minas Gerais e outro de qualquer região do Brasil – e dois internacionais – um latino-americano e outro de qualquer região do mundo;
● Os residentes selecionados desenvolverão projetos de criação e investigação ao longo de um período de 2 (dois) meses cada, entre junho e novembro de 2012, no Marginalia+Lab;

Inscrições

Prazos

● As inscrições para os residentes nacionais estarão abertas entre 27 de abril e 20 de maio;
● As inscrições para os residentes internacionais estarão abertas entre 27 de abril e 10 de junho;
● O resultado da seleção dos residentes nacionais será divulgado no site do Marginalia+Lab, a partir do dia 29 de maio, e dos residentes internacionais, a partir do dia 20 de junho. Os selecionados serão comunicados através do email fornecido no ato da inscrição.

● O períodos das residências são: a primeira de 18 de junho a 18 de agosto, a segunda de 9 de julho a 9 de setembro, a terceira de 13 de agosto a 13 de outubro e a quarta de 10 de setembro a 10 de novembro.

Participantes

● As inscrições são abertas a qualquer pessoa física, maior de 18 anos;
● As inscrições poderão ser feitas por indivíduos ou grupos. No caso de inscrições em grupo, um dos membros deve se responsabilizar pela inscrição.

Propostas

● Sobre a natureza das propostas, consultar introdução e textos adicionais;
● As inscrições devem ser feitas exclusivamente através do formulário disponível no site www.marginalialab.com.br ;
● A inscrição se compõe da apresentação de proposta a ser desenvolvida no período de residência, currículo, nota biográfica e trajetória de criação, pesquisa e atuação do proponente;

Seleção

● A comissão de seleção será composta pela equipe de curadoria do laboratório e por júri convidado;
● A seleção será feita segundo os seguintes critérios: qualidade da proposta; trajetória do proponente; adequação ao propósito e contexto desta convocatória.


Benefícios

● As propostas serão desenvolvidas no laboratório, usufruindo de sua estrutura e com suporte de seu núcleo técnico;
● Ações do Marginalia+Lab, como os encontros e os núcleos de pesquisa, possibilitarão o contato dos residentes com a comunidade local de artistas, pesquisadores, críticos e o público interessado;
● Os processos e resultados alcançados durante o desenvolvimento dos projetos serão apresentados na exposição que integra a Mostra Marginalia+Lab;
● Além da Mostra, as propostas serão difundidas em meio online, no site do laboratório e em ações de comunicação diversas;
● Aos selecionados, será oferecido um pró-labore no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) referente a todo o período da residência;
● Os selecionados que não residirem em Belo Horizonte receberão auxílio para traslado, hospedagem e alimentação durante o período da residência;
● Em caso de inscrições em grupo, somente um representante receberá os benefícios citados acima;

Obrigações

● Ao final do seu período de residência, o residente deverá chegar a um resultado que pode se configurar como objeto artístico e/ou registro de processo, sendo passível de exposição, exibição, disponibilização ou performance pública. Este formato final será apresentado publicamente na Mostra Marginalia+Lab;]
● O desenvolvimento da proposta selecionada deverá ser documentada pelo residente em meios que lhe serão disponibilizados para este fim;
● O residente se compromete em participar de um Encontro no Marginalia+Lab, momento de abertura e compartilhamento de conhecimentos e processos desenvolvidos na residência;
● O residente concorda e se compromete em creditar o Marginalia+Lab, na condição de apoiador, nas fichas técnicas dos trabalhos desenvolvidos durante a residência em todas as divulgações e exposições envolvendo estes trabalhos e se responsabiliza por informar ao Marginalia+Lab as ocasiões destas;
● O residente se compromete em ceder as imagens dos trabalhos e de si próprio – produzidas durante o período da residência e Mostra Marginalia+Lab – gratuitamente e sem qualquer ônus, para usos com fins de divulgação institucional e cultural por parte dos realizadores, patrocinadores e apoiadores do evento e seus eventuais programas de fomento à cultura, em qualquer tipo de mídia e a qualquer tempo;
● É obrigatório que os residentes internacionais providenciem seguro de saúde para o periodo de residência;


Ao inscrever, pressupõe-se que o autor da proposta, ou representante do grupo, leu e concorda com todos os termos deste regulamento.


A decisão final e o julgamento de casos omissos cabem à equipe de seleção, sem possibilidade de recurso.

Belo Horizonte, 27 de Abril de 2012.

TEXTOS ADICIONAIS

Marginalia+Lab

Em atividade desde 2009, o Marginalia+Lab se configura como um espaço aberto à experimentação, pesquisa e colaboração em práticas criativas contemporâneas. O laboratório realiza residências, workshops, pesquisas, exposições, publicações, encontros, tendo já apoiado o desenvolvimento de diversos projetos artísticos. Em 2010, recebeu a primeira edição brasileira do Interactivos?, evento internacional concebido pelo Medialab-Prado, da Espanha. O projeto integra o programa de patrocínio da Vivo, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, conjuntamente com outras iniciativas como Arte.mov e Eletronika.
O Marginalia+Lab mantém, em Belo Horizonte, um espaço próprio para a realização de suas atividades. O laboratório tem uma área de aproximadamente 120 metros quadrados, com a capacidade de abrigar atividades diversas e aberto a reconfigurações.

Sua estrutura compreende uma galeria, um hardlab, biblioteca, área de trabalho e almoxarifado com computadores, projetores, material de elétrica e eletrônica, ferramentas e material de consumo. Entre a equipe fixa de trabalho do laboratório, está um núcleo técnico de profissionais aptos a fornecer suporte às suas atividades.

As propostas desenvolvidas durante o programa de residências serão documentadas e difundidas através do site e de ações de comunicação diversas do Marginalia+Lab.

Proponentes

A convocatória para o Programa de Residências Artísticas do Marginalia+Lab, em 2012, é direcionada a profissionais de diferentes áreas e formações, interessados em desenvolver propostas de criação, experimentação e pesquisa na interseção entre arte, ciência e tecnologia.
É interesse do Marginalia+Lab promover o trabalho de uma diversidade de pessoas, não sendo necessário que o proponente tenha atuação prévia no campo das artes.

Dessa forma, o laboratório visa favorecer o livre cruzamento entre as áreas do conhecimento em práticas multi, trans, inter -disciplinares e midiáticas realizadas por amadores ou profissionais em um ambiente que deriva sua filosofia (ampla, aberta e inclusiva) de noções relacionadas ao compartilhamento e documentação de processos, produtos e conhecimentos.

Propostas

O Marginalia+Lab busca apoiar e estimular o desenvolvimento de projetos e pesquisas situadas na diluição de fronteiras entre as áreas humanas, exatas e biológicas. Esperam-se propostas que se destaquem dos contextos tradicionais de desenvolvimento em arte, ciência e tecnologia quando entendidos como domínios segregados.

Incentivando o caráter processual das pesquisas colaborativas e as práticas caseiras devedoras das culturas do faça-você-mesmo, faça-com-os-outros, da “baixa tecnologia de ponta”, da gambiarra, espera-se com esta convocatória provocar o diálogo aberto entre as áreas de uma contracultura atual que anseia pela distribuição do conhecimento através de práticas abertas à apropriação e difusão.

Deste modo, a chamada busca incentivar propostas que tensionem os modelos proprietários de se produzir arte, tecnologia e de se pensar o conhecimento. São igualmente relevantes projetos de prototipagem, utópicos ou impossíveis. Não obstante, esses temas não são restritivos. Os interessados em se inscrever são estimulados a propor sua própria perspectiva do campo.

Arte, Ciência e Tecnologia

Partindo-se do reconhecimento da arte como um campo em permanente mutação, a busca por sua definição em termos absolutos, mostra-se pouco profícua, não devendo este ser exclusivamente dominado por artistas com formações específicas e por instituições consolidadas com base em lógicas históricas e de mercado.

A ciência, por sua vez, não deve ser apreendida como um campo a ser dominado exclusivamente por cientistas e laboratórios altamente especializados e técnicos amparados por ostensivos sistemas de investimento.

Sendo assim, neste programa de residências, o paradigma da definição é substituído por aquele da proposição; proposições plurais, heterogêneas, preocupadas em explorar as relações entre esses campos e tensionar os sistemas estabelecidos.

Mapeamento

Com uma história recente, iniciada há algumas décadas, os medialabs ainda buscam entender suas potenciais funções na sociedade atual e na construção do futuro.

O Marginalia+Lab, através do mapeamento e estudo das propostas submetidas a esta convocatória, busca compreender o contexto das demandas locais e globais das práticas criativas contemporâneas.

Nesse sentido, a convocatória para o programa de residências do Marginalia+Lab se torna uma ferramenta de atualização do laboratório, permitindo a pesquisa das suas próprias funções, possíveis ocupações do seu espaço e a constante revisão de seu modelo.

O formulário de inscrição estará disponível no site www.marginalialab.com a partir do dia 27/04/2012.

Para a inscrição, além dos dados pessoais, o proponente deve submeter um arquivo de apresentação, contendo currículo, portfolio, proposta de trabalho e informações adicionais.

Posted by Guilherme Nicolau at 1:56 PM

abril 26, 2012

ABCA 2011 - Indicações ao prêmio

ABCA 2011 - Indicações ao prêmio

Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação dos 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade (realizada, nesta edição, em 2 de março passado). A votação é feita por cédula rubricada com as indicações aprovadas e a apuração dos resultados é realizada por uma comissão de associados, com a participação da diretoria.

Atualmente, o prêmio contempla dez categorias (veja lista dos indicados abaixo). Além do troféu criado pelo escultor Nicolas Vlavianos, que será entregue aos premiados no dia 22 de maio, em cerimônia no SESC Vila Mariana. A ABCA põe em evidência personalidades por meio de homenagens e aponta destaques no cenário das artes plásticas.

A Associação foi criada em 1949 e o sistema de premiação em 1978, para destacar exclusivamente as artes visuais. A ABCA entrou para a história por sua presença significativa nos eventos artísticos desde a década de 1950 e teve papel na resistência ao regime militar, sob a liderança de Mario Pedrosa. Hoje é presidida por Lisbeth Rebollo Gonçalves.

Indicações

Prêmio Mario Pedrosa (artista de linguagem contemporânea)
Lenora de Barros (SP)
Nelson Felix (RJ)
Sergio Lucena (PB)

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória)
Caciporé Torres (SP)
Sérvulo Esmeraldo (CE)
Yara Tupinambá (MG)

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)
Exposição ANITA MALFATTI realizada no Museu Oscar Niemeyer – MON -, de 5 de novembro a 29 de janeiro de 2012.
Exposição JOAQUÍN TORRES GARCÍA: GEOMETRIA, CRIAÇÃO e PROPORÇÃO realizada na Fundação Iberê Camargo de 10 de setembro de 2011 a 20 de novembro de 2011.
Exposição OLAFUR ELIASSON – SEU CORPO DA OBRA realizada no SESC Belenzinho, SESC Pompéia de 01 de outubro de 2011 a 29 de janeiro de 2012 e na Pinacoteca do Estado de 01 de outubro de 2011 a 08 de janeiro de 2012.

Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição)
Agnaldo Farias pela curadoria da exposição Nelson Leirner 2011-1961 = 50 anos (Galeria de Arte do SESI de 06 de setembro a 06 de novembro de 2011)
Cauê Alves pela curadoria da exposição Mira Schendel, Avesso do Avesso (Instituto de Arte Contemporânea/SP, 21 de novembro de 2010 a 27 de fevereiro de 2011)
Vera Horta pela curadoria da exposição Fernando Lemos, Lá e Cá (Pinacoteca do Estado/SP, 24 de setembro a 15 de novembro de 2011)

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação)
BNB/ Nordeste (CE)
Caixa Cultural (SP)
Itaú Cultural (SP)

Prêmio Mário de Andrade (crítico pela trajetória)
Daysy Peccinini (SP)
Geraldo Edson de Andrade (RJ)
Mônica Zielinsky (RS)

Prêmio Gonzaga Duque (crítico pela atuação durante o ano - filiado)
Annateresa Fabris (SP)
Icléia Cattani (RS)
Lygia Roussenq Neves (SC)

Prêmio Sérgio Milliet (autor por pesquisa publicada)
João J. Spinelli pela publicação do livro Alex Vallauri: Graffiti – fundamentos estéticos do pioneiro do grafite no Brasil. São Paulo: BEI Editora, 2011.
Maria Amélia Bulhões pela publicação do livro Web arte e poéticas do território. Porto Alegre: Editora Zouk, 2011.
Weydson Barros Leal pela publicação do livro Samico. Rio de Janeiro: Editora Bem-Te-Vi, 2011

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia) Ricardo Viveiros pela revista ABIGRAF – ARTES Leonor Amarante pela revista ARTE!BRASILEIROS Liege Gonzalez pela revista DAS ARTES

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante na área)
Gilberto Chateaubriand (Paris, França)
João Cândido Portinari (SP)
José Claudio da Silva (PE)


Sobre a ABCA
Criada em 1949, a ABCA é a mais antiga associação brasileira de profissionais das artes visuais. Sua fundação, no Rio de Janeiro, foi liderada pelos críticos Sérgio Milliet, seu primeiro presidente, Mário Barata, Antonio Bento e Mário Pedrosa, entre outros.

Sua finalidade é reunir os críticos, incluindo os profissionais da crítica de arte, pesquisadores, historiadores, teóricos, ensaístas, jornalistas, jornalistas culturais e professores de história da arte e de estética, brasileiros ou domiciliados no Brasil. Para isso, a ABCA realiza periodicamente seminários regionais, nacionais e internacionais, edita o Jornal da ABCA, e mantém o Arquivo e Laboratório de Crítica de Arte, onde trabalha a documentação da produção dos críticos de arte, desenvolve o estudo da história da entidade, debate a história e a prática da crítica de arte e a arte contemporânea. A associação colabora, ainda, com os poderes públicos e a iniciativa privada, por meio da participação em ações e realizações culturais de utilidade social e cultural que visam despertar e intensificar o interesse do público pela arte.

