Página inicial

Cursos e Seminários

 


agosto 2019
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
agosto 2019
julho 2019
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
As últimas:
 

julho 28, 2019

Projeto Latitude discute a profissionalização de curadores e práticas curatoriais em galerias na Unibes Cultural, São Paulo

Projeto Latitude promove encontro sobre curadoria, mercado e fomento das artes, comentando e apresentando resultados da 1ª edição do Intercâmbio de Curadores, uma oportunidade de pesquisa no Getty Research Institute (Los Angeles, EUA), com a participação de Alessandra D’Aloia, Alexia Tala, Ana Cândida Avelar, Idurre Alfonso, Luciana Brito, Priscila Arantes, Yara Castanheira.

6 de agosto de 2019, terça-feira, das 10h às 17 horas

Unibes Cultural
Rua Oscar Freire 2500, Pinheiros, São Paulo, SP
11-3065-4333
Inscrições online

O projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad promove o evento “Especial Curadoria – Encontro Temático + apresentação: Intercâmbio de Curadores”. Dividido em duas partes, na primeira contará com a orientação das pesquisadoras Ana Leticia Fialho e Monica Novaes Esmanhotto para o Encontro Temático “Práticas curatoriais em galerias de arte”. Encontro traz a curadora independente Alexia Tala para falar sobre a presença do curador nas galerias e em projetos institucionais e suas implicações no mercado nacional e internacional.

A segunda parte do evento tem como foco o projeto Intercâmbio de Curadores – Pesquisas e práticas curatoriais, iniciando-se às 14h30 com a mesa sobre editais, bolsas e prêmios de fomento à formação de curadores brasileiros. Dela participam as curadoras convidadas Priscila Arantes (diretora do Paço das Artes, professora da PUC-SP e representante do júri da 1ª edição do Intercâmbio de Curadores) e Idurre Alfonso (curadora associada para arte latino-americana do Getty Research Institute), as galeristas Alessandra D’Aloia (Galeria Fortes D’Aloia & Gabriel) e Luciana Brito (presidente da ABACT e diretora da Luciana Brito Galeria), e da coordenadora de programação cultural do Goethe-Institut São Paulo Yara Castanheira.

A palestra com Ana Cândida Avelar começa às 16 horas, quando a curadora e professora da Universidade de Brasília – UnB, selecionada na 1ª edição do Intercâmbio de Curadores, fala de sua pesquisa de dois meses no Getty Research Institute (Los Angeles, EUA), trazendo relatos e imagens de sua experiência.

Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad
É um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com 46 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1000 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

Posted by Patricia Canetti at 11:57 AM

julho 21, 2019

Dynamic Encounters - Inhotim em outubro

Nosso próximo projeto Dynamic Encounters Inhotim acontecerá durante 3 dias de imersão no museu que provoca um diálogo entre arte e botânica, com novos projetos inaugurados periodicamente e obras criadas site-specific. Após a tragédia de Córrego do Feijão, em janeiro deste ano, o Inhotim tem sido um importante agente na recuperação de Brumadinho, trazendo novas memórias à região, com uma ampla agenda cultural, reforçando seus vínculos com a cidade.

10 a 13 de outubro de 2019 - inscrições até 31 de julho de 2019

Dynamic Encounters
Informações: 21-2553-3748 / 9224 ou por email

Parte do cenário internacional de arte contemporânea, o museu integra arte e arquitetura à biodiversidade de suas paisagens. Em constante transformação, Inhotim abriga obras de artistas como Tunga, Cildo Meireles, Adriana Varejão, Hélio Oiticica, Ernesto Neto, Doug Aitken, Chris Burden, Yayoi Kusama e Rivane Neuenschwander, entre outros.

O projeto Dynamic Encounters tem como diferencial unir uma equipe de professores com abordagens múltiplas, que somados ao acervo de Inhotim, tornam a experiência imersiva singular. Cuidadosamente selecionada, a equipe desta edição é a mais experiente em nossos projetos internacionais e nacionais, composta por artistas, professores e críticos de arte, que instigam o pensamento crítico e educam o olhar, criando uma atmosfera de troca e discussão.

No primeiro dia (quinta-feira, dia 10) haverá um jantar de confraternização do grupo.

