Página inicial

Cursos e Seminários

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Cursos e Seminários:
Arquivos:
As últimas:
 

junho 30, 2011

Projeto Acompanhamento de Artista com Mario Gioia e Fernanda Lopes no Atelier a pipa, São Paulo

Projeto Acompanhamento de Artista

Profissionais: Mario Gioia e Fernanda Lopes

O projeto acontece desde fevereiro de 2011, é ministrado por Mario Gioia e Fernanda Lopes, que acompanham artistas que desejam ampliar os desdobramentos da discussão de seu trabalho, bem como expandir seu repertório, por meio de referências trazidas pelos críticos e pela troca com outros artistas. Os encontros acontecem semanalmente e também propõem estratégias para a inserção dos trabalhos no contexto contemporâneo das artes visuais em São Paulo.

16 de agosto a 13 de dezembro de 2011, terças-feiras, 20-23h

Valor: R$ 300 mensais

Atelier a pipa
Rua Fidalga 958, Vila Madalena (acesso pela R. Rodesia)
11-2506-0096 ou contato@apipa.com.br
http://atelierapipa.blogspot.com/

Sobre os profinssionais

Mario Gioia é graduado pela ECA-USP (Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo), foi o curador, em 2010, de Incompletudes (galeria Virgilio) e Mediações (galeria Motor), além de ter feito acompanhamento crítico de Ateliê Fidalga no Paço das Artes. Em 2009, fez as curadorias de Obra Menor (Ateliê 397) e Lugar Sim e Não (galeria Eduardo Fernandes). Foi repórter e redator de artes e arquitetura no caderno Ilustrada, no jornal Folha de S.Paulo, de 2005 a 2009, e atualmente colabora para diversos veículos, como as revistas Bravo e Trópico e o portal UOL, além da revista hispano-portuguesa Dardo. É coautor de Roberto Mícoli (Bei Editora) e faz parte do grupo de críticos do Paço das Artes.

Fernanda Lopes é curadora associada do Centro Cultural São Paulo (SP). É jornalista e pesquisadora, atuando desde 2000 na área de artes visuais. É mestre em História e Crítica de Arte pela EBA/UFRJ, pós-graduada pela PUC-RJ em História da Arte e Arquitetura no Brasil e graduada em Comunicação Social pela PUC-RJ. A tese de mestrado A Experiência Rex: "Éramos o Time do Rei" ganhou o Prêmio de Artes Plásticas Marcantônio Vilaça (Funarte) 2006, categoria Monografia, publicada pela editora Alameda Editorial (SP, 2009). Foi curadora da sala dedicada ao Grupo Rex na 29ª Bienal de São Paulo.

Posted by Cecília Bedê at 4:33 PM

Workshop de Curadoria e produção com Andrés Hernández no Atelier a pipa, São Paulo

Workshop de Curadoria e produção

Professor: Andrés Hernández

Serão cinco encontros onde se discutirá o que implica a criação de um projeto de exposição, através da definição de tarefas e grupos de trabalho, e que resultará na realização de uma exposição com obras a serem definidas pelos alunos a partir de uma seleção inicial do professor. Será analisada também a linha curatorial e expográfica da exposição, dentro do espaço do atelier a pipa. Sistema de arte, Leis de incentivo, Conservação de obras e Salões de arte são alguns dos conceitos que o professor/curador/produtor dará destaque.

8 a 12 de agosto, segunda a sexta, 20-22h

Valor: R$ 250,00

Atelier a pipa
Rua Fidalga 958, Vila Madalena (acesso pela R. Rodesia)
11-2506-0096 ou contato@apipa.com.br
http://atelierapipa.blogspot.com/

Sobre o professor

Andrés Hernández atua na área de curadoria, produção e montagem de exposições. Foi coordenador executivo da curadoria do Museu de Arte Moderna de São Paulo, de 2005 a 2010. Também é autor de textos e publicações sobre arte contemporânea e juri de seleção em salões, projetos e editais.