Diretoria da ABCA (2009-2012)
Presidente: Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves
Primeiro Vice-Presidente: Ana Cristina de Carvalho
Segundo Vice-Presidente: Ângela Ancora da Luz (Rio)
Secretária Geral: Cláudia Fazzolari
Segunda Secretária: Neide Marcondes
Tesoureiro: Carlos Souliê do Amaral
Segunda Tesoureira: Daisy Peccinini
Vice-Presidentes Regionais:
César Romero – Norte, Nordeste.
Aline Figueiredo – Centro Oeste
Maria Amélia Bulhões – Sul
Almerinda Lopes - Sudeste

Posted by Guilherme Nicolau at 10:34 AM

abril 25, 2012

Obras em Construção 2012 - Selecionados

Obras em Construção 2012 - Selecionados

O Programa Obras em Construção valoriza o processo do artista no curso do desenvolvimento de sua obra com o local, tendo como desafio, a dialética entre Arte e Patrimônio que a Casa das Caldeiras peculiarmente propicia.

O programa consiste em viabilizar espaços de Residências Artísticas propondo acompanhamento logístico, administrativo e de estruturação do projeto, fomentando um contexto de troca de conhecimentos, métodos e impressões entre seus residentes. Apóia ainda, novas pesquisas e experimentos do processo de desenvolvimento intelectual e criativo dos artistas.

A difusão dos projetos artísticos em residência será promovida através da programação TEMPO FORTE e em encontros dominicais (TODODOMINGO), onde, os artistas apresentarão ao público o andamento de suas pesquisas e reflexões. Posteriormente a este processo, os artistas apresentarão ao público o resultado final de suas obras.

Os artistas terão no contexto da residência, a oportunidade de desenvolver, workshops, oficinas e palestras para a população, permitindo uma socialização de suas pesquisas em um contexto multicultural.


Selecionados
André Leal
Bruna Rafaella Ferrer
Carolina Velasquez e Cristina Muniz
Ghawazee Coletivo de Ação
Dani Gurgel
Elenita Queiróz
Eric Barbosa
Fernanda Grigolin
Gustavo Ferro
Jude Anderson
Kadija de Paula
Lu Brites
Lucas Laender
Mariana Nacem
Mirada e Cia das Atrizes
Ricardo Napoleão e Danilo Dal Farra
Samba Rock na Veia


Detalhamento dos projetos

ANDRE LEAL - VISÕES DA CIDADE

São Paulo - Brasil, artes visuais

Resumo do projeto: A vida nas grandes cidades é um tema recorrente das artes plásticas há mais de um século e os artistas realizam análises visuais que provocam o observador a rever suas crenças em relação ao espaço construído que o cerca. em minha pesquisa reuni jovens artistas paulistanos que seguem essa tradição e a atualiza para a cidade de são paulo no começo do século XXI. como produto final de minha residência irei realizar uma exposição com tais artistas e outros que eventualmente possam se mostrar interessantes ao longo da pesquisa. durante o processo irei organizar conversas e oficinas relacionadas ao tema e tendo como objetivo, além da ampliação do debate, também o suporte teórico para que os artistas realizem suas obras.

o que vocês esperam desta residência? Espero poder desenvolver meu projeto de pesquisa e realizar eventos que iluminem tanto a produção artística dos envolvidos quanto o debate em torno da vida nas grandes cidades contemporâneas, com foco especial na cidade de são paulo e na região da casa das caldeiras, bem como ampliar a rede de colaborações possíveis por meio do convívio com outros residentes.

qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Gostaria de desenvolver me trabalho curatorial dentro da residência e gostaria de trocar informações com residentes que trabalham com temáticas similares ou afins à minha.


BRUNA RAFAELLA FERRER - ARQUEOLOGIA DO PRESENTE

São Paulo - Brasil, artes visuais

Resumo do projeto: Arqueologia do presente é uma pesquisa em artes visuais cujos elementos materiais e simbólicos de investigação são ruínas contemporâneas resultantes do processo de demolição empreendido pela construção civil na cidade de São Paulo, e registradas no período de realização da residência artística da Associação Casa das Cadeiras. A proposta é observar e problematizar os impactos sociais e estéticos no processo da atual reconfiguração da paisagem urbana de grandes cidades, como São Paulo.

O que vocês esperam desta residência? Espaço para exposição e divulgação do trabalho (via outros meios além de exposição - palestra, oficina, etc), além de troca com outros artistas/pesquisadores em residência, com o público e com a Casa das Caldeiras.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Gostaria de desenvolver outras possibilidades de reverberação do projeto com a realização de oficina e palestra. Dos outros artistas/pesquisadores desejo a troca de vivências sobre a cidade que venham alimentar a produção.
www.bruna-rafaella.blogspot.com


CAROLINA VELASQUEZ E CRISTIANE MUNIZ

São Paulo - Brasil, artes visuais

Resumo do projeto: Desenvolver nossas produções através do ateliê, pesquisa e produção do tema principal de nosso processo criativo: relação arte e vida. Aplicação da oficina proposta: proporcionar um processo de individuação com a comunidade, Título da oficina – A descoberta de seu Deus interior – que se assemelha a um processo de cura através do fazer artístico, semelhante ao processo criativo vivenciado pelas duas artistas.

O que vocês esperam desta residência? Aprender, trocar, observar e aproveitar a oportunidade para mostrar e desenvolver nossos trabalhos, tornando-nos mais conscientes de nossos processos.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Aplicar o fazer arte e cura de nossos processos criativos para quem se dispuser a participar. Produzir muito! Em pintura, objetos, escultura e estar abertas aos resultados que surgirem dessa experiência!
cristianemuniz.blogspot.com e carolvelasquezamerica.blogspot.com


GHAWAZEE COLETIVO DE AÇÃO - PÓLVORA

São Paulo - Brasil, área transdisciplinar

Resumo do projeto: A residência para o Ghawazee Coletivo de Ação é a oportunidade de instaurar uma zona de encontros, intercâmbios e experimentação em torno de sua prática artística que aborda a cidade, a performance, o feminino e o corpo. O projeto nasce com o objetivo geral de dar evasão às discussões que chamamos de Pólvora!, que colocam em questão o mapeamento da cidade a fim de alinhar coletivos numa política de gathering e o trabalho colaborativo através de conexões em rede, pretendendo fazer circular a produção independente criando zonas de trabalho que sejam como explosões criativas.

O que vocês esperam desta residência? Que este espaço viabilize o aprofudamento e desenvolvimento de nosso trabalho artístico através de uma zona de investigação, experimentação e troca.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Pretendemos realizar, durante o período de residência, encontros inter e/ou transdisciplinares através de discussões, workshops, chás, cine-clubes, palestras e apresentações de processos criativos com convidados e colaboradores, convidando pessoas para conhecer e participar do nosso processo a fim de alimentar um território de informação e formação em torno das ações do Ghawazee.


DANI GURGEL - MÚSICA DE GRAÇA

São Paulo - Brasil, música brasileira no TODODOMINGO

Música de Graça é um podcast comandado por Dani Gurgel, que traz músicas inéditas em gravações exclusivas para download.
www.musicadegraca.com.br

www.danigurgel.com.br


ELENITA QUEIRÓZ - SILÊNCIOS HUMANOS

São Paulo - Brasil, dança-performance-vídeo

Resumo do projeto: Silêncios Humanos é um projeto de pesquisa e criação artística híbrida vídeoperformática que tem como foco o estudo e investigação das relações entre corpo, espaço e memória na construção de material cênico vídeo/coreográfico, tendo o espaço da Casa das Caldeiras como local principal de pesquisa.

O que vocês esperam desta residência? Encontrar um ambiente aberto às experimentações e que possibilite tempo/espaço de imersão criativa para o desenvolvimento da pesquisa e criação do trabalho experimental vídeo/performático “Silêncios Humanos”.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Pesquisar a interface vídeo e dança num contexto de performance cênica. Busco parcerias principalmente no processo de pesquisa de tecnologias e ferramentas em arte digital, vídeo, animação e/ou live-cinema.
www.youtube.com/user/Elenitabqueiroz?feature=mhee


ERIC BARBOSA - OFICINA DE ROADIES E TÉCNICOS DE PALCO

São Paulo - Brasil, formação

Resumo do projeto: O objetivo desta residência é preparar jovens profissionais que desejam ingressar nos bastidores do mercado cultural, atuando como Roadie. Para isso, apresentamos os fundamentos básicos da profissão de Roadie, exercitamos os aspectos técnicos, além de passar inúmeras dicas peculiares à área. O projeto é realizado pela Deliberarte e conta com o apoio da Giannini Instrumentos Musicais.

O que vocês esperam desta residência? O programa visa utilizar as atividades do projeto: TODODOMINGO entre outras plataformas de eventos, como laboratório-chave para a experiência profissional. Aprimorando os estudos, técnicas e conhecimentos no setor artístico.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? A introdução ao universo do áudio serve também para Músicos interessados no conhecimento do funcionamento e aplicação desses equipamentos, temos o intuito de aliar o fazer artístico ao saber técnico-profissional, visamos estreitar estas frentes de trabalho, produção e pesquisa.
www.audioroadie.blogspot.com


FERNANDA GRIGOLIN - ROTUNDA

São Paulo - Brasil, video -fotografia

Resumo do projeto: Rotunda é um projeto fílmico fotográfico-documental (videoarte) de dez minutos. Ele envolve elementos ficcionais e documentais. O vídeo trará elementos do passado e do presente. O passado são os anos 20 do sec XX, mais especificamente as grandes greves operárias que paralisaram São Paulo. Rotunda irá “circundar” a espacialidade do bairro do Ipiranga, suas transformações ao longo das décadas e história dos moradores.

O que vocês esperam desta residência? Vivenciar processos colaborativos em arte contemporânea, trocar com outros artistas e ter discussões pertinentes sobre o meu processo e o processo dos demais artistas.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? O eixo prioritário é memória com ênfase em cidadania. Busco troca sobre o processo e sobre as escolhas estéticas e éticas.
www.fernandagrigolin.com


GUSTAVO FERRO - VALLAS

Santos - Brasil, artes visuais

Resumo do projeto: As primeiras experimentações que desdobram hoje no projeto Vallas surgiram em 2010, durante residência no Hangar em Barcelona. Experimento com barreiras de metal a construção de situações que subvertem o uso deste material, inutilizando suas funções e dando um outro sentido de sinalização e alerta. Pretendo viabilizar duas construções: 1) esculturas serrando e soldando o material entre si; 2) Trabalhar a suspensão das barreiras de metal experimentando relações com o espaço (para tal necessito previamente estudar o espaço, para saber exatamente quantas barreiras cada viga aguenta e os materiais adequados para estar viabilizando a instalação com total segurança; pressuponho: andaime, cabos de aço e assistentes como elementos básicos para a montagem).

O que vocês esperam desta residência? Conto com a produção / administração para me ajudar a conseguir entrar em contato com empresas que alugam, vendem as barreiras de metal e conseguir apoio para a realização do projeto. Assistência técnica e infra estrutura para a realização dos trabalhos.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Prioritariamente gostaria de desenvolver as esculturas. Busco aproximações com artistas e pesquisadores em geral para trocar experiências e colaborar em possíveis projetos curatorias e artisticos.
www.gustavoferrocaldeiras.blogspot.com


JUDE ANDERSON - BIG BUST SURPLUS & CO

Victoria - Australia, pesquisa e artes integradas

Resumo do projeto: Colaboração a longo prazo e criação intercultural combinando instalação e performance com base no tema de superávit, a metamorfose da reciclagem. Big Bust Surplus & Co reúne artistas australianos, brasileiros, indianos e europeus cujo trabalho é formado por uma multiplicidade de perspectivas sobre o consumo e os resíduos (devorador e abandonado). Diversos vôos históricos e culturais informarão a respeito do trabalho e do processo colaborativo.

O que vocês esperam desta residência? Pesquisar ativamente e intercâmbio cultural com base no contexto cultural brasileiro contemporâneo entorno da prática de “Gambiarras”, e através desta pesquisa realisar em 2014 uma grandiosa instalação e performances no Abbotsford Convent, espaço que como a Casa das Caldeiras faz parte da Rede Européia de Espaços Culturais Patrimoniais.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Pesquisar junto a artistas brasileiros iclusive com os residentes na Casa das Caldeiras cujo processo de design e estética é formado pela tradição de Gambiarras, juntamente com os escritores que encontram influenciados pela Gambiarra, por Augusto de Campos e pelo manifesto de antropofagia.
www.punctum.com.au


KADIJA DE PAULA - RESIDENCIA_EN_RED

Resumo do projeto: residencias_en_red [iberoamérica] é uma plataforma que reune 27 espaços de pesquisa, produção e exposição de arte e cultura contemporânea en 13 países ibero americanos, vinculados principalmente através de seus programas de residência. A rede se criou em 2008 através de um desejo de integração latino-americana e de um desejo afetivo de relação e trabalho conjunto entre seus membros para através dela conseguir representação e interlocução a nível micro e macro da política cultural internacional.

O que vocês esperam desta residência? Continuar com o trabalho de gestão e mediação de residencias_en_red que inclui atividades de fundraising, relacões publicas, comunicação interna e colaboração externa.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Seguir desenvolvendo o trabalho de gestão e mediação de residencias_en_red [iberoamerica]


LU BRITES - A ORIGEM ANIMAL DE DEUS

São Paulo - Brasil, teatro-dança

Resumo do projeto: Montagem e circulação do espetáculo A Origem Animal de Deus. Estruturação da empresa Cavallaria, organizaçnao do material do Grupoe atualização do material na Internet.

