Página inicial

Salões & Prêmios

 


maio 2019
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

maio 5, 2019

Programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural - Inscrições

Programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural - Inscrições

Com fundo de R$ 4 milhões, programa mistura aporte direto do banco com financiamento coletivo (crowdfunding) e vai triplicar a arrecadação de projetos que deixem legado para o patrimônio cultural brasileiro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou um programa inovador de financiamento e capacitação para iniciativas voltadas para o Patrimônio Cultural Brasileiro, na manhã de 26 de março, durante evento com especialistas no tema, no Espaço Cultural BNDES, no centro do Rio.

Batizado de Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural, o programa é o primeiro do setor público a adotar um modelo de financiamento combinado, unindo o tradicional aporte direto do banco ao financiamento coletivo (crowdfunding), modelo que tem revolucionado a forma de financiar projetos pelo mundo. A cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados via edital, o BNDES aportará mais R$ 2, até que a meta mínima de arrecadação seja atingida.

Voltado para campanhas de pequeno e médio porte (entre R$30 mil e R$300 mil de meta mínima), o programa vai selecionar iniciativas que deixem legado para o Patrimônio Cultural Brasileiro, material ou imaterial. Entre 2019 e 2020, serão aplicados até R$ 4 milhões do Fundo Cultural – formado por parte do lucro do BNDES – em projetos apoiados pela sociedade por meio de crowdfunding. No total, os recursos mobilizados poderão ultrapassar R$ 6 milhões, considerando as colaborações do público e de terceiros que se interessem pelas iniciativas selecionadas pelo programa.

Pioneiro no Brasil, este é o maior matchfunding da história e foi coidealizado por três parceiros: a Benfeitoria, plataforma de crowdfunding e matchfunding com a maior taxa de sucesso do país; a SITAWI Finanças do Bem, organização da sociedade civil que atua com vasta experiência em finanças sociais; e o Museu Vivo, consultoria em rede de inovação e sustentabilidade em museus e cultura. O Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural conta, também, com apoio técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), uma vez que é responsável pela formalização de registro e tombamento dos patrimônios culturais brasileiros, na esfera federal.

“Essa iniciativa é disruptiva e inovadora de diversas maneiras: em termos de financiamento, um dos grandes gargalos para o setor da cultura - não só no Brasil, mas mundialmente - e também como forma de estruturar e testar um mecanismo em que a sociedade participa como parceira do banco, não só como cofinanciadora, mas também dando legitimidade, reconhecimento e capacidade de fiscalização aos projetos”, afirma Eduardo Bizzo, gerente no Departamento de Educação e Cultura do BNDES.

A expectativa é que a iniciativa apoie até 80 projetos selecionados ao longo dos dois anos, por meio de edital. No dia 2 de abril de 2019, serão abertas as inscrições para proposições de todo o país. Os critérios de seleção e outros detalhes da chamada serão divulgados no evento de lançamento, no dia 26, e disponibilizados no canal do projeto na plataforma da Benfeitoria, logo em seguida (www.benfeitoria.com/bndesmais). Durante a etapa de convocação, os interessados receberão treinamento online sobre financiamento coletivo.

A primeira onda de curadoria e seleção de projetos (serão quatro ondas mensais por ano, cada uma indicando até dez projetos) acontecerá entre 15 de maio e 15 de junho, quando serão anunciadas as primeiras iniciativas selecionadas. A partir daí, os contemplados receberão consultoria especial da Benfeitoria para preparar o lançamento das campanhas de arrecadação online, que terão início em julho de 2019. Além desta primeira, o edital prevê a realização de mais três ondas de curadoria e seleção, possibilitando que os beneficiários apresentem projetos, neste ano, até 15 de agosto.

Para efetivamente receber os recursos, as iniciativas deverão atingir suas metas mínimas de arrecadação, além de cumprir critérios mínimos de pulverização de recursos, de modo a garantir que o apoio represente interesse coletivo (sem estar concentrado em poucos doadores). Se a campanha alcançar a meta dentro do prazo estabelecido, o projeto será viabilizado e os colaboradores receberão recompensas. Caso contrário, o dinheiro será estornado. Projetos que baterem a meta mínima antes do prazo final poderão continuar captando, porém sem o aporte adicional (match) do BNDES.

Os projetos financiados serão implementados com acompanhamento da SITAWI e receberão, ainda, uma consultoria especializada em gestão cultural para sustentabilidade. Em 2020, o mesmo processo se repetirá, com mais quatro ondas de curadoria e seleção. Por ser uma iniciativa-piloto muito inovadora, o programa possibilita mudanças para o segundo ano da chamada, a partir dos aprendizados de 2019.