Posted by Cecília Bedê at 4:06 PM

junho 21, 2011

Simpósio – Rumos Arte Cibernética no Itaú Cultural, São Paulo

Simpósio – Rumos Arte Cibernética

Participantes: Daniel Calife, Daniel Ferreira, Daniel Hora, Gabriel Menotti, Jarbas Jacome, Jerônimo Barbosa, João Paulo Schlittler, João Paulo Rolim, Martha Gabriel, Tatiana Travisani, Vitor Miskalo

A carteira Apoio à Pesquisa Acadêmica do programa Rumos Arte Cibernética contempla dissertações ou teses acadêmicas em produção e vinculadas a uma universidade.

A qualidade dos trabalhos motivou a criação de um simpósio especialmente formatado para a divulgação dos mesmos, tanto para o público acadêmico, como para interessados na chamada cultura digital.

O evento tem a participação de todos os pesquisadores das duas últimas edições de Rumos Arte Cibernética (2006 e 2009)

30 de junho a 2 de julho de 2011

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149 São Paulo – SP – CEP 01311 000
11-2161-18-76 ou www.itaucultural.org.br

PROGRAMAÇÃO

Propostas para interfaces digitais
30 de junho, 19h

Em termos genéricos, uma interface é um meio físico ou lógico que serve para a adaptação entre dois sistemas. Mas o conceito é amplo. Três pesquisas contempladas em Rumos Arte Cibernética propõem uma abordagem digital para o conceito, que cobre desde ferramentas para VJs e interfaces de voz até o design de interação para TV Digital.

Pesquisas selecionadas:
• Uma Interface Multitoque para Processamento de Som em Tempo Real (Jerônimo Barbosa, 2009)
• Interfaces de Voz em Ambientes Hipermidiáticos (Martha Gabriel, 2006)
• Interfaces Gráficas aplicadas à TV Digital no Brasil (João Paulo Amaral Schlittler, 2009)

Arte colaborativa e criação em rede
1º de julho, 16h

Hoje está em voga o crowdsourcing, modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos para resolver problemas, criar conteúdo e desenvolver novos produtos e serviços. No campo da arte, o conceito se adaptou perfeitamente. Duas pesquisas contempladas em Rumos Arte Cibernética tratam da criação poética em rede e composições colaborativas.

Pesquisas selecionadas:
• Spot Radio: Uma Ferramenta de Composição Musical Colaborativa (João Paulo Cavalcanti Rolim, 2006)
• As Imagens de Cidades Através da Poética Interativa da Criação em Rede (Tatiana Giovannone Travisani, 2009)

A arte hacker e do algoritmo
1º de julho, 19h

Software arte se refere a trabalhos artísticos elaborados com algoritmos, programas de computador elaborados para imprimir um caráter “processual” à obra. Além disso, os chamados hackers hoje se arvoram em verdadeiros artistas, manipulando códigos de navegadores de Internet e videogames. Duas pesquisas de Rumos Arte Cibernética exploram as poéticas dos softwares e as táticas alternativas da arte digital.

Pesquisas selecionadas:
• O Processo criativo e as Poéticas Digitais no Contexto dos Estudos do Software (Daniel Ferreira, 2009)
• Arte e Hackeamento (Daniel de Souza Neves Hora, 2009)

Games e cinema digital: transmutações do audiovisual
2 de julho, 16h

Com o advento das novas tecnologias, o cinema nunca será mais o mesmo. Mas a revolução não se restringe ao aspecto técnico: novas narrativas e gramáticas se proliferam na velocidade das redes. Duas pesquisas de Rumos Arte Cibernética focam as novas linguagens expandidas do cinema e a incorporação da tecnologia da Realidade Aumentada no campo dos videogames.

Pesquisas selecionadas:
• Dinâmicas Espaciais de Consumo Audiovisual (Gabriel Menotti, 2006)
• Robot ARena: uma infra-estrutura para o desenvolvimento de jogos com realidade aumentada espacial (Daniel Calife, 2009)

Sistemas musicais interativos
2 de julho, 19h

Performance e música são dois universos que se combinam perfeitamente. Decididamente, as ontologias performáticas, por serem adaptativas, fundamentam e atestam de forma exemplar a combinação.