O que vocês esperam desta residência? Sistematizar os procedimentos da Cavallaria para melhor viabilizar as realizações.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Gostaríamos de estreitar a comunicação com o artista Ricardo Napoleão por termos a mesma área de interesse.
www.lubrites.com


LUCAS LAENDER - FANTASMAS NA RUA E NA ALMA

São Paulo - Brasil, intervenções artísticas urbanas-instalação-vídeo

Resumo do projeto: O projeto trata da relação simbiótica entre o indivíduo e seu meio, conduzindo para as questões referentes à memória corporal e arquitetônica como tema central. Propõe-se intervenções urbanas e site specifics a fim de abrir discussões sobre a efemeridade e o desvanecimento da memória.
O que vocês esperam desta residência? O meu objetivo é aprofundar o conhecimento acerca da sistematização da produção em arte entendendo suas etapas e ter a possibilidade de, a partir daí, desenvolver novos projetos.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Gostaria de atuar no eixo da pesquisa e intervenções em sítios patrimoniais arquitetônicos e paisagens urbanas. Busco troca de informações técnicas e conceituais com os outros participantes.
www.luccalaender.wordpress.com


MARIANA NACEM - CALDEIRAS LOCOMOTIVAS

Belo Horizonte - Brasil, vídeo instalação

Resumo do projeto: Explorar as particularidades arquitetônicas da Casa das Caldeiras através de experimentos videográficos utilizando-se câmeras digitais compactas e pequenas estruturas móveis, transformando este material em uma instalacão com projeções múltiplas.

O que vocês esperam desta residência? Crescimento estético com livre experimentação do projeto, diálogo e discussões com profissionais da área e boas condições de produção para viabilização da obra.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando?
Eixo: Vídeo, arquitetura, instalação. Colaboração: Descoberta/criação de composições sonoras, discussões sobre as relação de tempo,espaço e corpo da/na imagem videográfica.
www.ositedamari.com


MIRADA & CIA DAS ATRIZES - EPIFANIAS URBANAS

São Paulo, Brasil - dança / teatro / performance

Resumo do projeto: O projeto Epifanias urbanas é a parceria artistica de dois grupos : Núcleo Mirada e Cia das Atrizes, que utilizando-se do cotidiano e do universo feminino como paisagem poética de suas criações valer-se-ão de suas experiências e das diferentes linguagens para a criação de um desafio ou, no mínimo, um comentário poético sobre as grandes cidade. Epifanias é a busca de criar um deslocamento na rotina urbana,um momento simples que possa desvelar, a quem quiser observar, o extraordinário
contido dentro daquilo que é considerado uma banalidade dentro do
cotidiano.

O que vocês esperam desta residência? Um espaço para troca e construção artística de pequenas epifanias.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? O projeto é aberto para a participação de artistas de diversas áreas, sendo assim, gostaríamos de conhecer o projeto dos outros artistas da residência, para que possamos encontrar conjuntamente esse espaço para colaboração na criação.


RICARDO NAPOLEÃO e DANILO DAL FARRA - UMA PEQUENA HISTÓRIA DO MUNDO

São Paulo - Brasil, teatro físico

Resumo do projeto: Através da comédia física e do universo da comédia clássica, faremos um passeio pela história do mundo, desde o Big Bang até os nossos dias, unindo teatro, movimento e música.

O que vocês esperam desta residência? Esperamos encontrar os parceiros necessários para a concretização do projeto e que a Casa das Caldeiras seja o ponto de partida para uma longa jornada de apresentações e pesquisa.

Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Prioritariamente, necessitamos divulgar e realizar uma oficina gratuita para selecionar atores que tenham as características do projeto. Parcerias nas áreas de : treinamento físico, cenografia, novas tecnologias para cenário e vídeo, assim como apoio para divulgação e realização de um site.
www.ricardonapoleao.com.br


SAMBA ROCK NA VEIA - SAMBA ROCK PLURAL NO TODODOMINGO

São Paulo - Brasil, Dança, música, vídeo, fotografia, artes visuais, cultura digital, patrimônio cultural, pesquisa e debate

Resumo do projeto: O projeto tem como objetivo mostrar a cultura samba rock, além dos elementos básicos já conhecidos como música e dança, com variadas formas de linguagem para as pessoas adquirirem mais conhecimento sobre essa disciplina cultural. A ideia vai de encontro com o local, onde o tradicional e o moderno se misturam, a Casa das Caldeiras. A intenção é trazer para apreciação do público arte contemporânea representada neste projeto por sarau, rinha de dançarinos, intervenções de poesia, grafite, pintura, exposição de fotos, vídeos e interatividade, e somá-las aos tradicionais shows, bailes discotecados e a dança que também estarão presentes por serem a marca registrada do samba rock.

O que vocês esperam desta residência?Espera-se a consolidação de um evento plural sobre a cultura samba rock dentro de um local também plural como é a Casa das Caldeiras não deixando de ressaltar sua importância patrimonial e histórica à cidade de São Paulo.
Qual eixo você gostaria de desenvolver prioritariamente em seu projeto e qual tipo de colaboração com outros artistas e/ou pesquisadores residentes você estaria buscando? Qualquer linguagem artística além da música e da dança em que seja possível enquadrar a cultura samba rock.

www.sambarocknaveia.com.br
sambarocknaveia.uol.com.br
sambarocknaveia.uol.com.br/sobre-nos

Posted by Guilherme Nicolau at 11:11 AM

abril 24, 2012

6º Festival de Arte Digital (FAD 2012) - Inscrições e informações para o artista

6º Festival de Arte Digital (FAD 2012)

Em um cenário em que o uso de novas ferramentas e tecnologias influencia a busca, a pesquisa e a experimentação de novas linguagens artísticas, o Festival de Arte Digital (FAD) desponta como um espaço de troca e apresentação do que vem sendo produzido nesse campo através de artistas do Brasil e do mundo. Realizado desde 2007, em Belo Horizonte (MG), o FAD é um festival de arte em mídias digitais que tem o objetivo de descobrir e apresentar ao público conteúdos artísticos desenvolvidos ou processados em alguma de suas etapas por meio da utilização de computadores, softwares, hardwares, celulares, filmadoras, câmeras digitais, dispositivos eletrônicos e/ou digitais.

Dessa forma, o festival apoia e contribui para a produção, a realização e a consolidação da arte digital no país. Durante todo o mês de setembro, os artistas selecionados por meio desse edital deverão expor seus trabalhos e ainda terão a oportunidade de estabelecer diálogo e intercâmbio cultural com o público e demais participantes do evento.

Realizado por meio das leis de incentivo à cultura, o FAD é um festival independente que recebe patrocínio da iniciativa privada. Toda a sua programação é aberta e gratuita.

inscrições até 30 de abril de 2012

FAD - Festival de Arte Digital
Belo Horizonte - MG
http://www.facebook.com/FAD2010
http://twitter.com/#!/festivalFAD ou http://www.formspring.me/festivalfad
www.festivaldeartedigital.com.br

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais

As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHO PARA OS INSCRITOS: nenhum;

GANHO PARA SELECIONADOS e ou PREMIADOS: Cachê Artístico (para todas as áreas), Transporte e Hospedagem (quando aplicável), Montagem da Obra Audiovisual ou Oficina/ Workshop (quando aplicável), Promoção e Divulgação (para todos os selecionados);

CONTRAPARTIDA PARA SELECIONADOS: Carta Acordo de participação da edição 2012 e Licenciamento de Direito de Imagem. Os selecionados que não responderem a tempo às exigências documentais nos prazos e limites estabelecidos após a confirmação da seleção, serão automaticamente excluídos do evento.

CUSTOS OPERACIONAIS: Todos os custo até a inscrição são arcados pelos artistas;


EDITAL

1 - Do Edital

O presente edital é realizado pela Tee Entretenimento & Agência, inscrita no CNPJ sob o número 04.247.611/0001-90, com sede em Belo Horizonte/MG, e suas coligadas, denominadas Comissão Organizadora, responsável pela gestão e produção de todas as etapas do 6º Festival de Arte Digital (FAD), estabelecimento dos prazos e condições para participação expostos nesse Edital e pela seleção dos profissionais da Curadoria.

2 - Do Objetivo

Em um cenário em que o uso de novas ferramentas e tecnologias influencia a busca, a pesquisa e a experimentação de novas linguagens artísticas, o Festival de Arte Digital (FAD) desponta como um espaço de troca e apresentação do que vem sendo produzido nesse campo através de artistas do Brasil e do mundo. Realizado desde 2007, em Belo Horizonte (MG), o FAD é um festival de arte em mídias digitais que tem o objetivo de descobrir e apresentar ao público conteúdos artísticos desenvolvidos ou processados em alguma de suas etapas por meio da utilização de computadores, softwares, hardwares, celulares, filmadoras, câmeras digitais, dispositivos eletrônicos e/ou digitais.

Dessa forma, o festival apoia e contribui para a produção, a realização e a consolidação da arte digital no país. Durante todo o mês de setembro, os artistas selecionados por meio desse edital deverão expor seus trabalhos e ainda terão a oportunidade de estabelecer diálogo e intercâmbio cultural com o público e demais participantes do evento.

Realizado por meio das leis de incentivo à cultura, o FAD é um festival independente que recebe patrocínio da iniciativa privada. Toda a sua programação é aberta e gratuita.

3 - Do Tema

O computador normalmente é usado como uma ferramenta genérica, que serve a propósitos tão diversos quanto escrever um simples texto ou criar e tocar uma composição audiovisual ao vivo, usando a mesma máquina. Com o surgimento de placas que podem ser ligadas a sensores e componentes eletrônicos, ou através do circuit bending, ficou relativamente fácil pra qualquer pessoa criar sua própria interface, ou objeto, ou máquina, que irá gerar o conteúdo da performance ou instalação. Ou então alterar objetos que já existem de forma que façam coisas para as quais não foram planejados, criando novas relações entre este objeto e o público.

O FAD deste ano busca artistas que estejam criando novas formas de interface e interatividade, passando ou não por um computador. Trabalhos que estejam diretamente relacionados com o tema deste ano terão prioridade, mas também serão aceitas obras que estejam ligadas a outras áreas da arte e tecnologia.

4 - Da Inscrição

Podem inscrever-se nesse edital, gratuitamente, artistas brasileiros e internacionais, em mais de uma área, na forma de inscrições individuais ou coletivas (estas representadas por um único integrante), desde que atendam as condições previstas neste documento, quais sejam:

4.1 – Inscrever-se somente pelo endereço eletrônico www.festivaldeartedigital.com.br .

Toda inscrição deverá ser efetuada por meio de formulário digital, não sendo aceitas inscrições impressas ou por e-mail. Não haverá envio de nenhum tipo de documentação ou material por correio.

4.2 – Realizar o preenchimento completo do formulário;

4.3 – Responsabilizar-se para que o material, obrigatório ou complementar, tenha uma qualidade satisfatória para a compreensão da obra por parte da curadoria. Cabe exclusivamente à Comissão Organizadora julgar a qualidade dos materiais encaminhados;

4.4 – Postar o material de apoio / complementar em sites de exibição de vídeos (vimeo, youtube, facebook, myspace, entre outros) ou na forma de links para download que não expirem.

4.5 – Menores de dezoito anos podem se inscrever nesse edital, entretanto, caso selecionados, necessitam de autorização expressa e com firma reconhecida dos pais ou responsáveis legais para participar do festival.

4.6 – Artistas que sejam funcionários das empresas patrocinadoras ou de qualquer uma das empresas que fazem parte da Comissão Organizadora do FAD 2012 não podem se inscrever nesse edital. Caso seja constatada tal irregularidade, mesmo que selecionado, o artista pode ser excluído do FAD.

ATENÇÃO: De outubro de 2011 a junho de 2012 comemora-se o Ano da Itália no Brasil (conhecido como Momento Itália-Brasil – MIB) devido a um acordo firmado entre os governos dos dois países para fortalecer os laços econômicos, políticos e culturais existentes. Uma série de atividades está prevista para ocorrer em cidades italianas e brasileiras, entre elas a 5ª edição do festival de arte digital roBOt, a ser realizado em Bologna, em Outubro. O festival italiano é parceiro do 6º Festival de Arte Digital e trabalhos que forem inscritos no FAD poderão ser escolhidos para exibição nessa edição do roBOt. O mesmo acontece para os artistas Italianos que se inscreverem no roBot, ou seja, podem ser escolhidos para participar do FAD no Brasil.

5 - Do Prazo

O Edital do FAD 2012 está aberto para inscrição de trabalhos entre os dias 5 de março e 30 de abril de 2012, impreterivelmente, observando-se as seguintes questões:

5.1 – O prazo para inscrições não será prorrogado sob nenhuma hipótese.
5.2 – Serão permitidas apenas as inscrições efetuadas até às 23h59, do dia 30 de abril de 2012.
5.3 – A Comissão Organizadora não se responsabiliza por problemas técnicos gerados em função do excesso de tráfego na página durante o período de inscrições.

IMPORTANTE:
O FAD tem previsão de realização em Setembro de 2012 em Belo Horizonte. A comissão organizadora poderá alterar a sua data a qualquer tempo mediante informação prévia.

6 - Das Áreas

Os trabalhos inscritos devem ser estritamente de cunho cultural e artístico. O FAD não é uma feira de tecnologia, apesar de envolver em sua estrutura diversos tipos de ferramentas e suportes tecnológicos e de mídia.

O FAD recebe inscrições de trabalhos que contemplem áreas artísticas e também científicas, desde que atuem dentro do segmento de novas mídias e tenham como resultado arte e cultura. Portanto, artistas e grupos culturais podem enviar trabalhos, desde que estejam em consonância com as características de cada área de atuação do FAD Edital 2012, quais sejam:

1) FAD Performance A/V (shows audiovisuais)

Considera-se performance audiovisual (A/V) projetos dedicados à apresentação artística autoral (repertório próprio), ao vivo e que envolvam a apresentação de trabalhos que utilizem áudio e imagens de forma sincronizada. Esses trabalhos podem ser apresentados por artistas solo, duplas, grupos e/ou bandas audiovisuais.

Importante: Não serão aceitos para essa categoria trabalhos não autorais e que não possuem o conceito A/V (audiovisual). Os trabalhos devem ter como resultado final um tema audiovisual desenvolvido conjuntamente.

2) FAD Galeria (instalações audiovisuais interativas)

Serão consideradas instalações A/V interativas, trabalhos que desenvolvam conteúdo artístico aliados à interação do espectador/usuário (público). O uso de ferramentas, dispositivos e tecnologia, bem como o tema, são livres.

3) FAD Laboratório (Oficinas, Workshops)

Será considerado o envio de propostas de oficinas e workshops de pequena duração com temática livre. O objetivo é que esse programa aborde o desenvolvimento e/ou treinamento para utilização de novas ferramentas de áudio e vídeo, criação de trabalhos de interação como software livres, apps (aplicativos), entre outros, para uso profissional ou não.

