Página inicial

Cursos e Seminários

 


junho 2014
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

maio 25, 2014

Diálogos Estéticos II: Marcus Bastos e Rosangella Leote no Paço das Artes, São Paulo

Diálogos Estéticos II: Arte, ciência e tecnologia

Os artistas e pesquisadores da área de Tecnologia na Arte Marcus Bastos e Rosangella Leote discorrem sobre o tema “Arte, Ciência e Tecnologia” sob diversas óticas.

29 de maio de 2014, quinta-feira, às 19h30

Paço das Artes
Avenida da Universidade 1, Cidade Universitária, São Paulo
Inscrições: 11-3814-4832 ou e-mail (enviar nome completo, email e telefone)

Sobre os convidados

Marcus Bastos é professor da PUC-SP. É doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Atua como artista, curador e pesquisador nas áreas de convergência entre arte, design, audiovisual e mídias digitais.

Rosangella Leote é artista/pesquisadora multimídia. Doutora em Ciências da Comunicação. Integrante dediversos comitês, associações e grupos de pesquisa em Tecnologia. A pesquisa atual envolve multisensorialidade e multimodalidade, com base na neurociência, abrangendo também tecnologias e interfaces assistivas para as artes.

Sobre a série Diálogos Estéticos

O Paço das Artes promove a série de encontros sobre arte contemporânea Diálogos Estéticos pelo quinto ano. Ao longo de 2014, acontecem sete encontros, todos gratuitos. Os debates visam ampliar a compreensão de valores da produção contemporânea em alguns de seus diferentes aspectos, mostrando as intersecções com outras áreas do saber. Críticos de arte, professores, educadores e artistas dividem a mesa para expor seus pontos de vista e discutir a questão da difusão e da recepção da arte contemporânea.

Posted by Patricia Canetti at 4:55 PM

maio 20, 2014

Seminário Espaço, Trabalho e História em Inhotim no MHAB, Belo Horizonte

A proposta do seminário é discutir questões contemporâneas e suas conexões com o universo do Inhotim. Durante o evento, três mesas redondas reúnem artistas, pensadores e três importantes nomes do acervo do Instituto: Adriana Varejão, Marilá Dardot e Marcius Galan. As mesas serão compostas por três convidados cada, sendo um teórico, um artista da coleção do Instituto e um artista de outra disciplina e mediadas pelos curadores Júlia Rebouças e Rodrigo Moura, diretor de arte e programas culturais do Inhotim.

Participantes: Adriana Varejão, Eduardo Moreira, Fernando de Mello Franco, Francisco Alvim, Grace Passô, Marcius Galan, Marilá Dardot, Norma Côrtes, Peter Pál Pelbart

23 e 24 de maio de 2014

Museu Histórico Abílio Barreto - Auditório
Avenida Prudente de Morais 202, Cidade Jardim, Belo Horizonte

PROGRAMAÇÃO

“Nossa ideia é promover um espaço criativo de debate sobre algumas questões que parecem centrais para a arte contemporânea, o foco de trabalho do Inhotim, mas também para o nosso tempo, de um modo geral. O seminário não tem enfoque acadêmico ou estritamente teórico, queremos com ele trazer abordagens subjetivas, sensíveis, mas também críticas, que partam do campo de trabalho e de atuação de cada um”, explica a curadora Júlia Rebouças, responsável pelo programa.

23 de maio, sexta-feira

Mesa Espaço, às 19h30
Convidados: Fernando de Mello Franco, Grace Passô e Marcius Galan
Mediação: Júlia Rebouças

24 de maio, sábado

Mesa Trabalho, às 10h30
Convidados: Francisco Alvim, Marilá Dardot e Peter Pál Pelbart
Mediação: Rodrigo Moura

Mesa História, às 14h30
Convidados: Adriana Varejão, Eduardo Moreira e Norma Côrtes
Mediação: Júlia Rebouças

PARTICIPANTES

Adriana Varejão é carioca e elegeu a pintura como principal suporte de sua produção. Realizou sua primeira exposição em 1988, na Galeria Thomas Cohn, no Rio de Janeiro. Nos trabalhos reunidos no Inhotim, é possível acompanhar a diversidade de interesses de sua obra e a variedade de fontes de sua pesquisa. Por meio de pinturas, esculturas e instalações, a artista vem discutindo a história brasileira, sobretudo a formação de seu povo.

