Página inicial

Cursos e Seminários

 


agosto 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
abril 2009
março 2009
fevereiro 2009
janeiro 2009
dezembro 2008
novembro 2008
outubro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
junho 2008
maio 2008
abril 2008
março 2008
fevereiro 2008
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
As últimas:
 

abril 26, 2018

Moda, Filosofia e Arte: diálogos contemporâneos, com Brunno Almeida Maia, na Adelina, São Paulo

Brunno Almeida Maia, pesquisador em filosofia pela Unifesp, e residente do NEC MIS (Núcleo de Estudos Contemporâneos do Museu da Imagem e do Som), ministra curso sobre relações contemporâneas e históricas entre a Moda, a Filosofia e Arte, na Adelina Galeria, em SP.

10 de maio a 21 de junho de 2018, quintas-feiras, das 19h às 22h

Adelina Galeria
Rua Cardoso de Almeida 1285, Perdizes, São Paulo, SP
Inscrições online

APRESENTAÇÃO

O que a coleção de Inverno 2007 da Balenciaga por Nicolas Ghesquière, tem a ver com revolução política? Qual o diálogo entre o pensador alemão Walter Benjamin, e a coleção Mondrian de 1965 de Yves Saint Laurent? Como é possível relacionar a estreia da Comme des Garçons na Paris da década de 80 com a Queda do Muro de Berlim?A atual tendência Agender (moda sem gêneros), encontra consonâncias nas ideias de Judith Butler, Friedrich Nietzsche e do poeta francês Charles Baudelaire? Com Elsa Schiaparelli e Salvador Dali, os futuristas e Giacomo Balla, Moda pode ser Arte, e a Arte pode iluminar o cotidiano?

A partir destas, e outras inquietações, o pesquisador em filosofia pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) e pesquisador residente do NEC (Núcleo de Estudos Contemporâneos) do MIS (Museu da Imagem e do Som), Brunno Almeida Maia, ministra o curso Moda, Filosofia e Arte: Diálogos Contemporâneos, que acontece entre os dias 10 de maio a 21 de junho, sempre às quintas-feiras, das 19h às 22h, na Adelina Galeria, no bairro das Perdizes em São Paulo. Com apenas 30 (trinta) vagas, as inscrições podem ser feitas pelo Sympla, no formato curso total (08 encontros), ou aulas avulsas por tema: www.sympla.com.br/moda-filosofia-e-arte-dialogos-contemporaneos-com-brunno-almeida-maia__249959

Partindo dos escritos do filósofo, ensaísta e crítico alemão Walter Benjamin (1892-1940), sobre a Moda e as roupas, no contexto do capitalismo cultural do século XIX, “Moda, Filosofia e Arte” propõe uma leitura do momento atual, a partir da relação entre Moda e Filosofia. Num trabalho de abertura do pensamento – por meio da filosofia, da história, da história da arte, da fotografia, do cinema e da literatura - o principal objetivo dos encontros é transformar o olhar – muitas vezes intuitivo e sem apuro metodológico – para a relação entre a Moda e a História, entendendo o passado como uma potência para a prospecção – futuro – na criação. Neste sentido, o curso é uma passagem pelas pesquisas de Almeida Maia, sobre as relações entre Moda, Filosofia, Arte e Literatura, desenvolvidas desde 2012, parte de temas, como a Moda e a Arte, a Moda e o Corpo, a Moda e a História, a Moda e a Narrativa, a Moda e a Imagem e a Moda e a Memória.

O projeto “A Literatura e a Moda”, com quatro anos de existência, começou ao lado do estilista brasileiro Walter Rodrigues e, hoje, segue com Almeida Maia e o chapeleiro Eduardo Laurino. Em 2016, a dupla convidou a escritora brasileira Anita Deak, uma das finalistas do Prêmio Sesc de Literatura, para participar da oficina “Assimetrias do Tempo: a construção e a desconstrução na Moda, na Literatura e na Filosofia”, que integrou o projeto #ForadeModa, com co-curadoria do estilista brasileiro Fause Haten no Sesc Ipiranga. A pesquisa rendeu, ainda, convite a Almeida Maia para integrar o quadro de docentes do Senac Lapa Faustolo e realizasse cursos de extensão no Departamento de Pós-Graduação, Extensão e Cursos Livres da FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, e no Centro Universitário Belas Artes, em SP. Ao longo destes anos, ele participou dos projetos Pano pra Manga, que reuniu, numa programação mensal, os principais nomes da moda brasileira num evento no Sesc Pompeia, e da coletânea “Moda Vestimenta Corpo” (Ed. Estação das Letras e Cores, 2015), no qual assina um capítulo sobre a relação entre literatura e moda, no contexto do Brasil do Segundo Império, a partir do romance “Lucíola” (1862), de José de Alencar.