4) FAD Simpósio (Palestras e Ensaios))

São considerados o envio de propostas para palestras, apresentação de estudos e ensaios científicos conceituais que abordem alguma relação com o “fazer artístico”, podendo ser do aspecto teórico até a apresentação de técnicas. O tema é livre.

7 - Da Seleção

Nos trabalhos artísticos selecionados pelo FAD 2012 serão considerados os seguintes requisitos:

Conceito Artístico;
Interação;
Desenvolvimento tecnológico (já existente ou nova ferramenta);
Viabilidade de custo x viabilidade de execução;
A seleção dos trabalhos é responsabilidade da curadoria do FAD 2012. O corpo de jurados também poderá contribuir com a programação e convidar artistas para esta edição;

As decisões da curadoria são soberanas, não cabendo qualquer tipo de recurso contra o resultado do julgamento.

8 - Da Contrapartida

O FAD se compromete junto aos artistas selecionados a custear:

Cachê Artístico (para todas as áreas)
Transporte e Hospedagem (quando aplicável)
Montagem da Obra Audiovisual ou Oficina/ Workshop (quando aplicável)
Promoção e Divulgação (para todos os selecionados)

9 - Do Resultado

O resultado dos projetos e artistas selecionados será anunciado em no máximo 30 (trinta) dias após o término do edital no próprio site do FAD.

Posteriormente, os artistas e projetos selecionados serão divulgados para a imprensa e nos demais canais de informação.

10 - Dos Selecionados

Os selecionados serão comunicados via e-mail. Caso não seja possível, serão contactados por telefone.

Os selecionados irão receber o contato de um membro da produção executiva, Comissão Organizadora, para esclarecimento de detalhes dos trabalhos e efetivação de todos os documentos necessários para garantir a participação no festival.

Os documentos a serem assinados pelos artistas e grupos selecionados são: CARTA ACORDO de participação da edição 2012 e LICENCIAMENTO DE DIREITO DE IMAGEM.

Os selecionados que não responderem a tempo às exigências documentais nos prazos e limites estabelecidos após a confirmação da seleção, serão automaticamente excluídos do evento.

IMPORTANTE: CONDICIONANTES PARA OS SELECIONADOS SOBRE TRABALHOS E ARTISTAS BRASILEIROS E ESTRANGEIROS SELECIONADOS NO EDITAL

A escolha das obras é feita por meio da análise conceitual somada aos fatores de logística de transporte, custo, rider técnico proposto no ato da inscrição, materiais usados e disponibilidade de datas;

A Comissão Organizadora não se responsabiliza por qualquer custo extra, provindo de alteração no rider técnico, que o torne diferente do enviado no ato de inscrição;

No ato da inscrição, o artista deve observar os mapas e riders técnicos dos locais disponibilizados pelo FAD, e entender, e aceitar que a obra deverá estar dentro das condições destes ambientes;

Para obras inéditas o critério é o mesmo. A montagem da obra deverá seguir os critérios técnicos solicitados na inscrição. Qualquer custo extra necessário à montagem deverá ser de responsabilidade do artista, bem como as horas extras dos técnicos de produção (nesse caso, ao custo de 80 (oitenta) reais a hora-extra);

Determinados os dias e horários de montagem, em comum acordo com os artistas, o atraso da montagem não poderá acarretar na não viabilidade da exposição obra, oficina, debate ou apresentação artística. Em caso de não funcionamento de exposição obra ou não realização de oficina, debate ou apresentação artística, neste caso, o artista/palestrante/oficineiro será multado em 40% do valor destinado ao cachê estipulado para cada categoria;

Sobre a integridade física e material de artistas e obras, a Comissão Organizadora se responsabiliza apenas pela integridade física e de materiais e equipamentos no local sede do festival. É de responsabilidade de o artista prezar por sua própria segurança fora do estabelecimento. Sendo assim, os artistas e grupos selecionados para esse edital concordam que a Comissão Organizadora não será responsabilizada por suas atitudes fora do local de trabalho, devendo o artista e cidadão se enquadrar nas legislações civis, respondendo criminalmente por qualquer ato ilícito em sua estada na cidade;

A produtora executiva responsável, orientada pela Comissão Organizadora do FAD 2012, fará os translados: aeroporto / hotel, hotel / evento, evento / hotel, hotel / aeroporto. Em todos os casos, os artistas devem respeitar a escala com horários pré-determinados e propostos pela produção, levando em conta a otimização de tempo e de esforços. Os transportes não serão individuais e exclusivos e deverão atender ao maior número de pessoas envolvidas no festival. O artista tem por liberdade de escolha optar por fazer o uso de transporte da cidade como táxis, ônibus, carros particulares ou alugados, porém, a produtora e a Comissão Organizadora, nesse caso, não se responsabilizam pelos custos ou pela segurança do artista ou grupo;

As diárias de hotel incluem café da manhã. A produtora executiva contratada e a Comissão Organizadora não se responsabilizam por objetos pessoais e equipamentos, sendo de responsabilidade única e exclusiva dos prestadores de serviço de hotelaria;

O artista contará com estrutura técnica (vide rider e mapa dos espaços) e humana descrita nesse edital, como auxiliar de montagem (galeria), e/ou roadie( shows), e/ou supervisor (prod. executiva), e/ou coordenador (simpósio e oficinas) (http://www.festivaldeartedigital.com.br/2012/edital/fad_rider.pdff);

No caso das obras interativas para exposição, o artista deverá enviar um documento em formato PDF com as instruções detalhadas da montagem e desmontagem da obra, além de instruir o supervisor e o auxiliar sobre a desmontagem da obra, e a sua acomodação adequada para transporte, lembrando que o material de armazenamento e transporte deve ser o mesmo que transportou a obra até o evento, não podendo acarretar em custos extras para a produção.

Os dados para transporte de carga devem seguir as regras da legislação nacional de mercadorias, necessitando que o artista se responsabilize em retirar notas fiscais a respeito de equipamentos usados a serem transportados pela produção executiva e a Comissão Organizadora (seja por meio de transportadoras, cias. Aéreas ou Correios), sem que isso acarrete em multa junto à Secretaria da Fazenda por falha ou inexatidão das informações.

É de inteira responsabilidade do artista o fornecimento de informações de tamanho, peso e materiais a serem transportados para que a produção executiva contratada possa orçar corretamente o meio de transporte.

Quanto ao transporte de pessoas, a Comissão Organizadora estabelece as seguintes regras:

A) Origem dentro do Estado de Minas Gerais: o transporte será feito por via terrestre, através de ônibus intermunicipal;

B) Origem em demais Estados Brasileiros: o transporte será feito por via aérea;

C) Origem em demais países do mundo: o transporte será feito por via aérea, em categoria econômica;

Para todos os casos, a produção executiva contratada pela Comissão Organizadora é responsável pela logística e pelo receptivo, colocando opções de horários que possam atender ambas as partes (artista e festival), prevalecendo os horários que permitam a correta execução do cronograma do FAD e menores tarifas de transporte aéreo ou terrestre.

O pagamento de artistas brasileiros será feito em moeda nacional (R$, Reais) seguindo as regras abaixo descritas:

A) Para instalações – ao término da montagem

B) Para palestras e oficinas – no dia e término da oficina do artista

C) Para shows e performances – no dia e término da apresentação

Após a seleção, artistas que atenderem aos critérios descritos deverão concordar em assinar os contratos respectivos à sua participação, além de termo de acordo de direito de uso de imagem para DVD e catálogo do FAD. Somente serão considerados efetivados como participantes do Festival os artistas que assinarem seus contratos, no prazo de 10 (dez) dias úteis.

Após esse período, serão considerados “não elegíveis a participação”, e a Comissão Organizadora terá o direito de selecionar outro inscrito para a vaga;

A produção do evento não se responsabiliza e não terá nenhum vínculo pela contratação de terceiros por parte do artista para a ajuda na construção de suas obras, performances, shows ou debates.

Além disso, caso haja a necessidade, o artista deverá informar e solicitar autorização à produção executiva para que esse terceirizado trabalhe;

A Comissão Organizadora não arcará com custos de ligações telefônicas móveis ou fixas (mesmo que seja para a produção executiva), estacionamento, refeições e demais serviços não previstos em contrato;

No caso de não apresentação artística por qualquer motivo, esgotadas as possibilidades de reagendamento ou acordo, a Comissão Organizadora decidirá sobre o pagamento do cachê acordado;

No caso de obras expositivas que estejam desabilitadas por qualquer motivo técnico, de programação ou de adaptação por mais de 05 (cinco) dias, será automaticamente suspensa de exposição e o artista deverá ressarcir ao festival à proporção do seu cachê artístico subtraído os dias em que a obra ficou desligada ou fora de atuação;

Obras que envolvam programação específica para serem habilitadas diariamente deverão possuir manual em PDF e também impressos, e encadernados, a serem entregues à produção executiva e técnicos para que estes tenham em mãos à qualquer tempo.

Sobre Trabalhos e Artistas Estrangeiros Selecionados no Edital

Para os artistas estrangeiros, acrescentam-se as seguintes regras:

É exigido que todos contratem algum tipo de seguro pessoal internacional de viagem, no valor mínimo de 30 mil euros e que cubra eventualidades como morte, atendimento hospitalar, dentário e demais procedimentos médicos;

Para artistas norte-americanos, ou de países que não possuam acordos diplomáticos com o Brasil, é exigido que se retirem os vistos de trabalho ou trabalho temporário, de acordo com as exigências das legislações entre os dois países envolvidos. No caso da não obtenção desse quesito no prazo viável de logística estipulado para cada artista (caso a caso), o mesmo estará desqualificado para a participação desta edição;

Serão pagos em moeda nacional do país sede do evento (no caso, em Reais brasileiros), convertidos no dia do pagamento, tendo como base a bolsa de valores brasileira BM&F BOVESPA e cotação do dólar comercial. O valor será pago integralmente e exclusivamente no Brasil, sem adiantamentos e transferências internacionais seguindo a seguinte regra:

A) Para instalações – ao término da montagem

B) Para palestras e oficinas – no dia e término da oficina do artista

C) Para shows e performances – no dia e término da apresentação

Consideração Final

Situações não relacionadas ou previstas nesse documento serão analisadas caso a caso pela Comissão Organizadora, prevalecendo definições que remetem aos objetivos principais desse edital e do Festival de Arte Digital.

Posted by Guilherme Nicolau at 12:28 PM

abril 11, 2012

Programa de Incentivo à Produção do Conhecimento Técnico e Científico na Área de Cultura da Fundação Casa de Rui Barbosa - Inscrições e informações

Programa de Incentivo à Produção do Conhecimento Técnico e Científico na Área de Cultura da Fundação Casa de Rui Barbosa

A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) lançou edital oferecendo bolsas de pesquisa, variando da iniciação científica a bolsas para profissionais com graduação completa ou mestrado. As áreas disciplinares incluem um largo espectro das ciências humanas e das sociais aplicadas, além de letras e artes, museologia, arquivologia, biblioteconomia, arquitetura e conservação e restauração.

Inscrições até 25 de maio de 2012

Fundação Casa de Rui Barbosa
Rua São Clemente 134, Botafogo, Rio de Janeiro - RJ
21-3289-4600
www.casaruibarbosa.gov.br

Centro de Pesquisa: 21-3289-8644 ou pipc@rb.gov.br;
Centro de Memória e Informação: 21-3289-4677 ou e-mail memoria@rb.gov.br;
Bolsas de iniciação científica: 21-3289-8644 ou e-mail pic@rb.gov.br.

Conheça o detalhamento de todas as etapas do concurso no Edital para seleção de bolsistas de pesquisa. (164 Kb, pdf) Para abrir o arquivo, é necessário instalar o programa Adobe Acrobat Reader.

As inscrições só podem ser feitas por correio por serviço de encomenda expressa (Sedex ou similar). As entrevistas ocorrerão de 11 de junho a 6 de julho. O resultado será publicado até 13 de julho. Os novos bolsistas começarão seus trabalhos no dia 1º de agosto de 2012 ou de acordo com o cronograma de execução do respectivo projeto.

Posted by Cecília Bedê at 4:04 PM

abril 3, 2012

Convocatória aberta para residência artística Interacciones Urbano_Rural - Inscrições e informações para o artista

Convocatória aberta para residência artística Interacciones Urbano_Rural

Interacciones urbano_rural é a segunda edição de um projecto de colaboração entre os centros de residência Terra UNA (Brasil), Residencia en la Tierra (Colômbia) e CENTRO DE ARTE RURAL (Argentina). Os três espaços têm a distinção de trabalhar em áreas rurais, embora sob condições sócio-geográficas muito diferentes. Nesta edição se soma o CRAC Valparaiso (Chile), que coordena a pesquisa sobre processos de trabalho que ocorrem nestes contextos e em relação aos processos urbanos.

Este projeto integra o residencias_en_red [Iberoamérica], patrocinado pela AECI e Iberescena.

Interacciones urbano_rural prevê períodos de residência em Terra UNA (Brasil), Residencia en la Terra (Colômbia) e RURAL ART CENTER (Argentina). São aceitos projetos autorais, dentro do campo da arte contemporânea, incluindo a transdisciplinaridade entre as linguagens e diferentes áreas de conhecimento (artes visuais, arquitetura, dança, cinema, música, teatro, etc.). A segunda parte da residência será realizada em Valparaíso, CRAC, para sistematização das experiências e o desenvolvimento de uma publicação coletiva.

Interacciones urbano_rural está particularmente interessado nas relações locais. Assim, sugerindo o envolvimento de projetos criativos e contextos específicos, propõe-se a investigar as diversas relações entre urbano e rural. O convite é para investigar como o deslocamento territorial do urbano para o contexto rural nos incita questões sobre as especificidades dos dois territórios. Ou seja, como as práticas artísticas e o pensamento contemporâneo abordam essa dialética, considerando como esses diferentes contextos constroem imaginários, que podem ser compartilhados, e como podem ocorrer outras formas de abordagens criticas desses mesmos contextos.

