Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

agosto 31, 2011

17º SESC VIDEOBRASIL - Encontros Panoramas do Sul

17º SESC VIDEOBRASIL - Encontros Panoramas do Sul

Participantes: Christine Mello, Edu Jesus, Hugo Fortes, Ronaldo Entler

13 a 22 de setembro de 2011, terças e quintas, 19-21h

SESC Belenzinho - Internet Livre
Rua Padre Adelino 1000, Belenzinho, São Paulo - SP
11-2076-9700
www.sescsp.org.br
Inscrições no local com 30 minutos de antecedência ao evento

Programação

13/09 - Inter-relações Natureza e Cultura - com Hugo Fortes
15/09 - Paisagens Políticas- com Edu Jesus
20/09 - Um outro olhar - com Ronaldo Entler
22/09 - Cartografias do afeto - com Christine Mello

Posted by Gilberto Vieira at 4:09 PM

agosto 30, 2011

Jornada sobre América Latina: abordagens de Arte e Crítica Cultural na USP, São Paulo

Jornada sobre América Latina: abordagens de Arte e Crítica Cultural

Participantes: Cristina Freire, Hélcio Magalhães, Jacques Leenhardt, Lisbeth Rebollo Gonçalves, Mariza Bertoli

O evento é promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam) da Universidade de São Paulo (USP) e pela Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA).

A programação será aberta com a palestra “A ideia do Museu das Américas: um projeto de antropologia ativa de Eduard Glissant”, a ser apresentada por Jacques Leenhardt, diretor da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (França).

Na mesa-redonda “Novas leituras sobre arte e crítica cultural”, Mariza Bertoli (ABCA), falará sobre o tópico “A Sedução dos Contrários – uma aproximação simbólica na plástica de artistas latino-americanos”. Hélcio Magalhães (Sesc-SP) abordará o tema “Imaginários Urbanos nas Praças Públicas: o simbólico em monumentos escultóricos em São Paulo e Buenos Aires”.

“Mulheres artistas no pavilhão latino-americano na 54ª Bienal de Veneza” será o tema de Cláudia Fazzolari (ABCA). Lisbeth Rebollo Gonçalves (Prolam-USP) falará sobre “Os temas das Bienais do Mercosul: modos críticos para interpretar a arte latino-americana”. Cristina Freire, do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP, falará sobre “A arte subterrânea na América Latina nos anos 1960-70”.

27 de setembro de 2011
Inscrições gratuitas pelo e-mail abca@abca.art.br

Escola de Comunicações e Artes/USP - Sala da Congregação
Av. Professor Lúcio Martins Rodrigues 443, primeiro andar, Cidade Universitária, São Paulo - SP
Realização: ABCA, em colaboração com o PROLAM

PROGRAMA DA JORNADA
Palestra e Debate 10h30 – 12h00
Prof. Jacques Leenhardt
“A ideia do Museu das Américas: um projeto de antropologia ativa de Eduard
Glissant”.

Intervalo para o almoço

Mesa-Redonda 14h00 16h00
Tema: Novas leituras sobre arte e crítica cultural.
Participantes:
Mariza Bertoli
“A Sedução dos Contrários - uma aproximação simbólica na plástica de artistas latino-americanos”.

Hélcio Magalhães
“Imaginários Urbanos nas Praças Públicas: o simbólico em monumentos escultóricos em São Paulo e Buenos Aires”.

Cláudia Fazzolari
“Mulheres artistas no pavilhão latino-americano na 54ª Bienal de Veneza”.

Lisbeth Rebollo Gonçalves
“Os temas das Bienais do MERCOSUL: modos críticos para interpretar a arte latino-americana”.

Palestra 17h00-17h50
Cristina Freire – “A arte subterrânea na América Latina nos anos 1960-70”.

Encerramento: entrega de certificados.

Posted by Gilberto Vieira at 3:08 PM

agosto 26, 2011

Diálogos sobre Arte: Introdução a arte contemporânea: uma seleção dos mais importantes artistas da atualidade com Bruno Moreschi e Gisele Kato no AVA – all visual arts, São Paulo

Diálogos sobre Arte: Introdução a arte contemporânea: uma seleção dos mais importantes artistas da atualidade

Orientadores: Bruno Moreschi e Gisele Kato

Nos encontros, os participantes terão a oportunidade de conhecerem as biografias e as obras mais importantes dos principais artistas visuais da arte contemporânea. Além disso, o curso irá mostrar um panorama das vertentes da arte contemporânea e uma vasta quantidade de imagens de obras, trechos de filmes e textos teóricos.

Período: 24, 26 e 31 de outubro, segunda e quarta, 19-22h

Valor: R$ 250,00

AVA – all visual arts
Rua Mateus Grou 513-A, Pinheiros São Paulo-SP
11 -3031-2181/ 30978443 ou ava@avaonline.com.br
www.avaonline.com.br


Sobre o AVA all visual arts:
Durante os meses de setembro e outubro, o AVA all visual arts apresenta uma vasta programação de cursos sobre arte contemporânea. Sob curadoria do jornalista Bruno Moreschi e organização da empresária, Cristina Oliveira, que dirige o AVA, serão apresentados diversos cursos sob o título: Diálogos sobre Arte, que conta ainda com as participações da jornalista Gisele Kato, da curadora Fernanda Lopes, da artista plástica, Márcia de Moraes, do crítico e doutor em artes, Carlos GH e do artista plástico Nelson Screnci.

O AVA all visual arts além de ser um entreposto de exibição e orientação de aquisição de obras de arte é também um espaço de convívio e diálogo da arte com o público. Foi pensando nisso que foi organizado uma temporada de Diálogos sobre Arte, que tem a intenção de possibilitar encontros e a aproximação do público com artistas e agentes culturais, tornando acessível a troca de informações, conceitos e entendimentos que regem o pensamento e o fazer artístico.

Sobre Bruno Moreschi e Gisele Kato:

Bruno Moreschi é jornalista formado na Universidade Federal de Santa Catarina, mestrando em Artes Plásticas pela Unicamp e artista plástico. Escreve para publicações como piauí, Bravo! e ffwMag.

Gisele Kato é editora de artes visuais da revista Bravo! desde 2008. Possui graduação na Escola de Comunicação e Artes na USP e pós-graduação em História da Arte na Faap.

Posted by Marília Sales at 3:54 PM

Diálogos sobre Arte: Introdução a Fotografia Contemporânea com Carlos G.H no AVA – all visual arts, São Paulo

Diálogos sobre Arte: Introdução a Fotografia Contemporânea

Orientação: Carlos G.H

Apresentação de uma síntese dos principais movimentos dos séculos XX e XXI, e proposta de discussão sobre as possíveis fronteiras.

Período: 20 e 22 de setembro, terça e quinta,19-22h

Valor: R$ 120,00

AVA – all visual arts
Rua Mateus Grou 513-A, Pinheiros São Paulo-SP
11 -3031-2181/ 30978443 ou ava@avaonline.com.br
www.avaonline.com.br


Sobre o AVA all visual arts:
Durante os meses de setembro e outubro, o AVA all visual arts apresenta uma vasta programação de cursos sobre arte contemporânea. Sob curadoria do jornalista Bruno Moreschi e organização da empresária, Cristina Oliveira, que dirige o AVA, serão apresentados diversos cursos sob o título: Diálogos sobre Arte, que conta ainda com as participações da jornalista Gisele Kato, da curadora Fernanda Lopes, da artista plástica, Márcia de Moraes, do crítico e doutor em artes, Carlos GH e do artista plástico Nelson Screnci.