Eduardo Moreira nasceu no Rio de Janeiro, mas mudou-se para Belo Horizonte aos 13 anos. É dramaturgo e fundador do Grupo Galpão, e participou de todas as montagens da trupe como ator. No cinema,atuou em produções nacionais, como O Ano que meus Pais saíram de férias (2006) e Batismo de Sangue (2007). No Inhotim Escola, ele fala da história como “estória” e suas narrativas fictícias.

Fernando de Mello Franco é professor e doutor em arquitetura pela USP. Foi membro do grupo curador das bienais de arquitetura de Roterdã e Veneza e é Secretário de Desenvolvimento Urbano do Município de São Paulo. Na mesa, ele fala sobre a cidade como espaço urbano e seus desafios.

Francisco Alvim é poeta e diplomata. Começou a escrever ainda na adolescência, por influência de sua irmã, a poetisa Maria Ângela Alvim. Lançou seu primeiro livro, Sol dos Cegos, em 1968. Após um período em Paris atuando na Unesco,Alvim retornou ao Brasil e passou a integrar o grupo literário Frenesi,atuante na poesia marginal dos anos 1970. No evento, ele fala do trabalho de escritor e do ofício da escrita.

Grace Passô é atriz, diretora e dramaturga. Foi uma das fundadoras do mineiro Grupo Espanca!, em 2004. Atualmente dirige o espetáculo “O Contrato”, encenado pelas atrizes Yara de Novaes e Débora Falabella, do Grupo 3. No Seminário, Grace fala sobre o corpo no espaço e seu lugar na cena.

Marcius Galan formou-se em Educação Artística pela FAAP e manteve residências na Cité des Arts, em Paris, e no Art Institute de Chicago. Venceu o prêmio Pipa, em 2012, que o levou ao Programa de Residências Gasworks. Possui duas obras em exposição no Inhotim: Seção Diagonal (2008) e Imóvel/Instável (2011), que criam diálogos sobre a escultura, a ilusão e a percepção do espaço.

Marilá Dardot é mineira de Belo Horizonte. Formada em Comunicação Social na UFMG, é mestre em Linguagens Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ. A Origem da Obra de Arte (2002), em caráter permanente no Inhotim, propõe uma reflexão acerca da construção das obras de arte. No Inhotim Escola, a artista aborda essas e outras questões que envolvem seu trabalho, como as técnicas e ferramentas usadas para criá-lo.

Norma Côrtes é historiadora formada pela PUC Rio, com pós-doutorado em História da Cultura na USP. É professora da UFRJ, no campo da História Social e da Cultura, que investiga, entre outros, a forma como são compreendidos os fenômenos históricos. Na mesa, ela ajuda a fazer um contraponto entre as narrativas hegemônicas e marginalizadas dos acontecimentos do passado.

Peter Pál Pelbart é filósofo, ensaísta e professor. Nasceu em Budapeste, nas Hungria, mas vive na cidade de São Paulo, onde coordena a Companhia Teatral Ueinzz, formada por pacientes psiquiátricos do hospital-dia A Casa. Estudioso da obra de Gilles Deleuze, ele ajuda a discutir o papel do trabalho na sociedade.

Posted by Patricia Canetti at 11:51 AM

maio 16, 2014

Projeto Artista Como no Pivô, São Paulo

A Metrópole Projetos e o Pivô, apresentam projeto que busca ativar novos campos da arte contemporânea, nos quais a função do artista (e de sua produção) se inserem na sociedade de modo a recuperar e gerar conhecimentos. As propostas reunidas evocam, assim, uma noção diferente de prática artística, agora encarada como uma maneira de conceber e ativar espaços públicos, coletivos e comuns, de caráter artístico e também pedagógico. O intuito é tensionar e expandir as possibilidades de atuação artística em direção a novos processos de produção e formas de recepção da arte que, ao final, impactam na formação de diferentes públicos. Canto, performance, concerto, projeção comentada, alimentação, apresentações e ações na cidade são algumas das modalidades de produção de arte a serem ativadas.