PROGRAMA

10/5 — Moda e História: Os primeiros estudos sobre Moda; Breves conceituações; O que é o contemporâneo?; Moda e capitalismo cultural em Walter Benjamin; Duas metodologias – a arqueologia e a cartografia (YSL, Balenciaga e Alexandre Herchcovitch).

17/5 — Moda e Memória: “O casaco de Marx” – roupas e memória; A moda e o processo revolucionário; Primo Levi e Christian Boltanski – roupa e testemunho a partir de Auschwitz; As roupas sob o ponto de vista da crítica literária feminista da década de 80/90; Narrar e Tecer – De Marina Colasanti a Penélope da “Odisséia” de Homero.

24/5 — Moda e Imagem: O estatuto ontológico da imagem no ocidente; Breve história da percepção no ocidente; A fotografia no século XIX; Conceituações sobre fotografia de moda; Imagem e Imaginário na fotografia de Moda; Alguns mestres da fotografia de moda: Virginia Oldoini, a Condessa Castiglione, De Meyer, Steichen, Hoyningen-Huene, Horts, Man Ray, Blumenfeld, Cecil Beaton, Munkasci, Penn e Avedon, David Bailey, Hiro, William Klein, Bob Richardson, Diane Arbus, Helmut Newton, Bruce Weber, Herb Ritts, Oliviero Toscani, LaChapelle, Steven Meisel, Juergen Teller, entre outros.

07/6 — Moda e Narrativa: O que é narração?; Moda e Linguagem; Relação entre Literatura e Moda; Um passeio por autores como Virginia Woolf, Marcel Proust, Honoré de Balzac, Émile Zola, Gustave Flaubert, Machado de Assis e José de Alencar; O trabalho da artista plástica belga Isabelle de Borchgrave e um diálogo com a coleção “A Costura do Invisível” de Jum Nakao.

14/6 — Moda e Arte: Aproximações e distanciamentos entre Moda e Arte; Diálogos entre a Moda e Arte – Do Impressionismo do séc. XIX às vanguardas artísticas do séc. XX; Moda e Surrealismo; Moda e Futurismo; A Moda como estética da existência (Gilda de Mello e Souza, Gilles Lipovetsky e Michel Foucault); Passeio pelas obras de Hélio Oiticica, Issey Miyake e Arthur Bispo do Rosário.

21/6 — Moda e Corpo: A moda e o corpo como linguagens; Introdução à História do Belo no Ocidente – Três fases: Antiguidade Clássica Greco-romana (Madeleine Vionnet); Idade Média (Christian Lacroix); Idade Moderna (Christian Dior); Modernidade (Japonismo e Belgas); Reinvenção das formas do corpo nos artistas modernistas, e o diálogo com o trabalho da Escola da Antuérpia e dos estilistas japoneses; 1990 – A década de Opostos; Sobre o Agender – Nietzsche, Charles Baudelaire, Simone de Beauvoir, Judith Butler; Estilistas e marcas contemporâneas que abordam o Agender (Moda sem gêneros).