O AVA all visual arts além de ser um entreposto de exibição e orientação de aquisição de obras de arte é também um espaço de convívio e diálogo da arte com o público. Foi pensando nisso que foi organizado uma temporada de Diálogos sobre Arte, que tem a intenção de possibilitar encontros e a aproximação do público com artistas e agentes culturais, tornando acessível a troca de informações, conceitos e entendimentos que regem o pensamento e o fazer artístico.

Sobre Carlos G.H.:
Carlos G.H. é doutor em artes pela Universidade Federal de Santa Catarina e pela Universidade de Glasgow, Reino Unido. Também já exibiu suas fotografias em exposições no Brasil e no exterior.

Posted by Marília Sales at 2:41 PM

Diálogos sobre Arte: Leitura de portfólio, Encontros individuais com Bruno Moreschi e Marcia de Moraes no AVA – all visual arts, São Paulo

Diálogos sobre Arte: Leitura de portfólio, Encontros individuais

Orientadores: Bruno Moreschi e Marcia de Moraes

A proposta desse curso é oferecer um espaço individual para que artistas de todas as idades mostrem sua produção artística. Além de analisar as obras dos participantes, os coordenadores irão sugerir referências teóricas e visuais, como trechos de livros, trabalhos de outros artistas, filmes, entre outros materiais. Cada artista terá um horário marcado anteriormente de, aproximadamente, meia hora com os coordenadores. Serão analisados a maneira com que o artista apresenta suas obras; como é montado formalmente o portfólio, entre outras questões que podem enriquecer sua produção artística.

Período: 17, 24 de setembro e 1 de outubro, sábado,14-16h
30 minutos por pessoa

Valor: R$ 170,00

AVA – all visual arts
Rua Mateus Grou 513-A, Pinheiros São Paulo-SP
11 -3031-2181/ 30978443 ou ava@avaonline.com.br
www.avaonline.com.br


Sobre o AVA all visual arts:
Durante os meses de setembro e outubro, o AVA all visual arts apresenta uma vasta programação de cursos sobre arte contemporânea. Sob curadoria do jornalista Bruno Moreschi e organização da empresária, Cristina Oliveira, que dirige o AVA, serão apresentados diversos cursos sob o título: Diálogos sobre Arte, que conta ainda com as participações da jornalista Gisele Kato, da curadora Fernanda Lopes, da artista plástica, Márcia de Moraes, do crítico e doutor em artes, Carlos GH e do artista plástico Nelson Screnci.

O AVA all visual arts além de ser um entreposto de exibição e orientação de aquisição de obras de arte é também um espaço de convívio e diálogo da arte com o público. Foi pensando nisso que foi organizado uma temporada de Diálogos sobre Arte, que tem a intenção de possibilitar encontros e a aproximação do público com artistas e agentes culturais, tornando acessível a troca de informações, conceitos e entendimentos que regem o pensamento e o fazer artístico.



Sobre Bruno Moreschi e Marcia de Moraes:

Márcia de Moraes é mestre em Artes Plásticas pela Unicamp. Realizou individuais no Centro Universitário Maria Antonia, em 2009, e na Galeria Leme, SP, em 2010. Recentemente, fez residência artística na cidade de La Roche-en-Brenil, França.

Bruno Moreschi é jornalista formado na Universidade Federal de Santa Catarina, mestrando em Artes Plásticas pela Unicamp e artista plástico. Escreve para publicações como piauí, Bravo! e ffwMag.

Posted by Marília Sales at 2:29 PM

Diálogos sobre Arte: Arte Brasileira, anos 1950, 1960 e 1970: uma discussão a partir da Experiência Rex com Fernanda Lopes no AVA – all visual arts, São Paulo

Diálogos sobre Arte:Arte Brasileira, anos 1950, 1960 e 1970: uma discussão a partir da Experiência Rex

Orientação: Fernanda Lopes

Formado por Geraldo de Barros, Nelson Leirner, Wesley Duke Lee, Carlos Fajardo, Frederico Nasser e José Resende em 1966, o Grupo Rex foi fundamental para a arte brasileira. Este curso pretende discutir a atuação do grupo, seu impacto para o cenário artístico da época e usar esse movimento para apresentar um panorama da arte brasileira nos anos 1950, 1960 e 1970.

Período:12 e 14 de setembro, segunda e terça, 19-22h.

Valor: R$ 120,00

AVA – all visual arts
Rua Mateus Grou 513-A, Pinheiros São Paulo-SP
11 -3031-2181/ 30978443 ou ava@avaonline.com.br
www.avaonline.com.br


Sobre o AVA all visual arts:
Durante os meses de setembro e outubro, o AVA all visual arts apresenta uma vasta programação de cursos sobre arte contemporânea. Sob curadoria do jornalista Bruno Moreschi e organização da empresária, Cristina Oliveira, que dirige o AVA, serão apresentados diversos cursos sob o título: Diálogos sobre Arte, que conta ainda com as participações da jornalista Gisele Kato, da curadora Fernanda Lopes, da artista plástica, Márcia de Moraes, do crítico e doutor em artes, Carlos GH e do artista plástico Nelson Screnci.

O AVA all visual arts além de ser um entreposto de exibição e orientação de aquisição de obras de arte é também um espaço de convívio e diálogo da arte com o público. Foi pensando nisso que foi organizado uma temporada de Diálogos sobre Arte, que tem a intenção de possibilitar encontros e a aproximação do público com artistas e agentes culturais, tornando acessível a troca de informações, conceitos e entendimentos que regem o pensamento e o fazer artístico.

Sobre Fernanda Lopes: Fernanda Lopes é curadora associada do Centro Cultural São Paulo, jornalista e pesquisadora. É mestre em História e Crítica de Arte pela EBA/UFRJ, pós-graduada pela PUC-RJ em História da Arte e Arquitetura no Brasil e graduada em Comunicação Social pela PUC-RJ.

Posted by Marília Sales at 1:52 PM

agosto 25, 2011

Procedência & Propriedade: Workshop Intensivo de Desenho e Conceitualização com Cadu, Charles Watson, Eduardo Berliner, Frederico Carvalho, Luciana Coutinho , Rio de Janeiro

Procedência & Propriedade

Workshop Intensivo de Desenho e Conceitualização

Orientadores: Cadu, Charles Watson, Eduardo Berliner, Frederico Carvalho, Luciana Coutinho
Palestrantes: Fernando Cocchiarale, Luiz Alberto Oliveira, Luiz Ernesto, Paulo Vivacqua

Desde 2004 recomendado pelo University of The Arts, Londres e suas escolas de arte afiliadas Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Comunications, como um curso de preparação para bacharelado / mestrado em arte.

O workshop Procedência & Propriedade é um curso intensivo que usa o desenho como seu principal veículo.

O Desenho é visto como meio de construir idéias, e não apenas de traduzí-las ou expressá-las.
A proposta de imersão durante cinco semanas resulta em um volume de produção normalmente equivalente a um ano de trabalho.

O curso é concebido para artistas plásticos, arquitetos, programadores visuais, designers e para todos cujo trabalho depende de inteligência visual.