Participantes: Ana Laura Lopez De La Torre, Beto Shwafaty, Caetano Carvalho, Cristiano Lenhardt, Daniela Castro, Fabi Borges, Gaeoudij Sygnok, Jorge Menna Barreto, Keroøàcidu Süaväk, Leandro Nerefuh, Michel Zózimo, Nikolaus Gansterer, Rafael RG & Lívia Piccolo, Ricardo Basbaum

19 a 22 de maio de 2014

Pivô
Avenida Ipiranga 200 loja 54, Edifício Copan, São Paulo
Informações

PROGRAMA

19 de maio, segunda-feira

Atividades extracurriculares para incitar a curiosidade

Ana Laura Lopez De La Torre
Atividade pública na Praça da República das 10h as 14h
convida brasileiros a imigrarem para seu país natal, o Uruguai. A artista espera conseguir 5 milhões de voluntários expatriados.

Fabi Borges
Atividade ambulante pelo bairro República, das 14h as 17h
faz performance pelas ruas, calçadões e praças, em colaboração com pessoas e entidades locais.

Beto Shwafaty
Artista como construtor Atividade privê
constrói estruturas de suporte para as apresentações a serem realizadas durante a semana.

20 de maio, terça-feira, 17h às 22h

Ana Laura Lopez De La Torre
convida brasileiros a imigrarem para seu país natal, o Uruguai. A artista espera conseguir 5 milhões de voluntários expatriados.

Nikolaus Gansterer
apresenta sua pesquisa em TransLectures – modo de palestra-performance que explora a relação entre desenho e ação ao vivo.

Ricardo Basbaum
2 cantores convidados vocalizam textos de parede concebidos e espacializados pelo artista.

Keroøàcidu Süaväk
A dupla Kaloan Meenochite e Pilantröpóv monta sua cabana geodésica jurema para abrigar experimentos com estados de consciência e tradução.

Cristiano Lenhardt
apresenta de forma midiática um roteiro ou tentativa de construção de um roteiro para seu próximo filme: Revés de palco, Palco ao revés, Palco mocó.

Jorge Menna Barreto
opera uma estação de ativismo alimentar com produção de sucos específicos - bebidas a base de frutas e folhas verdes locais.

21 de maio, quarta-feira

Ricardo Basbaum
lança o livro Manual do artista-etc.

Caetano Carvalho
liga instalação elétrica.

Michel Zózimo
orquestra uma espécie de séance com a participação de elementos representativos da ciência, da mágica, do cinema, e da arte contemporânea.

Rafael RG & Lívia Piccolo
A dupla conduz uma performance teatral com não atores, sem ensaios prévios, em que cada amigo/ator tem sua partitura nas mãos.

Nikolaus Gansterer e Daniela Castro
Palestra-performance que explora a relação entre desenho e ação ao vivo, com texto da escritora Daniela Castro e desenho-ação de Nikolaus Gansterer.

Jorge Menna Barreto
opera uma estação de ativismo alimentar com produção de sucos específicos - bebidas a base de frutas e folhas verdes locais.

22 de maio, quinta-feira

Fabi Borges
apresenta a ideia de tecno-xamanismo.

Caetano Carvalho
liga instalação elétrica.

Leandro Nerefuh
Palestra-performance sobre o mito do continente fêmea e o surgimento do novo homem. Em colaboração com Vinicius Duarte (thingamajicks) e Rafael Curumim.

Gaeoudij Sygnok
O guerreiro tecnológico, inventor do kommunal komputer, faz uma palestra musical sobre a estética da eletricidade e espaços livres.

Jorge Menna Barreto
opera uma estação de ativismo alimentar com produção de sucos específicos - bebidas a base de frutas e folhas verdes locais.

Posted by Patricia Canetti at 2:59 PM

Seminário: O Sentido do Público na Arte no MAC, Niterói

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói realiza o seminário nacional O Sentido do Público na Arte, coordenado pelo Instituto MESA, premiado pelo Prêmio FUNARTE - 10ª Rede de Encontros nas Artes Visuais, tem como foco a complexidade das interações públicas entre a produção artística contemporânea e a sociedade, considerando as singularidades regionais brasileiras.

