Página inicial

Como atiçar a brasa

 


novembro 2013
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Pesquise em
Como atiçar a brasa:

Arquivos:
As últimas:
 

outubro 17, 2012

Diálogo entre o velho e o novo por Luís Felipe Soares, Diário do Grande ABC

Diálogo entre o velho e o novo

Matéria de Luís Felipe Soares originalmente publicada no caderno Cultura e Laser do Diario do Grande ABC em 17 de outubro de 2012

Não importa a qual corrente artística, movimento cultural ou época distinta pertença uma obra. A atemporalidade da arte faz com que produções antigas e contemporâneas dialoguem de alguma forma. É com esse pensamento que a Fundação Pró-Memória inaugura amanhã a exposição 'Pinacoteca 10 anos - Artes Visuais em São Caetano do Sul', que encerra os eventos comemorativos da primeira década do centro cultural do município. A abertura especial ocorre a partir das 19h30 e a visitação gratuita segue até 8 de fevereiro.

Entre diferentes tipos de produção, como pinturas, fotografias e esculturas, a mostra mescla itens de diferentes momentos, com destaque para obras que marcaram presença nos salões de arte contemporânea realizados na cidade entre as décadas de 1960 a 1980. Itens recentemente adquiridos pelo acervo, casos de uma litogravura de Gregório Gruber e dos três primeiros colocados do 1º Salão de Artes Visuais de São Caetano (ocorrido entre julho e setembro), completam as atrações. Nomes como Antonio Lucio Pegoraro, Hans Suliman Grudzinski, Aldemir Martins, João Suzuki e Marcia Kikuchi estão representados.

"Estamos propondo uma nova leitura da arte ao longo do tempo. A ideia inicial era dividir o acervo em núcleos, mas reparamos que há diálogo entre as obras, seja quanto à técnica, expressão ou cores. São itens de tempos diferentes que proporcionam uma leitura contínua", explica a curadora da exposição e coordenadora da Pinacoteca, Monica Iafrate.

Atualmente contando com cerca de 400 trabalhos listados - o dobro desde sua abertura -, o centro cultural chama a atenção por seu forte acervo de gravuras. O objetivo é que essa ligação com o estilo se fortaleça, principalmente por meio de oficinas comandadas pelo mestre impressor Roberto Gyarfi, o Alemão.

Segundo Monica, o grande desafio do projeto é fazer-se presente no cotidiano da comunidade. "Divulgar nosso trabalho é uma luta diária. Tentamos um processo de formação de público, que acaba sendo um projeto a longo prazo. Acho que estamos ganhando força aos poucos. Pode parecer que já estamos abertos há muito tempo, mas, na verdade, são só dez anos de atividade", afirmou a coordenadora. "A Pinacoteca é mais do que um espaço expositivo, trata-se de uma troca de experiência. É um lugar para artistas e para a população ver arte."

Pinacoteca 10 anos - Artes Visuais em São Caetano do Sul - Exposição. A partir de amanhã, às 19h30. Na Pinacoteca de São Caetano - Rua Dr. Augusto de Toledo, 255. Tel.: 4221-9008. Seg. a sex. das 9h às 17h; sáb., das 9h às 13h. Grátis. Até 8 de fevereiro.

Posted by Marília Sales at 3:17 PM