INVESTIMENTO

R$ 660,00 à vista – curso total com 08 (oito) aulas
R$ 130,00 – aula avulsa

INSCRIÇÃO

30 vagas
Classificação: a partir de 16 anos
Inscrições online
O evento no Facebook

SOBRE O MINISTRANTE

BRUNNO ALMEIDA MAIA: Pesquisador em Filosofia pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), pesquisador residente do NECMIS (Núcleo de Estudos Contemporâneos do MIS – Museu da Imagem e Som), docente da cadeira “Expressões Artísticas Contemporâneas”, no Técnico de Produção de Moda do SENAC Lapa, professor convidado do Departamento de Pós-Graduação, Extensão e Cursos Livres da FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado e do Centro Universitário Belas Artes, ministrou aulas sobre a relação entre a literatura e a moda ao lado do estilista brasileiro Walter Rodrigues e do chapeleiro Eduardo Laurino, em espaços como Oficinas Culturais Oswald de Andrade, Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, Sesc Consolação, Sesc Pompéia, Sesc Ipiranga, CPF – Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, Sesc Jundiaí, Casa da Palavra Mário Quintana, em Santo André (SP), Oficina Cultural Hilda Hilst, em Campinas (SP), Galera AMDO, em Belo Horizonte (MG), Biblioteca Mário de Andrade, Fábricas de Cultura, Biblioteca Pública Pedro Nava, Escola São Paulo. É autor do livro “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Editora Giostri, 2014), assina capítulo sobre a relação entre a literatura e a moda no romance Lucíola (1862) de José de Alencar no livro “Moda Vestimenta Corpo” (Editora Estação das Letras e Cores, 2015), e é um dos autores da antologia “São Paulo em Palavras” (Editora Aquarela Brasileira, 2017). Foi facilitador pedagógico do módulo I de formação em Cidadania e Direitos Humanos do Programa “Transcidadania”, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo, com a CADS (Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual) e Centro de Cidadania LGBT SP.

Posted by Patricia Canetti at 11:24 AM

abril 23, 2018

Daniela Labra oferece cursos online

Arte Fora do Cubo

Os encontros discutem práticas artísticas contemporâneas, instauradas desde o final dos anos 1950, que lidam com o limite das regras da instituição cultural, da galeria de arte ou das narrativas oficiais da história da arte eurocêntrica. Abordaremos práticas que re-significam contextos e espaços não-usuais para a arte, e/ou que também negociam com o aparelho institucional e sua tendência a engessar e direcionar o projeto do artista.

A série de cinco encontros apresenta curadorias, obras e propostas coletivas ou individuais que compreendem a experiência estética como possibilidade para levantar questões críticas de ordem social, política, ética e outras.

Artistas e coletivos abordados: Robert Rauschenberg, Hans Haacke, Daniel Buren, Doris Salcedo, Joseph Beuys, Gordon Matta-Clark, 3 nós 3, Fluxus, Paulo Bruscky, Banksy, Daniel Escobar, Jenny Holzer, Guerrilla Girls, Santiago Sierra, Francis Alys, Alfredo Jaar, Maria Thereza Alves, Coco Fusco, Hélio Oiticica, Pussy Riot e outros.

Quando:
De 22 de Maio a 12 de Junho.
Terças, das 10h às 12h (Horário de Brasília)

Valor: R$ 150,00

Plataforma digital: Hangouts

Performance, performático, peformatividade – ação e persona além da obra ao vivo

Este curso se debruça sobre a legitimação da arte da performance como uma linguagem artística da metade do Século XX. Hoje, com espaço garantido na lista de disciplinas e práticas artísticas, a arte de ação integra uma rede de arte institucionalizada, em parte voltada para investidas mercadológicas e espetaculares, embora sua capacidade de causar fricções no real e impulsionar debates na sociedade ainda seja latente. As aulas tem viés histórico e teórico, e também analisam como as noções de “performático” ou “performatividade” estão presentes em obras que não são apenas o ato ao vivo.

Artistas de referência: Antonin Artaud, Dadaístas, Neoconcretistas, Wiener Aktionismus, Yoko Ono, Nam June Paik, Leticia Parente, Regina José Galindo, Maria Tereza Alves, Robert Morris, Sam Hsieh, Movimento de Arte Pornô, Gina Pane, Annie Sprinkle, Joseph Beuys, Tania Bruguera, Ana Mendieta, Zach Blas, Mari Katayama, entre outros.

Quintas das 10am-12pm (Horário de Brasília)
Início: 24 de Maio
Término: 14 de Junho

Valor: R$ 150,00

Inscrições e informações: artesquema @ artesquema . com

Posted by Patricia Canetti at 12:36 PM