Depois de concluir uma primeira edição em 2011, que envolveu a concepção de uma proposta colaborativa entre centros de diferentes partes da América do Sul, foram desenvolvidos projetos criativos de artistas e diálogos específicos com ambientes rurais, abrindo um vasto campo interessante para ser compartilhado nesta nova edição. Assim, propomos a seleção de projetos que se concentrem nas infinitas e diversas inter-ações que possam surgir entre o urbano e o rural em todo o processo criativo. Transformando esta especificidade em nosso eixo temático, os contextos rurais e urbanos na espinha dorsal de toda a experiência, alguns assuntos a serem abordados poderiam se referir a: sonoridades, densidades demográficas, modos de deslocamento, ocupações, paisagens, entre tantos outros.

Inscrições até 16 de maio de 2012.
Períodos de residência: 1 a 15 de agosto na Residencia en la Tierra (Colômbia), 18 de setembro a 1 de outubro Terra UNA (Brasil), 8 a 21 de outubro CENTERO RURAL DE ARTE (Argentina), 5 a 18 de novembro CRAC Valparaiso (Chile).

Terra Una - Convocatoria Interacciones Urbano Rural
interaccionesenred@gmail.com
http://www.terrauna.org.br/urbanorural2012/

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais
As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHOS PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS: Serão oferecidos um total de 9 bolsas COMPLETAS e 12 bolsas PARCIAIS. As bolsas COMPLETAS são divididas em: 3 bolsas para artistas pesquisadores do Chile (um em cada área rural, esses 3 artistas também recebem uma bolsa para a realização de residência em Valparaiso CRAC). 3 bolsas para artistas pesquisadores do país onde ocorre a residência (um em cada área rural). 3 bolsas para artistas (dança, performance e teatro) de Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Peru e Uruguai (um em cada área rural). Bolsas COMPLETAS incluem despesas de alojamento, alimentação, transporte aéreo, produção, comunicação e coordenação.
As bolsas parciais: os artistas de todos os países e todas as disciplinas podem se candidatar. Neste caso, Interacciones urbano_rural assume parte do custo da residência, conceitos de seguros, comunicação, produção e coordenação de todo o projeto. Os custos de alojamento e alimentação pelo período de 2 semanas, serão pagos pelo artista. Pagamento por artista: 500 USD (mais frete por Western Union). Esta taxa não inclui passagem aérea ou de transporte terrestre. Data de Pagamento: até 03 julho de 2012 Interacciones urbano_rural oferece aos artistas selecionados cartas de aprovação para que se possa buscar fundos junto a outras instituições.

CONTRAPARTIDA PARA SELECIONADOS:

- Cumprir o prazo para o desenvolvimento do projeto, chegando no dia estipulado e permanecendo durante todo o período de residência.

- Prover materiais, ferramentas e/ou equipamentos necessários para implementar seu próprio projeto.

- Se for o caso, uma atividade de interação (experiência, oficinas, palestras, exposições, criação conjunta, etc) à comunidade local.

- Fornecer obras ou registro de trabalhos para publicação no site, blog, publicação impressa e/ou exposição se houver.

- Conceder o uso de sua imagem e registros de vídeo, fotografia e texto do trabalho produzido durante Interacciones urbano_rural para uso educacional ou divulgação das atividades da Terra UNA, CENTRO RURAL DE ARTE, Residencias en la Tierra e CRAC Valparaiso.

- Todos os projetos inscritos na bolsa COMPLETA devem ter como contrapartida uma proposta de interação com a comunidade local (experiência, oficinas, palestras, exposições, criação conjunta, etc.). Para as bolsas PARCIAIS a atividade de interação é opcional.

- Os projetos nos espaços rurais devem ser concebidos de forma a respeitar o ecossistema local, sem contaminar a área e seus arredores. Projectos que gerem objetos ou instalações permanentes (que excedam o tempo de residência) estão sujeitos à avaliação e aprovação dos organizadores.

EDITAL


CONVOCATÓRIA

INSCRIÇÃO

1.1 A inscrição é feita através do preenchimento do formulário on-line disponível em www.terrauna.org.br/urbanorural2012 de 2 abril a 15 maio de 2012.

1.2 Na inscrição, os artistas, os pesquisadores devem escolher o centro no qual você deseja se inscrever: Residencia en la Tierra, Terra UNA ou CENTRO RURAL DE ARTE.

1.3 São aceitos projetos autorais ou de pesquisa no campo da arte contemporânea, considerando a transdisciplinaridade entre as linguagens e disciplinas (artes visuais, arquitetura, dança, cinema, música, teatro, pedagogia, história, poesia, etc.). Interacciones urbano_rural está particularmente interessado nas relações locais. Propor projectos criativos que se liguem a contextos específicos.

1.4 Para bolsas COMPLETAS o perfil de cada candidato deve ser:

A. Pesquisadores locais - pesquisadores nativos ou residentes há mais de dois anos no país ao qual se inscreve. Destinado a artistas e pesquisadores que possam contribuir para a experiência coletiva com metodologias e dispositivos que geram conteúdo e sistematização desenvolvidos como um grupo em cada área rural. A ideia é pensar sobre os processos criativos em residência, fortalecendo os espaços de trabalho e redes de colaboração que são tecidos na experiência de relação com o local. Ou seja, como a experiência do lugar afeta o processo criativo e dá singularidades que estão localizadas em áreas com histórias específicas e memórias.

B. Pesquisadores chilenos – pesquisadores nativos ou residentes há mais de dois anos no Chile.
Destinado a artistas e pesquisadores que possam contribuir para a experiência coletiva com metodologias e dispositivos que geram conteúdo e sistematização desenvolvidos como um grupo em cada área rural. A idéia é pensar sobre os processos criativos em residência, fortalecendo os espaços de trabalho e redes de colaboração que são tecidos na experiência de relação com o local. Ou seja, como a experiência do lugar afeta o processo criativo e dá singularidades que estão localizados em áreas com histórias específicas e memórias. Estas pessoas também faram parte do grupo que residirá em CRAC durante 2 semanas em Valparaiso para a organização da experiência total e que irá resultar em uma publicação.

C. Cênicos - artistas cênicos e pesquisadores (dança, performance e teatro) da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Peru e Uruguai, cujos projetos estejam dentro do tema principal da convocatória.
1.5 Para bolsas PARCIAIS podem candidatar-se artistas de todos os países e todas as disciplinas cujos projetos estejam dentro do tema principal da convocatória.

1.6 Para a inscrição os participantes devem enviar por formulário on-line: Descrição do projeto a ser desenvolvido (500 a 1500 caracteres), um curriculum vitae (500 a 1500 caracteres) uma experiência de oficina a ser oferecida para a comunidade local (de 300 a 1000 caracteres) e entre 1 e 4 imagens. jpg (700 x 525 pxl). Você também pode enviar o link de sites pessoais e/ou vídeos postados na internet.
1.7 Todos os projetos são publicados em uma plataforma online para qualquer um possa ler os projetos inscritos.

1.8 A inscrição pode ser realizada em Português, Espanhol ou Inglês.

1.9 Cada candidato pode se inscrever em apenas um espaço rural de um país.

1.10 Todos os projetos inscritos na bolsa COMPLETA devem ter como contrapartida uma proposta de interação com a comunidade local (experiência, oficinas, palestras, exposições, criação conjunta, etc.). Para as bolsas PARCIAIS a atividade de interação é opcional.

1.11 Os projetos nos espaços rurais devem ser concebidos de forma a respeitar o ecossistema local, sem contaminar a área e seus arredores. Projectos que gerem objetos ou instalações permanentes (que excedam o tempo de residência) estão sujeitos à avaliação e aprovação dos organizadores.

1.12 Não podem se inscrever para as bolsas COMPLETAS artistas ganhadores do Prêmio Interações Florestais Terra UNA 2011 e Interacciones_florestales_en_red.

1.13 A inscrição implica na aceitação de todas as bases estabelecidas nesta convocatória.

SELEÇÃO

2.1 O processo de seleção dos projetos será realizado por uma comissão composta por representantes dos quatro centros de residência.

2.2 Se a comissão não encontar participantes aptos para alguma das bolsas COMPLETAS, a organização do Interacciones urbano_ rural poderá designar outra pessoa que considere oportuna para preencher as vagas restantes.

2.3 Os critérios de avaliação

Aqui alguns critérios que podem ser tomadas em conta na inscrição e formulação de projetos.

Qualidade: os textos e imagens apresentar a proposta com objetividade, clareza e consistência.
Viabilidade: a proposta épossível de se realizar considerando o tempo de 14 dias tempo e os recursos disponíveis.
Relevância: o projeto leva em conta o contexto cultural específico e geográfico ao qual a chamada é direcionada.
Experimental: a proposta apresenta formas de trabalho experimental de acordo com uma busca de alternativas criativas coletivas.
Diversidade: os grupos de residência têm pessoas de diferentes origens, disciplinas, etc.

2.3 Os candidatos selecionados serão informados por e-mail. O resultado final será publicado no site e site residencias_en_red_iberoamerica em 15 de junho de 2012.

2.4 Após a seleções, o centro de residências CRAC vai assumir a coordenação das equipes de pesquisadores para colocar em relação cada projeto para uma articulação comum.

RESPONSABILIDADE DOS PARTICIPANTES

3.1 Cumprir o prazo para o desenvolvimento do projeto, chegando no dia estipulado e permanecendo durante todo o período de residência.

3.2. Prover materiais, ferramentas e/ou equipamentos necessários para implementar seu próprio projeto.
3.3 Se for o caso, uma atividade de interação (experiência, oficinas, palestras, exposições, criação conjunta, etc) à comunidade local.

3.4 Fornecer obras ou registro de trabalhos para publicação no site, blog, publicação impressa e/ou exposição se houver.

3.5 Conceder o uso de sua imagem e registros de vídeo, fotografia e texto do trabalho produzido durante Interacciones urbano_rural para uso educacional ou divulgação das atividades da Terra UNA, CENTRO RURAL DE ARTE, Residencias en la Tierra e CRAC Valparaiso.

RESPONSABILIDADE DOS CENTROS DE RESIDÊNCIA

4.1. Brindar infraestructura (de alojamiento y área de trabajo) y proporcionar alimentación durante el período de residencia.

4.3 Avaliar e decidir sobre a implementação e/ou permanência de projetos não-efêmeros.

4.4 Comprar passagens aéreas para os participantes que recebem bolsa COMPLETA e orientação sobre o transporte terreste para o local de residência.

4.5 Decidir em casos omissos.

INFORMAÇÃO SOBRE OS CENTROS DE RESIDÊNCIA

TERRA UNA
Considerando que esta é uma residência coletiva, os participantes devem ser integrados em atividades domésticas, como a manutenção preparação de alimentos e limpeza. Ampliando a experiência coletiva do espaço da Ecovila, os artistas participam no dia-a-dia experimentando a vida comunitária e podendo ajudar no manejo de hortas, árvores frutíferas e sistemas agroflorestais, entre outras atividades.
Terra UNA disponibiliza suas instalações para que os artistas executem seus trabalhos, a saber: o Ponto de Cultura e Sustentabilidade na cidade de Liberdade, as instalações da Ecovila: ateliês, áreas de vivência coletiva, 43 hectares de terra (18 dos quais em floresta nativa) e seis cachoeiras. Não oferece, no entanto, materiais e outras ferramentas ou equipamentos para a execução de projetos, que são da responsabilidade dos artistas.

Na área da Ecovila não é permitido álcool ou carne. O fumo é tolerado ao ar livre, longe das áreas de convivência.

No final do período de residência na Ecovila haverá uma atividade aberta ao público.

CENTRO RURAL PARA A ARTE
O Centro Rural de Arte funciona de modo eventual e nômade e busca para cada atividade de um localidade particular. O interacciones Urbano_rural será desenvolvido na cidade de Achupallas Party (Alberti, Província de Buenos Aires), localizada 190 quilômetros da cidade de Buenos Aires.

CENTRO RURAL DE ARTE irá fornecer alojamento em espaços de trabalho compartilhados e alimentação. Os participantes devem ser integrados em atividades domésticas, como a manutenção preparação de alimentos e limpeza. Não oferece, no entanto, materiais e outras ferramentas ou equipamentos para a execução de projetos, que são da responsabilidade dos artistas.

CENTRO RURAL DE ARTE, está particularmente interessado nas relações locais dos projetos de arte, tendo em conta as especificidades de cada área. Neste sentido, o CENTRO RURAL DE ARTE fará a coordenação com organizações locais para coordenar ações conjuntas com os artistas.

No final do período de residência haverá um dia aberto para partilhar as interações de trabalho do processo urbano_rural. Além dos projetos pessoais se espera que os artistas se engagem coletivamente nos possíveis formatos desta mostra.

Durante o período de residência de outras acções iniciada pelo centro rural da Arte podem ocorrer em paralelo.

RESIDENCIAS EN LA TIERRA
Criado em 2009 para fornecer um cenário para a criação e estimulação da produção de arte contemporânea, Residencias en la Tierra é visitada por artistas, escritores, pesquisadores, gestores culturais, curadores e pessoas interessadas em arte, qualquer que seja sua disciplina, para desenvolver um trabalho artístico ou projeto de construção, e ao mesmo tempo, estabelecer um contato com outros artistas para tornar possível um diálogo entre diferentes disciplinas artísticas, culturas e gerações.

Até agora, realizamos mais de cinqüenta oficinas que giram em torno de diversas disciplinas artísticas contemporâneas, para as quais vieram pessoas de todo o mundo e em cujas atividades se envolvem os habitantes da região.

A Residencias en la Tierra está localizado 1.200 metros acima do nível do mar no município de Montenegro, Quindio, região cafeeira da Colômbia, conhecido como o segundo destino turístico por seu valor paisagístico. A temperatura média é de 21 graus Celsius durante todo o ano. Ele está localizado a 25 minutos de Armênia, capital do departamento.

Os residentes participam das atividades diárias de Residencia en la Tierra, de acordo com seus interesses e as necessidades do lugar. Entre as atividades a desenvolver estão o laboratório de reciclagem, a compostagem, as tarefas domésticas, trabalho no Centro de Documentação, do cuidado do gramado, entre outros.

Os residentes podem fazer o seu trabalho nos espaços oferecidos pelo Residence na Terra, o ateliê aranha, casa e oficina, salão principal, área da piscina e espaço aberto sob as regras do lugar. Materiais e ferramentas para desenvolvimento do projeto é da responsabilidade dos residentes.