Período: 6 de janeiro a 11 de fevereiro de 2012, segundaa sábado, 12-2h

Valor: R$ 3500.00*

Ateliê:
R. Mundo Novo 1045, Botafogo, Rio de Janeiro-RJ
21-2553-3748 ou 9224

bcawats@attglobal.net

01 Histórico
O workshop Procedência & Propriedade, ao longo de suas 34 edições nos últimos 17 anos, tem exercido importante papel na formação de diversos profissionais não apenas do Rio de Janeiro, mas também de outros estados brasileiros e outras nacionalidades. Originalmente concebido para um grupo de alunos de pintura, hoje destina-se a artistas plásticos, arquitetos, programadores visuais, designers e a todos cujo trabalho depende de inteligência visual.

Desde 1994, tendo recebido cerca de 550 participantes, o curso vem evoluindo e expandindo-se de acordo com o aperfeiçoamento de sua filosofia, que visa cada vez mais enfatizar a importância do trabalho contínuo e concentrado. Para tanto, dispõe de um atelier de 115m2, disponível com exclusividade para o workshop, onde é possível colocar em prática essa proposta.

02 Objetivos
A tarefa de concentrar tempo contínuo de atividade e foco inteligentemente direcionado gera uma surpreendente produção, particularmente importante para a formação de vocabulário plástico, assim como para a reciclagem de processos de trabalho, valendo-se do ambiente reflexivo e questionador do curso.
Evidências sugerem que, com freqüência, fracassamos nas tentativas de resolver problemas, não porque sejam insolúveis, mas sim por desistirmos prematuramente. Todos temos um ponto a partir do qual paramos de trabalhar ou investir, um limiar que não costumamos ultrapassar, entre a desistência e uma nova região extremamente fértil. Às vezes, esse limiar se forma por cansaço, mas na maioria dos casos se dá por tédio, desânimo, incerteza, ou medo de errar, e assim sucumbimos, já frustrados, ou com a sensação de que poderíamos ter ido além ou feito melhor.

Procedência & Propriedade é um curso que simula uma situação de intenso foco de energia sobre uma área de problema, sem distrações, e mostra os inevitáveis resultados e surpresas que aguardam quem participa desse processo.

03 Ênfase nos seguintes tópicos
_ percepção de problemas visuais: aprender a ler, perceber e decodificar os problemas visuais propostos por uma pintura, um desenho, uma escultura, um filme, uma instalação, etc;

_ articular e trabalhar problemas visuais: aprender a verbalizar (traduzir em palavras ou textos) um problema visual de forma a abordar mais objetivamente um universo que habitualmente descrevemos com meios subjetivos;

_ desenvolvimento de critérios pessoais: desenvolver rigor e independência na capacidade de criticar, avaliar e redirecionar seu próprio trabalho;

_ desenvolvimento de linguagem pessoal: adquirir, através dos exercícios propostos, um vocabulário visual e pessoal apoiado na disciplina e na intensa produção;

_ desenho como ferramenta: aprender a utilizar o desenho como meio de construir idéias, e não apenas de traduzí-las ou expressá-las;

_ limites: reconhecer que a presença de limites, e não a sua ausência, é pré-requisito para a formação de novas idéias e soluções criativas;

_ flexibilidade: alertar para as eventuais modificações naturais do processo (desenho ou pintura), e organizar novas estratégias compatíveis com a situação emergente;

_ entender uma linguagem: contextualizar situações visuais formadas por vocabulários formais (forma, cor, linha, plano, texturas, dimensões, etc) ou conceituais (idéias, intenções, linhas de raciocínio);

_ manipular linguagem: aplicar, na prática do próprio trabalho, na articulação de idéias e na consciência de outras linguagens, o vocabulário adquirido, produzindo uma linguagem particular ou pessoal;

_ disciplina: seguir os prazos propostos, praticar a concentração e a continuidade no trabalho;

_ foco: delimitar áreas de ação e direcionar os investimentos de energia;

_ independência: adquirir capacidade de se autoimpor tarefas, planejar processos de trabalho, tornar-se consciente de suas próprias limitações tanto na leitura visual quanto na prática.

04 Metodologia
Ao longo do período de cinco semanas, será exigido de cada participante a permanência mínima de oito horas diárias, durante seis dias por semana. Tal investimento de tempo ininterrupto propicia uma mudança de atitude no confronto com nossos próprios limites, provocando o surgimento de novas e surpreendentes respostas. As primeiras duas semanas são dedicadas a constantes exercícios, alguns cronometrados, até que o aluno alcance um patamar a partir do qual começa a formar seu próprio critério . O processo todo é documentado em DVD, cujas fitas são usadas durante o workshop como apoio didático, tanto para avaliação de estratégias individuais, como para levantamento de fatores compositivos.

05 Vídeos e palestras
Além da parte prática, o workshop será complementado com sessões de vídeo, exibindo entrevistas e depoimentos sobre a vida, obra, e processo criativo de artistas e cientistas de notável contribuição para o pensamento humano, particularmente aqueles para quem a visualização ou o desenho têm sido importantes métodos de articulação de idéias. Na área da ciência: Buckminster Fuller, David Bohm, Richard Feynman, Roger Penrose. Nas artes: Jackson Pollock, Willem de Kooning, Francis Bacon, Robert Rauschenberg, Marcel Duchamp, Marina Abramovitch, Frank Stella, Schnabel, Frida Kahlo, Richard Long, Bill Viola, Elizabeth Murray, David Hockney, Picasso, Howard Hodgkin, John Cage, entre outros.

Assim como haverá palestras de artistas, teóricos ou cientistas, discorrendo sobre a importância da visualização no processo de concepção de novas idéias.

06 Jantares
Como meio de ritualizar o término de uma semana de trabalho, aos sábados, quatro pessoas do grupo oferecem um jantar para os demais. Esse evento propicia um momento de descanso, relaxamento e diversão, antes do início da nova semana.

07 Contato com participantes anteriores
Caso informações adicionais se mostrem necessárias, serão fornecidos números de telefone de participantes de workshops anteriores, para que o interessado possa entender melhor a dinâmica do curso.

08 Alojamento
Para residentes fora do estado do Rio de Janeiro, podemos oferecer alojamento durante o período do curso. A acomodação somente está disponível em quarto duplo ou triplo. Há também uma cozinha exclusiva para os integrantes do curso. Uma ampla videoteca de mais de 300 filmes sobre arte e pensamento criativo ficará disponível durante todo o período do workshop, assim como uma grande quantidade de catálogos sobre arte contemporânea.

10 Mterial

_ grafite em bastão
_ grafite em pó
_ borrachas de diversos tipos
_ óleo de linhaça
_ mais de 2000 folhas de papel canson, todas providas pelo ateliê. Os demais itens da lista são de responsabilidade de cada aluno.
_ na última semana, câmeras digitais podem ser muito úteis, ainda que não sejam material obrigatório.


