Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


novembro 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    
Pesquise no blog:
Arquivos:
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

novembro 19, 2017

Aqui, bem ao Sul no MAB-Centro, São Paulo

Mostra ocorre na extensão do museu na Praça do Patriarca, o MAB Centro, com obras de artistas em residência artística

Mostras simultâneas em diversos espaços culturais ao redor do mundo movimentam o circuito artístico até meados de dezembro. Trata-se da 1ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea na América do Sul (Bienalsur). A Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) participa da programação com a exposição Aqui, bem ao Sul, que abre na próxima segunda-feira (30/10), no MAB-Centro, extensão do Museu de Arte Brasileira, localizado no Edifício Lutetia, centro de São Paulo.

A mostra reunirá obras de diferentes artistas - quatro brasileiros e três estrangeiros - que estão na Residência Artística FAAP e seguem a proposta da Bienalsur, que é a de refletir sobre a condição de estar na região sul do globo. Nesse sentido, apresentará distintos olhares, da vida urbana e da cidade, desses artistas, que estão em São Paulo desde agosto deste ano.

"Propomos, na mostra, a reflexão sobre esses processos de criação, em deslocamento, como forma contemporânea de produção, na qual conceitos como participação, troca e vida coletiva se tornam peças fundamentais", diz o professor Marcos Moraes, coordenador da Residência Artística FAAP e dos cursos de Artes Visuais.

Os artistas que participam da mostra são: Cristina Dias (EUA/Brasil), Rui Dias Monteiro (Portugal / Fundação Calouste Gulbenkian), Laura Belém (Brasil), Federica Andreoni (Itália), Antoine Guerreiro do Divino Amor (Brasil), Rafael Salim (Brasil), Zoroastra Infinita (Portugal).

Processos de trabalho

Além das obras dos artistas residentes, o público terá ainda a oportunidade de assistir, no 8º andar do Edifício Lutetia, ao videodocumentário com depoimento e o registro do processo de trabalho da artista italiana Margherita Isola.

A artista, que passou pela Residência Artística FAAP em 2016, produziu uma série de gravuras com a participação de refugiados, com os quais teve contato quando esteve em São Paulo. O trabalho da artista é voltado à investigação com processos gráficos, em particular com litografia, tendo como tema os processos de imigração forçada e deslocamentos.

Margherita Isola é uma das selecionadas pelos curadores da Bienalsur, entre 2.500 projetos provenientes de 78 países.

Posted by Patricia Canetti at 9:30 AM