Pesquisas: Duas pesquisas de Rumos Arte Cibernética se enveredam por esse caminho, tanto para a saída da composição, com da participação.
• A Performance enquanto Elemento Composicional na Música (Vitor Kisil Miskalo, 2006)
• ViMus: um software livre para aplicações de performances (Jarbas Jacome, 2006)

Posted by Gilberto Vieira at 5:51 PM

junho 17, 2011

Práticas Curatoriais e Gestão Cultural na FASM, São Paulo

Práticas Curatoriais e Gestão Cultural

Coordenação: Mirtes Marins de Oliveira

As atividades relacionadas aos processos expositivos compõem um campo profissional multidisciplinar que exige especialização e ao mesmo tempo compreensão do trabalho em equipe. O curso Práticas Curatoriais e Gestão Cultural apresenta aos alunos todo o processo de constituição, planejamento e produção de exposições ou eventos multimídia. Também oferece, de forma crítica, contato com profissionais e experiências diversificadas do circuito artístico/cultural local, regional e internacional contemporâneo.


Início das aulas: 08 de agosto de 2011

6 parcelas de R$ 830,00

Faculdade Santa Marcelina - FASM
Rua Dr. Emílio Ribas 89, Perdizes, São Paulo - SP
11-3824-5800 Ramal 808 ou pos-graduação@fasm.edu.br
www.fasm.edu.br

Práticas Curatoriais e Gestão Cultural é uma realização do Programa de Estudos Pós-Graduados em Artes da Fasm – do qual faz parte o Mestrado em Artes Visuais. A Faculdade Santa Marcelina (Fasm) oferece infra-estrutura e ambiente acadêmico (eventos, grupos de pesquisa, estágios etc.) para os interessados em dar continuidade aos seus estudos na área de Arte e Cultura.

Ao final do curso o aluno estará apto a:

- compreender o processo que envolve uma exposição em instituições de cultura ou espaços eventuais;
- gerenciar e operar processos que envolvem a administração e produção de exposições;
- apoiar os processos expositivos que dependem de pesquisa cientifica, tecnológica e arquitetônica;
- planejar estratégias comunicativas para proporcionar a divulgação da exposição/evento.


Programa

O curso tem 360 horas, e é dividido em 6 módulos de 60 horas (poderá ser frequentado na integra ou por módulos).
São os módulos:

I – Espaços e eventos culturais: concepção e organização – de 08 a 26 de agosto – 60h

Conteúdo do módulo:
- Sistema da Arte: Centros Culturais e Multiculturalidade, Galerias e internacionalização, Artistas e autogestão, Espaços Alternativos, Festivais
- Fundamentos da Gestão Cultural
- Crítica de Arte: Panorama e contexto do Jornalismo Cultural
- História e narrativa crítica das exposições contemporâneas

Professores do módulo:
Ana Letícia Fialho (Fórum Permanente); Ana Pato (Diretora e coordenadora de Projetos Videobrasil); Benjamin Seroussi (Curadoria Centro de Cultura Judaica); Fabio Cypriano (Crítico e professor); Lisette Lagnado (Mestrado Fasm); Marcos Galon (Festival Verbo); Marcos Moraes (Mestrado Fasm); Tainá Azeredo e Thereza Farkas (Casa Tomada); Xiclet (Casa da Xiclet).

II – Espaços e eventos culturais: administração e produção – de 29 de agosto a 19 de setembro – 60h

Conteúdos do módulo:
- Produção I (Legislação; editais e elaboração de projetos)
- Produção II (Eventos Multimídia)
- Produção III (Coordenação de Exposições)
- Produção IV (Estudos de caso: grandes eventos)

Professores do módulo:
Ana Maria Antunes Farinha (MAC-USP); Andrés Inocente Hernandez (produtor e coordenação de exposições); Eugênia Saturni (Base7 e professora Fasm);
Paula Garcia (artista e produtora).

III – Curadoria: práticas contemporâneas – de 20 de setembro a 17 de outubro – 60h

Conteúdos do módulo:
- Praticas curatoriais contemporâneas: novas mídias
- Praticas curatoriais contemporâneas: coordenação editorial
- Laboratório de Projetos
- Práticas curatoriais e pesquisa
- Praticas curatoriais: artista como curador

Professores do módulo:
Ana Letícia Fialho (Fórum Permanente); Christine Mello (Mestrado Fasm);Lisette Lagnado (Mestrado Fasm); Mirtes Marins de Oliveira (Mestrado Fasm), Ricardo Basbaum (Mestrado Fasm).