Sobre os orientadores:
Cadu _ artista plástico e prof. PUC-RJ
Charles Watson _ prof. EAV / Parque Lage
Eduardo Berliner _ artista plástico e prof. PUC-RJ
Frederico Carvalho _ prof. UFRJ
Luciana Coutinho _ prof. Univ. Veiga de Almeida

Sobre os palestrantes:
Fernando Cocchiarale_curador independente e professor da EAV Parque Lage – RJ
Luiz Alberto Oliveira_cosmólogo / CBPF
Luiz Ernesto_professor da EAV PArque Lage – RJ
Paulo Vivacqua_ artista e compositor

* O pagamento pode ser parcelado em até 5 vezes

Posted by Marília Sales at 11:42 AM | Comentários (1)

Dynamic Encounters // Bienal Mercosul com Charles Watson, Frederico Carvalho, Jailton Moreira, Luiz Alberto Oliveira, Porto Alegre

Dynamic Encounters // Bienal Mercosul

Orientadores: Charles Watson, Frederico Carvalho, Jailton Moreira, Luiz Alberto Oliveira

O Dynamic Encounters realiza há dezenove anos workshops com foco em arte contemporânea e, em outubro de 2011, fará uma programação especial em Porto Alegre. A cidade é sede da Bienal Mercosul, que chega a sua 8ª edição com o título Ensaios de Geopoética. O território e sua redefinição crítica são aqui elaborados a partir de uma perspectiva artí­stica, reunindo 107 artistas de 34 países que tratam de tópicos relevantes para essa discussão: mapeamento, colonização, fronteira, aduana, alianças transnacionais, construções geopolíticas, localidade, viajantes cientí­ficos, nação e política. Mais que um tema, a noção de território é uma estratégia de ação curatorial. Artistas, obras e curadores viajarão pelo Rio Grande do Sul em diferentes momentos do projeto, enquanto Porto Alegre também será entendida como território a ser descoberto e ativado.

Período de realização: 6 a 9 outubro de 2011, quinta a domingo

Valor: R$1,450.00

informações:
21-2553-3748 ou 9224
bcawats@attglobal.net
wats352@attglobal.net

Para além da Bienal Mercosul, o grupo de alunos fará visitas acompanhado por uma equipe de professores a exposições e instituições culturais ao longo dos 4 dias em Porto Alegre.

Arena _Projeto Areal
Bienal Mercosul
Fundação Iberê Camargo
Santander Cultural


Programação:

06 Outubro
12h Chegada em Porto Alegre
13h Almoço
14h BIENAL MERCOSUL
Cais do Porto


07 Outubro

8h Café da manhã

9h Saída do hotel

10h BIENAL MERCOSUL
Cais do Porto

12h Almoço

14h BIENAL MERCOSUL
Cais do Porto


08 Outubro
8h Café da manhã
9h Saí­da do hotel

10h ARENA
Maria Helena Bernardes _Projeto Areal
Criado no ano de 2000, a partir de uma série de viagens realizadas por André Severo e Maria Helena Bernardes pelo interior do Rio Grande do Sul, Areal toma da paisagem sul desse estado a imensidão de campos, água e areia como sí­mbolo dos limites cada vez mais imprecisos da arte como disciplina na atualidade. Segundo o ponto de vista que norteia as ações em Areal, o fazer artístico está estreitamente ligado à produção reflexiva, sendo ambos geradores de conhecimento e formadores de novos paradigmas. A realização de Horizonte Expandido no Santander Cultural, em 2010, inaugurou o eixo reflexivo/expositivo de Areal.

12h Almoço

13h30 SANTANDER CULTURAL
Eugenio Dittborn
Sob curadoria de José Roca, que é também curador-geral da 8ª edição, a exposição vai mostrar as Pinturas Aeropostais - obras de ampla riqueza iconográfica, com uma presença visual e material contundente - que o artista desenvolve desde os anos 1980 misturando desenho, costura, pintura e colagem. As obras chegam a Porto Alegre por via postal, dobradas e colocadas em um envelope. A pintura é aberta, desdobrada e pendurada, e o envelope é exibido ao lado, pois traz o registro do itinerário de viagem, os lugares para onde aquela pintura foi enviada anteriormente e o lugar onde está exposta. Nascido em Santiago do Chile em 1943, Eugenio Dittborn é um artista referencial da América Latina.


09 Outubro

8h Café da manhã

9h ENCONTRO DO GRUPO
Discussão e reflexão junto a equipe de professores sobre o que foi abordado nas visitas anteriores.

12h Almoço

13:30 FUNDAÇÃO IBERÊ CAMARGO
A linha incontornável: desenhos de Iberê Camargo
Com curadoria do jornalista e crítico de arte Eduardo Veras, a Fundação apresenta a sua 6ª exposição do acervo da instituição. A linha incontornável reúne 110 obras que percorrem mais de meio século da produção do artista.

Torres García - Geometria, criação, proporção
A exposição abordará os mais significativos períodos da ampla trajetória do artista uruguaio, com um conjunto selecionado de obras, entre pinturas a óleo, desenhos, aquarelas, brinquedos, colagens e documentos. A mostra será complementada por um extenso material de apoio, como manuscritos, cartas e biografias oriundo da coleção do Museo Torres Garcí­a.


16h Fim da programação


Formas de pagamento:
1. R$1,450.00, Depósito Bancário, à vista
2. R$1,500.00, Cheque Pré-Datado, 2 vezes (À vista + 30 dias)
3. R$1,550.00, Cartão de Crédito, à vista ( Credicard / Visa)

Está incluso: Workshop e o traslado
Não está incluso: Passagem e Hospedagem
Hospedagem :
Foi realizado um bloqueio de alguns apartamentos no Grande Hotel da Rede Master de Hotéis a fim de facilitar a reunião do grupo e um desconto especial para os participantes.
Os interessados precisarão informar qual o apartamento escolhido, que encaminharei o email para a Central de Reservas em nome do grupo e eles entrarão em contato para oficializar a reserva.
Temos um deadline no dia 10/09/11, por isso torna-se importante que a confirmação seja o mais breve possível.
Tarifas: STD SGL R$ 132 - DBL R$ 152 // Luxo SGL R$ 142 - DBL R$ 162

Posted by Marília Sales at 10:49 AM

agosto 19, 2011

Seminário Internacional Ensaios de Geopoética: 8ª Bienal do Mercosul no Auditório Dante Barone, Porto Alegre

Seminário Internacional Ensaios de Geopoética: 8ª Bienal do Mercosul

Palestrantes: Borut Vogelnik, Coco Fusco, Cristina Lucas, Néstor García Canclini, Maria Adélia de Souza, Príncipe Michael de Sealand, Wilson Rosa

Moderadores: José Roca, Pablo Helguera

Com um formato que mescla conferências e performances, o seminário debaterá as questões abordadas no projeto curatorial da 8ª edição, apresentando diferentes perspectivas sobre geopolítica, territorialidade, fronteiras, nação e representação simbólica dos países. Artistas, pensadores, cientistas políticos, fundadores de micronações reais e fictícias, curadores e líderes comunitários de várias partes do mundo estarão reunidos no seminário para debater essas questões.