Participantes: Diana Kolker Carneiro da Cunha, Frederico Morais, Giuseppe Cocco, Jacqueline Rocha Lima, Jessica Gogan, José Rufino, Katie Van Scherpenberg, Leonardo Guelman, Luiz Guilherme Vergara, Monica Hoff, Nuno Sacramento, Rafael Silveira, Sabrina Marques Parracho Sant’anna, Tania Rivera

20 e 21 de Maio 2014, terça e quarta-feira - transmissão online

Museu de Arte Contemporânea de Niterói
Mirante da Boa Viagem s/nº, Boa Viagem, Niterói, RJ
Inscrições pelo site do museu

APRESENTAÇÃO

O seminário busca reunir reflexões desenvolvidas a partir de três encontros regionais que aconteceram entre 2013 e 2014: Casa Daros, Rio de Janeiro (setembro 2013); Porto Alegre, na 9ª Bienal Mercosul (novembro 2013); Centro Cultural Cariri do Banco do Nordeste, Juazeiro, Sertão (que acontecerá no dia de 17 de maio 2014). Participam artistas, educadores, curadores, pesquisadores acadêmicos e agentes culturais, entre eles Giuseppe Cocco, Sabrina Marques Parracho Sant’anna, Tania Rivera, Frederico Morais, José Rufino, Monica Hoff, Diana Kolker Carneiro da Cunha e Rafael Silveira. O evento conta também, com a performance da artista Katie Van Scherpenberg, que fará uma intervenção na praia da Boa Viagem, e com o Coletivo No Passaran que mostraram seu filme É tudo mentira, no pátio do museu.

O seminário no MAC de Niterói concluirá este ciclo do encontros regionais, abrindo um debate para múltiplas vozes e perspectivas para o Sentido do Público na Arte. Os encontros regionais e as mesas do próprio seminário foram pensados a partir dos seguintes sub-temas:

1) contexto e lugar: os parâmetros ético-estéticos das atuações artísticas, pedagógicas, sociais e curatoriais são inspirados e revistos segundo suas relações e aprofundamentos com o contexto social, histórico e geográfico local.

2) presença e tempo: as diversas práticas contemporâneas convergem com diferentes temporalidades, subjetivações, presenças e vínculos na tentativa de buscar novos parâmetros qualitativos éticos, pedagógicos, institucionais e formas de cidadania.

3) fazeres e saberes: A valorização da imaterialidade enquanto processos envolvendo diferentes fazeres e saberes está presente tanto na arte, quanto nas visões ampliadas da cultura popular e a sociedade contemporânea, criando lugares de encontros de práticas diversas e de “conceitualismo” artesanal.

O seminário investe justamente nas possibilidades e desafios invocados por uma demanda de nova ordem que afeta não somente a atuação política, mas a arte em sua condição de síntese e mediação entre simbólico e transformação social. Ao mesmo tempo, ressalta-se uma demanda pela produção e compartilhamento de conhecimento envolvendo a análise sobre os meios e mediações, sejam artísticos, curatoriais ou pedagógicos, sendo realizados entre muros e extra-muros e, especialmente, como aprofundamento em resposta às possibilidades e aos desafios destas práticas nos diversos contextos brasileiros.

O evento será transmitido online (www.facebook.com/macdeniteroi.oficial). Os registros em fotografia, vídeo e ensaios críticos dos encontros regionais e o seminário nacional serão publicados na 3ª edição da Revista MESA (publicação digital semestral do Instituto MESA premiada pelo edital Procultura Funarte em 2010) a ser lançado no fim do ano de 2014.

PROGRAMA

20 de Maio, terça-feira

10h – 13h 14+1: sal grosso sobre areia
Performance/Intervenção, Praia de Boa Viagem
artista, Katie Van Scherpenberg, com colaboração de Ana Luisa Silveira, Stéphanie Liberos, Capucine e José Antonio Miguez

As interferências na paisagem fazem parte do trabalho de Katie desde os anos oitenta. Usando o pigmento natural óxido de ferro vermelho criou trabalhos como Jardim Vermelho (Parque Lage, 1986), Indiferença (MAC, Niterói, 2000) e Espaços Ocupados (Museu Blanton, Austin,Texas, 2003). Esta intervenção, ao mesmo tempo que resgata sua experiência realizada no MAC 14 anos atrás, se diferencia pelo uso do sal grosso sobre a areia branca, criando uma obra efêmera do branco sobre branco, um ritual de passagem que inaugura o seminário com um gesto poético crítico.

15h às 18h Fórum
Caranguejos & Borboletas: dicotomias e presenças (co)temporâneas. Antigas moedas romanas tinham uma imagem enigmática de um caranguejo segurando as asas de uma borboleta, interpretada como moral de “festina lente” ou avanço cuidadoso. Esta imagem foi tomada para refletir sobre os desafios e dicotomias contemporâneas entre arte e público, arte e mercado, cidade e instituição. O encontro se iniciará com um breve vídeo editado do encontro sob o mesmo tema na Casa Daros, Rio de Janeiro em 2013.