Algumas recomendações para a permanência na Residencia en la Tierra são fazer bom uso de mobiliário e livros e documentos do Centro de Documentação. É permitido fumar em áreas abertas, mas não deve jogar o cigarro nos corredores ou jardim. Cada residente é responsável pela manutenção da ordem em seus pertences pessoais, rádios e gravadores devem ser usado com o volume baixo de modo a não interferir com o trabalho dos outros.

Residencia en la Tierra é um lugar aberto e inclusivo de modo que, durante o período de residência, podem haver outros artistas e pessoas interessadas nos projetos que são desenvolvidos em simultâneo, dado que a residência está isolada o acesso a internet é limitado.

CRAC VALPARAÍSO
CRAC Valparaiso é uma plataforma colaborativa sem fins lucrativos sobre as diferentes produções sócio-artísticas sobre a cidade de Valparaiso, Chile. Nossa idéia é baseada em uma abordagem transdisciplinar para a arte, a esfera pública, a cidade eo território, que funciona como uma rede de conexões e associações sobre as experiências socio-urbanas. Nos interessa repensar a arte pública a partir de uma cidade latinoamericana em conexão com a produção de outras cidades.

CRAC Valparaiso é um projeto independente que tem sido sustentado desde 2007 a partir de um modelo de gestão flexível e autônoma. Temos colaborado com várias plataformas, grupos, artistas e pesquisadores, promovendo redes de colaboração descentralizada.

Os projectos no CRAC baseiam-se em residências artísticas nas quais são realizados processos de trabalho temporário com base em aspectos afetivos no contexto da cidade. Junto com as residências propomos sistematicamente um projeto de arquivo comunidade e um de publicações.

As residências artísticas desenvolvidas no CRAC estão compreendidos em uma teia de práticas de cidadania, que usam difersos métodos de oficinas e apresentações públicas que ao mesmo tempo ativam o nosso arquivo e memória material em uma plataforma de vida baseado no capital cultural de partilha de conhecimentos.

Posted by Guilherme Nicolau at 2:53 PM

6ª Bienal do Esquisito, Atibaia - Inscrições e informações para o artista

6ª Bienal do Esquisito

O evento é um festival da arte contemporânea que reunirá obras das mais variadas técnicas e contará também com a apresentação de performances de vários artistas. Desde o início os temas sugeridos pelo curador Paulo Cheida Sans causaram estímulo entre os artistas participantes. Temas como “A moda da anti-moda”, a “Emenda da churrasqueira”, o “Enterro da sardinha”, a “Poética do nada” e “Aqui já é lá!” trouxeram uma sinergia para a sequência das Bienais que tem como objetivo unir o público infantil, adolescente e adulto para conhecer e vibrar com a criatividade. A Bienal do Esquisito tem como finalidade sintonizar o público com a arte contemporânea e busca oferecer um elo de comunicação entre o artista e o espectador.

Inscrições até 20 de abril de 2012.
Período expositivo de 5 a 26 de maio de 2012.

Alameda Prof. Lucas Nogueira Garcêz 511, Parque das Águas, Atibaia - SP
11-4412-7776 ou museu@olholatino.com.br
http://www.olholatino.com.br

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais
As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHOS PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS:
- Será distribuído o valor bruto de R$10.000,00 (dez mil reais) a critério da comissão de premiação. Observação: os valores mencionados sofrerão descontos obrigatórios, conforme taxa de dedução do IR.

– Somente receberão prêmios em dinheiro os artistas indicados que tiverem os dados de identificação, CPF e o número do PIS devidamente válidos.

- Outros Prêmios poderão ser distribuídos conforme atribuição do júri de premiação.

- Os Prêmios poderão ser aquisitivos, conforme entendimento entre as partes. Nesse caso, as obras passarão a pertencer ao Acervo Olho Latino.

- Os artistas convidados não concorrerão a prêmios.

CONTRAPARTIDA PARA SELECIONADOS
- A participação no evento implica na aprovação automática de que as obras sejam fotografadas e filmadas para veiculação na mídia a fim de divulgar o evento. Todo o material enviado, DVDs, textos, projetos, fotos, e outros, das obras e trabalhos artísticos selecionados poderão ser usados e reproduzidos para a divulgação do evento em qualquer tipo de meio de comunicação.

– O Museu Olho Latino e a Prefeitura da Estância de Atibaia não se responsabilizam pelo direito autoral das imagens e vídeos enviados pelos inscritos. Qualquer ação que seja movida contra o uso de imagens, sons, etc, será de responsabilidade do artista.

CUSTOS OPERACIONAIS:
- As despesas de envio e retirada das obras ocorrerão por conta do artista. Caso as obras não sejam retiradas pessoalmente após o término do evento no mês de junho de 2012, somente serão devolvidas, mediante o prévio contato do artista pelo e-mail esquisito@olholatino.com.br, para que as mesmas sejam enviadas por transportadora ou Correios, conforme disponibilidade da organização, com frete a ser pago pelo artista.


EDITAL

Regulamento: 6ª Bienal do Esquisito

1- Finalidade:

1.1 - A 6ª Bienal do Esquisito destina-se a reunir e promover as Artes Visuais, propiciando a reflexão visual sobre o mundo atual com o tema: “A face oculta de um acéfalo”. Trata-se de uma abordagem por meio das Artes Visuais sobre a inexistência do óbvio na sociedade, conforme Manifesto feito pelo curador.

1.2 - Pretende expandir a apreciação cultural da Arte Contemporânea para um público de várias faixas etárias.

1.3 - Conferir ao evento a característica de um Festival de Arte inovador.

1.4 - Visa revelar novos talentos, valorizar e incentivar a produção artística autêntica e promover a difusão das Artes.

1.5 - Pretende mostrar os variados campos das Artes Visuais como integradora das Artes, envolvendo atuações de artes plásticas, artes cênicas, música, literatura, dança, vídeo e outras.

2 – Organização:

2.1 - A organização da 6ª Bienal do Esquisito é do Museu Olho Latino em parceria com a Secretaria de Cultura e Eventos da Prefeitura da Estância de Atibaia. A curadoria está a cargo do prof. Dr. Paulo Cheida Sans, representando o Museu Olho Latino.

3 – Comissões julgadoras:

3.1 - Serão compostas duas comissões julgadoras formadas por membros de reconhecida competência, podendo ou não ser os mesmos integrantes nas comissões: a) comissão de seleção; b) comissão de premiação.

4 – Participação:

4.1 - Participarão da 6ª Bienal do Esquisito os artistas convidados pelo curador e os artistas cujas propostas forem selecionadas pelo júri de seleção.


5 – Inscrição e tema:

5.1 - Poderão se inscrever artistas, maiores de 18 anos, com trabalhos originais, de própria autoria, produzidos a partir de 2009, que aborde o tema “A face oculta de um acéfalo” e que já tenham participado de, no mínimo, três mostras ou apresentações.

5.2 - Maiores informações sobre o tema “A face oculta de um acéfalo” está no Manifesto do Curador no site www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito

5.3 - Serão aceitas inscrições individuais e coletivas em todos os campos das Artes Visuais.

5.4 - As obras e participações artísticas devem ser destinadas a um público sem restrição de idade.

5.5 - As inscrições deverão ser feitas, de 02 a 20 de abril de 2012, unicamente pelo site www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito no campo ficha de inscrição. Não serão aceitas inscrições por meio de cartas e ou pessoalmente.

5.6 - A organização do evento não se responsabilizará por possíveis problemas que possam surgir, quanto à falta de energia elétrica e problemas decorrentes ao envio. Pede-se que a inscrição seja feita o quanto antes, evitando-se o acúmulo de inscrições na véspera do encerramento do período determinado.

5.7 - O artista poderá fazer a inscrição na seção A ou B, conforme descrito no item 6.

5.8 - Para realizar a inscrição, o artista deverá preencher os campos no item ficha de inscrição do site www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito e anexar a sua proposta conforme a seção desejada, como descrita nos itens 7 e 8.

6 - Modalidades de Inscrição Seção A e Seção B:

6.1 - A inscrição poderá ser feita em uma das modalidades de participação:

a) Seção A: para envio da(s) obra(s) e realização de performance(s) para ser(em) exposta(s) e ou apresentada(s) no local expositivo do evento.

b) Seção B (Agregados): para realização da(s) obras e performance(s) à distância, sendo exposta(s) ou apresentada(s) em outro local ou cidade. Nesse caso, o artista selecionado enviará o registro fotográfico e ou vídeo para ser(em) exibido(s) em telão ou monitor(es) durante o evento.

7 - Requisitos para se inscrever na Seção A:

Seção A) Inscrição para expor as obra(s) e proposta(s) artística(s) no local da 6ª Bienal do Esquisito, ou seja, no Museu Olho Latino – Centro de Convenções “Victor Brecheret”, na Estância de Atibaia, SP. Tratando-se de performance ou de apresentação em público, o artista selecionado apresentará ao vivo o seu trabalho artístico na abertura da 6ª Bienal do Esquisito.

7.1 - O artista que se inscrever na Seção A deverá apresentar uma proposta de participação, mencionando a obra ou conjunto de obras, vídeo ou performance com que pretende participar, contendo fotos sobre o(s) trabalho(s) e a ficha de inscrição devidamente preenchida online no site www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito

7.2 - A inscrição na Seção A poderá ser em qualquer modalidade das Artes Visuais: pintura; gravura; escultura; desenho; fotografia; objeto; poesia visual; instalação; performance; vídeo-arte; obras digitais; intervenção e outros.

7.3 - O artista poderá se inscrever com um conjunto de obras ou mesmo com uma só obra. A proposta de conjunto poderá ter diversidade técnica ou não, desde que a proposta esteja adequada com as dimensões do espaço disponíveis para cada situação descrita abaixo. Sugere-se que cada artista ocupe, no máximo, o seguinte espaço:

. Obras bidimensionais: 3m (três metros) de largura por 2m (dois metros) de altura.

. Obras tridimensionais: 2m (dois metros) de largura e de profundidade, por 2,5m (dois metros e cinquenta centímetros) de altura.

. Instalações: 4m² (quatro metros quadrados) de área por 2,5m (dois metros e cinquenta centímetros) de altura.

. Obras bidimensionais e tridimensionais que excederem essas especificações poderão ser inscritas no segmento de inscrição para participação à distância (agregados). Ver o item Seção B.

. No caso de performance, vídeo-arte, animação digital ou algum tipo de apresentação em público, pede-se para evitar que a duração exceda 7 minutos de exibição. O artista deverá mencionar na proposta o link em que o vídeo poderá ser visto.

. No caso de arte pública ou intervenção urbana será analisada a viabilidade da proposta.

7.4 - A proposta de participação deverá ser enviada no formato A4 em arquivo DOC (Word) ou PDF e deverá conter:

. Dados pessoais e endereço;

. Explicação sobre a proposta de participação;

. Fotos das obras deverão ser anexadas no formato JPG e na proposta deverá conter as suas respectivas identificações como o título, material utilizado, dimensões e ano de execução, o link sobre o vídeo (se for o caso). Caso o artista tenha um conjunto de fotos poderá fazê-lo também em arquivo de extensão ZIP.

. Instruções para a montagem das obras (se for o caso).

. Currículo resumido;

. Outras informações sobre a produção do artista poderão ser anexadas na proposta de participação, assim como links de textos críticos, catálogos, notícias e exposições realizadas.

7.5 - Não serão aceitas obras realizadas com materiais perecíveis ou adulteráveis que prejudiquem a apresentação de outros trabalhos ou comprometam a integridade física do local, dos funcionários e do público.

8 - Requisitos para se inscrever na Seção B:

Seção B) Inscrição para participação à distância, como artista agregado. Nesse caso, as obras ou as propostas artísticas poderão ser apresentadas em qualquer local e cidade. O artista deverá comprovar sua realização com fotos ou filmagem, que deverão ser enviadas para a 6ª Bienal do Esquisito a fim de que sejam exibidos durante o período do evento.

8.1 - O artista que se inscrever na Seção B deverá apresentar uma proposta, mencionando a(s) obra(s) ou performance, ou outro tipo de trabalho que pretende realizar.

8.2 - A proposta de participação deverá ser enviada no formato A4 em arquivo DOC (Word) ou PDF e deverá conter:

. Dados pessoais e endereço;

. Explicação sobre a proposta da(s) obra(s) ou do trabalho artístico a ser feito à distância para a 6ª Bienal do Esquisito.

. Caso existam fotos que auxiliem a compreensão do trabalho artístico a ser feita à distância, estas deverão ser anexadas no formato JPG e na proposta deverá conter as suas respectivas identificações como o título, material utilizado, dimensões e ano de execução, o link sobre o vídeo (se for o caso). Caso o artista tenha um conjunto de fotos poderá fazê-lo também em arquivo de extensão ZIP.

. Caso não existam fotos, anexar os esboços da ideia a ser realizada;

. Currículo resumido;

. Outras informações sobre a produção do artista poderão ser anexadas na proposta de participação ou mencionados links de textos críticos, catálogos, notícias e exposições realizadas.

8.3 – Na proposta à distância, o artista deverá, ao realizar o seu trabalho artístico, tirar fotos e ou fazer vídeo contendo em algum momento um chapéu (ou boné) com o número seis (o número poderá estar dentro, fora ou próximo do chapéu), que deverão ser colocados perto da obra, da performance ou da cena a ser fotografada ou filmada. No caso de vídeo, pede-se para evitar que a duração exceda 7 minutos de exibição. O artista deverá mencionar na proposta o link em que o vídeo poderá ser visto.

9 - Seleção:

9.1 - A seleção será feita através da análise da proposta de participação e documentação anexadas na inscrição.

9.2 - Todos os artistas selecionados serão comunicados por e-mail após a decisão dos jurados e o resultado da seleção será publicado no site do Museu Olho Latino: www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito

9.3 - Caberá ao artista selecionado na Seção A entregar ou enviar suas obras originais aceitas para a 6ª Bienal do Esquisito de 25 a 28 de abril, até às 17h, no Museu Olho Latino – Centro de Convenções “Victor Brecheret”, na Alameda Prof. Lucas Nogueira Garcêz, 511 – Parque das Águas, Estância de Atibaia, SP - CEP: 12941-650.