Realização: 10 de setembro de 2011, sábado

Inscrições: 22 de agosto a 4 de setembro de 2011

Formulário de inscrições no link:
www2.portoalegre.rs.gov.br/encontros_bienal

Auditório Dante Barone – Assembléia Legislativa
Praça Marechal Deodoro 101, 1º Andar, Porto Alegre – RS
51-3254-7500 ou projetopedagogico@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br
Transmissão ao vivo do Seminário em www.bienalmercosul.art.br

Programação
Primeira Sessão - Geopolítica/geopoética
Moderador: José Roca, Curador geral


13h-13h45
Pantone (Vídeo/Performance): Cristina Lucas (com historiadores locais)

13h50-14h10
Apresentação: José Roca

14h15-14h35
Quilombos: Wilson Rosa

14h40-15h
Geopolítica e mercado: Néstor García Canclini

15h05-15h25
Milton Santos, o trabalho político do geógrafo: Maria Adélia de Souza

15h30-16h
Debate

Intervalo: 20 minutos

Segunda Sessão - Nação/ficção
Moderador: Pablo Helguera, Curador Pedagógico


16h20-16h30
Apresentação: Pablo Helguera

16h35-17h20
Conferência sobre a obra Els Segadors (The Reapers, 2001): Coco Fusco

17h25-17h45
IRWIN / NSK: Borut Voelgnik

17h50-18h10
Entrevista: Príncipe Michael de Sealand
Por: Pablo Helguera

18h15-18h45
Debate

Perfis dos palestrantes
Cristina Lucas - Integrante da mostra Geopoéticas, vive em Madri, Espanha, e na Holanda. Seu trabalho aborda o poder – religioso, político ou patriarcal – desde diversas perspectivas, utilizando o humor como uma estratégia para nunca cair na denúncia nem no panfleto e efetuando sua crítica a partir de uma posição feminista.
http://www.bienalmercosul.art.br/blog/entrevista-cristina-lucas

Wilson Rosa - Liderança do Movimento Negro e referência da luta pelos quilombos desde 1995, esteve no Congresso americano com o presidente Barack Obama em função do trabalho no Quilombo Morro Alto, além de ter participado de publicações nacionais e internacionais.

Néstor García Canclini - Antropólogo e crítico cultural, autor de obras como “Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da Modernidade” (1999) e “Consumidores e cidadãos” (1995), é professor e pesquisador da Universidad Autónoma Metropolitana, onde trabalha desde 1990. Em suas pesquisas sobre as relações entre culturas e mídias, cunhou o termo “hibridação cultural”. http://nestorgarciacanclini.net

Maria Adélia de Souza - Professora titular convidada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e professora titular aposentada da Universidade de São Paulo, é presidente do TERRITORIAL – Instituto de Pesquisa, Informação e Planejamento –, atua na área de Planejamento Urbano e Regional e é autora da primeira política nacional de desenvolvimento urbano. http://www.territorial.org.br/

Coco Fusco – Utilizando a ficção como estratégia para refletir sobre questões de gênero, raça e noções de dominação entre indivíduos ou nações, debate temas identitários inspirados pelo feminismo, pela arte política e pela crítica institucional. Atualmente vivendo em Nova Iorque, atua como educadora e acadêmica no âmbito da multimídia e da performance. http://www.thing.net/~cocofusco/

Borut Vogelnik - Radicado em Liubiana, capital da Eslovênia, é um dos criadores do coletivo Irwin, mais tarde incorporado a um grupo mais amplo de artistas conhecidos como Neue Slovenische Kunst (nova arte eslovena, em alemão). http://www.nskstate.com/

Príncipe Michael de Sealand - Herdeiro do Principado de Sealand desde 1999, é filho do ex-major do exército britânico Paddy Royal Bates, fundador da micronação, localizada a 11 km da costa oeste da Grã-Bretanha. Em 1987, Michael foi tomado como refém por um grupo de alemães e holandeses que invadiram o território. Um contra-ataque resultou na prisão dos sequestradores, que mais tarde foram liberados, após negociações com um diplomata do governo alemão.

Posted by Alice Dalgalarrondo at 3:22 PM | Comentários (1)

agosto 12, 2011

3º Encontro Baiano de Museus em espaços culturais, Ilhéus

3º Encontro Baiano de Museus

Palestrantes: Adalberto Santos, Francisco José de Lima, Gabriela Aidar, José Cláudio Alves de Oliveira, Mario de Souza Chagas, Miriam Arroyo

Este ano o 3º Encontro Baiano de Museus leva para a cidade de Ilhéus o debate sobre “Museus, Territórios e Inclusão Sociocultural”. Nos dias 21, 22 e 23 de setembro grandes nomes da área museológica vão se reunir para trocar experiências e discutir políticas públicas que levem ao desenvolvimento e melhoria do setor. Em pauta também a implantação do Instituto Baiano de Museus (IBAM), uma das prioridades da Secretaria de Cultura do Estado.

Inscrições: até 14 de setembro de 2011

Mais informações: 71-3117-6381
Ficha de inscrição: dimusbahia.wordpress.com

Academia de Letras
Antonio Lavigne de Lemos 39, Ilhéus - BA

Casa Jorge Amado / Teatro Municipal
R. Jorge Amado 21, Ilhéus - BA
73-3634-8986

Programação:

21/09
- Conferência Setorial de Museus
- Abertura:
“A Inclusão Sociocultural nos Territórios de Identidade da Bahia” com Adalberto Santos

22/09
- Palestras:
Miriam Arroyo
Mario Chagas - Programa de Inclusão Sociocultural
Francisco Lima - “A Acessibilidade Comunicacional para Pessoas com Deficiência no Ambiente Museológico”
- Minicurso sobre Inclusão Social em Museus com Gabriela Aidar
- Apresentação da proposta de Política Museológica para os Museus do Estado pela Diretoria de Museus do IPAC

23/09
- Palestra:
José Cláudio Oliveira - “Museus e Inclusão Digital”
- Encerramento

Sobre os palestrantes:

Adalberto Santos (BA)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília. Professor com experiência na área de artes, em especial, teatro e teoria das artes e na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia das Artes e da Cultura, atua de forma interdisciplinar nos seguintes temas: política cultural, patrimônio imaterial, performances culturais, tradições populares e resistências culturais. É o atual Superintendente da Superintendência de Cultura da SECULT/BA.

Miriam Arroyo (México)

Com formação em educação e psicologia, coordenou o Proyecto Experimental de La Casa del Museo, do Museu Nacional de Antropologia, do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), do México (1974). Durante sete anos trabalhou em bairros populares da Cidade do México, sendo a responsável pela criação do Programa Nacional de Museus Comunitários. Foi diretora de Museologia da Coordenação Nacional de Museus do INAH; é membro fundador do Movimento Internacional para uma Nova Museologia (MINOM); pertence ao Conselho Internacional de Museus (ICOM) desde 1977, é membro do comitê de Educação e Ação Cultural e do Comitê de Museologia.

Mario de Souza Chagas (RJ)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É Professor do Curso de Museologia da UNIRIO, dirigiu os museus do Homem do Nordeste, Joaquim Nabuco e participou da renovação e criação de diversos espaços museais, tais como o Museu do Estado do Piauí (PI) e Museu da República (RJ). Na atualidade, é diretor do Departamento de Processos Museais do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

Francisco José de Lima (PE)

Doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). É Tradutor e Intérprete (Escola Americana Instituto Mackenzie-SP, 1983); Licenciado e Bacharel com formação em Psicologia (UNESP-Assis/SP, 1995); PhD em Psicofísica Sensorial (USP-RP/SP, 2001). Atualmente, é Professor Adjunto no Curso de Pedagogia e em Licenciaturas diversas na Universidade Federal de Pernambuco (CE/UFPE); Orientador no Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE/CE/UFPE); Membro Internacional do Tactile Research Group (TRG-USA); Coordenador do Centro de Estudos Inclusivos (CEI/UFPE); pesquisador nas áreas de Acessibilidade e das barreiras atitudinais contra as pessoas com deficiência.