Equipe (sujeita a alteração)
Charles Watson, Educador e palestrante EAV Parque Lage, RJ
Fernando Cocchiarale, curador MAM, RJ
Frederico Carvalho, professor EBA-UFRJ, RJ
Jailton Moreira, educador e artista plástico, RS
Anna Bentes, pesquisadora e produtora cultural, RJ

Vagas limitadas, entre em contato para conhecer programação detalhada, valores e formas de pagamentos.

Posted by Patricia Canetti at 12:27 PM

Semana de aniversário do MARGS, Porto Alegre

Para celebrar o aniversário de 65 anos, o MARGS convida o público para uma programação especial ao longo da semana, que terá falas, mostra de vídeo, oficina e shows. O ponto alto e diferencial se dará no próximo sábado, data de aniversário, quando as Pinacotecas, o espaço mais nobre do museu, darão lugar a um evento com apresentações musicais.

23 a 27 de julho de 2019

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli - MARGS
Praça da Alfândega s/n, Centro Histórico, Porto Alegre, RS
Terças a domingos, das 10h às 19h, com entrada gratuita
Visitas mediadas podem ser agendadas por e-mail

SEMANA DE ANIVERSÁRIO
Programação especial em homenagem aos 65 anos do MARGS

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) comemora em 2019 os seus 65 anos. O aniversário é celebrado no dia 27 de julho, data de fundação do museu em 1954 por meio do decreto com que o governo do Estado do RS oficializou a sua criação (Leia aqui sobre a história do MARGS).

As exposições atualmente em exibição no museu foram prorrogadas para receber o público durante a semana de aniversário.

CONVERSAS NO MUSEU

Traços de Memória do Museu
com Luiz Inacio Medeiros e Miriam Avruch (ex-diretores do MARGS)
27 de julho, terça-feira, às 16h
Auditório do MARGS
Entrada franca, lugares ocupados por ordem de chegada, com capacidade para 60 pessoas

A programação começa com o já tradicional evento de palestras, Conversas no Museu, organizado mensalmente pela Associação dos Amigos (AAMARGS).

Para esta edição especial, intitulada Sobre “Traços de memória do museu”, foram convidados para falar ao público dois ex-diretores do MARGS: Luiz Inácio Medeiros, diretor entre 1975 e 1979 e responsável pela transferência do museu em 1978 para a atual sede no prédio situado à Praça da Alfândega, e Miriam Avruch, diretora entre 1988 e 1991.

AUDIOVISUAL

Mostra-ocupação AVSD
24 de julho, quarta-feira, a partir das 10h
Galeria Iberê Camargo
Até 4 de agosto
Entrada franca

O grupo de pesquisa “AVSD — Audiovisual sem destino” ocupa a Galeria Iberê Camargo com uma seleção de vídeos projetados no espaço da galeria. Trata-se de uma retrospectiva dos trabalhos selecionados em quatro edições do projeto (2014, 2015, 2016, 2018). No total, serão exibidos 94 vídeos de diferentes temáticas e estilos, apresentados sequencialmente e de modo contínuo.

Coordenada pela artista, pesquisadora e professora Elaine Tedesco, do Instituto de Artes (IA) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o AVSD consiste em um edital de convocatória para trabalhos em videoarte, resultando em exposição paralela com artistas convidados e um seminário ou workshop. Iniciado em 2014, o projeto vem sendo uma oportunidade para apreciação da produção jovem de videoarte no Brasil.

FALA PÚBLICA

“História das Exposições como abordagem curatorial”, a partir da remontagem da exposição “Frantz – Pichações” (1982)
Com Frantz e Francisco Dalcol
25 de julho, quinta-feira, às 16h
Auditório do MARGS
Entrada franca, lugares ocupados por ordem de chegada, com capacidade para 60 pessoas

A programação especial de aniversário prossegue, novamente no auditório do museu, com a fala pública “História das Exposições como abordagem curatorial”. Na ocasião, o artista Frantz e o diretor-curador do MARGS, Francisco Dalcol, falarão da experiência da remontagem da exposição “Pichações”, de 1982, que ocupa uma das três salas da mostra “Frantz — Também e ainda pintura”, atualmente em exibição no museu.

Nessa mostra de 1982, Frantz apresentou no MARGS pinturas baseadas nas intervenções escritas que encontrava nos muros à época, muitas delas de caráter político e subversivo. Foi uma exposição audaciosa, e também provocativa, tanto pelo fato de um museu apresentar pichações, como por se tratar de um jovem artista, então com 19 anos.

