Página inicial

Blog do Canal

o weblog do canal contemporâneo
 


novembro 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    
Pesquise no blog:
Arquivos:
novembro 2017
outubro 2017
setembro 2017
agosto 2017
julho 2017
junho 2017
maio 2017
abril 2017
março 2017
fevereiro 2017
janeiro 2017
dezembro 2016
novembro 2016
outubro 2016
setembro 2016
agosto 2016
julho 2016
junho 2016
maio 2016
abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
julho 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
setembro 2012
agosto 2012
junho 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
novembro 2011
setembro 2011
agosto 2011
junho 2011
maio 2011
março 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
junho 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
maio 2009
março 2009
janeiro 2009
novembro 2008
setembro 2008
agosto 2008
julho 2008
maio 2008
abril 2008
fevereiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
agosto 2007
junho 2007
maio 2007
março 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
junho 2004
maio 2004
abril 2004
março 2004
janeiro 2004
dezembro 2003
novembro 2003
outubro 2003
agosto 2003
As últimas:
 

novembro 14, 2017

Ana Linnemann na Periscópio. Belo Horizonte

Com peças exclusivas, "Exposição de galeria + Anotações sobre a prática" é a última mostra individual do ano no espaço

A Galeria de Arte Contemporânea Periscópio apresenta a última mostra individual do ano, a inédita Exposição de galeria + Anotações sobre a prática da renomada artista Ana Linnemann, dia 28/10, de 11h às 17h. Trata-se de uma versão expandida do projeto Exposição de galeria, acrescida de trabalhos reunidos sob o título de Anotações sobre a prática com um total de 20 obras transitando entre a pintura e a escultura. A exposição examina formatos comuns ao universo das galerias: pinturas e desenhos em condição de discordância. Ela tem uma carreira consolidada e é referência artística. “Teremos uma máquina que chuta a parede em intervalos regulares, cuja denominação é “O artista”, sendo o ponto de partida de minha exposição”, conta Ana Linnemann.

O diretor da Galeria Periscópio Rodrigo Mitre explica que um dos motivos da mostra está na importância da artista para o cenário cultural. “A nossa proposta é sempre trabalhar com artistas de gerações distintas e Ana se encaixa em uma turma com um longo período de carreira, cuja produção é madura e já tem um caminho estabelecido com uma produção singular referencial também para muitos artistas em BH”, afirma.

A artista trabalha a partir de uma trama de materiais, objetos e técnicas para verificar os formatos de pintura e desenho através de uma ótica de inversão. “À princípio, escolhi o alvo como imagem das pinturas por ser um motivo básico do universo produtivo (o alvo como meta), além das inúmeras referências à história da arte, como Jasper Johns, entre outros. Ao mesmo tempo, o alvo é uma estrutura que não sai de si mesma e, sendo a mesma sob qualquer ponto de vista, oferece uma narrativa sempre circular. As pinturas-alvo são o resultado de uma relação entre essa imagem e um processo de corte e dobra, subtraindo de um formato em que o valor é medido pelo tamanho e, dessa forma, permite pensar sobre o sistema de apreçamento ou a ideia de originalidade”, revela.

Ana Linnemann teve suas obras apresentadas em instituições, como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (RJ), Museu de Arte do Rio (MAR), Paço Imperial (RJ), Museu Histórico Nacional, Galeria Laura Alvim (RJ), Centro Cultural Maria Antônia (SP), Centro Cultural São Paulo (SP), Sculpture Center (Nova Iorque), Museo del Barrio (Nova Iorque), Long Island University (Nova Iorque), MALBA (Buenos Aires), o Oslo Kunstforening (Oslo) e o Museu Imperial de Petrópolis.

A artista já recebeu diversos prêmios, como o Pró-Artes Visuais da Secretaria de Cultura da cidade do Rio de Janeiro para a produção da monografia Ana Linnemann Ultra Normal (Cosac Naify), ganhou as bolsas Vitae (São Paulo) e Pollock-Krasner (Nova Iorque) e foi uma das artistas contempladas pelo prêmio Arte e Patrimônio, Iphan, MinC.

Posted by Patricia Canetti at 7:07 PM