Gabriela Aidar (SP)

Graduada em História pela USP, especialista em Estudos de Museus de Arte pelo MAC/USP e em Museologia pelo MAE/USP. Obteve o título de Master
of Arts in Museum Studies pela Universidade de Leicester, na Inglaterra, com revalidação pelo Programa de Mestrado em Museologia da UNIRIO. Desde 2002 é coordenadora do Programa de Inclusão Sociocultural do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

José Cláudio Alves de Oliveira (BA)

Graduado em Museologia e em Comunicação Social, pela Universidade Federal da Bahia, e Historia pela Universidade Católica de Salvador, mestre em Artes Visuais, e doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea. É Professor do Departamento de Museologia e do PPG-Cultura e Sociedade, da UFBA. É coordenador e pesquisador do Projeto Ex-Votos do Brasil; Coordena o Núcleo de Pesquisa dos Ex-Votos, da UFBA, e o Projeto Inclusão social e capacitação digital da comunidade de entorno do santuário de São Lázaro, em Salvador; é bolsista do CNPq e membro do Comitê Local do PIBIC-UFBA, Subcomitê FFCH-UFBA.

Posted by Alice Dalgalarrondo at 5:29 PM

Seleção para professor doutor artista visual - Escola Guignard da UEMG, Belo Horizonte

Seleção para professor doutor artista visual - Escola Guignard da UEMG

A Escola Guignard da Universidade do Estado de Minas Gerais, empenhada na implantação de um Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Arte e Cultura Contemporânea, seleciona artistas visuais doutores, para contratação imediata em regime de 40 horas. A abertura iminente de concurso para efetivação faz parte do mesmo empenho.

Inscrições: até 31 de agosto de 2011

Os interessados deverão enviar currículo profissional e acadêmico, acompanhado de portfolio de sua produção para o endereço eletrônico: diretoria.guignard@uemg.br, com o tema “artista doutor”, aos cuidados de Patrícia ou Chica; ou por SEDEX.

Escola Guignard - UEMG
Rua Ascânio Burlamarque 540, Mangabeiras - Belo Horizonte - MG
31-3194-9305 ou guignard@uemg.br
www.uemg.br

Posted by Alice Dalgalarrondo at 4:50 PM

Curso de Especialização em Gestão Cultural – Novas questões em Gestão Cultural com Alfons Martinell e Teixeira Coelho no Itaú Cultural, São Paulo

Curso de Especialização em Gestão Cultural – Novas questões em Gestão Cultural

Coordenação: Alfons Martinell e Teixeira Coelho

O Observatório Itaú Cultural e a Cátedra Unesco em Gestão Cultural da Universidade de Girona, na Espanha, oferecem pelo terceiro ano consecutivo o Curso de Especialização em Gestão Cultural. Com foco na inovação e na sustentabilidade por meio da cultura e das políticas culturais o curso é gratuito e será realizado entre setembro de 2011 e agosto de 2012, com módulos presenciais e virtuais.

Inscrições: 15 a 31 de agosto de 2011 com preenchimento de formulário pelo site www.itaucultural.org.br/observatorio

Itaú Cultural
Avenida Paulista 149, São Paulo - SP
11-2168-1776/1777 ou instituto@itaucultural.org.br
www.itaucultural.org.br

Sobre o curso:
Coordenado por Teixeira Coelho, professor titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e curador do Museu de Arte de São Paulo (Masp); e por Alfons Martinell, diretor geral de Relações Culturais e Científicas da Agência Espanhola de Cooperação Internacional (AECI), o curso é voltado para graduados em ciências humanas e para profissionais com nível superior de qualquer área com experiência em instituições culturais. Além destes dois professores, o corpo docente é formado ainda por professores do Brasil, Espanha e América Latina.

Trata-se de um curso que entende gestão cultural como um conjunto de iniciativas inovadoras e criadoras a serem tomadas para que os destinatários da ação cultural inventem os seus próprios fins culturais. Para isso, combina a formação presencial, com sessões na sede do Itaú Cultural em São Paulo, com a formação à distância, pela internet.

A parte presencial será realizada em cinco módulos, com início em setembro de 2011, durante três dias, seguindo depois com dois dias em dezembro; Em 2012, os módulos ocorrerão durante dois dias em fevereiro, dois em abril e três dias em junho. A virtual será desenvolvida pelos alunos nos intervalos dos encontros presenciais, com a participação de monitores atendendo aos alunos individualmente à distância. São objeto de estudo do curso os seguintes temas: Direitos Culturais, Avaliação de Políticas Culturais, Cultura e Desenvolvimento, A Ideia de Cultura e Gestão Cultural em Contexto de Crise e Questionamento, além dos quais os alunos receberão propostas de debate pela internet.

Posted by Alice Dalgalarrondo at 4:10 PM

agosto 11, 2011

O Processo Criativo - Módulo 3 com Charles Watson no Santander Cultural, Porto Alegre

O Processo Criativo - Módulo 3

Ministrante: Charles Watson

Um workshop interdisciplinar dirigido àqueles que se interessam pelo processo criativo, tais como designers, artistas, arquitetos, empresários e outros para quem a geração de novas ideias seja fundamental.

Período de realização: 22 a 25 de setembro de 2011

Santander Cultural
Sete de Setembro 1028, Centro, Porto Alegre - RS
51-3226-0265
www.santandercultural.com.br
www.processocriativopoa.blogspot.com

Módulo 3 - Visualização

- Percepção
- Modelos do mundo
- A grande divisória / Dicotomia esquerda-direita
- Visualização / Mind flying
- Imaginação
- Desenho
- Manipulação

Posted by Alice Dalgalarrondo at 2:30 PM

agosto 10, 2011

O Processo Criativo - Módulo 3 com Charles Watson na Galeria Arterix, São Paulo

O Processo Criativo - Módulo 3

Ministrante: Charles Watson

Um workshop interdisciplinar dirigido àqueles que se interessam pelo processo criativo, tais como designers, artistas, arquitetos, empresários e outros para quem a geração de novas ideias seja fundamental.

Período de realização: 15 a 18 de setembro de 2011

Valor: R$480 (à vista R$450)

Galeria Arterix
Praça Benedito Calixto 103, São Paulo - SP
11-3086-0784 ou claudia@arterix.com.br / fabio@arterix.com.br
arterix.com

Módulo 3 - Visualização

- Percepção
- Modelos do mundo
- A grande divisória / Dicotomia esquerda-direita
- Visualização / Mind flying
- Imaginação
- Desenho
- Manipulação

Posted by Alice Dalgalarrondo at 6:00 PM

Do feminismo à game arte - A arte contemporânea por seus temas com Rafael Campos no Tomie Ohtake, São Paulo

Do feminismo à game arte - A arte contemporânea por seus temas

Ministrante: Rafael Campos

O curso tem como método a abordagem temática da arte contemporânea, como o feminismo e a intervenção urbana, em vez do tradicional método cronológico e etnocêntrico. Essa abordagem propicia o início do curso já com assuntos prementes - como o status do grafite e dos quadrinhos na arte - que, além de estimularem os alunos a participarem da discussão, os faz inquerir com mais intensidade os caminhos que levaram as coisas a serem como são. E não somente na arte.