IV – Desenvolvimento de projeto curatorial – de 18 de outubro a 09 de novembro – 60h

Conteúdo do módulo:
- Fundamentos da pesquisa em acervos e instituições
- Museologia e restauro: panorama
- Laboratório de montagem de exposições
- Exposições e relações interinstitucionais
- Projeto gráfico e curadoria
- Arquitetura de exposições

Professores do módulo:
Ana Letícia Fialho (Fórum Permanente); Andrés Inocente Hernandez (produtor e coordenação de exposições); Artur Lescher (artista e professor); Bruno Assami (Superintendente Masp); Mirtes Marins de Oliveira (Mestrado Fasm); Marly Menezes (professora Fasm).

V – Fundamentos da cultura visual contemporânea - de 10 a 26 de novembro – 60 h

Conteúdo dos módulo:
- História da Arte Moderna e suas Exposições
- Práticas educativas e Espaços Culturais
- Panorama de Acervos e Arquivos brasileiros
- Arte contemporânea e espaços expositivos
- Historia do Pensamento Curatorial
- Estágio acompanhado em Espaços Culturais e exposições

Professor especialmente convidado para o módulo: Adriano Pedrosa (co-curador da 27ª Bienal de São Paulo e curador da Bienal de Istambul – 2011)

Professores do módulo:
Marcos Moraes (Mestrado Fasm); Mirtes Marins de Oliveira (Mestrado Fasm).

VI – Repertório em cultura contemporânea – de 28 de novembro a 16 de dezembro – 60h

Conteúdos do módulo:
- Desenvolvimento de repertório em cinema
- Desenvolvimento de repertório em artemídia
- Desenvolvimento de repertório em música contemporânea
- Desenvolvimento de repertório em moda
- Desenvolvimento de repertório em arte contemporânea
- Desenvolvimento e acompanhamento de projeto em Práticas Curatoriais e Gestão Cultural

Professores do módulo:
Andrés Hernandez (produtor e coordenação de exposições); Christine Mello (Mestrado Fasm); Mirtes Marins de Oliveira (Mestrado Fasm); Paulo Zuben (compositor).

Posted by Gilberto Vieira at 1:41 PM

Dynamic Encounters especial Rio de Janeiro

Dynamic Encounters especial Rio de Janeiro

Professores: Charles Watson, Frederico Carvalho, Luiz Ernesto, Pedro França

O Dynamic Encounters realiza há dezenove anos workshops com foco em arte contemporânea e, em agosto de 2011, fará uma programação especial no Rio de Janeiro. Ao longo de 4 dias, faremos visitas a ateliês de artistas, galerias de arte e exposições em destacadas instituições culturais da cidade. Os artistas plásticos que vão receber o grupo abordarão seus processos de criação e falarão sobre seus recentes trabalhos.

Ateliês e espaços a serem visitados:
Adriana Varejão / Alice Miceli / Beatriz Milhazes / Cadu / Eduardo Berliner / Lucia Laguna / Paulo Vivacqua / Caixa Cultural / Casa França Brasil / MAM.

Após um primeiro dia de palestras na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, o grupo se voltará para conhecer a cena cultural e artística do Rio de Janeiro, acompanhado de uma equipe de professores de história da arte.

04 a 07 agosto de 2011

R$1.450,00 à vista

EAV–Parque Lage
Jardim Botânico 414, Rio de Janeiro - RJ
21-3257-1800 / 2553 3748 / 2553 9224
bcawats@attglobal.net
wats352@attglobal.net

Programação

04 Agosto
10:00 EAV Parque Lage
Palestra do artista Paulo Vivacqua.
12:00 Almoço
13:30 EAV Parque Lage
Palestra da artista Alice Miceli.
16:00 Ateliê
Visita ao Ateliê da artista Adriana Varejão.

05 Agosto
10:00 Ateliê
Visita ao Ateliê da artista Beatriz Milhazes.
12:00 Almoço
14:00 Ateliê
Visita ao Ateliê da artista Lucia Laguna.
17:00 Caixa Cultural
Bispo do Rosário

06 Agosto
10:00 Ateliê
Visita ao Ateliê do artista Eduardo Berliner.
12:00 Almoço
13:30 MAM – Museu de Arte Moderna
José Resende
Coleção Joaquim Paiva
José Damasceno
Genealogias Do Contemporâneo

07 Agosto
10:00 Casa França Brasil
Happenings – Ações Coletivas: Arte, Performance e Discussão
12:00 Almoço
13:30 Ateliê
Visita ao ateliê do artista Cadu.
16:00 Ateliê Mundo Novo
Palestra de Luiz Alberto Oliveira.