Passadas quase quatro décadas, “Pichações” foi remontada na nova exposição individual de Frantz, procurando emular o significado e a experiência da exposição original ao reunir a quase totalidade dos trabalhos expostos em 1982, à maneira como foram apresentados. São obras que hoje se encontram em coleções particulares e acervos públicos, a exemplo do próprio MARGS.

A remontagem dessa exposição do passado marca a estreia de um ciclo expositivo da atual gestão, intitulado “História do MARGS como História das Exposições”, com o qual se pretende revisitar episódios da história do museu – e de artistas que nele expuseram – a partir de exposições emblemáticas do passado.

Na fala pública, Frantz e Francisco Dalcol revisitam a exposição do passado a partir da experiência advinda do seu processo de remontagem, abordando a História das Exposições enquanto estratégia e metodologia curatorial.

FOTOGRAFIA

Cianotipia, com Andréa Brächer
27 de julho, sábado, às 10h
Torreão 3 do MARGS
Entrada franca, mediante inscrição prévia

A artista Andréa Brächer ministra a Oficina de Cianotipia. A atividade parte do uso do processo fotográfico histórico do cianótipo (cianotype ou cianótipo/cianotipia), um processo fotográfico conhecido também como Blueprint, baseado na sensibilidade dos sais de ferro aos raios U.V., sendo também classificado como iron printing.

Desenvolvido por Sir John Hershel em 1842, é um dos primeiros processos fotográficos permanentes e um dos mais antigos. Originalmente era utilizado para copiar notas, embora no terreno dos retratos não tenha sido aprovado. O primeiro livro ilustrado fotograficamente foi realizado com a técnica pela primeira fotógrafa mulher, a britânica Anna Atkins. Essa publicação de mais de 400 imagens chama-se British Algae: Cyanotype Impressions, editada em 1843. Nele estão registrados os fotogramas ou shadowgraphs de algas e de espécimes botânicas da Grã-Bretanha. Exemplares destas imagens encontram-se no Victoria and Albert Museum em Londres, Grã-Bretanha.

No momento, Andréa Brächer apresenta nas Salas Negras do MARGS a exposição “Ficções de um jardim: fotografia e literatura”.

ATENÇÃO: inscrições para a Oficina de Cianotipia são limitadas e gratuitas, devendo ser feitas presencialmente no Núcleo Educativo do MARGS. Idade mínima: 14 anos. Mais informações: educativo@margs.rs.gov.br ou (51) 3225-7551. Horário para se inscrever: de segunda a sexta das 10h às 18h. Os materiais necessários serão fornecidos pela organização.

APRESENTAÇÕES MUSICAIS — MPB E JAZZ

MPB com Roda Viva e jazz com Ivone Pacheco & Clube de Jazz
27 de julho, sábado, às 16h
Pinacotecas do MARGS
Entrada franca

A programação especial da semana de aniversário dos 65 anos do MARGS ganha um diferencial no sábado, quando as Pinacotecas do museu darão lugar a apresentações musicais, a partir das 16h: MPB com a banda Roda Viva e jazz com o grupo Ivone Pacheco & Clube de Jazz.

Desde 2004, a banda Roda Viva tem se dedicado a trabalhar e divulgar a obra de Chico Buarque, homenageando-o com apresentações musicais. Formado com o intuito de reunir amigos e celebrar a obra do compositor carioca, o grupo vem se apresentando em diversas casas noturnas, pub, teatros e eventos culturais de Porto Alegre e do interior de Estado. Por meio de um constante trabalho de pesquisa sobre a produção musical de Chico, a banda Roda Viva já interpretou mais de uma centena de músicas ao longo destes anos, incluindo seus grandes clássicos e muitas outras pouco conhecidas do grande público. O grupo é composto por José Leandro Luz (voz), Juliano Luz (contrabaixo, piano e vocal), Maestro Nambú (saxofone e clarinete), Fabio Bohrer (violão, cavaquinho e vocal), Felipe Bohrer (violão, flauta, percussão e vocal), Jeferson Azevedo (percussão e vocal) e Rafael Bohrer (bateria).