Período de realização: 23 de agosto a 8 de novembro, terças, 18h30-21h30

Valor: R$200/mês

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima 201, São Paulo - SP
11-2245-1900 ou instituto@institutotomieohtake.org.br
www.institutotomieohtake.org.br

Programa
Aula 1- foto e arquivo – de Atget a Peter Piller
Aula 2- O arquivo na arte contemporânea – de Da Vinci a Matt Mulican
Aula 3- O grotesco na arte contemporânea – Paul Thek
Aula 4- O artista como etnógrafo – O caso Rennè Green
Aula 5- O corpo na arte contemporânea – do Maneirismo à Oriana Duarte
Aula 6- O que é um coletivo artístico
Aula 7- arte feminista – Juddy Chicago e Valie Export
Aula 8- Multiculturalismo – Fred Wilson
Aula 9- Crítica Institucional – de Courbet a Andrea Fraser
Aula 10- Arte e a cidade – do Urbanismo à Intervenção urbana
Aula 11- arte e escrita – de Platão à Marilá Dardot
Aula 12- O Humor na arte contemporânea – Nedko Solakov
Aula 13- Os quadrinhos na arte contemporânea – Sasnal e Laerte
Aula 14- As Novas Tecnologias na arte contemporânea – do rádio a game art
Aula 15- O direito de sonhar – Ilya Kabakov
Aula 16- Técnicas tradicionais na arte contemporânea – novos pintores

Posted by Alice Dalgalarrondo at 2:23 PM

agosto 9, 2011

O modo de ver: uma encruzilhada. Inventamos a fotografia por quê? com Diógenes Moura na Fundação Ema Klabin, São Paulo

O modo de ver: uma encruzilhada. Inventamos a fotografia por quê?

Ministrante: Diógenes Moura

Sabemos onde fotografar. Sabemos o que fotografar. Ma sabemos verdadeiramente como fotografar? Será a partir desses questionamentos sobre o modo de ver e suas conseqüências nas questões da memória fotográfica que o escritor e curador Moura ministrará as quatro aulas.

Período de realização: 21 e 28 de setembro, 5 e 19 de outubro, 20-22h

Valor: R$280

Fundação Ema Klabin
Rua Portugal 43, Jardim Europa, São Paulo - SP
11-3062-5245
www.emaklabin.org.br
www.projetocultura.com.br

Sobre o ministrante
Diógenes Moura – escritor, jornalista, roteirista e curador de fotografia e editor na Pinacoteca do Estado de São Paulo. Foi premiado em três edições pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e recebeu, em 2009, o prêmio de melhor curador de fotografia do Brasil pelo Sixpix/Fotosite. Autor de livros de ficção e poesia, entre eles Elásticos Chineses - Poemas Físicos (1998) e Drão de Roma – Dezembro Caiu (2006), ambos publicados pela Editora Fundação Casa de Jorge Amado.

Posted by Alice Dalgalarrondo at 4:56 PM

agosto 8, 2011

Ciclo de História da Arte no MAM-BA, Salvador

Ciclo de História da Arte

Ministrantes: Alejandra Muñoz, Almandrade, Ludmila Brito, Mariela Brazón Hernández, Priscila Lolata

O evento será no Cinema do MAM e visa ampliar o acesso à história da arte a todos os interessados.

Período de realização: 9 de agosto a 22 de novembro de 2011, terças, 15h

Inscrições pelo site

MAM-BA
Av. Contorno s/n, Salvador - BA
71-3117-6139 ou mam@mam.ba.gov.br
www.mam.ba.gov.br

Programação:

Modernidade e transição para contemporaneidade

9 de agosto
Tema: A Modernidade, Picasso e Les Demoiselles D'Avignon: A desconstrução da perspectiva e o plano como verdade moderna
Palestrante: Almandrade

16 de agosto
Tema: É o Moderno nossa Antiguidade? Conceitos da arte até os anos 1950, sua relatividade e sua vigência hoje
Palestrante: Alejandra Muñoz

23 de agosto
Tema: A Transição A Pop Arte, o Minimalismo e a Arte Conceitual A crise do novo e o fim das vanguardas
Palestrante: Almandrade

30 de agosto
Tema: O Modernismo no Brasil, a Semana de 22, as décadas de 30 e 40. A bienal de São Paulo, O concretismo, o Neoconcretismo e década de 70.
Palestrante: Almandrade

Espacialidade, ação e discurso na produção contemporânea

13 de setembro
Tema: Do pedestal ao bueiro: tradição e ruptura da expressão tridimensional nas últimas décadas
Palestrante: Alejandra Muñoz

20 de setembro
Tema: Circuitos de legitimação da produção contemporânea: fazer, mostrar, discutir
Palestrante: Alejandra Muñoz

27 de setembro
Tema: Coletivos Artísticos na Contemporaneidade
Palestrante: Ludmila Brito

4 de outubro
Tema: Contrapontos, transições e heterogeneidades: a “chegada” e afirmação da arte contemporânea
Palestrante: Priscila Lolata

Arte moderna latino-americana

18 de outubro
Tema: Arte e revolução: o muralismo mexicano
Palestrante: Mariela Brazón Hernández

25 de outubro
Tema: o universo naïf e a arte haitiana
Palestrante: Mariela Brazón Hernández

8 de novembro
Tema: Pintura moderna Latino-Americana: Surreal ou Fantástica?
Palestrante: Mariela Brazón Hernández

22 de novembro
Tema: Cinéticos da América do Sul
Palestrante: Mariela Brazón Hernández

Posted by Alice Dalgalarrondo at 4:02 PM

agosto 5, 2011

Oficina 1 Mentira x 1 Ficção = ½ Verdade com Fabio Morais no Museu Victor Meireles, Florianópolis

Oficina 1 Mentira x 1 Ficção = ½ Verdade

Ministrante: Fabio Morais

Durante as aulas serão apresentados artistas e obras que abordaram a ficção em artes visuais. Os trabalhos serão comparados à literatura, campo natural da ficção, a fim de levantar as semelhanças e as diferenças entre a ficção verbal e a ficção visual. Além disso, será proposto um exercício prático por meio de um catálogo que documente uma exposição fictícia que teria ocorrido em Florianópolis, no ano de 1988. A data e o local propõem o exercício de inventar uma ficção contextualizada historicamente. Cada participante escolherá uma prática (artista e obra fictícios, curador fictício, autor fictício do texto da exposição) e, coletivamente, será produzido o catálogo. A oficina é parte da programação do Museu Victor Meirelles para a Primavera dos Museus.

19, 20 e 23 de setembro, 18h30-22h

Pré-inscrição até 12 de setembro de 2011

Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles 59, Florianópolis - SC
48-3222-0692 ou museu.victor.meirelles@iphan.gov.br
www.museuvictormeirelles.org.br

Sobre as inscrições
A oficina é gratuita e tem como público-alvo artistas, professores e interessados em artes visuais. Serão 25 vagas disponibilizadas. O critério de seleção será a análise das respostas enviadas pelo candidato ao questionário que segue abaixo. O processo seletivo e os critérios adotados são de responsabilidade da equipe da Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 12 de setembro de 2011 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para mvm.ac@museus.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 13 de setembro.

Nome completo:
Telefone:
E-mail:
Formação:
Área de atuação profissional:
Instituição:
Por que tem interesse em participar desta oficina?

Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que comunique com antecedência para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados. Informamos que aqueles que não comparecerem à oficina após terem seus nomes inscritos não poderão frequentar outra oficina do Museu Victor Meirelles ao longo do ano de 2011, salvo justificativa comprovada da ausência.

Ementa:
A ideia de ficção é estranha às artes plásticas, levando-se em conta que seus dois pilares históricos têm a verdade como um valor: o figurativo, que é uma representação ou interpretação do real através da visualidade; e o abstrato, que estabelece uma verdade formal em si. A arte conceitual dos anos 1960-70, com suas raízes em Marcel Duchamp (1887-1968), flertou com a ficção e a mentira, abrindo outras possibilidades para a natureza das artes visuais.