Posted by Gilberto Vieira at 12:15 PM

Estéticas Tecnológicas na PUC, São paulo

Estéticas Tecnológicas

Coordenação: Profa. Dra. Lúcia Santaella

Apesar de a palavra estética ser hoje utilizada indiscriminadamente, neste curso parte-se do significado cunhado por seu fundador, A. Baumgarten, no seu livro “Aesthetica”, publicado na primeira metade do século XVIII. Derivada do grego aisthesis, estética quer dizer, antes de tudo, sentir (não com o coração ou os sentimentos, mas com os sentidos, numa rede de percepções físicas). Este programa inédito irá estudar o potencial que os dispositivos tecnológicos apresentam para a criação de efeitos estéticos capazes de acionar a rede de percepções sensíveis do receptor.

Este curso analisa de forma inovadora as inter-relações entre diferentes linguagens tecnológicas, como a fotografia, o cinema, o vídeo, as instalações, as sonoridades, a hipermídia, a ciberarte e a cienciarte.
O programa oferece uma visão histórica e sincrônica das estéticas tecnológicas, na medida em que cada nova tecnologia absorve e se enriquece das tecnologias pré-existentes. Embora o foco de interesse do curso esteja mais voltado para as estéticas digitais, o curso começa com a fotografia e o cinema porque uma das características mais importantes das estéticas digitais está justamente na absorção e hibridização das estéticas tecnológicas anteriores.

O objetivo do curso é repensar em profundidade as questões estéticas que o acelerado desenvolvimento tecnológico do nosso tempo está colocando em pauta, levando em conta o desenvolvimento histórico das tecnologias e seus meios de produção de linguagem, assim como as teorias e as criações específicas a que elas deram origem.

As estéticas tecnológicas presentes na publicidade, em designs de hipermídia, em vinhetas de televisão, em documentários, na moda, nas sonoridades circundantes, no ciberespaço etc. constituem um tecido híbrido, intrincado e complexo, que será trabalhado sistematicamente no curso para desvendar a cultura estética contemporânea.

Ao final do programa, o participante será um especialista com habilidade para analisar, avaliar e gerir criticamente projetos e trabalhos no campo das estéticas tecnológicas.

Início em: 30 de agosto de 2011

Matrícula: R$ 682,00 + 19 parcelas de R$ 682,00

PUC-SP - Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital - Unidade COGEAE Consolação
Rua da Consolação, 881 - Consolação - São Paulo - SP
11 3124-9600
www.cogeae.pucsp.br

Organização Curricular
Corpo Docente

Posted by Gilberto Vieira at 11:01 AM

junho 14, 2011

Audiovisual Online: Leituras Críticas com Ananda Carvalho no MIS, São Paulo

Audiovisual Online: Leituras Críticas

Ministrante: Ananda Carvalho

O MIS promove o workshop Audiovisual Online: Leituras Críticas, que visa abordar questões técnicas, conceituais e estéticas da produção artística em novas mídias. Ministrado por Ananda Carvalho, busca estimular possíveis leituras através da criação de ensaios audiovisuais que utilizam matérias-primas disponíveis na Internet e das mídias sociais.

Na atualidade, câmeras, celulares, Facebook, Twitter - ou tudo isso junto - substituem os antigos blocos de anotações. Para escrever um texto, não recorremos apenas às palavras, mas também a imagens e sons. O material de pesquisa pode ser ampliado para a imensa quantidade de arquivos audiovisuais disponíveis online. Programas como Word são substituídos pelos softwares de edição de vídeo. Desse modo, o audiovisual permite uma nova forma de escrita, ou melhor, de comunicar-se.