• Giuseppe Cocco, professor do Programa de Pós-graduação em Comunicação da URFJ e co-editor das revistas Lugar Comum, Global/Brasil e Multitudes
• Sabrina Marques Parracho Sant’anna, professora e coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da UFRRJ
• Tania Rivera, ensaísta, psicanalista e professora do departamento de arte e do Programa de Pós-graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da UFF
• Mediação: Luiz Guilherme Vergara, professor do departamento de arte e dos Programas de Pós-graduação em Estudos Contemporâneos das Artes e Cultura e Territorialidade da UFF e diretor/curador MAC, Niterói.

18h Filme: É tudo mentira
O fórum será seguido pela projeção do filme É tudo mentira (83’) no pátio do MAC. O filme, do coletivo No Passaran, tem com foco central na guerra midiática em torno dos protestos no Brasil em 2013, da primeira invasão na Aldeia Maracanã em abril até o final da visita do papa.

21 de Maio, quarta-feira

10h às 13h - apresentações e debate
Contexto, lugar e construção na Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS. Inspirado na rica trajetória da Bienal Mercosul desde 1997. Este encontro refletirá sobre o contexto e a construção do sentido do público na arte. Visões e projeções para as Bienais do Mercosul.

• Frederico Morais, critico/curador, curador da 1ª Bienal do Mercosul em 1997
O sentido de público na Bienal do Mercosul: a bienal como escola, a cidade como currículo
• Monica Hoff, curadora, pesquisadora e educadora independente, coordenadora geral do projeto pedagógico da Bienal do Mercosul de 2006 – 2014 e curadora de base da 9ª Bienal do Mercosul
Os sentidos do sentido do público na arte: 9ª Bienal do Mercosul
• Diana Kolker Carneiro da Cunha e Rafael Silveira [Rafa Éis] - educadores artistas integrantes do Coletivo E
Debate com Luiz Guilherme Vergara e Jessica Gogan, diretora Instituto MESA

Visita e Almoço especial
Museu Janete Costa de Arte Popular
Preço/doação (Incluindo bebidas não alcoólicas ): R$10,00

15h às 18h - Mesa Redonda
Fazeres híbridos e saberes múltiplos: arte, cultura popular e conceitualismo artesenal
O sociólogo Richard Sennett observou que “fazer é pensar” dando ênfase à importância do ato criativo em si, seja na produção de uma escultura, um jantar ou uma conversa. Esta mesa explorará as discussões realizadas no Cariri, Sertão do Ceará, alguns dias antes do seminário nacional e as possibilidades de se reposicionar papéis e fronteiras das interfaces entre arte e sociedade, o imaginário e artesania popular e a emergência de novas práticas artísticas.

• Nuno Sacramento, diretor Scottish Sculpture Workshop (SSW), Escócia
• Leonardo Guelman, é professor, escritor e pesquisador em arte e cultura, diretor do Instituto de Arte e Comunicação Social da UFF
• José Rufino, artista
• Mediação: Jacqueline Rocha Lima, coordenadora de artes visuais, Centro Cultural Banco do Nordeste

O Instituto MESA é uma organização sem fins lucrativos dedicada a pesquisas, projetos e publicações transdisciplinares que realizam e aprofundam os encontros entre arte, cultura e sociedade. O projeto do Sentido do Público na Arte fecha um ciclo de quatro seminários internacionais refletindo sobre as reconfigurações e interações públicas entre a produção artística contemporânea e a sociedade, organizado pelo Instituto MESA no MAM, Rio de Janeiro e Museu de Arte Contemporânea de Niterói, em 2011, 2012 e 2013.

Posted by Patricia Canetti at 8:42 AM

maio 14, 2014

Oficinas de Processo Criativo e Tecnologia: openFrameworks e Arduino em maio na EAV Parque Lage, Rio de Janeiro

Professores: Charles Watson e Julio Lucio

Escola de Artes Visuais do Parque Lage
Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, RJ
Informações: 21-3257-1800 / 1840

O processo criativo - Módulo II: Estratégias / estruturas recorrentes, com Charles Watson

Uma série de palestras provocativas ministradas em regime intensivo, ilustradas com textos, vídeos e exercícios. Destinado a grupos multidisciplinares, incluindo empresários, publicitários, arquitetos, designers e aqueles que se interessam pelo processo de inovação e para quem a geração de novas ideias se tornou fundamental.

