Página inicial

Quebra de Padrão

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Quebra de Padrão:

Arquivos:
As últimas:
 

maio 4, 2008

CONEXÃO Fortaleza – CASA CASULO, por Júnior Pimenta


Exposição MAC Gaio Matos 2.jpg

CONEXÃO Fortaleza – Casa casulo

JÚNIOR PIMENTA

Penso a urbe de forma orgânica, como um ser complexo onde se interrelacionam várias estruturas, com o propósito de manter a vida.

Avenidas, ruas, travessas, ruelas, becos, funcionam como espécies de canais sangüíneos, pelo qual se movimentam as células, que unidas dão vida a esse corpo-cidade.

Na série de trabalhos do artista Gaio Matos, intitulada de “Ambulantes”, mostra uma arquitetura viva que é capaz de se movimentar.

Em “Ambulantes”, Gaio realiza um conjunto de fotografias, em que registra um caracol em seu habitat, com uma planta baixa de uma casa (compartimentada), desenhada na parte superior da concha do molusco. Em uma das imagens, o caracol se localiza num lugar verde, composto por uma vegetação rasteira. A ação se repete de forma semelhante nas outras imagens da série. Porém, sendo utilizado um novo habitat e residido por um outro ser.

Exposição MAC Gaio Matos 1.jpg

Dividida por compartimentos virtuais, descritos nos desenhos, essa arquitetura mantém uma relação tão íntima com o ser, que acaba fazendo parte deste. Funcionando como o posicionamento de unidades espaciais, justapostas à maneira de células de um tecido orgânico.

Essa espacialização virtual é percebida apenas como volume, visto que seu continente lateral, ou seja, suas “paredes” são imaginárias.

Tudo isso se faz muito presente na vida urbana, onde pessoas carregam as suas próprias casas, ou pior, elas são suas próprias casas, só não possuem casulos adaptados aos seus corpos, e acabam tendo que transformar espaços (não lugares) em lugares íntimos. E essa arquitetura imaginária se torna mais visível e perceptiva, pois não tem fachada.

Júnior Pimenta é Artista Visual e graduando em Arquitetura e Urbanismo.

Posted by Oficina at 6:40 PM