Já para Ivone Pacheco & Clube de Jazz tudo começou na cidade de Porto Alegre, em abril de 1982. Aos 50 anos, depois de ter criado os filhos, cursado a faculdade de Música e lecionado música como professora estadual concursada, Ivone Pacheco pôde enfim dar asas a sua veia artística. Teve então a ideia de fazer do "porão" de sua casa, que tinha sido a discoteca dos filhos nos anos 1970, um "clube de jazz". Mãos à obra, pintaram-se as paredes de preto e lá foram penduradas capas de disco, fotos, pôsteres e quadros. Móveis antigos foram trazidos para o porão, junto com o piano, que estava na sala.

Há regras que regem os encontros do Clube de Jazz, a começar pelo fato de que ele não tem caráter comercial. Os convidados levam sua própria bebida e nada é cobrado. O endereço é mantido em segredo, e é assim há mais de 30 anos: só vai quem sabe ou se conhece alguém que já foi.

Depois de pôr em funcionamento o Take Five, que é a denominação oficial do Clube de Jazz, Ivone Pacheco começou a se apresentar em bares e fazer shows, tanto na capital como em cidades do interior, em outros estados e também fora do Brasil, tocando nas ruas, nos metros e
em pubs, passando a ser chamada de A Dama do Jazz.

EXPOSIÇÕES

Para receber o público em sua semana de aniversário, o MARGS prorrogou em mais alguns dias o período de exibição de três exposições atualmente em cartaz.

A mostra Acervo em movimento: um experimento de curadoria compartilhada entre as equipes do MARGS segue aberta para visitação até o domingo (28/07) nas Pinacotecas. Na sexta-feira (26/07), parte dela será desmontada para que uma das galerias dê lugar às apresentações musicais que ocorrerão no sábado de aniversário (27/07).

Já a exposição “Danúbio Gonçalves — Uma homenagem a partir do acervo do MARGS” recebe o público até a sexta-feira (26/07) na Sala Aldo Locatelli.

Por fim, a exposição “Ficções de um jardim: fotografia e literatura”, que Andréa Brächer apresenta nas Salas Negras, ficará em exibição até 04/08.

No momento, o MARGS também apresenta Frantz — Também e ainda pintura, que segue em exibição até 01/09 na Galeria João Fahrion e nas Salas Pedro Weingärtner e Angelo Guido.

Posted by Patricia Canetti at 12:21 PM

julho 14, 2019

Ciclo de palestras: “Arredores da imagem: zona de investigações poéticas” no MARGS, Porto Alegre

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), em parceria com a Faculdade de Educação da UFRGS (FACED), convida o público para a estréia da nova edição do projeto “Arredores da imagem: zona de investigações poéticas”, cuja programação deste ano tem lugar no museu. O primeiro encontro tem como convidado o escritor e jornalista Juremir Machado da Silva, que fará palestra “Imagem e Poesia no Cotidiano”, seguida de debate.

16 de julho de 2019, terça-feira, às 17h

MARGS - Auditório
Praça da Alfândega s/n, Centro Histórico, Porto Alegre, RS
Informações: autonomaz@ufrgs.br
Todos os encontros são gratuitos e abertos à comunidade

Até dezembro, o ciclo de palestras vai trazer ao MARGS nomes de personalidades de destaque do cenário cultural, para conversar com o público em encontros mensais, às terças-feiras, sobre temas relacionados à imagem. A entrada é gratuita, e os espaços serão preenchidos por ordem de chegada.

Entre os próximos convidados, estão Vera Chaves Barcellos, Roger Lerina, Sandra Mara Corazza, Paola Zordan, Anelise de Carli, Edson Luiz André de Sousa, Claudio Levitan e Vanessa Silla (veja programação completa abaixo).

“Arredores da imagem: zona de investigações poéticas” é uma ação de extensão vinculada à FACED/UFRGS, com coordenação do professor e pesquisador Cristiano Bedin da Costa (DEC/FACED/UFRGS). Configura-se como um espaço de circulação e compartilhamento de investigações transdisciplinares em torno da noção de imagem e de suas multiplicidades teóricas e existenciais.

O vínculo entre universidade e museu é, assim, parte de uma triangulação plástica na qual o terceiro vértice é tão variável quanto decisivo: indagar, desde as artes, da literatura e da filosofia, o estatuto da imagem enquanto potência significante, é também recolher traços com vistas à composição de visibilidades outras para as diferentes práticas com as quais arquitetamos a nossa contemporaneidade. Um modo de viver junto entre-Vistas.