9.4 - Caberá ao artista selecionado na Seção A em performance ou outra proposta para ser apresentada ao vivo, apresentá-la na abertura do evento, dia 05 de maio, às 19h, no Museu Olho Latino – Centro de Convenções “Victor Brecheret”, na Alameda Prof. Lucas Nogueira Garcêz, 511 – Parque das Águas, Estância de Atibaia, SP.

9.5 - Caberá ao artista selecionado na Seção B enviar os comprovantes de realização do trabalho aceito (fotos ou vídeo) para a 6ª Bienal do Esquisito até 02 de maio, conforme as informações que receber.

9.6 - Os trabalhos selecionados que necessitem de equipamentos especiais deverão ser fornecidos pelos artistas durante o período do evento, bem como a manutenção dos mesmos.

10 - Premiação:

10.1 - Será distribuído o valor bruto de R$10.000,00 (dez mil reais) a critério da comissão de premiação. Observação: os valores mencionados sofrerão descontos obrigatórios, conforme taxa de dedução do IR.

10.2 – Somente receberão prêmios em dinheiro os artistas indicados que tiverem os dados de identificação, CPF e o número do PIS devidamente válidos.

10.3 - Outros Prêmios poderão ser distribuídos conforme atribuição do júri de premiação.

10.4 - Os Prêmios poderão ser aquisitivos, conforme entendimento entre as partes. Nesse caso, as obras passarão a pertencer ao Acervo Olho Latino.

10.5 - Os artistas convidados não concorrerão a prêmios.

11- Abertura e entrega dos Prêmios:

11.1 - A abertura da 6ª Bienal do Esquisito será em 05 de maio de 2012, às 19h, no Centro de Convenções e Eventos Victor Brecheret, Al. Lucas Nogueira Garcez 511 - Estância de Atibaia, SP.

11.2 - O resultado da premiação será anunciado na abertura do evento. A verba correspondente aos Prêmios será depositada em conta corrente fornecida pelo(a) artista premiado(a). Somente receberão os valores os premiados que fornecer os dados necessários para o pagamento correspondente do imposto de premiação (CPF e PIS).

12 - Disposições Gerais:

12.1 - A participação no evento implica na aprovação automática de que as obras sejam fotografadas e filmadas para veiculação na mídia a fim de divulgar o evento. Todo o material enviado, DVDs, textos, projetos, fotos, e outros, das obras e trabalhos artísticos selecionados poderão ser usados e reproduzidos para a divulgação do evento em qualquer tipo de meio de comunicação.

12.2 – O Museu Olho Latino e a Prefeitura da Estância de Atibaia não se responsabilizam pelo direito autoral das imagens e vídeos enviados pelos inscritos. Qualquer ação que seja movida contra o uso de imagens, sons, etc, será de responsabilidade do artista.

12.3 - A 6ª Bienal do Esquisito poderá ser exposta novamente, total ou parcialmente em outro local e cidade. Nesse caso, a organização entrará em contato com o artista.

12.4 - Todos os artistas selecionados e convidados receberão o certificado de participação.

12.5 - As despesas de envio e retirada das obras ocorrerão por conta do artista. Caso as obras não sejam retiradas pessoalmente após o término do evento no mês de junho de 2012, somente serão devolvidas, mediante o prévio contato do artista pelo e-mail esquisito@olholatino.com.br, para que as mesmas sejam enviadas por transportadora ou Correios, conforme disponibilidade da organização, com frete a ser pago pelo artista.

12.6 - Após junho de 2012, ficará a cargo do Museu Olho Latino decidir sobre o destino das obras que não forem retiradas ou solicitadas para devolução.

12.7 - A Prefeitura da Estância de Atibaia e o Museu Olho Latino terão zelo e cuidado no manuseio das obras, mas não se responsabilizam por eventuais danos que os trabalhos enviados venham a sofrer, cabendo aos artistas segurá-los contra riscos de qualquer natureza, bem como as embalagens que acompanharem os mesmos.

12.8 - A Comissão Organizadora da Bienal rejeitará inscrições que não estejam de acordo com os termos deste regulamento. O ato da inscrição implica automática e plena concordância com as normas deste Regulamento.

12.9 - A Comissão de Seleção e a Comissão de Premiação são soberanas e autônomas nas decisões dos critérios adotados. O resultado do evento será irrecorrível.

12.10 - Os casos omissos serão resolvidos pela comissão organizadora.

Cronograma:

6ª Bienal do Esquisito

Tema: A face oculta de um acéfalo

Inscrições: de 02 a 20 de abril de 2012

Resultado da seleção: a partir de 24 de abril no site www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito

Recepção das obras selecionadas (Seção A): de 25 a 28 de abril até às 17h

Recepção dos comprovantes das obras dos artistas agregados selecionados (Seção B): de 25 de abril a 02 de maio até às 17h

Abertura: 05 de maio, às 19h

Período da mostra: de 05 a 26 de maio de 2012

Local: Museu Olho Latino – Centro de Convenções “Victor Brecheret”

Endereço: Alameda Prof. Lucas Nogueira Garcêz, 511 – Parque das Águas – Estância de Atibaia, SP - CEP: 12941-650.

Contato: esquisito@olholatino.com.br

Regulamento, ficha de inscrição e informações: www.olholatino.com.br/6bienaldoesquisito

Realização: Museu Olho Latino e Secretaria de Cultura e Eventos - Prefeitura da Estância de Atibaia. É um projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura - Programa de Ação Cultural de 2011.

Posted by Guilherme Nicolau at 11:00 AM

abril 2, 2012

Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012 -Galpão 5 - Funarte MG - Inscrições e informações para o artista

Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2012 -Galpão 5 - Funarte MG

O objeto deste edital é a seleção de projetos de exposições a serem realizadas na galeria intitulada Galpão 5, da Funarte mG, na cidade de Belo Horizonte, com o objetivo de estimular a multiplicidade e a diversidade de linguagens e tendências em suas variadas modalidades de manifestação, bem como promover a difusão, o fomento, a reflexão, a produção artística e o intercâmbio entre todos aqueles que compõem o campo das artes visuais.

Inscrições até 30 de abril de 2012.

Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012
Galpão 5 - Funarte mG
Rua Januária 68, Floresta. Belo Horizonte - MG
galpao5@funarte.gov.br

Informações para o artista sobre o custo-benefício de editais
As informações abaixo, todas de caráter objetivo, copiadas do edital, servem para ajudar o artista iniciante a decidir sobre a sua participação no evento em questão. Leia sobre esta iniciativa do Canal no Salões&Prêmios.

GANHOS PARA INSCRITOS: nenhum

GANHO PARA SELECIONADOS: Serão contemplados, com recursos previstos neste edital, a serem pagos pela Funarte, 03 (três) projetos no valor de r$ 100.000,00 (cem mil reais) cada.

CUSTOS OPERACIONAIS:
- O(a) proponente deverá encaminhar exclusivamente por via postal, conforme subitem 3.2.3, os materiais para a sua inscrição, exigidos no edital

- O(a) proponente se responsabilizará pela escolha e organização de sua equipe em todas as etapas a serem desenvolvidas, bem como pelos materiais e equipamentos a serem utilizados na confecção de sua(s) obra(s), na montagem, manutenção e desmontagem da exposição.

- Caberá ao(à) proponente contemplado(a) pelo edital Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012 Artes Visuais Galpão 5 - MG arcar com todos e quaisquer gastos necessários para a pré-produção, desenvolvimento, pós-produção e divulgação de seu projeto, bem como pela manutenção da exposição.

- O(a) proponente contemplado(a), cuja exposição necessite de acompanhamento diário, em qualquer caso, para a sua realização, será responsável por tal atividade.

EDITAL

Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2012 -Galpão 5 - Funarte MG

O Presidente da Fundação nacional de artes - Funarte, no exercício das atribuições que lhe confere o inciso V do artigo 14 do estatuto aprovado pelo decreto nº 5.037, de 7 de abril de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 8 de abril de 2004, torna público o presente edital do Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012, válido para todo o território nacional, em conformidade com a Lei nº 8666/93 e as seguintes disposições:

1 Do objeto
o objeto deste edital é a seleção de projetos de exposições a serem realizadas na galeria intitulada Galpão 5, da Funarte mG, na cidade de Belo Horizonte, com o objetivo de estimular a multiplicidade e a diversidade de linguagens e tendências em suas variadas modalidades de manifestação, bem como promover a difusão, o fomento, a reflexão, a produção artística e o intercâmbio entre todos aqueles que compõem o campo das artes visuais.

2 Das Condições
2.1 estão habilitadas a participar, deste edital, pessoas físicas envolvidas com as artes visuais, considerando:
a) Pessoa Física: indivíduo ou representante de coletivo de artistas;
b) Pessoa Física representada por pessoa jurídica.
2.2 É vedada a inscrição, neste edital, de servidores e empregados terceirizados da Funarte.
2.3 o presente edital contemplará 03 (três) projetos de exposições de artes visuais, a serem realizados no Galpão 5, da Funarte mG, na cidade de Belo Horizonte.
2.3.1 entendido que as artes visuais constituem um campo de múltiplas manifestações, o(a) proponente terá ampla liberdade quanto às linguagens de artes visuais que serão desenvolvidas em seu projeto, podendo direcioná-lo a qualquer público.
2.3.2 o(a) proponente deverá elaborar o projeto de ocupação para o Galpão 5, na cidade de Belo Horizonte, considerando as características da arquitetura e as especificidades do local,onde será exposto 01 (um) projeto por vez.
2.3.3 As especificações, características técnicas, plantas, imagens e endereço completo do Galpão 5 da Funarte mG poderão ser consultados na página eletrônica da Funarte, www.funarte.gov.br.
2.4 todas as ações propostas e produtos gerados neste edital deverão ser oferecidos gratuitamente ao público.
2.4.1 o(a) proponente deverá considerar os resultados do projeto como contribuições ao conhecimento e à difusão de processos criativos em artes visuais. deverão ser considerados a qualidade, o planejamento e a divulgação necessários para a disponibilização de seus resultados à sociedade.
2.5 o(a)proponente poderá inscrever quantos projetos desejar nos editais do Prêmio Funarte de arte Contemporânea, devendo ser contemplado(a) em apenas 01 (um) projeto e em uma única cidade.
2.5.1 o(a) proponente contemplado(a) na última edição dos editais do Prêmio Funarte de arte Contemporânea nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, recife, rio de Janeiro e São Paulo não poderá ser selecionado neste edital.
2.6 o(a) proponente deverá formatar o seu projeto obedecendo às exigências deste edital, podendo escolher qualquer temática ou proposta que considerar de interesse das artes visuais.
2.7 o(a) proponente se responsabilizará pela escolha e organização de sua equipe em todas as etapas a serem desenvolvidas, bem como pelos materiais e equipamentos a serem utilizados na confecção de sua(s) obra(s), na montagem, manutenção e desmontagem da exposição.
2.8 Caberá ao(à) proponente contemplado(a) pelo edital Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012 - Galpão 5 - Funarte mG arcar com todos e quaisquer gastos necessários para a pré-produção, desenvolvimento, pós-produção e divulgação de seu projeto, bem como pela manutenção da exposição.
2.8.1 o(a) proponente contemplado(a), cuja exposição necessite de acompanhamento diário, em qualquer caso, para a sua realização, será responsável por tal atividade.
2.9 os(as) proponentes selecionados(as) deverão realizar seus projetos no Galpão 5 da Funarte mG, na cidade de Belo Horizonte, pelo período de 40 (quarenta) dias, de acordo com o cronograma definido pelo Centro de Artes Visuais da Funarte.

3 Das Inscrições
3.1 as inscrições serão gratuitas e realizadas no período de até 45 (quarenta e cinco) dias após a publicação deste edital no Diário Oficial da União.
3.2 o(a) proponente deverá encaminhar exclusivamente por via postal, conforme subitem 3.2.3, os seguintes materiais para a sua inscrição: formulário de inscrição, composto de dados do proponente e dados do projeto (disponível no endereço eletrônico da Funarte, www.funarte.gov.br), devidamente preenchido, datado e assinado, obrigatoriamente na forma impressa; currículo do(a) proponente e os currículos dos profissionais citados na ficha técnica do projeto, obrigatoriamente na forma impressa;
croqui da exposição, em forma impressa ou eletrônica, em Cd ou dVd; imagens da(s) obra(s) (indicando autor, título, data, técnica, materiais utilizados e dimensões) e especificações de manuseio e montagem, em forma impressa ou eletrônica, em Cd ou dVd.
3.2.1 É obrigatório o preenchimento de todos os campos do formulário de inscrição, bem como o envio de todos os materiais necessários para a realização da inscrição.
3.2.2 o(a) proponente poderá enviar, a seu critério, portifólio bem como outros materiais que julgar necessários para a avaliação do projeto.
3.2.3 os materiais para a inscrição do projeto deverão ser remetidos para o seguinte

endereço e identificação:

destinatário:
edital Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012
Galpão 5 - Funarte mG
Rua Januária, 68 – Floresta
Belo Horizonte – MG
CeP 30110-055
b) remetente:
título do projeto
nome completo do(a) proponente
endereço completo do(a) proponente

3.3 Serão consideradas somente as inscrições entregues via postal, na modalidade de carta registrada ou SedeX, com aviso de recebimento (ar), sendo desconsideradas as inscrições postadas após a data de encerramento referida no item 3.1 deste edital.
3.4 o comprovante de aviso de recebimento dos Correios (ar), documentando a entrega do material postado destinado ao endereço constante no subitem 3.2.3 deste edital, servirá como comprovante de inscrição.
3.5 o projeto deverá ser encaminhado na íntegra. não serão admitidas alterações ou complementações posteriores a sua entrega para a inscrição.
3.6 na hipótese de inscrição de projetos de coletivo de artistas, apenas um indivíduo deverá constar como responsável pela inscrição, sendo ele identificado como propo­nente.
3.7 a Funarte não se responsabiliza por projetos extraviados, não entregues no endereço e fora do prazo determinado neste edital.
3.8 Somente serão aceitos projetos que não contenham materiais perecíveis, adulteráveis e que não interfiram na integridade física do local e do público.