9 a 30 de julho de 2011, 9-13h

R$15,00

Museu da Imagem e do Som - MIS
Avenida Europa 158, Jardim Europa, São Paulo - SP
11-2117-4777 ou mis@mis-sp.org.br
www.mis-sp.org.br

Sobre a ministrante

Ananda Carvalho é curadora, crítica de arte e professora nos cursos de Produção Audiovisual e Rádio e TV na FMU/FIAM/FAAM. Doutoranda e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e especialista em Criação de Imagem e Som pelo SENAC-SP. Sua pesquisa de doutorado, com apoio de bolsa CNPq, enfoca os processos de criação audiovisual através do fluxo da Internet. Foi curadora da exposição [das imagens às coisas], Escola São Paulo, 2009, e assistente de curadoria da exposição Galeria Expandida, Luciana Brito Galeria, 2010. Escreveu textos críticos para o Canal Contemporâneo e para exposições realizadas no SESC-SP. Pesquisadora do grupo arte&meios tecnológicos (CNPq/FASM) desde 2007. Foi editora dos sites Canal Contemporâneo, do Centro Cultural da Espanha, do Museu da Imagem e do Som e do Paço das Artes.

Posted by Gilberto Vieira at 5:10 PM

junho 9, 2011

Ateliê de Arte Contemporânea: Produção e Pensar com Flávio Abuhab no Centro Universitário Belas Artes, São Paulo

Ateliê de Arte Contemporânea: Produção e Pensar

Professor: Flávio Abuhab

Desenvolver atividades em Ateliê a partir da produção (projeto) pessoal de cada aluno, seguido de discussão sobre atividade, conceituando o uso de materiais e suportes, explorando as possibilidades de Produção em Arte Contemporânea. Contato com experiências e Obras de Arte Contemporânea Nacionais e Internacionais. Gerenciamento de sua Carreira por meio de participações em Editais e Salões de Arte. Montagem de Portfólio de produção. Contato com Espaços e Exposições (Museus, Galerias e espaços Institucionais).


30 de julho a 15 de outubro, sábado, 9 - 12h

R$ 492,00

Centro Universitário Belas Artes São Paulo
Cobertura da Unidade 2
Rua Doutor Álvaro Alvim, 90 - Vila Mariana
11-5576-7300
www.belasartes.br
Inscrições on line

Flávio Abuhab
Artista Plástico, com várias participações em Salões e Exposições no Brasil e no Exterior, e professor formado na Faculdade de Belas Artes de São Paulo e atualmente Pós-Graduando (Mestrado) em "Processos e Procedimentos Artísticos" no Instituto de Artes da UNESP.

Posted by Marília Sales at 3:26 PM

junho 8, 2011

Oficina de performance Coreografia do Dia a Dia com Amelia Winger Bearskin no Museu Victor Meirelles, Florianópolis

Oficina de performance Coreografia do Dia a Dia

ministrante: Amelia Winger Bearskin

O Projeto Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles em parceria com ECA-USP e Contemporão, receberá nos dias 22 e 23 de junho, na sala multiuso do Museu Victor Meirelles, a artista Amelia Winger Bearskin, que realizará a oficina de performance “Coreografia no Dia a Dia”. Na oficina, serão propostas ações que exploram a relação com espaços urbanos, a partir de trabalhos de organização espacial do corpo em tais locais.

Observação: A oficina será ministrada em inglês e espanhol.

Pré-inscrição até 19 de junho de 2011.

22 e 23 de junho de 2011, 10 -13h; 15-18h

Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles, 59 - Centro - Florianópolis
48-3222-0692 e mvm.ac@museus.gov.br

A oficina é gratuita e tem como público-alvo artistas, professores e interessados (acima de 17 anos). Serão 15 vagas disponibilizadas. O critério de seleção será a análise das respostas enviadas pelo candidato ao questionário que segue abaixo. O processo seletivo e os critérios adotados são de responsabilidade da equipe da Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 19 de junho de 2011 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para mvm.ac@museus.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 20 de junho.

Nome completo:
Telefone:
E-mail:
Formação:
Área de atuação profissional:
Instituição:
Por que tem interesse em participar desta oficina?

Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que comunique com antecedência para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados. Informamos que aqueles que não comparecerem à oficina após terem seus nomes inscritos não poderão frequentar outra oficina do Museu Victor Meirelles ao longo do ano de 2011, salvo justificativa comprovada da ausência.

Posted by Marília Sales at 2:09 PM

junho 3, 2011

Programa Independente da Escola São Paulo - PIESP, São Paulo

Programa Independente da Escola São Paulo - PIESP

Interlocutores, Artistas e Curadores: Adriano Pedrosa (diretor), Ana Paula Cohen, Carla Zaccagnini, Luisa Duarte, Marcos Moraes, Rodrigo Moura, Ivo Mesquita, Rivane Neuenschwander, Rosângela Rennó e Mauricio Dias.