Entre proposições teóricas e procedimentos criadores vinculados às artes, à literatura e à filosofia, a proposta é estudar o estatuto da imagem na contemporaneidade, tendo-a como intercessora do pensamento em educação. O objetivo é estudar e discutir, desde diferentes campos de criação e respectivas proposições experimentais e conceituais, os modos através dos quais a imagem, em sua dimensão poética, pode se configurar como um intercessor para o pensamento em educação.

ARGUMENTO GERAL

Em Educação, questionar a imagem é antes alinhar-se à contemporaneidade em suas urgências. Frente à múltipla proliferação de imagens que caracteriza o nosso tempo, voltamo-nos a Italo Calvino e a defesa de uma pedagogia da imaginação enquanto exercício de um pensar por imagens, ou seja, uma pedagogia capaz de pôr em foco visões de olhos fechados, aptas a se inscreverem no real por meio de visibilidades inéditas: de currículo, de didática, de aula, de vida. Desse modo, indagar, desde as artes, a filosofia e a literatura, o estatuto da imagem enquanto potência significante, é também recolher traços para a composição de realidades outras para as práticas de pesquisa e docência, vinculando-as assim ao exercício de pensamento enquanto criação de novos sentidos. Nos arredores da imagem, talvez seja possível pensar em um conhecimento e em uma aprendizagem capazes de se configurar enquanto testemunhos não de uma Verdade, mas sim de um gesto poético.

SOBRE O PALESTRANTE DE ESTREIA: JUREMIR MACHADO

Nascido em Santana do Livramento, RS, em 29 de janeiro de 1962, possui graduação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1984), graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1984), mestrado em Sociologia - Université Paris Descartes (1992) e doutorado em Sociologia - Université Paris V René Descartes (1995). Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul onde coordenou, de 2003 a 2014, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia da Cultura, sociologia da mídia e sociologia do imaginário, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura, imaginário, mídia, comunicação, história e tecnologia. É tradutor, romancista e cronista. Até o final de 2013, publicou 30 livros individuais, três deles traduzido para o francês. Entre seus livros mais conhecidos estão "Anjos da perdidão, futuro e presente na cultura brasileira" (Sulina, 1996), "Getúlio" (Record, 2004), "História regional da infâmia - o destino dos negros farrapos e outras iniquidades brasileiras" (L&PM, 2010), "1930, águas da revolução" (Record, 2010), "Vozes da Legalidade, política e imaginário na era do rádio" (Sulina, 2011), "A sociedade 'midíocre', passagem ao hiperespetacular - o fim do direito autoral, do livro e da escrita" (Sulina, 2012) e "Jango, a vida e a morte no exílio" (L&PM, 2013).

ARREDORES DA IMAGEM - PROGRAMAÇÃO 2019
Terças, de 16/07 a 10/12, às 17h

16/07/19: Juremir Machado da Silva
06/08/19: Vera Chaves Barcellos
17/09/19: Roger Lerina
29/10/19: Sandra Mara Corazza e Paola Zordan
26/11/19: Anelise de Carli e Edson Luiz André de Sousa
10/12/19: Claudio Levitan e Vanessa Silla

A peça teatral El juego de Antonia, com Luciana Paz e Sergio Lulkin, é parte integrante da programação (horário e local a definir).

Posted by Patricia Canetti at 1:28 PM

Encontro sobre Especificidades e desafios das galerias de médio porte na Unibes Cultural, São Paulo

Projeto Latitude reúne galeristas e especialistas em São Paulo para discutir a dinâmica de atuação das galerias de médio porte. Com a orientação da pesquisadora Ana Leticia Fialho e de Monica Novaes Esmanhotto, participam do evento Yannick Carvalho, diretora da Galeria Raquel Arnaud, Akio Aoki, diretor de assuntos internacionais da Galeria Vermelho, e Christiano Lima Braga, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

16 de julho de 2019, terça-feira, das 10h às 13h

Unibes Cultural
Rua Oscar Freire 2500, Pinheiros, São Paulo, SP
11-3065-4333
Inscrições online

Encontro Temático aborda práticas para a expansão de negócios para galerias de médio porte

Participam do evento representantes de galerias associadas à ABACT: Yannick Carvalho, diretora da Galeria Raquel Arnaud, mestre em “História da Arte” pela Université Paris-Sorbonne (Paris IV), com pós-graduação em “Gestão de Organizações do Terceiro Setor” pela Fundação Getúlio Vargas; Akio Aoki, diretor de assuntos internacionais da Galeria Vermelho, formado pela London Business School, com experiências profissionais em marketing na MTV Brasil, Toyota do Brasil e na PSA Peugeot Citroën; e Christiano Lima Braga, atual coordenador da Unidade de Difusão, Bibliotecas e Leitura (UDBL) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e ex-Gerente de Exportações da Apex-Brasil.

