Página inicial

Salões & Prêmios

 


abril 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          
Pesquise em
salões & prêmios:

Arquivos:
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
dezembro 2016
novembro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
maio 2016
abril 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004
maio 2004
As últimas:
 

março 21, 2018

Fundação Iberê Camargo divulga selecionados no edital para exposições

Projetos Náufragos na correnteza do tempo, de Denise Gadelha, e Avesso, de Andressa Cantergiani e Maurício Ianês, foram escolhidos para serem exibidos na instituição em 2018

A Fundação Iberê Camargo – instituição cultural com sede em Porto Alegre/RS – revelou nesta quinta-feira, 15 de março, os selecionados no edital para a realização de exposições temporárias, cujas inscrições se encerraram no dia 15 de fevereiro. Foram escolhidos os projetos Náufragos na correnteza do tempo, de Denise Gadelha, e Avesso, de Andressa Cantergiani e Maurício Ianês.

O edital recebeu 57 inscrições (27 homologadas), de artistas de nove estados brasileiros e três nacionalidades. A seleção dos projetos envolveu a Comissão Técnica da Fundação Iberê Camargo e teve decisão do Júri Convidado, composto pela curadora, crítica e pesquisadora em artes visuais Gabriela Motta e pelo artista visual Luiz Roque.

Segundo o diretor artístico da Instituição, Bernardo José de Souza, a comissão julgadora levou em conta a profundidade conceitual dos projetos apresentados, a contemporaneidade do discurso, a excelência formal e a coerência entre a proposta e os currículos dos artistas integrantes. “O objetivo do edital foi oferecer aos artistas e curadores brasileiros e estrangeiros residentes no país uma alternativa para o desenvolvimento de suas atividades, e garantir uma programação mais diversa e dinâmica à Fundação, alinhada à sua atual postura de maior diálogo com a comunidade artística”, completa.

As duas propostas selecionadas serão exibidas em 2018 – sendo uma ainda neste semestre, e a outra no segundo semestre do ano –, com duração entre cinco e oito semanas cada uma. Os selecionados também receberão R$ 10.000,00 (dez mil reais) para custeio de despesas de execução.

Conheça os projetos e os artistas:

Náufragos na correnteza do tempo, de Denise Gadelha

A exposição é uma série de trabalhos desenvolvidos a partir de fotografias que foram atingidas por um drástico vazamento de água ocorrido no antigo atelier da artista, em Porto Alegre. O espaço ficou fechado por três meses, criando em seu interior um microclima que afetou as superfícies das obras de Gadelha. O que normalmente seria considerado como uma trágica decomposição, é tomado pela artista como transmutação.

Denise Gadelha (1980, Belém, PA, Brasil) é mestre em Poéticas Visuais pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da UFRGS. Atua como artista, professora, ensaísta e curadora; tomando todas as práticas como ações artísticas. Vive e trabalha em São Paulo. Em 2017 participou das mostras Antilogias: o fotográfico na Pinacoteca (Pinacoteca de São Paulo), O que a Imagem Não Revela (ISLA, São Paulo) e De Rerum Natura (Camera F. “Marginalia Museum”, Lugano, Suíça). Organizou a mostra Photo-Paged (Centre de la Photographie Genève, Suíça), TransNaturae (MIA-Photo, Milão, Itália), e os eventos Livrotecagem + Escambo (Galeria Vermelho /ação itinerante da SP-Arte/Foto 2017).

Avesso, de Andressa Cantergiani e Maurício Ianês

O projeto é uma ocupação performática do prédio da Fundação Iberê Camargo, buscando tornar visíveis as estruturas físicas e humanas do espaço. Contando com a presença dos artistas aos finais de semana, a ação-instalação terá com a participação do público, propondo um questionamento de como as relações são criadas dentro de um espaço artístico.

Andressa Cantergiani (1980, Caxias do Sul, RS, Brasil) é doutoranda em poéticas visuais no PPGAV-UFRGS. Mestre em Performance pelo Programa de Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008). Vive e trabalha em Porto Alegre/RS. Em sua produção recente destacam-se: Quaseuma Ilha, curadoria e Vídeoperformance (Galeria Península, Porto Alegre/RS,2014); Aterro, performance e exposição individual (Prêmio MINC-Intercâmbio Brasil/Cultura. Galeria Guillherme Cossoul. Lisboa, 2015); Jogos de Aproximação, residência artística e exposição coletiva (Galeria Península, Porto Alegre/RS, 2015); Exposição Coletiva Memórias e Identidades (Museu dos Direitos Humanos, Fórum Social Mundial. Porto Alegre, 2016); Residência artística Terra Una/MG (2016); Residência artística no Museu Bispo do Rosário de Arte Contemporânea, RJ (2016); Exposição individual Trance (Espaço Saracura, RJ, 2017); PPPP - Programa Público de Performance Península, concepção e curadoria (Porto Alegre/RS, 2016/2017).

Maurício Ianês (1973, Santos, SP, Brasil) é formado pela Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo, SP. Vive e trabalha em São Paulo, SP. Seu trabalho questiona as linguagens verbal e artística, suas possibilidades expressivas e limites, suas funções políticas e sociais, muitas vezes propondo a participação do público em suas ações para criar situações de troca onde a linguagem e os seus desdobramentos sociais entram em jogo. Ianês busca referências e influências em filosofia, poesia, crítica social, literatura e música. Ações e performances que buscam questionar a relação entre espectador e artista, tirando o espectador do papel de observador passivo e transformando-o em parte importante da criação da obra são parte importante do trabalho de Ianês. Já participou de importantes exposições nacionais e internacionais, como as 28ª e a 29ª Bienais Internacionais de São Paulo, SP; Des Choses en Moins, Des Choses en Plus (Palais de Tokyo, Paris, França); Avante Brasi” (KIT Kunst im Tunnel, Düsseldorf, Alemanha); Il Va se Passer Quelque Chose (Maison de L’Amérique Latine, Paris, França) e Chambres Sourdes (Parc Culturel de Rentilly, França).

Posted by Patricia Canetti at 9:06 AM