Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


fevereiro 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      
Pesquise no blog:
Arquivos:
fevereiro 2018
janeiro 2018
dezembro 2017
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

fevereiro 27, 2018

Anna Bella & Lygia & Mira & Wanda no MAC, Niterói

MAC Niterói abre exposição com obras só de mulheres

Uma homenagem a quatro ícones das artes visuais, que fazem parte da coleção MAC – João Sattamini

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói recebe, a partir de 3 de março, uma exposição só de mulheres, todas importantes nomes do cenário artístico contemporâneo.

Com curadoria de Pablo León de La Barra e Raphael Fonseca, a mostra Anna Bella& Lygia & Mira & Wanda apresenta obras de Anna Bella Geiger (1933-), Lygia Clark (1920-1988), Mira Schendel (1919-1988) e Wanda Pimentel (1943-), presentes na importante Coleção MAC – João Sattamini.

Cerca de 50 obras, com técnicas variadas (vídeo, pinturas, gravuras e esculturas), farão parte da exposição. Lygia Clark e Mira Schendel foram grandes pesquisadores das relações entre imagem e geometria no Brasil, sendo que, posteriormente, suas formas saem do plano e se dirigem ao espaço. No caso de Lygia Clark, seu interesse chega mesmo à experimentação de diversos sentidos por parte do público. Enquanto isso, Geiger é uma das precursoras do abstracionismo informal no país. Posteriormente, foi conhecida por suas experimentações na gravura e no vídeo, com destaque para a forma como a palavra exerce um lugar crítico e mesmo humorístico na sua pesquisa. Por fim, Wanda Pimentel é uma artista que trabalha predominantemente com pintura, com criações de obras icônicas durante os anos 1960 e 1970 em que o corpo feminino era fundido a objetos domésticos. Além das telas e esculturas, haverá, ainda, alguns vídeos da Anna BellaGeigere um vídeo sobre a Wanda Pimentel (dirigido pelo Antonio Carlos Fontoura, de 1972).

“Em um momento em que as instituições de artes visuais revisam as relações de gênero contidas em suas coleções, se faz essencial que a curadoria do museu proporcione ao público um panorama da arte produzida no Brasil por meio das poéticas de quatro artistas mulheres. Cada uma das áreas do mezzanino será dedicada a uma artista em formato semelhante a pequenas individuais. As diferenças de suas pesquisas virão à tona uma vez que o público realize o seu percurso no espaço e, por consequência, as mudanças de perspectivas na produção de arte no país serão perceptíveis”, esclarece Raphael Fonseca.

O espaço do mezanino é dividido em 4 espaços. Cada espaço será ocupado por obras de uma destas artistas. “Optamos por começar a pensar a Coleção MAC – João Sattamini a partir destas quatro artísticas icônicas das artes visuais no Brasil, no momento em que diversas coleções de arte revisam sua própria história e as questões de gênero implicadas nas mesmas”, finaliza Pablo León de La Barra.

É válido ressaltar, ainda, que o MAC Niterói conta com monitores – todos alunos de universidades públicas de áreas afins às artes visuais -, que estão trabalhando em conjunto com a curadoria e escreverão textos sobre cada uma das quatro artistas.

Posted by Patricia Canetti at 8:30 AM