Ana Leticia e Monica estabelecem dois eixos de discussão, quais sejam: as internalidades, questões ligadas à realidade das galerias como gestão de recursos humanos (profissionalização e atualização do quadro de funcionários e colaboradores, contratação de serviços terceirizados, etc), gestão de recursos financeiros (acompanhamento empresarial, ferramentas de controle etc), infraestrutura das galerias e internacionalização (acesso às principais feiras, construção de redes de relacionamento abrangentes); e as externalidades, circunstâncias alheias à realidade das galerias que, contudo, impactam a condução dos negócios como, por exemplo, formação de público, pertencimento a um circuito mais amplo da arte e o contexto econômico onde a galeria se insere.

A série de cinco encontros temáticos que se encerra faz parte do programa de capacitação do Projeto Latitude iniciado em 13/03 com o “Encontro temático sobre importação e exportação de obras de arte”; seguido por “Condo: uma experiência de parceria entre galerias” em 16/04; “Ambiente cultural e de negócios na China: oportunidades e desafios”, em 14/05; e “Galerias de arte e plataformas digitais: do institucional ao comercial”, em 18/06.

Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad
É um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com 46 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1000 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

Posted by Patricia Canetti at 12:15 PM

julho 7, 2019

Oficina aberta com Ralph Gehre na Referência, Brasília

Para o encerramento da mostra Jogo de simples, o artista Ralph Gehre realiza uma “Oficina aberta”. Durante o encontro, acontecerá uma visita guiada pelo artista, que abordará questões referentes à sua produção como, estudos de cor, maquetes de volumes, montagens de ensaios de pinturas da série “Jogo de simples”. “O público poderá manipular os estudos e ver como é o processo de trabalho nesta série”, afirma Ralph Gehre.

13 de julho de 2019, sábado, das 11h às 13h

Referência Galeria de Arte
202 Norte Bloco B Loja 11, Subsolo, Brasília, DF
61-3963-3501

Esta é a primeira individual de Ralph Gehre na Referência Galeria de Arte desde 2015, quando realizou a mostra “Coisas impossíveis são possíveis”, na Referência Galeria de Arte; e a exposição individual Recluso e a Oficina Aberta Verso no Museu Correios, Brasília no mesmo ano. Ralph Tadeu Gehre nasceu em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, em 1952. Vive e trabalha em Brasília desde 1962, tendo iniciando sua carreira de artista plástico em 1980. Tem por formação Desenho e Plástica e Arquitetura e Urbanismo, cursados na UnB no período entre 1972 e 1980. Utiliza diversas mídias gráficas, além do desenho, da pintura e da fotografia. Situa sua pesquisa na relação entre a imagem e a palavra, tratando do processo de leitura, e nas relações entre corpo da pintura e composição.

Posted by Patricia Canetti at 2:27 PM

Quando o horizonte é tão vasto: encontros no Goethe-Institut, Porto Alegre

A Fundação Vera Chaves Barcellos promove dois encontros no auditório do Goethe-Institut Porto Alegre, integrando a programação da exposição Claudio Goulart | quando o horizonte é tão vasto. O objetivo dos encontros é colocar em discussão a obra do artista e a produção fotográfica na arte contemporânea. Participam da conversa: Fernanda Soares da Rosa, Niura Legramante Ribeiro, Maria Adelaide Pontes, Clovis Dariano e Leopoldo Plentz.

9 e 16 de julho de 2019, terças-feiras, às 19h

Goethe-Institut - Auditório
Rua 24 de Outubro 112, Independência, Porto Alegre, RS
Entrada gratuita. Será fornecido certificado aos participantes.

PROGRAMAÇÃO

9 de julho de 2019, às 19h

Quando o horizonte é tão vasto: percursos poéticos de uma curadoria, com Fernanda Soares da Rosa

Dentro da proposta do seminário pretende-se apresentar alguns apontamentos sobre o processo curatorial e de pesquisa para a exposição Claudio Goulart | Quando o horizonte é tão vasto. Com enfoque nos projetos do artista realizados em instalações, vídeos e fotografias, pretende-se ainda, abordar aspectos que relacionam sua produção com a rede de contatos e de referências que manteve ao longo de sua trajetória.

