Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


junho 2019
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            
Pesquise no blog:
Arquivos:
junho 2019
maio 2019
abril 2019
março 2019
fevereiro 2019
janeiro 2019
dezembro 2018
novembro 2018
outubro 2018
setembro 2018
agosto 2018
julho 2018
junho 2018
maio 2018
abril 2018
março 2018
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

abril 7, 2019

Ivan Grilo lança livro na EAV Parque Lage, Rio de Janeiro

Com 150 exemplares, numerados e assinados, o livro-obra “Não me lembro bem,” (Familia Editions), do artista plástico Ivan Grilo será lançado no dia 5 de abril de 2019, na SP-Arte, em São Paulo, e no dia 10 de abril de 2019, na Escola de artes Visuais do Parque Lage (EAV Parque Lage), no Rio de Janeiro. Com design de Maria do Lago, a bem-cuidada edição pretende traduzir visualmente a poética da criação de Ivan Grilo.

O livro é uma peça inédita e singular, criada através de um formato editorial onde a comunhão de materiais, as técnicas e a narrativa visual foram desenvolvidas em colaboração entre o artista e a editora. O diálogo surgiu da intenção de interpretar em papel as cartas representadas nas placas de bronze de Ivan Grilo, combinadas com a imagética da simbologia da história do Brasil “esquecida”, “escondida”.

A sequência de páginas, alternando textos desenvolvidos pelo artista e imagens de seu acervo pessoal, flui em harmonia através do contraste dos diferentes materiais escolhidos. O texto é impresso em baixo relevo em papel de algodão artesanal de alta gramatura e as fotos, em papel transparente, produzido com fibra de bananeira, encadernadas em dobra francesa, criam o efeito de imagens “escondidas”.

Com apoio da Luciana Caravello Arte Contemporânea, galeria que há sete anos representa o artista, os livros são produzidos artesanalmente no Brasil, impressos manualmente em letterpress, sobre dois tipos de papéis artesanais, fabricados por encomenda e são encadernados à mão, com capa mole em tecido e costura japonesa.

SOBRE O ARTISTA
Ivan Grilo (Itatiba, 1986. Vive e trabalha em Itatiba, São Paulo) é graduado em artes visuais pela PUC-Campinas (2007). Tem como núcleo central de pesquisa a relevância de arquivos históricos e orais, juntamente com as diferentes possibilidades de leitura sobre um mesmo fato. Tomando como ponto de partida a fotografia principalmente como forma de documentação e registro de tempo, o artista busca dissecar os papéis representativos, políticos, narrativos, conceituais e estéticos da imagem, às vezes questionando ou mesmo reescrevendo de outro ângulo o material original, sutilmente embaçando a memória e a ação do tempo.

Dentre suas principais exposições individuais estão: “Preciso te contar sobre amanhã” (2016), na Luciana Caravello Arte Contemporânea, Rio de Janeiro; “Quando cai o céu” (2014), no Centro Cultural São Paulo; “Ninguém” (2011), no Paço das Artes, USP, São Paulo, além de integrar o Projeto Cofre com a mostra “Estudo para medir forças” (2015), na Casa França-Brasil, Rio de Janeiro.

Dentre as exposições coletivas estão: “Il coltello nella carne”, curadoria de Jacopo Crivelli Visconti e Diego Sileo no PAC – Padiglione d’arte contemporanea di Milano em 2018, além das itinerâncias do Prêmio Marcantonio Vilaça, na curadoria de Josué Mattos: “Verzuim Braziel” (RJ/CE/GO) e também a exposição “Lugares do Delírio”, no SESC Pompeia, curadoria de Tania Rivera. Em 2017 participou de duas exposições dentro da “BIENALSUR - Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul”, e no ano anterior da exposição “Avenida Paulista”, com curadoria de Adriano Pedrosa e Tomás Toledo, no MASP - Museu de Arte de São Paulo, além de “A cor do Brasil”, curadoria de Paulo Herkenhoff e Marcelo Campos no Museu de Arte do Rio. Já em 2015, foi convidado por Pablo León de la Barra para “Tempos Difíceis” na Casa França-Brasil, e em 2012 participou da “2nd Ural Biennial of Contemporary Art” com curadoria de Raphael Fonseca na Rússia.

Recebeu, em 2012, o “XII Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia”, em 2013 o “PROAC Artes Visuais – Governo do Estado de São Paulo”, em 2015 o “Prêmio illy sustainArt – SP/arte”, em 2016 o “Prêmio Foco Bradesco ArtRio”, e em 2017 o “Prêmio Fundação Marcos Amaro – SP/Arte”, além de indicações ao prêmio PIPA - Prêmio Investidor Profissional de Arte.

Nos últimos anos participou de residências no Maranhão (Chão São Luís), Portugal (Triangle Network) e Itália (Humus Interdisciplinary Residence).

Sua obra integra importantes coleções, como: Solomon R. Guggenheim Museum, Fundación ARCO - CCA2M - Centro de Arte Dos de Mayo de la Comunidad de Madrid, Itaú Cultural, MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo, MASP - Museu de Arte de São Paulo, MAR - Museu de Arte do Rio de Janeiro, MAM/RJ - Col. Gilberto Chateaubriand, Fundação Bienal de Cerveira e Museo de la Universidad de Tres de Febrero.

SOBRE A EDITORA
Familia Editions é uma editora independente, especializada em edições limitadas de artistas brasileiros com foco no mercado internacional. Criada por Maria Lago - carioca residente em NY – editora, designer e diretora de arte com vasta experiência em projetos editorais artísticos.

O evento no Parque Lage apresenta a editora com seus 4 livros até hoje publicados. São os livros de artista de: AVAF (AVAF, 2018 – lançado em SP na galeria Casa Triângulo); Demian Jacob (Devaneios, 2018 – lançado na Paris Photo 2018); Dalton Paula (Anotações Visuais, 2019 – inédito, a ser lançado na SP Arte e no Parque Lage); e Ivan Grilo (Não me lembro bem,,2019 - inédito, a ser lançado na SP Arte e no Parque Lage). A editora e os artistas estarão presentes no evento.

SOBRE A LUCIANA CARAVELLO ARTE CONTEMPORÂNEA
O principal objetivo da Luciana Caravello Arte Contemporânea, fundada em 2011, é reunir artistas com trajetórias, conceitos e poéticas variadas, refletindo assim o poder da diversidade na Arte Contemporânea. Evidenciando tanto artistas emergentes quanto estabelecidos desde seu período como marchand, Luciana Caravello procura agregar experimentações e técnicas em suportes diversos, sempre em busca do talento, sem discriminações de idade, nacionalidade ou gênero.

Lançamento do livro “Não me lembro bem,”, de Ivan Grilo
São Paulo
Dia 5 de abril de 2019, às 16h
SP-Arte, Sessão editorial
Pavilhão da Bienal, São Paulo

Rio de Janeiro
Dia 10 de abril de 2019, às 19h
Salão Nobre, EAV Parque Lage
Rua Jardim Botânico 414, Rio de Janeiro

150 exemplares, numerados e assinados
Formato 18,5cm X 22cm
28 páginas.
R$1.200,00
Design: Maria Lago
Impressão: Estúdio Baren
Encadernação: Gabriela Irigoyen
Papéis: Moinho Brasil

Posted by Patricia Canetti at 8:17 AM