Programa
1º encontro:
A ficção em Marcel Broodthaers
Arte e literatura fictícias: Sophie Calle (Double Jeux) e Paul Auster (Leviatã). Diferenças e semelhanças entre a ficção na literatura e nas artes visuais.
Obs. No próximo encontro, os participantes devem vir munidos de informações sobre como era a produção de artes visuais em Florianópolis, em 1988. Esses dados alimentarão a criação dos autores, obras, curadoria e texto curatorial falsos.

2º encontro:
Biografia e personagem inventado em artes visuais: Marcelo do Campo (Dora Longo Bahia) e Duda Miranda (Marilá Dardot e Matheus Rocha Pitta). Análise das ideias literárias de narração, ficção e construção de personagem, e de como esses procedimentos acontecem em arte visual. Proposta: Será levantada a produção artística de Florianópolis em 1988, para que seja criada a ficção de cada participante, dentro deste contexto histórico.
Será produzido um catálogo desta exposição fictícia que teria acontecido em 1988 em Florianópolis, com uma obra de cada participante.

3º encontro:
Apresentação, discussão e produção do catálogo/fanzine com as propostas de cada participante.

Sobre o ministrante
Fabio Morais (São Paulo, 1975) é artista plástico graduado pela Fundação Armando Álvares Penteado e mestrando na Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC. Sua mais recente exposição individual foi Te Iludo, Galeria Vermelho, São Paulo, em 2010. Tem participado de exposições coletivas como El Mal de Escritura (MACBA, Barcelona, 2009), 29a Bienal de São Paulo (Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo, 2010), 8a Bienal do Mercosul (Fundação Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 2011) e The Spiral and the Square (Bonnierskonsthall, Estocolmo, 2011). Parte substancial de sua produção artística usa o livro e a publicação como obra, meio e suporte, e já publicou livros como Sebo (CCBB, São Paulo, 2007) e blá blá blá (par(ent)esis, Florianópolis, 2009), ambos em parceria com Marilá Dardot, O Performer (edição do autor, 2009), Diccionario para Road Movie (Kitschic Ediciones, Barcelona, 2010), ARTE E MUNDO APÓS A CRISE DAS UTOPIAS (par(ent)esis, Florianópolis, 2010) em parceria com Daniela Castro, e Fabio Catador (Coletivo Dulcinéia Catadora, São Paulo, 2011).

Posted by Cecília Bedê at 3:45 PM

Trabalhos da arte - práticas sociais e mnemônicas nas artes contemporâneas com Cris Ribas no CFAV, Recife

Trabalhos da arte - práticas sociais e mnemônicas nas artes contemporâneas

Ministrante Cris Ribas

A Oficina “Trabalhos da arte - práticas sociais e mnemônicas nas artes contemporâneas” pretende criar um ambiente de informação, diálogo e criação sobre práticas artísticas que se valem de um contato social envolvendo-se com comunidades ou com questões específicas elencadas por artistas e seus pares em diálogo com a sociedade. Como pensar então essa interface que o artista cria, agenciando uma relação social que se escreve como evento artístico? Por isso perguntamos: quais os trabalhos da arte? Como ela opera nessa interface? O que isso implica em termos de linguagem para o campo da arte? Como se agencia essas criações com as demais realizações artísticas? Como operam as produções e capturas de valor do que se cria?

29 de agosto a 2 de setembro, 14-17h

Inscrições de 10 à 24 de agosto através do site www.cfavrecife.org

Taxa de Inscrição: R$ 20

CFAV – Centro de Formação em Artes Visuais
Pátio de São Pedro, casa 11
81-3355-3252/3153
www.cfavrecife.org

Divulgação dos selecionados no dia 26 de agosto através de email de confirmação

O objetivo é criar um ambiente relacional, informacional, criativo e de aprendizagem entre os participantes; alimentar com informação, dados, fatos, leituras do conteúdo programático da oficina; discutir os conceitos básicos da oficina: trabalho de arte, criação artística, intervenção social, ação social, sociedade, memória, campo da arte, esfera pública, espaço público, entre outros.

SOBRE O OFICINEIRO
Cris Ribas é do Rio Grande do Sul, graduada em Artes Plásticas pela URFGS e mestre em Artes Visuais pela UERJ. Desenvolve o Arquivo de emergência desde 2005, colabora com a Revista Global e foi recentemente premiada em Salões de Arte no Rio de Janeiro, São Paulo e Londres. Já participou de exposições coletivas em Amsterdam, Brasília e Porto Alegre, além de realizar intervenções em várias cidades pelo mundo, tais como Londres, Glasgow, Recife e Rio de Janeiro.

PÚBLICO ALVO
Artistas, estudantes, críticos de arte, escritores, demais profissionais da área das artes, estudantes de áreas afins participando individualmente ou em grupos; demais interessados na promoção de uma experiência artística.


Posted by Cecília Bedê at 3:22 PM

O Processo Criativo com Charles Watson no Instituto Cervantes, Brasília

O Processo Criativo

Professor : Charles Watson

Um workshop interdisciplinar dirigido àqueles que se interessam pelo processo criativo, tais como designers, artistas, arquitetos, empresários e outros para quem a geração de novas ideias seja fundamental.

8 e 9 de setembro, 18h30-22h; 10 e 11 de setembro, 14-18h30

Instituto Cervantes de Brasília
SEPS 707/907 - Lote D - Asa Sul - BRASÍLIA
61-3347-4327 ou processocriativo@esquadra.arq.br
www.esquadra.arq.br/workshops
www.esquadra.arq.br/blog

Desde 2004 recomendado pela University of the Arts London e suas escolas de arte afiliadas - Camberwell College of Arts, Central St. Martins College of Art and Design, Chelsea School of Art and Design, The London College of Fashion, The London College of Communications - como um curso de preparação para bacharelado / mestrado em arte.

Posted by Cecília Bedê at 2:21 PM

Curadoria e mediação crítica no Centro Cultural da Espanha, São Paulo

Curadoria e mediação crítica

A crescente incorporação da pedagogia nas práticas artísticas e curatoriais. Estudo de projetos educativos integrados a projetos curatoriais, para além das visitas guiadas de exposições. Ver como referência o projeto Transductores - http://issuu.com/blogguerrero/docs/transductores.

Convidados: Cayo Honorato e a dupla Javier Rodrigo & Antonio Collados (projeto Transductores)

Mediação: Graziela Kunsch

Inscrição até 19 de agosto de 2011. Realização: 12 a 16 de setembro, segunda, quarta e sexta, 18-22h

Atividade pública: 15 de setembro, quinta-feira, 19h30-22h30

Centro Cultural da Espanha
Local Av Angélica, 1091 - Higienópolis, São Paulo SP
Fórum Permanente
oficinas@forumpermanente.org

Inscrições mediante carta de intenção (máx. 500 caracteres), mini-CV (máx. 500 caracteres) e síntese de um projeto curatorial articulado com o tema da oficina (até 2 páginas A4, incluindo imagens) para oficinas@forumpermanente.org | Vagas 15 |. No assunto do email deve constar a frase "Inscrição para o Programa de oficinas Curadoria e contexto" e os anexos devem ser enviados nos formatos .rtf, .doc e/ou .pdf.


Posted by Cecília Bedê at 2:07 PM