Claudio Goulart: a fotografia e suas conversas e escutas com a História da Arte, com Niura Ribeiro

A comunicação analisará as relações que a fotografia produzida pelo artista estabelece com obras de outros artistas brasileiros e internacionais de diferentes contextos e épocas. E como a partir desse diálogo o artista produz novas narrativas por procedimentos de justaposições de imagens de diversos contextos. Pode-se pensar ainda, qual o papel do corpo em sua produção fotográfica e de que forma este dialoga com o contexto de produção em performance.

O experimentalismo brasileiro nos anos de 1970 e 1980, com Maria Adelaide Pontes

Abordagem do contexto artístico em que se inscreve a produção de Claudio Goulart, a partir dos nos de 1970. Poéticas visuais em meio a vigência do regime militar no Brasil e práticas experimentais refratárias ao mercado que operam em circuitos alternativos de arte. Produção artística alinhada a vertente conceitual e a constituição de arquivos artísticos que levantam questões sobre obra e documento.

16 de julho de 2019, às 19h

Da Prata ao Pixel e outras coisas, com Clovis Dariano e Leopoldo Plentz

Com uma organização cronológica os artistas apresentarão sua trajetória artística/profissional desde o trabalhos desenvolvidos com os sistemas analógicos até os mais atuais com a tecnologia digital. As ilustrações serão acompanhadas de uma fala pelos respectivos fotógrafos estabelecendo conexões entre si e com outras práticas como desenho e gravura.

Posted by Patricia Canetti at 2:15 PM

julho 4, 2019

Processo de seleção para ingresso nos cursos de Mestrado e Doutorado em Comunicação e Cultura 2019/20 no PPGCOM ECO/UFRJ - Inscrições

O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro torna público que estarão abertas, entre os dias 01 de julho e 30 de agosto de 2019, as inscrições do processo seletivo para ingresso nos Cursos de Mestrado e de Doutorado em Comunicação e Cultura, nos termos do Regimento Geral para Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu da UFRJ, bem como nos de seu Regimento Interno.

As inscrições serão feitas na Secretaria Acadêmica de Pós-Graduação da Escola de Comunicação da UFRJ, localizada na Avenida Pasteur n. 250 - fundos, Urca, Rio de Janeiro, CEP: 22290-240, de segunda a sexta-feira de 11h às 15h. Em caso de greves ou de outros tipos de paralisação, entrará em vigor um horário de plantão para atender aos pedidos. O horário será informado pelo site do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM): http://www.pos.eco.ufrj.br.

CRONOGRAMA

Inscrições no Processo de Seleção De 01 de julho a 30 de agosto
Divulgação do resultado da avaliação da opção feita pelos candidatos ao Programa de Ações Afirmativas 06 de setembro
Prazo para interposição de recursos (referente ao processo de validação da opção ao Programa de Ações Afirmativas) 09 de setembro
Divulgação do resultado dos recursos (referente ao processo de validação da opção ao Programa de Ações Afirmativas) 11 de setembro
Divulgação da homologação das inscrições (ME/DO) 11 de setembro
Realização de Prova Escrita 14 de setembro
Divulgação do resultado de correção de prova escrita 07 de outubro
Prazo para interposição de recursos (1ª fase) 08 e 09 de outubro
Divulgação da decisão sobre recursos (1ª fase) 11 de outubro
Envio do Projeto de Pesquisa 14 a 18 de outubro
Divulgação do resultado da avaliação do Projeto de Pesquisa 06 de novembro
Prazo para interposição de recursos (2ª fase) 07 e 08 de novembro
Divulgação da decisão sobre recursos (2ª fase) 11 de novembro
Agendamento das entrevistas 13 de novembro
Realização das entrevistas 18 a 22 de novembro
Divulgação do resultado das Entrevistas 02 de dezembro
Prazo para interposição de recursos (3ª fase) 03 de dezembro
Divulgação da decisão sobre recursos (3ª fase) 05 de dezembro
Realização da Prova de Língua Estrangeira 09 de dezembro
Resultado da avaliação das entrevistas, da análise do currículo, da prova de Língua Estrangeira e Resultado Final do processo de seleção 16 de dezembro

EDITAL
Acesso online ao Edital e Formulário de Inscrição

Posted by Patricia Canetti at 6:27 AM