4 Da Seleção
4.1 Os projetos inscritos, e com a ficha de inscrição devidamente preenchida em todos os seus campos, datada e assinada acompanhada dos demais materiais obrigatórios, serão analisados por uma comissão de seleção composta por 4 (quatro) membros, indicados e nomeados pelo Presidente da Funarte, sendo 1 (um) representante da Funarte e os demais com notório e amplo conhecimento da produção nacional nessa área.
4.2 A comissão de seleção poderá estabelecer critérios específicos de avaliação dos projetos, indicando-os, em ata.
4.3 os projetos serão analisados pela comissão de seleção a partir das seguintes diretrizes norteadoras:
a) qualidade do projeto;
b) planejamento e viabilidade prática do projeto;
c) ações sócio-educativas que visem à democratização do acesso aos resultados
finais do projeto, como por exemplo: debates, palestras, encontros, visitas, entre outras;
d) qualificação dos profissionais envolvidos no projeto;
e) estratégias de comunicação e divulgação do projeto;
f) público­alvo do projeto, considerando a importância da renovação e qualificação
de público para as artes visuais;
g) conformidade com os objetivos deste edital.
4.4 O projeto selecionado será divulgado no Diário Oficial da União e na página eletrônica da Funarte, www.funarte.gov.br, sendo de total responsabilidade do(a) proponente acompanhar a atualização de informações.
4.5 os pedidos de reconsideração poderão ser encaminhados para o endereço eletrônico: reconsideracao.ac@funarte.gov.br, conforme formulário disponível na página eletrônica da Funarte, no prazo de até 5 (cinco) dias úteis, após a publicação do resultado, de acordo com o que estabelece a Lei nº 8666/93.
4.5.1 Caberá ao Presidente da Funarte constituir comissão interna para julgar os pedidos de reconsideração.
4.6 O resultado final, após o julgamento dos pedidos de reconsideração, será homologado pelo Presidente da Funarte e divulgado no Diário Oficial da União e na página eletrônica da Funarte (www.funarte.gov.br), sendo de total responsabilidade do(a) proponente acompanhar a atualização de informações.
4.7 Os projetos não selecionados ficarão à disposição dos interessados até 30 (trinta) dias após a divulgação dos resultados, sendo que a não retirada neste prazo permitirá a sua inutilização pela Funarte.
4.8 os interessados em realizar a retirada do material enviado deverão entrar em contato por meio do endereço eletrônico: galpão5@funarte.gov.br.
4.9 a retirada de material deverá ser feita presencialmente no endereço para o qual a inscrição foi postada, pelo próprio proponente ou pessoa por ele autorizada, mediante agendamento prévio.

5 Da Documentação
5.1 os(as) proponentes que tiverem seus projetos selecionados deverão encaminhar para o Centro de artes Visuais da Funarte, endereço: rua da imprensa,16, sala 1303, Centro, rio de Janeiro - rJ, CeP 20030-120, em no máximo 10 (dez) dias, os documentos necessários à liberação do recurso financeiro, sob pena de desclassificação.
5.1.1 documentos para proponente Pessoa Física:
a) cópia da carteira de identidade;
b) cópia do CPF;
c) cópia do comprovante de residência
d) comprovante dos dados bancários do proponente (banco, agência e conta corrente);
e) termo de responsabilidade (disponível na página eletrônica da Funarte, www.funarte.gov.br), devidamente preenchido e assinado.
5.1.2 documentos para proponente Pessoa Física, representada por Pessoa Jurídica, conforme declarado no formulário de inscrição:
5.1.2.1 do selecionado(a):
a) cópia da carteira de identidade;
b) cópia do CPF;
c) cópia de comprovante de residência;
d) declaração do premiado autorizando ser representado por pessoa jurídica.
5.1.2.2 da Pessoa Jurídica representante:
a) cópia do CnPJ;
b) cópia da carteira de identidade do representante legal;
c) cópia do CPF do representante legal;
d) cópia do comprovante de endereço em que a pessoa jurídica se encontra estabelecida e de seu representante legal;
e) cópia atualizada do contrato social ou estatuto e última alteração;
f) cópia do termo de posse do representante legal ou cópia da ata que o elegeu, quando não constar o nome do representante no estatuto;
g) comprovante dos dados bancários da instituição do proponente e/ou representante legal (banco, agência e conta corrente).
5.2 Para recebimento do recurso, o(a) selecionado(a) deverá indicar o banco, a agência e a conta corrente registrada em seu nome ou de seu representante legal.

6 Dos recursos
6.1 o montante para aplicação no Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012, para o Galpão 5 da Funarte mG é de r$ 300.000,00 (trezentos mil reais).
6.2 Serão contemplados, com recursos previstos neste edital, a serem pagos pela Funarte, 03 (três) projetos no valor de r$ 100.000,00 (cem mil reais) cada.
6.3 Cada proponente cujo projeto for selecionado neste edital receberá a quantia em uma única parcela e deduzidos os descontos previstos na legislação vigente.
6.4 ocorrendo desistência ou impossibilidade de recebimento por parte do proponente selecionado, em razão do descumprimento deste edital, o recurso financeiro será destinado a outro proponente, observada a ordem de classificação dos suplentes estabelecida pela comissão de seleção.
6.5 Os recursos destinados a este edital correrão à conta do PTRES 047754 – 13.392.2027.4796.0001­ Fomento e Promoção a Projetos em Arte e Cultura.

7 Das obrigações
7.1 do(a) selecionado(a):
a) o projeto selecionado é de responsabilidade do(a) proponente que se compromete a executá-lo conforme aprovado pela comissão de seleção;
b) o(a) proponente selecionado(a) deverá comunicar, por escrito, ao Centro de artes Visuais da Funarte, mudanças de endereço, telefone e demais meios de contato;
c) o(a) proponente selecionado(a) deverá comunicar, por escrito, ao Centro de Artes Visuais da Funarte eventuais modificações técnicas, decorrentes de imprevistos e que sejam indispensáveis à execução do projeto aprovado, bem como, a inclusão de apoiadores e outras informações relevantes que deverão ser previamente avaliadas pela equipe técnica desse Centro.
c) é indispensável manter constante comunicação com o Centro de artes Visuais da Funarte informando o status do projeto e disponibilizando encontros com a equipe de produção da Funarte, sempre que solicitado;
d) é indispensável que o(a) proponente confeccione convite eletrônico e catálogo impresso como forma de divulgação e registro do projeto. o catálogo, contendo texto crítico sobre a(s) obra(s), texto e créditos institucionais, deverá respeitar obrigatoriamente o modelo utilizado pelo Centro de artes Visuais da Funarte com o formato de 21x21 cm, sendo a criação do projeto gráfico a cargo do proponente com a aprovação da Funarte e respeitando o estabelecido no item 7 e seus subitens deste edital.
e) o(a) proponente deverá enviar ao Centro de artes Visuais da Funarte, com no mínimo 35 (trinta e cinco) dias de antecedência da abertura da exposição, a arte do convite eletrônico, bem como das demais peças de divulgação que deseje elaborar, acompanhadas de ficha técnica completa, currículos resumidos e release de divulgação para avaliação das logomarcas;
f) o(a) proponente deverá enviar ao Centro de artes Visuais da Funarte 100 (cem) exemplares da tiragem do catálogo até o final da exposição;
g) o(a) proponente deverá realizar a desmontagem e o transporte da(s) obra(s) e retirar todos os materiais da exposição das dependências da Funarte no período máximo de 5 (cinco) dias após o término da exposição, assim como a devolução da galeria nas mesmas condições em que foi recebida.
h) o(a) proponente deverá encaminhar, ao Centro de artes Visuais da Funarte e ao destinatário informado no subitem 3.2.3, os seguintes documentos comprobatórios da realização do projeto:
h.1) relatório intermediário sobre o desenvolvimento do projeto, quando solicitado, conforme formulário disponibilizado pelo Centro de artes Visuais, devidamente preenchido, datado e assinado, em forma impressa;
h.2) relatório final de atividades, conforme formulário disponibilizado pelo Centro
de artes Visuais, devidamente preenchido, datado e assinado, em forma impressa, no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a realização da exposição;
h.3) clipping de imprensa, em 02 (duas) vias impressas, no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a realização da exposição;
h.4) catálogo da exposição digitalizado em PdF para possível disponibilização na página eletrônica da Funarte, no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a realização da exposição;
h.5) 25 (vinte e cinco) ou mais fotografias digitais, em alta resolução e em CD ou dVd, documentando as atividades desenvolvidas, no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a realização da exposição.
7.2 nas peças de divulgação e mídia em geral, é obrigatória a inserção das logomarcas, conforme consta no item 7.3
7.2.1 em peças impressas, internet, mídias digitais, eletrônicas e audiovisuais são oBriGatÓriaS as inserções:
a) “distribuição Gratuita, proibida a venda”;
b) “este projeto foi contemplado pela Funarte no Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012 – Galpão 5­ Funarte MG”.
7.2.2 o não cumprimento das exigências constantes das alíneas do item 7.1, 7.2 e
7.2.1 deste edital implicará a adoção de medidas judiciais cabíveis e a inscrição do proponente na relação de inadimplentes do Cadastro informativo dos Créditos Quitados do Setor Público Federal - Cadin.
7.2.3 o(a) proponente cujo projeto for selecionado estará sujeito(a) às penalidades previstas na Lei nº 8666/93, em virtude da inexecução total ou parcial do projeto ou, ainda, pela execução do projeto em desacordo com a descrição contida na proposta aprovada pela comissão de seleção, obrigando-se a devolver os recursos recebidos atualizados de acordo com a legislação vigente à época em que se realizar a respectiva quitação.
7.3 as logomarcas do Governo Federal, do ministério da Cultura e da Funarte deverão obrigatoriamente ser fixadas em todas as peças de divulgação dos projetos selecionados, inclusive nos releases de imprensa e comunicados, sob a chancela “realização”, de forma padronizada, que deverá ser consultada na página eletrônica da Funarte.
7.4 a Funarte e o ministério da Cultura deverão ser mencionados como realizadores do projeto em qualquer mídia, sendo vedado ao(à) proponente exigir, por isso, qualquer modalidade de pagamento.
7.5 a Funarte e o ministério da Cultura poderão mencionar seu apoio ao projeto em suas campanhas e peças de comunicação institucional, bem como em sua página eletrônica institucional, e utilizar imagens dele decorrentes sem qualquer ônus.
7.6 Caso o projeto selecionado contenha imagens ou tenha participação física de menores de 18 (dezoito) anos, deverá ser apresentado documento de liberação do Juizado da infância e Juventude em até 72 (setenta e duas) horas antes da abertura do evento, não sendo aceito o Protocolo de requerimento. o não atendimento desta solicitação impossibilitará sua realização.
7.7 Caso o projeto selecionado contenha materiais não aconselháveis a menores de 18 (dezoito) anos, deverá ser fixada na entrada do evento etiqueta orientando qual a faixa etária permitida.
7.8 Caso o projeto selecionado contenha imagens de terceiros, o proponente deverá apresentar documento que autorize a utilização de tais imagens para fins deste edital.
7.9 o(a) proponente será responsável pela programação visual, painel de abertura, identificação da(s) obra(s) e texto(s) da exposição, bem como pela inclusão do nome do prêmio com as logomarcas do Governo Federal, do ministério da Cultura e da Funarte na galeria, conforme manual de identidade visual a ser consultado na página eletrônica da Funarte.
7.10 as peças de divulgação, em qualquer mídia, assim como toda e qualquer peça impressa, deverão ser encaminhadas ao Centro de artes Visuais da Funarte para prévia aprovação.

8 Dos Direitos Autorais e do Direito de Imagem
8.1 Pela adesão ao presente edital, o(a) candidato(a) inscrito(a) que venha a ser selecionado(a) autoriza a Funarte e o ministério da Cultura a utilizar os registros das ações e etapas do projeto, bem como as imagens de seus resultados em mídia impressa, internet, mídias digitais, eletrônicas e audiovisuais, sem ônus e por tempo indeterminado, para fins de divulgação.
8.1.1 as instituições que constam no item acima poderão, ainda, autorizar a utilização dessas imagens para fins educacionais e de divulgação, sem comercialização.
8.2 ao se inscrever no presente edital, o(a) candidato(a) declara a inexistência de plágio das obras e/ou projetos inscritos, bem como garante ter a autorização de terceiros que, porventura, tenham direitos conexos sobre a produção artística, se responsabilizando, inclusive, por eventuais reivindicações de terceiros quanto ao uso não autorizado, indenizando, se for o caso, a Funarte e o ministério da Cultura, regressivamente, em eventual ação condenatória.

9 Das Disposições Finais
9.1 a realização da inscrição de projeto para o edital Prêmio Funarte de arte Contemporânea 2012 Galpão 5 ­ Funarte MG implica na plena aceitação das normas constantes do presente edital.
9.2 a inobservância das normas estabelecidas por este edital implicará no indeferimento da inscrição do projeto.
9.3 este edital não inviabiliza que o(a) proponente de cada projeto obtenha outros recursos junto à iniciativa pública ou privada, utilizando ou não as leis de incentivo à cultura vigentes no país, desde que os demais parceiros sejam mencionados como “apoiadores”.
9.4 a Funarte se reserva o direito de ocupar e de pautar eventos nos períodos não ocupados pelo projeto selecionado.
9.5 os casos omissos relativos às disposições deste edital serão decididos pelo Presidente da Funarte, após apreciação do Diretor do Centro de Artes Visuais, ficando desde logo eleito o foro da Justiça Federal, Seção Judiciária do estado do rio de Janeiro, para dirimir eventuais questões decorrentes deste edital.
9.6 na hipótese de haver novas dotações orçamentárias, poderão ser contemplados novos projetos, desde que observada a ordem de classificação dos suplentes feita pela comissão de seleção.
9.7 O presente edital ficará à disposição dos interessados na página eletrônica da Funarte, www.funarte.gov.br.
9.8 outros esclarecimentos podem ser obtidos no endereço eletrônico: galpao5@funarte.gov.br.

Antonio Grassi
Presidente da Funarte

Posted by Guilherme Nicolau at 10:59 AM