“Essa inovadora parceria popular-público-privada é um sistema alternativo de financiamento sem precedentes, que gera riquezas para o país ao investir em traços da nossa cultura que precisam ser cuidados formalmente pelo poder público e pela sociedade civil. Não se trata apenas de um financiamento coletivo, esse projeto revolucionário é sobre engajamento e construção identitária”, afirma a CEO da Benfeitoria, Tati Leite.

Tipos de legado que o programa contempla:

- Promoção e Inclusão: ações de promoção de um patrimônio e transmissão de conhecimentos tradicionais a um novo público; benfeitorias ou ações de inclusão que tornem o patrimônio mais acessível e democrático; ações de impacto perene voltadas à promoção do turismo ligado ao Patrimônio Cultural Brasileiro

- Inovação e Tecnologia: instalações, aplicativos e jogos digitais, novas tecnologias ou conteúdos que melhorem a experiência e o engajamento do público com o patrimônio ou que o torne ainda mais atraente, contemporâneo e/ou com mais valor turístico.

- Educação e Inspiração: cursos, oficinas e/ou eventos de formação (online ou presencial) de profissionais que trabalhem com patrimônio; ações e conteúdos educativos que promovam o engajamento do público com o patrimônio.

- Preservação e Memória: restauros, reformas, ações de conservação e cuidado do patrimônio; iniciativas de registro e reconhecimento que preservem a memória do patrimônio, como documentários, prêmios, cartografias.

Mais sobre matchfunding

O conceito consiste na combinação de aporte direto com financiamento coletivo, no qual um agente de fomento dobra ou triplica a arrecadação de um projeto em crowdfunding, fazendo o “match” a cada real investido pelo público. O “Programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural” é a primeira iniciativa de matchfunding do setor público com a sociedade civil. A iniciativa sugere uma nova alternativa para financiamento de projetos de natureza cultural alinhada diretamente com interesses dos cidadãos.

Sobre o BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES é um empresa pública federal dotada de personalidade jurídica de direito privado que aposta na rica diversidade cultural brasileira para impulsionar o desenvolvimento do país. Suas variadas manifestações movimentam cadeias produtivas que geram trabalho, emprego e renda e promovem inclusão social. Para apoiar o setor, o Banco dispõe de diversos instrumentos, como financiamento, recursos não reembolsáveis e fundos de investimento. Maiores informações podem ser obtidas no endereço:
www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/onde-atuamos/cultura-e-economia-criativa/

Sobre os coidealizadores

SITAWI Finanças do Bem
A SITAWI é uma organização pioneira no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto social. Em mais de 10 anos de história, mobilizou R$26 milhões, apoiando mais de 100 organizações e negócios de impacto que alcançaram mais de 650 mil pessoas. É o investidor de impacto mais ativo do Brasil, com 40 deals em forma de empréstimo, dívida conversível, empréstimo coletivo e equity. Entre seus parceiros estratégicos, encontram-se agências internacionais (como a USAID), grandes empresas nacionais e internacionais (Natura, Coca Cola, IBM), além de fundações/institutos (Fundação BMW, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Fundação Lemann, Instituto EDP, Instituto Sabin, Oi Futuro).

Benfeitoria
Lançada em 2011, a Benfeitoria é a plataforma de financiamento coletivo (crowdfunding) mais inovadora e eficiente do Brasil. Com a maior taxa de sucesso do Brasil desde o lançamento, já mobilizou mais de R$36 milhões de 270 mil colaboradores para dar vida a mais de 2mil projetos. Foi a primeira plataforma do mundo a não cobrar comissão obrigatória de quem arrecada, a primeira do Brasil a lançar crowdfunding recorrente, e a única a trabalhar com editais de grande porte via Matchfunding. Entre seus principais parceiros de fomento, estão ONU Mulheres, Sebrae, Natura, Coca-Cola, Ambev, Youse e Itaú.

Museu Vivo
Museu Vivo é uma consultoria em rede para inovação e sustentabilidade econômica de museus e instituições culturais. Realiza planejamento e gestão sócio-cultural com Laboratórios de Inovação, curadoria de seminários, festivais, disseminação de conteúdos online e capacitação em projetos que integram cultura, museus, novas economias e regeneração. Cataliza inovação no setor cultural com estratégias de engajamento de públicos, sustentabilidade financeira e integração com causas sociais. Projetos recentes com Museu da Língua Portuguesa, Museu Villa Lobos, Oi Futuro, Museu do Amanhã, Museu das TeleComunicações, MAR e Festival ColaborAmerica.

Posted by Patricia Canetti at 5:02 PM