23 a 25 de maio de 2014, sexta feira, 19h às 22h, e sábado e domingo, 14h às 18h - R$515


openFrameworks, com Julio Lucio

O curso teórico pratico introduz conceitos de programação orientada a objetos C++, e mostra mediante exemplos práticos a utilização da biblioteca openFrameworks, um kit de ferramentas "open source" projetado para auxiliar o processo criativo.

22, 23 e 24 de maio de 2014, das 13h às 19h - R$280

Introdução ao Arduino, com Julio Lucio

O curso, teórico e prático, introduz a utilização básica do Arduino – microcontrolador open-source de baixo custo, utilizado em arte digital para a criação de objetos interativos, instalações artísticas, dentre outras aplicações.

29, 30 e 31 de maio, das 13h às 19h - R$280 + R$300 (taxa de material)

Posted by Patricia Canetti at 12:14 PM

maio 11, 2014

Fórum As esculturas públicas e a cidade contemporânea na Unicamp, Campinas

O fórum, organizado por Marco do Valle e Sylvia Furegatti, congrega campos distintos do conhecimento que buscam demonstrar a forte conexão da escultura pública contemporânea com a vida cotidiana e urbana, de forma a replicar o interesse acadêmico que essa linguagem artística tem gerado nas últimas décadas dentre estudiosos, artistas, arquitetos e urbanistas, conservacionistas, instituições públicas e privadas fomentadoras da criação artística. As mesas deste evento trazem representantes atuantes em sua área de especialização, convidados ao debate sobre os aspectos globais e locais da arte em seus múltiplos espaços de circulação urbana.

Participantes: Abilio Guerra, Arly de Lara Romêo, Esdras Rodrigues Silva, Iran do Espírito Santo, José Resende, Marco do Valle, Maria Cecilia França Lourenço, Murilo Netto, Sylvia Furegatti, Wilson Flório

14 de maio de 2014, quarta-feira, das 9h às 17h30

Instituto de Artes da Unicamp - Auditório
Rua Elis Regina 50, Cidade Universitária, Campinas, SP
Inscrições gratuitas pelo site do evento

PROGRAMA

8h30 – Credenciamento

9 h – Abertura:
Prof. Dr. Esdras Rodrigues Silva (Diretor do Instituto de Artes)
Dr. Arly de Lara Romêo (Presidente da SANASA Campinas)

9h30 – Mesa 1: Uma perspectiva sobre os enfrentamentos da arte no espaço público contemporâneo
Palestrante: Iran do Espírito Santo (artista visual com produção expressiva no campo tridimensional)
Debatedor: Prof. Dr. Abilio Guerra (docente (FAU Mackenzie SP, arquiteto, editor do Portal Vitruvius e da Romano Guerra editora)

10h30 – 11h – Pausa

11h00 – Mesa 2: Arte e Paisagem Urbana em duas cidades brasileiras: Santos e Florianópolis
- Palestra: Esculturas Monumentais na orla de Santos - Palestrante: Murilo Netto (Coordenador de Museus e Galerias da Secretaria de Cultura de Santos)
- Palestra: A escultura pública e o Desenvolvimento Urbano em Florianópolis - Palestrante: Prof. Dr. Cesar Floriano dos Santos (Secretário adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura Municipal de Florianópolis, docente da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC)
Debatedor: Prof. Dr. Wilson Flório (docente DAP IA Unicamp)

12h00 – 14h00 – Almoço

14h00 – Mesa 3: A coleção escultórica no espaço da cidade-campus universitário
Palestrante: Profa. Dra. Maria Cecilia França Lourenço (docente FAU USP, diretora da Pinacoteca do Estado de São Paulo de 1983 a 1987, autora de vários títulos sobre o tema)
Debatedor: Profa. Dra. Sylvia Furegatti (docente DAP IA Unicamp)

15h30 – 16h – Pausa

16h – Mesa 4: O espaço da escultura contemporânea entre o Global e o Local
Palestrante: José Resende (arquiteto, artista visual de reconhecido trajeto internacional no campo da escultura contemporânea);
Debatedor: Prof. Dr. Marco do Valle (docente DAP IA Unicamp)

17h30 – Encerramento

Posted by Patricia Canetti at 10:09 AM