Líderes de Seminário: Adriano Pedrosa (segundo semestre) e Carla Zaccagnini (primeiro semestre).

O PIESP é um Programa para a formação de artistas e curadores que buscam o desenvolvimento de suas pesquisas, linguagens e projetos em artes visuais.

Um grupo de até 16 artistas e curadores será selecionado para participar do PIESP, com duração de agosto de 2011 a junho de 2012. O objetivo do programa é ampliar as ferramentas críticas e investigativas dos participantes, algo premente num momento de expansão do circuito brasileiro de arte contemporânea, que merece uma revisão de conceitos e críticas ao seu modo de atuação atual. O PIESP oferece uma diversificada abordagem das produções individuais, mediante o diálogo com vários interlocutores e o contato com distintos pontos de vista bem como a possibilidade de conhecer e interagir com trabalhos mais maduros. O programa foi concebido e é dirigido pelo curador Adriano Pedrosa, que concebeu a Bolsa Pampulha, em Belo Horizonte.

A atividade central do PIESP é o seminário crítico semanal, no qual os processos e a produção de cada um dos participantes são apresentados por ele e discutidos com o grupo com a mediação do interlocutor.

O PIESP inclui também palestras e encontros individuais com os interlocutores, um corpo de profissionais formado por artistas, críticos e curadores ativos no circuito de arte contemporânea brasileiro e internacional.

A Edição 2011/2012 do PIESP, Programa Independente da Escola São Paulo, com início em agosto deste ano, conta com o apoio do projeto Prêmio de Artes Escola São Paulo Paulo.

O Prêmio que é patrocinado pela Indra e conta com o apoio do Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, irá selecionar 7 artistas para receberem uma bolsa de valor integral para participar do Programa Independente da Escola São Paulo – PIESP.

A banca de jurados que escolherá os sete artistas contemplados com as bolsas será formada pela Direção do Programa e pelos Interlocutores Residentes: Adriano Pedrosa, Marcos Moraes, Ivo Mesquita, Rodrigo Moura, Carla Zaccanini e Luisa Duarte.

Inscrições até 30 de junho 2011

Valor: R$ 400 + 11 parcelas de R$ 400

Material solicitado para inscrição de artistas:
statement ou carta de intenções, portfólio de até 20 imagens ou 20 minutos e currículo com nome, contato, formação e data de nascimento;

Material necessário para inscrição de curadores:
statement ou carta de intenções, seleção de textos (até 10 páginas) e/ou proposta de exposição

Início do programa 16 de agosto de 2011 a junho de 2012, terças e quintas, 19h30 - 22h30
Carga horária total de atividades 138 horas

Envie seu material para avaliação para:

piesp@escolasaopaulo.org

Tomás Toledo, Coordenador de Programação
11-3060-3636


Estrutura do Programa

Seminário crítico

Encontros semanais com todo o grupo de participantes liderado no 1° semestre pela interlocutora Carla Zaccagnini, e no 2° semestre pelo diretor do programa Adriano Pedrosa. O seminário tem a estrutura semelhante a uma critic class comum nos programas de formação de artistas e curadores nos Estados Unidos e na Europa, porém inexistente no Brasil. Critic class, ou “aula crítica”, consiste numa sessão de debate em torno da produção de um dos participantes, onde cada semana um deles apresenta seu trabalho ao resto do grupo que por sua vez o discute em profundidade, questionando suas decisões estéticas, formais e conceituais.

Encontros individuais com interlocutores

Os participantes terão encontros individuais com todos os interlocutores do PIESP para discussão de seu trabalho e de seus projetos. Cada encontro individual dura 45 minutos, nele o artista deverá mostrar seu trabalho e seus projetos, e terá a oportunidade de estabelecer uma interlocução direta com os mais destacados artistas e curadores brasileiros.

Palestras

Como complementação dos seminários e dos encontros individuais, cada um dos interlocutores realiza uma palestra por ano sobre um aspecto de seu trabalho – seja artístico, seja curatorial, seja crítico. As palestras têm duração de 2 horas.

Posted by Marília Sales at 10:40 AM